Você está na página 1de 10

PROCEDIMENTO TÉCNICO

NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY PARA TUBULAÇÕES DE


AÇO INOXIDÁVEL
CONTROLE DE REVISÕES

REV. DATA ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO COMENTÁRIOS

Primeira Emissão. Emissão Inicial – ESTE


Marcos Marcelo DOCUMENTO SÓ PODERÁ SER UTILIZADO EM
0 31/03/2016 Carlos Siqueira
Figueredo Feitosa CONJUNTO COM O PROCEDIMENTO
PT-US-18

Marcos Marcelo
A 12/01/2017 Carlos Siqueira Para comentários
Figueredo Feitosa

Marcos Marcelo Revisão para adequação ao aditivo contratual Carry


B 14/07/2017 Rosiane Xavier
Figueredo Feitosa Over.

Marcelo Marcelo
C 31/11/2017 Rosiane Xavier Revisão para adequação ao projeto RNEST.
Feitosa Feitosa

APROVAÇÕES EXTERNAS:

OBSERVAÇÃO:

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
1 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

1. OBJETIVO

Esta instrução técnica descreve as condições mínimas para a execução do ensaio não
destrutivo por ultrassom semi-automatizado, sistema computadorizado, utilizando Phased
Array em soldas circunferenciais de tubulações de aço inoxidável em conformidade com a
norma ASME B31. 3 – 2014.

*Este documento só poderá ser utilizado em conjunto com o procedimento


PT-US-18*

2. DESCRIÇÃO DO PROCESSO
Seguem abaixo os materiais, processos e métodos de inspeção.
6.1 MATERIAIS A SEREM INSPECIONADOS
6.1.1 Aço Inoxidável Austenítico

METAL BASE P number FAIXA DE FAIXA DE


ESPESSURAS DIÂMETROS
(mm) (mm)
AÇO INOXIDÁVEL ASTM A312 8 2,8 a 23,0 ≥ 33,4 mm (1 pol.)
GR TP316L

6.1.2 Aço Inoxidável Duplex

METAL BASE P number FAIXA DE FAIXA DE


ESPESSURAS DIÂMETROS
(mm) (mm)
Aço Inox Duplex 10H 2,8 a 15,2 ≥ 33,4 mm (1 pol.)
ASTM A 928 UNS S31803

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
2 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

6.1.3 Aço Inoxidável Superduplex

METAL BASE P FAIXA DE FAIXA DE


number ESPESSURAS DIÂMETROS
(mm) (mm)
Aço Inox Superduplex ASTM A 10H 2,8 a 15,2 ≥ 33,4 mm (1 pol.)
928 UNS S32760

3. PARÂMETROS DE AJUSTE DO EQUIPAMENTO (SET-UPS)


A tabela 1 apresenta todos os parâmetros necessários para o ajuste do equipamento em
cada conjunto diâmetro / espessura utilizando ondas transversais com feixe setorial com
os cabeçotes 2,25L64-A2 e 5L64-A2 e a sapata SA2-N55S-IH específica para cada
diâmetro (válido para todos os materiais).

A tabela 2 apresenta todos os parâmetros necessários para o ajuste do equipamento em


cada conjunto diâmetro / espessura utilizando ondas longitudinais com feixe linear com
cabeçote 5L64-I1 ou 5L128-I2 e a sapata Hydroform (válido para todos os materiais).

A tabela 3 apresenta todos os parâmetros necessários para o ajuste do equipamento em


cada conjunto diâmetro / espessura utilizando ondas transversais com feixe setorial com
cabeçote 7.5CCEV35-A15 e a sapata SA15-N60S-IHC específica para cada diâmetro
(válido para todos os materiais).

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
3 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

Tabela 1: Principais parâmetros para ajuste da técnica Phased Array utilizando ondas
transversais com feixe setorial e a sapata SA2-N55S-IHC.

