Você está na página 1de 26

1

AULAS DE
MATEMÁTICA FINANCEIRA
Professora: Karin Storani
2
2

Matemática Financeira para o curso de Administração


Professora: Karin Storani
Ementa
: O conceito de juros
Juro simples, composto, real e nominal
Fluxo de caixa
Valor datado
Descontos simples e composto
Série uniforme de pagamentos
Rendas e Taxas
Operação de descontos
Sistemas de empréstimos
Amortização, Depreciação
Capitalização
Correção Monetária
Métodos de avaliação de investimentos
Títulos comerciais
Bibliografia:
Assaf Neto, A. Matemática financeira e suas aplicações. São Paulo: Atlas,
1997.
Faro, C. Matemática financeira. São Paulo:Atlas, 1997.
Francisco, W. Matemática financeira. São Paulo:Atlas, 1996.
Silva, S. M. da et all. Matemática para os cursos de economia, administração e
ciências contábeis. São Paulo:Atlas, 1997.
Aulas:
O material das aulas será exposto em lousa e também haverá um
material auxiliar ou qual estará disponível para os alunos na internet (via e-
mail dos alunos) ou xerox fornecido pela professora.
Durante as aulas, serão realizados exercícios (em duplas ou grupos) referente a
cada tópico da ementa.
Avaliação:

Serão realizadas 2 provas, as quais serão marcadas em sala de
aula pela professora. Também serão feitas listas de exercícios, as quais serão
entregues para professora. Calcula-se, então a média de avaliação da seguinte
forma:
3
3
M=(P1+P2+ML)/3
onde, P1 é prova 1
P2 é prova 2
ML=média das listas

Ainda, serão realizados alguns exercícios em sala de aula, referentes a
tópicos da matéria já explicados. Esses exercícios, serão entregues a
professora e considerados na média final de acordo com o critério estabelecido
pela professora, o qual será estabelecido em sala de aula.
Se perdeu algum exercício não terá acréscimo ou decréscimo na média M
(Exceção para os alunos que apresentarem atestado médico. Neste caso, o
exercício será realizado em outra data marcada pelo professor).
PROVA SUBSTITUTIVA
: O aluno que perder uma das avaliações, ou
precisar substituir uma das notas, poderá fazer uma prova substitutiva. Essa
prova será marcada na 1
ª
quinzena de dezembro em sala de aula pela
professora.
4
4

Aula 2
CONCEITO GERAIS
Objetivo básico:
efetuar análises e comparações dos vários
fluxos de entrada e saída de dinheiro de caixa verificados em diferentes
momentos.
TAXA DE JUROS
A taxa de juro é o coeficiente que determina o valor do juro, isto
é, a remuneração do fator capital utilizado durante certo período de
tempo. As taxas de juros referem-se sempre a uma unidade de tempo
(mês, trimestre, semestre, etc).
As taxas de juros podem ser representadas de duas maneiras:

TAXA PERCENTUAL: refere-se aos "centos" do capital, ou
seja, o valor dos juros para cada centésima parte do capital.
Exemplo
: Um capital de R$10000,00 aplicado a 35% ao ano
rende juros, ao final deste período:
MATEMÁTICA FINANCEIRA
É O ESTUDO DO VALOR DO DINHEIRO
AO LONGO DO TEMPO
5
5


TAXA UNITÁRIA: centra-se na unidade de capital em certo
período de tempo.
Considere o exemplo acima
:
Exemplos
:
Taxa percentual Taxa unitária
0,89%
13,6%
50%
54,9%
0,152
REGRA BÁSICA

O
PRAZO DE OPERAÇÃO
E A
TAXA DE JUROS

DEVEM NECESSARIAMENTE ESTAR EXPRESSOS NA MESMA


UNIDADE DE TEMPO.
Capitalização de Juros
Existem dois regimes de capitalização de juros:
6
6

SIMPLES (ou linear) Admita um empréstimo de R$10000,00
pelo prazo de 5 anos, pagando-se juros simples a razão de 10% ao ano.
ANO
Saldo no início
de cada ano
Juros apurados
para cada ano
Saldo devedor
ao final de cada
ano
Crescimento
anual do saldo
devedor
Início 1
º
ano
Final do 2
º
ano
Final do 3
º
ano
Final do 4 º ano
Final do 5
º
ano

COMPOSTO (ou exponencial)
O regime de capitalização composta incorpora ao capital não
somente os juros referentes a cada período, mas também os juros sobre
os juros acumulados até o momento anterior.
ANO
Saldo no início
de cada ano
Juros apurados
para cada ano
Saldo devedor
ao final de cada
ano
Crescimento
anual do saldo
devedor
Início 1
º
ano
Final do 2
º
ano
Final do 3
º
ano
Final do 4 º ano
7
7

Final do 5
º
ano

Abaixo temos um quadro comparativo do regimes de


capitalização simples e composto:
Capitalização
Simples
Capitalização
Composta
Diferença:
Composta-Simples

Juros
anuais
($)
Saldo
devedor
($)
Juros
anuais
($)
Saldo
devedor
($)
Juros
anuais
($)
Saldo
devedor
($)
Início 1
º
ano
Final do 2
º
ano
Final do 3
º
ano
Final do 4 º ano
Final do 5
º
ano
Aula 3
Capitalização Contínua e Descontínua
Capitalização Contínua
: fluxo monetário distribuído ao longo
do tempo e não num único instante. Ex: faturamento de um
supermercado, a formação de depreciação de um equipamento, etc.
Capitalização Descontínua
: os juros são formados somente ao
final de cada período de capitalização. Ex: aplicações em CDB,
caderneta de poupança.
FÓRMULA DE JUROS SIMPLES
J=CxIxN
Onde
8
8

