Você está na página 1de 117
História da Educação Física 1ª edição
História da Educação
Física
1ª edição

Fisiologia

Paulo Pimentel
Paulo Pimentel

1

DIREÇÃO SUPERIOR

Chanceler Reitora Presidente da Mantenedora Pró-Reitor de Planejamento e Finanças Pró-Reitor de Organização e Desenvolvimento Pró-Reitor Administrativo Pró-Reitora Acadêmica Pró-Reitor de Extensão

DEPARTAMENTO DE ENSINO A DISTÂNCIA

Gerência Nacional do EAD Gestor Acadêmico

Joaquim de Oliveira Marlene Salgado de Oliveira

Wellington Salgado de Oliveira

Wellington Salgado de Oliveira

Jefferson Salgado de Oliveira Wallace Salgado de Oliveira Jaina dos Santos Mello Ferreira Manuel de Souza Esteves

Bruno Mello Ferreira Diogo Pereira da Silva

FICHA TÉCNICA

Direção Editorial: Diogo Pereira da Silva e Patrícia Figueiredo Pereira Salgado Texto: Paulo Pimentel Revisão Ortográfica: Rafael Dias de Carvalho Moraes Projeto Gráfico e Editoração: Antonia Machado, Eduardo Bordoni, Fabrício Ramos e Victor Narciso Supervisão de Materiais Instrucionais: Antonia Machado Ilustração: Eduardo Bordoni e Fabrício Ramos Capa: Eduardo Bordoni e Fabrício Ramos

COORDENAÇÃO GERAL:

Departamento de Ensino a Distância Rua Marechal Deodoro 217, Centro, Niterói, RJ, CEP 24020-420

www.universo.edu.br

217, Centro, Niterói, RJ, CEP 24020-420 www.universo.edu.br Bibliotecária: Elizabeth Franco Martins – CRB 7/4990

Bibliotecária: Elizabeth Franco Martins – CRB 7/4990

Informamos que é de única e exclusiva responsabilidade do autor a originalidade desta obra, não se r esponsabilizando a ASOEC pelo conteúdo do texto formulado. © Departamento de Ensi no a Dist ância - Universidade Salgado de Oliveira Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por nenhum meio sem permissão expressa e por escrito da Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura, mantenedor a da Univer sidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO).

da Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura, mantenedor a da Univer sidade Salgado de
Palavra da Reitora História da Educação Física Acompanhando as necessidades de um mundo cada vez

Palavra da Reitora

História da Educação Física

Acompanhando as necessidades de um mundo cada vez mais complexo,

exigente e necessitado de aprendizagem contínua, a Universidade Salgado de

Oliveira (UNIVERSO) apresenta a UNIVERSO EAD, que reúne os diferentes

segmentos do ensino a distância na universidade. Nosso programa foi

desenvolvido segundo as diretrizes do MEC e baseado em experiências do gênero

bem-sucedidas mundialmente.

São inúmeras as vantagens de se estudar a distância e somente por meio dessa modalidade de ensino são sanadas as dificuldades de tempo e espaço presentes nos dias de hoje. O aluno tem a possibilidade de administrar seu próprio tempo e gerenciar seu estudo de acordo com sua disponibilidade, tornando-se responsável pela própria aprendizagem.

O ensino a distância complementa os estudos presenciais à medida que permite que alunos e professores, fisicamente distanciados, possam estar a todo momento ligados por ferramentas de interação presentes na Internet através de nossa plataforma.

Além disso, nosso material didático foi desenvolvido por professores especializados nessa modalidade de ensino, em que a clareza e objetividade são fundamentais para a perfeita compreensão dos conteúdos.

A UNIVERSO tem uma história de sucesso no que diz respeito à educação a distância. Nossa experiência nos remete ao final da década de 80, com o bem- sucedido projeto Novo Saber. Hoje, oferece uma estrutura em constante processo de atualização, ampliando as possibilidades de acesso a cursos de atualização, graduação ou pós-graduação.

Reafirmando seu compromisso com a excelência no ensino e compartilhando as novas tendências em educação, a UNIVERSO convida seu alunado a conhecer o programa e usufruir das vantagens que o estudar a distância proporciona.

Seja bem-vindo à UNIVERSO EAD!

Professora Marlene Salgado de Oliveira

Reitora

História da Educação Física 4

História da Educação Física

Sumário

Sumário História da Educação Física Apresentação da disciplina 7 Plano da Disciplina 8 Unidade 1 -

História da Educação Física

Apresentação da disciplina

7

Plano da Disciplina

8

Unidade 1 - Introdução ao Estudo do Processo Civilizatório

11

Unidade 2 - A Educação Física Moderna e as Grandes Correntes Contemporâneas

31

Unidade 3 - Jogos Olímpicos da Era Moderna

47

Unidade 4 - Abordagem Histórica da Educação Física

71

Unidade 5 - Regulamentação da Profissão e o Mercado de Trabalho

95

Considerações finais

109

Conhecendo o autor

110

Anexos

113

5

História da Educação Física 6

História da Educação Física

Apresentação da disciplina Caro aluno, História da Educação Física Seja bem-vindo à disciplina de História

Apresentação da disciplina

Caro aluno,

História da Educação Física

Seja bem-vindo à disciplina de História da Educação Física.

O estudo da História da Educação Física é fundamental para a formação de profissionais que atuam na área do movimento humano. A partir da compreensão de como o processo evolutivo do homem foi desenvolvido, podem-se construir novos saberes para melhor entender o seu processo na humanidade, assim desenvolver/aperfeiçoar o movimento de acordo com as necessidades da sociedade na atualidade.

Desde os primeiros estudos acerca da humanidade, o movimento e suas tribossão de extrema importância para compreender a capacidade do homem em se adaptar e se reinventar na sociedade. Entretanto, o conhecimento sobre elas é dinâmico, baseado no trabalho de pesquisa permanente que se moderniza por meio de novas tecnologias, a fim de aprofundar e ampliar os conceitos acerca do corpo humano.

A partir das análises propostas por esta disciplina, o aluno perceberá que os conhecimentos sobre História da Educação Física ocorrem de maneira a evidenciar os tipos de movimento com o processo civilizatório da humanidade. Por isso, é necessário se identificar todos os períodos civilizatórios, adequando o aprendizado histórico com as necessidades de movimento na sociedade do século XXI.

Acredita-se que compreendendo o movimento humano de acordo com os períodos históricos, vamos compreender que o homem, na atualidade, necessita de atividades/movimentos, assim buscando uma vida com maior qualidade.

Estaremos

à

disposição

para

contribuir,

facilitando

o

processo

de

ensino-

aprendizagem, tornando-o cada vez mais dinâmico e prazeroso.

Bons Estudos!

7

Plano da Disciplina História da Educação Física Cada vez mais, os estudos da humanidade ganham

Plano da Disciplina

História da Educação Física

Cada vez mais, os estudos da humanidade ganham relevância, pois somente compreendendo o passado podemos evoluir no futuro. Este resultado decorre de vários conhecimentos, sobretudo acerca do aprimoramento das condições de sobrevivência, saúde, movimentos e também sobre os mecanismos religiosos e políticos que regem a sociedade.

O objetivo da disciplina é conhecer o processo histórico e sócio-político da

origem e evolução do movimento humano, da arte e do esporte.

A disciplina foi dividida em seis unidades, que se encontram subdivididas em

tópicos, a fim de facilitar a compreensão dos conteúdos.

A seguir, são apresentadas as unidades com os respectivos objetivos.

Unidade 1 – Introdução ao estudo do processo civilizatório.

Nessa primeira unidade, serão abordados alguns conceitos básicos da Educação Física e sobre o processo civilizatório da humanidade.

Objetivos da unidade:

Conhecer os Conceitos, pré-conceitos e valores da Educação Física ao longo da história;

Identificar os períodos da humanidade e sua relação ao corpo e o

movimento humano;

Descrever a relação sociopolítico com a relação da atividade física e o desenvolvimento da humanidade.

8

História da Educação Física Unidade 2- Os Jogos Olímpicos e os Jogos Paralímpicos Nessa segunda

História da Educação Física

Unidade 2- Os Jogos Olímpicos e os Jogos Paralímpicos

Nessa segunda unidade, serão abordados os Jogos Olímpicos da era moderna e os Jogos Paralímpicos.

Objetivos da unidade:

Conhecer a história dos jogos Olímpicos, seus objetivos e conceitos;

Conhecer a história dos jogos Paralímpicos, seus objetivos e conceitos.

Unidade 3- Abordagem histórica da Educação Física

Na

terceira

unidade,

serão

tratados

histórico da Educação Física.

Objetivos da unidade:

os

conhecimentos

acerca

do

processo

Identificar as atividades físicas no Brasil Colônia;

Compreender os períodos da Educação Física progressista;

Identificar e compreender as Dimensões sociais do esporte.

Unidade 4 - Regulamentação da profissão

Nessa unidade, serão explorados os conhecimentos sobre o profissional de Educação Física, seus direitos, deveres e estudos das áreas de atuação.

Objetivos da unidade:

Compreender a função da APEF, CREF E CONFEF na organização da atividade física no Brasil;

Evidenciar a função do profissional junto à sociedade e a excelência;

busca pela

Identificar a área de atuação da Licenciatura e do Bacharelado.

9

História da Educação Física Unidade 5 - Regulamentação da Profissão e o Mercado de Trabalho

História da Educação Física

Unidade 5 - Regulamentação da Profissão e o Mercado de Trabalho

Nesta unidade, estudaremos sobre a regulamentação da profissão e o mercado de trabalho.

Objetivo da unidade:

Analisar os principais aspectos históricos da Regulamentação da Profissão e o mercado de trabalho do profissional.

10

História da Educação Física 1 Introdução ao Estudo do Processo Civilizatório 11

História da Educação Física

1 Introdução ao Estudo do Processo Civilizatório

11

Caro aluno,

Caro aluno, História da Educação Física Iniciam-se aqui os estudos da História da Educação Física, importante

História da Educação Física

Iniciam-se aqui os estudos da História da Educação Física, importante disciplina para a formação de um alicerce sólido na construção da compreensão homem do passado e suas necessidades no futuro.

Ao término deste curso, espera-se que você tenha apreendido as informações de maneira a oportunizar a construção de novos conhecimentos a fim de desenvolver- se através da civilização.

Nessa primeira unidade, serão abordados conceitos básicos sobre a Educação Física e os períodos civilizatórios.

Objetivos da unidade:

Conhecer os Conceitos, pré-conceitos e valores da Educação Física ao longo da história.

Identificar os períodos da humanidade e sua relação ao corpo e o

movimento humano.

Descrever a relação sociopolítico com a relação da atividade física e o desenvolvimento da humanidade.

Plano da unidade:

Conceitos da Educação Física

Pré-História e os movimentos de sobrevivência

Idade Antiga

Idade Média

Idade Moderna

Bons estudos!

12

História da Educação Física Conceitos de Educação Física Manuel Sérgio (1988), afirma que a Educação

História da Educação Física

Conceitos de Educação Física

Manuel Sérgio (1988), afirma que a Educação Física "compreende a explicação de condutas motoras, visando ao estudo e constantes tendências da motricidade humana, em ordem do desenvolvimento global do indivíduo e da sociedade, e tendo como fundamento simultâneo o físico, o biológico e o antropossociológico”.

João Batista Freire (1994) assina-la que “Educação Física é o ramo pedagógico ”

que deve educar as pessoas para saberem corpo, se perceberem enquanto corpo

De

acordo

com Jorge Steinhilber

(1995)

“devido

à

ambiguidade

do

termo,

Educação Física parece indicar uma profissão ou uma disciplina curricular”.

Já o Esporte, nas palavras de Tubino (1999), pode ser entendido como “fenômeno sociocultural, que tem no jogo o seu vínculo cultural e na competição o seu elemento essencial e que, nas suas diferentes formas, contribui para a formação e aproximação dos seres humanos ao reforçar o desenvolvimento de valores como a moral, a ética, a solidariedade, a fraternidade e a cooperação, o que o torna num dos meios mais eficazes para a convivência humana".

Dentre um universo de conceitos possíveis, Pimentel e Tubino (2017) apresentam a Educação Física como disciplina que tem o movimento humano como objeto de estudo, para o desenvolvimento do homem. Dessa maneira, esse conceito apresenta- se como cabível na sociedade contemporânea, uma vez que por meio do Esporte e da Educação Física é possível formar o cidadão, incluir pessoas, transformá-las, identificar o campeão, promover a saúde, a qualidade de vida e uma sociedade mais justa.

Pré-histórica e os movimentos de sobrevivência

Dentro da acadêmica divisão da História, acompanhando a marcha evolutiva do homem, podemos afirmar que a prática dos exercícios físicos vem da Pré-história, afirma-se na Antiguidade, estaciona na Idade Média, fundamenta-se na Idade Moderna

13

e sistematiza-se nos primórdios da Idade Contemporânea. mais esportiva e universaliza seus conceitos nos nossos

e sistematiza-se nos primórdios da Idade Contemporânea. mais esportiva e universaliza seus conceitos nos nossos dias.

