Você está na página 1de 14

CMCG

 

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL

1ª CHAMADA

01

Visto:

 

GABARITO

 

Assinado por

Cap Araújo

 

1ª QUESTÃO (10 escores)

 
 

MÚLTIPLA ESCOLHA

 

ESCOLHA A ÚNICA RESPOSTA CERTA, ASSINALANDO-A COM UM “X” NOS PARÊNTESES À ESQUERDA.

 

01. Leia o texto abaixo.

 
 

Em 3200 a.C., Menés ficou conhecido por ser o primeiro faraó do Egito Antigo, desenvolvendo-se, a partir de sua época, o primeiro Império unificado historicamente conhecido, cuja longevidade, continuidade e realizações nas mais diversas áreas do conhecimento humano ainda despertam a atenção de arqueólogos e historiadores.

A formação do Egito teve como acontecimento de grande importância para a sua unificação, ainda na época do faraó Menés, o(a)

 

(

A )

conquista de territórios de vários povos estrangeiros localizados na região do Crescente Fértil.

 

(

B )

criação da escrita cuneiforme, necessária no país para o registro das cheias dos rios.

(

C )

controle pelo Estado egípcio da maior parte do território africano.

 

(

D )

influência do sistema teocrático dos povos da Mesopotâmia.

 

( E )

união das regiões do Baixo Egito e do monarca.

Alto Egito sob o controle de um único

 

02. Leia o texto abaixo.

 
 

"Ó senhor de todos! Rei de todas as casas. Nas decisões mais distantes fazes o Nilo celeste para que desça como chuva e açoite as montanhas, como um mar para regar os campos e jardins estranhos. Acima de tudo, porém, fazes o Nilo do Egito que emana do fundo da terra. E assim, com os teus raios,

cuidas de nossas hortas. Nossas colheitas crescem, e crescem por ti [

].

Tu estás em meu coração.”

 
 

(Coletânea de documentos históricos. 5ª a 8ª séries. Secretaria de Estado de Educação, São Paulo. p. 53.)

 

Sobre o texto acima, podemos afirmar que

 

( A ) está de acordo com Heródoto, o qual afirmava que o “Egito é uma dádiva do Nilo”, significando que o rio era de vital importância para o país.

 

(

B ) demonstra o temor dos egípcios com as cheias violentas do Nilo, que destruíam as obras hidráulicas construídas pelo trabalho coletivo do povo.

(

C ) explicita o poder que o faraó possuía, já que era considerado um deus vivo com capacidade, inclusive, de interferir no regime de águas do Nilo.

(

D ) demonstra a descrença do povo na capacidade de o rio fertilizar a terra o suficiente, a fim de prover boas colheitas anuais.

(

E ) aponta para o papel secundário do rio para a população em geral, a qual confiava mais na capacidade interventora do faraó.

 

SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL

1ª CHAMADA

02

Visto:

 

GABARITO

 

Assinado por

Cap Araújo

03. Em relação à pirâmide social egípcia, pode-se afirmar que:

 

(

A )

O patesi, membro da nobreza e mais alta autoridade do país, concentrava na sua pessoa poderes políticos, militares e religiosos.

(

B )

Os camponeses dedicavam-se exclusivamente às atividades agrícolas, já que a construção de obras públicas era tarefa apenas para os escravos.

(

C )

O faraó e a família real eram os únicos membros da sociedade que detinham o conhecimento da leitura e da escrita.

( D ) A quantidade de escravos na sociedade egípcia era pequena, chegando esses, inclusive a terem garantidos certos direitos.

(

E )

Escriba era o nome dado aos principais ministros do faraó.

 

04. O mapa a seguir mostra o Império Persa, por volta do século V a.C.

 
 
 

(Disponível emhttp://www.compartilhedicas.com/o-imperio-presa/>Acesso em 03/05/2015)

 

Tomando como base o mapa acima, sobre o Império Persa, e o que fora ministrado sobre o assunto em sala de aula podemos afirmar que, na época do rei Dário, que governou entre 521 a.C e 482 a.C.

(

A )

A principal dificuldade para que os monarcas persas governassem seu império era a falta de funcionários que verificassem a atuação dos governadores chamados sátrapas.

