Você está na página 1de 10

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO CONCURSO PÚBLICO

2018

NÍVEL SUPERIOR

CARGO 2:
TÉCNICO DO MPU
ESPECIALIDADE:
ADMINISTRAÇÃO

CADERNO DE PROVA OBJETIVA


LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.
1 Ao receber este caderno de provas, confira inicialmente se os seus dados pessoais e os dados referentes
ao cargo ao qual você concorre, transcritos acima, estão corretos e coincidem com o que está registrado na
sua folha de respostas. Confira, também, o seu nome em cada página numerada do seu caderno de provas.
Em seguida, verifique se ele contém a quantidade de itens indicada em sua folha de respostas, correspondentes à
prova objetiva. Caso o caderno esteja incompleto, tenha qualquer defeito ou apresente divergência quanto aos seus
dados pessoais ou aos dados do cargo ao qual você concorre, solicite ao fiscal de sala mais próximo que tome as
providências cabíveis, pois não serão aceitas reclamações posteriores nesse sentido.
2 Quando autorizado pelo chefe de sala, no momento da identificação, escreva, no espaço apropriado da folha de
respostas, com a sua caligrafia usual, a seguinte frase:
"É o seu esforço contínuo e determinado que quebra a resistência e vence os obstáculos."
(Gabriel Granjeiro)
Conforme previsto em edital, o descumprimento dessa instrução implicará a anulação da sua prova e a sua elimi-
nação do concurso.
3 Durante a realização das provas, não se comunique com outros candidatos nem se levante sem autorização de
fiscal de sala.
4 Não serão distribuídas folhas suplementares para rascunho.
5 Na duração das provas, está incluído o tempo destinado à identificação – que será feita no decorrer da prova – e
ao preenchimento da folha de respostas.
6 Ao terminar as provas, chame o fiscal de sala mais próximo, devolva-lhe a sua folha de respostas e deixe o local
de prova.
7 A desobediência a qualquer uma das determinações constantes em edital, no presente caderno ou na folha de
respostas, poderá implicar a anulação da sua prova.

OBSERVAÇÕES:

Não serão conhecidos recursos em desacordo com o estabelecido em edital.


É permitida a reprodução deste material apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.
INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

0(XX) 64 3448-0100
www.cespe.unb.br | sac@cebraspe.org.br
Nome do candidato: Futuro(a) Servidor(a) do MPU CESPE | CEBRASPE – MPU – Aplicação: 2018

• De acordo com o comando a que cada um dos itens a seguir se refira, marque, na folha de respostas,
para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado
com o código E, caso julgue o item ERRADO. A ausência de marcação ou a marcação de ambos os
campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as devidas marcações,
use a folha de respostas, único documento válido para a correção das suas provas.
• Nos itens que avaliam noções de informática, a menos que seja explicitamente informado o contrário,
considere que todos os programas mencionados estão em configuração-padrão, em português, e que
não há restrições de proteção, de funcionamento e de uso em relação aos programas, arquivos, diretó-
rios, recursos e equipamentos mencionados.
• Sempre que utilizadas, as siglas subsequentes devem ser interpretadas conforme a significação asso-
ciada a cada uma delas, da seguinte forma: ADC = ação declaratória de constitucionalidade; ADPF =
arguição de descumprimento de preceito fundamental; CF = Constituição Federal de 1988; CLT = Con-
solidação das Leis do Trabalho; CNMP = Conselho Nacional do Ministério Público; CPC = Código de
Processo Civil; MP = Ministério Público; MPDFT = Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios;
MPT = Ministério Público do Trabalho; MPU = Ministério Público da União; OAB = Ordem dos Advogados
do Brasil; STF = Supremo Tribunal Federal; STJ = Superior Tribunal de Justiça; TST = Tribunal Superior
do Trabalho.