História da Educação Física

(RAMOS, 1982). Torna-se

O homem pré-histórico, nos primórdios do seu primitivismo, tinha sua vida cotidiana assinalada, sobretudo, por duas grandes preocupações (atacar e defender- se). Realizava toda sorte de exercícios naturais, praticando uma verdadeira Educação Física espontânea e ocasional. (RAMOS, 1982).

Neste período, o homem estava condenado a uma situação de nomadismo e seminomadismo durante a maior parte de sua existência, dependia dos movimentos naturais para sua sobrevivência.

Aterrorizando por tudo que o cercava, o homem primitivo considerava sua sobrevivência como favor dos deuses, dando à sua vida, por conseguinte, sentido ritual.

Fisicamente o que diferenciava dos outros animais era o polegar, que desenvolveu a preensão, assim facilitando o lançamento dos objetos.

Na Idade da pedra, os objetos não eram feitos apenas de pedra. Muitos também foram produzidos a partir do osso e da madeira.

A

períodos:

Idade

da

pedra

dividiu-se

em

três

O Paleolítico foi o mais antigo, surgiu no momento em que os hominídeos criaram as primeiras ferramentas com pedra lascadas, prolongou até cerca de 12.000a.c.

O Mesolítico foi o período da descoberta do arco e a flecha, a pesca com rede e com anzol, a construção de canoas, a fabricação de vasos de cerâmica.

O Neolítico, foi quando foram criadas as condições tecnológicas e econômicas para o despertar das grandes civilizações, se desenvolveu aproximadamente entre 8.000a.c. e 3.000a.c.

14

Nos

Tempos

pré-históricos,

Nos Tempos pré-históricos, principalmente a História da Educação Física partir do período paleolítico, existiram

principalmente

a

História da Educação Física

partir

do

período

paleolítico,

existiram expressões de jogos utilitários e recreativos;

Utilizou-se dos movimentos naturais para sua sobrevivência como: Correr, caçar, pescar, trepar, arremessar e outros;

A domesticação de animais (o porco, a vaca, a ovelha, os cães e os cavalos) e a agricultura foram descobertas extraordinárias.

A Evolução do homem

Australopithecus - Tinha um cérebro pequeno como o de um chimpanzé, maxilares salientes e era coberto de pêlos. Mas andava sobre os dois pés e não tinha uma cauda como os macacos. Neste período já existia a fabricação de ferramentas.

O HOMO ERECTUS - Este grupo biológico que conduz à humanidade demonstrou a sua eficiência superior pelo fato de sobreviver o que chamamos da “Idade do Gelo”.

fato de sobreviver o que chamamos da “Idade do Gelo”.  A questão do polegar humano,

A questão do polegar humano, que é um instrumento muito importante por segurar objetos, por facilitar na fabricação de ferramentas (bem como a de tocar piano, pintar, arremessar, agarrar e outras habilidades);

Foi neste período que o homem passou a se utilizar do fogo de uma fonte natural (atividade vulcânica, da erupção de gás natural ou de uma floresta em chamas);

Neste período também se fixou ao solo e separando as atividades de machos e fêmeas;

15

História da Educação Física O HOMO SAPIENS - Surgiu na África há mais de 200

História da Educação Física

O HOMO SAPIENS - Surgiu na África há mais de 200 mil anos. Trabalhando, o homem descobre coisas novas, amplia sua inteligência e sua capacidade de dominar a natureza.

mil anos. Trabalhando, o homem descobre coisas novas, amplia sua inteligência e sua capacidade de dominar

16

Idade Antiga

ROMA

Idade Antiga ROMA História da Educação Física Desenvolveu-se numa terra onde já havia duas civilizações

História da Educação Física

Desenvolveu-se numa terra onde já havia duas civilizações magníficas, a dos

etruscos ao norte, e a dos gregos do sul.

Da Grécia herdou Roma sua cultura, mas sua civilização se caracterizou pelo seu

espírito prático e utilitário.

Em se tratando dos etruscos, de pouco a pouco o povo romano foi se

introduzindo no território strusco, instalando sua linguagem, costumes, enfim, um

processo de romanização da Etrúcia. No entanto, em 90 a. C. por meio de uma

questão legal, a Lei Júlia, todos os cidadãos romanos foram convertidos em itálicos.

Esse feito implicou em algumas transformações, como a extinção do povo

etrusco, pois esse tinha como característica o lazer cotidiano, um costume de prazer.

Essas afirmações podem ser evidenciadas nas pinturas antigas que desvelam

banquetes, jogos atléticos, homens pescando. Esses costumes eram diferentes dos

do povo romano, pois suas preocupações estavam, principalmente, na conquista de

terras e exploração de terrenos. Logo, foi assim que os etruscos foram perdendo

espaço para roma (TRIANI, 2016).

Esses indícios, foram desvelando uma prática intitulada exercício físico que se

dividiu em três períodos (RAMOS, 1982).

No primeiro período, tempo da monarquia, o exercício físico, de influência etrusca, visava somente uma preparação militar.

No segundo período, tempo dos cônsules e do início das grandes conquistas, mas se acentuou a predominância guerreira, mas da Grécia, foram retiradas algumas receitas de prática higiênica e esportiva.

Terceiro período, tempo do império, por conseguinte de glória e decadência, infestara-se as práticas anteriores até certa época, para passarem, pouco a pouco, a absoluto abandono, salvo quanto aos espetáculos circenses, tão cruéis e sanguinários como seus combates de gladiadores. Havia também as célebres corridas de carros e exercícios de salto sobre o touro.

17

Os

artistas

romanos

sempre

estiveram

Os artistas romanos sempre estiveram motivados História da Educação Física pelos exercícios físicos, sobretudo no

motivados

História da Educação Física

pelos

exercícios

físicos,

sobretudo no campo da escultura e arquitetura (RAMOS, 1982).

sobretudo no campo da escultura e arquitetura (RAMOS, 1982). Ao lado de obra de arte, Roma

Ao

lado

de

obra

de

arte,

Roma

conserva,

até

hoje,

recordações

de

suas

admiráveis instalações esportivas (RAMOS, 1982).

de obra de arte, Roma conserva, até hoje, recordações de suas admiráveis instalações esportivas (RAMOS, 1982).

18

História da Educação Física As termas, o circo, o anfiteatro e o estádio constituíam os

História da Educação Física

As termas, o circo, o anfiteatro e o estádio constituíam os principais locais de práticas das atividades corporais (RAMOS, 1982).

locais de práticas das atividades corporais (RAMOS, 1982). Grécia: Os Deuses E As Competições Embora as

Grécia: Os Deuses E As Competições

Embora as práticas pré-esportivas, estejam presentes nessas civilizações, foi na sociedade grega que tiveram início as manifestações esportivas, nas quais eram realizadas festas populares e religiosas (TRIANI, 2016). Esses eventos eram denominados Jogos Gregos. Cada evento esportivo também era uma prática religiosa, conforme segue:

Jogos Fúnebres

Em homenagem aos mortos.

Vencedores coroados com um ramo de oliveira

Jogos Píticos

Realizados em Delfos para homenagear Apolo.

No início, eram promovidos de oito em oito anos.

19

Jogos Nemeus

Jogos Nemeus  “Os doze trabalhos de Hércules”. Jogos Ístmicos  Em homenagem a Poseidon. História

“Os doze trabalhos de Hércules”.

Jogos Ístmicos

Em homenagem a Poseidon.

História da Educação Física

A partir de 580 a.C. os concursos de poesia e música passaram a ser acessíveis também às mulheres.

Jogos Heranos

Em homenagem a Deusa Hera, esposa de Zeus.

Realizados no mês da virgem.

Destinados apenas às mulheres. Segundo Plutarco, a atividade física ajudava as mulheres a terem filhos vigorosos.

Os Jogos Olímpicos Na Grécia Antiga

Além dessas celebrações, é fundamental destacar a dos Jogos Olímpicos da Antiguidade, pois constituía a maior manifestação esportiva da Antiguidade, cuja celebração acontecia de quatro em quatro anos na cidade de Olímpia, em homenagem a Zeus Horquios. Dentre as principais competições que faziam parte dos jogos estava a corrida, a corrida de bigas e a luta.

jogos estava a corrida , a corrida de bigas e a luta . A figura ilustra

A figura ilustra Coroebus de Elis, atleta vencedor da primeira prova de corrida nos Jogos Olímpicos da Antiguidade em 776 a.C. sua imagem desvela que a corrida constitui a marca que o Atletismo foi a primeira evidência de modalidade na história dos Jogos Olímpicos.

A corrida de bigas constitui um dos esportes antigos que foi extinto dos Jogos, pois eram considerados muito violentos, assim como as justas, ocasião em que os perdedores, muitas vezes, morriam (TUBINO, 2010).

20

História da Educação Física Dentre as disputas de luta, estava presente o Pancrácio que consistia

História da Educação Física

História da Educação Física Dentre as disputas de luta, estava presente o Pancrácio que consistia em

Dentre as disputas de luta, estava presente o Pancrácio que consistia em uma luta corporal de busca pela honra em meio ao espírito grego, sendo permitido quase tudo, com exceção de enfiar os dedos nos orifícios do corpo, arranhar ou morder (MOCARZEL; COLUMÁ, 2015; TRIANI, 2016).

arranhar ou morder (MOCARZEL; COLUMÁ, 2015; TRIANI, 2016). Embora as práticas esportivas da Antiguidade, desenvoldidas

Embora as práticas esportivas da Antiguidade, desenvoldidas durante os Jogos Olímpicos daquele tempo, fossem um ritual de grandes lutas e confrontações, havia um dimensão pacífica, na qual os vencedores recebiam uma coroa de ramo de oliveira e outras honrarias e recompensas. Contudo, nem sempre foi assim, posteriormente houve um fenômeno intitulado a crise do movimento olímpico (TRIANI, 2016).

21

História da Educação Física Essa crise se refere à diminuição das práticas esportivas e aumento

História da Educação Física

Essa crise se refere à diminuição das práticas esportivas e aumento da violência no esporte. Além disso, com o tempo surgem as apostas que passam a inaugurar mais motivação para a prática esportiva e consequentemente o aumento da sede de vitória e violência. E, foi assim, que os Jogos foram entrando, pela primeira vez, em extinção, principalmente, porque o espírito estético prezado pelos gregos foi se perdendo (TRIANI, 2016).

Idade Média

A Idade Média, repleta de ascetismo, não foi um período de completa ignorância, a noite de trevas na cultura do antigo mundo europeu. Os povos, acorrentados ao regime feudal, sofreram o impacto do Cristianismo, porém, nos mosteiros e universidades, frades e estudantes, ávidos de saber, comentavam as teorias de Aristóteles.

O começo da época medieval foi bastante difícil, diante das constantes ameaças de povos conquistadores. Foi um período de violência e confusão, obrigando os nobres a se refugiarem em castelos fortes, ao redor dos quais se reuniam os habitantes do campo, temerosos da incursão inimiga. (RAMOS, 1983)

em castelos fortes, ao redor dos quais se reuniam os habitantes do campo, temerosos da incursão

22

História da Educação Física Na idade Média, a Igreja condena o esporte De acordo com

História da Educação Física

Na idade Média, a Igreja condena o esporte

De acordo com as evidências, todos os jogos que exaltavam o corpo foram proibidos, pois a igreja católica julgou as práticas como desperdício de tempo. Dessa forma, acreditava que exaltar o corpo era uma prática de paganismo, constituindo assim um perigo para a nova religião. De acordo com as autoridades religiosas, a vida terrestre, acreditavam os seguidores de Cristo, era um interlúdio para o homem alcançar a vida eterna, sendo assim, o corpo não poderia ser exaltado.

vida eterna, sendo assim, o corpo não poderia ser exaltado. A imagem representa o soule, uma

A imagem representa o soule, uma espécie de futebol da idade média. Com o golpe fatal da igreja no esporte, a modalidade entrou em extinção. Cabe ressaltar o feito da religião no esporte, pois foram por meio dela que surgem as manifestações esportivas na Grécia e, da mesma maneira, por meio dela os Jogos entram em extinção.

Os tipos de exercícios eram com o objetivo de adestramento dos cavaleiros, como a esgrima, equitação, arco e flecha, a luta, a escalada, a marcha, a corrida e o salto (RAMOS, 1983).

Alguns jogos simples e de pelota, a caça e a pesca constituíram, ao lado dos exercícios naturais, divertimento para todas as classes sociais. O futebol de antanho aperfeiçoado e o tênis, com os nomes de cálcio e jogo de raqueta, respectivamente, têm suas origens na Idade Média (RAMOS, 1983).

