Você está na página 1de 7

2

Índice
1. Introdução ................................................................................................................. 3
2. Definição ou conceito da Agricultura ....................................................................... 4
3. Importância da Agricultura em Moçambique ........................................................... 4
3.1 Promoção do auto-emprego para combater a pobreza em Moçambique ................ 5
4.Tipos de Agricultura em Moçambique ...................................................................... 5
4.1. Agricultura de Subsistência ................................................................................... 5
4.2. Agricultura Comercial ........................................................................................... 6
5.Conclusao................................................................................................................... 7
6. Referências Bibliográficas ........................................................................................ 8
3

1. Introdução
O presente trabalho é do caracter avaliativo da disciplina de Agro-Pecuária, e tem como
tema: Importância da Agricultura em Moçambique. A agricultura compõe o sector
primário da economia, tornando-se uma prática primordial para o desenvolvimento das
sociedades. Essa actividade é muito antiga marcada no momento que o homem, decide
fixar-se num local e cultivar a terra. Agricultura é base de subsistência para mais de 80
por cento dos agregados familiares Em Moçambique, o sector da agricultura representa
24 por cento do Produto Interno Bruto e 20 porcento das exportações nacionais. Estas
informações foram divulgadas pelo secretário permanente do Ministério da Agricultura.
Intervindo num seminário sobre Estatísticas agrárias, o secretário permanente do
Ministério da Agricultura, reconheceu que a agricultura praticada maioritariamente pelo
sector familiar em Moçambique, debate-se ainda com algumas dificuldades que se
prende com a fraca ligação com os mercados, baixo uso de insumos e tecnologias
melhoradas. O presente trabalho está organizado da seguinte maneira: introdução,
desenvolvimento e referências bibliográficas. A metodologia usada para a elaboração
deste trabalho foi a de consulta bibliográfica.
4

2. Definição ou conceito da Agricultura


Agricultura é o conjunto de técnicas utilizadas para cultivar plantas com o objectivo de
obter alimentos, bebidas, fibras, energia, matéria-prima para roupas, construções,
medicamentos, ferramentas, ou apenas para contemplação estética. Ou por outra é uma
prática económica que consiste no uso dos solos para cultivo de vegetais a fim de
garantir a subsistência alimentar do ser humano, bem como produzir matérias-primas
que são transformadas em produtos secundários em outros campos da actividade
económica. Trata-se de uma das formas principais de transformação do espaço
geográfico, sendo uma das mais antigas práticas realizadas na história.

A quem trabalha na agricultura chama-se agricultor ou lavrador. A ciência que estuda as


características das plantas e dos solos para melhorar as técnicas agrícolas é a agronomia.

A palavra "agricultura" vem do latim agricultura, composta por ager (campo,


território) e cultura (cultivo), no sentido estrito de cultivo do solo.

3. Importância da Agricultura em Moçambique


A actividade agrícola joga um papel muito importante em África, sendo que no caso de
Moçambique, ela constitui uma actividade económica importante que fornece a base de
subsistência e de segurança alimentar a mais de 80 % dos agregados familiares.

A agricultura garante a sobrevivência do ser humano, pois se a agricultura não existisse


não haveria alimentos que os seres humanos e outros necessitam. Por outro lado é
importante porque permite o desenvolvimento do país. A importância da agricultura é,
assim, indiscutível, pois é a partir dela que se produzem os alimentos e os produtos
primários utilizados pelas indústrias, pelo comércio e pelo sector de serviços, tornando-
se a base para a manutenção da economia do país.

Além de alimentos para uso dos seres humanos e de seus animais de estimação, a
agricultura produz mercadorias tão diferentes como flores e plantas ornamentais,
fertilizantes orgânicos, produtos químicos industriais (látex e etanol), fibras (algodão,
linho e cânhamo), combustíveis (madeira para lenha, etanol, metanol, biodiesel). A
importância da agricultura é apresentada nos documentos e discursos oficiais devido aos
seguintes factores:

 Mais de 70% da população vive no meio rural e a produção agrária é a base


económica dessas famílias.
5

 A agricultura produz alimentos.