CONHECIMENTOS BÁSICOS

TEXTO 1 a estabilidade monetária, quebrada de maneira


grave com a agitação de fazendeiros e especula-
1 Até meados do século XIX, a classe que trafica dores industriais no fim do império.
adquire bens para convertê-los em lucro e bene- 40 Houve um momento em que ela — a classe lucra-
fício. Daí em diante, ela será outra. Um traço para tiva — se emancipou, passou a viver de seu próprio
distinguir as duas fases já foi lembrado: o despertar impulso, sem se disfarçar ou mascarar-se em traços
5 do entorpecimento que lhe causava a predomi- secundários de outra classe, detentora de maior
nância social da classe proprietária, por sua vez, expressão social, ou do estrato monopolizador
na cúpula, recoberta pelo estamento dos que 45 do prestígio político. Sobe uma classe e dentro
mandam, governam e dirigem a política. Mas dela elevam-se muitos aspirantes a essa camada.
que não haja equívoco: o arrastar na sombra Individualmente, é o momento da crise — o
10 denunciava-lhe prestígio negativo, oriundo da
homem escolhe o seu caminho, desdenhando
composição de estrangeiros entre seus membros o curso batido e frequentado. Socialmente, toda
e do tipo de negócios a que se dedicava, sobre- 50 uma camada quer os bens da vida, materiais e
tudo no comércio negreiro. Não que vivesse alheia ideais, sem arrimos ou auxílios, agora vistos
à importância econômica ou à eficiência no trato como ilegítimos. O empresário faz-se na cidade,
15 do sistema. Era ela a categoria dinâmica da eco-
conquista títulos de nobreza e cadeiras no par-
nomia, a que lhe dava impulso à energia, finan-
lamento. Foi neste momento que a surpreendeu
ciando a produção, com o fornecimento de crédito 55 Machado de Assis, mal visto por ela por força de seu
e escravos. Sobretudo, armava o elo que ligava o
preconceito, nutrido de tradição. No seu sarcasmo,
café ao comércio mundial, polo diretor, em última
20 instância, da economia nacional, dependente de ferindo-a de zombarias e riso, ele vê um mundo
que cresce a sua frente, transformando a socie-
flutuação de centros de decisões fora do país.
dade — ele tudo vê, com escândalo, repugnância
 De outro lado, comunicava às cidades e ao cam- 60 e indignação. O dinheiro, avassalando os negó-
po a modernização, de nível europeu, de merca-
cios, invade as consciências, infundindo torpeza
dorias, e, por via delas, de costumes, modas e
25 hábitos de consumo. Estava na sombra, mas não em toda parte, na queda de escrúpulos, virtudes
lhe faltava atividade, vibração nervosa e ener- e valores.
Raymundo Faoro. Lucro e negócios — classe lucrativa. In:
gia. Por via desse subterrâneo pulsar, ligava-se Machado de Assis — a pirâmide e o trapézio. São Paulo: Com-
ao estrato dirigente, o estamento, com repulsa e, panhia Editora Nacional, 1974. p. 226 (com adaptações)

não raro, em oposição de estilos de vida, mas em


30 íntima compreensão, além da zona dos salões e Considerando as ideias e os aspectos linguísticos
dos palácios, aos interesses materiais. Assim é do texto 1, julgue os itens a seguir.
que, antes de 1850, a arquitetura política, carac-
terizada no centralismo, servia mais ao grupo dos 1 De acordo com o texto, além do exercício da di-
negociantes, comissários, traficantes de escravos, reção do poder político, à classe proprietária ca-
35 importadores e exportadores, do que aos isola- bia dinamizar a economia, relegando à sombra a
dos produtores e fazendeiros. Servia-a, também, classe sustentada pelo tráfico.

Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração 2


Nome do candidato: Futuro(a) Servidor(a) do MPU CESPE | CEBRASPE – MPU – Aplicação: 2018

2 Para o autor, Machado de Assis capta, em sua 13 Na linha 27, a palavra “pulsar” pertence à classe
literatura, o período de decadência social da clas- dos verbos.
se empresarial, representando-lhe a “queda de
escrúpulos, virtudes e valores” (l. 62-63). TEXTO 2

3 Na frase “o arrastar na sombra denunciava-lhe 1 Nenhuma ação educativa pode prescindir de


prestígio negativo” (l. 9-10), a substituição do pro- uma reflexão sobre o homem e de uma análise
nome oblíquo “lhe” por a ela prejudicaria o senti- sobre suas condições culturais. Não há educação
do original do texto. fora das sociedades humanas e não há homens
5 isolados. O homem é um ser de raízes espaço-
4 Os termos “categoria dinâmica” (l. 15), “classe -temporais. De forma que ele é, na expressão
lucrativa” (l. 40-41) e “O empresário” (l. 52) são feliz de Marcel, um ser “situado e temporalizado”.
expressões usadas para construir referências re- A instrumentação da educação — algo mais que
lativas a um mesmo campo semântico. a simples preparação de quadros técnicos para
10 responder às necessidades de desenvolvimento
5 No período “Sobe uma classe e dentro dela ele-
de uma área — depende da harmonia que se con-
vam-se muitos aspirantes a essa camada” (l. 45-
siga entre a vocação ontológica desse “ser situ-
46), os termos “uma classe” e “muitos aspirantes
ado e temporalizado” e as condições especiais
a essa camada” exercem função de sujeito nas
dessa temporalidade e dessa situacionalidade.
orações em que se inserem. 15 Se a vocação ontológica do homem é a de ser
sujeito e não objeto, ele só poderá desenvolvê-
6 A correção gramatical e os sentidos do texto
-la se, refletindo sobre suas condições espaço-
seriam preservados caso o trecho “ligava-se ao
estrato dirigente, o estamento, com repulsa” (l. -temporais, introduzir-se nelas de maneira crí-
27-28) fosse reescrito da seguinte forma: relacio- tica. Quanto mais for levado a refletir sobre sua
20 situacionalidade, sobre seu enraizamento espaço-
nava-se com a camada que estava no poder, à
corte, com aversão. -temporal, mais “emergirá” dela conscientemente
“carregado” de compromisso com sua realidade, da
7 No trecho “toda uma camada quer os bens da qual, porque é sujeito, não deve ser simples espec-
vida” (l. 49-50), o artigo indefinido foi empregado tador, mas na qual deve intervir cada vez mais.
Paulo Freire. Educação e mudança. 2.ª ed. Rio de Janeiro: Paz e
como item de realce, razão por que sua elimina- Terra, 1979, p. 61 (com adaptações).
ção não prejudicaria a correção gramatical nem o
sentido original do texto. Julgue os itens seguintes, referentes às ideias e a
aspectos linguísticos do texto 2.
8 Nas expressões “seu preconceito” (l. 55-56) e
“seu sarcasmo” (l. 56), o pronome possessivo re-
14 O termo “prescindir”, no primeiro período do tex-
mete a referentes distintos.
to, tem acepção de abster-se, abdicar.