A justa era disputada entre dois cavaleiros, revestidos de pesadas armaduras, protegidos por escudos especiais e armados de lança de ferro. O torneio foi o grande

23

História da Educação Física desporto de equipe da época medieval, praticado com entusiasmo pelos disputantes

História da Educação Física

desporto de equipe da época medieval, praticado com entusiasmo pelos disputantes

e admirado por massa selecionada de espectadores (RAMOS, 1983).

Os alemães dizem tê-lo inventado; o mesmo afirmam os franceses. Eles tinham

aspecto coletivo, geralmente bastante faustoso, sob a forma de combates simulados

entre dois partidos. Muito sangrento nos primeiros tempos, reminiscência do circo

romano, mas moderado após codificado pelo francês Geoffroy de Prelly (RAMOS,

1983)

cavalaria traduzia ideal novo e vida nova. O cavaleiro cultivava a verdade,

A

a

lealdade, a justiça, a cortesia, a generosidade, a proteção dos fracos e das

mulheres (RAMOS, 1983).

Segundo Pierre de Coubertin, a “Idade Média conheceu um espírito

desportivo de intensidade e brilho superiores àqueles que conheceu a

própria Antiguidade Grega” (RAMOS, 1983)

Pois, para o mundo ficou a conduta cavalheiresca, sinônimo de nobreza,

lealdade e distinção (RAMOS, 1983).

Sugestão de Leituras MOZARZEL, R.; COLUMÁ, J . Lutas e artes marciais: aspectos educacionais, sociais

Sugestão de Leituras

MOZARZEL, R.; COLUMÁ, J. Lutas e artes marciais: aspectos educacionais, sociais e lúdicos. Rio de Janeiro: SUAM, 2015.

PIMENTEL, P. S.; TUBINO, M. J. G. Direitos da criança ao esporte: relações com o esporte educacional. Rio de Janeiro: autografia, 2017.

RAMOS, Jayr Jordão. Exercício Físico na História e na Arte: do homem primitivo aos nossos dias. São Paulo: IBRASA, 1982. 353p

TRIANI, F. S. Esporte e Sociedade: da prática esportiva antiga à contemporânea. In.:

TRIANI, F. S.; PIMENTEL, P. S. P. Esporte, Educação Física e Sociedade. Rio de Janeiro, Autografia, 2016.

TUBINO, M. J. G. Estudos brasileiros sobre o esporte: ênfase no esporte educação. Maringá: Eduem, 2010.

24

História da Educação Física Finaliza-se a primeira unidade de estudo. Agora você pode descrever a

História da Educação Física

Finaliza-se a primeira unidade de estudo. Agora você pode descrever a atividade física no processo civilizatório da Pré-História, Idade Antiga e Idade Média. Na próxima unidade, a Idade Moderna e seus conceitos sobre atividade física serão nossos objetos de estudos.

É hora de se avaliar

É hora de se avaliar Lembre-se de realizar as atividades desta unidade de estudo. Elas irão

Lembre-se de realizar as atividades desta unidade de estudo. Elas irão ajudá-lo a fixar o conteúdo, além de proporcionar sua autonomia no processo de ensino-aprendizagem.

25

Exercícios – Unidade 1 História da Educação Física 1. O conceito que devido à ambiguidade

Exercícios – Unidade 1

História da Educação Física

1. O conceito que devido à ambiguidade da Educação Física parece indicar uma

profissão ou uma disciplina curricular, foi uma definição de qual autor?

a) Angelo Vargas

b) João Bastista Freire

c) Jorge Steinhilber

d) Manoel Tubino

e) Manoel Sergio

2. O que diferencia o homem dos outros animais fisicamente?

a) Os dentes

b) Os pés

c) O polegar

d) Os braços

e) A cabeça

3. Quais os movimentos naturais praticados pelo homem na pré-história?

a) Correr, caçar, pescar, trepar e arremessar.

b) Jogar, pescar, matar e arremessar.

c) Andar, Correr, trepar, amamentar e brincar.

d) Correr, andar de bicicleta, dirigir e arremessar.

e) Correr, caçar, pescar e jogar futebol.

26

História da Educação Física 4. O homem da pré-história, na base do seu primitivismo, tinha

História da Educação Física

4. O homem da pré-história, na base do seu primitivismo, tinha sua vida cotidiana assinalada, sobretudo, por duas grandes preocupações. Realizava toda sorte de exercícios naturais, praticando uma verdadeira Educação Física espontânea e ocasional.

De

acordo

com

a

afirmativa,

podemos

assinalar

que

as

preocupações poderiam ser entendidas como:

a) Caçar e pescar.

b) Atacar e defender.

c) Atacar e construir.

d) Plantar e pescar.

e) Defender e correr.

suas

grandes

5 . Quais os períodos dos exercícios físicos na Idade Antiga?

a) Tempo da Monarquia, tempo dos cônsules e tempo do império.

b) Tempo de Roma, tempo do império e tempo da monarquia.

c) Tempo da república, tempo dos cônsules e tempo da Grécia.

d) Tempo da Monarquia, tempo da Grécia e tempo de Roma.

e) Tempo do império, tempo da monarquia e tempo da república.

6. Os artistas romanos sempre estiveram motivados pelos exercícios físicos, sobretudo, no campo da escultura e arquitetura. Ao lado das obras de arte, Roma conserva até hoje, recordações de suas admiráveis instalações desportivas. As termas, o circo, o anfiteatro e o estádio constituíam os principais locais de práticas das atividades corporais. Na Grécia, com suas competições, podiam entender os jogos como:

I) Jogos Fúnebres = Em homenagem aos vivos; Vencedores coroados com um ramo de oliveira.

II) Jogos Píticos = Realizados em Delfos para homenagear Zeus. No início, eram

promovidos de oito em oito anos.

27

História da Educação Física III) Jogos Nemeus = “Os doze trabalhos de Heracles”. IV) Jogos

História da Educação Física

III) Jogos Nemeus = “Os doze trabalhos de Heracles”.

IV)

Jogos

Ístmicos

=

Em

homenagem a Poseidon.

A

partir de

580

a.C.

Os

concursos de poesia e música passaram a ser acessíveis também às mulheres.

Marque a alternativa correta:

a) Apenas I correta

b) Apenas II correta

c) Apenas III correta

d) Apenas I e II corretas

e) Apenas III e IV corretas

7. A figura abaixo representa qual profissão?

e IV corretas 7. A figura abaixo representa qual profissão? a) Enfermagem b) Medicina c) Fisioterapia

a) Enfermagem

b) Medicina

c) Fisioterapia

d) Educação Física

e) Direito

28

8. A Educação Física e o Esporte sempre estiveram presentes na história da humanidade. Duas

8. A Educação Física e o Esporte sempre estiveram presentes na história da humanidade. Duas civilizações antigas que valorizavam o corpo, embora que de maneira diferente, foram Roma e Grécia, o valor corporal estava respectivamente:

a) Na estética e na beleza.

b) Na força e na utilidade.

c) Na estética e na utilidade.

d) Na utilidade e na estética.

e) Na beleza e na força.

História da Educação Física

e) Na beleza e na força. História da Educação Física 9. Descreva a influência do Cristianismo

9. Descreva a influência do Cristianismo na Idade Média:

29

História da Educação Física 10. Faça um resumo da atividade física que o homem praticava

História da Educação Física

10. Faça um resumo da atividade física que o homem praticava no período histórico da humanidade: (Pré-história, Idade antiga e Idade Média).

30

História da Educação Física 2 A Educação Física Correntes Contemporâneas Moderna e as Grandes 31

História da Educação Física

2 A Educação Física

Correntes

Contemporâneas

Moderna e as Grandes

31

Caro aluno,

Caro aluno, História da Educação Física Nessa segunda unidade, serão abordados os métodos, linhas doutrinárias e

História da Educação Física

Nessa segunda unidade, serão abordados os métodos, linhas doutrinárias e a divisão de esporte e os documentos que garantem sua prática esportiva no mundo.

Objetivos da unidade:

Conhecer os Métodos e linhas doutrinárias da Educação Física.

Identificar os autores das linhas doutrinárias

Compreender a divisão do Esporte no processo sociopolítico.

Plano da unidade:

Sistemas e métodos da Educação Física

Conceito universal do esporte e a sua relação com os direitos do homem

As diversas modalidades esportivas

Bons estudos!

32

História da Educação Física Para estudar as grandes correntes da Educação Física, utilizaremos como base

História da Educação Física

Para estudar as grandes correntes da Educação Física, utilizaremos como base

teórica algumas das obras de Inezil Penna Marinho, um dos primeiros brasileiros a

escrever mais de 100 obras sobre Esporte e Educação Física, um cientista que fazia

ciência em uma época em que não se pensava a Educação Física como ciência.

Bases:

MARINHO, I. P. Sistemas e Métodos de Educação Física. São Paulo. 1958.

MARINHO, I. P. Rui Barbosa: Paladino da Educação Física. São Paulo, 1975.

MARINHO, I. P. História da Educação Física e dos Desportos no Brasil. Rio

de Janeiro, 1953.

Sistemas e métodos da Educação Física

A linha doutrinária Sueca

Tem início com Pehr Henrik Ling (1776-1839), dividindo à ginástica em quatro partes:

Pedagógica ou

Ginástica

educativa -

tinha

como objetivo

assegurar a

saúde.

Ginástica Militar – Caracterizava-se pelos exercícios militares, como prática de tiro, esgrima e lançamentos.

Ginástica Médica e ortopédica – Objetivava-se evitar a instalação de vícios e defeitos posturais e enfermidades.

Ginástica Estética

movimentos artísticos.

Caracterizava-se

33

pela

beleza

da

execução

dos

História da Educação Física Vídeo Sugestão de vídeo! Assista ao vídeo no link abaixo: História

História da Educação Física

Vídeo

Sugestão de vídeo!

Assista ao vídeo no link abaixo:

História da Ginástica Sueca

Assista ao vídeo no link abaixo: História da Ginástica Sueca www.youtube.com/watch?v=dsNLap2jqfM Acesso em: 06/02/2018

www.youtube.com/watch?v=dsNLap2jqfM Acesso em: 06/02/2018

A linha doutrinária Francesa

A Educação Física no Brasil está filiada a esta linha, que surge realmente com Amoros, embora seja Rabelais o seu precursor.

Amoros admite quatro tipos de ginástica: civil e industrial, a militar (no exército e marinha), a médica e a cênica ou funambulismo.

No seu entender, a Educação Física é essencialmente o conjunto de meios destinados a ensinar o homem a executar um trabalho mecânico qualquer, com a maior economia possível de despesas das forças musculares.

Hébert- Método natural sobre a qual se baseou fundamentalmente o Método da “Escola de Joinville-le-pont”.

A linha doutrinária Alemã

Guts-Muths - Precursor da primeira escola democrática dos tempos modernos, pois seus alunos vinham de todas as classes sociais, sendo a primeira escola a colocar a ginástica no seu curriculum, no mesmo plano das outras disciplinas.

Jahn

nacionalista.

(1778-1825)

-

É

o

fundador

da

ginástica

patriótica,

com

fim

político

Spiess (1810-1858) - O ginásio passou a integrar a planta da escola, abraçando toda a natureza da criança.

34

História da Educação Física 1. A linha doutrinária Russa Caráter militar no Séc XVII; A

História da Educação Física

História da Educação Física 1. A linha doutrinária Russa Caráter militar no Séc XVII; A difusão

1. A linha doutrinária Russa

Caráter militar no Séc XVII;

A

difusão da ginástica de Ling;

O

ballet foi cultivado com requintes arte e luxo;

Após

a

revolução

bolchevista,

a

Educação

cientificamente organizados em todo o país;

Física

e

os

esportes

foram

A Educação Física e os esportes estão cientificamente organizados na Rússia,

único fator a que se devem os seus êxitos olímpicos, que não dependem de qualquer regime político.

Na história da Educação Física e do Esporte ainda é possível encontrar outros métodos como:

Método Inglês – Tinha como característica o ensino de habilidades por meio da prática de jogos e brincadeiras.

Método Dinamarques – Caracterizado pela inserção dos exercícios da ginástica nas aulas.

Calistenia – Teve muita influência dos exercícios militares e da chamada “ginástica natural”, prática em que os exercícios eram praticados em barras e utilizando somente o peso corporal como carga.

35

Capoeira: ginástica brasileira

Capoeira: ginástica brasileira História da Educação Física 36

História da Educação Física

Capoeira: ginástica brasileira História da Educação Física 36

36

História da Educação Física Nessa obra, o Professor Inezil Penna Marinho define a Capoeira como

História da Educação Física

Nessa obra, o Professor Inezil Penna Marinho define a Capoeira como a Ginástica

Brasileira.

