Você está na página 1de 35

PRINCÍPIOS BÁSICOS DE

RUÍDO
Conceitos
Conceitos Fundamentais
Fundamentais -- 1
1

SOM

Vibração mecânica de um
meio elástico sólido,
líquido ou gasoso,
através da qual a energia
é emitida a partir de uma
fonte, em ondas sonoras
progressivas

Mais genericamente, pode ser definido como uma variação


de pressão detectável pelo ouvido humano.
Conceitos
Conceitos Fundamentais
Fundamentais -- 2
2

Propagação do Som

Fonte Sonora

Som Incidente

Som Transmitido

Som Reflectido
Som Absorvido
Conceitos
Conceitos Fundamentais
Fundamentais -- 3
3

ONDAS SONORAS
Propagam-se no ar a uma velocidade típica de 340 m/s.

Caracterizam-se a partir de:


• Período
• Frequência
• Amplitude
• Comprimento de Onda
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 4
4

PERÍODO Pressão [Pa]

Intervalo de tempo
necessário para a
Período
onda cumprir um ciclo
completo

AMPLITUDE
Tempo [s]
Extensão máxima de
variação para um dos Amplitude
lados.
Metade da distância pico
a pico.
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 5
5

FREQUÊNCIA
Quantidade de ciclos completos Pressão [Pa]

(períodos) por unidade de tempo.


Valor normalmente expresso em
ciclos/segundo (Hz) Comprimento de O nda

COMPRIMENTO DE ONDA
Distância percorrida por uma onda
sonora durante um período – ciclo Distância [m]
completo.
Numa Onda Sonora pode variar
tipicamente de 21 cm a 21 m .
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 66

Comprimento de Onda [m

20 m 10 m 5m 2m 1m 0.5 m 0.2 m 0.1 m 0.05 m

10 Hz 20 Hz 50 Hz 100 Hz 200 Hz 500 Hz 1000 Hz 5 kHz 10 kHz

fFrequência [Hz

c [velocidade do som]
[comprimento de onda]
f [frequência]
Velocidade de Propagação do Som a 20ºC

Material Velocidade do Som


(m/s)
Ar 343

Madeira 5260

Tijolo 3650
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 7
7

• PERCEPÇÃO HUMANA DO SOM


Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 7
7

• PERCEPÇÃO HUMANA DO SOM

a) OUVIDO EXTERNO: recolhe e encaminha as ondas sonoras até ao tímpano;


constituído por Pavilhão Auricular + Canal Auditivo;

b) OUVIDO MÉDIO: transmite a energia das ondas sonoras do ouvido externo


até à cóclea (ouvido interno); constituído por Tímpano + Martelo, Bigorna e
Estribo + Trompa de Eustáquio.
Nota: Trompa de Eustáquio abre e fecha para manter a pressão constante no
ouvido médio.

c) OUVIDO INTERNO: Cóclea (processa e converte sinais mecânicos em


sinais eléctricos) + Nervo Auditivo (condução dos sinais eléctricos para o
cérebro).
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 8
8

O ouvido humano detecta sinais flutuantes no tempo


que oscilam com amplitudes que vão desde os 20 μPa
(limiar de audição) até aos 200 Pa (limiar da dor).

20 Pa = 20 x 10-6 N/m2 = 0.002 g/m 2


200 Pa = 200 N/m2 = 20.4 Kg/m2
Gamas de audibilidade do
ouvido humano

Frequência 20 Hz a 20 000 Hz

Intensidade 10E-12 W/m² a 10 W/m²

Pressão
20 Pa a 200 Pa

Nível 0 dB a 140 dB
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 9
9

• A quantificação das flutuações que o sinal sofre


durante um dado intervalo de tempo é feita
recorrendo ao desvio-padrão da pressão (Prms )

P [Pa] Pi Pressão Sonora

P0 ( Pi  P0 ) 2
SP 
t [s] n

Sound Pressure, SP [Pa]


Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 10
10

• A Pressão Sonora, “Sound Pressure” (SP) tem uma


gama de variação muito ampla e é uma unidade muito
pouco adaptada à percepção subjectiva humana do
som.