J= juros
C=capital
I=taxa de juros
N=período de aplicação
Ex1. Um capital de R$10000,00 é aplicado a taxa de 3,4% ao
mês durante um trimestre. Pede-se determinar o valor dos juros
acumulados neste período.
Resolução em sala
Ex2. Um negociante tomou um empréstimo pagando uma taxa de
juros simples de 5% ao mês durante 8 meses. Ao final deste período,
calculou em R$ 210000,00 o total dos juros incorridos na operação.
Determinar o valor do empréstimo.
EX3- Um capital de R$ 32000,00 foi aplicado num fundo de
poupança por 10 meses, produzindo um rendimento financeiro de
RS4300,00. Pede-se apurar a taxa de juros oferecidas por esta operação.
EX4. Uma aplicação de R$ 215000,00, rendendo uma taxa de
juros de 1,4% ao mês produz, ao final de determinado período, juros no
valor de R$18500,00. Calcular o prazo da aplicação.
Fazer os exercícios 1), 2), 3) da página 37 do livro.
9
9

AULA 4
1.9 MONTANTE E CAPITAL
O montante é constituído do capital mais o valor acumulado.
M=C+J
Onde deduz-se,
Exercícios:
1)

Uma pessoa aplica R$ 18000,00 a taxa de 2,1% ao mês


durante 8 meses. Determinar o valor acumulado ao final deste
período.
2)

Uma dívida de R$ 90000,00 irá vencer em 4 meses. O credor


está oferecendo um desconto de 7% ao mês caso o devedor
deseje antecipar o pagamento para hoje. Calcular o valor que o
devedor pagaria caso antecipasse a liquidação da dívida.
10
10

3)

Uma pessoa aplicou em uma instituição financeira


R$16000,00 resgatando R$ 21000,00 quatro meses depois.
Calcular a taxa mensal de juros simples auferida nesta
aplicação.
4)

Se uma pessoa necessitar de R$ 100000,00 daqui a 10 meses,


quanto deverá ela depositar hoje num fundo de poupança que
remunera à taxa linear de 12% ao ano?
5)

Determinar a taxa bimestral de juros simples que faz com que


um capital triplique de valor após 2 anos.
Fazer os exercícios da página (38) 4), 5) , 6) ,7) e 8).
AULA 5
TAXA PROPORCIONAL
Consideremos duas taxas de juros arbitrárias A e B, relacionadas
respectivamente aos períodos X e Y, referidos à unidades comum de tempo
das taxas.
11
11
Essas taxas se dizem proporcionais se houver a seguinte igualdade,
Assim deduz-se,
Exemplo 1
: Verificar se as taxas de 5% ao trimestre e de 20% ao ano
são proporcionais.
Exemplo 2
: Sendo dada a taxa de juros de 24% ao ano, determinar a
taxa proporcional mensal.
Exercício 1) Calcular a taxa de juros trimestral proporcional às
seguintes taxas.
a)

24%aa
b)

36%ao biênio
c)

6%ao semestre
TAXA EQUIVALENTE
Duas taxas são equivalentes se, aplicado um mesmo capital às duas
taxas e pelo mesmo período, ambas produzirem o mesmo juros.
Exemplo: Seja um capital de R$ 10000 que pode ser aplicado
alternativamente à taxa de 2% a.m. ou de 24% aa. Supondo um prazo de
aplicação de 2 anos, verificar se as taxas são equivalentes.
2
1
2
1
n
n
i
i

12
12

Exercícios:
1)

Calcular a taxa anual proporcional a: a) 7% ao mês b) 12% ao bimestre.


2)

Calcular a taxa de juros semestral proporcional à a) 60% ao ano; b) 9%


ao trimestre.
3)

Demonstre se 72% ao ano é proporcional a 24%ao trimestre.


4)

Calcular o montante de um capital de R$60000,00 aplicado à taxa de


2,3% ao mês pelo prazo de um ano e cinco meses.
5)
Um dívida de RS30000,00 a vencer dentro de um ano é saldada 3
meses antes. Para a sua quitação antecipada, o credor concede um
desconto de 15% ao ano. Apurar o valor da dívida a ser pago
antecipadamente.
Fazer exercício 8) página 38
AULA 6
JURO EXATO E JURO COMERCIAL
Juro Exato
: utiliza-se para seu cálculo o calendário do ano civil (365
dias)
Juro Comercial:
admite o mês com 30 dias e ano com 360 dias.
Exemplo: 10% aa equivale, pelos critérios enunciados, a taxa de:
Juro Exato:
Juro Comercial:
Exercício 1
: Qual é o juro exato de um capital de R$12000,00 que é
aplicado por 40 dias e à taxa de 36%aa?
13
13

a) Calcular o juro comercial correspondente a essa aplicação.


Exercício 2
: Um capital de $5000,00 rendeu $625,00 de juro. Sabendo-
se que a taxa de juros contratada foi de 30% a.a. e que a aplicação foi feita dia
18 de março de 19X6, pergunta-se qual foi a data de vencimento, se:
a)

considerou-se juro comercial;


b)

considerou-se juro exato.


EQUIVALÊNCIA FINANCEIRA
O QUE É:
Dois ou mais capitais representativos de uma certa data
dizem-se equivalentes quando, a uma certa taxa de juros, produzimos
resultados iguais na data comum.
PARA QUE SERVE
: É frequente a necessidade de antecipar ou
prorrogar títulos por outro ou por vários. Podemos também ter vários títulos
que queremos substituir por um único ou por vários.
DEFINICÕES
:
DATA FOCAL: É a data que se considera como base de comparação
dos valores referidos a datas diferentes.
Por exemplo, $120,00 vencíveis daqui a um ano e $100,00, hoje, são
equivalentes a uma taxa de juros simples de 20% aa?
14
14

Exercício 1
: Determinar se $438080,00 vencíveis daqui a 8 meses é
equivalente a se receber hoje $296000,00, admitindo uma taxa de juros
simples de 6% ao mês.
Exercício 2
: Admita que
A
deve a
B
os seguintes pagamentos:

$50000,00 hoje a 4 meses.

