Você está na página 1de 2

Poder Judiciário da União

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS


TERRITÓRIOS

2JEFAZPUB
2º Juizado Especial da Fazenda Pública do DF

Número do processo: 0707846-74.2018.8.07.0018

Classe judicial: PROCEDIMENTO DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (436)

AUTOR: JHENNYFER VICTORIA AMORIM DE SOUZA, MARIA AMORIM SANTOS DE SOUZA

RÉU: DISTRITO FEDERAL

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA

MARIA AMORIM SANTOS DE SOUZA, representante de JHENNYFER VICTORIA


AMORIM DE SOUZA já qualificada nos autos, formulou através de seu Advogado, pedido de
cumprimento de decisão judicial em ação de obrigação de fazer ajuizada em face do Distrito Federal, que
concedeu tutela de urgência antecipada para deferir sua internação em Unidade de Terapia Intensiva
COM SUPORTE DE CIRURGIA CARDÍACA, em qualquer hospital de atendimento público ou
particular adequado às suas necessidades. Aduz que, não obstante a referida decisão, até o momento não
houve o regular cumprimento, UMA VEZ QUE A PACIENTE SE ENCONTRA INTERNADA EM UTI
NEONATAL SEM O SUPORTE NECESSÁRIO AS SUAS NECESSIDADES ESPECÍFICAS, o que,
conforme relatório médico acostado nos autos, não afasta o risco de morte iminente.

É o breve relatório.

A hipótese é de deferimento do pedido, uma vez que o prejuízo por eventual descumprimento da decisão
proferida anteriormente (comprovada pelos documentos acostados à peça petitória) é nefasto, impondo-se
medida mais enérgica para garantir a efetividade do provimento liminar, determinando-se ao Distrito
Federal que disponibilize vaga para a internação da autora na rede pública, ou transfira a paciente para a
rede hospitalar privada, arcando com os custos necessários.

Nesse sentido, considerando que decisão deferida anteriormente não foi suficiente para coagir o Réu a
cumprir a determinação judicial, faz-se necessária a imposição de multa cominatória, de modo a garantir a
eficácia do provimento jurisdicional.

Diante do que foi exposto, e com fulcro no art. 537 do NCPC, determino que o DISTRITO FEDERAL
promova a imediata internação da autora em UTI, com SUPORTE PARA CIRURGIA CARDÍACA,
arcando o Distrito Federal com os custos decorrentes, SOB PENA DE MULTA DIÁRIA DE R$ 5.000,00
(cinco mil reais) limitada ao valor de R$ 100.000,00, que incidirá enquanto não for cumprida a decisão
(Art. 537, §4º, NCPC). Quanto ao secretário de saúde, fixo multa diária no importe de R$ 2.000,00
limitada ao valor de R$ 50.000,00 a contar de sua intimação.

Intime-se o Distrito Federal e a CENTRAL DE REGULAÇÃO DE LEITOS e a Secretaria de Saúde, por


meio do Núcleo de Judicialização.

Número do documento: 18091203410422200000021664246


https://pje.tjdft.jus.br/consultapublica/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18091203410422200000021664246
Assinado eletronicamente por: VIVIAN LINS CARDOSO - 12/09/2018 03:41:04 Num. 22537515 - Pág. 1
Após, encaminhe-se para o juiz natural.

ATRIBUO À PRESENTE DECISÃO FORÇA DE MANDADO DE INTIMAÇÃO.

Brasília-DF, 12 de setembro de 2018.

VIVIAN LINS CARDOSO ALMEIDA

Juíza de Direito Substituta em Plantão

Número do documento: 18091203410422200000021664246


https://pje.tjdft.jus.br/consultapublica/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18091203410422200000021664246
Assinado eletronicamente por: VIVIAN LINS CARDOSO - 12/09/2018 03:41:04 Num. 22537515 - Pág. 2