Marinho define a Capoeira como a Ginástica Brasileira. Conceito Universal Do Esporte e a Sua Relação

Conceito Universal Do Esporte e a Sua Relação Com os Direitos do Homem

Com a evolução do homem, no século XXI, as suas necessidades foram se modificando e o processo do esporte teve que se adaptar a esta realidade na sociedade e no esporte. Hoje, podem-se perceber as várias ramificações do esporte buscando melhorar o homem globalizado. Com isso fez-se necessário um conceito universal do esporte, respeitando as necessidades de cada cultura de forma individualizada, sem deixar de referenciar-se na coletividade entre os países.

Contudo, se a necessidade imperiosa de se viver em sociedade trouxe inúmeros benefícios à espécie humana, trouxe também um desafio fundamental: como deveria se dar tal organização social e quem estaria apto, dentre os integrantes da comunidade humana, a desempenhar o papel de impor aos seus membros a

37

História da Educação Física submissão às regras que objetivassem a formação de uma sociedade minimamente

História da Educação Física

submissão às regras que objetivassem a formação de uma sociedade minimamente

organizada? Deve-se ressaltar, no entanto, que a necessidade de organização social dos grupamentos humanos não se deu de maneira linear, pois houve muitos avanços

e retrocessos nesse fenômeno; nem mesmo pode-se afirmar que as primeiras

manifestações de organização social mínima tenham sido operadas por meio da

razão humana ou por pura manifestação de seu instinto animal visando – geneticamente – a preservação de sua espécie.

A necessidade de haver regramentos sociais é condição fundamental para a

preservação e desenvolvimento do grupo social, pois, do contrário, instalar-se-á o caos completo; uma situação comunitária de anarquia em que todos os elementos humanos que integram o corpo social estariam absolutamente convencidos de que a sua liberdade individual não tem limites. Por isso mesmo, podem fazer o que bem entender justo para satisfazer os seus interesses materiais, pessoais e morais. Para tal, Tubino (2002) esclarece que os objetivos da Educação Física podem contribuir nas perspectivas biológicas, educacionais e sociais na visão para constituir direitos a todas as pessoas.

A tese central da epistemologia de Tubino (2002) se apoia na Educação Física e

no Esporte como direitos de todas as pessoas. A Educação Física, seja por vias formais

e não formais, consta no Manifesto Mundial da Educação Física/FIEP 2000, e o

esporte como direito de todas as pessoas está na Carta Internacional da Educação Física e Esporte/UNESCO de 1978. Desta forma, a partir de 1978, o esporte deixou de ser visto somente como um ramo de rendimento para ser compreendido também numa perspectiva do direito por todas as pessoas na sociedade.

Atualmente, a maioria dos povos adotou esta orientação conceitual e muitas vezes jurídica, de modo a garantir aos seus cidadãos determinados direitos que permitem um convívio social mais qualificado, haja vista garantias fundamentais de direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, repetindo, assim, o ideal revolucionário francês (Constituição Brasileira, art.5º, caput).

38

História da Educação Física A Constituição brasileira adota em seu texto outros direitos sociais de

História da Educação Física

A Constituição brasileira adota em seu texto outros direitos sociais de modo a ampliar aqueles de ordem fundamental, como, por exemplo, “o direito ao lazer” (CONSTITUIÇÃO FEDERAL da República federativa do Brasil, art. 227, caput, parág. 1º, combinado com o parágrafo 3º do art. 217).

Com o avanço da democracia, surgiu no mundo a necessidade de inserir novos conceitos na sociedade, onde o esporte também contribuiu para assegurar a participação de todos os cidadãos.

Dica!

Para

saber

mais,

leia

a

Carta

Internacional

da

Educação

Física,

da

Carta Internacional da Educação Física, da Atividade Física e do Esporte, publicada pela UNESCO:

Atividade Física e do Esporte, publicada pela UNESCO:

Disponível em: < http://unesdoc.unesco.org/images/0023/002354/235409POR.pdf>

Dica!

Cartoon Network e Neymar: 'Vamos Jogar' para o direito de esporte seguro e inclusivo! (v.estendida)

Jogar' para o direito de esporte seguro e inclusivo! (v.estendida) https://www.youtube.com/watch?v=cszpsK1nSYU

https://www.youtube.com/watch?v=cszpsK1nSYU

As Diversas Modalidades Esportivas

Para apresentar as modalidades esportivas, faz-se necessário usar como base epistemológica Tubino (2005), quando divide o esporte contemporâneo em oito correntes, conforme segue:

1 – Esportes Olímpicos – São aqueles há muito tempo compõem a programação

dos jogos olímpicos, como basquete, vôlei, o atletismo, a natação e a ginástica

olímpica.

2 – Esporte de tradição não olímpica – São justamente aqueles que não têm nas Olimpíadas as suas maiores disputas. Ex: O futebol, o tênis e o beisebol.

39

História da Educação Física 3 – As artes marciais – Desenvolvidas em épocas anteriores em

História da Educação Física

3 – As artes marciais – Desenvolvidas em épocas anteriores em templos e feudos, as artes marciais orientais atravessaram vários séculos e chegaram ao mundo contemporâneo, transformando-se em modalidades esportivas.

4 – Esportes-aventura ou desafio – O homem de um modo geral, está sempre

num processo de busca da superação.

5 – Esportes de relação com a natureza – A relação de praticamente todos os

campos de atuação humana com as questões ambientais levou ao surgimento de

vários esportes de relação imediata com a natureza.

6 – Esportes intelectivos – Há alguns anos sé eram considerados esportes as

modalidades que envolviam jogo, competição, movimento e institucionalização. Essa percepção cartesiana do esporte impediu por muito tempo que vários “jogos de salão fossem considerados modalidades esportivas.

7 – Esportes de identidade cultural – São aqueles que se originam na própria

cultura nacional e regional. Todos sabem que o sumô é um esporte nacional do Japão e o críquete é uma prática esportiva da Inglaterra. O Brasil possui muitos esportes de identidade cultural: futevôlei, peteca, capoeira e o futebol de sete.

8 – Esportes de expressão corporal – Esses esportes são mais um resultado da

ação da mídia. As competições de dança, principalmente na Europa, e os campeonatos de aeróbica, na América. Anteriormente, a patinação artística, a ginástica rítmica e as séries femininas de solo com música.

40

História da Educação Física Leitura complementar! Aprofunde seus conhecimentos com: TUBINO, M. A educação

História da Educação Física

Leitura complementar!

Aprofunde seus conhecimentos com:

Leitura complementar! Aprofunde seus conhecimentos com: TUBINO, M. A educação física e o esporte do ocidente

TUBINO, M. A educação física e o esporte do ocidente no século XX. Arquivos

em movimento, Rio de Janeiro, Vol. 1, n. 2, 2005. Disponível em:

<https://revista.eefd.ufrj.br/EEFD/article/view/217/169>.

DAÓLIO, J. Fenômeno social esporte na formação profissional em educação

física. Revista da Educação Física/ UEM. Maringá, Vol. 9, n. 1, 1998. Disponível

em:

<http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/3852>.

Finaliza-se a segunda unidade de estudo. Agora você pode descrever a atividade física na Idade Moderna e os métodos que influenciaram a Educação Física. Na próxima unidade será objeto de estudo os Jogos Olímpicos e os Jogos Paralímpicos.

É hora de se avaliar

É hora de se avaliar Lembre-se de realizar as atividades desta unidade de estudo. Elas irão

Lembre-se de realizar as atividades desta unidade de estudo. Elas irão ajudá-lo a fixar o conteúdo, além de proporcionar sua autonomia no processo de ensino-aprendizagem.

41

Exercícios – Unidade 2 História da Educação Física 1. Quais são as linhas doutrinárias da

Exercícios – Unidade 2

História da Educação Física

1. Quais são as linhas doutrinárias da Educação Física?

a) Sueca, Francesa, Alemã e Argentina.

b) Brasileira, Francesa, Alemã e Russa.

c) Sueca, Uruguaia, Alemã e Russa.

d) Sueca, Francesa, Alemã e Russa.

e) Sueca, Francesa, Americana e Russa.

2. Sobre a Educação Física moderna e as grandes correntes contemporâneas,

podemos afirmar que:

I - A ginástica Sueca foi dividida por Ling em quadro partes: Ginástica Pedagógica ou Educativa, Ginástica Militar, Ginástica Médica e ortopédica e Ginástica Estética

II - Na linha doutrinária Francesa, Amorós entendia que a Ed. Física é

essencialmente o conjunto de meios destinados a ensinar o homem a executar um trabalho mecânico qualquer, com a maior economia possível de despesas das forças musculares.

III - Na linha doutrinária Russa, o ballet foi cultivado com requintes de arte e luxo.

E a Educação Física e os desportos estão cientificamente organizados, único fator a que se devem os seus êxitos olímpicos, que não dependem de qualquer regime político.

IV - Na linha doutrinária Espanhola, Guts-Muths, desenvolveu da primeira escola

democrática dos tempos modernos, seus alunos vinham de todas as classes sociais, sendo a primeira escola a colocar a ginástica no seu curriculum, no mesmo plano das outras disciplinas.

42

Estão certos apenas os itens:

a ) I e III.

b) I, III e IV.

c) I e IV.

d) I, II e III.

e) Todas estão corretas.

e IV. c) I e IV. d) I, II e III. e) Todas estão corretas. História

História da Educação Física

3. A ginástica de Ling foi idealizada por qual Método?

a) Método Alemão.

b) Método Inglês.

c) Método Sueco.

d) Método Austríaco.

e) Método Russo.

4. Com a evolução do homem, no século XXI, as suas necessidades foram se

modificando e o processo do esporte teve que se adaptar a esta realidade na

sociedade e no esporte.

Porque

Com isso fez-se necessário um conceito universal do esporte, respeitando as

necessidades de cada cultura de forma individualizada, sem deixar de referenciar-se

na coletividade entre os países.

A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.

a) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa correta da I.

b) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II não é uma justificativa correta da I.

c) A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.

d) A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.

e) A asserção I e II são proposições falsas.

43

História da Educação Física 5. Qual é a Luta que era praticada como Ginástica Brasileira

História da Educação Física

5. Qual é a Luta que era praticada como Ginástica Brasileira no período Colonial?

a) MMA

b) Boxe

c) Capoeira

d) King Box

e) Muay Thai

6. Sobre o Direito do Esporte e seus Documentos, podemos afirmar que:

I - A tese central da epistemologia de Tubino (2002), se apoia na Educação Física e no Esporte como direitos de todas as pessoas. A Educação Física, seja por vias formais e não formais, consta no Manifesto Mundial da Educação Física/FIEP 2000.

II - O esporte como direito de todas as pessoas está na Carta Internacional da

Educação Física e Esporte/UNESCO de 1978. Desta forma, a partir de 1978, o esporte deixou de ser visto somente como um ramo de rendimento para ser compreendido também numa perspectiva do direito por todas as pessoas na sociedade.

III - A Constituição brasileira adota em seu texto outros direitos sociais de modo a

ampliar aqueles de ordem fundamental, como, por exemplo, “o direito ao lazer” (CONSTITUIÇÃO FEDERAL da República federativa do Brasil, art. 227, caput, parág. 1º, combinado com o parágrafo 3º do art. 217).

Estão certos apenas os itens:

a) I e III.

b) I e II.

c) II e III.

d) somente a III.

e) Todas estão corretas.

44

História da Educação Física 7. As diversas modalidades esportivas estão divididas em: a) Esportes Olímpicos,

História da Educação Física

7. As diversas modalidades esportivas estão divididas em:

a) Esportes Olímpicos, esporte de tradição não-Olímpico, as artes marciais, esportes de aventura ou de desafio, esporte de relação com a natureza, esportes intelectivos, esporte cultural e esporte de expressão cultural.

b) Esportes Olímpicos, esporte de campo, esporte de tradição não olímpico, artes marciais, esporte cultural, esporte de expressão corporal, esporte de rua e esporte de aventura.

c) Esportes Olímpicos, esporte de tradição não-Olímpico, as artes marciais, esportes de aventura ou de desafio, esporte de relação com a natureza, esportes intelectivos, esporte cultural e esporte de expressão corporal.

d) Esportes Olímpicos, esporte de tradição não Olímpico, as artes marciais, esportes de bairro, esporte de relação com a natureza, esportes intelectivos, esporte cultural e esporte de expressão corporal.

e) Esportes Olímpicos, esporte de tradição não Olímpico, as artes marciais, esportes de aventura ou de desafio, esporte contra a natureza, esportes intelectivos, esporte cultural e esporte de expressão corporal.

8. Marque (V) para as afirmativas verdadeiras ou (F) para as falsas, para as modalidades esportivas na atualidade:

( ) Esportes de expressão corporal – Esses esportes são mais um resultado da

ação da mídia. As competições de dança, principalmente na Europa, e os

campeonatos de aeróbica, na América. Anteriormente, a patinação artística, a

ginástica rítmica e as séries femininas de solo com música.

( ) Esportes intelectivos – Há alguns anos só eram considerados esportes as

modalidades que envolviam jogo, competição, movimento e

institucionalização. Essa percepção cartesiana do esporte impediu por muito

tempo que vários “jogos de salão fossem considerados modalidades

esportivas.

