Você está na página 1de 27

UNIP

Projeto Integrado Multidisciplinar


Cursos Superiores de Tecnologia

PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR V – PIM V


PLANO DE SOLUÇÃO DE TI PARA A EMPRESA CHALLENGE

SANTA MARIA
2018
UNIP
Projeto Integrado Multidisciplinar
Cursos Superiores de Tecnologia

PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR V – PIM V


PLANO DE SOLUÇÃO DE TI PARA A EMPRESA CHALLENGE

Nome: Wagner Pereira dos Santos


Curso: Redes de Computadores
Semestre: 3° semestre

SANTA MARIA
2018
RESUMO

O trabalho a seguir tem por objetivo apresentar uma proposta de melhoria para a
rede de computadores da empresa Challenge. As atividades apresentadas visam á
reestruturação e melhoria de toda a parte tecnológica da empresa visando á
comunicação de dados da matriz com as filiais. O projeto engloba também a área de
recursos humanos, estruturando a parte de cargos e salários, benefícios, motivação e
melhorias para os funcionários da área de TI. Apresenta também toda a estrutura
financeira necessária para que a empresa possa se manter competitiva no mercado.
Necessita-se implantar uma rede interligando os computadores, possibilitando
aos usuários o acesso ao banco de dados ágil e detalhado, conectando-se diretamente
tanto no Brasil quanto no exterior.

Palavras-chave: Comunicação de dados, acesso, recursos humanos.


ABSTRACT

The following work aims to present an improvement proposal for the Challenge
computer network. The activities presented aim at the restructuring and improvement of
all the technological part of the company aiming the communication of data of the
matrix with the subsidiaries. The project also encompasses the area of human resources,
structuring part of positions and salaries, benefits, motivation and improvements for IT
staff. It also presents all the necessary financial structure so that the company can
remain competitive in the market.
It is necessary to deploy a network interconnecting the computers, allowing the
users access to the agile and detailed database, connecting directly both in Brazil and
abroad.

Key words: Data communication, access, human resources.


LISTA DE SIGLAS

LAN - REDE DE ÁREA LOCAL


WAN – REDE DE LONGA DISTÂNCIA
MAC – ENDEREÇO FÍSICO ÚNICO DE ESQUIPAMENTOS
DHCP – PROTOCOLO DE CONFIGURAÇÃO DINÂMICA DE HOST
OSI – MODELO DE REDE DE COMPUTADOR
TI – TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS
SCE – SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO
VPN – REDE VIRTUAL PRIVADA
ERP – SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL
LISTA DE FIGURAS

FIGURA 01: ELEMENTOS DE INFRAESTRUTURA.


FIGURA 02: TOPOLOGIA DE REDE DA EMPRESA CHALLENGE.
FIGURA 03: TELA DO GERENCIADOR NAGIOS.
FIGURA 04: TOPOLOGIA ESTRELA.
FIGURA 05: TOPOLOGIA DE REDES ENTRE MATRIZ E FILIAIS.
FIGURA 06: SERVIDOR DELL T 430.
SUMÁRIO
Sumário
1 INTRODUÇÃO ............................................................................................................. 9

2.1 Gerenciamento de infraestrutura ................................................................................ 9

2.2 Desenvolvimento da infraestrutura........................................................................... 10

2.3 Topologia de rede empresa Challenge...................................................................... 10

2.3 Infraestrutura da matriz ............................................................................................ 11

3 CABEAMENTO ESTRUTURADO: .......................................................................... 11

3.1 Fundamentação teórica ............................................................................................. 12

3.2 Infraestrutura da local área network (lan)................................................................. 12

3.3 Normas ..................................................................................................................... 13

3.4 Cabeamento .............................................................................................................. 13

3.4.1 Cabo par traçado (UTP) ......................................................................................... 13

3.5 Materiais utilizados no cabeamento estruturado ...................................................... 13

3.6 Equipamentos de rede............................................................................................... 14

4 GERENCIAMENTO DE REDE ................................................................................. 14

4.1 Necessidade do gerenciamento de redes .................................................................. 14

5 GERENCIADOR DE REDES NAGIOS .................................................................... 15

5.1 Conceitos gerais do software Nagios ....................................................................... 15

5.2 Telas do gerenciador Nagios .................................................................................... 15

6 TOPOLOGIA FÍSICA UTILIZADA .......................................................................... 16

6.1 Topologia estrela ...................................................................................................... 16

