Você está na página 1de 3

Psicologia em Pesquisa | UFJF | 2(01) | 98-100 | janeiro-junho de 2008

TEMA EM DEBATE
O PET – PSICOLOGIA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE
JUIZ DE FORA
Entrevista com o Prof º. Lélio Moura Lourenço*

_____________________________________
* Departamento de Psicologia – Instituto de Ciências Humanas - UFJF

Introdução professor colaborador. Atualmente o


grupo é composto de 8 bolsistas,1
O Programa de Educação Tutorial voluntário, 1 professor-tutor e 1
(PET), vinculado à Secretaria de professor colaborador. Desde a sua
Educação Superior (MEC-SESu), formação,em setembro de 2007, o grupo
destina-se a apoiar grupos de alunos de realizou diversas atividades em prol da
graduação, fornecendo recursos que melhoria do curso de
propiciem seu desenvolvimento graduação. Trabalhos relativos a
acadêmico autônomo (MEC, 2006). questão da pesquisa,da cultura,do
Coerente com as orientações ensino e da extensão foram
educacionais mais avançadas, o PET desenvolvidos a partir do
procura integrar criticamente atividades empreendedorismo e da criatividade do
de Ensino, Pesquisa e Extensão, com o grupo.
acompanhamento de um professor tutor,
em busca de alternativas para as O tripé Ensino-Pesquisa-Extensão
estruturas curriculares convencionais
(Martins, [200-]). O PET-Psicologia da Tendo como horizonte o desafio da
Universidade Federal de Juiz de Fora articulação entre Ensino-Pesquisa-
(UFJF) teve sua proposta aprovada em Extensão no Ensino Superior e seus
agosto de 2007 e, desde então, vem conhecidos obstáculos, o PET-
realizando atividades que possibilitam Psicologia iniciou suas atividades
não só o enriquecimento da formação de visando o fortalecimento e a divulgação
seus membros, oferecendo dos projetos já desenvolvidos no curso e
oportunidades de desenvolvimento para seus possíveis desdobramentos, bem
todos os alunos, com conseqüente como discutir temas ainda não
melhora do curso, de um modo geral. contemplados.
Dentre seus objetivos específicos, o
PET-Psicologia amparou a reforma A partir deste referencial, foram
curricular do curso e atualmente auxilia realizadas três equipes de estudo:
nas atividades curriculares através de “Formação em Psicologia no Brasil: dos
seus diversos projetos. O mesmo Primórdios às diretrizes curriculares”,
promove encontros científicos e realizada no primeiro ano de atividades
atividades culturais, proporcionando e que auxiliou o processo de reforma
uma formação acadêmica de qualidade, curricular em andamento no curso de
ética e cidadã. Psicologia da UFJF; a equipe de estudo
“Crenças e Sistemas de Crenças”,
A partir da proposta aprovada pelo desenvolvida desde 2008, que permite
MEC/SESu (MEC, 2007), o grupo PET- aprofundar os estudos sobre o tema e
Psicologia iniciou suas atividades com embasar as pesquisas realizadas nas
um grupo formado por 4 bolsistas, 2 áreas da Psicologia Social; e a equipe
voluntários, 1 professor-tutor e 1 “História dos fundamentos da