$80000,00 de hoje a 8 meses.
Suponha que
A
esteja avaliando um novo esquema de pagamento, em
substituição ao original. A proposta de
A
é a de pagar $10000,00 hoje,
$30000,00 de hoje a 6 meses, e o restante ao final do ano.
Sabe-se que
B
exige uma taxa de 2,0%ao mês. Esta taxa é a que
consegue obter normalmente em suas aplicações de capital. Pede-se apurar o
saldo a ser pago.
Exercício 3
) Uma pessoa aplicou em uma instituição financeira
$18000,00, resgatando $21456,00 quatro meses depois. Calcular a taxa mensal
de juros simples auferida nesta aplicação.
Exercício 4
)Se uma pessoa necessitar de $100000,00 daqui a 10 meses,
quanto deverá ela depositar hoje num fundo de poupança que remunera à taxa
linear de 12%aa.
15
15

Exercício 5
) Determinar a taxa bimestral de juros simples que faz com
que um capital triplique de valor após 2 anos.
Exercício 6
) Um título com valor nominal de $7200,00 vence em 120
dias. Para uma taxa de juros simples de 31,2% ao ano, pede-se calcular o valor
deste título:
a)

hoje;
b)

dois meses antes do vencimento;


c)

um mês após o seu vencimento.


Exercício 7)
Um pessoa deve dois títulos no valor de $250000,00 e
$560000,00 cada. O primeiro título vence de hoje a 2 meses, e o segundo um
mês após. O devedor deseja propor a substituição destas duas obrigações por
um único pagamento ao final do 5
O
mês. Considerando 9% ao mês a taxa
corrente de juros simples, determinar o valor deste pagamento único.
Exercício 8
) Uma pessoa têm os seguintes compromissos financeiros:
16
16

$350000,00 vencíveis no fim de 3 meses;


$ 650000,00 vencíveis no fim de 5 meses;
Para o resgate dessas dívidas o devedor pretende utilizar suas reservas
financeiras aplicando-as em uma conta de poupança que rende 66% ao ano de
juros simples. Pede-se determinar o valor do capital que deve ser aplicado
nesta poupança de forma que possam ser sacados os valores devidos em suas
respectivas datas de vencimento sem deixar saldo no final na conta.
Exercício 9
) Uma dívida no valor de $4800000,00 vence daqui a 6
meses. O devedor pretende resgatar a dívida pagando $480000.00 hoje,
$1400000,00 de hoje a dois meses e o restante um mês após a data de
vencimento. Sendo o momento deste último pagamento definido como a data
focal da operação, e sabendo-se ainda que é de 102% ao ano a taxa linear de
juros adotada nesta operação, determinar o montante do pagamento.
17
17
1
ª
Lista de Exercícios de Matemática Financeira
Curso: Matemática Computacional
Professora: Karin Storani
1)Calcular o juro simples referente a um capital de R$10000, aplicado conforme
hipóteses a seguir.
Taxa de juros Prazo
a) 15%aa 1 ano
b) 17%aa 4 anos
c) 21% aa 5 meses
d) 30,8%aa 5 anos e meio
2) Que montante receberá um aplicador que tenha investido R$ 5000,00, se as
hipóteses de taxa de aplicação e respectivos prazos forem:
Taxa de juros Prazo
a)18%aa 6 meses
b)31,8%aa 2 anos e 7 meses
c)42%aa 4 anos e 3 meses
3) Determinar a taxa de juros anual proporcional, dadas as seguintes taxas.
a)

3% ao trimestre
b)

27% ao quadrimestre
c)

5% am
4)Qual a taxa de juros anual cobrada em cada um dos casos abaixo, se uma pessoa
aplicou o capital de $10000,00 e recebeu:
Montante Prazos
a)1470,00 2 anos
b)1178,00 10 meses
c) 12987,00 1 ano e 4 meses
6)

Quanto tempo deve ficar aplicado um capital para que as hipóteses abaixo sejam
verdadeiras?
Capital inicial Montante Taxa de juros
a)$567,00 867,00 32%aa
b)8900,00 97000,00 16,5%aa
7)

Uma loja vende um televisor por $2800,00 a vista. A prazo, vende por $3180,00,
sendo 450,00 de entrada e o restante por um ano. Qual é a taxa de juros anual
cobrada?
8)

Quanto tempo deve permanecer aplicado um capital para que o juro seja igual a 6
vezes o capital, se a taxa de juros for de 41% a.a?
18
18

9)

Uma pessoa aplicou $12000,00 no mercado financeiro após 6 anos recebeu o


montante de 32000,00. Que taxa equivalente semestral recebeu?
10)

João emprestou de Carlos $20000,00 para pagá-lo após 2 anos. A taxa ajustada foi
de 30% aa. Quanto Carlos poderia aceitar, se 6 meses antes do vencimento da
dívida João quisesse resgatá-la e se nesta época o dinheiro valesse 25%aa?
11)

Em quanto tempo quintuplica um capital aplicado à taxa simples de 8% aa?


