Você está na página 1de 1

Comunicar é tornar conhecido, é participar, é transmitir algo a alguém.

Comunicar é o ato
de emitir, transmitir e receber mensagens por meio de processos previamente esta
belecidos ou convencionados, quer por meio da linguagem falada ou escrita, quer
mediante outros sinais, signos ou símbolos.
- Fonte e destinador
- Código fechado: permite apenas uma interpretação. Deve-se evitar o uso de expressões g
enéricas, imprecisas.
- Código aberto: uso de palavras vagas, ou de expressões que permitam mais de uma in
terpretação.
A linguagem deve ser referencial e evitar metáforas, polissemia e conotação.
- Canal: suporte material que possibilita veicular uma mensagem de um emissor pa
ra um receptor, que a recebe e interpreta.
- Mensagem: é um grupo de elementos significativos e tirados de um repertório e reun
idos numa estrutura. É o resultado de um processo de codificação, é o que esperamos comu
nicar ao receptor, é a sequência de signos que um emissor transmite a um receptor po
r meio de um canal.
Refere-se à forma e não ao sentido. O significado de uma mensagem varia de acordo co
m o repertório do receptor, as circunstâncias em que ocorrem a comunicação. É a unidade bás
ca da comunicação, porque gera reações e comportamentos.
- Destinatário: é aquele que recebe a comunicação e a decodifica.
- Ruído: sinal indesejável que ocorre na transmissão de uma mensagem.
- Contexto: situação em que a mensagem ocorre.
- Feedback: Permite ao comunicador determinar se a mensagem foi recebida e se pr
ocuziu a resposta desejada. É processo mediante ao qual se controla o resultado do
desempenho de uma mensagem sobre o receptor.
- Redundância: É a informação que transmitimos adicionalmente para proporcionar compreen
são. Elemento utilizado para reduzir riscos de ruídos. Cada canal exige uma determin
ada dose de redundância.
- Barreiras à comunicação: Diferentes experiências, percepções. Bloqueio às novas informaçõ
uízo de valor que fazemos das outras pessoas. O nível de credibilidade que o recepto
r atribui ao emissor. Recomenda-se o uso de palavras denotativas e de código fecha
do. A filtragem de informações gera interferência. O cuidado na utilização de termos técnic
s. A diferença hierárquica compromete a segurança do receptor. A falta de tempo para c
omunicação de gestores com funcionários gera o curto-circuito. Relações interpessoais. Bar
reras econômicas e temporais. Escolha do canal adequado, formal ou informal.
- Bloqueios e distorções: Ocorre quando a mensagem é interrompida, quando o receptor não
recebe a mensagem.
Efeito halo- provoca distorção da mensagem por acreditarmos que a pessoa é excelente,
boa e honesta. Efeito halo de espinho- quando se desacredita da qualidade da fon
te.
A comunicação exige:
- planejamento: apresentação de fatos.
- organização: de ideias e materiais.
- liderança: capacidade para ativar planos e influenciar pessoas.
- controle: verificação de resultados.