6.2 Topologia de rede ..................................................................................................... 16

7 INTERLIGAÇÃO DE WAN ...................................................................................... 16

7.1 Especificação de interligação de WAN entre matriz e filiais ................................... 16

7.2 Interligação de rede entre matriz e as filiais da empresa Challenge ......................... 17

8 DESCRIÇÃO DOS SERVIDORES ............................................................................ 17


9 ENDEREÇAMENTO DE IP ....................................................................................... 18

9.1 Tabela de endereçamento dos servidores da empresa Challenge ............................. 18

9.2 Tabela de endereçamento da rede lan das filiais ...................................................... 18

10 SEGURANÇA ........................................................................................................... 19

10.1 Política de segurança na internet ............................................................................ 19

10.2 Antivírus ................................................................................................................. 20

10.2.1 Características do antivírus McAfee ................................................................... 20

11 ESTRUTURA DAS LAN’s DA EMPRESA CHALLENGE ................................... 21

11.1 Termo de garantia ................................................................................................... 21

11.2 Investimentos .......................................................................................................... 22

12 GESTÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOSNA ÁREA TI ............... 22

12.1 Papéis e responsabilidades...................................................................................... 23

12.2 Benefícios ............................................................................................................... 23

12.3 Estratégia de motivação .......................................................................................... 24

13 ECONOMIA E MERCADO ..................................................................................... 25

13.1 Momento econômico atual ..................................................................................... 25

14 CONCLUSÃO ........................................................................................................... 25

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ........................................................................... 27


9

1 INTRODUÇÃO

Devido ao constante avanço tecnológico que vem sendo posto em prática no


contexto da era digital, surge uma sociedade inovadora sendo favorecida pela
informação e conhecimento tornando necessário o enfoque na busca pela melhor e mais
flexível informação. A empresa Challenge em sua matriz na cidade de São Paulo (SP)
possui cinco filiais no Brasil e uma filial nos Estados Unidos que funcionam como
unidades de negócios, atualmente a empresa tem dificuldades com sua estrutura de rede.
Problemas como gerenciamento, comunicação, segurança e manutenção da rede
são os principais itens apontados como mau funcionamento do sistema. Este trabalho
tem como objetivo sanar os problemas relatados através da atualização de
equipamentos, estruturação e documentação da rede resultando em um melhor
gerenciamento da mesma.

2 DESCRIÇÃO:

A WAP Tecnologia terá a função de apresentar uma proposta técnica para


implantação da rede de computadores na empresa Challenge, considerando que a matriz
(local do processamento de dados) fica na cidade de São Paulo e existem cinco filiais no
Brasil, nas cidades de Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Distrito Federal e Rio de
Janeiro e no exterior uma filial em Detroit nos Estados Unidos.

2.1 Gerenciamento de infraestrutura

Ao analisar o cenário atual onde a competitividade é cada vez mais acirrada nas
organizações, é completamente vital que e faça investimentos no setor de TI dentro das
empresas visando o sucesso e crescimento das organizações. Torna-se um grande
desafio entregar serviços de TI com alta disponibilidade, segurança e desempenho
quando os investimentos vêm de forma tardia o que muitas vezes pode acabar com os
investimentos iniciais do negócio. Investimentos no setor de TI das organizações são de
suma importância para a vida do empreendimento, o que também demanda custos para
manter as atualizações necessárias para que as empresas continuem a competitividade.
O gerenciamento de TI nas empresas e organizações buscam atingir as metas, os acertos
com TI e assim proporcionar aumentos nos lucros e assim aumentar ainda mais os
10

investimentos em ferramentas de Tecnologia da Informação. A importância do


gerenciamento de TI e de infraestrutura possibilita a contribuição visando o
desenvolvimento, monitoramento e execução do processo de planejamento.

2.2 Desenvolvimento da infraestrutura

Figura 1 - Elementos da infraestrutura.


Fonte: Laudon e Laudon (2011, p. 105).

2.3 Topologia de rede empresa Challenge

Conforme estudo, identificamos a topologia da rede da empresa Challenge


conforme a figura abaixo.

Figura 2 - Topologia de rede da empresa Challenge.


