Você está na página 1de 4

Considerações sobre Prostituição, Virgindade e sexo fora do casamento

A Virgindade para o casamento como um padrão de Deus, na Bíblia:

Na Bíblia não é encontrada a palavra “Namoro”; apenas noivado e casamento.


(Em GN 34:8 aparece “namorada” com o sentido de “apaixonada” Ler capítulo todo para
compreender o contexto e também aparece “enamorou-se”.)

O noivado era a situação pré-casamento quando duas pessoas se amavam e tinham um


compromisso para casar.
Em toda a Bíblia, mas principalmente nos livros proféticos, Deus fala do seu povo como a “noiva”
que espera por Ele e fala claramente que ela é a sua virgem.
Implicitamente, quando Deus se refere ao noivado Ele menciona o facto de a noiva ser virgem e
considera isso honroso.
Deus várias vezes se refere à excelência do casamento e Ele menciona o facto de a noiva ser virgem
como algo bom.

JR14:17 “…a virgem, filha do meu povo, está ferida…”


LM2:13 “…A quem te assemelharei, para te consolar a ti, ó virgem filha de Sião?...”
AM 5:2 “…caiu a virgem de Israel…”
MT 25:1 ”Então o Reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas,
saíram ao encontro do esposo”
2 Cor 11:2 ” Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos
apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo.”
(ver também LC1:27)

Sempre que a “noiva” de Deus vai atrás de outro “noivo” (e isso acontece quando o povo escolhe
outro deus/deuses), Deus fica profundamente afligido e chama a isso de prostituição.
Ver Livros de Isaías e Jeremias
Na cultura do povo de Deus estava profundamente enraizado este conceito da virgindade para o
casamento.

Dt 22:13 -21“…Quando um homem tomar mulher, e entrando a ela, a aborrecer, …, e contra ela
divulgar má fama, dizendo: Tomei esta mulher e me cheguei a ela, porém não a achei virgem,
então, o pai da moça e sua mãe tomarão as provas da virgindade da moça e as levarão aos anciãos
da cidade, à porta. O pai da moça dirá aos anciãos: Dei minha filha por mulher a este homem;
porém ele a aborreceu; e eis que lhe atribuiu atos vergonhosos, dizendo: Não achei virgem a tua
filha; todavia, eis aqui as provas da virgindade de minha filha. E estenderão a roupa dela diante
dos anciãos da cidade, os quais tomarão o homem, e o açoitarão, e o condenarão a cem siclos de
prata, e o darão ao pai da moça, porquanto divulgou má fama sobre uma virgem de Israel. Ela
ficará sendo sua mulher, e ele não poderá mandá-la embora durante a sua vida. Porém, se isto for
verdade, que se não achou na moça a virgindade, então, a levarão à porta da casa de seu pai, e os
homens de sua cidade a apedrejarão até que morra, pois fez loucura em Israel, prostituindo-se na
casa de seu pai; assim, eliminarás o mal do meio de ti.”

Dt 22:28-29“Se um homem achar moça virgem, que não está desposada, e a pegar, e se deitar com
ela, e forem apanhados, então, o homem que se deitou com ela dará ao pai da moça cinqüenta
siclos de prata; e, uma vez que a humilhou, lhe será por mulher; não poderá mandá-la embora
durante a sua vida.”
Será interessante ler o texto todo dos versículos 13 a 29

2Sm13:11-19 “…Vem, deita-te comigo, irmã minha…Não, irmão meu, não me forces, porque não
se faz assim em Israel;… Porque aonde iria eu com minha vergonha?...Agora, pois, peço-te que
fales ao rei, porque não me negará a ti.”
1
Êxodo 22:16 “Se alguém seduzir qualquer virgem que não estava desposada e se deitar com ela,
pagará seu dote e a tomará por mulher.”
-Será que as passagens que mencionam a virgem se referiam somente ao povo de Israel no contexto
da sua cultura e todas as comparações feitas são somente neste sentido? Ou aplicar-se-ão elas a
todos os crentes?

Logo após haver criado o Homem, Deus disse: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e
apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne” GN2:24

Ora, literalmente, o ser uma carne está associado à união sexual entre duas pessoas e deve só
acontecer após o homem deixar Pai e Mãe e após apegar-se à sua mulher. Este versículo indica,
acima de tudo um compromisso diante dos Pais e a partir desse momento serão os dois uma só
carne, logo, não devem se separar mais.

Certo dia, os Fariseus perguntaram a Jesus se era lícito ao homem repudiar sua mulher e disseram-
lhe que Moisés tinha permitido que o homem escrevesse carta de divórcio e repudiasse assim a sua
mulher. Então ele replicou:
“…pela dureza do vosso coração vos deixou ele (Moisés) escrito esse mandamento; porém, desde o
princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea. Por isso, deixará o homem a seu pai e sua mãe e
unir-se-á a sua mulher. E serão os dois uma só carne e, assim, já não serão dois, mas uma só
carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem.” Marcos 10:5-9
Quando Jesus chegou a casa com seus discípulos, os mesmos lhe voltaram a questionar sobre o
assunto e Jesus insistiu dizendo: “…Qualquer que deixar sua mulher e casar com outra adultera
contra ela. E, se a mulher deixar seu marido e casar com outro, adultera” Marcos 10:11-12

Em 1 COR7:25-34, o apóstolo Paulo faz claramente uma alusão à mulher solteira como sendo
virgem. V34 “Há diferença entre a mulher casada e a virgem: a solteira cuida das coisas do
Senhor para ser santa…porém a casada cuida das coisas do mundo…”
(Não é mencionado nestes versículos outro estado além do casado e do virgem).