45

História da Educação Física ( ) Esporte de tradição não-olímpica – São aqueles há muito

História da Educação Física

( ) Esporte de tradição não-olímpica – São aqueles há muito tempo

compõem a programação dos jogos olímpicos, como basquete, vôlei, o

atletismo, a natação e a ginástica olímpica.

( ) Esportes de aventura ou de desafio – A relação de praticamente todos os

campos de atuação humana com as questões ambientais levou ao surgimento

de vários esportes de relação imediata com a natureza.

Assinale a resposta correta:

a) F,V,V,V

b) V,F,F,V

c) V,F,V,F

d) V,V,F,F

e) F,F,F,F

9. Descreva

como

foi

a

utilização

da

linha

doutrinária

Francesa

no

Brasil:

10. O que modificou no esporte com os documentos que garantem o direito de

todos à sua prática?

46

História da Educação Física 3 Jogos Olímpicos da Era Moderna 47

História da Educação Física

3 Jogos Olímpicos da Era Moderna

47

História da Educação Física Nessa terceira unidade, serão abordados os Jogos Olímpicos e Paralímpicos da

História da Educação Física

Nessa terceira unidade, serão abordados os Jogos Olímpicos e Paralímpicos da era moderna.

Objetivos da unidade:

Conhecer a história dos jogos Olímpicos, seus objetivos e conceitos;

Conhecer a história dos jogos Paralímpicos, seus objetivos e conceitos.

Plano da unidade:

O movimento olímpico

Jogos olímpicos

Os anéis olímpicos

O lema olímpico

Objetivos dos jogos olímpicos

Valores olímpicos

Comitê Paralímpico Internacional

Valores paralímpicos

I jogos paralímpicos

Edições dos jogos

As vilas olímpicas

Bons estudos!

48

O Movimento Olímpico História da Educação Física Antes de iniciar uma discussão sobre os Jogos

O Movimento Olímpico

História da Educação Física

O Movimento Olímpico História da Educação Física Antes de iniciar uma discussão sobre os Jogos Olímpicos,

Antes de iniciar uma discussão sobre os Jogos Olímpicos, torna-se fundamental resgatar o conceito de Movimento Olímpico. Essa manifestação tem início aproximadamente em 1894, ocasião em que há criação e proliferação de organizações internacionalistas, tendo como objetivo a promoção da paz (RUBIO, 2010).

Os movimentos de pacificação eram promovidos devido à exacerbada resolução dos conflitos por meio da guerra. Dessa forma, era necessário iniciar um movimento de resolução de conflito por meio de ideias e caminhos organizados. Nessa lógica, a competição esportiva se apresentou como um potencial racionalizado para resolver os conflitos sem o uso da violência.

49

Jogos olímpicos

O

Projeto

dos

Jogos

Olímpicos,

como acontecia
como
acontecia

História da Educação Física

na

Grécia

Helênica,

foi

apresentado em 25 de novembro de 1892, durante o 5º aniversário da União das Sociedades Francesas de Esportes Atléticos, cujo paraninfo, na ocasião, era o Barão de Coubertin (RUBIO, 2010).

Nesse sentido, diante da necessidade de promover intervenções sociais o Projeto dos Jogos Olímpicos se apresentava como uma oportunidade educacional de resgatar os valores presentes no esporte para promover a cultura da paz. Além disso, para os gregos, os Jogos olímpicos representavam um momento de trégua nas guerras.

E assim, em junho de 1894, na Sorbonne, em Paris, diante de um público

composto por 13 nações iniciou-se o congresso esportivo-cultura, ocasião em que Coubertin apresentou o projeto de recriação dos Jogos Olímpicos.

Ainda no ano de 1894, também por iniciativa de Pierre de Coubertin, foi criado o Comitê Olímpico Internacional (COI).

O projeto trouxe o conceito de Olimpíadas que se trata do período de quatro em

quatro anos em que os jogos acontecem. A proposta dos Jogos Olímpicos da modernidade divide-se em Jogos de Verão e Jogos de Inverno, alternando-se a cada dois anos entre os Jogos de Verão e os de Inverno.

E,

foi

assim

que

em

aconteceram na Grécia.

1896

os

primeiros

Jogos

Olímpicos

Anteriormente, havia dificuldade de encontrar o local sede

da

era

moderna

dos Jogos, mas

atualmente há grandes competições entre os continentes para promover os Jogos.

50

Os Anéis Olímpicos

Os Anéis Olímpicos História da Educação Física Cada anel representa um continente, sendo o azul correspondente

História da Educação Física

Os Anéis Olímpicos História da Educação Física Cada anel representa um continente, sendo o azul correspondente

Cada anel representa um continente, sendo o azul correspondente a Europa, o amarelo a Ásia, o preto a África, o verde a Oceania e o vermelho as Américas.

O Lema Olímpico

O lema olímpico “Citius, Altius, Fortius” significa mais rápidos, mais altos e mais fortes.

51

Para exemplificar, vejamos alguns exemplos: História da Educação Física  Em 1983, o americano Carl

Para exemplificar, vejamos alguns exemplos:

História da Educação Física

Em 1983, o americano Carl Lewis fez os 100m rasos, no Atletismo, em 10,07 segundos. Já em 2009, o jamaicano Usain Bolt, fez os mesmos 100m em 9,58 segundos.

Carl Lewis tinha 1,88m de estatura e Bolt 1,95m.

Vejamos a imagem dos dois atletas:

de estatura e Bolt 1,95m. Vejamos a imagem dos dois atletas: Refletir: E então? O lema

Refletir:

E então? O lema se estabelece? Realmente, estamos mais rápidos, mais altos e mais fortes?

Refletir: E então? O lema se estabelece? Realmente, estamos mais rápidos, mais altos e mais fortes?

52

História da Educação Física Objetivos Dos Jogos Olímpicos Avery Brundage, em síntese feliz, através de

História da Educação Física

Objetivos Dos Jogos Olímpicos

Avery Brundage, em síntese feliz, através de pronunciamento por ocasião das

competições de Tóquio, mostra-nos os objetivos elevados dos Jogos Olímpicos:

a) Estimular o interesse pela Educação Física e práticas esportivas, contribuindo,

assim, para o fortalecimento e saúde da humanidade.

b) Criar padrões de jogo honesto e sã esportivamente, cuja aquisição será útil em

outras atividades humanas.

c) Promover a paz e a boa-vontade internacionais, reunindo toda a juventude do

mundo em competições amistosas dentro de um ideal apropriado.

Em 1896, no estádio de Atenas, reconstruído e resplandecente de brancura,

a Grécia celebrava, com indescritível entusiasmo, os primeiros Jogos

Olímpicos Contemporâneos. O carro triunfal estava de novo em marcha

Em marcha, segundo o modelo grego, impregnada do espírito

cavalheiresco medieval e do sentido de fraternidade dos novos tempos.

Restauradas estavam as antigas competições de Olímpia, não pela

importância de suas disputas, mas, sobretudo, pelo seu elevado valor

cultural, capaz de ajudar a construir um mundo melhor e mais feliz.

As próximas considerações levam-nos a assinalar, a título de exaltação do

espírito olímpico, alguns pensamentos admiráveis, que ressaltam o elevado

alcance social das competições olímpicas. Vejamos:

A – O Olimpismo tende a reunir em um facho radiante todos os princípios que

concorrem para o aperfeiçoamento do homem. (Coubertin)

B – Que a chama Olímpica resplandeça, através das gerações, para o bem da

humanidade, cada vez mais elevada, mais intrépida e mais pura. (Coubertin)

C – Antes de tudo, é necessário que mantenhamos no esporte as características

de nobreza e de cavalheirismo, que o distinguiram no passado, de maneira que ele continue a fazer parte da educação dos povos, assim como serviu admiravelmente nos tempos de Grécia Antiga. A humanidade tem a tendência de transformar o atleta olímpico em gladiador pago. (Coubertin)

53

História da Educação Física D – O importante nos Jogos Olímpicos não é vencer, mas

História da Educação Física

D – O importante nos Jogos Olímpicos não é vencer, mas competir, porque o

essencial na vida não é conquistar, mas lutar. (Arcebispo de Pensilvânia e Coubertin)

E – Quando se golpeia no coração dos homens, despertam-se as forças

espirituais. Não há dúvidas de que os Jogos Olímpicos constituem, antes de tudo, uma força espiritual. (Garroni)

F – O mito Olímpico é poética evocação dos velhos tempos de liturgia

religiosa desportiva, que tanto unia os povos helênicos, e que ainda bate vigorosamente no coração de muitos homens de boa vontade, constituindo

prova do interesse que o desporto desperta entre os expoentes máximos do pensamento moderno. (Del Pozo)

G – Não nos esqueçamos de que os jogos Olímpicos foram criados não para ser

um campeonato mundial, ou uma feira de músculos, mas manifestação pedagógica e festa da juventude em escala universal. (Otto Meyer)

H – Os Jogos Olímpicos são festas de ideias e servem para uma humanidade

melhor. (Brundage)

I – Os Jogos não têm, como os da Grécia Antiga, o poder de fazer cessar as guerras ou pelo menos interrompê-las; mas suas competições, que reúnem no estádio a juventude mais vigorosa de todos os continentes, criam, entre os povos, uma compreensão e solidariedade rica de esperanças para o futuro da humanidade. (Ferreti)

J – Os Jogos Olímpicos devem concretizar um ideal: primavera das nações,

ligação da cultura espiritual e da cultura física, compreensão para além de todas as barreiras raciais, religiosas e políticas. (Will Duame)

A partir de 1896, os torneios olímpicos foram celebrados periodicamente,

com sucesso sempre crescentes, exceto em 1916 (Berlim-Alemanha), 1940

(Tóquio - depois Helsinque) e 1944 (Londres), em que foram suprimido,

devido às duas grandes guerras mundiais. Mas imediatamente a

comemoração dos jogos olímpicos retomou seu ritmo, como se nada de

anormal se tivesse passado. De 1960 para cá, em particular, com

extraordinário brilho se têm desenrolado as competições.

54

Valores Olímpicos

Valores Olímpicos História da Educação Física 1. A AMIZADE estende a mão e busca o entendimento;

História da Educação Física

1. A AMIZADE estende a mão e busca o entendimento; o amigo procura

entender o próximo apesar das diferenças e tem em relação ao outro, atitudes e sentimentos positivos como simpatia, empatia, honestidade, compaixão, confiança, solidariedade e reciprocidade positiva.

2. EXCELÊNCIA tem tudo a ver com dar o melhor de si, tanto no esporte quanto na vida, participar e progredir de acordo com seus objetivos.

vida, participar e progredir de acordo com seus objetivos. 3. O RESPEITO inclui o fair play

3. O RESPEITO inclui o fair play (jogo limpo - respeito às regras do jogo), a

honestidade, saber seus limites e tomar conta de sua própria saúde (não ao doping) e do meio ambiente. Respeito significa também um sentimento positivo de consideração por outra pessoa, de outro país ou de outra religião, por exemplo.

Sugestão de Vídeo!

https://www.youtube.com/watch?v=FkjnNKHkNVc

Sugestão de Vídeo! https://www.youtube.com/watch?v=FkjnNKHkNVc

55

História da Educação Física Comitê Paralímpico Internacional Fundado em 22 de setembro de 1989 Missão:

História da Educação Física

Comitê Paralímpico Internacional

da Educação Física Comitê Paralímpico Internacional Fundado em 22 de setembro de 1989 Missão: permitir os

Fundado em 22 de setembro de 1989

Missão: permitir os atletas Paralímpicos a alcançar a excelência esportiva e inspirar o mundo.

Lema: Espírito em Movimento.

Símbolo: Agito.

56

História da Educação Física Objetivos Dos Jogos Olímpicos A DETERMINAÇÃO nos dá confiança e faz

História da Educação Física

Objetivos Dos Jogos Olímpicos

A DETERMINAÇÃO nos dá confiança e faz com que acreditemos em nós e continuemos a fazer o que o melhor que podemos, mesmo quando a situação está difícil. Ela ajuda a tomar uma decisão focando nos objetivos.

A CORAGEM nos impele a fazer o que acreditamos ser o certo. É um valor e também a habilidade de enfrentar a dor, o sofrimento, o medo, o perigo, a incerteza e a intimidação. A coragem física é aquela que nos dá força para lutar contra a dor e o sofrimento físico. A coragem moral nos dá força para agir corretamente contra a vergonha, a desonra e o desânimo.

A IGUALDADE faz com que todos possam ser iguais e receber o mesmo tratamento. É o valor e a qualidade de ser o mesmo em quantidade ou medida, valor ou status, assegurando imparcialidade, oportunidades e tratamentos iguais para todos sem olhar para religião, etnia, raça, sexo, idade e sem qualquer discriminação, preconceito, desigualdade e deslealdade.