9 No trecho “comunicava às cidades e ao campo a


15 No último período do texto, o pronome relativo
modernização” (l. 22-23), a inserção da preposi-
preposicionado “na qual” completa o sentido de
ção “sobre” logo após a palavra “campo” preser-
“intervir” e retoma o termo “sua realidade”.
varia a correção gramatical do texto, visto que o
verbo comunicar admite dupla regência.
16 No segundo período do texto, a forma verbal “há”,
10 Nas linhas 57 e 58, a inserção de acento grave em suas duas ocorrências (l. 2-3), tem sentido de
indicativo de crase em “um mundo que cresce a existir e poderia ser substituída por existe, sem
sua frente”, ficando “à sua frente”, preservaria a prejuízo da correção gramatical do texto.
correção e o sentido do texto.
17 No primeiro parágrafo, a substituição dos traves-
11 Em “momento que a surpreendeu Machado de sões por parênteses (l. 8 e 11) manteria a corre-
Assis” (l. 54-55), a palavra “que” é pronome re- ção gramatical e o sentido original do texto.
lativo e introduz oração subordinada adjetiva ex-
plicativa. 18 O trecho “porque é sujeito” (l. 23) poderia, sem
prejuízo à coerência do texto, ser substituído por
12 Em “a que lhe dava impulso à energia” (l. 16), para ser sujeito.
a colocação enclítica do pronome “lhe” à forma
verbal “dava” acarretaria prejuízo à correção gra- 19 Segundo o texto, a educação deve considerar
matical do período. não apenas o homem, mas também o contexto

Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração 3


Nome do candidato: Futuro(a) Servidor(a) do MPU CESPE | CEBRASPE – MPU – Aplicação: 2018