(

B )

A grande extensão territorial do Império Persa foi um dos fatores que contribuíram para sua administração por parte dos governantes.

( C )

Devido a sua grande extensão, como se vê no mapa, foram criadas as satrapias, a fim de que fosse mais bem administrado.

(

D ) A Estrada Real, assinalada no mapa, apesar de extensa dificultou os contatos entre as regiões distantes do Império.

(

E )

Outra dificuldade relacionada à administração persa era a grande quantidade de diferentes moedas que circulava nas atividades comerciais do império.

 

SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

 

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL

1ª CHAMADA

03

Visto:

 

GABARITO

 

Assinado por

Cap Araújo

05. A religião persa, denominada mazdeísmo ou zoroastrismo, foi criada por Zoroastro ou Zaratustra, tendo sido importante influência para religiões como o judaísmo, o islamismo e o cristianismo.

 

A alternativa que apresenta aspectos que corretamente se relacionam à religião persa é:

 

(

A )

Politeísmo característico com o rei sendo considerado um deus vivo.

 

( B ) Existência do dualismo que opõe entre si os princípios do bem e do mal.

 

(

C )

O Talmude como principal livro que interpreta as concepções do monoteísmo persa.

(

D )

Inexistência de vida após a morte.

 

(

E )

Ausência de livre arbítrio para os homens, sendo seu destino sempre traçado por deus.

06. O mapa abaixo mostra a região onde se localizava, na Antiguidade, a Fenícia.

 
 
   
 
 

(Disponível em:<http://pt.wikipedia.org/wiki/Fen%C3%ADcia#/media/File:Phoenicia_map-pt.svg>Acesso em 03/06/2015)

O território da antiga Fenícia, uma pequena faixa de terra entre o Mar Mediterrâneo e uma cadeia de montanhas na região do atual Líbano, foi fundamental para determinar a principal atividade econômica desenvolvida por esse povo na Antiguidade. Tal atividade foi o(a)

(

A )

agricultura, mesmo em regiões montanhosas.

 

(

B )

envio de caravanas à África e à Índia.

(

C )

troca de metais preciosos, abundantes na região, por gêneros alimentícios

 

(

D )

rizicultura irrigada, ou seja, o plantio de arroz em áreas alagadas.

( E ) comércio marítimo.

 
 

SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL

1ª CHAMADA

04

Visto:

 

GABARITO

 

Assinado por

Cap Araújo

07. Ao contrário de diversos Estados da Antiguidade, na organização política fenícia a classe social que governava o país não justificava seu poder através de algum tipo de justificativa de caráter divino, tal como havia no Egito, onde o faraó era considerado um deus vivo, e da Mesopotâmia, monde os monarcas eram considerados representantes dos deuses. Em virtude dessa diferença dos fenícios em relação a outros povos da Antiguidade, em geral, podemos dizer que a Fenícia pode ser considerada como uma

( A ) talassocracia.

 

(

B )

democracia.

(

C )

diarquia.

(

D ) tirania.

 

(

E )

autocracia.

08. Observe o mapa abaixo. Ele mostra um caminho terrestre que interligava, na Antiguidade, a China à Europa.

 
 

(Disponível em<http://historiaespetacular.blogspot.com.br/2011/10/rota-da-seda.html>Acesso em 03/06/2015)

 

Sobre esse mapa e o caminho terrestre citado, podemos afirmar o seguinte.

 

(

A )

O mapa acima representa o domínio que a China exercia sobre toda a Ásia, África e Europa, na Antiguidade.

(

B )

O caminho mostrado no mapa era a rota das especiarias, produtos que eram transportados pelos portugueses, por mar, da Europa para a Ásia.

(

C ) O mapa apresenta um caminho denominado Rota da Seda, utilizado pelos europeus, que produziam esse produto e o vendiam para os chineses.

( D )

O caminho apresentado no mapa fazia parte da chamada Rota da Seda, que permitia as relações comerciais entre a China, diversos países da Ásia e a Europa.

(

E )

O caminho mostrado no mapa era a rota das especiarias, produtos que eram transportados pelos chineses, por mar, da Ásia para a Europa.

