Você está na página 1de 2

ATRIBUTOS DE DEUS – ONISCIÊNCIA

Deus é onisciente. Ele sabe todas as coisas — todas as coisas possíveis, todas as coisas
reais, todos os eventos, conhece todas as criaturas, todo o passado, presente e futuro.
Conhece perfeitamente todos os pormenores da vida de todos os seres que há no céu,
na terra e no inferno. "... conhece o que está em trevas..." (Daniel 2:22).

Nada escapa à Sua atenção, nada pode ser escondido dEle, não há nada que Ele
esqueça! Bem podemos dizer com o salmista: "Tal ciência é para mim
maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir" (Salmo 139:6). Seu conhecimento é
perfeito. Ele jamais erra, nem muda, nem passa por alto coisa alguma. "E não há cria
tura alguma encoberta diante dele: antes todas as coisas estão nuas e patentes aos
olhos daquele com quem temos de tratar" (Hebreus 4:13). Sim, tal é o Deus a quem
temos de prestar contas!

(Salmo 139:2-4) - (Ezequiel 11:5).

Embora ele seja "invísivel" para nós, nos não somos para ele. As árvores do jardim não
puderam ocultar os nossos primeiros pais. Nenhum olho humano viu Caim assassinar
seu irmão, mas o seu Criador testemunhou o crime. Sara pôde rir zombeteira, oculta
em sua tenda, mas foi ouvida por Jeová. Acã roubou uma cunha de ouro e a escondeu
cuidadosamente no solo, mas Deus a trouxe à luz. Davi escondeu a sua iniqüidade a
duras penas, mas pouco depois o Deus que tudo vê enviou-lhe um dos Seus servos
para dizer-lhe: "Tu és o homem!" E tanto ao escritor como ao leitor se diz: "... sabei
que o vosso pecado vos há de achar" (Números 32:23).

Deus é onisciente (Sl 139; Jo 21.17; Cl 2.3). Ele tem capacidade de inteligência e
raciocínio. Não existe para Deus.

Dois aspectos da onisciência:

1º Deus tem autoconhecimento perfeito e total (Ele conhece passado, presente e


futuro de modo exaustivo ) - Is 41:21-23

2º O Conhecimento de Deus é originários dele mesmo, ele não deriva seu


conhecimento de ninguém. - Rm 11:34

A ONISCIÊNCIA COMO CONSOLAÇÃO - Jó (23:10); Sl 103:14; Sl 139:23-24; João 21:17

Não há motivo para temer que as petições do justo não serão ouvidas, ou que os seus
suspiros e lágrimas não serão notados por Deus, visto que Ele conhece os
pensamentos e as intenções do coração. Não há perigo de que um santo seja
passado por alto no meio da multidão (Is 65:14)
Ele previu todas as minhas quedas, todos os meus pecados, todas as minhas
reincidências; todavia, fixou em mim o Seu coração. Como a percepção disto deveria
fazer-me prostrar em admiração e adoração diante dEle!

- O conhecimento exaustivo de Deus sobre o futuro:

Tudo que ocorre nesse mundo – tanto grandes acontecimento como detalhes mínimos
– está sob o controle soberano de Deus. (Lm 3:37-38; Hb 4.13; 1Jo 3.20)

* Explicar Teísmo Aberto

* A Vontade decretiva e vontade prescritiva (normativa):

Decretiva é a preordenação de Deus (Jo 42.2) (Mt 11:25-26), o que acontece do


começo ao fim do mundo. A vontade normativa são seus preceitos (Ex 20).

DEUS MUDA ?

Deus muda no seu relacionamento imanente e temporal com a criação. Porém, esse
fato não diminui em nada a sua total soberania. Todas essas mudanças são resultado
do seu decreto eterno, que faz com que tudo aconteça de acordo com sua vontade.

- O problema do mal e O caráter de Deus:

Deus sabe tudo que vai acontecer, até mesmo aquilo que chamamos de mal.

Por definição, tudo que Deus faz e bom, mesmo que pelos padrões humanos pareça
mal: “Justo é o Senhor em todos os seus caminhos, benigno em todas as suas obras”
(SI 145.17).

A questão é: Pomos em cheque o caráter de Deus quando sabemos que ele tinha
ciência dos piores maus que nos sobreviria mas não os impede, fazendo pesarmos nele
como um tirano. Mas só homens podem ser tiranos, pode viverem a vida usurpando
lugares que não lhe cabe. Deus não, Deus nunca será tirano. Tudo é dele, por ele e
para ele, nós somos apesar barro na mão desse oleiro. Tudo que ele faz, exercer, o faz
com autoridade legítima.