Freq Stand- Ângulo


Elementos Elemento Ângulo Prof. do Foco
Espessura (mm) . Setorial (local) off Máx
Ativos inicial Min (°) (mm)
MHz (mm) (°)
3,0 5 Gr 1 6 16 49 45 70 6
3,4 5 Gr 1 6 16 49 45 70 6
3,7 5 Gr 1 6 16 49 45 70 6
3,8 5 Gr 1 6 16 49 45 70 6
3,9 5 Gr 1 6 16 49 45 70 6
4,2 5 Gr 1 8 16 49 45 70 6
4,5 5 Gr 1 8 16 49 45 70 6
4,8 5 Gr 1 8 16 49 45 70 6
6,0 5 Gr 1 (Raiz) 8 16 49 50 70 6
6,0 5 Gr 2 (Ench.) 8 32 33 45 65 12
6,4 5 Gr 1 (Raiz) 8 16 49 50 70 6
6,4 5 Gr 2 (Ench.) 8 32 33 45 65 12
7,1 5 Gr 1 (Raiz) 8 32 33 50 70 7,1
7,1 5 Gr 2 (Ench.) 8 32 33 40 60 10,6
8,2 5 Gr 1 (Raiz) 10 32 33 50 70 8,2
8,2 5 Gr 2 (Ench.) 10 32 33 40 60 12,3
9,5 5 Gr 1 (Raiz) 12 32 33 50 70 9,5
9,5 5 Gr 2 (Ench.) 12 32 28 40 60 14,2
11,1 5 Gr 1 (Raiz) 12 32 33 50 70 11,1
11,1 5 Gr 2 (Ench.) 12 32 22 40 60 16,6
12,7 2 Gr 1 (Raiz) 15 32 33 50 70 12.7
12,7 2 Gr 2 (Ench.) 15 32 24 40 60 19,0
13,5 2 Gr 1 (Raiz) 21 32 33 50 70 ---
13,5 2 Gr 2 (Ench.) 21 32 23 40 60 ---
15,2 2 Gr 1 (Raiz) 24 32 33 50 70 ---
15,2 2 Gr 2 (Ench.) 24 32 23 40 60 ---
17,1 2 Gr 1 (Raiz) 27 32 33 50 70 ---
17,1 2 Gr 2 (Ench.) 27 32 23 40 60 ---
23,0 2 Gr 1 (Raiz) 30 32 33 50 70 ---
23,0 2 Gr 2 (Ench.) 30 32 23 40 60 ---
23,0 2 Gr 3 (ZTA) 30 32 1 40 60 ---

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
4 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

Tabela 2: Principais parâmetros para ajuste da técnica Phased Array utilizando ondas
longitudinais com feixe linear e a sapata Hydroform com cabeçote de 64 elementos (5L64-
I1) ou de 128 elementos (5L128-I2).

Espessura Freq. Stand-off Elementos Elemento Elemento Ângulo Prof. do


Linear
(mm) MHz (mm) Ativos inicial final (°) Foco (mm)
5,5 a 23,0 5 Gr 1 Central* 10 1 64 ou 128 0 ---
5,5 a 23,0 5 Gr 2 Central* 10 1 64 ou 128 30 ---
5,5 a 23,0 5 Gr 3 Central* 10 1 64 ou 128 -30 ---

Preferencialmente será utilizado o cabeçote de 128 elementos. Nas situações em que a geometria
da junta não permitir acesso ou bom acoplamento deste cabeçote o cabeçote de 64 elementos
poderá ser utilizado.
O posicionamento do cabeçote será central a solda se o mesmo for mais largo que o cordão da
solda, neste caso apenas uma varredura será realizada.
Caso a largura do cordão seja maior que a largura do cabeçote duas varreduras serão realizadas,
conforme esquema da figura abaixo.