• O decibel (dB) é uma unidade obtida através da


adimensionalização de SP e da subsequente redução
do seu campo de variação (logaritmização)
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 11
11

Nível de Pressão Sonora, LP

SP
LP [dB] = 20 log
SPref

SPref = 20 uPa
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 12
12
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 13
13

Nível equivalente de ruído - Leq

P (Pa)

P (Pa)
t (s) t (s)

a) c)

L [dB]
L [dB]

t (s) t (s)

b) d)

n
LA
1 n

LAeq  10  log  10 10
n 0
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 14
14

SPL [dB]
Área Audível

120

110 Zona Audível

90

Música
70

50 Conversação

30

10

20 200 2k 20 k
Frequência [Hz]
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 15
15
Curvas Isofónicas – igual sensação auditiva

SPL [dB]

1 30
130

110
110

90 90

70 70

50 50

30
30

10
10

20 50 100 200 500 1k 2k 5k 10k 20k


Frequência [Hz]
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -- 16
16
Atenuação [dB]
Curvas de Ponderação

10 D

0
A
C
-10
B,C
D
-20
B
-30
A
-40

-50

-60

-70
20 50 100 200 500 1k 2k 5k 10k 20k

Frequência [Hz]
Conceitos Fundamentais
Conceitos Fundamentais -17
-17

Pressão Sonora, Potência Sonora, Intensidade Sonora ???


Potência, Intensidade,
Potência, Intensidade,
Pressão
Pressão

LP = 20 log P
Pref

Pref = 20 uPa

I Iref = 10 -12 W/m2


LI = 10 log
Iref

W Wref = 10-12 W
Lw = 10 log
Wref
Medição do
Medição do Som
Som -- 1
1
• Sonómetros e Dosímetros
Classificação dos
Classificação dos
Sonómetros
Sonómetros

II
Medidores de SPL
Classes
de I

Precisão 0
Funções Integradores

Bandas de oitava
Analisadores

Bandas de 1/3 de oitava


Medição do
Medição do Som
Som -- 1
1

• Microfone

Protecção
Diafragma
Pressão Voltagem

Tempo Tempo

Terminal Cavidade
de saída interna
Adição de
Adição de Níveis
Níveis de
de Pressão
Pressão
Sonora
Sonora
Subtracção de
Subtracção de Níveis
Níveis de
de
Pressão Sonora
Pressão Sonora

Ruído total = 82 dB
Ruído de fundo = 75 dB
Diferença = 7 dB
Correcção (da Tabela) = 1 dB
Ruído da operação = 82 - 1 = 81 dB
Tipos de
Tipos de Ruído
Ruído -- 1
1

• Contínuo

• Intermitente

• Impulsivo
Tipos de
Tipos de Ruído
Ruído -- 2
2

• Contínuo

Ruído que mantém as suas características ao longo


do tempo. É produzido por máquinas ou equipamentos
que operam sem interrupções ou alterações do regime
de funcionamento, p. ex. ventiladores, bombas, motores,
etc.
Tipos de
Tipos de Ruído
Ruído -- 3
3

• Intermitente

Ruído em que ocorrem casos sucessivos de alteração


das características do som. É produzido por máquinas
ou equipamentos que operam por ciclos ou pela
passagem de veículos terrestres, aviões, etc.
Tipos de
Tipos de Ruído
Ruído -- 4
4

• Impulsivo

Ruído abrupto e curto resultante de impactos ou


explosões.
Exemplos : pancada de martelo, disparo de arma de
fogo, rebentamento de bomba ou foguete.
Análise em
Análise em Frequência
Frequência -- 1
1

Divide-se aa gama
Divide-se gama
de frequências
de frequências
embandas
em bandas ee
analisa-se oosom
analisa-se som
emcada
em cadauma
uma
dessas bandas.
dessas bandas.
Análise em
Análise em Frequência
Frequência -- 2
2

As divisões mais comuns são:

• em bandas de oitava – os valores centrais de


cada banda são 31.5; 63; 125; 250; 500; 1000;
2000; 4000; 8000 e 16000 Hz

• em bandas de terço de oitava – Os valores


centrais são 10; 12.5; 16; 20; 25; 31.5; 40; 50;
63; 80; 100; 125; 160; 200; 250; 400; 500; 630;
800; 1000; 1250; ... ; 16 000 Hz
Análise em
Frequência
Análise em bandas de terço de oitava

Interesses relacionados