12)

Uma aplicação de $15000,00 é efetuada pelo prazo de 3 meses à taxa de juros


simples de 26% aa. Que outra quantia deve ser aplicada por 2 meses à taxa linear
de 18% ao ano para se obter o mesmo rendimento financeiro?
13)

Uma dívida é composta de 3 pagamentos no valor de $2800,00, $4200,00 e


$$7000,00 vencíveis em 60, 90 e 120 dias, respectivamente. Sabe-se ainda que a
taxa de juros simples de mercado é de 4,5% ao mês. Determinar o valor da dívida
se o devedor liquidar os pagamentos.
14)Um poupador com certo volume de capital deseja diversificar suas aplicações no
mercado financeiro. Para tanto, aplica 60% do capital numa alternativa de
investimento que paga 34,2% ao ano de juros simples pelo prazo de 60 dias. A outra
parte é invertida numa conta de poupança por 30 dias, sendo remunerada pela taxa
linear de 3,1% ao mês. O total dos rendimentos auferidos pelo aplicador atinge
$1562,40. Pede-se calcular o valor de todo o capital investido.
15) Uma pessoa contrai um empréstimo de $75000,00 à taxa linear de 3,3% ao mês.
Em determinada data liquida este empréstimo pelo montante de $92325,00 e contrai
nova dívida no valor de $40000,00 pagando uma taxa de juros simples mais baixa.
Este último empréstimo é resgatado 10 meses depois pelo montante de $49600,00.
Pede-se calcular:
a)

o prazo do primeiro empréstimo e o valor dos juros pagos;


b)

a taxa simples de juros mensal e anual cobrada no segundo empréstimo.


16) Um empréstimo de $42000,00 foi tomado por determinado prazo a uma taxa
linear de 7% ao mês. Em determinado momento resgata este empréstimo e contrai
outro no valor de $200000,00 pagando 5% de juros simples ao mês por certo prazo.
Após dois anos de ter contraído o primeiro empréstimo, o devedor liquida sua
dívida remanescente. O total de juros pagos nos dois empréstimos tomados atinge
$180000,00 Pede-se calcular os prazos referentes a cada um dos empréstimos.
17) Qual é o valor nominal (ou capital) e a data de vencimento de cada um dos
compromissos abaixo, considerando-se juros comerciais:
a)$2800 a 30% a.a. por 222 dias.
b)$1100 a 27% a.a. por 135 dias.
19
19
AULA 7
JUROS COMPOSTOS
JURO E MONTANTE
No regime de juros compostos, os juros são capitalizados, e como não
só o capital rende juros mas estes são devidos também sobre os juros
formados anteriormente, temos o nome de
juros compostos
.
DIFERENÇAS ENTRE OS REGIMES DE CAPITALIZAÇÃO
EXEMPLO: Seja um capital de $1000,00 aplicado à taxa de 20% a.a.
por um período de 4 anos a juros simples e compostos.
n Juros Simples Juros Compostos
Juro por período Montante Juro por período Montante
1
1000x0.2=200

1200
1000x0.2=200

1200
2
1000x0.2=200

1400
1200x0.2=240

1440
3
1000x0.2=200

1600
1440x0.2=288

1728
4
1000x0.2=200

1800
1728x0.2=346

2074
Fazer um único gráfico dos dois regimes de capitalização:
MONTANTE
Recalculemos o montante de $2074,00 obtido no exemplo anterior:
Entretanto, pode-se obter a fórmula do montante susbtituindo, no
exemplo anterior, os resultados já achados:
20
20

Pode-se generalizar o raciocínio anterior para se obter o montante ao


final de n períodos à taxa i de juros:
Exemplo 1
: Uma pessoa toma $1000,00 emprestado a juros de 2% a.m.
pelo prazo de 10 meses com capitalização composta. Qual o montante a ser
devolvido?
Exemplo 2
: Se uma pessoa deseja obter $ 27500,00 dentro de um ano,
quanto deverá ela depositar hoje numa alternativa de poupança que rende
1,7% de juros compostos ao mês?
AULA 8
21
21
CÁLCULO DO JURO
Calculemos os juros , período a período, do exemplo de juros
compostos dado no quadro 1:
Para n períodos podemos inferir que:
Assim, temos:
Exemplo1
: Qual o juro pago no caso do empréstimo de $1000,00 à taxa
de juros compostos de 2% a.m. e pelo prazo de 10 meses?
Exemplo 2
: Determinar o juro pago de um empréstimo de $88000,00
pelo prazo de 5 meses à taxa composta de 4,5% ao mês.
22
22
Exemplo 3
: Determinar a taxa mensal composta de juros de uma
aplicação de $40000,00 que produz um montante de $43894,63 ao final de um
quadrimestre.
Exemplo 4
: Qual o resgate de uma aplicação de $12000,00 em um
título pelo prazo de 8 meses à taxa de juros composta de 3,5% a.m.?
Exemplo 5
: Uma aplicação de $22000,00 efetuada em uma certa data
produz, à taxa composta de juros de 2,4% ao mês, um montante de $26596,40
em certa data futura. Calcular o prazo da operação.
AULA 9
VALOR ATUAL E VALOR NOMINAL
23
23
O montante de um capital (C) aplicado na data zero, à taxa de juros
compostos (i), após n períodos, conforme já vimos, será dado por:
O valor atual, corresponde ao valor da aplicação em uma data inferior à
do vencimento.
Assim,
VP=
Ou
M=
Obs: O valor atual pode ser calculado em qualquer data focal inferior à
do montante, não precisando ser necessariamente a data zero.
Exemplo 1
: Por quanto devo comprar um título, daqui a 5 meses, com
valor nominal de $1131,40, se a taxa de juros compostos corrente for de 2,5
%?
Exemplo 2
:Uma pessoa possui um letra de câmbio que vence daqui a 1
ano, com valor presente de $1344,89. Foi lhe proposta a troca daquele título
por outro, vencível daqui a 3 meses e no valor de $1080,00. Sabendo-se que a
taxa corrente de mercado é de 2,5% a.m., pergunta-se a troca proposta é
vantajosa?
Exemplo 3
: Pode-se desejar calcular quanto será pago por um
empréstimo de $20000,00 vencível de hoje a 14 meses ao se antecipar por 5
24
24
meses a data de seu pagamento. Sabe-se que o credor está disposto a atualizar
a dívida à taxa composta de 2,5% ao mês.
Exemplo 4
: Admita um empréstimo que envolve os seguintes
pagamentos: $15000,00 de hoje a 2 meses; $40000,00 de hoje a 5 meses;
$50000,00 de hoje a 6 meses e $70000,00 de hoje a 8 meses.
AULA 10
TAXAS EQUIVALENTES
Sejam as taxas:
i= referente a um intervalo de tempo p.
iq=correspondente a um intervalo de tempo igual à q
Após 1 período, à taxa i:
25
25
Aplicando o mesmo capital C por q períodos, a taxa iq, tem-se:
Para que as taxas sejam equivalentes, devemos ter:
Portanto:
Elevando-se os dois membros a 1/q:
Exemplo 1
: Dada a taxa de juros de 9,2727% ao trimestre, determinar a
a taxa de juros compostos equivalente mensal.
Exemplo2
: Se um capital de $1000,00 puder ser aplicado às taxas de
juros compostos de 10% ao ano ou de 33,1% ao triênio, determinar a melhor
aplicação.
26
26