HB 13:4 diz: “Venerado seja entre todos o matrimónio e o leito sem mácula; porém aos que se
dão à prostituição e aos adúlteros Deus os Julgará”
É de notar que o versículo faz distinção entre adúlteros (já são casados) e os que se prostituem
(provavelmente os solteiros).
O Apóstolo Paulo faz uma distinção entre o pecado de prostituição e todos os outros.

1Tess 4:3-5 “Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da
prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o
desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus; “

Todas estas passagens apresentam o matrimónio/casamento como um trato entre as duas pessoas e
não se encontra na Bíblia o termo “viver juntos” que a nossa sociedade tem criado. Também
mostram que estas regras se aplicam não somente ao povo de Israel, mas a todo o povo de Deus
como podemos confirmar nas cartas de Paulo.
Nós somos o “novo Israel” e, logo estamos debaixo da graça e não da lei, mas isto não é para
darmos azo aos desejos da nossa carne. (Para compreender bem este assunto, ler a carta aos
Romanos)

EF 5:5 diz: “Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicador, ou impuro, ou avarento, o qual é
idólatra tem herança no reino de Cristo e de Deus”
No Dicionário da língua Portuguesa:
Fornicação = Acto ou efeito de fornicar; ter coito ilegítimo com.
Fornicar = praticar o coito com; ter coito ilegítimo com.

2
1Cor 6:18 “Fugi da prostituição. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se
prostitui peca contra o seu próprio corpo”

Na nossa cultura o sexo antes do casamento é algo “normal” e quem se rege por outros padrões não
está procedendo de forma “normal”.
Na nossa cultura existe diferenciação entre o praticar sexo com uma pessoa que amamos fora do
casamento (sem receber dinheiro por isso) “fazer amor” e o praticar sexo com quem quer que seja
em troca de dinheiro “prostituir-se”.

Na Bíblia, apesar de uma prostituta ser uma mulher que se prostitui com vários homens, os verbos
“prostituir”e/ou “fornicar” são usados para o acto de praticar sexo fora do casamento e Deus
condena claramente este pecado.
Sempre que uma virgem comete um acto em que deixa de o ser fora do casamento, Deus chama a
isso de prostituição e/ou fornicação. Quando um dos cônjuges é infiel ao outro, Deus chama isso de
Adultério e também pode chamar de Prostituição.

É verdade que Deus não deixou nenhum versículo na Bíblia dizendo estas palavras “não farás sexo
com a pessoa que amas e com quem consideras vir a casar, antes de casar”, pois o sentido das
palavras “prostituição” e “fornicação” abrangiam plenamente este conceito.

Todo o homem e mulher são plenamente compatíveis sexualmente, pois Deus os criou assim (Deus
criou a mulher expressamente para ser compatível com o homem) e todos os casais necessitam de
ajustes dentro do casamento. Um Xinês é plenamente compatível com uma Africana, etc, etc, etc)
É uma falsa questão e um engano de Satanás o afirmar que temos que verificar se somos
compatíveis sexualmente.
Muitas das incompatibilidades sexuais registadas têm a ver com o facto de um ou os dois conjujes
já terem iniciado sua vida sexual antes do casamento, criando assim problemas de consciência e/ou
habitos que afectam negativamente o relacionamento sexual do casal.
(Neste aspecto será melhor consultar literatura cristã existente, pois existem alguns bons autores
neste domínio).
Quando as pessoas não se amam verdadeiramente e casam só pelo sexo ou pelo medo de ficarem
solteiras, mais tarde acabam por se cansar um do outro atribuindo muitas vezes culpas à
incompatibilidade.
Deus considera desonroso e incorrecto casar-se sem ser virgem.

Além disso, quem comete esse pecado, tal como muitos outros não tem entrada no reino dos Céus.
EF 5:5

Para quem já errou cometendo este pecado ainda há esperança, pois Deus é um Deus grande em
perdão e quando Ele perdoa, esquece.
Apesar de o povo de Israel se prostituir constantemente; depois do arrependimento, Deus os
considerava novamente “a sua virgem”.

1JO1:9 “Se confessarmos os nossos pecados Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos
purificar de toda a injustiça”
PV28:13 “…mas o que confessa e deixa alcançará misericórdia”

LV11:44 e 20:7 “sede santos porque Eu sou santo”

J.P.

3
Malaquias 2:13-17

13 Ainda fazeis isto outra vez, cobrindo o altar do SENHOR de lágrimas, com choro e com
gemidos; de sorte que ele não olha mais para a oferta, nem a aceitará com prazer da vossa mão.

14 E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a
qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança.

15 E não fez ele somente um, ainda que lhe sobrava o espírito? E por que somente um? Ele buscava
uma descendência para Deus. Portanto guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja infiel para
com a mulher da sua mocidade.

16 Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz que odeia o repúdio, e aquele que encobre a violência
com a sua roupa, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais
desleais.

17 Enfadais ao SENHOR com vossas palavras; e ainda dizeis: Em que o enfadamos? Nisto que
dizeis: Qualquer que faz o mal passa por bom aos olhos do SENHOR, e desses é que ele se agrada,
ou, onde está o Deus do juízo?