A INSPIRAÇÃO busca uma fonte que traga ideias para completar uma tarefa ou fazer algo de especial.

e deslealdade. A INSPIRAÇÃO busca uma fonte que traga ideias para completar uma tarefa ou fazer

57

História da Educação Física Sugestão de Vídeo! https://www.youtube.com/watch?v=qOspTQKYzj4 O surgimento dos Jogos

História da Educação Física

Sugestão de Vídeo!

https://www.youtube.com/watch?v=qOspTQKYzj4

Sugestão de Vídeo! https://www.youtube.com/watch?v=qOspTQKYzj4

O surgimento dos Jogos Paralímpicos tem início com Ludwig Guttmann, um neurocirurgião que foi indicado para chefiar o Centro Nacional de Traumatismo de Stoke Mandeville (1943). Sua principal intervenção foi a proposta de reabilitação dos soldados.

intervenção foi a proposta de reabilitação dos soldados. Inicialmente, o neurocirurgião percebeu que os soldados

Inicialmente, o neurocirurgião percebeu que os soldados lesionados na guerra não queriam mais viver, pois não tinha mais como exercer sua função no combate. E assim, treinamentos foram organizados com o objetivo de ocupar os atletas com práticas próximas às que já realizavam antes das lesões.

58

História da Educação Física O neurocirurgião também fez a proposta de uma competição em que

História da Educação Física

História da Educação Física O neurocirurgião também fez a proposta de uma competição em que os

O neurocirurgião também fez a proposta de uma competição em que os soldados lesionados pudessem participar, a fim de promover a competição e proporcionar às pessoas lesionadas sentimentos de utilizada, já que não se sentiam úteis, e muitos, morriam até por depressão.

Nessa perspectiva, em 29 de julho de 1948, foi proposto os Jogos Paralímpicos. E, foi assim chamado, inicialmente, por duas curiosidades. A primeira pelo fato de participar somente paraplégicos, os soldados lesionados e, a segunda, por ocorrer paralelamente, no mesmo período dos Jogos Olímpicos.

59

História da Educação Física I. Jogos Paralímpicos 60

História da Educação Física

História da Educação Física I. Jogos Paralímpicos 60

I. Jogos Paralímpicos

História da Educação Física I. Jogos Paralímpicos 60

60

EDIÇÕES DOS JOGOS

EDIÇÕES DOS JOGOS História da Educação Física   Jogos Paralímpicos de Verão [ 7 2 ]

História da Educação Física

 

Jogos Paralímpicos de Verão [72]

 

Edição

Cidade-sede

Grupos de deficiência participantes (posicione o ponteiro sobre a sigla para ver o significado)

CPNs

Atletas

PP

AM

VI

PC

IN

LA

1960

(detalhes)

Roma, Itália

         

23

400

1964

(detalhes)

Tóquio, Japão

         

21

375

1968

(detalhes)

Tel Aviv, Israel

         

29

750

 

Heidelberg,

               

1972

(detalhes)

Alemanha

43

984

 

Ocidental

 

Toronto,

         

1976

(detalhes)

Canadá

38

1657

 

Arnhem,

               

1980

(detalhes)

Países Baixos

42

1973

 

Stoke

               

Mandeville,

 

(detalhes)

Reino Unido

41

1100

1984

Nova

45

1800

 

York, Estados

       

Unidos

 

Seul, Coreia

               

1988

(detalhes)

do Sul

61

3013

 

Barcelona,

               

1992

(detalhes)

Espanha

82

3021

 

Atlanta,

               

1996

(detalhes)

Estados

103

3195

 

Unidos

2000

(detalhes)

Sydney,

122

3843

61

História da Educação Física   Austrália               2004 (detalhes)

História da Educação Física

 

Austrália

             

2004

(detalhes)

Atenas, Grécia

   

✓ ✓

✓ ✓

 

136

3806

2008

(detalhes)

Pequim,

China

   

✓ ✓

✓ ✓

 

146

3951

2012

(detalhes)

Londres,

Reino Unido

   

✓ ✓

✓ ✓

164

4294

2016

(detalhes)

Rio de

Janeiro, Brasil

   

✓ ✓

✓ ✓

161

4500

2020

(detalhes)

Tóquio, Japão

   

✓ ✓

✓ ✓

N/D*

N/D*

2024

(detalhes)

Paris, França

   

✓ ✓

✓ ✓

N/D*

N/D*

 

Los Angeles,

             

2028

(detalhes)

Estados

✓ ✓

✓ ✓

N/D*

N/D*

 

Unidos

 

* Estimado

 

As Vilas Olímpicas

São locais, separados por sexos, onde ficam alojados os atletas, em atmosfera

fraternal e harmoniosa, sem discriminação de raça, cor, religião e política. Foram

instituídas nos Jogos Olímpicos de Berlim, embora tenham aparecido pela primeira

vez, sob forma de acampamento, nos Jogos de Paris (1924).

Finaliza-se a terceira unidade de estudo. Agora você pode descrever a história

dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos e os seus valores para sociedade mundial.

62

História da Educação Física Na próxima unidade, será objeto de estudo as Dimensões e as

História da Educação Física

História da Educação Física Na próxima unidade, será objeto de estudo as Dimensões e as abordagens

Na próxima unidade, será objeto de estudo as Dimensões e as abordagens sociais do Esporte.

É hora de se avaliar

É hora de se avaliar Lembre-se de realizar as atividades desta unidade de estudo. Elas irão

Lembre-se de realizar as atividades desta unidade de estudo. Elas irão ajudá-lo a fixar o conteúdo, além de proporcionar sua autonomia no processo de ensino-aprendizagem.

63

Exercícios – Unidade 3 História da Educação Física 1. (ENADE-2015-Adaptada) O Barão Pierre de Coubertin

Exercícios – Unidade 3

História da Educação Física

1. (ENADE-2015-Adaptada) O Barão Pierre de Coubertin fundou o Comitê Olímpico Internacional (COI) em 1890, com o intuito de resgatar os Jogos Olímpicos da Grécia Antiga, o que inspirou os Jogos Olímpicos da Era Moderna, que tiveram início em 1896 em Atenas na Grécia.

Disponível

em:

<http://www.educacaofisica.com.br/esportes/>.

mar. 2017 (adaptado).

Acesso

em:

9

Considerando os Jogos Olímpicos da Era Moderna, avalie as afirmações a seguir:

I. O lema olímpico significa: Citius (o mais habilidoso), Altius (o mais alto), Fortius (o mais rápido);

II. Entre os desafios enfrentados pelo COI para a realização dos Jogos Olímpicos,

incluem-se boicotes, doping, interesses políticos e terrorismo;

III. Cada anel representa um continente, sendo o azul correspondente a Europa,

o amarelo a Ásia, o preto a África, o verde a Oceania e o vermelho as Américas;

IV. O COI precisou adaptar os jogos olímpicos às mudanças sociais contemporâneas, criando os Jogos Olímpicos de Inverno, os Jogos estudantis e, mais recentemente, os Jogos Paralímpicos, para atletas com deficiência física, cognitiva e visual.

É correto o que se afirma em:

a) I e II, apenas.

b) I e IV, apenas.

c) II e III, apenas.

d) II e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

64

História da Educação Física 2. (ENADE-2010) A figura abaixo ilustra o momento em que o

História da Educação Física

2. (ENADE-2010) A figura abaixo ilustra o momento em que o brasileiro Wanderlei Cordeiro de Lima foi abordado em sua prova nas Olimpíadas de 2004 em Atenas. A sua reação à atitude do agressor lhe rendeu a medalha “Barão de Coubertain” pelo mérito olímpico. Entre as características que compõem o “espírito olímpico”, o atleta brasileiro foi recompensado por continuar a prova, mesmo perdendo o primeiro lugar.

por continuar a prova, mesmo perdendo o primeiro lugar. Outras características que compõem o “espírito

Outras características que compõem o “espírito olímpico” devem ser estimuladas pela intervenção do profissional de Educação Física preocupado com a formação moral de seus atletas. Essas características incluem:

a) Primazia pela vitória, patriotismo e fair play ou jogo limpo.

b) Patriotismo, primazia pela vitória e respeito total ao árbitro e suas decisões.

c) Desejo de igualdade entre as equipes e os participantes, fair play ou jogo limpo e primazia pela vitória.

d) Respeito total ao árbitro e suas decisões, desejo de igualdade entre as equipes e os participantes e patriotismo.

e) Fair play ou jogo limpo, respeito total ao árbitro e suas decisões e desejo de igualdade entre as equipes e os participantes.

65

História da Educação Física 3. As VILAS OLÍMPICAS São locais, separados por sexos, onde ficam

História da Educação Física

3. As VILAS OLÍMPICAS São locais, separados por sexos, onde ficam alojados os

atletas, em atmosfera fraternal e harmoniosa, sem discriminação de raça, cor, religião

e política.

Porque

Os Jogos Olímpicos são festas de ideias e servem para uma humanidade melhor.

a) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa correta da I.

b) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II não é uma justificativa correta da I.

c) A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.

d) A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.

e) A asserção I e II são proposições falsas.

4. Em relação aos valores Olímpicos, correlacione as colunas. (1,0 pontos)

1. Excelência

2. Respeito

3. Amizade

( ) Iinclui o fair play (jogo limpo - respeito às regras do jogo), a honestidade, saber seus limites e tomar conta de sua própria saúde (não ao doping) e do meio ambiente. Respeito significa também um sentimento positivo de consideração por outra pessoa, de outro país ou de outra religião, por exemplo.

( ) Estende a mão e busca o entendimento; o amigo procura entender o

próximo apesar das diferenças e tem em relação ao outro atitudes e sentimentos

positivos como simpatia, empatia, honestidade, compaixão, confiança, solidariedade

e reciprocidade positiva.

( ) Tem tudo a ver com dar o melhor de si, tanto no esporte quanto na vida, participar e progredir de acordo com seus objetivos.

66

a) 1, 3,2.

b) 1,2,3.

c) 3,2,1.

d) 2,3,1.

e) 2,1,3.

a) 1, 3,2. b) 1,2,3. c) 3,2,1. d) 2,3,1. e) 2,1,3. História da Educação Física 5.

História da Educação Física

5. Quem foi o idealizador dos Jogos Paralímpicos?

a) Pierre de Coubertin

b) Willian G. Morgan

c) Nikolaus Wynmann

d) Ludwig Guttmann

e) James Naismit

6. Quando foi fundado e com qual missão o Comitê Paralímpico Internacional?

a) 28 de maio de 1970, com a Missão de divulgar os atletas Paralímpicos.

b) 22 de janeiro de 2000, com a Missão de conquistar medalhas e evidenciar os melhores atletas Paralímpicos.

c) 22 de dezembro de 1989, com a Missão de permitir os atletas Paralímpicos a alcançar a excelência esportiva e inspirar o mundo.

d) 22 de setembro de 1989, com a Missão de permitir os atletas Paralímpicos a alcançar a excelência esportiva e inspirar o mundo.

e) 22 de setembro de 1989, com a Missão de permitir os atletas Paralímpicos conseguirem patrocínio e mostrar ao mundo que ainda podem competir em alto nível.

67

História da Educação Física 7. Considerando os valores dos jogos Paralímpicos, avalie as afirmações a

História da Educação Física

7. Considerando os valores dos jogos Paralímpicos, avalie as afirmações a seguir:

I - A DETERMINAÇÃO nos dá confiança e faz com que acreditemos em nós e

continuemos a fazer o que o melhor que podemos, mesmo quando a situação está difícil. Ela ajuda a tomar uma decisão focando nos objetivos.

II - A CORAGEM nos impele a fazer o que acreditamos ser o certo. É um valor e

também a habilidade de enfrentar a dor, o sofrimento, o medo, o perigo, a incerteza e a intimidação. A coragem física é aquela que nos dá força para lutar contra a dor e o sofrimento físico. A coragem moral nos dá força para agir corretamente contra a vergonha, a desonra e o desânimo.

III - A IGUALDADE faz com que todos possam ser diferente e receber tratamento

diferenciado. É o valor e a qualidade de ser o mesmo em quantidade ou medida, valor ou status, assegurando parcialidade, oportunidades e tratamentos diferenciados para todos sem olhar para religião, etnia, raça, sexo, idade e sem qualquer discriminação, preconceito, desigualdade e deslealdade.

IV - A INSPIRAÇÃO busca uma fonte que traga ideias para completar uma tarefa ou fazer algo de especial.

a) I e III, apenas.

b) I, II e IV, apenas.

c) II e III, apenas.

d) II e IV, apenas.

e) I, II, III e IV.

68

8

-

Considerando

o

espírito

olímpico,

8 - Considerando o espírito olímpico, alguns História da Educação Física pensamentos admiráveis, que ressaltam o

alguns

História da Educação Física

pensamentos admiráveis,

que

ressaltam o elevado alcance social das competições olímpicas podemos afirmar que:

I – Que a chama Olímpica resplandeça, através das gerações, para o bem da humanidade, cada vez mais elevada, mais intrépida e mais pura (Coubertin).