11

Um dos pontos críticos esta na estrutura de redes LAN de cada filial. Foi
constatado problemas de cabeamento, conexões e equipamentos comprometendo a
segurança e gerenciamento da empresa. Atualmente os servidores de Antivírus e Active
Directory se encontram na matriz localizada na cidade de São Paulo – SP onde
permanecerá, pois atende todas as filiais.

2.3 Infraestrutura da matriz

A matriz é o centro de operações financeiras, pessoal, administrativo e contábil


da empresa Challenge, por isso se faz necessário uma grande melhoria na infraestrutura
de TI.
Novas configurações de infraestrutura da matriz – SP:
- A nova instalação para o departamento de TI abrigará todos os equipamentos
necessários para a gestão empregada.
- A aquisição de novos equipamentos de rede e computadores e com melhor
desempenho para as atividades da empresa.
- Melhoria do link de internet, contando com 100 Mbps e cada filial com 50
Mbps respectivamente. Assim todos os processos que necessitam de conexão com a
internet poderão ser feitos de maneira rápida e ágil principalmente o backup de dados
entre a matriz São Paulo e a filial Detroit.
- Aquisição de novos softwares de gerenciamento (ERP - responsável por todas
as operações diárias da empresa), software de bando de dados e softwares de
ferramentas de trabalho necessários para que as informações possam ser cada vez mais
confiáveis tornando assim o trabalho mais seguro e as informações ainda mais precisas
e instantâneas no gerenciamento das informações. Um firewall para monitorar e ter o
controle de segurança da rede, seu tráfego de entrada e saída.

3 CABEAMENTO ESTRUTURADO:

O cabeamento estruturado tem por definição padronizar um sistema de


infraestrutura que suporta a utilização de cabos para transmitir dados, voz e imagem em
uma rede. A escolha do cabeamento estruturado é uma decisão importante para
definirmos confiabilidade e desempenho dos dados trafegados na rede.
12

O sistema se adapta a qualquer plataforma de topologia de rede ou


características de algum fabricante e por isso é planejado dentro das normas técnicas
obedecidas em um projeto.

3.1 Fundamentação teórica

A prática de se instalar de maneira improvisada sistemas de cabos para a


interligação de uma rede de computadores sem o planejamento e observação de técnicas
específicas, comprova que 70% dos problemas que ocorrem em uma rede de
computadores devem-se a má estruturação do cabeamento.
Um sistema de cabeamento estruturado (SCE) bem planejado, instalado e
administrado corretamente, reduz custos de novas instalações, facilita mudanças,
manutenção mais rápida e segura permitindo que o sistema esteja disponível para novas
aplicações. Segundo (COELHO 2008) nos sistemas de cabeamento estruturados, temos
quatro itens extremamente importantes que se executados rigorosamente o projeto
dificilmente apresentará problema. São eles:
- Qualidade dos materiais utilizados;
- Qualidade da mão-de-obra;
- Projeto;
- Certificação.

3.2 Infraestrutura da local área network (lan)

A operacionalização da empresa Challenge terá como objetivos básicos prover a


comunicação confiável entre vários sistemas de informação, melhorar fluxo e acesso ás
informações facilitando a comunicação entre usuários através das variadas tecnologias.
Atualmente as redes de computadores se caracterizam pela vasta diversidade de
alternativas tecnológicas disponíveis e necessárias em termos de confiabilidade e
capacidade dos meios de transmissão. A infraestrutura para cabeamento estruturado
representa o conjunto de equipamentos necessários ao encaminhamento e passagem de
cabos, eletro calhas, eletro dutos, buchas, parafusos, suportes de fixação, caixas de
passagem, gabinetes, etc.
Um ponto a ser observado é a facilidade de uso e manutenção do sistema tanto
pelos usuários da biblioteca quanto pelos administradores da rede e funcionários.
13

3.3 Normas

As principais normas referentes ao cabeamento estruturado são desenvolvidas


pela ANSI/TIA/EIA, e referem-se a série 568C que está dividido em várias partes
principais (568-C.0, C.1, C.2, C.3, C.4).
A norma brasileira para cabeamento estruturado é a ABNT NBR 14565 –
Cabeamento estruturado para edifícios comerciais e data centers.

3.4 Cabeamento

A seguir serão abordados os aspectos referentes a cabeamento.

