Você está na página 1de 2

BOLETIM

Boletim PDG.org Ano 1 Nº 1 1a quinz. out./2010

GESTÃO SOCIAL EM FOCO PDG.org em ação


Organizações dão seu depoimento
Liderança sobre o que tem sido vivenciar o PDG.org

Liderança é uma das dimensões mais centrais da expectativas e as orientações para todos os Somos uma instituição do interior do Paraná
gestão; é ela que dá o tom das demais dimensões colaboradores; em outro sentido, presta contas, com quase nenhuma oportunidade de capacitação
e é por ela que se define o perfil de uma apresenta relatórios, divulga resultados e em gestão e trabalhando com um público com uma
organização. Os conceitos de líder e de liderança encaminha necessidades percebidas no dia a dia gama de problemas tão grande que pensamos que
admitem muitos matizes e, não é raro, duas para os Conselhos. Ainda internamente, o líder parar para planejar e avaliar, para pensar em
definições diametralmente opostas podem vir a ser conduz a elaboração (ou a revisão sistemática) gestão seria quase um luxo ao qual não
aceitáveis, dependendo de como quem as emitiu dos documentos mais importantes da poderíamos nos dispor. O PDG.org On-Line nos
compreende o fenômeno. Por exemplo: uma organização: a sua Missão, Visão, Valores e mostrou que, ao contrário do que pensávamos,
pessoa de viés mais autoritário pode dizer que um Planejamento Estratégico e cuida de sua justamente por nossas condições de trabalho é
líder é aquele indivíduo que conduz sozinho uma divulgação e implementação. E explicita de forma que a gestão assume um papel definitivo para um
organização, sabe do que ela necessita e o que transparente e ética o seu próprio estilo de trabalho forte e duradouro, entendemos que
deve ser feito, não necessitando da colaboração liderança para a organização, conduzindo as suas devemos isso ao nosso público. A cada novo
de outras pessoas. Uma pessoa de viés mais ações cotidianas coerentemente ao seu estilo.
módulo vemos um novo horizonte e nos sentimos
democrático pode dizer que a liderança deve ser Externamente, o líder representa a organização mais seguros de cada ação desenvolvida.
compartilhada e que líder é aquele indivíduo que junto aos órgãos públicos (que regularizam e
capta as necessidades de seu grupo e que dá (CENTRO DE FORMAÇÃO JUAN DIEGO –
fiscalizam as ações do Terceiro Setor), junto aos Guarapuava – PR)
poder a elas para que essas necessidades sejam seus financiadores, beneficiários, demais
satisfeitas. organizações (estabelecendo parcerias, alianças O BANCO DA PROVIDÊNCIA trabalha com
Em outras palavras, a liderança e o líder são e redes), mídia, etc. Não seria exagerado dizer que metodologia de gestão desde 2003; iniciamos
fenômenos circunstanciais, ou seja, a liderança e o a cara do líder é a cara de sua organização. implementando as boas práticas na área social e
líder podem variar de natureza, de intensidade e de hoje temos 100% da equipe capacitada. O
propósito, dependendo do momento. Podemos até caminho percorrido não foi fácil, trazendo para nós
dizer que a liderança e o líder podem e devem muitos desafios. Hoje temos a certeza de que esse
variar de perfil de acordo com a situação: há
situações em que o perfil mais personalista é
... o líder investimento em gestão foi decisivo na nossa
trajetória de 50 anos de ação social. Trabalhar com
conveniente e há situações em que a liderança autêntico está planejamento, indicadores, monitoramento e
deve ser mais participativa e democrática.
No mundo de hoje, em que as demandas das
sempre em avaliações possibilitou uma grande melhoria nos
resultados dos projetos sociais e conse-
organizações são enormes e exigem soluções
multifacetadas, elaboradas por diferentes pessoas
construção. quentemente fortaleceu nossa missão.
Anualmente fazemos o planejamento das nossas
com competências diversas, há uma tendência a ações, porém já sentíamos a necessidade de um
acreditar que todas as pessoas são líderes em Enfim, ser líder de uma organização significa novo planejamento estratégico. Participar do
seus espaços de atuação. Existe mesmo uma cuidar de seu presente, planejar o seu futuro e PDG.org On-Line tem sido de fundamental
revista de circulação nacional no Brasil, Você S. A., trabalhar por sua existência ao longo do tempo; ao importância para atingirmos essa meta. O
que traduz muito bem essa tendência: cada conjunto dessas missões se dá o nome de conteúdo é bastante rico e a linguagem facilita a
profissional é líder dele mesmo, capaz de tomar as sustentabilidade, que é a razão última do trabalho compreensão. Não só tem sido um excelente fio
suas decisões pessoais, de traçar os seus planos e da liderança em uma organização. condutor para nosso trabalho, mas principalmente
desenhar os seus projetos, executá-los, avaliá-los
e tomar as decisões corretivas necessárias. Nesse Uma última palavra: o líder, quase sempre, muito enriquecedor com as contribuições do nosso