 

SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL 1ª CHAMADA 05

Visto:

GABARITO

Assinado por

Cap Araújo

09. Observe o esquema abaixo, que apresenta a divisão da sociedade indiana em castas, ainda existente em determinadas regiões da Índia nos dias atuais.

em determinadas regiões da Índia nos dias atuais. (Disponível

(Disponível em<http://amora2013india.pbworks.com/w/page/70927172/Sistema%20de%20Castas>Acesso em 03/06/2015)

Sobre a sociedade de castas indiana, leia as afirmativas abaixo e, logo após, assinale, a alternativa correta.

(

(

(

A )

B )

C )

( D )

( E )

Os brâmanes, sacerdotes na sociedade de castas, criaram explicações de caráter financeiro para justificar a existência e a separação das pessoas em castas.

Os vaixás, denominados vaicias no esquema acima, por estarem próximos da base da pirâmide social eram considerados os mais pobres.

Como aprendido nas aulas de História, os sudras, por estarem na base da pirâmide social, governavam a sociedade indiana, além de possuírem poder político.

Uma das características da sociedade de castas era a imobilidade social, ou seja, a impossibilidade de se “passar” de uma casta para outra.

Os párias, por não serem propriamente uma casta, ainda possuem a possibilidade de se “misturar” com qualquer uma das castas.

SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL 1ª CHAMADA 06

Visto:

GABARITO

Assinado por

Cap Araújo

10. A Índia é um país onde surgiram, ao longo dos séculos, diversas concepções de caráter religioso. Religiões muito antigas, como o hinduísmo e o budismo originaram-se na Índia. Atualmente, seus seguidores representam quase 20% da população do mundo. Por serem originárias da mesma região, possuem características parecidas, porém diferem em certos aspectos.

Sobre o hinduísmo podemos afirmar que

( A ) Dentre as concepções aceitas por essa religião está a crença na reencarnação.

(

(

(

(

B )

C )

D )

E )

Apesar de ter surgido na Índia, é praticado principalmente na China.

Brahman, Vishinu e Shiva são três deuses pouco cultuados nessa religião.

A cremação dos corpos dos mortos em rios como o Ganges é proibida.

Permite amplamente consumo de carne de boi, animal sagrado para essa religião.

SSAA / STE / CMCG 2015

Visto: CMCG AE2/2015 – HISTÓRIA 6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL 1ª CHAMADA 07 Assinado por
Visto:
CMCG
AE2/2015 – HISTÓRIA
6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL
1ª CHAMADA
07
Assinado por
GABARITO
Cap Araújo
2ª QUESTÃO (06 escores)
VERDADEIRO OU FALSO
COLOQUE UM “V” NO RETÂNGULO À ESQUERDA, QUANDO A SENTENÇA FOR DE SENTIDO
VERDADEIRO. COLOQUE UM “F”, QUANDO A SENTENÇA FOR DE SENTIDO FALSO.
11. Observe o mapa da África, abaixo. Ele apresenta algumas civilizações da África antiga, assim como
localiza o deserto do Saara no continente.
Civilização Nok
Reino de Kush
Reino de Axum
(WORLD History Atlas: Mapping the Human Journey. Londres: Dorling Kindersley, 2005. Adaptado)
As sociedades africanas da Antiguidade, tais como o Antigo Egito, foram grandemente influenciadas
pelo meio físico. O deserto do Saara teve um papel importante nas relações estabelecidas entre essas
diversas sociedades, tais como a civilização Nok, o Reino de Kush e o Reino de Axum, mostrados no
mapa da página anterior. Sobre o papel do deserto do Saara, assim como as civilizações citadas,
podemos afirmar que:
SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL

 

1ª CHAMADA

08

Visto:

 

GABARITO

 

Assinado por

Cap Araújo

 
 

3ª QUESTÃO (06 escores)

 
 

CORRESPONDÊNCIA

 
 

EXISTEM A SEGUIR VÁRIOS CONCEITOS EM COLUNAS. COLOQUE NOS PARÊNTESES DA COLUNA DA DIREITA O NÚMERO QUE JULGAR CORRESPONDER AO CONCEITO DA COLUNA DA ESQUERDA. CASO NÃO HAJA CORRESPONDÊNCIA, DÊ UM TRAÇO. LEVE EM CONTA QUE PODERÁ HAVER REPETIÇÃO DE NÚMEROS.