3.4.1 Cabo par traçado (UTP)

O cabeamento por par trançado é composto por par de fios entrelaçados um ao


redor do outro com o objetivo de cancelar as interferências eletromagnéticas de fontes
externas e de outros cabos. Neste projeto foi utilizado o cabo UTP CAT 6 Furukawa,
pois se tratar de uma empresa certificada no mercado e disponibilidade recursos de
excelente qualidade.

3.5 Materiais utilizados no cabeamento estruturado

Tipo Descrição
Cabo UTP ANSI/TIA-568-C.2 Categoria 6 e ISO/IEC-11801
Patch Panel Patch Panel Gigalan CAT.6/Classe E 24P - ANSI/TIA/EIA-
568C.2
Conector Macho RJ-45
Conector Fêmea GIGALAN CAT.6 T568A/B - ANSI/TIA/EIA-568C.2

Tabela 1 – Materiais utilizados no cabeamento estruturado.


14

3.6 Equipamentos de rede

Tipo Descrição
Switch Switch cisco sg300 28 portas 10/100/1000,
gerenciável
Router Roteador Cisco 1941 Gigabit Ethernet

Tabela 2 – Equipamentos de rede.

4 GERENCIAMENTO DE REDE

O gerenciamento de redes é importante para manter as mesmas operando


corretamente. Para se realizar tais tarefas gerenciais o uso de softwares específicos
tornou-se um constante dado o notório aumente do número de dispositivos a serem
gerenciados, o que impede um tratamento individualizado de cada um, bem como dado
a necessidade de procedimentos automatizados de configuração, monitoração, reportes e
outros.

4.1 Necessidade do gerenciamento de redes

Por menor e mais simples que seja uma rede de computadores, precisa ser
gerenciado para garantir aos seus usuários a disponibilidade de serviços a um nível de
desempenho aceitável. Á medida que a rede cresce, aumenta a complexidade de seu
gerenciamento forçando a adoção de ferramentas automatizadas para seu controle.
O investimento em um software de gerenciamento pode ser justificado pelos
seguintes fatores:
- As redes e recursos de computação distribuídos estão se tornando vitais para a
maioria das organizações. Sem um controle efetivo, os recursos não proporcionam o
retorno que a empresa espera.
- O contínuo crescimento da rede em termos de componentes, usuários,
interfaces, protocolos e fornecedores ameaçam o gerenciamento com perda de controle
sobre o que está conectado na rede e como os recursos estão sendo utilizados.
- Os usuários esperam uma melhoria nos serviços oferecidos, quando novos
recursos são adicionados ou distribuídos.
15

- Os recursos computacionais e as informações da empresa geram vários grupos


de aplicações de usuários com diferentes necessidades de suporte nas áreas de
desempenho, disponibilidade e segurança. O gerente da rede deve atribuir e controlar
recursos para balancear estas várias necessidades.
- A utilização de recursos deve ser monitorada e controlada para garantir que as
necessidades da empresa sejam satisfeitas a um custo razoável.

5 GERENCIADOR DE REDES NAGIOS

Utilizaremos o software Nagios em sua última versão para executar o


gerenciamento da rede da empresa Challenge, visando a matriz e todas as filiais.

5.1 Conceitos gerais do software Nagios

- Voltado para monitoração de aplicações ou condições de recursos


computacionais.
- Pode alertar administradores ou grupos ou grupos de administração por alguns
métodos (e-mail, por exemplo).
- Pode gerar um mapa da rede monitorada.
O software Nagios ira monitorar os servidores (Oracle, DNS, E-mail e Web) e os
equipamentos (Roteadores e Switches).

5.2 Telas do gerenciador Nagios

Figura 3 - Tela gerenciador Nagios.


Fonte: http://www.nagios.org
16

6 TOPOLOGIA FÍSICA UTILIZADA


6.1 Topologia estrela

Nesta lan (Local Area Network), ou seja, rede de área local será utilizada a
topologia estrela com a arquitetura cliente/servidor, utilizando o padrão ethernet que
utilizará um componente central (switch ou hub), a qual todos os dispositivos de rede
estarão conectados. Nesta lan utilizaremos switches.

Figura 4 - Topologia estrela.

6.2 Topologia de rede

A topologia descreve como é o layout do meio através do qual ocorre o tráfego


de informações e também como os dispositivos estão conectados a ele. Refere-se ao
relacionamento físico e lógico de cada nó da rede (cada ponto de conexão com a rede
pode ser chamado de nó, independente da função do equipamento representado).