 Grande parte do emprego da economia está na agricultura e é o sector gerador
de grande parte dos rendimentos das famílias rurais.
 Grande parte do emprego da economia está na agricultura e é o sector gerador
de grande parte dos rendimentos das famílias rurais.
 O sector agrário contribui de forma importante para a riqueza nacional tendo
variado na maior parte do tempo, entre os 20 e 30%.
 A agricultura tem contribuído significativamente para as exportações

3.1 Promoção do auto-emprego para combater a pobreza em Moçambique


Daniel Clemente falou igualmente da importância da agricultura na promoção do auto-
emprego para a maior parte da população rural, contribuindo, desta forma, na luta contra
a pobreza no País. A agricultura é um sector chave em Moçambique. Grande parte dos
moçambicanos ainda não goza de total segurança alimentar, portanto a agricultura
desempenha ainda um papel fundamental em termos de garantir a satisfação das
necessidades nutricionais das populações. Por outro, Moçambique possui uma vantagem
comparativa na agricultura (abundância de terra arável e excelentes condições agro-
ecológicas) que poderá torná-lo em um grande produtor e exportador de produtos
agrícolas no futuro. Desde a sua fundação como nação, Moçambique aceitou que a
agricultura desempenharia um lugar de destaque no futuro do país. A própria
Constituição da República, no Artigo 103, diz que a agricultura será a base do
desenvolvimento nacional. Do período que se seguiu a independência até os dias de
hoje, a agricultura tem sido abordada de diversas formas. Logo após a independência, o
Estado adotou o sistema Marxista-leninista de socialismo rural caracterizado pelo
colectivismo rural e pelas aldeias comunais.

4.Tipos de Agricultura em Moçambique

4.1. Agricultura de Subsistência


Chamada de “agricultura tradicional” ou “agricultura familiar”, nesse caso, o cultivo
agrícola é baseado na policultura. É realizado a partir de técnicas rudimentares em
pequenas propriedades e sem auxílio de máquinas ou de processo de adubagem. Dessa
maneira, a própria família fica encarregada de cuidar, cultivar e colher os alimentos,
marcada por uma economia agrícola fechada, de autoconsumo. É utilizada em pequenos
locais organizada pelo cultivo de muitos produtos em um denominado ambiente, sendo
6

que esse tipo de agricultura é utilizado com o uso de enxadas, queimadas, arado ou a
tracção animal (utilização de um animal para fazer determinadas actividades que são
utilizadas na agricultura) e tem o princípio de produção e auto consumo e a subsistência
das famílias que a praticam, tendo um baixo rendimento económico.

4.2. Agricultura Comercial


Além de utilizar técnicas modernas de cultivo, manipulação genética de sementes e
máquinas, utilizam mão-de-obra especializada, como engenheiros, agrónomos e
técnicos agrícolas.
7

5.Conclusao
Feito o trabalho conclui que a agricultura é importante em Moçambique, visto que
garante a sobrevivência do ser humano, pois se a agricultura não existisse não haveria
alimentos que os seres humanos e outros necessitam. Por outro lado é importante
porque permite o desenvolvimento do país. A importância da agricultura é, assim,
indiscutível, pois é a partir dela que se produzem os alimentos e os produtos primários
utilizados pelas indústrias, pelo comércio e pelo sector de serviços, tornando-se a base
para a manutenção da economia do país.
8

6. Referências Bibliográficas
 BUDULA, Hilário A. Agricultura, A Base do Nosso Desenvolvimento. Maputo
2001
 MATOS, Maria Lúcia Santos et all. Contrastes Geográficos. Edições ASA.
Portugal 1990
 NANJOLO, Luís A. Geografia, 9ª classe. Edição Dimane. Maputo, 2001