 

12. A história da civilização hebraica é muito antiga e marcada por movimentos migratórios, mudanças e conflitos internos e externos. Abaixo, encontram-se listados uma série de acontecimentos marcantes na história desse povo. A partir de seus conhecimentos e dos assuntos trabalhados em sala de aula, faça as correspondências corretas entre os acontecimentos e suas descrições.

 

ACONTECIMENTOS:

 

DESCRIÇÃO DOS ACONTECIMENTOS:

 

1. Êxodo.

(

1

)

Saída dos hebreus do Egito, guiados por Moisés.

2. Diáspora.

(

4

)

Movimento que buscava reunir os judeus espalhados pelo mundo para a volta à Terra Prometida. Perseguição movida pelos alemães aos judeus na época do nazismo.

3. Cisma.

(

-

)

4. Sionismo.

(

5

)

Período

no

qual

os

hebreus

permaneceram

aprisionados

na

 

Mesopotâmia.

 
 

5. Cativeiro Babilônico.

(

3

)

Divisão das tribos hebraicas em dois reinos: Israel e Judá.

 
 

(

2

)

Dispersão do povo hebreu pelo mundo provocada pelos romanos.

 

SSAA / STE / CMCG 2015

 

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL 1ª CHAMADA 09

Visto:

GABARITO

Assinado por

Cap Araújo

4ª QUESTÃO (03 escores)

IDENTIFICAÇÃO

13. Abaixo se encontra um mapa hidrográfico da Ásia onde estão assinaladas 03 (três) civilizações da Antiguidade estudadas no 2º bimestre letivo, no 6º Ano do Ensino Fundamental (6º Ano/EF), sendo que tais civilizações eram grandemente dependentes dos recursos proporcionados pelos rios que cortavam suas regiões.

Observando no mapa os nomes dos principais rios que se encontram próximos às regiões apontadas através de setas, faça as associações solicitadas na caixa de texto, a seguir.

ESCREVA NOS PARENTESES A SEGUIR DISPOSTOS, OS CONCEITOS QUE OS IDENTIFIQUEM COM AS PARTES ESPECIFICADAS NA FIGURA.

( 1 ) China. ( 3 ) Mesopotâmia. ( 2 ) Índia. 3 1 2
(
1 )
China.
(
3 )
Mesopotâmia.
(
2 )
Índia.
3
1
2

(Disponível em: <http://meumundogeografico.blogspot.com.br/2015/03/hidrografia-da-asia-texto-e-mapa.html>Acesso

em03/06/2015)

SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL 1ª CHAMADA 10

Visto:

GABARITO

Assinado por

Cap Araújo

5ª QUESTÃO (19 escores)

DÊ O QUE SE PEDE

14. Em 1902, pesquisadores encontraram em Susa, no Irã, ruínas de um monumento de pedra, apresentado na figura abaixo, com 3600 linhas, nas quais está escrito todo o Código de Hamurabi – um conjunto de leis dos povos da Mesopotâmia. O Código foi elaborado durante o governo de Hamurabi, no I Império Babilônico, e foi baseado na chamada Lei de Talião.

Babilônico, e foi baseado na chamada Lei de Talião. (Disponível em:

(Disponível em: <http://www.ebanataw.com.br/roberto/pericias/codigohamurabi.htm> Acesso em 20/05/2015.)

Abaixo se encontram alguns dos artigos do Código de Hamurabi.

- Se um homem livre cegou o olho de um homem livre, o seu próprio olho será cego.

- Se um homem livre espanca outro homem livre de igual condição, deverá pagar uma mina.

- Se um liberto espanca um liberto, deverá pagar dez siclos.

- Se o escravo de um homem livre espanca um homem livre, se lhe deverá cortar a orelha.

(Coletânea de documentos históricos. 5ª a 8ª séries. Secretaria de Estado de Educação, São Paulo. p. 53.)