7 INTERLIGAÇÃO DE WAN
7.1 Especificação de interligação de WAN entre matriz e filiais

Usaremos a rede VPN (Virtual Private Network ou rede virtual privada), a


mesma foi desenvolvida para conectar duas redes distantes, por meio da internet ou
outra tecnologia que permite o compartilhamento de arquivos e utilizando software de
gerência fazendo com que as redes fiquem interligadas como se fosse uma rede local. A
VPN é uma alterativa segura para a transmissão de dados via redes públicas ou
privadas, já que ofertam recursos de autenticação e criptografia de níveis variados de
segurança podendo substituir os links dedicados de grandes distâncias. Implantaremos a
17

VPN em todas as filiais da empresa possibilitando acessos entre si, assim como na
matriz da empresa Challenge na cidade de São Paulo e consequentemente o
gerenciamento seguro através do acesso remoto quando necessário.

7.2 Interligação de rede entre matriz e as filiais da empresa Challenge

Figura 5 – Topologia de redes entre matriz e filiais.

8 DESCRIÇÃO DOS SERVIDORES

Teremos um servidor em cada local com as seguintes configurações:


- Marca do servidor: DELL
- Modelo do servidor: Poweredge T430
- Especificações: Processador Intel® Xeon® E5-2620 v4, 16GB de memória e
2HDs de 4TB em Raid 1. Inclui Windows Server® Standard e 3 anos de assistência no
local.

Figura 6 – Servidor Dell T430.


Fonte: http://www.dell.com.br
18

9 ENDEREÇAMENTO DE IP
9.1 Tabela de endereçamento dos servidores da empresa Challenge

Descrição do servidor IP Máscara DNS Gateway


Servidor Matriz São Paulo
Servidor DNS 192.0.0.10 255.255.255.0 ------- 192.0.0.1
Servidor Rio de Janeiro
Servidor físico 192.0.0.11 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor gerenciamento de rede 192.0.0.12 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor Belo Horizonte
Servidor físico 192.0.0.13 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor gerenciamento de rede 192.0.0.14 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor Curitiba
Servidor físico 192.0.0.15 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor gerenciamento de rede 192.0.0.16 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor Florianópolis
Servidor físico 192.0.0.17 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor gerenciamento de rede 192.0.0.18 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor Distrito Federal
Servidor físico 192.0.0.19 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor gerenciamento de rede 192.0.0.20 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor Detroit
Servidor físico 192.0.0.21 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Servidor gerenciamento de rede 192.0.0.22 255.255.255.0 192.0.0.10 192.0.0.1
Tabela 3 – Endereçamento dos servidores da empresa Challenge.

9.2 Tabela de endereçamento da rede lan das filiais

IP Máscara Router Vla Gateway


n
Rio de 10.100.201.0 255.255.255.0 192.168.1.1 101 10.100.201.1
Janeiro
Belo 10.100.202.0 255.255.255.0 192.168.2.2 111 10.100.202.1
19

Horizonte
Curitiba 10.100.203.0 255.255.255.0 192.168.3.3 121 10.100.203.1
Florianópolis 10.100.204.0 255.255.255.0 192.168.4.4 131 10.100.204.1
Distrito 10.100.205.0 255.255.255.0 192.168.5.5 141 10.100.205.1
Federal
Detroit 10.100.206.0 255.255.255.0 192.168.6.6 151 10.100.206.1
Tabela 4 – Endereçamento da rede lan das filiais.

10 SEGURANÇA

Quanto mais dependente da TI uma empresa é, mais vulnerável ela se torna. Para
obter segurança, é necessário assegurar a disponibilidade dos sistemas, contar com um
sistema de backup eficiente, manter a documentação dos sistemas atualizada, treinar
pessoas e mais outras tantas providências.
O uso da tecnologia Web fez com que o enfoque dado à segurança mudasse. Até
há pouco tempo, a grande preocupação dos gestores de tecnologia era perder
informações, em função das invasões e de ataques de vírus. Hoje a preocupação
ampliou-se, as ações quanto à segurança devem estar associadas à continuidade dos
negócios, não se restringindo aos aspectos puramente tecnológicos. O grande desafio do
gestor é saber quantificar o impacto que uma falha na segurança, em qualquer nível,
pode trazer à empresa e a seus parceiros de negócios, uma vez que qualquer paralisação
pode interromper uma cadeia produtiva em nível mundial, resultando em prejuízos
financeiros.