II– Antes de tudo é necessário que mantenhamos no esporte as características de nobreza e de cavalheirismo, que o distinguiram no passado, de maneira que ele continue a fazer parte da educação dos povos, assim como serviu admiravelmente nos tempos de Grécia Antiga. A humanidade tem a tendência de transformar o atleta olímpico em gladiador pago (Coubertin).

III – Não nos esqueçamos de que os jogos Olímpicos foram criados não para ser um campeonato mundial, ou uma feira de músculos, mas manifestação pedagógica e festa da juventude em escala universal (Otto Meyer).

a) I e III

b) I, II e III

c) II e III

d) II

e) I

69

História da Educação Física 9. Descreva sobre a importância do Fair Play nos jogos Olímpicos

História da Educação Física

9.

Descreva

sobre

a

importância

do

Fair

Play nos

jogos

Olímpicos

da

era

moderna:

 

10.

Desenvolva

sobre

o

ocorrido

na

Vila

Olímpica

nos

jogos

Olímpicos

de

Munique:

70

História da Educação Física 4 Abordagem Histórica da Educação Física 71

História da Educação Física

4 Abordagem Histórica da Educação Física

71

Caro aluno,

Caro aluno, História da Educação Física Neste momento, iniciam-se os estudos sobre as abordagens históricas da

História da Educação Física

Neste momento, iniciam-se os estudos sobre as abordagens históricas da Educação Física no Brasil, ocasião em que temos a oportunidade de conhecer como tudo começou para compreender as transformações e seus motivos pelos quais a contemporaneidade se explica. Aqui, serão tratados os conhecimentos acerca do processo histórico da Educação Física, apresentando as influências da atividade física do Brasil Colônia, de uma Educação Física progressista e as Dimensões Sociais do Esporte.

Objetivos da unidade:

Identificar as atividades físicas no Brasil Colônia;

Compreender os períodos da Educação Física progressista;

Identificar e compreender as Dimensões sociais do esporte.

Plano da unidade:

A Educação Física no Brasil Colônia

Abordagens Históricas da Educação Física

Dimensões Sociais do Esporte

Bons estudos!

72

História da Educação Física A Educação Física no Brasil Colônia Dica de Leitura! Inicialmente, para

História da Educação Física

A Educação Física no Brasil Colônia

Dica de Leitura!

Dica de Leitura! Inicialmente, para entendermos e compartilharmos os conhecimentos referentes ao Brasil Colônia,

Inicialmente, para entendermos e compartilharmos os conhecimentos referentes ao Brasil Colônia, utilizaremos as seguintes bibliografias:

CASTELLANI FILHO, L. Educação Física no Brasil: a história que não se conta. Papirus, 2007.

GHIRALDELLI JÚNIOR, P. Educação Física Progressista. Paco Editorial, 1991.

MELO, V. A. História da Educação Física e do Esporte no Brasil. Ibrasa, 1999.

Brasil Colônia

Os

primeiros

habitantes,

os

naturais tais como:

Nadar

Correr atrás da caça

Lançar

O arco e flecha

índios,

contribuíram

73

nos

movimentos

rústicos

História da Educação Física Nas suas tradições incluem-se as danças, cada uma com significado diferente:

História da Educação Física

História da Educação Física Nas suas tradições incluem-se as danças, cada uma com significado diferente:

Nas suas tradições incluem-se as danças, cada uma com significado diferente:

homenageando o sol, a lua, os Deuses da guerra e da paz, os casamentos etc. Esse fato histórico implica afirmar que a história da dança está atrelada a da Educação Física. Desse modo, não se pode iniciar uma discussão sobre atividade física no Brasil e não citar os primeiros habitantes (CASTELLANI FILHO, 2007).

Além das danças, incluem-se as lutas, os jogos, a peteca, a corrida de troncos entre outras (MELO, 1999). Sabe-se que os índios não eram muito fortes e não se adaptavam ao trabalho escravo. Na imagem abaixo, é possível observar a corrida de troncos, prática lúdica de maneira competitiva praticada pelos índios no Brasil colônia, essa prática é um fato histórico que afirma a prática da atividade física na sociedade brasileira mais primitiva.

74

História da Educação Física Além dessas práticas típicas da cultura indígena, outras práticas corporais chegaram

História da Educação Física

História da Educação Física Além dessas práticas típicas da cultura indígena, outras práticas corporais chegaram

Além dessas práticas típicas da cultura indígena, outras práticas corporais chegaram ao Brasil por um processo de aculturação por meio dos negros que vieram para o Brasil para o trabalho escravo (CASTELLANI FILHO, 2007).

As fugas para os Quilombos os obrigavam a lutar contra os capitães-do-mato. Nesse sentido, por instinto natural, descobriram ser o próprio corpo uma arma poderosa e o elemento surpresa.

75

História da Educação Física Dentre as práticas utilizadas como defesa pessoal, uma que se destacou

História da Educação Física

História da Educação Física Dentre as práticas utilizadas como defesa pessoal, uma que se destacou e

Dentre as práticas utilizadas como defesa pessoal, uma que se destacou e marcou época foi a capoeira. De acordo com Inezil Penna Marinho (1955), essa prática faz referência à ginástica brasileira. O nome capoeira veio do mato onde entrincheiravam-se para treinar. "Um estranho jogo de corpo dos escravos desferindo coices e marradas, como se fossem verdadeiros animais indomáveis". Vejamos ainda indícios dessa prática na imagem abaixo.

76

História da Educação Física Educação Física Higienista (1989-1930) De acordo com Ghiraldelli Júnior (1991), a

História da Educação Física

História da Educação Física Educação Física Higienista (1989-1930) De acordo com Ghiraldelli Júnior (1991), a

Educação Física Higienista (1989-1930)

De acordo com Ghiraldelli Júnior (1991), a educação física higienista é marcada por um momento histórico em que a educação física e o esporte tinham como objetivo ocupar os momentos de lazer da população por meio de uma prática que traria possíveis benefícios à saúde. Nessa concepção ainda não se pensava em esporte e ou educação física como ferramenta social ou educacional. Suas características eram:

Projeto de “Assepsia social” através da Educação Física;

Produto do pensamento liberal do início do século XX.

Objetivos

Disciplinar hábitos para afastar as pessoas dos vícios que deterioram a saúde e o caráter;

Resolver o problema da saúde pública através da educação;

77

História da Educação Física  Educação Física como “agente de saneamento pública”;  Rui Barbosa

História da Educação Física

Educação Física como “agente de saneamento pública”;

Rui Barbosa é o incentivador dessa prática;

“Higiene do corpo e higiene da alma são inseparáveis”

“A primeira necessidade experimentada, na infância do indivíduo e da humanidade, é a da mais plena satisfação da vida física. A par das funções nutritivas, o apetite do movimento, a mais invencível tendência à atividade corpórea, domina o homem nesse período de vida. Daí, a importância da ginástica, da música, do canto no programa escolar. Atividade inteligentemente regulada, metodizada, fecundada pelo exercício geral e harmônico dos órgãos do movimento e do aparelho vocal

Dica de vídeo!

Dica de vídeo! A Educação Física no Brasil - Colonial, Imperial e Republicano Vídeo: https://youtu.be//-you69Nwgc

A Educação Física no Brasil - Colonial, Imperial e Republicano

Vídeo: https://youtu.be//-you69Nwgc

Educação Física Militarista (1931-1945)

O segundo momento histórica da educação física denunciado por Ghiraldelli Júnior (1991) trata-se, portanto, da educação física associada à ideia militar, isto é, formar o cidadão forte para atuar no combate, em situação de guerra. Esse pensamento representava um entendimento militar da educação física. Tinha como características:

Projeto de preparação da juventude para o combate e a guerra;

Impor à sociedade padrões de comportamentos estereotipados nos moldes da disciplina da caserna;

Produto da inspiração fascista.

Objetivos

A Educação Física deve ser suficientemente rígida para “elevar a Nação” à condição de “servidora e defensora da pátria”;

78

História da Educação Física  Depuração da raça- A Ed. Física faz a seleção natural

História da Educação Física

Depuração da raça- A Ed. Física faz a seleção natural dos homens e mulheres na busca das “elites condutoras”, eliminando os fracos e premiando os fortes;

A saúde individual e coletiva é substituída pela “saúde da pátria”.

Rui Barbosa aconselha as escolhas à adoção da prática da Educação Física Militar

“ A precisão, a decisão e a energia dos movimentos militares constituem, a par

de um excelente meio de cultivo das forças corpóreas, um dos mais eficazes fatores na educação do caráter viril.”

1921 – decreto = “regulamento n. 7” ou “Método do Exercito Francês”;

1931-

Educação

Física

como

disciplina

“método francês” à rede escolar;

obrigatória,

estendendo-se,

assim

o

1933 – fundada a Escola de Educação Física do Exército (polo aglutinador e coordenador do pensamento sobre a Educação Física brasileira durante as duas décadas seguintes).

Movimento que se tornou tão enraizado que até hoje se encontra resquícios dos princípios norteadores da prática ginástica e desportiva fascista.

Dica de vídeo!

Concepção de Educação Física Militarista

Vídeo: https://youtu.be/6tXI7PTsgOk

Dica de vídeo! Concepção de Educação Física Militarista Vídeo: https://youtu.be/6tXI7PTsgOk

Educação Física Pedagogicista (1945-1964)

Ainda de acordo com Ghiraldelli Júnior (1991), a educação física Pedagogicista foi o momento histórico em que ela passa a integrar o currículo escolar e passa a ser ensinada na escola. Essa concepção tinha como fundamento que a prática dos jogos no ambiente escolar poderia ser um diferencial na educação brasileira. Tinha como características:

79

História da Educação Física  Remonta-se ao liberalismo do início do século no que tange

História da Educação Física

Remonta-se ao liberalismo do início do século no que tange a busca de integrar a Educação Física como “disciplina educativa por excelência” no âmbito da rede pública escolar.

Ganha sustentabilidade nas teorias psicopedagógicas de Dewey e Durkheim, desenvolvidas nos EUA.

Mesmo com o embasamento das teorias escolanovistas, não se abandona o “método francês”, visto que este gerou até a década de 50 uma diretriz obrigatória na prática da Educação Física escolar brasileira.

Projeto que advoga a neutralidade política, ideológica e social da Educação Física.

Projeto de “Educação do Movimento”.

Objetivos

Formação do cidadão;

A Educação Física como instrução e educação;

A Educação Física leva a juventude a aceitar as regras do “jogo”.

Ideia central de “unidade nacional em torno do Brasil-Potência”. Desporto de alto nível.

Aumenta-se a produção científica, sobretudo em Fisiologia do Exercício, Biomecânica e Treinamento Desportiva, originando-se um processo de tecnização (neutralidade científica).

“Desenvolvimento com segurança” (Escola Superior de Guerra) fomentou uma Educação Física despolitizadora, promovendo o desporto de alto nível capaz de trazer medalhas olímpicas.

80

História da Educação Física Educação Física Competitivista (A Partir De 1964) Ghiraldelli Júnior (1991) apresenta

História da Educação Física

Educação Física Competitivista (A Partir De 1964)

Ghiraldelli Júnior (1991) apresenta o momento histórico da educação física competitivista. Esse pensamento está atrelado ao sucesso da seleção brasileira de futebol nas copas do mundo FIFA de 1958 e 1962, pois a população deixou de atacar o governo com críticas e passou imaginar que o sucesso do país no futebol daria uma sensação de progresso. A partir disso, o esporte foi entendido como política nacional e, na escola, o objetivo da educação física era ensinar o esporte e promover a iniciação esportiva. Trata-se de um momento em que:

Projeto que visa à hierarquização e elitização social.

Projeto de massificação do esporte. Seletividade desportiva.

Assemelha-se a alguns pontos da Educação Física Militarista (hierarquização e elitização social; alienação e desmobilização do povo).

Ideia central de “unidade nacional em torno do Brasil-Potência”. Desporto de alto nível.

Aumenta-se a produção científica, sobretudo em Fisiologia do Exercício, Biomecânica e Treinamento Desportiva, originando-se um processo de tecnização (neutralidade científica).

“Desenvolvimento com segurança” (Escola Superior de Guerra) fomentou uma Educação Física despolitizadora, promovendo o desporto de alto nível capaz de trazer medalhas olímpicas.

Objetivos

Esportes de alto nível.

Participação dos melhores.

Buscar medalhas Olímpicas.

Alienar e desmobilizar o povo.

81

História da Educação Física Nos anos 70, marcado pela ditadura militar, a Educação Física era

História da Educação Física

História da Educação Física Nos anos 70, marcado pela ditadura militar, a Educação Física era usada,

Nos anos 70, marcado pela ditadura militar, a Educação Física era usada, não para fins educativos, mas de propaganda do governo sendo todos os ramos e níveis de ensino voltados para os esportes de alto rendimento.