Exemplo 3
: Explicar a melhor opção: aplicar um capital de $60000,00 à
taxa de juros compostos de 9,9% ao semestre ou à taxa de 20,78% ao ano.
Exemplo 4
: Demonstrar se a taxa de juros de 11,8387% ao trimestre é
equivalente à taxa de 20,4999% para cinco meses. Calcular também a
equivalente mensal composta dessas taxas.
TAXA DE JUROS: TAXA NOMINAL, TAXA EFETIVA E TAXA
EQUIVALENTE
TAXA EFETIVA
A taxa efetiva de juros é a taxa apurada durante todo o prazo n, ou seja,
uma única vez no período a que se refere a taxa.
Exemplos: 12% a.m. capitalizados mensalmente
20% a.a capitalizados anualmente
TAXA NOMINAL
27
27
Quando os juros são capitalizados mais de uma vez no período a que se
refere a taxa, ou seja são incorporados ao capital inicial mais de uma vez no
período, a taxa é dita nominal.
Exemplos: 18% a.a capitalizados mensalmente
5% a.m. capitalizados diariamente
A taxa nominal é muito utilizada no mercado, entretanto seu valor não é
usado nos cálculos por não representar a taxa efetiva.
A taxa nominal ocorre por juros proporcionais simples.
Exemplo: Imaginemos uma quantia de $10000,00 aplicada por um
período de 1 ano, rendendo juros de 10% a.a e sendo o período de
capitalização igual a 1 ano. Após o prazo de 1 ano, teremos:
10000+10% de 10000=10000+1000=11000
Como a taxa de juros é anual e o período de capitalização também é
anual dizemos que a taxa nominal coincide com a taxa efetiva.
Poderia acontecer que a quantia de $10000,00, aplicada por um período
de 1 ano, rendesse juros de 10% ao ano e que o período de capitalização fosse
igual a 1 semestre. Nesse caso, os juros anuais de 10% seriam apenas
nominais e não efetivos. No período de capitalização, de um semestre, a taxa
é:
I=10%/2=5%a.s.
Após 1 semestre, teremos:
$10000,00+5% de $10000=10000+500=10500
Os $10500 renderão novamente o 2
º
semestre juros de 5% e então:
$10500 +5% de 10500=1050+525=11025
Comparando-se os $11000 anteriores com os $11025, notamos que a
quantia inicial sofreu, após 1 ano, uma valorização de 10% no 1
º
caso e
10,25% no 2
º
caso. Os 10,25% vem a ser a taxa efetiva de juros.
$10000 para se tornar $11025 em um ano, a taxa é de 10,25%.
Vimos, portanto, que neste caso, a
taxa nominal
de juros anuais é igual
a 10% e a
taxa efetiva
é de 10,25% a.a.
28
28

EQUIVALÊNCIA ENTRE TAXA EFETIVA E TAXA


NOMINAL
A taxa efetiva ao ano, será equivalente à taxa nominal j, se ambas
resultarem no mesmo montante a partir do mesmo capital inicial ou principal.
Esta equivalência pode ser calculada assim:
Onde : =taxa efetiva ao ano;
j=taxa nominal;
k=No. de capitalizações no periodo da taxa nominal;
m=No. de unidades de tempo da taxa nominal por ano.
Exemplos:
1)

Calcular o montante resultante de um investimento de $1200,00


aplicado por 3 anos a juros nominais de 16% a.a. capitalizados
mensalmente.
2)

Calcular o valor de resgate para um capital de $200,00 aplicado


pelos prazos e taxas nominais seguintes:
a)

27 dias a 9% ao mês capitalizados diariamente.


b)

6 meses a 28% a.a. capitalizados mensalmente.


c)

7 meses a 28% a.a. capitalizados trimestralmente


TAXAS EQUIVALENTES
Duas taxas são ditas equivalentes quando aplicadas ao mesmo capital
durante um mesmo prazo, produzem o mesmo montante.
Uma aplicação de $1000 aplicada pelo prazo de um ano for aplicado à
taxa efetiva de 42,576% a.a. por um período de 1 ano, ou à taxa efetiva de 3%
a.m durante 12 meses, o montante será o mesmo, pois essas taxas são
equivalentes.
1
1
i
ou
1
1
f


















k
kxm
a
k
j
k
j
i
29
29

Considerando-se o ano comercial (360 dias), a seguinte identidade nos


permite relacionar algumas taxas efetivas:
-
Exemplos:
1)

Determinar as seguintes equivalências entre taxas efetivas:


a)

taxa bimestral equivalente à taxa semestral de 35%


b)

taxa semestral equivalente à taxa mensal de 5%


c)

taxa diária equivalente à taxa trimestral de 90%


d)

taxa anual equivalente à taxa diária de 0,5%


e)
taxa bimestral equivalente à taxa de 35% em 45 dias.
EXEMPLOS:
1.