10.1 Política de segurança na internet

A política de segurança desta empresa compromete- se prevenir de ataques


virtuais nos sistemas de informações, através de normas e procedimentos que garantam
um sistema de segurança, que protege contra ameaças de confiabilidade, integridade,
disponibilidade das informações e dos recursos sobre sua responsabilidade.
Os mecanismos de segurança que visam prevenir ou detectar ataque ou ainda
recuperarem-se destes:
- A prevenção que visa impedir o sucesso do ataque.
- A detecção, capaz de determinar que um ataque esteja ocorrendo ou ocorreu.
20

- A recuperação dos dados atacados, considerando que a natureza de cada ataque


é diferente.
Conforme o artigo 154-A invadir dispositivos informáticos alheios, conectado
ou não a rede de computadores, mediante a violação indevida de mecanismos de
segurança e com o fim de obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem
autorização expressa ou oculta do titular do dispositivo ou instalar vulnerabilidades para
obter vantagens ilícitas.
O acesso á rede da empresa Challenge será por meio de liberação de endereço
MAC dos equipamentos tendo assim um maior controle das conexões que ficará ativa,
cedidos automaticamente por DHCP do servidor.
Em relação á segurança e acesso aos sites, o servidor terá regras de bloqueio e
controle de portas evitando que a rede seja invadida por intrusos.

10.2 Antivírus

O antivírus a ser instalado em todos os computadores da empresa Challenge será


o McAfee em sua última versão mantendo assim um padrão de segurança dentor da
empresa.

10.2.1 Características do antivírus McAfee

Em suas principais vantagens consta a facilidade de uso, de instalação e


gerenciamento com taxas de detecção acima da média com uma proteção completa do
sistema.
Recursos e destaques dos pacotes:
- McAfee Antivírus Plus: Inclui proteção antivírus completa e ferramentas
integradas de otimização.
- McAfee Internet Security: Inclui proteção antivírus completa, ferramentas
integradas para PC, controles para usuários e bloqueio de e-mail e spam.
- McAfee Total Protection: Inclui proteção antivírus completa, ferramentas
integradas para PC, controles para usuários, bloqueio de e-mail e spam, proteção de
firewall contra hackers e roubo e proteção em redes sociais.
21

11 ESTRUTURA DAS LAN’s DA EMPRESA CHALLENGE

Com o resumo dos padrões anteriores, sintetizaram-se os componentes mínimos


necessários para a rede local da empresa Challenge.
- Método de acesso CSMA/CD, rede local IEEE 802.3 (ethernet);
- Topologia de rede física estrela;
- Rede física com estruturação TIA/EIA 568-A em par trançado, 4 pares 100
ohms;
- Utilização de painéis de conexão, cabos, tomadas RJ 45, e outros componentes
de cabeamento compatíveis com TIA/EIA 568-A categoria 6 (CAT 6);
- Infraestrutura exclusiva para encaminhamento e proteção de cabos;
- Teste de certificação de desempenho da rede física obrigatórios;
- Documentação da rede lógica e física.

11.1 Termo de garantia

O termo de garantia emitido ao final da obra pelo prestador de serviço, deverá


descrever claramente os limites e á duração da garantia para cada componente do
sistema instalado. Mesmo que o prestador de serviço tenha contratado outros
empreiteiros, a garantia final será dada e mantida pelo contratante. Os requisitos
mínimos obrigatórios para cada componente são:
- Equipamentos: 1 ano após a instalação (recomendado: 3 anos);
- Cabos e componentes: 5 anos contra defeitos de fabricação;
- Infraestrutura: 3 anos contra ferrugem e resistência mecânica;
- Funcionalidade e desempenho: 5 anos;
- Declaração de desempenho assegurado para as aplicações às quais a rede física
foi proposta, as possíveis restrições para outras aplicações ou para as aplicações
introduzidas no futuro pelos principais organizações internacionais (IEEE, TIA/EIA,
ISO, etc).
Durante o primeiro mês após a conclusão efetiva da instalação, o prestador de
serviço deverá atender às correções e pequenos ajustes necessários, no prazo máximo de
3 dias úteis.
22

11.2 Investimentos

Devido as grandes mudanças que deverão ser feitas para a reestruturação, foi
feito um levantamento dos investimentos necessários, sendo que a maioria dos
equipamentos já existentes e que não comprometesse o andamento da empresa foi
aproveitado em outros setores.