Educação Física Popular

A Educação Física popular é o último momento histórico apontado por Ghiraldelli Júnior (1991). Esse paradigma é marcado pela massificação da educação física e do esporte, isto é, não é somente a elite que tem direitos à essas práticas, mas todos os cidadãos. Suas características eram:

Emerge

da

prática

social

dos

trabalhadores

(Movimento

Operário

e

Popular);

Movimento que tentou realizar a prática democrática de atividades físicas durante quase todo século;

Concepção de Educação Física mais autônoma;

Buscava o lazer e a cooperação;

82

História da Educação Física  Cobrava a participação do Poder Público na construção de espaços

História da Educação Física

Cobrava a participação do Poder Público na construção de espaços democráticos de lazer (quadras, jardins de infância, praças etc.);

Objetivo de democracia.

Objetivos

Ludicidade e cooperação;

Participação do Poder Público na tarefa e construção de escolas

(gremiações), quadra desportivas, jardim de infância.

Nos anos 80, a Educação Física vive uma crise à procura de propósitos voltados à sociedade. No esporte de alto rendimento deram origem aos patrocínios e empresas contratando atletas funcionários surgindo uma geração de campeões das equipes Atlântica Boa Vista, Bradesco, Pirelli etc.

das equipes Atlântica Boa Vista, Bradesco, Pirelli etc. Nos anos 90, o esporte passa a ser

Nos anos 90, o esporte passa a ser visto como meio de promoção à saúde acessível a todos manifestada de três formas: esporte educação, esporte participação e esporte performance.

83

História da Educação Física Dimensões sociais do esporte Esporte Educacional Trata-se do esporte no ambiente

História da Educação Física

História da Educação Física Dimensões sociais do esporte Esporte Educacional Trata-se do esporte no ambiente escolar.

Dimensões sociais do esporte

Esporte Educacional

Trata-se do esporte no ambiente escolar. Não deve ser visto como uma extensão do esporte de rendimento. Ao contrário, essa manifestação deve ser mais um processo Educativo na formação dos jovens, uma preparação para o exercício da cidadania.

84

História da Educação Física Esporte Educação: É no Esporte-educacional que se percebe o aspecto do

História da Educação Física

Esporte Educação: É no Esporte-educacional que se percebe o aspecto do esporte de maior conteúdo socioeducativo. Faz referência ao ensino do esporte como conteúdo da educação física escolar.

do esporte como conteúdo da educação física escolar. Esporte Escolar: se apoia nos princípios do

Esporte Escolar: se apoia nos princípios do desenvolvimento esportivo e do espírito esportivo, não perdendo de vista a formação para cidadania. Compreende as competições entre as escolas. Trata-se do esporte ensinado no ambiente escolar, mas fora do horário de aula curricular. Se assemelha a escola de esportes.

85

História da Educação Física Esporte Participação/Lazer Apoia-se no princípio do prazer lúdico, no próprio lazer

História da Educação Física

História da Educação Física Esporte Participação/Lazer Apoia-se no princípio do prazer lúdico, no próprio lazer e

Esporte Participação/Lazer

Apoia-se no princípio do prazer lúdico, no próprio lazer e na utilização construtiva do tempo livre de liberdade. Está manifestação esportiva não tem compromisso com regras institucionais ou de qualquer outro tipo e tem na participação o seu sentido maior, podendo promover por meio dela o bem estar dos praticantes, que é a sua verdadeira finalidade.

86

História da Educação Física Esporte de rendimento É disputado obedecendo rigidamente às regras e os

História da Educação Física

História da Educação Física Esporte de rendimento É disputado obedecendo rigidamente às regras e os códigos

Esporte de rendimento É disputado obedecendo rigidamente às regras e os códigos específicos de cada modalidade esportiva. Por isso, é considerado um tipo de esporte institucionalizado, no qual fazem parte federações internacionais e nacionais que organizam competições no mundo todo.

no qual fazem parte federações internacionais e nacionais que organizam competições no mundo todo. 87

87

Institucionalização Do Esporte História da Educação Física Efeitos Positivos  O esporte de competição ou

Institucionalização Do Esporte

História da Educação Física

Efeitos Positivos

O esporte de competição ou performance ao ser reconhecido como

de

atividade

cultural,

será

sempre

um

meio

de

processo

nacional

e

intercâmbios internacionais;

A organização esportiva comunitária não deixa de ser um fator de fortalecimento da sociedade (desde que tenha legitimidade);

Existe o envolvimento de vários tipos de recursos humanos qualificados, provocando a existência de várias profissões de especialistas esportivas;

Um fator de geração de turismo;

Pelo fator chamado imitação.

Efeitos negativos

A reprodução compulsória do Esporte-performance na Educação;

As violências do Esporte-Performance;

A discriminação contra a mulher no Esporte;

O uso ideológico-político do Esporte;

A preponderância da lógica do mercantilismo no Esporte.

Finaliza-se a quarta unidade de estudo. Agora você pode descrever a Dimensão Social do Esporte e os documentos que garantem a sua prática na sociedade

Na próxima unidade, será objeto de estudo a regulamentação da Profissão de Educação Física e o mercado de trabalho para as habilitações de Licenciatura e Bacharelado.

É hora de se avaliar

É hora de se avaliar Lembre-se de realizar as atividades desta unidade de estudo. Elas irão

Lembre-se de realizar as atividades desta unidade de estudo. Elas irão ajudá-lo a fixar o conteúdo, além de proporcionar sua autonomia no processo de ensino-aprendizagem.

88

Exercícios – Unidade 4 História da Educação Física 1. Sabe-se que os índios não eram

Exercícios – Unidade 4

História da Educação Física

1. Sabe-se que os índios não eram muito fortes e não se adaptavam ao trabalho

escravo. A corrida de troncos, prática lúdica de maneira competitiva praticada pelos índios no Brasil colônia, essa prática é um fato histórico que afirma a prática da atividade física na sociedade brasileira mais primitiva.

Por que

Dentre as práticas utilizadas como defesa pessoal, uma que se destacou e marcou época foi o judô. De acordo com Inezil Penna Marinho (1955), essa prática faz referência à ginástica brasileira.

a) As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é um complemento correto da primeira.

b) As duas asserções são proposições falsa, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira.

c) A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda é uma proposição verdadeira.

d) A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma proposição falsa.

e) As duas asserções são proposições falsas.

2. As dimensões sociais do esporte dividem-se em:

a) Esporte educacional, esporte escolar e esporte pré-educacional

b) Esporte escolar, esporte participação e esporte performance

c) Esporte comunitário, esporte de competição e esporte participação

d) Esporte de alto nível, esporte performance e esporte espetacular

e) Esporte vida, esporte saúde e esporte de rua

89

História da Educação Física 3. O papel atribuído à Educação Física no Brasil pelos higienistas

História da Educação Física

3. O papel atribuído à Educação Física no Brasil pelos higienistas no início deste

século era:

a)

Criar um corpo saudável, robusto e harmonioso

b)

Formar atletas para representação nacional

c)

Desenvolver o esporte e a solidariedade através do lazer

d)

Fomentar o espírito lúdico através do lazer

e)

Criar uma atitude crítica em relação ao esporte na sociedade capitalista

4.

A competição esportiva implica contradições. Por um lado, representa um

estímulo à superação, favorece o esforço contínuo, a perseverança, a melhora da satisfação pessoal e o controle emocional, beneficia a motivação dos praticantes e as relações pessoais. Por outro lado, pode provocar rivalidade, hierarquia, seleção e exclusão, gerar estereótipos e favorecer o individualismo entre os participantes. Acerca do dilema do profissional de educação física em sua intervenção, no que tange à competição, julgue os itens que se seguem.

I. Para se promover a transformação social, devem ser potencializados o trabalho cooperativo, a coresponsabilidade nas tomadas de decisões coletivas e a reflexão em grupo acerca do sentido do fair play.

II. Para se adotar uma postura crítica no que se refere à competição, é necessário

substituí-la nos programas educacionais pela cooperação.

III. Para dar uma ressignificação à competição,

aproximando-a da cooperação, há que se favorecer o

diálogo entre os participantes e estimular a tolerância

e a solidariedade.

IV. Para o reconhecimento da competição como meio de educar-se, e não como

finalidade em si mesma, deve-se respeitar as regras e aceitar o êxito dos outros e as próprias derrotas.

90

Estão certos apenas os itens

a) I e II.

b) I e IV.

c) II e III.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

II. b) I e IV. c) II e III. d) I, III e IV. e) II,

História da Educação Física

5. Correlacione as colunas e marque a alternativa correta: (1,0 cada)

a)Educação Física Higienista, Seletividade desportiva.

b)Educação Física Militarista, Ludicidade e cooperação.

c) Educação Física Competitivista, Assepsia social através da Educação Física.

d) Educação Física Popular, Impor à sociedade. um padrão de comportamento

nos moldes da disciplina da caserna.

e) Educação Física Pedagogicista Educação do movimento.

Assinale a alternativa que contém a seqüência correta:

a) a, b, c, d, e.

b) e, d, c, b, a.

c) d, a, b, e, c.

d) c, d, a, b, e.

e) b, a,d, c, e.

91

História da Educação Física 6. Fenômeno sócio-cultural, que tem no jogo o seu vínculo cultural

História da Educação Física

6. Fenômeno sócio-cultural, que tem no jogo o seu vínculo cultural e na competição o seu elemento essencial e que nas diferentes formas , contribui para a formação e aproximação dos seres humanos ao reforçar o desenvolvimento de valores como a moral, a ética, a solidariedade, a fraternidade e a cooperação, o que o torna num dos meios mais eficazes para a convivência humana.”

O trecho acima se refere ao: Assinale a alternativa correta:

a) Objetivo da Educação Física Popular

b) Conceito de esporte

c) Esporte na Escola

d) Tendências da Educação Física

e) Abordagens pedagógicas da Educação Física Moderna.

7. O ESPORTE DE RENDIMENTO é disputado obedecendo rigidamente as regras universais e os códigos específicos de cada modalidade esportiva. Desta forma, podemos identificar os pontos negativos abaixo:

I -A reprodução compulsória do Esporte-performance na Educação;

II -Existe o envolvimento de vários tipos de recursos humanos qualificados,

provocando a existência de várias profissões de especialistas esportivas;

III -A discriminação contra a mulher no Esporte;

IV -O uso ideológico-político do Esporte;

a) I, II e III.

b) I, II e IV.

c) II, III e IV.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.

92

História da Educação Física 8. Qual a abordagem histórica da Educação Física que evidenciava o

História da Educação Física

8. Qual a abordagem histórica da Educação Física que evidenciava o aumento da

produção científica, sobretudo em Fisiologia do Exercício, Biomecânica e Treinamento Desportiva, originando-se um processo de tecnização (neutralidade científica)?

a) Educação Física Higienista

b) Educação Física Competitivista

c) Educação Física Popular

d) Educação Física Militarista

e) Educação Física Pedagogicista

9. De acordo com a unidade 4, descreva resumidamente as dimensões sociais do

esporte:

93

História da Educação Física 10. Por que o Esporte Lazer é considerado o mais democrático?

História da Educação Física

10. Por que o Esporte Lazer é considerado o mais democrático?

94

História da Educação Física 5 Regulamentação da Profissão e o Mercado de Trabalho 95

História da Educação Física

5 Regulamentação da Profissão e o Mercado de Trabalho

95

História da Educação Física Nesta unidade, estudaremos sobre a regulamentação da profissão e o mercado

História da Educação Física

Nesta unidade, estudaremos sobre a regulamentação da profissão e o mercado de trabalho.

Objetivo da unidade:

Analisar os principais aspectos históricos da Regulamentação da Profissão e o mercado de trabalho do profissional.

Plano da unidade:

Regulamentação da Profissão

Mercado de Trabalho

Bons estudos!

96

História da Educação Física Regulamentação da Profissão A regulamentação da profissão da Educação Física no

História da Educação Física

Regulamentação da Profissão

A regulamentação da profissão da Educação Física no Brasil teve início com a iniciativa da Associação de Professores de Educação Física (APEF) – RJ, que foi fundada em 26 de março de 1946, com o propósito de congregar os professores de Educação Física e incentivar o desenvolvimento de uma categoria profissional, a APEF-RIO ao longo dos seus 60 anos é responsável pelas principais ações que envolvem as questões de natureza política, cultural, científica e social no âmbito da Educação Física Brasileira.

Em 01 de setembro de 1998, o processo de regulamentação foi aprovado pelo congresso e promulgado pelo Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, que sanciona a lei 9696/98, publicada sendo pulicado no Diário Oficial de 02/09/98.

Figura 1: Diário Oficial da União

sanciona a lei 9696/98, publicada sendo pulicado no Diário Oficial de 02/09/98. Figura 1: Diário Oficial

97

História da Educação Física Conselho Federal de Educação Física (CONFEF) BR O Conselho Federal de