em que ele vive, levando-o a refletir sobre sua re- apenas aos cargos efetivos e empregos públicos
alidade e atuar sobre ela na condição de sujeito. no âmbito da Administração Pública Federal, das
autarquias, das fundações públicas, das empre-
20 Preservando-se a correção e os sentidos do tex- sas públicas e das sociedades de economia mis-
to, o trecho “Quanto mais for levado a refletir so- ta controladas pela União, o STF, ao apreciar sua
bre sua situacionalidade, .... realidade” (l. 19-22) constitucionalidade, entendeu que ela teria apli-
poderia ser assim reescrito: Na medida em que cabilidade a todos os Poderes da União, abran-
é levado a refletir acerca de sua situacionalidade, gendo, pois, os concursos para o Poder Judiciá-
de seu enraizamento espaço-temporal, o homem rio e para o Ministério Público da União.
dela emerge carregado, com consciência, de
compromisso com sua realidade. No tocante à Lei n. 12.288/2010, analise o item a
seguir.
Considerando o disposto na Lei Brasileira de
Inclusão, julgue o item a seguir. 26 Na produção de filmes e programas destinados à
veiculação pelas emissoras de televisão e em sa-
21 A concepção e a implantação de projetos que tra- las cinematográficas, deverá ser adotada a prá-
tem do meio físico, de transporte, de informação tica de conferir oportunidades de emprego para
e comunicação, inclusive de sistemas e tecnolo- atores, figurantes e técnicos negros, sendo veda-
gias da informação e comunicação, e de outros da toda e qualquer discriminação de natureza po-
serviços, equipamentos e instalações abertos ao lítica, ideológica, étnica ou artística. Contudo, tal
público, de uso público ou privado de uso coleti- exigência não se aplica aos filmes e programas
vo, tanto na zona urbana como na rural, devem que abordem especificidades de grupos étnicos
atender aos princípios da tecnologia assistiva, determinados.
tendo como referência as normas de acessibili-
dade. Esta é uma regra de caráter geral. 27 Tendo em vista o disposto no artigo 1º , IV, da Lei n.
12.288/2010, segundo o qual considera-se popula-
22 O poder público deve promover a participação da ção negra "o conjunto de pessoas que se autode-
pessoa com deficiência em atividades artísticas, in- claram pretas e pardas, conforme o quesito cor ou
telectuais, culturais, esportivas e recreativas, com raça usado pela Fundação Instituto Brasileiro de
vistas ao seu protagonismo. Para tanto, é neces- Geografia e Estatística (IBGE), ou que adotam au-
sário assegurar a participação da pessoa com de- todefinição análoga", não é lícito à uma Comissão
ficiência em jogos e atividades recreativas, espor- da Universidade excluir o candidato do concurso
tivas, de lazer, culturais e artísticas, em condições vestibular, ou, ainda, cancelar sua matrícula por
diferenciadas, por meio das políticas afirmativas. não considerá-lo como pertencente ao grupo racial
negro, invalidando a sua autodeclaração.
23 À pessoa com deficiência internada ou em obser-
vação é assegurado o direito a acompanhante ou Sobre ética geral, ética no serviço público e à luz
a atendente pessoal, devendo o órgão ou a insti- do Decreto n. 1.171/1994, julgue os itens abaixo.
tuição de saúde proporcionar condições adequa-
das para sua permanência em tempo integral. Na 28 A ética deontológica estabelece regras necessá-
impossibilidade de permanência do acompanhan- rias ao desempenho de determinado grupo a que
te ou do atendente pessoal junto à pessoa com se destina.
deficiência, cabe ao profissional de saúde respon-
sável pelo tratamento justificá-la por escrito. 29 Marcelo, servidor público concursado, ainda em
estágio probatório, ausentou-se do trabalho, sem
Considerando as disposições da Lei n. justificativa, por 32 dias consecutivos. No caso
12.990/2014 e também a sua interpretação pelo STF, em tela, o servidor público poderá receber a pe-
julgue os itens. nalidade de censura e demissão pela comissão
de ética, desde que garantido o contraditório e a
24 Poderão concorrer às vagas reservadas a can- ampla defesa.
didatos negros aqueles que se autodeclararem
pretos, pardos ou indígenas no ato da inscrição 30 Marcos, servidor público estável, em uma situa-
no concurso público, conforme o quesito cor ou ção de emergência médica da mãe, solicitou ao
raça utilizado pela Fundação Instituto Brasileiro motorista do Órgão em que trabalha que a levas-
de Geografia e Estatística – IBGE. se ao hospital mais próximo. A intenção de Mar-
cos, ao fazer o pedido, foi evitar a formação de
25 Embora a norma tenha previsto sua aplicação longas filas que sua ausência causaria.

Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração 4


Nome do candidato: Futuro(a) Servidor(a) do MPU CESPE | CEBRASPE – MPU – Aplicação: 2018