Um empréstimo no valor de $11000,00 é efetuado pelo prazo de um ano à


taxa nominal (linear) de juros de 32% ao ano, capitalizados
trimestralmente. Pede-se determinar o montante e o custo efetivo do
empréstimo.
360
4
2
)
1
(
)
1
(
)
1
(
)
1
(
d
t
s
a
i
i
i
i







30
30
2.

A caderneta de Poupança paga juros anuais de 6% com capitalização


mensal à base de 0,5%. Calcular a rentabilidade efetiva desta aplicação
financeira.
3.

Sendo de 24% a.a. a taxa nominal de juros cobrada por uma instituição,
calcular o custo efetivo anual, admitindo-se que o período de capitalização
dos juros seja:
a)mensal;
b)trimestral;
c)semestral.
4.

Uma aplicação financeira promete pagar 42% ao ano de juros. Sendo de


um mês o prazo de aplicação, pede-se determinar a sua rentabilidade
efetiva considerando os juros de 42% a.a. como:
a)

Taxa nominal
b)

Taxa Efetiva
AULA 12
O FRACIONAMENTO DO PRAZO E A EQUIVALÊNCIA
FINANCEIRA EM JUROS COMPOSTOS
IMPORTANTE
: O prazo de uma operação pode ser fracionado
(desmembrado) no regime de juros compostos sem que isso leve a alterar os
resultados de valor presente e futuros calculados.
Assim,
31
31

O prazo do expoente ( do prazo n) pode ser fracionado de forma que a soma


dos superíodos seja igual ao período inteiro.
EXEMPLOS:
1) Calcular o montante de um capital de $30000,00 aplicado a 14% ao ano,
pelo prazo de um ano, tendo os seguintes períodos de capitalização:
a)12 meses
b) 6 meses
c)

4 meses
Para cada período de capitalização pode-se também utilizar a respectiva taxa
equivalente composta:
2)

Uma empresa deve $180000,00 a um banco sendo o vencimento


definido em 3 meses contados de hoje. Prevendo dificuldades de
caixa no período, a empresa negocia com o banco a substituição
deste compromisso por dois outros valores iguais nos meses 5 e 6
contados de hoje. Sendo de 3,6% ao mês a taxa de juros, pede-se
calcular o valor dos pagamentos propostos sendo a data focal.
a)

hoje;
b)

de hoje a 3 meses;
c)

de hoje a 5 meses.
n
n
n
n
n
n
i
PV
i
PV
i
i
PV
FV
ou
i
PV
FV
se
tem
n
)
1
(
)
1
(
)
1
(
)
1
(
)
1
(
:
,
n
n
Sendo
2
1
2
1
2
1













32
32

3)

Um título vence daqui a 4 meses apresentado um valor nominal (


resgate) de $407164,90. É proposta a troca por outro valor nominal
de $480000,00 vencível daqui a 8 meses. Sendo de 5% a
rentabilidade exigida pelo aplicador, pede-se avaliar se a troca é
vantajosa.
2
ª
Lista de Exercícios de Matemática Financeira
Curso: Matemática Computacional
Professora: Karin Storani
1)

Calcular o montante de uma aplicação de $10000,00 sob as


hipóteses:
Taxa Prazo
a) 20%a.a 5 anos R:$24883,2
b)5%a.s. 3 anos e meioR:$14071,00
c) 2,5%a.m. 1 anoR:13448,89
2)

Qual o juro auferido de um capital de $1500,00 aplicado segundo as


hipóteses abaixo:
33
33
Taxa Prazo
a) 10%a.a 10 anosR:2390,61
b)8%a.t. 18 mesesR:880,31
c) 1 % a.semana 2 mesesR:124,29
3)Se eu quiser comprar um carro no valor de $60000,00, quanto devo
aplicar hoje para que daqui a 2 anos possua tal valor? Considerar as
seguintes taxas de aplicação:
a)2,5% a.m.R:33172,52
b)10% a.s.R:40980,81
c)20%a.a.R:41666,67
4)Quanto deve ser aplicado hoje para que se aufiram $10000,00 de juros
ao fim de 5 anos, se a taxa de juros for de :
a)

4%a.t.R:8395,44
b)

20%a.q.R:694,11
c)

30%a.a.R:3686,05
5)

Qual é taxa de juros mensal recebida por um investidor que aplica


$1000,00 e resgata os montantes, segundo as hipótese abaixo:
a)$1076,89-3 mesesR:2,5%a.m.
b)1125,51-4 mesesR:3:a.m.
c)1340,10-6 mesesr:5%a.m.
6)

Uma pessoa aplicou $15000,00 e após um ano recebeu $18728,87 de


juros. Qual foi a taxa de juros mensal paga pela financeira onde o
dinheiro foi aplicado?R:7%a.m.
7)

Qual é a taxa de juros mensal paga por uma instituição financeira


onde o aplicador recebeu, após 2 anos, o montante de $45666,7
sendo $25666,57 referente a juros?R:3,5%a.m.
8)

