Você está na página 1de 2

SCENA X

“Noi siamo zingarelle”

ZINGARE Ciganas
Noi siamo zingarelle Nós somos ciganas
venute da lontano; vindas de muito longe;
d'ognuno sulla mano e na mão de cada um
leggiamo l'avvenir. o futuro sabemos ler.
Se consultiam le stelle Nós consultamos as estrelas,
null'avvi a noi d'oscuro, a nós nada elas escondem.
e i casi del futuro E os fatos do futuro
possiamo altrui predir. nós podemos prever.
I. I.
Vediamo! Voi, signora, Ora, vejamos.
(Prendono la mano di Flora e l'osservano.) (Segura a mão de Flora e a lê.)
Rivali alquante avete. Tem a senhora, muitas rivais.
(Fanno lo stesso al Marchese.) (Faz o mesmo ao Marquês.)
II. II.
Marchese, voi non siete Marquês, pode ser tudo
Model di fedelta'. Menos modelo de fidelidade.

FLORA FLORA
(al Marchese) (ao Marquês)
Fate il galante ancora? Continua armado em galante?
Ben, vo' me la paghiate Pois eu farei pagá-las.

MARCHESE MARQUÊS
(a Flora) (a Flora)
Che dianci vi pensate? Que raios quer dizer?
L'accusa e' falsita'. É falsa a acusação.

FLORA FLORA
La volpe lascia il pelo, A raposa muda de pele,
Non abbandona il vizio sem esquecer da presa;
Marchese mio, giudizio Marquês, tenha juízo,
O vi faro' pentir. ou farei que se arrependa.

TUTTI TODOS
Su via, si stenda un velo Vamos, que um véu cubra
Sui fatti del passato; as aventuras do passado;
Gia' quel ch'e' stato e' stato, O que se passou já passou,
Badate/Badiamo all'avvenir. voltemo-nos para o futuro.
(Flora ed il Marchese si stringono la mano.) (Flora e o Marquês apertam a mão.)
“Di Madride noi siam mattadori”
MATTADORI: MATADORES:
Di Madride noi siam mattadori, Em Madrid somos toureiros
Siamo i prodi del circo de' tori, e os heróis da arena;
Testé giunti a godere del chiasso Viemos a Paris para gozar
Che a Parigi si fa pel bue grasso; o caso que de touros aqui fazem;
E una storia, se udire vorrete, a nossa história, se a quiserem ouvir,
Quali amanti noi siamo saprete. bem mostrará como somos galantes.

GLI ALTRI: OS OUTROS:


Sì, sì, bravi: narrate, narrate: Sim, bravo, contem, contem
Con piacere l'udremo com prazer os ouviremos.

MATTADORI: MATADORES:
Ascoltate. Ouçam, então.

È Piquillo un bel gagliardo Piquillo é um belo toureiro


Biscaglino mattador: e matador da Biscaia;
Forte il braccio, fiero il guardo, de braço forte, orgulhoso no olhar,
Delle giostre egli è signor. da arena é ele senhor.

D'andalusa giovinetta Por uma jovem andalusa


follemente innamorò; loucamente se apaixonou,
ma la bella ritrosetta mas a bela rapariga
così al giovane parlò: ao rapaz assim falou:

Cinque tori in un sol giorno “Cinco touros num só dia


vò vederti ad atterrar; quero ver-te dominar;
e, se vinci, al tuo ritorno e, se conseguir, ao seu retorno
mano e cor ti vò donar. mão e coração eu vou te dar.”

Sì, gli disse, e il mattadore, “Está bem”, disse o matador,


Alle giostre mosse il pie'; e para a corrida se encaminhou
Cinque tori, vincitore e de cinco foi vencedor
Sull'arena egli stendé. deixando-os mortos sobre a arena.

GLI ALTRI: OS OUTROS:


Bravo, bravo il mattadore, Bravo, bravo é o matador,
Ben gagliardo si mostrò Ben vigoroso se mostrou
Se alla giovane l'amore Que à jovem o seu amor
In tal guisa egli provò. Dessa forma demonstrou.

MATTADORI: MATADORES:
Poi, tra plausi, ritornato Depois, por entre aplausos,
Alla bella del suo cor, para a bela se virou,
Colse il premio desiato pra receber o prêmio desejado
Tra le braccia dell'amor. entre os braços do amor.

GLI ALTRI: OS OUTROS:


Con tai prove i mattadori E com feitos tais que os matadores
San le belle conquistar! Conquistam os corações das belas!

MATTADORI: MATTADORI:
Ma qui son più miti i cori; Mas aqui são mais serenos;
A noi basta folleggiar Basta a nós se divertir.

TUTTI: TODOS:
Sì, sì, allegri... Or pria tentiamo Sim, sejamos alegres antes de tentar
della sorte il vario umor; O humor variável do destino;
la palestra dischiudiamo e abramos a palestra
Agli audaci giuocator. aos audaciosos jogadores.