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
5 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

Tabela 3: Principais parâmetros para ajuste da técnica Phased Array utilizando ondas transversais
com o scanner cobra (cabeçote 7.5CCEV35-A15 e sapata SA15-N60S-IHC)
Espessura Freq. Stand-off Elementos Elemento Ângulo Ângulo Tipo de Prof. do
Setorial (local)
(mm) MHz (mm) Ativos inicial Min (°) Máx (°) Chanfro Foco (mm)
3,0 7,5 Gr 1 6 16 1 50 70 V 8

3,4 7,5 Gr 1 8 16 1 50 70 V 8

3,7 7,5 Gr 1 8 16 1 50 70 V 8

3,8 7,5 Gr 1 9 16 1 50 70 V 8

3,9 7,5 Gr 1 9 16 1 50 70 V 8

4,2 7,5 Gr 1 10 16 1 50 70 V 8

4,5 7,5 Gr 1 10 16 1 50 70 V 9

4,5 7,5 Gr 2 10 16 1 40 60 V 9

4,8 7,5 Gr 1 11 16 1 50 70 V 9

4,8 7,5 Gr 2 11 16 1 40 60 V 9

6,0 7,5 Gr 1 12 16 1 50 70 V 9

6,0 7,5 Gr 2 12 16 1 40 60 V 9

6,4 7,5 Gr 1 14 16 1 50 70 V 9

6,4 7,5 Gr 2 14 16 1 40 60 V 9

7,1 7,5 Gr 1 16 16 1 50 70 V 9

7,1 7,5 Gr 2 16 16 1 40 60 V 9

8,2 7,5 Gr 1 14 16 1 50 70 V ---

8,2 7,5 Gr 2 20 16 1 40 60 V ---

9,5 7,5 Gr 1 16 16 1 50 70 V ---

9,5 7,5 Gr 2 16 16 1 40 60 V ---

9,5 7,5 Gr 3 25 16 1 40 60 V ---

11,1 7,5 Gr 1 20 16 1 50 70 V ---

11,1 7,5 Gr 2 20 16 1 40 60 V ---

11,1 7,5 Gr 3 30 16 1 40 60 V ---

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
6 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

4. VARREDURAS COMPLEMENTARES SEM REGISTRO


4.1. Detecção de descontinuidades no metal base
As soldas deverão ser inspecionadas com a sapata Hydroform para a detecção de
descontinuidades no metal base utilizando o grupo 1 (zero graus) e posicionamento adjacente
à solda (conforme figura abaixo). Não é necessário o registro do ensaio ou utilização de
scanner.

Nota: A varredura deverá ser realizada com o cabeçote Hydroform.

4.2. Detecção de descontinuidades transversais


As soldas deverão ser inspecionadas com a sapata Hydroform para a detecção de
descontinuidades transversais utilizando o grupo 2 (30 graus) e posicionamento adjacente e
sobre a solda (conforme figura abaixo). Não é necessário o registro do ensaio ou utilização de
scanner.

Nota: A varredura deverá ser realizada nos dois sentidos.

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
7 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

ANEXOS – Simulações dos Set-ups


Software Esbeam Tool 6

Figura 1 – Set-up para ondas transversais na espessura de 13,5 mm. Chanfro em V simples.

Figura 2 – Set-up para ondas transversais na espessura de 17,1 mm. Chanfro em V.

Figura 3 – Set-up para ondas transversais na espessura de 23 mm. Chanfro em V.

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
8 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

Figura 4 – Set-up para ondas transversais na espessura de 6,4 mm (scanner cobra).

Figura 5 – Set-up para ondas transversais na espessura de 9,1 mm (scanner cobra).

Figura 6 – Set-up para ondas transversais na espessura de 11,1 mm (scanner cobra).

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
9 de 10 C
PROCEDIMENTO TÉCNICO
NÚMERO:
Título INSTRUÇÃO TÉCNICA DE PHASED ARRAY
PARA TUBULAÇÕES DE AÇO INOXIDÁVEL IT-US-18

Figura 7 – Set-up para ondas longitudinais na espessura de 11,1 mm (Hydroform de 128 elementos).

Seção do MG: Cap. Elaborado Por:


01 MFG
Data da Emissão: Data da Revisão:
31/03/2016 30/11/2017
Folha: Número da Revisão:
10 de 10 C