Um investidor aplicou $25000,00 em uma instituição que paga 3%


a.m. Após certo período de tempo, ele recebeu $35644,02, estando
neste valor incluídos os juros creditados e o capital investido. Quanto
tempo ficou o dinheiro aplicado?R:12 meses
9)

Um apartamento é vendido, à vista, por $220000,00. Caso o


comprador opte por pagar em uma única parcela após certo período
de tempo, o vendedor exige $61618,59 como juros, pois quer ganhar
2,5% a.m. Qual é o prazo de financiamento na hipótese acima? R:10
meses.
34
34
10)

Calcular a taxa equivalente anual dadas as seguintes taxas por


período:
a)1% a.m. R:12,68%a.a
b)2%a.t. R:8,24%a.a
c)5%a.q. R:15,76%a.a
d)10%a.s R:21%a.a
11)Calcular as taxas equivalentes a 20% a.a., conforme solicitado
abaixo:
a)taxa semestral R:9,54%a.m
b)taxa quadrimestral R:6,27%a.s
c)

taxa trimestral R:4,66%a.t


d)

taxa mensal R:1,53%a.m


12)Um corretor de títulos propõe a seu cliente uma aplicação cuja
rentabilidade é de 40% a.a. Se o investidor souber de outra alternativa
onde possa ganhar 9%a.t., qual deverá ser a sua escolha ? R: a Segunda
proposta.
13)Ao resgatar um título, após 6 meses da aplicação, o investidor
recebeu $25083,86. Tendo sido informado de que este montante incluía
$3083,86 referentes aos juros creditados, deseja-se saber que taxa anual
de juros ganhou? R:30%a.a.
AULA 13
CONVENÇÃO LINEAR E CONVENÇÃO EXPONENCIAL
PARA PERÍODOS NÃO INTEIROS
Para ilustrar o uso da convenção linear, vamos considerar o
seguinte exemplo:
Exemplo
: Considere o caso da capitalização descontínua (os juros são
formados somente ao final de cada período de capitalização) e a taxa de
juros de uma aplicação de 10 % ao ano e prazo de aplicação de 1 ano e
8 meses. Sendo anual o período de capitalização dos juros, o prazo
inteiro é 1 ano e o fracionário 8 meses.
Se considerarmos o regime de capitalização descontínua, não
poderia haver a incorrência de juros no intervalo de tempo fracionário,
somente ao final de um período completo.
35
35
Como na prática é raro a formação de juros em intervalos de
tempos inferiores a um período inteiro, passa-se a adotar duas
convenções:
linear
e
exponencial
.
CONVENÇÃO LINEAR
A CONVENÇÃO LINEAR ADMITE A FORMAÇÃO DE JUROS
COMPOSTOS PARA A PARTE INTEIRA DO PRAZO E DE JUROS
SIMPLES PARA A PARTE FRACIONÁRIA.
A EXPRESSÃO DE CÁLCULO DO MONTANTE NA CONVENÇÃO
LINEAR É A SEGUINTE:
Onde, m/k=parte fracionária
Exemplo 1: Seja o capital de $10000,00 emprestado à taxa de 18% ao ano
pelo prazo de 4 anos e 9

meses. Calcular o montante deste empréstimo pela


convenção linear.
CONVENÇÃO EXPONENCIAL
A convenção exponencial adota o regime de capitalização para todo o período,
ou seja, utiliza capitalização composta tanto para a parte inteira como para a
fracionária.
A EXPRESSÃO BÁSICA DE CÁLCULO É A SEGUINTE:
EXEMPLO 2: Considere o exemplo anterior, mas vamos utilizar a convenção
exponencial:









k
m
i
i
PV
FV
n
1
)
1
(
k
m
n
i
PV
FV
/
)
1
(



36
36

EXEMPLO 3: Uma pessoa aplicou um capital pelo prazo de 2 anos e 5 meses


à taxa de 18% ao ano. Determinar o valor da aplicação sabendo-se que o
montante produzido ao final do período atinge $24800,00. Resolver o
problema utilizando as convenções linear e exponencial.
INTRODUÇÃO A TAXA INTERNA DE RETORNO
A taxa interna de retorno serve para calcular:

A taxa de retorno (rentabilidade) de uma aplicação

Custo de um empréstimo/financiamento
A Taxa interna de retorno (IRR) é a taxa que iguala, numa única data, os
fluxos de entrada e saída de caixa produzidos por uma operação financeira
(aplicação ou captação).
EXEMPLO 1: Admita uma aplicação de $360000,00 que produz um montante
de 387680,60 ao final de 3 meses. A taxa de juros que iguala a entrada de
caixa no mês 3 com a saída de caixa na data zero é a IRR, dada por:
37
37

EXEMPLO2: Para um empréstimo de $11500,00, um banco exige o


pagamento de duas prestações mensais e consecutivas de $6000,00 cada.
Determinar o custo de operação.
CAPITALIZAÇÃO CONTÍNUA
A capitalização contínua é uma forma de capitalização infinitamente
grande, que ocorre a cada instante infinitesimal.
Alguns exemplos de aplicações práticas de capitalização contínua:
receitas de vendas de um supermercado, depreciações de ativos fixos,
rentabilidade de um título cotado no mercado etc.
A FORMULAÇÃO DA CAPITALIZAÇÃO CONTÍNUA
APRESENTA-SE DA FORMA SEGUINTE:
n
I
PVe
FV
.