Mina: no texto, barra de metal usada como moeda, que pesava 685,44 gramas. Siclo: fração da mina.

Sobre o Código de Hamurabi, responda aos subitens a), b) e c).

a) O que estabelecia a chamada Lei de Talião, citada no enunciado deste item, no que diz respeito à punição para determinados crimes praticados, o que pode ser resumido na frase “olho por olho,

dente por dente”?

(01 escore)

Estabelecia que a punição para determinados crimes deveria ser feita através de uma punição semelhante ao crime praticado .

b) No trecho do Código de Hamurabi, da página anterior, podemos dizer que a lei era a mesma para

todas as pessoas? Justifique.

(02 escores)

A lei não era a mesma para todas as pessoas , pois, dependendo da classe social, as punições eram diferentes .

SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL

1ª CHAMADA

11

Visto:

 

GABARITO

 

Assinado por

Cap Araújo

c) Comparando-se a época de Hamurabi com a atual, podemos afirmar que no Brasil a lei é a mesma

 

para todas as pessoas? Justifique sua resposta.

 

(02 escores)

No Brasil atual, as leis são as mesmas para todas as pessoas , pois todas as pessoas são consideradas iguais perante a lei.

15. Leia o texto abaixo.

 

1 - Não terás nenhum outro Deus.

2 - Não farás para ti imagem de escultura.

 

3 - Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão.

4 - Lembra-te do dia do sábado.

 

5 - Honra a teu pai e a tua mãe.

6 - Não matarás.

7 - Não adulterarás.

8 - Não furtarás.

9 - Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.

 

10 - Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo,

 

nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

 

(Bíblia Sagrada. Êxodo, Cap 20. 1 – 17)

O

texto anterior diz respeito aos Dez Mandamentos contidos na Bíblia Sagrada, mais especificamente

do Antigo Testamento, também levado em conta pela religião judaica, sobre a qual são feitas as perguntas que se seguem.

a) A religião dos judeus possui, até hoje, uma característica específica, própria dela, que a diferencia da maioria das religiões praticadas por povos da Antiguidade. Apresente a denominação dada a essa característica, explicando-a, e retire do texto acima um trecho que a demonstre.

 

(03 escores)

O monoteísmo , crença num único Deus , o qual diferenciava o judaísmo da maioria das religiões da Antiguidade. Tal característica está expressa no trecho “Não terás nenhum outro Deus”.

b) A religião judaica é de característica ética, ou seja, exige de seus seguidores determinados comportamentos ligados a uma moral, relacionada à prática do bem. Tendo isso em mente, retire do texto 2 (dois) trechos que demonstrem tal característica da religião judaica.

 

(02 escores)

“Não tomarás o nome de Javé, seu Deus, em vão” ; “honra a teu pai e a tua mãe” .

16. Abaixo se encontra uma das formas de se periodizar a História do Antigo Egito, contendo os períodos

as datas de início e fim de cada período. Os períodos e as datas não se encontram necessariamente em sua ordem correta de sucessão do tempo. Levando tais informações em consideração, construa corretamente uma linha do tempo da História do Antigo Egito, tomando por base as seguintes

e

instruções:

 

a. Trace uma linha reta, vertical ou horizontal, na próxima página.

 

b. No início da reta, faça uma marca para a data mais antiga, dentre as 5 (cinco) apresentadas abaixo.

c. O fim da reta deve ser traçado em formato de seta () para indicar a continuidade do tempo.

d. Em seguida, divida a reta em espaços de intervalos iguais, fazendo outras 4 (quatro) marcas para as outras 4 (quatro) datas restantes.

e. A ideia é que se associe a cada marca, feita na linha reta traçada, às diversas datas relativas ao início e ao fim de cada período da História do Antigo Egito, em sua ordem correta.

