Você está na página 1de 2

Resenha do primeiro episódio “Emissões mortais” da série “Na rota do dinheiro sujo”.

Aluno: Raphael Souza Durães


DRE:113056697

O episódio elucida a fraude cometida pela Volskswagen para enganar as agências


reguladoras dos países sobre a emissão do óxido de nitrogênio(NOx) através de um
dispositivo manipulador. Esse gás liberado pelos carros é extremamente prejudicial a
saúde,fazendo com que essa estratégia desonesta da Volkswagen para alcançar a liderança
em vendas,prejudicasse toda população onde existia carros VW movidos a diesel TDI.
Levando em conta o contexto da disciplina de Gestão da qualidade,o produto feito
pela empresa lesou diversos stakeholders como as agências reguladoras, consumidores,
meio ambiente, sociedade, e até seus funcionários por prejudicarem sua reputação. Tudo
isso em troca de uma busca pelo lucro.
O fraude começou na ambição da VW de conquistar os EUA,o maior mercado
consumidor do mundo na eṕoca. A barreira de entrada para os carros eram as exigências
muito fortes de emissão de NOX praticadas pelas agências reguladoras e que os carros
movidos a diesel da VW não conseguiam atender. Logo um instrumento manipulador que
permitisse boas notas nos testes de emissão e por conseguinte a entrada do seu produto no
mercado foi considerado um bom primeiro passo na conquista do Mercado Americano.
O conceito de “diesel limpo” criado pela Volkswagen foi uma ótima estratégia de
marketing que atraiu rapidamente o consumidor americano que buscava veículos
econômicos,confortáveis, rápidos e formas mais ecológicas de emitir gases pela queima de
seus combustíveis.Atraiu também a atenção de ONGs de proteção ambiental e faculdades
que decidiram testar o quão bom era o novo sistema diesel TDI.
Os resultados obtidos pela universidade de West Virgínia foi impactante,pois eram
usados 2 tipos de testes,um semelhante ao feitos pelas agências reguladoras, e outro feito
com o carro andando em vias urbanas. A descoberta foi que a concentração de NOX
liberada pela queima nas vias urbanas era 400% maior do que no teste semelhante ao das
agências reguladoras. Esse estudo foi publicado em fóruns de meio ambiente onde haviam
executivos da Volkswagen. Isso causou um desconforto para a empresa apesar do nome da
Volkswagen não ter sido citado no estudo.
A questão sobre a emissão de NOX passou a ser estudada com mais afinco por outras
instituições e cada vez mais a Volkswagen era indagada sobre a existência de um dispositivo
manipulador em seus veículos a diesel. A postura da empresa sobre essa questão foi de
negar e ainda criar outras formas de melhor burlar esses estudos, o que não deu certo.A
empresa sob ameaça de não poderem vender mais nenhum carro pois não seria admitida
pelos órgãos certificadores, admitiu que havia sim um dispositivo manipulador.Uma
confissão que fez com que suas ações caíssem em 31% ,gerasse uma multa de 30 bilhões de
dólares, um prejuízo na reputação da empresa e de seus funcionários, e alguns executivos
presos.
Percebe-se que tal estratégia de enganar os stakeholders pode ser feita por qualquer
empresa independente de seu porte e causar um prejuízo enorme para a ela mesma.Estudos
desse tipo foram realizados com outras fabricantes de carros na Europa e percebeu-se que
isso era uma estratégia comum no mercado.É lógico que a venda de carros era fator de
sobrevivência para qualquer empresa desse ramo,mas burlar a lei e prejudicar a saúde da
população não foi uma boa estratégia de vendas.
Apesar da estratégia da VW não ter sido honesta a sua industria de carros emprega
mais de 600 mil pessoas no mundo,e algumas cidades são dependentes economicamente
dessas fábricas.O que dá a Volkswagen um maior poder de influência sobre as decisões em
questões ambientais dos países em que é presente. Uma questão a ser abordada em sala é se
a Volkswagen sofreu uma punição justa ou injusta com seus atos.

Você também pode gostar