Nesse caso, diante da boa intenção do servidor, 37 O Ministério Público tem legitimidade ativa para
não há desvio ético, pois a situação era emergen- a defesa, em juízo, dos direitos e interesses in-
cial e plenamente justificável. dividuais homogêneos, quando impregnados de
relevante natureza social, como sucede com o
À luz da Portaria n. 98/2017, julgue o item abaixo. direito de petição e o direito de obtenção de cer-
tidão em repartições públicas.
31 Colaborador terceirizado lotado na Escola Supe-
rior do Ministério Público deverá seguir as deter- 38 Tratando-se de divergência interna entre órgãos
minações previstas no Código de Ética do MPU. do Ministério Público, instituição que a Carta da
República subordina aos princípios institucio-
Com base na Lei n. 8.112/1990 e na Constituição, nais da unidade e da indivisibilidade, cumpre ao
julgue os itens a seguir. próprio Ministério Público identificar e afirmar as
atribuições investigativas de cada um dos seus
32 Considere que servidor do MPU seja acusado órgãos em face do caso concreto, devendo pre-
de ter praticado crime contra a Administração no valecer, à luz do princípio federativo, a manifesta-
exercício do cargo. Nesse caso, a ação disciplinar ção do Procurador-Geral da República.
prescreverá em cinco anos da data em que o fato
se tornou conhecido. Havendo concurso de pes- 39 A pretensão de um órgão do Ministério Público
soas, o prazo prescricional é ampliado pelo dobro. vincula os demais, garantindo-se a legitimidade
para recorrer, em face do princípio da indepen-
33 As instâncias penal, civil e administrativa são, em dência funcional.
regra, independentes. No entanto, a absolvição
penal por negativa de autoria interfere nas esfe- 40 O representante do MPM de primeira instância
ras civil e administrativa, hipótese em que serão dispõe de legitimidade ativa para impetrar habeas
afastadas. Ainda, a jurisprudência fixou a tese da corpus, originariamente, perante o STF, especial-
possibilidade da utilização de prova emprestada mente para impugnar decisões emanadas do STM.
de inquérito policial em processo administrativo
disciplinar, quando garantido ao acusado o con-
41 É prerrogativa institucional de Membro do MPU
traditório e a ampla defesa.
ter ingresso e trânsito livres, em razão de serviço,
em qualquer recinto público ou privado, respeita-
Com base no disposto na Lei n. 8.429/1992 e na
da a garantia constitucional da inviolabilidade do
Constituição Federal de 1988 (CF), julgue os itens a
domicílio.
seguir, a respeito da improbidade administrativa.
42 O membro do Ministério Público da União que ofi-
34 Agente público, para os efeitos de improbidade
cie perante tribunais será processado e julgado,
administrativa, é todo aquele que exerce, ainda
nos crimes comuns e de responsabilidade, pelo
que transitoriamente ou sem remuneração, por
Tribunal Regional Federal.
eleição, nomeação, designação, contratação ou
qualquer outra forma de investidura ou vínculo,
mandato, cargo, emprego ou função nos órgãos 43 É vedado ao Membro do MPU receber, a qual-
e entidades que compõem a Administração Pú- quer título ou pretexto, auxílios ou contribuições
blica, sendo excluídas as empresas públicas e de pessoas físicas, entidades públicas ou priva-
sociedades de economia mista em razão do regi- das, ressalvadas as exceções previstas em lei.
me jurídico de direito privado.
44 Leis complementares da União e dos Estados,
35 Pratica ato de improbidade administrativa impor- cuja iniciativa é facultada aos respectivos Procu-
tando enriquecimento ilícito o agente público que radores-Gerais, estabelecerão a organização, as
receber vantagem econômica, direta ou indireta, atribuições e o estatuto de cada Ministério Público.
para facilitar a alienação, permuta ou locação de
bem público ou o fornecimento de serviço por ente 45 É competência do Procurador-Geral da Repúbli-
estatal por preço inferior ao valor de mercado. ca, como chefe do MPU, elaborar a proposta or-
çamentária do MPU.
36 Os Ministérios Públicos dos Estados e do Distri-
to Federal têm legitimidade para propor e atuar 46 É atribuição do Procurador-Geral da República,
em recursos e meios de impugnação de decisões como Chefe do Ministério Público da União, di-
judiciais em trâmite no STF e no STJ, oriundos rimir conflitos de atribuição entre integrantes de
de processos de sua atribuição, prejudicando a ramos diferentes do Ministério Público da União.
atuação do MPF.

Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração 5


Nome do candidato: Futuro(a) Servidor(a) do MPU CESPE | CEBRASPE – MPU – Aplicação: 2018

47 As Câmaras de Coordenação e Revisão do MPF 49 O constituinte, ao erigir o CNMP como órgão de


serão compostas por três membros do Ministério controle externo do Ministério Público, atribuiu-
Público Federal, sendo um indicado pelo Procu- -lhe, expressamente, competência revisional am-
rador-Geral da República e dois pelo Conselho pla, de sorte que não há vinculação à aplicação
Superior, juntamente com seus suplentes, para da penalidade ou à gradação da sanção imputa-
um mandato de dois anos, dentre integrantes do
da pelo órgão correcional local.
último grau da carreira, necessariamente.

48 O CNMP não ostenta competência para efetuar 50 A competência revisora conferida ao CNMP li-
controle de constitucionalidade de lei, posto con- mita-se aos processos disciplinares instaura-
sabido tratar-se de órgão de natureza administra- dos contra os membros do Ministério Público da
tiva, cuja atribuição adstringe-se ao controle da União ou dos Estados), não sendo possível a re-
legitimidade dos atos administrativos praticados visão de processo disciplinar contra servidores.
por membros ou órgãos do Ministério Público fe-
deral e estadual.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

