Você está na página 1de 2

APARELHO RESPIRATÓRIO

A respiração é uma das características essenciais dos seres vivos. Resume-se na absorção pelo organismo de oxigênio
(O2), e a eliminação do gás carbônico (CO2) resultante das oxidações celulares. No corpo humano esse processo é realizado
pelo sistema respiratório.
Em nosso organismo, o alimento é absorvido no intestino e conduzido pelo sangue até as células, onde é quebrado no
processo de respiração celular aeróbia que consome oxigênio, forma água e gás carbônico, com liberação de energia, para que
ocorra esse processo é preciso uma fonte de energia sendo a principal fonte a glicose, proveniente da digestão de
carboidratos. Durante a produção de energia, também ocorre a produção de calor (homeotermos).
A respiração é uma das características essenciais dos seres vivos. Resume-se na absorção pelo organismo de oxigênio
(O2), e a eliminação do gás carbônico (CO2) resultante das oxidações celulares. No corpo humano esse processo é realizado
pelo sistema respiratório.
Em nosso organismo, o alimento é absorvido no intestino e conduzido pelo sangue até as células, onde é quebrado no
processo de respiração celular aeróbia que consome oxigênio, forma água e gás carbônico, com liberação de energia, para que
ocorra esse processo é preciso uma fonte de energia sendo a principal fonte a glicose, proveniente da digestão de
carboidratos. Durante a produção de energia, também ocorre a produção de calor (homeotermos).
O oxigênio, indispensável à produção de energia no corpo, é obtido do ar atmosférico, onde também é eliminado o gás
carbônico. As trocas gasosas acontecem no organismo humano em diversos níveis:
 Entre o sangue e os tecidos do corpo: passando pelos tecidos, o sangue se torna pobre em oxigênio, que entra nas
células e rico em gás carbónico, resíduo de respiração aeróbia realizada por elas;
 Entre os pulmões e o sangue: transporte dos gases, que se inicia com a difusão do oxigênio do ar dos pulmões para o
interior de vasos sanguíneos, sendo a difusão do gás carbônico na direção inversa.

Movimentos Respiratórios: chamamos de inspiração a entrada do ar nos pulmões e expiração o movimento de saída do ar dos
pulmões para o meio externo. A respiração é controlada automaticamente por um centro nervoso situado na medula espinal.
Em circunstâncias normais o centro nervoso produz impulso nervoso que estimula a contração da musculatura torácica do
diafragma, fazendo-nos inspirar.
O sistema respiratório humano é constituído por um par de pulmões e por vários órgãos que conduzem o ar para
dentro e para fora das cavidades pulmonares. Esses órgãos são: Fossas nasais, Boca, Faringe, Laringe, Traqueia, Brônquios,
Bronquíolos, Alvéolos (os três últimos localizados dentro do pulmão), Pulmão.
A traqueia, brônquios, bronquíolos e alvéolos formam a chamada árvore brônquica.
A faringe é um órgão tubular que se inicia nas coanas com prolongação para baixo no pescoço com a forma de um
funil, seu tamanho varia de 12 à 15 cm de comprimento e de cerca de 35 mm em seu início e cerca de 15 mm no seu término.
Possui comunicação com o esôfago, fossas nasais e os ouvidos. A faringe situa-se atrás das fossas nasais e a frente às vértebras
cervicais, se mantém ligada a laringe e o esôfago.
Funções da Faringe: é a circulação de alimentos e ar. Ao respirarmos o ar entra nas fossas nasais ou pelo orifício da
boca passando pela faringe, encaminhando-se para traqueia e pelos brônquios até chegar aos pulmões. No caso dos
alimentos, eles sempre entram pelo orifício da boca, seguindo até a faringe média, indo ao esôfago e seguem para o
estômago. É graças a presença da epiglote que ocorre essa dupla função na faringe. Ela situa-se na parte superior da laringe e
serve para controlar a entrada de ar para a laringe e os alimentos para o esôfago, pois, durante a deglutição ela fecha-se, não
permitindo a entrada do alimento na laringe.
A laringe é um tudo de formato irregular, sustentado por peças cartilaginosas irregulares articuladas que une a faringe
à traqueia. A cartilagem é a responsável pela manutenção da abertura da luz da laringe, garantindo sempre a livre passagem
do ar.
A traqueia é um tubo vertical cilíndrico, cartilaginoso e membranoso. A função da traqueia no sistema respiratório é a
condução do ar até os brônquios.
Nos mamíferos, os brônquios compreendem estruturas tubulares encarregadas de encaminhar ar aos pulmões.
A traqueia ramifica-se em dois brônquios: o direito e o esquerdo. Estes, por sua vez, apresentam estrutura altamente
semelhante à da traqueia e recebem o nome de brônquios primários ou brônquios de primeira ordem.
Os bronquíolos são estruturas que compõem o aparelho respiratório dos seres humanos e animais superiores, e
consistem em ramificações dos brônquios intrapulmonares que penetram nos alvéolos pulmonares.
Os alvéolos pulmonares são pequenas estruturas encontradas nos sacos alveolares, ductos alveolares e bronquíolos
respiratórios, constituindo a última porção da árvore brônquica, sendo os responsáveis pela estrutura de aspecto esponjoso
do parênquima pulmonar. São pequenas bolsas, semelhantes a um favo de mel, abertas de um dos lados, possuindo uma
parede altamente vascularizada. O oxigênio do ar alveolar passa para o sangue capilar através deste conjunto de membranas;
o gás carbônico irá se difundir em direção contrária. Estima-se que os pulmões contenham aproximadamente 300 milhões de
alvéolos, aumentando de forma considerável a superfície de trocas gasosas.