 

SSAA / STE / CMCG 2015

Visto: CMCG AE2/2015 – HISTÓRIA 6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL 1ª CHAMADA 12 Assinado por
Visto:
CMCG
AE2/2015 – HISTÓRIA
6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL
1ª CHAMADA
12
Assinado por
GABARITO
Cap Araújo
f. Entre as datas, já associadas à linha do tempo, coloque os diversos períodos da História do Antigo
Egito também em sua ordem correta de sucessão no tempo (ordem cronológica).
(09 escores)
Períodos da História do Antigo Egito:
- Novo Império.
- Período Pré-Dinástico.
- Médio Império.
- Antigo Império.
Datas:
- 4000 a.C.
- 2200 a.C.
- 525 a.C.
- 1580 a.C.
- 3200 a.C.
4000 a.C. (√)
3200 a.C (√)
2200 a.C. (√)
1580 a.C. (√)
| Período Pré-Dinástico (√)_|_Antigo Império (√)
|
Médio
Império (√)
|
Novo
525 a.C. (√)
Império (√)
SSAA / STE / CMCG 2015

CMCG

AE2/2015 – HISTÓRIA

6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL

1ª CHAMADA

13

Visto:

 

GABARITO

 

Assinado por

Cap Araújo

 

6ª QUESTÃO (06 escores)

 
 

DISCURSIVA

 
 

LEIA ATENTAMENTE O TEMA A SEGUIR E REDIJA O TEXTO NA CAIXA DE RASCUNHO COM UM MÍNIMO DE 05 (CINCO) E UM MÁXIMO DE 10 (DEZ) LINHAS. APÓS REDIGI-LO TRANSCREVA-O PARA A CAIXA DO TEXTO DEFINITIVO.

 

17. Leia o texto abaixo.

 
 

FAZENDO AS MÚMIAS

 
 

“[

 

Para os egípcios, todos possuíam um Ka e um Ba: o Ka era o clone da pessoa ou sua alma, e o Ba

 

equivalia a seu espírito. [

],

Ba e Ka precisavam se reencontrar no corpo do morto; portanto, era

importante que ele não apodrecesse. Um corpo mal conservado equivalia a um Ka infeliz e a sofrimento [ ] Preservando os órgãos - As pessoas mumificadas tinham os pulmões, o estômago, o intestino e o fígado removidos. Esses órgãos eram lavados, secos, enfaixados e guardados em um recipiente especial, chamado vaso canópico. Cada vaso era selado com uma tampa que representava a divindade protetora daquele órgão e depois era colocado na tumba com a múmia.”

 

(ROSS, Stewart. Egito Antigo. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2005. p. 14-15.)

 

O texto anterior faz referência à religião egípcia, um dos aspectos mais destacados e intimamente ligados ao dia-a-dia daquele povo. Levando em consideração o texto acima, assim como seus conhecimentos sobre o tema, elabore um texto dissertativo sobre a religião egípcia, com o mínimo de 05 (cinco) e o máximo de 10 (dez) linhas, que aborde os seguintes aspectos:

a) O tipo de culto praticado pelos egípcios (politeísmo ou monoteísmo?), explicando no que consiste o

 

tipo de culto praticado.

(02 escores)

 

b) O motivo pelo qual os egípcios, como citado no texto, mumificavam os corpos dos mortos, assim

 

como a concepção ou ideia que tinham da morte.

 

(02 escores)

 

c) O motivo pelo qual podemos associar as pirâmides à religião egípcia e a quais membros da

 

sociedade egípcia eram destinadas as suas construções.

 

(02 escores)

 

Os antigos egípcios eram praticantes do politeísmo , o que significa que cultuavam diversos deuses . A mumificação tinha como objetivo preservar os corpos dos mortos , em virtude da crença egípcia na vida após a morte . Já as pirâmides, construídas pelos egípcios, associavam-se à religião, na medida em que eram construídas para servirem de túmulos , principalmente para os faraós ,

 

SSAA / STE / CMCG 2015

 
Visto: CMCG AE2/2015 – HISTÓRIA 6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL 1ª CHAMADA 14 Assinado por
Visto:
CMCG
AE2/2015 – HISTÓRIA
6º ANO DO ENS. FUNDAMENTAL
1ª CHAMADA
14
Assinado por
GABARITO
Cap Araújo
RASCUNHO:
5
FIM DA PROVA!
10
TEXTO DEFINITIVO:
5
10
FIM DA PROVA
SSAA / STE / CMCG 2015