51 O princípio da supremacia do interesse pú- 59 O abuso de poder ocorre quando a autorida-


blico é o mais importante princípio do Direito de, embora competente para praticar o ato,
Administrativo. ultrapassa os limites de suas atribuições, pra-
tica ato visando ao interesse próprio ou utiliza
52 Em razão do princípio da legalidade, o agente atos para finalidades não previstas em lei.
público não pode praticar atos com base em
análise de conveniência e oportunidade. 60 As pessoas jurídicas de direito público e as
de direito privado prestadoras de serviços
Acerca da Organização Administrativa do públicos responderão pelos danos que seus
Estado, julgue os itens a seguir. servidores estatutários, nessa qualidade, cau-
sarem a terceiros, assegurado o direito de
regresso contra o responsável nos casos de
53 O Estado exerce sua função administrativa de
dolo ou culpa.
forma concentrada, quando um ou poucos ór-
gãos exercem as funções administrativas. A Tendo em vista as disposições sobre licitações,
prestação de atividades de forma concentrada pregão eletrônico e registro de preço, julgue os itens.
não permite que seja feita descentralização.
61 Nas licitações para aquisição de bens e ser-
54 A desconcentração pode ser feita em razão da viços comuns, será obrigatória a modalidade
matéria, da hierarquia ou em razão do território. pregão, sendo preferencial a utilização da sua
forma eletrônica.
55 Os órgãos públicos não possuem personali-
dade jurídica, patrimônio próprio e capacida- 62 Na licitação para registro de preços, assim
como acontece nas demais licitações, é ne-
de processual.
cessário indicar a dotação orçamentária que
custeará a futura aquisição.
56 Somente por lei específica ou decreto poderá
ser criada autarquia e autorizada a instituição 63 É inexigível a licitação para a construção, a
de empresa pública, de sociedade de econo- ampliação, a reforma e o aprimoramento de
mia mista e de fundação, reservando-se a lei estabelecimentos penais, desde que configu-
complementar, neste último caso, definir as rada situação de grave e iminente risco à se-
áreas de sua atuação. gurança pública.

A respeito dos atos administrativos, julgue os Considerando as disposições constitucionais


itens. relativas aos remédios constitucionais, bem assim
a sua interpretação jurisprudencial, julgue os itens.
57 O ato administrativo é espécie de ato jurídico.
64 É cabível a impetração de mandado de segu-
rança contra ato de gestão negocial praticado
58 Ato composto é aquele que se forma pela por entidade da Administração indireta que
conjugação de vontades de mais de um órgão explore atividade econômica.
(dois ou mais órgãos) ou agentes.
65 As associações somente podem impetrar

Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração 6


Nome do candidato: Futuro(a) Servidor(a) do MPU CESPE | CEBRASPE – MPU – Aplicação: 2018

mandado de segurança coletivo na defesa plomática de caráter permanente nos crimes comuns.
dos associados mediante autorização especí-
fica dos integrantes da categoria. Julgue os itens a seguir apresentados, relativos
às Funções Essenciais à Justiça.
No tocante aos direitos e deveres individuais e
coletivos e aos direitos da nacionalidade, julgue os
74 O advogado-geral da União será nomeado pelo
itens que se seguem.
Presidente da República, devendo possuir mais
66 Os brasileiros natos não podem ser extradi- de 35 anos, reputação ilibada e notório saber
tados ou mesmo deixar de ser brasileiros, a jurídico, sendo empossado após aprovação por
menos que possuam outra nacionalidade ori- maioria absoluta dos membros do Senado Fede-
ginária. ral, em votação secreta.

67 A perda da nacionalidade do brasileiro naturali- 75 O Procurador-Geral da República tem legitimida-


zado decorrente de reconhecimento de atividade de para propor todas as ações do controle con-
nociva ao interesse nacional poderá ocorrer me- centrado de constitucionalidade perante o STF.
diante decisão tomada pelo Ministro da Justiça,
após regular processo administrativo, no qual Sobre administração geral e gestão de pessoas,
seja assegurado contraditório e ampla defesa. julgue aos itens seguintes.

Julgue os itens a seguir no que se refere ao 76 As principais características do modelo de ges-


modelo constitucional de repartição de competências tão de pessoas como departamento de pessoal
e à Administração Pública. incluem o comando vertical, foco no processo,
padronização e pessoas como extensão de má-
68 Ofende a Constituição Federal norma estadual quinas.
que exija a cobrança de preço por minuto nos es-
tacionamentos privados. 77 O recrutamento interno é o mais indicado para
empresas que desejam a renovação do capital
69 É compatível com a Constituição Federal lei esta- humano da instituição, o incremento na motiva-
dual que obrigue planos de saúde a fundamenta- ção e maior validade preditiva.
rem eventual negativa de cobertura de tratamen-
tos médicos. 78 A entrevista comportamental é indicada princi-
palmente para processos de seleção por compe-
70 Haverá a redução em cinco anos nos requisitos
tência, pois o candidato deve expor o que faria
de idade e de tempo de contribuição na aposen-
em situação hipotética complexa colocada pelo
tadoria voluntária para professores da rede públi-
entrevistador.
ca de ensino que atuem na educação infantil, no
ensino fundamental e no ensino médio.
79 A gestão do desempenho consiste em mensurar,
acompanhar e intervir no desempenho do fun-
Acerca do Poder Legislativo e do Poder Execu-
cionário de forma contínua e estratégica, tendo
tivo, julgue o item.
como instrumento oficial a avaliação 360 graus.
71 Compete ao Congresso Nacional julgar o Presi-
dente da República nos crimes de responsabili- 80 A motivação, segundo a teoria da expectância,
dade, enquanto caberá ao STF julgá-lo nas infra- possui como seus vetores a expectativa, a valên-
ções penais comuns. cia e a instrumentalidade.

