Você está na página 1de 3

Instituto Federal do Espírito Santo – Ifes – Campus Vitória

Engenharia Elétrica – Ricardo de Oliveira Brioschi

2ª LISTA DE EXERCÍCIOS – AMPLIFICADORES DIFERENCIAIS

Os exercícios de 01 a 07 referem-se ao circuito da figura abaixo:

1) Para VCC = 15V; Vee = 15V; RC = 10kΩ; RE = 10kΩ. Considere


vi1 = vi2 = 0. Responda:
a) Qual a corrente CC de emissor em cada transistor?
b) Qual a corrente de cauda?
c) Qual a tensão CC dos coletores em relação ao terra?

2) Considere as correntes de base de um amplificador diferencial


sendo 20μA e 24μA.
a) Qual o valor da corrente de compensação de entrada?
b) Qual o valor da corrente de polarização de entrada?

3) Para o amplificador diferencial da figura: VCC = 15V;


Vee = 15V; RC = 10kΩ; RE = 10kΩ; vi1 = vi2=0; βCC(Q1) = 100;
βCC(Q2) = 120. Responda:
a) Qual o valor das correntes CC de base em cada transistor?
b) Qual o valor da corrente de compensação de entrada?
c) Qual o valor da corrente de polarização de entrada?

4) Para VCC = 15V; Vee = 15V; RC = 47kΩ; RE = 82kΩ. Considere vi1 = vi2 =0. Responda:
a) Qual a corrente CC de emissor em cada transistor?
b) Qual a corrente de cauda?
c) Qual a tensão CC dos coletores em relação ao terra?

5) Para o amplificador diferencial da figura: VCC = 15V; Vee = 15V; RC = 47kΩ; RE = 82kΩ; vi1 = vi2=0;
βCC(Q1) = 100; βCC(Q2) = 120. Responda:
a) Qual o valor das correntes CC de base em cada transistor?
b) Qual o valor da corrente de compensação de entrada?
c) Qual o valor da corrente de polarização de entrada?

6) Em um amplificador diferencial, tem-se: Ient(pol) = 300nA (corrente de polarização) e Ient(desl) = 100nA


(corrente de compensação). Calcular IB1 e IB2.

7) Para VCC = 15V; Vee = 15V; RC = 10kΩ; RE = 10kΩ. Calcular:


a) ganho de tensão com entrada diferencial e tensão de saída tomada entre os coletores dos transistores.
b) ganho de tensão com entrada diferencial e tensão de saída tomada entre o coletor de Q2 e o terra.
c) ganho de tensão para entrada em modo comum.
d) CMRR deste amplificador em dB.

8) Se um amplificador diferencial tem uma CMRR de 80dB e um ganho de tensão diferencial de 200, qual
o valor da tensão de saída para um entrada modo comum de 10mV?

9) Projete um amplificador diferencial, calculando os resistores de polarização necessários para obter-se a


seguinte condição mínima: CMRR>150. Dados: AMD = 100, VCC = -Vee = 10V.

10) Para o circuito da figura abaixo, calcular a corrente CC de emissor em cada transistor, o ganho de tensão
diferencial e a impedância de entrada (vista das bases) para βCC = 150.
11) Considere que as entradas v1 e v2 na figura a seguir estão aterradas. Qual a corrente que passa através
de Q3? Qual a corrente de cauda? E qual o valor de re de Q1 e Q2?

12) Para o mesmo circuito da questão anterior, o RE equivalente que olha para o coletor de Q4 é de 100kΩ
e o RC equivalente que olha para o coletor de Q6 é de 200kΩ. Calcule o ganho de tensão diferencial para
saída diferencial, o ganho de tensão para o modo comum e a CMRR em dB.

13) Para o circuito da figura abaixo, pergunta-se:


a) Qual o re de cada transistor?
b) Qual o ganho de tensão diferencial, para saída diferencial?
RESPOSTAS:
1) 715μA; 1,43mA; 7,85V
2) 4μA, 22μA
3) 7,15μA; 5,96μA; 1,19μA; 6,55μA
4) 87,2μA; 174,4μA; 10,9V
5) 0,87μA; 0,73μA; 0,145μA; 0,8μA
6) 350nA, 250nA
7) 286; 143; 0,5; 49,13dB
8) 0,2mV
9) RC < 1,33RE; exemplo: RC = 27kΩ; RE = 47kΩ
10) 0,93mA; 186; 8kΩ
11) 1,95mA; 1,95mA; 25,6Ω
12) 7813; 1; 71,84dB
13) 5,38Ω, 10,75Ω, 10,75Ω, 186