38
38
Exemplo: Considerando de 4,5% a valorização de uma ação em
determinado mês, apurar a taxa de juro instantânea.
EXERCÍCIOS:
1)Calcular a taxa mensal de juros de uma aplicação de $6600,00 que
produz um montante de $7385,81 ao final de 7 meses.
2)Em quanto tempo duplica um capital que cresce à taxa de juros
compostos de 2,2% ao mês?
3)

Uma pessoa deve a um banco dois títulos com valores de resgate de


$4000,00 e $9000,00 vencíveis, respectivamente, em 5 meses e 7
meses. Desejando antecipar a liquidação de toda a dívida para o
momento atual (data zero), pede-se determinar o valor a pagar
considerando-se uma taxa de juros de 1,9% ao mês.
4)

Verificar se as taxas de juros de 13,789318% ªt. e 25,177214% para


7 meses são equivalentes.
39
39

5)

Calcular a taxa efetiva anual ( ou capitalizar para um ano) às


seguintes taxas:
a)

2,5%a.m.
b)

4%a.b.
c)

6%a.t.
d)

10%a.s
Aula 16
DESCONTOS
A operação de se liquidar um título antes de seu vencimento envolve
geralmente uma recompensa, ou um
desconto
pelo pagamento antecipado.
DESCONTO SIMPLES
1 DESCONTO RACIONAL OU "POR DENTRO"
Definição
: é o desconto obtido pela diferença entre o valor nominal e o valor
atual de um compromisso que seja saldado n períodos antes do seu
vencimento.
Desconto
: é a quantia a ser abatida do valor nominal e o desconto.
40
40
Valor Descontado
: é a diferença entre o valor nominal e o desconto.
Desconto = Valor Nominal - Valor Descontado
Assim, temos:
Onde,
VN=valor nominal
i=taxa simples de juros
n=prazo de antecipação
O valor descontado, conforme definição apresentada, é obtido pela seguinte
expressão:
EXEMPLOS:
1)
Seja um título de valor nominal de $4000,00 vencível em um ano, que está
sendo liquidado 3 meses antes de seu vencimento. Sendo de 42% a.a. a taxa
nominal de juros corrente, pede-se calcular o desconto e o valor descontado
desta operação.
2)
Uma pessoa pretende saldar um título de $5500,00, 3 meses antes de seu
vencimento. Sabendo-se que a taxa de juros corrente é de 40% a.a., qual o
desconto e quanto vai obter?
ixn
VNxixn
D
r


1
ixn
VN
V
D
VN
V
r
r
r




1
41
41

3)
Determinar a taxa mensal de desconto racional de um título negociado 60
dias antes de seu vencimento, sendo seu valor de resgate iguala $26000,00 e
valor atual na data do desconto de $24436,10.
2 DESCONTO BANCÁRIO (ou Comercial, ou "por fora")
O desconto bancário incide sobre o valor nominal (valor de resgate) do título,
proporciona maior volume de encargos financeiros efetivo nas operações.
UTILIZAÇÃO: É amplamente adotada pelo mercado, notadamente em
operações de crédito bancário e comercial a curto prazo:
O desconto "por fora" é definido por:
fora
por
desconto
D
onde
h
in
VN
D
VNdn
D
F
F
F

,
)
(
ou




42
42
VN=valor nominal
d=taxa de desconto periódica "por fora" contratada na operação
n=prazo de antecipação definido para o desconto.
h=taxa de despesas administrativas
O valor descontado "por fora", aplicando-se a definição, é obtido:
Onde,
VN=valor nominal
d=taxa de desconto periódica "por fora" contratada na operação
n=prazo de antecipação definido para o desconto.
h=taxa de despesas administrativas
EXEMPLOS:
1)Seja um título de valor nominal de $4000,00 vencível em um ano, que está
sendo liquidado antes de seu vencimento. Sendo de 42% a.a. a taxa de
desconto adotada, pede-se calcular o desconto e o valor descontado desta
operação.
2) Determinar a taxa de desconto "por fora" de um título negociado 60 dias
antes de seu vencimento, sendo seu valor de resgate igual a $26000,00 e valor
atual na data do desconto de $24436,10.
)]
(
1
[
ou
)
1
(
h
in
VN
dxn
VN
V
F




43
43

4)

Um título foi descontado no Banco X, que cobra 2% como despesa


administrativas. Sabendo-se que o título foi descontado 3 meses
antes de seu vencimento e que a taxa corrente em desconto
comercial é de 40% a.a., qual o desconto bancário? Quanto recebeu
o proprietário?
3
A
. LISTA DE EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA FINANCEIRA
PROFESSORA: KARIN STORANI
CURSO: MATEMÁTICA COMPUTACIONAL
1)

Uma duplicata de $18000,00 foi descontada num banco 2 meses antes do seu
vencimento, a uma taxa de desconto comercial de 2,5% a.m..
a)

Obtenha o desconto.
b)

Obtenha o valor líquido recebido pela empresa.


c)

Obtenha o fluxo de caixa da operação do ponto de vista do banco.


2)

Uma nota promissória de $12000,00 foi descontada num banco 42 dias antes do
vencimento, a uma taxa de desconto comercial de 2% a.m..
a) Qual o desconto?
b) Qual o valor líquido recebido pela empresa, sabendo-se que o banco cobrou uma
taxa de
serviço de 0,5% do valor da promissória, pago no dia que a empresa a descontou?
3)Um título governamental com valor de face de $100000,00 foi adquirido 70 dias
antes do
vencimento com desconto comercial simples, sendo a taxa igual a 25% a.a.
44
44
a)

Qual o preço da aquisição?


b)

Qual a taxa efetiva de juros no período proporcionada pela aplicação?


4)Um fundo de investimento adquiriu por $48800,00 um título governamental com
valor de face de $50000,00. Sabendo-se que o prazo de vencimento do título era de
49
dias, calcule:
a)

taxa efetiva de juros no período;


b) taxa efetiva mensal de juros no simples