Em relação às competências dos órgãos do Poder 81 A liderança situacional preconiza que funcioná-
Judiciário e ao Conselho Nacional de Justiça, julgue rios com baixa capacidade e motivação se bene-
os itens a seguir. ficiam do estilo de liderança mais diretivo.

72 O CNJ é órgão de controle externo do Poder Ju- 82 A satisfação no trabalho tem relação direta com
diciário, sendo composto por quinze membros e o grau de motivação que o individuo tem em rea-
responsável pelo controle da atuação administra- lizar a tarefa e sofre influência de fatores contex-
tiva e financeira do Poder Judiciário e dos deve- tuais e extrínsecos.
res funcionais dos juízes.
83 Conhecimento tácito é aquele que a pessoa ad-
73 Compete ao STF processar e julgar os membros quiriu ao longo da vida, pela experiência. Geral-
do Congresso Nacional e os chefes de missão di- mente é difícil de ser formalizado ou explicado a

Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração 7


Nome do candidato: Futuro(a) Servidor(a) do MPU CESPE | CEBRASPE – MPU – Aplicação: 2018

outra pessoa, pois foi construído dentro da subje- legíveis por computador.
tividade e das habilidades da pessoa.
94 Nos arquivos permanentes, encontram-se os do-
84 Ao se pensar em um programa de qualidade de cumentos que hoje apresentam valor histórico,
vida para o MPU, a área de gestão de pessoas mas que anteriormente possuíam valor primário/
deve considerar o contexto, a organização e as administrativo.
relações sociais no trabalho.
95 Considerando o ordenamento jurídico no que
85 As universidades corporativas foram criadas nas tange ao plano plurianual, os objetivos devem
organizações com o objetivo principal de suprir expressar as escolhas de políticas públicas para
as carências da educação formal, muito pouco a transformação de determinada realidade.
orientada para o mercado de trabalho.
96 A Constituição Federal de 1988, ao dispor sobre di-
86 Os processos de educação continuada dentro retrizes orçamentárias, definiu que as alterações na
das organizações encontram suporte na educa- legislação tributária somente podem vigorar após
ção a distância, principalmente na modalidade serem incluídas na lei de diretrizes orçamentárias.
e-learning, que possui como vantagens a maior
acessibilidade, disponibilidade e respeito ao tem- 97 Em matéria orçamentária, está correto afirmar
po de aprendizagem do aluno. que o ciclo orçamentário é definido como um rito
legalmente estabelecido, cujas etapas se repetem
87 A avaliação, operação que consiste na análise periodicamente envolvendo elaboração, discus-
dos documentos com vistas a definir seus prazos são, votação, controle e avaliação do orçamento.
de guarda e sua destinação final, tem como re-
sultado a elaboração de um instrumento chama-
98 Considerando os dispositivos legais em vigor, é corre-
do quadro de arranjo.
to afirmar que a proposta de alteração de procedimen-
to de elaboração, discussão, aprovação e execução
88 O material de estudo e pesquisa acumulado pe-
do orçamento público no Brasil deve ser apresentada
los promotores e procuradores em seus gabine-
por meio de projeto de lei complementar.
tes, a exemplo de jurisprudências publicadas e
manuais de direito, que formam suas coleções de
99 Uma das formas de se evitar dupla contagem
documentos, irá integrar o arquivo do Ministério
em termos de receitas e despesas é permitindo,
Público da União.
em casos especiais previstos na legislação, que
os registros destas na Lei Orçamentária Anual
89 O registro, atividade que ocorre quando da en-
(LOA) sejam realizados pelos seus valores líqui-
trada dos documentos na instituição, consiste no
dos, abatendo os impostos e as taxas.
cadastro dos dados que permitirão localizar os
documentos quando necessário, a fim de prestar
100 Enquanto a Lei de Diretrizes Orçamentárias
informações aos interessados.
(LDO) dispõe sobre despesas de capital para
90 Os métodos diretos de arquivamento são aque- o exercício seguinte, o Plano Plurianual (PPA)
les nos quais a busca do documento se dá dire- deve estabelecer como uma de suas despesas
tamente no local onde ele está arquivado, sem os recursos de operação e manutenção de inves-
necessidade de um índice auxiliar que remeta a timentos em bens de capital.
este local.
101 Considerando as três leis ordinárias previstas
91 Transferência e recolhimentos são termos utiliza- pela CF para dispor sobre matéria orçamentária,
dos, respectivamente, para designar o envio de somente a LOA e LDO estão obrigadas a obser-
documentos aos arquivos permanentes e inter- var o princípio da especificação.
mediários.
102 O Manual Técnico do Orçamento (MTO), ao tra-
92 O plano de classificação da instituição, instru- tar da classificação funcional da despesa orça-
mento criado para organizar os documentos nos mentária, definiu que a função, via de regra, rela-
arquivos, é criado a partir das atividades especí- ciona-se com a missão institucional do órgão, e a
ficas do órgão, de forma que reflita as caracterís- subfunção deve evidenciar cada área da atuação
ticas da entidade. governamental.

