Você está na página 1de 2

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica


Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí

PLANO DE DISCIPLINA

I – IDENTIFICAÇÃO
CURSO Técnico em Instrumento Musical
DISCIPLINA Editoração Musical
MÓDULO/SÉRIE III CARGA HORÁRIA 36 horas
SEMESTRE 2018/2 ANO 2018
PROFESSOR FRANCISCO ADELINO DE SOUSA FRAZÃO
adelinofrazao@hotmail.com
COORDENADORA IARA MARQUES DA SILVA

II – EMENTA
 Softwares aplicados à música. Processos de escrita, arranjo e composição com uso do computador.
Comandos essenciais do Finale e Sibelius. Editoração de músicas. Fundamentos da edição musical.

III – OBJETIVOS
GERAL
 Conhecer e praticar os fundamentos da edição e gravação musical através de equipamentos
eletrônicos e softwares de computador

ESPECÍFICOS
 Editar partituras para diferentes finalidades; Aplicar a edição de partituras aos sistemas MIDI;
Aprender sobre os fundamentos da produção e gravação de áudio em estúdio.

IV - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 Fundamentos do som aplicados à composição musical; Computação aplicada à música: Estudo
básico de um software de editoração musical (FINALE) e de gravação (CUBASE).

V – METODOLOGIA
 Exposição oral e dialogada com utilização de computadores do laboratório de Artes e Música.

VI – RECURSOS
 Computador e Datashow; Caixa de som amplificada; Mesa de som; microfones; Placas de áudio;
Periféricos e equipamentos de áudio diversos; Instrumentos musicais acústicos e elétricos (passivos
e ativos); Quadro acrílico, pincel e apagador; Apostilas, livros, xérox das partituras; Softwares de
edição/editoração musical: Finale 2014, Sound Forge 11, Cubase 9, plugins e instrumentos virtuais
diversos, Office (qualquer versão).

VII – AVALIAÇÃO
 A avaliação será realizada com base em critérios quantitativos (máximo de 8,0 pontos) e qualitativos
(máximo de 2,0 pontos). Serão atribuídas notas a todos os trabalhos (exercícios, pesquisas,
resumos, debates, resoluções de tarefas) realizados em sala de aula, ou em casa, de acordo com o
cronograma das aulas que será disponibilizado aos alunos. A somatória destes trabalhos terá
pontuação máxima de 8,0 pontos. No final de cada bimestre, os alunos também serão submetidos a
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí

uma verificação de aprendizagem também com pontuação máxima de 8,0 pontos. Para obtenção da
nota bimestral, será somada a nota dos trabalhos com a nota da avaliação escrita, o resultado
desta soma será dividido por 2 (dois) e somado com a nota do qualitativo. Os alunos receberão uma
nota qualitativa que terá como base aspectos referentes à assiduidade, pontualidade, esforço e
participação ativa positiva nos debates que ocorrerão nas aulas. A nota bimestral será aprovativa se
a média obtida for igual ou superior a 7,0 e reprovativa se for abaixo de 7,0.
 Obs.: A presença em 75% da carga horária da disciplina é exigência mínima para que o(a) aluno(a)
seja aprovado na disciplina, podendo o mesmo justificar faltas mediante apresentação de documento
comprobatório ao professor. Contudo, apenas os casos de ausência por motivo de saúde ou
participação em eventos promovidos pela instituição ou que o discente esteja representando a
mesma serão aceitos como justificativa plausível para o abono de faltas.

VIII – REFERÊNCIAS
BÁSICA
 Apostila do Finale. Disponível em: <www.canone.com.br> acessado dia 22/08/2014.
 FRITSCH, E. F (et al.). Software musical e sugestões de aplicação em aulas de música. In:
HENTCHKE, L. & DEL BEM, L. Ensino de Música: propostas para pensar e agir em sala de aula.
São Paulo: Moderna, 2003.
 GIBSON, David. A arte da mixagem (The art of mixing). Apostila da Musicaudio.net, s.d.
 MARTIN, George (org.). Fazendo Música: o guia para compor, tocar e gravar. Brasília: Editora
da Universidade de Brasília; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2002.
 RATTON, Miguel. Dicionário de áudio e tecnologia musical. Rio de Janeiro: Editora Música e
Tecnologia, 2004.
 ZUBEN, P. Música e Tecnologia. São Paulo: Irmãos Vitale, 2004.

COMPLEMENTAR: Teses, dissertações ou artigos que tratem de Tecnologia aplicada à


composição/performance musical; Apostilas e manuais de equipamentos de áudio; Vídeos tutoriais sobre
equipamentos e softwares; Apostilas que abordam os métodos de gravação; fóruns sobre música e
tecnologia.

COORDENAÇÃO DE CURSO/ÀREA:

Visto do(a) Coordenador(a):


_____________________________________________DATA:_____/______/___________