sentido, todos os colaboradores de uma apresenta qualidades inatas que o identificam coach.
organização podem ser os líderes de seus setores como líder: capacidade de agregar pessoas, de
e processos de trabalho; chama-se a isso de articular ideias, de transmitir sonhos, de negociar. A nossa participação no PDG.org On-Line nos
empoderamento, ou seja, a cada colaborador é São qualidades essenciais, mas não constituem abriu os olhos e nos proporcionou um maior
dado o poder de se autorregular em seu trabalho. qualidades suficientes para o exercício da conhecimento, o que nos deu segurança para
liderança. Um líder necessita de capacitação tomarmos decisões que eram necessárias para o
Contudo, o fenômeno do empoderamento não é continuada para o bom exercício da liderança: melhoramento tanto da equipe quanto da
simples e nem natural: ele depende de muita necessita cada vez mais se autoconhecer e instituição. Principais aspectos em que
capacitação, de muito treinamento e de muita conhecer as diferentes dimensões da gestão percebemos as mudanças: interação e
negociação (aquilo que chamamos de (gestão financeira, recursos humanos, entrosamento da equipe, que passou a se reunir
governança, ou seja, a existência de códigos de governança, etc.). Nesse sentido, pode-se dizer
conduta internos que estabelecem as relações de semanalmente; maior comprometimento
que o líder autêntico está sempre em construção. individual, com reflexos na equipe.; maior
poder entre diferentes setores e colaboradores da
organização). organização e melhora da visão sistêmica da
equipe; mais resolutividade da equipe gestora.
O líder maior de uma organização, que ocupa a (CENTRO DE INTEGRAÇÃO ESPORTE E
sua presidência, é a peça chave dos seus CULTURA – Planaltina - DF)
Renato Rocha Mesquita*
processos internos e externos; internamente, ele
*Exerceu a função de tutor geral dos coaches do PDG.org On-Line.
faz a ponte entre os Conselhos (Deliberativo,
Administrativo, Consultivo, Fiscal, etc.) e a
própria organização, traduzindo e disseminado as
COMPARTILHANDO CONHECIMENTO PROTAGONISTA PDG.org
Neste espaço, você conhecerá
Como extrair de colaboradores voluntários no campo do conhecimento um pouco cada organização participante do PDG.org
os produtos de que nossas organizações necessitam
Estimulado pela coordenação do PDG. org, o versões sobre as quais aportam suas críticas e
CEOS (Centro de Estratégia para Organizações sugestões. O CEOS então reajusta, devolve, o
Sociais) vem compartilhar uma estratégia bastante colaborador revê, devolve novamente e, assim, o
simples, mas eficaz, de extrair de colaboradores fluxo segue, apoiado por reuniões presenciais a
www.projetograel.org.br
voluntários no campo do conhecimento os cada três semanas. Nossa meta é ter o Plano de
produtos de que nossas organizações necessitam. Comunicação finalizado até a primeira quinzena “Revelar um MAR de oportunidades; Promover
Quando recebemos a figura da Roda dos de novembro. ONDAS de inclusão social; Inspirar VENTOS de
Indicadores1, decidimos cruzá-la com o nosso Quando nos referimos no início que a estratégia cidadania; Sonhar com um MUNDO justo e
Planejamento Estratégico (PE) e fazer uma leitura era simples, não estávamos exagerando. Ela é sustentável”. Palavras que revelam a essência do
conjunta. Nesse processo, que foi muito quase óbvia, mas nem por isso frequente em Projeto Grael.
interessante e recomendamos a todos que nossos processos de trabalho. As principais lições O Instituto Rumo Náutico nasceu em 2000 como
integram o PDG.org, validamos o conjunto das aprendidas desse simples mecanismo de trabalho forma de desenvolver e profissionalizar a
metas que tínhamos e revisitamos as prioridades colaborativo com voluntários são: educação através da vela no Projeto Grael,
para 2010 (nosso PE é de 5 anos, mas, para facilitando a aproximação com patrocinadores e
aproveitar a sinergia possível com o PDG.org, 1. Com um “método” de trabalho, o voluntário
viabilizando ao Projeto uma institucionalidade
focamos 2010). Nessa direção, as principais metas consegue se envolver com mais facilidade e se
jurídica. Desde então, diversas instituições
de nosso plano de ação institucional para o ano em compromissar de verdade porque “enxerga” públicas e privadas, bem como pessoas físicas
curso são a de (1) desenvolver e implantar um melhor o real interesse da organização no tema em têm contribuído significativamente para o
Plano de Gestão de Pessoas e (2) um Plano de questão, bem como sua inserção no processo: desenvolvimento e aprimoramento das atividades
Comunicação Institucional (além das demais que com o quê e como pode colaborar. propostas pelo Instituto.
já estavam em andamento ou concluídas). 2. O “método” também permite vislumbrar a Crianças a partir dos nove anos de idade e jovens
Para a primeira meta, nosso coach fez uma ponte concretização da colaboração por meio do podem participar de atividades como natação,
com uma profissional que colaboraria conosco produto. Todo mundo que doa gosta de ver o velas, artes, cursos profissionalizantes e
nessa empreitada. No primeiro contato via Skype “retorno” de sua doação e, se alguém está nos atividades voltadas para o meio ambiente. Ao
com ela, percebemos o quanto seria difícil, custoso doando seu conhecimento e experiência, fica feliz longo dos dez anos do Projeto Grael, mais de 8500
em termos de tempo e, portanto, pouco eficaz, ao ver aquilo transformado em ferramenta de alunos da rede pública de ensino já participaram de
buscar estruturar esse plano nesse formato de gestão (ou qualquer outro resultado concreto). ações desenvolvidas que têm como base o tripé
conferência. Isso porque nós conhecemos pouco Esportes Náuticos, Programa Profissionalizante e
3. Um calendário com os prazos permite ao
a técnica de formação desses planos, e a Programa Ambiental.
colaboradora e voluntária nada conhecia de nossa voluntário se organizar melhor (e ter controle
organização. Assim, o tempo para apropriação de sobre) a doação do seu tempo. Como resultado, alguns ex-alunos já atuam como
cada um dos lados dessa relação, no formato 4. Nesse formato, a organização social acaba instrutores de vela e outros já conseguiram
conferência via Skype, não nos pareceu colocação no mercado de trabalho do seguimento
mandando o seguinte recado: “Nós valorizamos o
adequado. Então, decidimos esboçar um náutico, sem falar dos que são convidados para
seu conhecimento, o seu tempo e sua doação a
documento com base em algumas referências que compor tripulação das embarcações participantes
ponto de nos programarmos, nos planejarmos de regatas. A possibilidade do convívio social em
já havíamos coletado. Nele colocamos nossas para recebê-la. Pode se dedicar que vai dar certo.
propostas e ideias que, por mais erradas que ambiente sadio e com a orientação de pessoal
E mais, estamos dispostos a nos envolvermos e capacitado constitui-se como um importante
pudessem estar, serviriam de um ponto de partida seguirmos suas orientações”.
mais concreto para que essa colaboração pudesse impulsionador das mudanças positivas no que diz
se efetivar e ser efetiva. Após a análise desse Moral da história: suporte técnico de terceiros – respeito ao relacionamento interpessoal dos
documento por parte de nossa colaboradora sejam eles consultores remunerados, alunos.
voluntária, fizemos então nova conferência e esta, colaboradores terceirizados ou mesmo voluntários
sim, foi efetiva. Estamos agora na elaboração do (e talvez principalmente) é sempre
que deve ser ou a versão final ou de algo muito responsabilidade última da organização, e não
próximo disso para então ter uma nova e muito daquele que colabora. Essa figura “externa” entra Alinhando conceitos
provavelmente última conferência, tendo como num determinado momento de um determinado
produto final um Plano de Gestão de Pessoas. processo. A gestão da organização está Capital social
Algo similar está acontecendo com o Plano de indeterminadamente responsável por ela. Malha de valores, princípios, habilidades, atitudes,
Comunicação. Fizemos uma reunião com dois Estratégia simples, mas eficaz. Não é bom saber práticas e relações que contribuem para o
dos três associados que são especialistas nessa que algumas coisas podemos resolver de forma desenvolvimento de um indivíduo, grupo social ou
área e que se propuseram a nos apoiar. Juntos simples? Por vezes, não sofisticamos demais instituição. [...] ... é a força, prestígio e legitimidade
montamos um processo colaborativo de trabalho: que uma organização acumula ao longo de sua
aquilo que, na realidade, não precisa?
definimos o líder por parte do CEOS; as tarefas e história, em função dos valores e princípios que
os responsáveis pelos dois produtos que seriam adota. [...] Quando posto a serviço de uma causa,
trabalhados – Plano de Comunicação e o texto de Rebecca Raposo - CEOS tem grande potencial para agregar recursos
uma apresentação institucional (que não pode www.estrategiasocial.org.br técnicos, financeiros e humanos.
aguardar a conclusão do plano). Para ambos os 1
A Roda de Indicadores, concebida pelo IHR, é o nome dado ao processo COMUNICARTE. Glossário social. Rio de Janeiro: Comunicarte, 2005. p.42.
de autoavaliação pelo qual passa cada organização do PDG.org.
produtos, os colaboradores estão recebendo É composta de 60 indicadores, distribuídos em 10 áreas de gestão.
(Fragmento)

Expediente: Concepção e Realização: Já estão conosco neste Programa:


Instituto Hartmann Regueira - IHR
Diretora Executiva do IHR: Cecilia Regueira
Tiragem: 200 exemplares
Assessoria de Comunicação do IHR:
comunicacao@institutohr.org.br / (31) 3228-1750