93 O gênero micrográfico corresponde aos docu- 103 Considerando as diversas classificações das re-
mentos em mídias digitais, contendo informações ceitas e despesas definidas no Manual Técnico

Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração 8


Nome do candidato: Futuro(a) Servidor(a) do MPU CESPE | CEBRASPE – MPU – Aplicação: 2018

do Orçamento, destaca-se a classificação da 111 A Constituição Federal de 1988 notabiliza-se por


receita pública por esfera orçamentária cuja fi- encaminhar à Administração Pública rumo a um
nalidade é identificar se o item a ser classificado desvencilhamento da rigidez burocrática.
pertence ao orçamento fiscal, ao orçamento da
seguridade social ou ao orçamento de investi- Acerca das convergências e diferenças entre a
mento das empresas estatais. gestão pública e a gestão privada, julgue o item.

112 A gestão pública é marcada pelo controle indireto


104 A imprensa escrita e falada tem discutido recen-
dos cidadãos sobre as ações legais dos gestores
temente uma alteração proposta pelo governo fe-
e se dá quando, pelo voto, avaliam o desempe-
deral no que tange à regra de ouro. Com relação
nho da Administração ao estabelecer quais políti-
ao assunto, está correto afirmar que a regra de
cos devem ser eleitos ou reeleitos.
ouro presente na CF e nas constituições estadu-
ais prescreve que as operações de crédito não Acerca da Gestão de Processos, julgue os itens.
poderão exceder as despesas com investimentos
realizadas no exercício financeiro, ressalvadas 113 O uso de tecnologia da informação com o propó-
as autorizadas mediante créditos suplementares sito de automatizar processos visando a redução
ou especiais com finalidade precisa, aprovados de custos é associado às práticas de transforma-
pelo Poder Legislativo por maioria absoluta. ção de processos por meio da mudança radical
em uma abordagem de cima para baixo.
105 A Lei de Responsabilidade Fiscal (LC n. 101/2000)
trouxe novidades no que tange ao endividamento 114 Indicador é a quantificação de dados em um pa-
público e nesse contexto passaram a integrar a drão e qualidade aceitáveis com exatidão, com-
dívida pública consolidada as operações de cré- pletude, consistência e temporalidade.
dito de prazo inferior a doze meses e cujas re-
ceitas tenham sido contabilizadas no orçamento. Acerca da Gestão de Projetos, julgue os itens.

115 Os projetos matriciais não incluem pessoas de di-


106 Considerando o atual ordenamento jurídico vi-
ferentes unidades organizacionais que atuem em
gente, está pacificado que a dívida pública mobi-
áreas funcionais desses projetos.
liária é o total de obrigações financeiras do ente
público, resultante de leis, contratos e convênios. 116 Projetos e planos desenvolvidos nas organiza-
ções podem afetar muitos grupos com interesses
107 Considerando os aspectos técnicos relacionados diversos, que são impactados pelas decisões to-
com as receitas públicas, no âmbito do Ministério madas.
Público da União, as doações em espécie rece-
bidas devem passar pelo estágio do lançamento. Acerca do processo decisório, julgue o item.

Acerca das abordagens clássica, burocrática e 117 Processos de tomada de decisão racional são
sistêmica da Administração, julgue os itens. sempre limitados, prescindindo, entre outros fa-
tores, da capacidade cognitiva do tomador de de-
108 A aplicação dos princípios de administração cien- cisão em questão.
tífica pode ser encontrada ainda hoje nos setores
operacionais como o de almoxarifado. Acerca do planejamento estratégico, julgue o item.

118 De acordo com a utilização da metodologia BSC,


109 A teoria da burocracia, proposta por Max Weber
as competências dos profissionais de uma insti-
e baseada na dominação racional-legal, buscava
tuição fazem parte dos ativos intangíveis e são
a eficiência sem se preocupar com a avaliação
classificadas na perspectiva de aprendizado e
ex-post do alcance de resultados.
crescimento.

Acerca da evolução da Administração Pública no 119 Na etapa de diagnóstico, a análise externa busca
Brasil e suas reformas administrativas, julgue os itens. perceber quais são os pontos controláveis fortes
e fracos da organização em comparação com
110 O Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Es- seus pares.
tado, lançado em 1995, pautou-se na orientação
de abandonar a burocracia tradicional, weberia- 120 Os planos estratégicos correspondem à tradução
na, por um modelo mais próximo das práticas de e interpretação das decisões estratégicas e são
gestão do setor privado e do modelo de Estado realizados nos níveis intermediários de uma ins-
de bem-estar social. tituição.

Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração 9


CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE/UnB)
MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO

CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE/UnB)


MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO