Você está na página 1de 27

Monitoria 2010/2011

Guilherme Eiichi
 Identificar as principais as estruturas
anatômicas no Sistema Urinário;
 Estabelecer algumas relações
topográficas importantes.
Funções:
 Uropoese
 Condução, armazenamento e eliminação
da urina
 Homeostase

Componentes: rins, pelve renal, ureter,


bexiga urinária e uretra
 Rim, pelve renal e ureter: retroperitoniais
 Órgão par, abdominal, retroperitoneal
 Estendem-se de T12 a L3
 O rim D é, geralmente, mais baixo que o
rim E
 Comprimento de 10 cm, largura de 5 cm
e espessura de 2,5 cm
 Massa de 150g
 Superiormente: diafragma
 Inferiormente: m. quadrado do lombo
 Anteriormente:
- Rim direito: fígado, duodeno e colo
ascendente
- Rim esquerdo: estômago, baço, pâncreas,
jejuno e colo descendente
 Posteriormente: m. psoas maior
 Hilo renal (2D) - abertura de entrada
para o pedículo renal (ureter, a. e v.
renais, vasos linfáticos e nervos)
 Seio renal (3D) - espaço
 V. renal anterior a a. renal
 Pelve renal posterior a a. renal
 Medula renal
- Pirâmides renais
(base e ápice)
 Córtex renal
- Colunas renais
• Envolvido por cápsula fibrosa (aprofunda-se no seio
renal);
• Ao redor da cápsula fibrosa, há a cápsula adiposa
(cápsula adiposa perirrenal);
• Corpo adiposo parrenal – gordura lombar
extraperitoneal;
• Fáscia renal (envolve vasos renais).
 Rins embrionários
próximos à pelve
 Fusão dos pólos
inferiores
 Rim em formato de U,
no nível de L3 a L5
 Raiz da a.
mesentérica inferior
impediu a ascensão
normal do rim
 “(...)
expansão
afunilada, achatada
da extremidade
superior do ureter.”
(Moore, Dalley, Anatomia
orientada para a Clínica)
 Junção dos cálices
renais maiores
 Ductos musculares de 25 a 30 cm
 “Seguem inferiormente, do ápice das
pelves renais nos hilos dos rins,
passando sobre a margem da pelve na
bifurcação das aa. Ilíacas comuns. Em
seguida, passam ao longo da parede
lateral da pelve e entram na bexiga.”
(Moore, Dalley, Anatomia orientada para a Clínica)
Partes
 Abdominal:
relacionada ao m.
psoas
 Pélvica: relacionada
com a. ilíaca comum
 Intamural:
relacionada com
bexiga
 Constrições
- Junção pielo-ureteral
- Flexura pélvica
- Porção intramural

 Importantes
clinicamente,
possíveis locais de
obstrução por
cálculos ureterais
 Vísceraoca, com fortes paredes
musculares (distensibilidade)
 Armazenamento e eliminação da urina
 Comporta volume de até 500 ml de urina
 Ápice da bexiga  Trígono da bexiga
 Corpo da bexiga - Óstios internos dos
 Fundo da bexiga ureteres
 Colo da bexiga - Óstio interno da
uretra
 Úvula da bexiga - Prega interuretérica
 Cerca de 4 cm
 Estende-se do óstio interno da uretra ao óstio
externo da uretra (anterior ao óstio da vagina)
 Partes: intramural, prostática,
membranácea, esponjosa
 Anatomia Orientada para a Clínica, Moore
e Dalley, 5ª edição;
 Atlas de Anatomia Humana, Sobotta,
volume 2, 22ª edição;
 Atlas de Anatomia Prometheus, Schunke,
Schulte;
 Roteiro de Anatomia.