Sabias que ...1 - Sabias que o susto cura mesmo o soluço?


Sim. Quando levamos um susto, provocamos uma forte inspiração, levando a um aumento do volume de ar nos pulmões. Os
pulmões pressionam o diafragma, fazendo com que ele se estique e volte a funcionar normalmente. Mas existem maneiras
menos drásticas que também funcionam: tomar um copo d'água com nariz tampado ou inspirar e segurar o ar por alguns
instantes.
2- Sabias que é impossível espirrar de olhos abertos?
Tirando o mito primeiro: não é porque os olhos podem sair da órbita que os fechamos ao espirrar (UFA)!
Quando uma partícula estranha entra no corpo pelas vias nasais, estimula os receptores locais que, por meio do nervo
trigêmio (que coordena os movimentos da face), avisam o tronco encefálico que é hora de entrar em ação.
Ao receber a mensagem, o tronco encefálico reage imediatamente à invasão, gerando uma série de impulso motores que
contraem o abdômen, o tórax e o diafragma, até chegar ao nervo facial.
Os reflexos que chegam ao nervo facial também desencadeiam movimentos para expulsar a partícula estranha. Essas
contrações atingem diversos músculos da face, incluindo o músculo orbicular, que controla o abrir e o fechar dos olhos. Como
resultado de todo esse esforço, fechamos os olhos.
3- Sabias que os alvéolos pulmonares aquelas coisas pequeninas cobrem uma área enorme?
Os alvéolos pulmonares dos pulmões adultos, abertos e espalmados, cobririam uma superfície aproximada d 100 metros
quadrados.
4- Como acontece o reflexo da tosse?
Os brônquios e a traqueia são tão sensíveis a um toque leve, que quantidades mínimas de material estranho ou substâncias
que causam irritação iniciam o reflexo da tosse. Impulsos nervosos aferentes passam das vias respiratórias (principalmente
pelo nervo vago) ao bulbo (medula oblonga), onde uma sequência automática de eventos é disparada por circuitos neuronais
locais, causando os seguintes efeitos:
- inspiração de até 2,5 litros de ar;
- fechamento da epiglote e das cordas vocais para aprisionar o ar no interior dos pulmões;
- contração forte dos músculos abdominais e dos músculos intercostais internos, empurrando o diafragma e provocando
aumento rápido de pressão nos pulmões (de 100 mmHg ou mais);
- abertura súbita das cordas vocais e da epiglote e liberação do ar dos pulmões sob alta pressão.
Desta forma, o ar que é expelido de forma explosiva dos pulmões para o exterior se move tão rapidamente que carrega
consigo qualquer material estranho que esteja presente nos brônquios e na traquéia.
5- Sabias que o ar que sai das narinas durante o espirro atinge em média 150 Km/hora
6- Sabias que ao espirrarmos espalhamos aproximadamente 40 mil gotículas de saliva

APRESENTAR EM AULA PARA TURMA COM CARTAZ E ENTREGAR PARA PROFESSORA O TRABALHO SOBRE:
- O QUE É ESSA DOENÇA? - CAUSA E CONSEQUÊNCIA DESSA DOENÇA - PREVENÇÃO E TRATAMENTO
Lariginte, Embolia Pulmonar, Coqueluche, Tuberculose, Bronquite, Asma, Sinusite, Rinite, Pneumonia, Enfisema Pulmonar, Câncer de pulmão