Quantidade Modelo Valor unitário


08 Servidor DELL T430 R$12.999,00
10 Switch Cisco SG 300/28 R$2.980,00
10 Roteador cisco 1941 K9 R$5.990,00
07 Nobreak 6000Kva APC R$10.500,00
Total: R$267.292,00
Tabela 5 - Estimativa de custos com equipamentos.

A WAP Tecnologia irá realizar a montagem da infraestrutura e passagem dos


cabos, montagem de servidores, link de internet e outros serviços. Este trabalho foi
orçado em R$220.000,00.

Quantidade Item Valor unitário


08 Licenças Windows server 2016 R$21.0050,00
80 Windows 7 Profissional R$280,00
90 Pacote Office 365 home R$282,00
Total: R$216.018,00
Tabela 6 – Estimativa de custos com softwares e licenças.

O sistema de backup Oracle foi orçado em R$80.000,00 sendo uma manutenção


mensal de R$680,00 para manutenção do sistema e backup.

12 GESTÃO ESTRATÉGICA DE RECURSOS HUMANOSNA ÁREA TI

Conhecida como Administração de pessoal, hoje o RH se responsabiliza por


administrar as pessoas dentro de uma organização ou empresa, seja de ordem pública ou
23

privada. Após o surgimento o departamento de RH tem ganhado muitas funções que


antes competia apenas a gerenciar os documentos relacionados aos empregados das
empresas, assumindo assim responsabilidades estratégicas e que o sucesso das
organizações depende do seu bom funcionamento.
A gestão de RH possibilita ás empresas contínuos processos de melhoria
almejando o aumento na qualidade dos funcionários, acarretando assim maior eficiência
na produção, aumento dos lucros, menos rotatividade e consequentemente a retenção de
talentos. Os tópicos a seguir visam mostrar a reformulação do setor de TI através do
departamento de RH.

12.1 Papéis e responsabilidades

- Coordenador de TI: Tem funções variadas que mudam e se adaptam de acordo


com o tamanho da organização, coordenando as atividades de equipe de TI avaliando e
identificando soluções tecnológicas visando a otimização dos processos acompanhando
as necessidades dos negócios.
- Analista de redes: Realiza serviços em equipamentos de rede local, fazendo
instalação e configuração dos computadores e ativos de rede. Presta suporte a
administração de rede dos usuários, registra ocorrências, acompanha e elimina falhas na
comunicação de redes.
- Assistente de suporte técnico: Profissional que realiza implantação e
manutenção em equipamentos de hardware e software, apoiando no controle de acesso
aos recursos instalados.

12.2 Benefícios

O atual cenário valoriza a satisfação em trabalhar na empresa, salários e


benefícios não retém mais mão de obra qualificada, mas agrega valores. Um bom
programa de benefícios visa atender tanto a empresa quanto seus funcionários,
tornando-se vantajoso para ambos, atendendo as necessidades básicas auxiliando na
manutenção dos baixos índices de rotatividade e qualidade de vida dos empregados,
tornando a empresa mais competitiva no mercado de trabalho.
24

Há empresas que possuem flexibilidade nos benefícios que vão desde cursos de
aprimoramento até viagens. A empresa Challenge oferece alguns benefícios para seus
funcionários como vistos a seguir:
- Desenvolvimento pessoal e profissional: A empresa oferecerá planos de
desenvolvimento profissional, desenvolvendo competências necessárias para o cargo.
Além de desenvolvimento na área TI, o desenvolvimento pessoal considera a melhoria e
aquisição de competências a se desenvolver buscando alcançar os objetivos traçados.
Cursos de treinamento de liderança, gerenciamento de tempo e gestão estratégica
de comunicação serão oferecidos aos funcionários.
- Convênio médico: Dentre todos os benefícios, o convênio médico e o
odontológico é muito valorizado pelos funcionários, pois proporciona bem-estar aos
empregados quando há necessidade de uso e em caso de emergência. Os empregadores
oferecem este benefício a fim de segurar seus talentos na empresa.
- Seguro de vida: Um dos principais benefícios é a liberação da indenização
quanto por ventura o provedor do sustento da família venha a faltar, por motivos
diversos, podendo ser estendido aos familiares quando acordado na assinatura do
contrato entre a empresa e a prestadora de serviços. O contrato deve ser atualizado
anualmente e de forma transparente e levado á todos os funcionários.
- Alimentação no local de trabalho: As empresas que oferecem alimentação no
local de trabalho saem na frente dos concorrentes por inúmeras vantagens, como,
aumento da produtividade, redução de atrasos, queda na rotatividade e também maior
integração entre os funcionários, já que todos farão sua alimentação juntos no mesmo
local.