TEMA EM DEBATE: O PET 98


Psicologia em Pesquisa | UFJF | 2(01) | 98-100 | janeiro-junho de 2008

Psicologia e metodologia de pesquisa”, do Desenvolvimento, passando pelas


executada entre os meses de julho e áreas de fundamentação filosófica e
novembro de 2008 e que forneceu epistemológica da Psicologia,
espaço para o estudo de aspectos Psicofísica e Hipnose. Dentre estas,
históricos, epistemológicos e algumas já foram concluídas e
metodológicos fundamentais para as publicadas, com apresentação em
investigações em Psicologia. Além congresso e publicação em revistas
disso, foi oferecida no primeiro especializadas.
semestre de 2008 a disciplina “Estudos
Avançados em Psicologia Social”, cujo Algumas atividades voltadas para a
caráter transdisciplinar permitiu o comunidade acadêmica, de cunho
contato com a visão de diferentes áreas científico, cultural ou simplesmente de
acerca de fenômenos sociais e interesse institucional local, foram
psicossociais. Paralelamente a essas desenvolvidas ou apoiadas pelo grupo
atividades, foram desenvolvidas PET Psicologia. Dentre elas, cita-se:
atividades culturais, desenvolvendo semana de recepção aos calouros;
alternativas aos estudantes de realização, organização e apoio a
graduação, não só da psicologia, mas do eventos, como simpósios, encontros,
Instituto de ciências Humanas dessa mostras, jornadas e congressos; viagens
Universidade. culturais; exibições de filmes; formação
de equipes de estudo; oferecimento de
Neste segundo ano, realizou-se uma disciplinas, oficinas e mini-cursos; além
série de encontros com o objetivo de da participação em atividades de
discutir e refletir sobre o Programa de pesquisa e extensão.
Educação Tutorial, tomando como base
o Manual de Orientações Básicas do Resultados
PET proposto pelo MEC, e um projeto
para a capacitação dos bolsistas acerca Desde a implantação do PET-Psicologia
do tema Orientação Vocacional para na UFJF, observou-se um significativo
posteriores desdobramentos em uma envolvimento dos alunos bolsistas em
atividade de extensão e pesquisa. atividades que representam
preocupações com melhorias na
Atualmente, um levantamento de graduação. A realização da equipe de
opinião foi realizado com o objetivo de estudos “Formação em Psicologia no
identificar temas de interesse dos alunos Brasil: dos Primórdios às Diretrizes
a serem trabalhados em equipes de Curriculares” possibilitou aos alunos
estudos e/ou mini-cursos. envolvidos, não apenas os integrantes
Simultaneamente a esta atividade, foi do PET, um maior conhecimento em
oferecido aos estudantes uma oficina história da Psicologia no Brasil, além de
sobre “Normatização de Trabalhos servir como subsídio para a própria
Científicos”, ambientando-os com os reforma curricular em andamento no
procedimentos da metodologia de curso.
apresentação e divulgação científicas.
A “I Semana de Recepção aos
Em relação às investigações Calouros”, organizada pelo PET-
científicas, 14 pesquisas foram Psicologia, juntamente com a
desenvolvidas nesses dois anos, Associação Juizforana de Estudantes de
abrangendo desde as áreas da Psicologia Psicologia, a APSI Consultoria Jr.,
Social em sua interface com Saúde Empresa júnior de Psicologia da UFJF,
Coletiva até a de Psicologia Escolar e e o Centro Acadêmico promoveram

Lourenço, L. M. 99
Psicologia em Pesquisa | UFJF | 2(01) | 98-100 | janeiro-junho de 2008

maior interação entre os núcleos de social. Em seu primeiro ano de atuação,


pesquisa e entidades de alunos, além de o PET-Psicologia já se configura como
proporcionar aos novos estudantes a um diferencial no curso de Psicologia
oportunidade de ter uma visão da UFJF, contribuindo para a ampliação
panorâmica das inúmeras possibilidades dos conhecimentos de seus bolsistas e
que o curso e a universidade têm a demais alunos da graduação através do
oferecer. A realização de viagens incentivo aos estudos, publicações,
culturais e exibição de filmes participação em congressos e da
contribuem para suprir uma carência do realização dos projetos propostos. A
curso em atividades culturais, que significativa contribuição desse grupo
possibilitam aos alunos a ampliação de na reconstrução do currículo do curso
sua formação para além das teorias e de Psicologia da Universidade Federal
práticas da Psicologia, alcançando o de Juiz de Fora é um exemplo claro da
universo cultural tão necessário a uma importância desse modelo em um
compreensão mais abrangente do ser projeto de qualificação acadêmica,
humano, objeto de seu estudo. A extremamente importante na formação
participação dos alunos na promoção de do estudante universitário.
eventos fomenta a expansão e
divulgação da Psicologia como
atividades do saber, ciência e profissão. Referências
O oferecimento de oficinas, mini-cursos
e disciplinas diferentes das Martins, I. L. [200-]. Educação tutorial
convencionais contribuem para que haja no ensino presencial uma análise
maior variabilidade temática no curso e sobre o PET. Recuperado em 01
complementam o currículo acadêmico ago.
através da estimulação de discussões de 2008:http://portal.mec.gov.br/sesu/a
problemas epistemológicos, rquivos/pdf/PET/pet_texto_iv.pdf
pedagógicos, éticos e de relevância
social. Ministério da Educação. Secretaria de
Educação Superior (2006).
Conclusão Programa de Educação Tutorial
PET. Manual de orientações
O modelo de educação tutorial básicas. Brasília, DF: Secretaria de
possibilita a realização de atividades de Educação Superior.
caráter extracurricular que
complementam a formação acadêmica, Ministério da Educação. Secretaria de
fazendo com que os alunos assumam a Educação Superior (2007). Proposta
responsabilidade sobre seu próprio PET. Recuperado em 01 ago. 2008:
desenvolvimento e aprendizagem, além http://www.petpsicologia.ufjf.br/pro
de permitir a ampliação de sua visão de jeto.htm
mundo e dimensionamento de seu papel

TEMA EM DEBATE: O PET 100