12.3 Estratégia de motivação

Muitos modelos de campanhas já foram testados em diversas organizações,


assim pode se verificar qual se encaixa melhor na empresa Challenge. Há de se levar em
consideração alguns fatores para que a estratégia de motivação tenha sucesso dentro das
organizações, conhecer o perfil dos funcionários, desde o estagiário até os mais
experientes precisam ser motivados a cada dia, para que o trabalho na empresa não se
torne maçante e com isso o rendimento e produção tenham queda e não atinjam os
demais funcionários do setor e também da empresa.
25

A solução é investir em diferentes estratégias de motivação focando em alguns


pontos específicos como tempo de trabalho, flexibilidade de horário, dias de folga ou
até compensação de horas trabalhadas. Na Challenge estas estratégias passam pela
valorização do funcionário, salários atrativos, participação nos lucros obtidos durante o
ano e possibilidade de transferência de cargos.

13 ECONOMIA E MERCADO

Existem duas questões fundamentais para a compreensão da economia: a ideia


de que os bens são escassos, não existem em quantidades suficientes para satisfazer
todas as necessidades e desejos humanos, outra ideia de que a sociedade deve utilizar
recursos de que dispõe de uma forma eficiente, procurar formas de utilizar seus recursos
de forma a maximizar a satisfação das necessidades. Com isso o mercado fica
equilibrado devido á demanda e a oferta.

13.1 Momento econômico atual

Um dos principais impactos da crise econômica sentido pelas pessoas e


empresas é a inflação. A inflação vem sendo maquiada através de manipulações
contábeis que não se sustentarão por muito tempo. Serviços básicos de economia
precisam ser reajustados para compensar os que não foram realizados contendo assim de
forma artificial os índices de inflação. As empresas estão sofrendo com estes efeitos,
principalmente aquelas que dependem de crédito para a manutenção dos negócios.
O projeto apresentado na empresa Challenge busca agilidade nos processos para
contribuir com o aumento da eficiência operacional da empresa, com isso, reduzindo
custos.

14 CONCLUSÃO

Na conclusão deste trabalho, a reorganização sugerida levará a empresa


Challenge a outro nível, deixando de ver a área de TI apenas como custo e passou a ver
como uma área que pode agregar valores aos negócios. Tudo isso levou á implantação
da forma a maximizar todos os recursos da reformulação da infraestrutura de TI, novos
equipamentos, novos softwares, novos colaboradores e sobre tudo novas técnicas de
26

administração e gerenciamento deixarão á Challenge como referência no mercado de


trabalho e tecnologia. Refizemos toda parte de endereçamento IP visando um maior
controle e segurança da rede LAN e WAN, foi criado fluxos de atendimento com a
utilização das ferramentas de gerenciamento.
Destacamos a importância na formulação da proposta para assim obter melhores
resultados e deixando a empresa melhor preparada fisicamente. Através disso pode
pode-se definir a melhor maneira de aproveitamento dos recursos, planejamento e
decidir ações para o futura da Challenge.
Concluiu-se que para uma reformulação de uma área de TI necessita de uma
metodologia com bases sólidas, afim, de garantir que a execução do projeto tenha
garantia de funcionamento, qualidade e sucesso.
27

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Protocolo de rede vídeo:


<https://www.youtube.com/watch?v=EG9mSXlMTU4&feature=iv&src_vid=wrHxvTc
HE1k&annotation_id=annotation_49955>. Acessado em 16/11/2017.
<www.google.com.br>
COELHO, Paulo Eustáquio. Projeto de Redes Locais com Cabeamento
Estruturado. São Paulo.1ª ed. Instituto Online, 2008.
<http://www.profissionaisti.com.br/2010/12/a-importancia-de-um-sistema-de-
cabeamento-estruturado-sce-nas-empresas/>. Acesso em: 16/11/2017.
<www.abnt.org.br>.
<http://www.dell.com>
<http://www.oracle.com>
<http:www.microsoft.com>