Você está na página 1de 42

HISTÓRIA 5

Módulo 16 9º Ano

Era Vargas: Estado Novo

Você sabia que o trabalho dos seus responsáveis

©Straystone/iStock
é regulado por leis criadas por Vargas?
Pode parecer distante, mas foi Getúlio Vargas, durante
o Estado Novo, o responsável pela solidificação das leis
que regulavam o trabalho no Brasil. O documento que dá
forma a isso é a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT),
que tem vigência até os dias de hoje. Ela é responsável
por levar ao Estado a tutela de coordenar a relação entre
patrão e funcionário.
Estudaremos, neste módulo, o surgimento e o desen- Expectativas de aprendizagem:
volvimento do Estado Novo a partir do golpe arquitetado – Identificar os motivos que levaram ao golpe de Vargas e à
implementação do Estado Novo;
por Getúlio Vargas no poder brasileiro. Aqui, veremos a
– examinar as instituições e políticas criadas durante o Estado
importância das leis trabalhistas para a manutenção e a Novo;
simbologia de Vargas no governo do país. – explicar o enfraquecimento do poder ditatorial varguista.

1. A organização política Compromisso. Por meio deste, assumiu a função de inter-


mediar os interesses dos diversos grupos que compunham
do Estado Novo o cenário político do Brasil. Aos poucos, então, o país foi
A centralização política brasileira acontecia desde 1930, deixando de ser administrado por grupos sociais, para ser
e, por isso, a partir dessa época, os estados brasileiros foram comandado por uma pessoa, Getúlio Vargas. Em 1937, o
perdendo poder para o Governo Federal. Após o golpe de Estado de Compromisso era uma realidade consolidada.
1937, a consolidação do poder em torno do presidente se Vargas passou a ser o nome que unia os diversos interesses,
concretizou. Foi um golpe articulado por Getúlio Vargas, sendo o único capaz de falar em nome do país.
pelos militares e pela elite aliada ao governo. Buscavam a
criação de um Estado forte, que fosse capaz de promover 1.1 A Constituição de 1937
a modernização do país, sem grandes mudanças sociais. Com o golpe, o Brasil passou a viver um período de
ditadura, e a Constituição de 1934, democrática, não
©nullplus / Razvan Chisu/iStock

tinha mais validade no país. Dessa maneira, em 1937,


Getúlio Vargas outorgou a nova Carta Constitucional
brasileira, que ficou conhecida como “Polaca”, porque o
jurista mineiro Francisco Campos redigiu o documento
tendo como referência a Constituição autoritária da
Polônia de 1935. O seu texto sofre influência dos regimes
autoritários europeus do período, como os da Itália, da
Alemanha e de Portugal.
As principais características da Constituição de 1937
são as seguintes:
Os conflitos de interesses e opiniões deixaram de existir com a consolidação do
“Estado de Compromisso” instaurado por Getúlio Vargas • Enfraquecimento do federalismo, e um Poder
Executivo forte;
Desde 1930, Vargas inaugurou uma nova forma de • fechamento do Parlamento, das assembleias estaduais
e municipais;
governar o país, que ficou conhecida como Estado de
6 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 16

• suspensão de todas as liberdades civis, com a decla- Getúlio Vargas assumiu, como política econômica do
ração do estado de emergência; Estado Novo, o compromisso de o governo ser o inves-
• extinção dos partidos políticos; tidor e incentivador do crescimento do setor industrial
• censura aos meios de comunicação. e da infraestrutura do país. Essa política ficou conhecida
A nova Constituição, segundo as orientações, deveria como nacional-desenvolvimentista. Contava, assim, com
ser aprovada em um plebiscito, porém este nunca uma participação efetiva do Estado e com empréstimos
aconteceu. A instauração do Estado Novo possibilitou estrangeiros para estruturar as bases da industrialização
amplos poderes a Getúlio Vargas, que passou a governar do país. Vargas conseguiu promover uma aliança da
sem a intervenção do Poder Legislativo. Os estados burguesia industrial com os militares e a elite tradicional.
perderam totalmente a autonomia, pois Vargas passou Todos buscavam um projeto de industrialização para o
a indicar interventores (pessoas de sua confiança) para Brasil, sem grandes mudanças sociais.
governá-los. O poder nacional estava acima do poder Em 1941, por exemplo, Getúlio criou a Companhia
regional, e ele era comandado por Getúlio Vargas. Siderúrgica Nacional (CSN), com ajuda norte-americana.
A intenção era fazer do Brasil um país autossuficiente
1.2 Os integralistas em 1938 em aço. Além disso, tendo como referência o nacional-
-desenvolvimentismo, Vargas criou condições de garantir
É importante destacar que até grupos que apoiaram a
que a exploração das riquezas do país ficasse nas mãos
instauração do Estado Novo, esperando em troca algum
do governo e não nas mãos de investidores estrangeiros.
cargo no governo seguinte, foram perseguidos. Foi o caso
Para tanto, criou o Conselho Nacional do Petróleo.
dos integralistas, na chamada Intentona Integralista.
Seguindo essa ideia, criou, em 1942, a Companhia Vale
Plínio Salgado não recebeu o esperado cargo de ministro
do Rio Doce. Todas essas medidas buscavam concentrar
da Educação e ainda teve de lidar com a ilegalidade do
as decisões econômicas nas mãos do Governo Federal,
Partido Integralista imposta pela Constituição de 1937.
evitando-se, assim, que os interesses das elites regionais
Os integralistas passaram a conspirar contra Vargas e, no
ficassem acima do interesse nacional.
dia 11 de maio de 1938, invadiram o palácio presidencial
com o objetivo de matar o presidente. Os revoltosos
foram controlados, e alguns foram fuzilados nos jardins do 3. O Estado Novo e a sociedade
Palácio. Vargas aproveitou o incidente e mandou prender Getúlio Vargas foi um político hábil e inteligente. Afinal,
ou exilar muitos deles. conseguiu governar por vários anos, articulando os vários
setores sociais a seu favor. Utilizou-se do carisma e da
2. A organização econômica propaganda política para se tornar um líder muito querido
do Estado Novo e respeitado pela população. Desde 1934, com as primeiras
leis trabalhistas, as relações sociais foram se estabelecendo,
©efesantik/iStock

e, no Estado Novo, houve a concretização desse processo,


com o controle das relações entre patrões e empregados. Na
verdade, o objetivo maior era promover a industrialização,
mas sem mudanças sociais significativas.

3.1 O trabalhador e o governo


Uma forma de controlar a classe trabalhadora era por
meio dos sindicatos. A partir de 1939, essas instituições
passaram a ser mais dependentes do Estado. Em 1940,
foi criado o imposto sindical. Todos os trabalhadores,
Durante o Estado Novo, houve investimentos na indústria de base no país.
Em detalhe, uma siderúrgica sindicalizados ou não, uma vez por ano, deveriam
Era Vargas: Estado Novo HISTÓRIA 7
Módulo 16 9º Ano

contribuir, obrigatoriamente, com o valor de um dia de A população enxergava Vargas não só como o presidente
trabalho para o sindicato. Esse imposto acabou criando do Brasil, mas também como um homem bom, generoso
a expressão “sindicato pelego”. Pelego é o nome que se dá e justo. Para reforçar essa imagem, o Estado Novo investiu
ao pano que serve para amortecer o atrito entre o homem em mecanismos de controle e manipulação ideológica.
e o cavalo durante a montaria. Assim, os sindicatos eram
instituições que tinham como objetivo diminuir o conflito 3.2 O Departamento de Imprensa e
entre o patrão e o empregado, e acabavam trabalhando Propaganda
mais a favor do Estado do que a favor dos trabalhadores.
Desde 1931, Getúlio Vargas preocupava-se com o que
No Estado Novo, as leis trabalhistas, já existentes, a imprensa divulgava, tanto que, naquele ano, criou o
foram organizadas e unificadas. Em 1943, foi decretada Departamento Oficial de Propaganda (DOP), substituído,
a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Ela esta- em 1934, pelo Departamento de Propaganda e Difusão
beleceu alguns direitos, mas também garantiu ao Estado Cultural (DPDC). Mas foi no Estado Novo, em 1939, com
o controle dos trabalhadores. É possível destacar os a criação do Departamento de Imprensa e Propaganda
seguintes direitos garantidos pela CLT: (DIP), que o governo aumentou a sua capacidade de
• Estabelecimento do salário mínimo; centralização e controle político e ideológico do país. Os
• jornada de trabalho de 8 horas; serviços do DIP duraram até 1945.
• férias remuneradas; Os principais objetivos do DIP eram os seguintes:
• impedimento do trabalho de menores de 14 anos;
• regulamentação do trabalho feminino. • Centralizar e coordenar a propaganda nacional;
• censurar peças de teatro, filmes, programas de rádio,
músicas e a imprensa, caso criticassem o Estado Novo;
©Marcello Casal Jr/ABr/Wikimedia

• incentivar a produção de filmes educativos nacionais;


• incentivar e preparar as manifestações cívicas e festas
populares, com o intuito patriótico e educativo;
• conduzir o programa de radiodifusão oficial do
governo, que era A Voz do Brasil.

A busca de uma imagem perfeita


Atualmente, vivemos em uma sociedade que preza
a imagem e a aparência perfeitas. As mulheres buscam
o rosto ideal e, para isso, gastam muito dinheiro em
procedimentos estéticos. Os homens também estão
bem mais vaidosos, investindo em ternos mais caros
e produtos de beleza para o cabelo e para a barba.
Essa preocupação tão atual sempre existiu. Getúlio
Vargas, por exemplo, cuidava de sua imagem. Buscava
construir a figura do “pai dos pobres” e, para tanto,
vestia-se confortavelmente, estava sempre sorrindo
A Carteira de Trabalho – antigamente chamada de Carteira Profissional –, um
dos maiores símbolos da política trabalhista varguista e acenando. Buscava sempre estar perto das pessoas
em momentos importantes e viajava por longas
A imagem de Getúlio Vargas foi construída com base distâncias, inaugurando projetos públicos. Nessas
na política trabalhista. Nesse momento, a ideia de “pai ocasiões, discursava de forma simples, buscando
dos pobres” foi consolidada. Afinal, Vargas “deu” ao povo atingir o seu público.
o que este mais precisava: os direitos e o reconhecimento.
8 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 16

Domínio Público/Wikimedia
Seus discursos consistiam em frases curtas e simples.
Ele evitava os discursos difíceis e as palavras
pomposas. Os palanques não deveriam ser tão altos,
de modo que ele pudesse ficar na altura das pessoas.

Domínio Público/Wikimedia

Vargas e Roosevelt, simbolizando o estreitamento das relações entre


Brasil e EUA, na chamada Política da Boa Vizinhança

Na Conferência de Havana, em 1940, ficaram esta-


belecidas medidas políticas de solidariedade entre os
países americanos. O Brasil, contudo, mantinha, ainda,
contatos com os países do Eixo. Em 1941, os Estados
Unidos entraram na Guerra ao lado dos Aliados. O
Brasil só declarou apoio aos Estados Unidos em 1942,
Getúlio Vargas quando recebeu o financiamento norte-americano para a
Ao trabalhar a imagem de Vargas, o DIP acabou construção da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).
atingindo o objetivo de aproximar o líder do seu povo. Contudo, a declaração de guerra ao Eixo aconteceu somente
Produziam-se imagens do presidente próximo às quando navios brasileiros mercantes foram afundados,
crianças, aos trabalhadores e em cerimônias públicas, em 1942, pelos alemães. Nesse ano, o governo brasileiro
como as do dia 1o de maio (Dia do Trabalho). enviou tropas para lutarem na Itália. Além disso, as forças
A população brasileira considerava Vargas uma brasileiras passaram a patrulhar o Oceano Atlântico, no sul.
figura tranquilizadora e familiar. Ainda hoje, muitos
políticos investem na aparência e na maneira de falar, 5. O fim do Estado Novo
para se aproximar dos seus objetivos, conseguir votos
A entrada do Brasil, ao lado dos Aliados, na Segunda
e fixar uma imagem popular.
Guerra Mundial abriu uma crise no Estado Novo. Afinal,
como era possível entrar em uma guerra contra regimes
4. A política externa do autoritários e ser um deles? A sociedade brasileira passou
a questionar a incoerência do governo e passou a exigir a
Estado Novo
redemocratização do país.
O Estado Novo, desde o seu início, apresentou uma
Getúlio Vargas, pressionado pela sociedade para
influência fascista, seguindo as tendências europeias de
colocar um fim à ditadura estado-novista e promover a
autoritarismo. Com o início da Segunda Guerra Mundial,
volta da democracia ao país, anistiou os presos políticos
Getúlio Vargas passou a declarar a neutralidade brasileira.
em abril de 1945. O DIP foi extinto no mês seguinte. No
A partir de 1940, a possibilidade de os norte-americanos
entanto, o país só voltaria à normalidade com as eleições
entrarem no conflito havia crescido, e estes, interessados
e a legalização dos partidos políticos. As eleições foram
em manter uma base aliada na América, lançaram a
marcadas para dezembro do mesmo ano, assim como a
Política da Boa Vizinhança.
volta da liberdade partidária.
Era Vargas: Estado Novo HISTÓRIA 9
Módulo 16 9º Ano

Muitos duvidavam, porém, de que as eleições realmente


aconteceriam, pois existia certo receio de que Vargas
A volta dos partidos políticos e
tentasse alguma manobra política para continuar no poder.
as eleições de 1945
Em agosto de 1945, surgiram várias manifesta-

©Niyazz/iStock
ções pelo país a favor da permanência de Vargas. O
movimento foi promovido pelo PTB com apoio do
PCB, que desejava a convocação de uma Assembleia
Constituinte com Vargas como presidente do país. Essas
manifestações ficaram conhecidas como “queremismo”.
Dois meses depois, Getúlio nomeou o seu irmão para a
chefia de polícia da capital.
A oposição acompanhou o movimento “queremista”
com apreensão, e viu a nomeação do irmão de Vargas
como um sinal de que o presidente poderia estar arti-
A volta das eleições e a participação da população em 1945
culando um novo golpe. Em 29 de outubro, sob forte
O ano de 1945 foi marcado pelas disputas eleito- pressão dos militares, aliados da UDN, Getúlio Vargas
rais entre os novos partidos que passaram a compor renunciou. A Presidência do país ficou nas mãos de
o cenário político do país. A oposição estava na José Linhares, presidente do Supremo Tribunal Federal,
União Democrática Nacional (UDN), composta por até as eleições.
diversos grupos contrários ao Estado Novo. Entre
O general Eurico Gaspar Dutra, candidato pelos
eles, podemos destacar as oligarquias, que perderam
partidos PSD e PTB, apoiado por Getúlio Vargas, foi o
o poder com a ascensão de Vargas, alguns setores do
vencedor nas urnas. Getúlio Vargas também concorreu
Exército e os demais segmentos conservadores da
como senador e deputado em vários estados (antiga-
sociedade. Para a disputa, lançaram a candidatura do
mente, isso era possível) e ganhou em todos. Acabou
militar Eduardo Gomes.
escolhendo o Rio Grande do Sul e confirmando que,
Getúlio Vargas percebeu a necessidade de ter uma
mesmo deposto, ainda era um nome significativo para
base de apoio político e, para tanto, criou dois partidos
a população.
que atendiam a diferentes interesses: o Partido Social
Democrático (PSD) e o Partido Trabalhista Brasileiro
(PTB). Ambos passaram a ser conhecidos como
getulistas. O PSD era formado pelos interventores,
políticos que apoiavam o nacionalismo de Vargas e
membros das oligarquias que se beneficiaram com a 01 Explique o que é Estado de Compromisso.
Revolução de 1930. O PTB era constituído por grupos
beneficiados pela política trabalhista de Vargas. Era 02 Indique três características da Constituição de 1937.
o partido popular criado por Vargas para garantir o
voto e o apoio dos trabalhadores. Os dois partidos 03 Caracterize a política econômica do Estado Novo.
varguistas apoiaram o candidato general Eurico
Gaspar Dutra. 04 O que foi a CLT? Cite dois direitos que os trabalha-
O Partido Comunista Brasileiro (PCB), após dores adquiriram com ela.
a nova lei partidária, voltou à legalidade e lançou
Iedo Fiúza como seu candidato. 05 O que foi o DIP? Quais eram os seus objetivos?
10 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 16

pelo rádio, o encontro da popularidade do futebol com


os ideais do Estado Novo contagiava e unia todo o país.
Os jogadores eram vistos como nossos embaixadores na
01 Com Getúlio Vargas, o modelo populista ganhou
força e o Estado passou a atuar como mediador, reconhe- Europa, e deles se esperava o mesmo que então se exigia
cendo novos grupos sociais. Em relação a esse modelo, de cada cidadão comum: coragem, disciplina e patriotismo
assinale a afirmação falsa: acima de tudo. Eram esses os ingredientes que alimentavam
o sonho de fazer do Brasil tanto uma grande nação quanto
(A) O governo inaugurado por Getúlio, em 1930, atendeu campeão mundial de futebol. Constantes referências a
às reivindicações de alguns grupos sociais; contudo, Getúlio e aos altos interesses do país legitimavam o caráter
promoveu uma forte tutela sobre eles.
oficial da delegação, reforçado ainda pela escolha da filha
(B) No contexto de atendimento às reivindicações dos
trabalhadores, destacou-se a criação de leis traba- do presidente, Alzira Vargas, como madrinha da equipe.
lhistas. Tamanha mobilização fez do embarque da Seleção rumo
(C) No âmbito das conquistas femininas, ocorreu a à França uma apoteose patriótica.
concessão do voto feminino. FRANZINI, Fábio. “Quando a pátria calçou chuteiras”.
(D) O governo getulista restituiu a democracia em 1937, In: Revista de História da Biblioteca Nacional, 30 jun. 2009.
Disponível em: <www.revistadehistoria.com.br> (adaptado).
após o estado de exceção iniciado em 1930.
O texto apresentado se refere ao contexto histórico e
02 O sistema partidário que surgiu após o fim do Estado político do Brasil, que envolveu a participação da Seleção
Novo (1937-1945) e se estendeu, de maneira geral, até Brasileira de futebol na Copa do Mundo de 1938, na
o regime militar implantado em 1964, era formado por França. De acordo com esse parágrafo e o contexto ao
diversas agremiações. Os três partidos, porém, que se qual ele remete:
destacavam eram a União Democrática Nacional (UDN),
o Partido Social Democrático (PSD) e o Partido Traba- a. identifique o ideal, destacado reiteradamente no
lhista Brasileiro (PTB). texto, que deveria ser seguido pelos jogadores brasi-
É correto afirmar que esses três partidos políticos: leiros, segundo a propaganda do Estado Novo.
b. explique os propósitos do Estado Novo varguista
(A) defenderam o retorno à política de desenvolvimento ao propagar a identidade entre o povo brasileiro, o
econômico do Estado Novo. futebol e a nação.
(B) manipularam os sindicatos operários organizados no
período getulista. 04 A política de Getúlio Vargas instituída durante o
(C) constituíram-se, também, por sua relação com o Estado Novo:
getulismo, rejeitando ou aceitando suas políticas.
(D) combateram a presença econômica dos Estados (A) aumentou o preço do minério de ferro para dificultar
Unidos na América Latina. sua exportação.
(E) conspiraram contra a vigência da democracia re- (B) priorizou acordos econômicos para criar um parque
presentativa no Brasil. siderúrgico nacional.
(C) adotou a neutralidade na guerra para impedir perdas
03 Leia o texto a seguir: de vidas humanas.
(D) impediu a instalação de bases militares para evitar a
A bola não demorou a entrar no clima nacionalista presença estrangeira.
do Estado Novo, durante a ditadura instalada por Vargas
naquele ano de 1937. A pátria começava a calçar as 05 Analise os fragmentos a seguir:
chuteiras para não tirá-las nunca mais. Desde o início de
1938, três meses antes do início da terceira Copa do Mundo, Nós, no Brasil, queremos, acima de tudo, nos encontrar
na França, a expectativa que envolvia a participação com o povo, que andava perdido. E podemos dizer que
brasileira era enorme. Mediado pelos jornais e, sobretudo, encontramos esse povo fabuloso, espalhado nos mais
Era Vargas: Estado Novo HISTÓRIA 11
Módulo 16 9º Ano

distantes recantos de nossa terra. O romance de nossos (A) a presença das massas trabalhadoras nas preocupa-
dias está todo batido nessa massa, está composto com a ções do chefe de Estado, Getúlio Vargas, o que se
carne e o sangue de nossa gente. exemplifica na Consolidação das Leis do Trabalho.
(B) a consolidação dos partidos políticos que represen-
REGO, José Lins do. In:
NICOLA, José de. Literatura rasileira. São Paulo: Scipione, 2003. p. 352. tavam os interesses dos trabalhadores das fazendas,
das fábricas e também do setor de serviços.
Quem trabalha é quem tem razão / Eu digo e não (C) a preocupação de Getúlio Vargas em reprimir as
massas populares, assim como ignorar as suas
tenho medo de errar / O bonde de São Januário / Leva
demandas socioeconômicas.
mais um operário / Sou eu que vou trabalhar. (D) o desprestígio das manifestações culturais populares
Wilson Batista & Ataulfo Alves, 1940. e a ênfase, por parte do Ministério da Educação,
em favorecer a importação de modelos culturais
O discurso do romancista José Lins do Rego e o samba de europeus.
Wilson Batista e Ataulfo Alves permitem inferir que a litera- (E) a valorização da perspectiva liberal e oligárquica,
tura e a música popular, na década de 1940, acompanhavam dando especial destaque aos dramas das massas
as mudanças sociopolíticas do Estado Novo (1937-1945), rurais e ao tradicional problema das secas do
expressando: Nordeste.

01 02 Na Lei Orgânica do Ensino Secundário de 9 de abril


de 1942, podemos ler:

I. É recomendável que a educação secundária das


mulheres se faça em estabelecimentos de ensino de
exclusiva presença feminina.
II. Incluir-se-á na terceira e quarta séries do curso
ginasial e em todas as séries dos cursos clássico e
científico a disciplina de economia doméstica.
III. A orientação metodológica dos programas terá em
mira a natureza da personalidade feminina, bem
como a missão da mulher dentro do lar.
PINSKY, Carla Bassanezi; PEDRO, Joana Maria (Orgs.). Nova história das mulheres.
São Paulo: Contexto, 2012. p. 337 (adaptado).

a. Cite duas mudanças na legislação que afetaram a


As imagens reproduzem ilustrações de cartilhas escolares condição feminina no Brasil nas décadas de 1930 e
difundidas nos governos de Getúlio Vargas, no Brasil, e 1940.
de Juan Domingo Perón, na Argentina. Durante o Estado b. Qual o papel desejado para a mulher durante o Estado
Novo, no Brasil, toda informação divulgada era controlada Novo (1937-1945)?
pelo Departamento de Imprensa e Propaganda – DIP.
Cite, a partir do conteúdo das imagens, uma caracterís-
tica do Governo Vargas e outra do governo peronista,
respectivamente. Aponte, ainda, duas medidas aplicadas
pelo DIP que tenham fortalecido a proposta política do
Estado Novo.
HISTÓRIA 12
Módulo 17 9º Ano

Período Democrático: o Governo Dutra


e o segundo Governo Vargas

Você sabia que o Maracanã foi construído

©isitsharp/iStock
para a Copa de 1950, sediada no Brasil?
Por conta da Segunda Guerra Mundial, a Copa do
Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, Brasil
Mundo de futebol foi suspensa por 12 anos. O Brasil,
ao receber o evento, inaugurava a volta do futebol ao Expectativas de aprendizagem:
– Sublinhar a passagem do Período Ditatorial Varguista para
cenário esportivo. Em 1950, o Brasil encontrava-se em
o Regime Democrático;
um momento democrático e sob o governo do general – examinar as características do governo de Emílio Gaspar
Eurico Gaspar Dutra. Desde a saída de Vargas, algumas Dutra;
coisas haviam mudado no país, mas não a paixão do povo – explicar o retorno de Vargas à Presidência da República e as
características do seu governo.
brasileiro pelo futebol.
Nessa Copa, o Brasil chegou à final contra o Uruguai.
O resultado inesperado, que calou a todos que estavam em um dos maiores estádios do mundo. Os brasileiros,
no Maracanã, foi 2 a 1 para o Uruguai, e este se tornou que, em meio aos problemas enfrentados no governo de
campeão do mundo em nosso país. O Maracanã ficou Dutra, esperavam ter a alegria de uma conquista que não
em silêncio absoluto. Ninguém acreditava no que estava veio, ficaram tristes.
acontecendo. Após a vitória, os uruguaios inventaram Neste módulo, trabalharemos uma nova fase da
uma expressão para explicar o que havia ocorrido. Foi o república brasileira, mais democrática e populista. Vamos
“Maracanazo”. Em outras palavras, uma vitória majestosa conhecer e analisar o governo do general Eurico Gaspar
ou grandiosa (final de uma copa contra o Brasil) obtida Dutra e o segundo governo de Vargas.

1. Período Democrático no Brasil


Após 15 anos da Era Vargas, o Brasil, em 1945, enfren- O populismo no Brasil
tava um grande desafio, que era consolidar a democracia

©A1Stock/iStock
no país. Neste e nos próximos módulos, serão conhecidos
e analisados os governos de 1945 a 1964. Esse período
da história brasileira ficou conhecido como República
Populista ou Período Democrático. Nele, o país ganhou
uma nova Constituição e foi governado por:
• Eurico Gaspar Dutra (1946-1951);
• Getúlio Vargas (1951-1954);
• Governo Provisório (1954-1956);
• Juscelino Kubitschek (1956-1961);
• Jânio Quadros (1961); Representação que indica a relação das massas populares em torno do
• João Goulart (1961-1964). seu líder populista. Não existe questionamento.

Uma das marcantes características políticas desses


Mas, afinal, o que é o populismo? Trata-se de
governos foi a prática populista. Já no primeiro governo
um fenômeno urbano que, normalmente, ocorre na
de Vargas, podiam-se perceber algumas medidas popu-
transição de uma sociedade rural para uma urbana e
listas, porém essa forma de governar ganhou mais força
industrializada. No populismo, as lideranças políticas
no Brasil após 1945. Assim, Getúlio Vargas, já nos últimos
que estão no poder dirigem-se diretamente à população.
anos do Estado Novo, inaugurou essa nova forma de
governar e deixou sucessores.
Período Democrático: o Governo Dutra e o HISTÓRIA 13
segundo Governo Vargas Módulo 17 9º Ano

Domínio Público/Wikimedia
Os seus líderes não assumem posicionamento
de distanciamento dos problemas que afligem a
sociedade, pelo contrário, fazem questão de se
incluírem como parte dela. Para essa identificação
e proximidade acontecer, os líderes utilizam-se
do carisma e da força pessoal para manipular e
mobilizar as massas populares a seu favor.
Podemos destacar três pontos importantes na
política populista. Primeiro, o populismo é uma
política de massas que engloba a classe trabalhadora
do país no processo de modernização. Segundo, no
populismo existe a associação dos dirigentes com
as massas, buscando a legitimação do poder. E, por
último, existe a presença de um líder carismático,
que busca conciliar os interesses da elite com os das
massas. O povo, dessa forma, é tratado como uma
massa homogênea, pois o populismo exclui a luta de
classes das sociedades. Emílio Gaspar Dutra
Fica claro que Getúlio Vargas, desde 1930,
Em 1946, a nova Constituição foi promulgada e
adotava práticas populistas, mas o populismo,
estabeleceu:
no Brasil, como uma experiência política, pode
ser encontrado entre 1945 e 1964. É importante, • uma república federativa;
ainda, destacar que foi exercido em vários países da • a divisão dos Poderes Executivo, Judiciário e Legis-
América Latina, antes e depois da Segunda Guerra lativo, cujas atribuições foram fixadas;
Mundial. É o exemplo de Juan Domingo Perón, na • o exercício do Poder Executivo por um presidente,
eleito de forma direta, com mandato de cinco anos;
Argentina (1946-1955 e 1973-1974), e de Lázaro
• o direito de voto aos maiores de 18 anos, homens e
Cárdenas, no México (1934-1940). mulheres, alfabetizados;
• a continuidade da posição dos sindicatos em relação
ao Estado;
• a gratuidade do ensino primário, extensivo a todos;
2. O Governo Dutra (1946-1951) • a garantia da liberdade de expressão, de imprensa,
de religião, etc.;
2.1 Constituição de 1946 • o reconhecimento do direito de greve, com o Estado
regulando as manifestações.
Com o fim da ditadura de Vargas e a volta da parti-
cipação política da sociedade brasileira, foi necessária a É claro que a Carta de 1946, se comparada com a de
mudança da Constituição. Afinal, a Carta de 1937, extre- 1937, foi mais liberal e democrática, contudo, apesar das
mamente autoritária, não se adequava ao novo momento mudanças, é possível perceber os elementos de controle
que o país estava vivendo. Em 1946, o Congresso do Estado Novo, como o domínio do governo sobre as
Brasileiro era formado por políticos do PSD, da UDN, greves e os sindicatos. Nas questões sociais, os benefícios
do PTB e do PCB. mínimos foram garantidos, seguindo o que já havia na
Constituição de 1934.
14 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 17

2.2 O alinhamento político brasileiro Em 1948, com a criação da Organização dos Estados
Americanos (OEA), o alinhamento brasileiro ao bloco
na Guerra Fria e o destino do PCB
capitalista foi concretizado. O objetivo da OEA era forta-
Nos últimos anos da Segunda Guerra Mundial, com a lecer as alianças e os vínculos entre os países da América
entrada da URSS ao lado dos Aliados, as relações entre o Latina em torno dos EUA.
Brasil e os soviéticos foram restabelecidas. Porém, com o
final da guerra e a nova configuração política e econômica 2.3 A política econômica de Dutra
que o mundo passou a viver, os países tiveram de escolher Dutra, quando assumiu o governo, mudou a orientação
entre norte-americanos ou soviéticos como aliados. Era da política econômica brasileira. No Estado Novo, era
o início do período da história conhecido como Guerra privilegiado o mercado nacional, mas com Dutra, houve
Fria. Basicamente, norte-americanos e soviéticos dispu- a adoção de uma política econômica de orientação mais
tavam áreas de influência pelo mundo. liberal. Ele permitiu a livre importação de mercadorias
Nesse contexto, em 1945 e 1946, o Brasil vivia um e, com isso, o país gastou muito dinheiro com produtos
período democrático, com a legalidade de todos os supérfluos. O problema era que esse dinheiro havia sido
partidos, inclusive o Comunista. Porém, os membros acumulado durante a Guerra e deveria ter sido utilizado
conservadores da União Democrática Nacional (UDN) na compra de maquinários para o desenvolvimento das
e do Partido Social Democrático (PSD), aliados dos indústrias pesadas. O resultado foi um déficit na balança
Estados Unidos, começaram a tentar encontrar formas de de pagamentos, alta inflação e uma crise econômica. A
cassar o registro do Partido Comunista Brasileiro (PCB) partir de 1947, a orientação econômica mudou. Buscou-se
e colocá-lo na ilegalidade. um equilíbrio nas compras, investimentos no setor
No final de 1945, após problemas diplomáticos entre industrial, maior controle das importações e da inflação.
Brasil e URSS, as relações entre eles foram rompidas. Em 1948, o governo lançou um plano para o crescimento
Em 1947, ataques ao jornal comunista Tribuna Popular do país. Esse projeto ficou conhecido como Plano Salte. O
deixaram a situação mais complicada entre os comunistas objetivo era investir na saúde, na alimentação, no transporte
e o governo. As pressões dos políticos brasileiros e dos e em energia. A sigla Salte foi criada com as primeiras letras
norte-americanos aumentavam a cada dia. Eles exigiam dos setores em que se buscava investir. Procurava-se, assim,
do governo, respectivamente, a cassação do PCB e uma recuperar a economia e silenciar os críticos nacionalistas. No
definição política a respeito do apoio brasileiro a um dos setor de transporte, um dos investimentos foi a construção,
lados em conflito. Assim, em 1947, Dutra colocou o PCB em 1950, da Rodovia Presidente Dutra, em São Paulo.
na ilegalidade, e todos os candidatos eleitos pelo partido O plano, na prática, foi um fracasso, pois o governo,
tiveram os mandatos cassados. por falta de organização e dinheiro, não conseguiu
cumprir os objetivos e, após a saída de Dutra do poder,
©Fábio Rodrigues Pozzebom / EBC Brasil/Wikimedia

ele foi abandonado.

2.4 As eleições e as novas alianças


políticas
Ao longo do mandato de Dutra, algumas mudanças
aconteceram nas alianças entre os partidos. A UDN e o
PSD aproximaram-se, constituindo uma aliança de inte-
resses conservadores e elitistas bem fortes no Congresso.
Foi essa união que fortaleceu Dutra nas votações e o
apoiou na aprovação dos seus projetos. Uma parte do PSD,
Luís Carlos Prestes, à época, senador pelo partido, foi um dos políticos do insatisfeita com essa aliança, saiu do partido e fundou o
PCB cassados Partido Socialista Brasileiro (PSB).
Período Democrático: o Governo Dutra e o HISTÓRIA 15
segundo Governo Vargas Módulo 17 9º Ano

Vargas retirou o apoio dado a Dutra durante a Getúlio buscou, no início do seu governo, ser um árbitro
campanha eleitoral e começou a articular uma volta ao diante das diferentes forças sociais e políticas presentes
poder. Percebeu que não poderia contar totalmente com no país. Para compor o seu ministério, ofereceu cargos ao
o PSD, assim, procurou apenas alguns membros desse PSD e garantiu o Ministério do Trabalho ao PTB. Vargas
partido para compor uma aliança. Fortaleceu a sua candi- começou o seu mandato com um ministério bem conser-
datura em torno do PTB e expandiu o número de sedes vador e com alguns desafios. Agora, ele governava o país
desse partido pelo país. Era importante ter o apoio de São dentro de uma democracia e não mais em uma ditadura,
Paulo, estado com um grande número de trabalhadores ou seja, as regras do jogo eram diferentes. Além disso, teve
urbanos. Para isso, aproximou-se do político Adhemar de de enfrentar uma divisão interna do Exército. Um grupo,
Barros, governador de São Paulo e fundador do Partido conhecido como nacionalista, defendia o desenvolvimento
Social Progressista (PSP). Em troca de promessas de autônomo do país, com intervenção estatal em alguns
cargos no Governo Federal, Adhemar de Barros e o PSP setores da economia. Em oposição, havia um grupo de
apoiaram a candidatura de Vargas para presidente. militares que acabou conhecido, pejorativamente, como
entreguistas. Estes, por sua vez, defendiam uma menor
Para as eleições, a UDN preferiu lançar o seu próprio
intervenção do Estado na economia e uma abertura ao
candidato. Mais uma vez, lançou o brigadeiro Eduardo
capital estrangeiro. Essa divisão interna ajuda a entender
Gomes, que já havia perdido as últimas eleições para
por que havia militares a favor ou contrários ao getulismo.
Dutra. O PSD lançou o candidato Cristiano Machado,
Getúlio Vargas enfrentou, também, dificuldades com
mas acabou fazendo campanha para Vargas. O PTB e
sua prática populista. Os tempos eram outros. Os interesses
o PSP apoiaram Getúlio Vargas, que foi o vencedor das
dos grupos sociais eram distintos e conciliá-los tornou-se
eleições, com 48% dos votos.
uma tarefa difícil, principalmente porque os projetos
para o desenvolvimento do país eram bem diferentes. As
3. O segundo Governo Vargas massas urbanas, uma parte do Exército (os nacionalistas)
(1951-1954) e uma parte da burguesia eram favoráveis à valorização
de uma política econômica mais autônoma, enquanto a
Eleito de forma democrática, a promessa feita em 1945
alta burguesia, uma parte do Exército (os entreguistas), os
se concretizara. Na ocasião, Vargas havia dito que voltaria
políticos da UDN e setores conservadores eram favoráveis
ao poder pelos braços do povo. A sua vitória confirmava
ao desenvolvimento do país atrelado ao capital estrangeiro.
a sua força política e a aceitação que obtinha do povo
Seguindo a sua linha política de proteger a economia
brasileiro. A volta de Vargas ao poder representava o
brasileira, Vargas acabou caminhando para o projeto
retorno ao populismo. nacionalista. Para incentivar o crescimento das indústrias
nacionais, criou o BNDE (Banco Nacional de Desenvol-
©Folhapress/Folhapress

vimento Econômico).
Vargas, em 1951, enviou ao Congresso o projeto que
buscava estabelecer o monopólio estatal do petróleo, pois
julgava ser extremamente importante garantir que a explo-
ração mineral ficasse nas mãos de empresas do governo.
Dessa forma, haveria um desenvolvimento autônomo e as
riquezas seriam mantidas no país. Assim, Vargas defendeu
a criação da Petrobras. Claro que essa política desagradou
muito aos interesses dos norte-americanos, que tinham
muitos planos para as riquezas minerais brasileiras. Os
Getúlio Vargas em passeata no mesmo ano em que chegou ao poder brasileiro grupos políticos que apoiavam os Estados Unidos ficaram
pela segunda vez, em 1950, dessa vez democraticamente contra o projeto de Vargas, defendendo uma associação
com os norte-americanos.
16 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 17

A briga política ganhou as ruas e estava representada


Nesse contexto, em 1953, após muitas manifes-
nas manifestações da campanha “O petróleo é nosso”.
tações e debates políticos, foi criada a Petrobras.
Setores nacionalistas da sociedade brasileira lutaram
A empresa foi instituída após a assinatura de um
pelas ruas das principais cidades do país com faixas
decreto-lei por Vargas. A refinaria começou a
em passeatas a favor da nacionalização do petróleo. O
funcionar em 1954, com a produção de cerca de
Congresso estava pressionado e decidiu a favor de Vargas.
dois mil barris por dia. A Petrobras tem como “pai”
o presidente Getúlio Vargas. Afinal, se não fosse sua

©W101/iStock
política nacionalista na luta contra a exploração
norte-americana, é provável que o Brasil não tivesse
a sua própria refinaria.
Atualmente, a empresa cresceu e se tornou uma
das mais importantes do mundo no setor. Hoje, a
produção média diária de petróleo e gás em barris
gira em torno de dois milhões de barris por dia.

Grafite em muros espalhados pelo Brasil no período da Campanha


“O petróleo é nosso” Em 1954, Vargas propôs a criação da Eletrobras,
direcionada ao setor de energia. Entretanto, enfrentou
forte oposição de políticos e empresas estrangeiras,
A exploração do petróleo e que controlavam e ganhavam muito dinheiro com esta
criação da Petrobras exploração. A Eletrobras só saiu do papel cerca de oito
Em 1939, bem antes da criação da Petrobras, foi anos depois, no governo do presidente Jânio Quadros. A
perfurado o primeiro poço brasileiro na Bahia. Entre- instalação oficial da empresa ocorreu em 1962.
tanto, essa riqueza mineral ainda não era considerada
tão importante quanto o aço. Somente após a Segunda 3.1 A crise do Governo Vargas e o
Guerra Mundial, o petróleo ganhou destaque no cenário atentado na Rua Tonelero
internacional e passou a ser interesse de vários países Os caminhos percorridos por Vargas não foram fáceis.
desenvolvidos. Até a criação da Petrobras, a produção e Agradar a todos os setores sociais havia se tornado uma tarefa
a distribuição desse produto, no Brasil, eram controladas demasiadamente árdua para o presidente. Era muito difícil
por empresas norte-americanas. Em 1951, buscando promover o desenvolvimento do país e, ainda, privilegiar os
garantir as nossas riquezas, foi proposto o plano de interesses das elites, sem sacrificar os trabalhadores.
monopolização estatal das riquezas minerais do Brasil. O
Em 1953, para controlar a inflação, Vargas adotou
objetivo do governo era eliminar a presença de empresas
medidas que desagradavam os trabalhadores. Muitas
estrangeiras na exploração do petróleo.
greves se espalharam pelo país contra o governo. O
presidente não reprimiu as manifestações e comprou briga
©marchello74/iStock

com a burguesia brasileira, que ainda apoiava o governo. A


presença de João Goulart como ministro do Trabalho inco-
modava os setores mais conservadores, pois acreditavam
que ele desejava criar uma república sindicalista. A situação
piorou quando o ministro resolveu conceder um aumento
de 100% sobre o salário mínimo. Para acalmar a oposição,
Vargas demitiu João Goulart. Mesmo assim, a oposição
Plataforma da Petrobras, Rio de Janeiro₢ – composta pelos udenistas (UDN), por setores militares
Período Democrático: o Governo Dutra e o HISTÓRIA 17
segundo Governo Vargas Módulo 17 9º Ano

e empresários conservadores –, representada pela voz O suicídio foi o último ato político de Vargas, prin-
e textos do jornalista Carlos Lacerda, passou a atacar cipalmente por conta da sua carta-testamento. Nela,
ferozmente o governo e a fazer críticas pessoais ao Vargas assumia a sua luta contra as forças inimigas que
presidente Vargas. O jornal Tribuna da Imprensa, dirigido desejavam roubar o país, colocava-se como vítima e, ao
por Lacerda, era a voz da oposição ao governo de Vargas. mesmo tempo, como um guerreiro. De forma mítica,
O chefe da guarda pessoal de Vargas, Gregório termina o documento afirmando que deixava a vida para
Fortunato, articulou um atentado contra o jornalista Carlos entrar na história.
Lacerda. No dia 5 de agosto de 1954, Fortunato atirou Quando a população tomou conhecimento do
em Lacerda e no seu segurança pessoal, quando estes documento, foi tomada por comoção e arrependimento.
chegavam à residência do jornalista. O plano, na prática, Passou a acusar os militares, a UDN e, principalmente,
revelou-se um total fracasso. Um dos tiros pegou no pé Carlos Lacerda de serem os responsáveis pela morte do
do jornalista e o outro acabou matando o seu segurança, presidente. Saíram às ruas em protesto e promoveram um
o major Rubens Vaz, da Aeronáutica. Com a morte do quebra-quebra. Um dos locais apedrejados foi justamente
major, a Aeronáutica (antigetulista) abriu um inquérito a sede do jornal Tribuna da Imprensa. Cerca de 100 mil
policial-militar para investigar o atentado. pessoas acompanharam o caixão do presidente do Palácio
A UDN e o militares opositores a Getúlio Vargas encon- do Catete até o aeroporto. Vargas foi enterrado em São
traram a situação de que precisavam para tirá-lo do poder. Borja, no Rio Grande do Sul, sua cidade natal. As fotos e
A oposição desejava a renúncia do presidente, enquanto os relatos desse dia mostram um povo comovido, prota-
Vargas afirmava que não renunciaria. No dia 24 de agosto, gonizando choros incontroláveis e desmaios.
os militares enviaram um ultimato, exigindo a saída do A oposição udenista e os militares recuaram. Eles
governante. O presidente respondeu com o suicídio. sabiam que, se assumissem o poder, naquele momento,
não teriam controle sobre a população. Afinal, eram
3.2 O suicídio considerados os culpados pela morte do presidente. O vice
de Getúlio Vargas, Café Filho, assumiu a Presidência. Os
©luoman/iStock

dois anos seguintes foram de crise política, até a eleição


do presidente seguinte.

A carta-testamento de Vargas
“Mais uma vez, as forças e os interesses contra o
povo coordenaram-se novamente e se desencadeiam
sobre mim.
Não me acusam, me insultam; não me combatem,
caluniam e não me dão o direito de defesa. Precisam
Palácio do Catete, local em que Vargas cometeu suicídio
sufocar a minha voz e impedir a minha ação, para que
Ao cometer suicídio, Vargas provocou um verdadeiro eu não continue a defender, como sempre defendi, o
caos político. Até esse ato, o presidente estava isolado povo e, principalmente, os humildes. Sigo o destino
politicamente, não possuía apoio da elite brasileira, dos que me é imposto. Depois de decênios de domínio
militares e nem das massas urbanas. A sua saída do poder e espoliação dos grupos econômicos e financeiros
era tida como certa. A UDN preparava-se para ocupar a internacionais, fiz-me chefe de uma revolução e
Presidência do país, apoiada pelos militares e pela elite venci. Iniciei o trabalho de libertação e instaurei
conservadora. Entretanto, a morte do presidente provocou o regime de liberdade social. Tive de renunciar.
uma reviravolta nesse cenário de cartas marcadas.
18 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 17

Voltei ao governo nos braços do povo. A campanha Meu sacrifício ficará para sempre em sua alma, e meu
subterrânea dos grupos internacionais aliou-se à sangue terá o preço do seu resgate.
dos grupos nacionais revoltados contra o regime de Lutei contra a espoliação do Brasil. Lutei contra a
garantia do trabalho. A lei de lucros extraordinários espoliação do povo. Tenho lutado de peito aberto. O
foi detida no Congresso. Contra a Justiça da revisão ódio, as infâmias, a calúnia, não abateram meu ânimo.
do salário mínimo se desencadearam os ódios. Quis Eu vos dei a minha vida. Agora ofereço a minha morte.
criar a liberdade nacional na potencialização das Nada receio. Serenamente, dou o primeiro passo no
nossas riquezas pela Petrobras, mal começa esta a caminho da eternidade e saio da vida para entrar na
funcionar, a onda de agitação se avoluma. A Eletrobras história.”
foi obstaculada até o desespero. Não querem que o
trabalhador seja livre. Não querem que o povo seja
independente.
Assumi o Governo dentro da espiral inflacionária
que destruía os valores do trabalho. Os lucros das

©Folhapress/Folhapress
empresas estrangeiras alcançavam até 500% ao ano.
Nas declarações de valores do que importávamos,
existiam fraudes constatadas de mais de 100 milhões
de dólares por ano. Veio a crise do café, valorizou-se
o nosso principal produto. Tentamos defender seu
preço e a resposta foi uma violenta pressão sobre a
nossa economia a ponto de sermos obrigados a ceder.
Tenho lutado mês a mês, dia a dia, hora a hora,
resistindo a uma pressão constante, incessante, tudo
suportando em silêncio, tudo esquecendo, renun-
ciando a mim mesmo, para defender o povo que
agora se queda desamparado. Nada mais vos posso
dar a não ser meu sangue. Se as aves de rapina querem
o sangue de alguém, querem continuar sugando o
Homem chora diante do caixão do presidente Getúlio Vargas
povo brasileiro, eu ofereço em holocausto a minha
vida. Escolho este meio de estar sempre convosco.
Quando vos humilharem, sentireis minha alma
sofrendo ao vosso lado. Quando a fome bater à vossa
porta, sentireis em vosso peito a energia para a luta
01 Explique o que é populismo.
por vós e vossos filhos. Quando vos vilipendiarem,
sentireis no meu pensamento a força para a reação.
02 Indique três características da Constituição de 1946.
Meu sacrifício nos manterá unidos e meu nome será a
vossa bandeira de luta. Cada gota de meu sangue será
uma chama imortal na vossa consciência e manterá a 03 O que foi o Plano Salte? Apresente os seus objetivos.
vibração sagrada para a resistência. Ao ódio respondo
com o perdão. E aos que pensam que me derrotaram, 04 Apresente as primeiras dificuldades enfrentadas por
Vargas no seu segundo governo.
respondo com a minha vitória. Era escravo do povo e
hoje me liberto para a vida eterna. Mas esse povo de
quem fui escravo não mais será escravo de ninguém. 05 O que foi a campanha “O petróleo é nosso”?
Período Democrático: o Governo Dutra e o HISTÓRIA 19
segundo Governo Vargas Módulo 17 9º Ano

03 Leia esta notícia veiculada pela imprensa em 13 de


agosto de 2013:

01
A Câmara dos Deputados devolveu hoje, simboli-
Na virada dos anos 1940 para os anos 1950, tratava-se camente, o mandato parlamentar a 14 deputados, do
de afirmar um gênero específico, que deveria trazer uma antigo Partido Comunista Brasileiro (PCB), que foram
marca de origem – o samba – contra outros gêneros reco- cassados em 1948. Os mandatos foram cassados pelo
nhecíveis que interferiam na audiência nacional – como então Superior Tribunal Eleitoral (STE), que cancelou o
o jazz, o bolero e a rumba. registro do partido em 7 de maio de 1947, quase três anos
NAPOLITANO, M. et al. Desde que o samba é samba: a questão das origens no debate historiográfico após os deputados terem sido eleitos.
sobre a música popular brasileira.
Disponível em: <www.scielo.br>.
No início da sessão, o presidente da Câmara, deputado
Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), prestou sua
No período mencionado, a importância atribuída ao
homenagem aos deputados cassados. “Hoje, ao prestar
samba deriva do:
esta homenagem, resgatamos a dignidade do Parlamento
(A) anseio da sociedade em restringir os contatos com a brasileiro ante um episódio que fez o partido sangrar e
música estrangeira. deixou importante parcela da população sem represen-
(B) interesse das rádios em aumentar a popularização de tação política”, disse.
seus programas.
Disponível em: <www.ebc.com.br>.
(C) desejo dos intelectuais de eliminar a perseguição
policial aos compositores.
Com base na notícia, é correto afirmar:
(D) empenho do governo em ampliar o patrimônio
imaterial afrodescendente.
(A) A cassação dos parlamentares ocorreu devido à
descoberta de um projeto de tomada do poder
02 Sobre a criação da Petrobras, seu contexto histórico pelo PCB, que teria como base a formação de uma
e a produção de combustíveis no Brasil, dê a soma das guerrilha rural estabelecida no interior do Brasil.
afirmativas corretas: (B) A cassação dos parlamentares revela os limites da
democracia brasileira entre 1945 e 1964, impedindo
01) A Petrobras (Petróleo Brasileiro S.A.) foi criada no a livre organização partidária no país, no contexto
Governo Juscelino Kubitschek como uma das ações da Guerra Fria.
do Plano de Metas, que proporcionou importantes (C) A cassação dos parlamentares ocorreu devido à
mudanças econômicas e sociais no Brasil. denúncia do deputado comunista Jorge Amado de
02) A campanha “O petróleo é nosso”, entre o fim dos que o PCB havia conspirado com Getúlio Vargas
anos 1940 e início dos anos 1950, esteve diretamente visando à manutenção do Estado Novo.
vinculada à criação da Petrobras em clara ação (D) A cassação interrompeu uma longa jornada de funcio-
nacionalista do então governo brasileiro, contrário namento legal do PCB, iniciada em 1922, quando
ao excessivo intervencionismo estrangeiro no país. da sua fundação, e interrompida, pela primeira vez,
16) Criado durante o Estado Novo (1937-1945), o em 1947.
Conselho Nacional do Petróleo (CNP) determinou (E) A cassação levou ao fim do PCB e à fundação do
várias diretrizes a respeito do petróleo e que as jazidas PC do B, que teve seus direitos imediatamente reco-
pertencessem à União. nhecidos, e à formação de diversos outros pequenos
32) Para viabilizar a criação da Petrobras, o governo partidos, que se dedicaram à luta armada.
brasileiro contou com o apoio financeiro dos Estados
Unidos, contraindo empréstimos. Em troca, foi 04 Em 1945, Getúlio Vargas foi deposto, encerrando
exigido o apoio declarado do Brasil ao bloco capita- o Estado Novo. Foram convocadas eleições gerais, e o
lista durante a Guerra Fria. general Eurico Gaspar Dutra foi eleito presidente da
República, tendo sido empossado em janeiro de 1946.
Soma: ( ) Sobre a economia no Governo Dutra, é correto afirmar que:
20 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 17

(A) o presidente Dutra deu prosseguimento à política 02


de seu antecessor, estabelecendo o pleno controle Mais uma vez, as forças e os interesses contra o povo
estatal na economia e, ao final de seu governo, lançou coordenaram-se e novamente se desencadeiam sobre
a campanha “O petróleo é nosso”.
mim. Não me acusam, insultam; não me combatem,
(B) com a implementação do Plano Salte, foi feita a
pavimentação da Rodovia Rio-São Paulo e foram caluniam e não me dão o direito de defesa. Precisam
criadas a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e sufocar a minha voz e impedir a minha ação, para que eu
a Companhia Vale do Rio Doce. não continue a defender, como sempre defendi, o povo e,
(C) o presidente Dutra propôs o Salte, um plano principalmente, os humildes [...] Lutei contra a espoliação
econômico desenvolvimentista, que priorizava inves- do Brasil. Lutei contra a espoliação do povo. Tenho
timentos nas áreas de saúde, alimentação, transporte lutado de peito aberto. O ódio, as infâmias, a calúnia não
e energia e seria controlado exclusivamente por
abateram meu ânimo. Eu vos dei a minha vida. Agora vos
empresas americanas.
(D) o Governo Dutra, inicialmente, seguiu um modelo ofereço a minha morte. Nada receio. Serenamente dou o
antiliberal, todavia, com o começo da Guerra Fria, primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida
as pressões americanas provocaram uma mudança para entrar na história.
de orientação nessa política. Carta-testamento de Getúlio Vargas
(E) com a política de abertura aos produtos estrangeiros,
o governo acabou facilitando as importações de Sobre o longo, conturbado e polêmico período de governo
produtos supérfluos, como brinquedos, e consu- de Getúlio Vargas, dê a soma das afirmativas corretas:
mindo grande parte das reservas em moeda estran-
geira acumuladas. 01) A despeito dos seus críticos, é possível dizer que
Getúlio Vargas sempre governou de forma democrá-
05 O populismo, presente no cenário político brasileiro tica, defendendo os interesses do povo e se colocando
desde a década de 1940 até 1964, caracteriza-se como: contra os interesses dos grandes empresários e
banqueiros, como se lê na sua carta-testamento.
(A) forma de pressão dos movimentos tenentistas. 02) Em 1934, Getúlio foi eleito presidente por sufrágio
(B) movimento deflagrado pelos partidos socialistas. indireto. Seu mandato deveria durar até 1938, quando
(C) estilo de dominação exclusiva do poder dos coronéis. seriam realizadas eleições diretas para a Presidência.
(D) fenômeno vinculado ao processo de industrialização. 04) Em 1937, por meio de um golpe de Estado, inau-
(E) estratégia adotada pelas comunidades eclesiais de gurou-se o Estado Novo, pondo fim à campanha para
base. presidente que estava em pleno curso. Terror policial,
tortura e prisões ocorreram até 1945.
08) Em 1950, Vargas foi eleito presidente da República,
pela primeira vez pelo voto direto. Esse período na
Presidência foi marcado por um discurso fortemente
nacionalista, pelos constantes apelos aos trabalha-
01 Tendo como foco o caráter dependente da economia dores e pelos embates com uma oposição, como o
brasileira, resultante do seu processo histórico, apresente próprio Vargas, nem sempre democrática.
uma informação relativa a essa dependência: 16) Getúlio Vargas, oriundo da oligarquia gaúcha, chegou
ao poder com um discurso antioligárquico, por meio
a. na República Velha (1889-1930). de um movimento armado, em 1930.
b. no Período Desenvolvimentista (década de 1950).
Soma: ( )
HISTÓRIA 21
Módulo 18 9º Ano

Período Democrático: Governos JK


e Jânio Quadros

Você sabia que o biquíni já foi proibido de ser


usado em praias brasileiras pelo governo?
O governo de Jânio Quadros foi tão controverso que
durou apenas alguns meses. Além da sua política externa
independente, Jânio Quadros manteve certo conservado-
rismo cultural enquanto esteve à frente da Presidência. E

©Folhapress/Folhapress
uma de suas medidas foi a proibição do uso de biquíni nas
praias brasileiras. As mulheres deveriam ter mais decoro
em seus trajes de banho, e não poderiam usar o biquíni.
Quando foi governador de São Paulo, ademais, chegou a Expectativas de aprendizagem:
proibir a execução do rock’n’roll em bailes realizados no – Relacionar os governos de Juscelino Kubitschek (JK) e Jânio
estado. Quadros com o regime democrático que o país vivenciou
pós-Estado Novo;
Neste módulo, analisaremos a política nacional- – explicar as motivações nacionais-desenvolvimentistas de JK;
-desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek (JK) e o – examinar a brevidade do governo de Jânio Quadros e a sua
governo controverso e atípico de Jânio Quadros. política independente.

1. O governo de Café Filho Em novembro de 1955, Café Filho, em decorrência


de um ataque cardíaco, afastou-se do poder, assumindo
(1954-1956) Carlos Luz (presidente da Câmara). A UDN desejava
Apesar de ser o vice-presidente de Getúlio Vargas, aproveitar esse momento para dar um golpe e impedir
Café Filho, dias antes do suicídio do presidente, rompeu a posse dos candidatos eleitos. Entretanto, o general
com ele suas relações políticas, por meio de um discurso, e, Henrique Teixeira Lott, favorável à posse de JK e de seu
com isso, aproximou-se dos udenistas. A chegada de Café vice, impediu que Carlos Luz e Café Filho assumissem
Filho ao poder era a possibilidade de a UDN governar o poder. Nereu Ramos (presidente do Senado) ocupou
segundo os seus interesses. a Presidência, governando por dois meses (novembro
Em 1955, novas eleições foram convocadas para outubro, e dezembro de 1955). A posse de JK e João Goulart
e o novo presidente assumiria em janeiro de 1956. O PSD foi garantida e, em janeiro de 1956, o Brasil tinha um
lançou a candidatura de Juscelino Kubitschek, e o PTB, de novo presidente.
João Goulart. A UDN se colocou contra tais candidaturas
(PSD-PTB), pois afirmava que ambos representavam a volta 2. Juscelino Kubitschek
da política getulista ao poder, e lançou como candidato o
general Juarez Távora para concorrer à Presidência. JK e João
(1956-1961)
Goulart venceram as eleições. Juscelino, antes de se tornar presidente do Brasil, teve
A UDN iniciou uma campanha contra a posse de JK, uma longa trajetória política em Minas Gerais. Mineiro,
por este não ter sido a maioria absoluta nas urnas; ele teve nascido em Diamantina, durante vários anos conciliou
cerca de 36% dos votos. Essa articulação política da UDN a carreira política com a medicina. Em 1940, durante
sinalizou um possível golpe, com o objetivo de que JK e o Estado Novo, foi nomeado prefeito da cidade de Belo
João Goulart não assumissem os seus cargos. Isso porque, Horizonte, pelo então interventor de Minas Gerais,
naquela época, não existia a regra de maioria absoluta; Benedito Valadares.
o candidato que tivesse mais votos seria o vencedor,
independentemente da porcentagem alcançada.
22 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 18

A trajetória política de Juscelino Kubitschek


Já na sua primeira gestão, percebe-se o ar visionário todas as manhãs no Hospital Militar e, ainda, prestava
de JK. Preocupado com a modernização de Belo assistência médica a várias famílias carentes de Belo
Horizonte, nesse período a cidade assistiu à abertura de Horizonte. Largou completamente a medicina em 1945.
grandes avenidas e à ampliação do sistema de esgoto e Com o fim do Estado Novo, em 1945, os antigos
de abastecimento de água. prefeitos foram afastados, e JK foi substituído por João
Juscelino convidou um jovem arquiteto, Oscar Gusmán Júnior. Nas eleições de 1950, foi o candidato mais
Niemeyer, para planejar um conjunto arquitetônico para votado e assumiu o governo de Minas Gerais. Mais uma
a região da Pampulha. A proposta era a construção de um vez, realizou um governo com investimentos em obras
cassino, da Casa de Baile, de um clube e da Igreja de São nos setores de transporte e energia. A parceria com Oscar
Francisco de Assis, hoje, mais conhecida como Igreja da Niemeyer se repetiu. Em 1952, começou a construção do
Pampulha. Atualmente, esse conjunto é considerado um Conjunto Governador Juscelino Kubitschek, constituído
dos marcos da arquitetura moderna brasileira. por dois prédios na região central de Belo Horizonte.
O objetivo dessa construção era diminuir os problemas de
©GeraldoCosta.com.br/iStock

moradias pelos quais a classe média passava. Hoje, tanto


o Conjunto Governador Juscelino Kubitschek quanto o
da Pampulha são referências para a arquitetura moderna
e pontos turísticos em Belo Horizonte.
Juscelino Kubitschek chegou à Presidência do Brasil
em 1956, pelo PSD, e iniciou o seu governo com uma
política muito diferente para o país. No poder, tentou
conciliar os diferentes grupos políticos que compunham
o cenário nacional, buscando garantir apoio para
Em detalhe, a Igreja de São Francisco de Assis, que faz parte do conjunto
os próximos anos de governo. Quando assumiu a
arquitetônico da Pampulha
Presidência, o cenário econômico era complicado, a
No período de 1940 a 1945, Juscelino exerceu duas economia era instável e a inflação, alta. Era necessária
funções, que foram a de médico e de prefeito. Trabalhava uma rápida intervenção para solucionar a crise.

2.1 O Plano de Metas


JK inaugurou uma nova política para o crescimento que o Brasil não desenvolveu em 50 anos, desenvolveria em
da economia do país. Em vez de promover o naciona- 5. Daí, o slogan: “Cinquenta anos em cinco.”
lismo econômico de Getúlio Vargas, JK inaugurou, no O Plano de Metas era composto por 30 objetivos
Brasil, a política do desenvolvimentismo econômico. definidos nas seguintes cinco áreas: transporte, energia,
O desenvolvimento do país baseava-se nas empresas industrialização, alimentação e educação. Depois, JK
estatais, no capital privado e na entrada do capital estran- acrescentou mais um objetivo – a construção de Brasília.
geiro. Assim, o país deixaria o passado colonial e atrasado O Plano de Metas atingiu parcialmente os seus objetivos;
para fazer parte do grupo de países desenvolvidos, com uma algumas áreas tiveram sucesso, outras nem tanto.
economia baseada nas indústrias e cidades urbanizadas.
O setor energético teve um crescimento significa-
Para tanto, era necessário planejar e estabelecer metas. As
tivo, bem como o setor de transporte. Este último, por
ideias de JK, seguindo a teoria do desenvolvimentismo
sua vez, promoveu a construção de muitas rodovias, mas
econômico, estavam concretizadas no documento que ficou
não conseguiu atender às metas do número de ferrovias.
conhecido como Plano ou Programa de Metas. Por ele, o
Período Democrático: Governos JK e Jânio Quadros HISTÓRIA 23
Módulo 18 9º Ano

Isso se explica pela entrada de muitas fábricas automo- 2.2 A construção de Brasília
bilísticas no país. Nesse período, houve a instalação, no

©Maciej Bledowski/iStock
Brasil, da Volkswagen, da Ford e da General Motors.
O setor industrial também cresceu muito no país. Novas
indústrias foram instaladas, e a produção daquelas existentes
aumentou. Houve, por parte do governo, o incentivo ao setor
de bens de consumo. Nesse período, a classe média brasileira
teve acesso a geladeiras, televisões, liquidificadores, automó-
veis, etc. Com mais opções de produtos, parte da sociedade
brasileira se beneficiou desse crescimento econômico. Não é
por acaso que esse período da história brasileira é conhecido
Foto aérea da cidade de Brasília em construção
como “Os Anos Dourados.”
A ideia de transferir a capital do litoral para o interior
do Brasil não era uma novidade. A Constituição de 1891 já
©Sasa Dinic/iStock
previa essa mudança, mas nenhum político, até JK, havia
se mostrado disposto a cumprir a lei.
Durante a campanha eleitoral, em 1955, JK foi interro-
gado por um dos seus eleitores se promoveria a construção
de uma nova capital, como orientava a Constituição.
JK respondeu que sim e, então, Brasília passou a fazer
parte das metas de governo do candidato. O projeto da
construção da nova cidade foi extremamente combatido
pela oposição udenista no Congresso; porém, foi aprovado.
A obra começou em novembro de 1956.
O governo criou um órgão especial para planejar,
Os anos 1950 inauguraram a euforia do consumismo no Brasil organizar e executar a obra, a Companhia Urbanizadora
da Nova Capital (Novacap). Foi organizado um concurso
Mesmo com todo o desenvolvimento industrial e para escolher o projeto urbanístico que seria utilizado na
o aumento do consumo, a desigualdade no país não nova capital. A vitória foi de Lúcio Costa. Para trabalhar
diminuiu. Nem toda a sociedade e regiões tiveram acesso com este urbanista, Juscelino Kubitschek convidou Oscar
às melhorias e aos novos produtos das indústrias de bens Niemeyer. Projetada por grandes nomes, a cidade, na
de consumo. As áreas da educação e da alimentação não prática, foi construída por trabalhadores simples que
atingiram as metas esperadas. O Plano também aumentou vieram de outras regiões em busca de trabalho, principal-
a inflação e a dívida externa do país. mente do Nordeste, ficando conhecidos como candangos.
Após a construção das principais obras do governo, eles
O crescimento econômico proporcionado pelo Plano
passaram a viver ao redor de Brasília, nas cidades-satélites.
de Metas aguçou as diferenças sociais e regionais do país.
Para atender ao problema da seca na região do Nordeste, JK havia prometido passar o próximo governo ao novo
o governo criou a Superintendência do Desenvolvimento presidente, em Brasília, e, assim, a capital foi construída
do Nordeste (Sudene). Esse órgão tinha como objetivo em ritmo intenso. Os principais prédios do governo
solucionar o problema por meio de projetos de irrigação. ficaram prontos em três anos e alguns meses, e a cidade foi
Na prática, a região não sentiu grandes melhorias. inaugurada em 21 de abril de 1960. Nos meses seguintes,
os principais órgãos foram transferidos para a capital.
24 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 18

Muitos funcionários públicos resistiram às mudanças, O governo de JK foi contraditório. Ele promoveu
não querendo deixar a cidade litorânea (RJ), com toda o crescimento econômico, porém proporcionou um
a infraestrutura, para morar tão longe da vida urbana e grande endividamento externo, um aumento da inflação
agitada. Apesar da resistência e da oposição da UDN, a e um crescimento desigual entre as regiões do país,
capital foi transferida. Em 1961, o presidente eleito Jânio sem contar o aumento da desigualdade social. Para
Quadros tomou posse em Brasília. tentar resolver os problemas econômicos, o governo
tentou mais um empréstimo com o Fundo Monetário

©josemoraes/iStock
Internacional (FMI), o qual foi recusado. O Brasil só
teria novos créditos se implantasse uma política para
controlar a inflação. JK, diante da situação, rompeu com
o FMI e agradou grande parte dos setores da sociedade
brasileira, que viu nessa atitude uma medida naciona-
lista. Terminou o mandato deixando para seu sucessor
um país mais moderno do que quando assumiu, porém
com uma séria crise econômica.

Congresso Nacional, Brasília

História e música – a bossa nova Para a inauguração, foi composta a música “Sinfonia da
alvorada”. A bossa nova, então, inaugurou um novo estilo
A bossa nova foi um movimento da música musical brasileiro, sendo também responsável pela trilha
popular brasileira que surgiu no final da década sonora de inauguração da nova capital.
de 1950, no Rio de Janeiro. Seus fundadores eram

©luoman/iStock
jovens cantores e compositores; entre os nomes mais
famosos estão João Gilberto, Tom Jobim e Vinicius
de Moraes.
Marcado pela mistura do samba brasileiro com o jazz
norte-americano, esse estilo musical caracteriza-se por
letras mais ligadas ao cotidiano das pessoas e por uma
forma mais intimista e despojada de cantar. No contexto
brasileiro do final da década de 1950, a expressão bossa
nova estava ligada às mudanças do nosso país, e passou a
identificar modernidade. Daí, JK começar a ser chamado Bar Garota de Ipanema, local onde Vinicius e Tom compuseram a música
de “presidente bossa-nova”. "Garota de Ipanema"

A relação entre o presidente e a bossa nova era bem


A dupla Vinicius e Tom acabou compondo outro
próxima, tanto que Tom Jobim e Vinicius de Moraes
sucesso que ganhou o mundo, a música “Garota de
foram convidados a passar uma temporada nos canteiros
Ipanema”, que já foi interpretada por grandes nomes,
de obras de Brasília. JK desejava que os dois compusessem
como Frank Sinatra. A música foi composta em um dos
uma sinfonia para a inauguração da cidade. A estadia
bares de Ipanema e faz homenagem à beleza de uma
acabou rendendo, também, a composição de uma
garota carioca.
música que se tornou famosa, chamada “Água de beber”.
Período Democrático: Governos JK e Jânio Quadros HISTÓRIA 25
Módulo 18 9º Ano

2.3 As eleições de 1960 O resultado foi a vitória de Jânio Quadros para a


Presidência e de João Goulart como vice.
O PSD e o PTB se uniram para as eleições de 1960 e
lançaram como candidato o marechal Henrique Teixeira
Lott. Era um nome confiável, por ter garantido a posse de JK 3. O governo de Jânio Quadros
em 1956. Como vice-presidente, foi lançado João Goulart. (1961)
O Partido Democrata Cristão (PDC) lançou o nome Foi um governo marcado por uma forte instabilidade
de Jânio Quadros como candidato. Era, até então, uma política e por medidas consideradas excêntricas, tais
figura política pouco conhecida no cenário nacional, como a proibição das brigas de galo e do uso de biquínis
porém forte em São Paulo, estado onde havia sido nas praias. Caracterizou-se também pela maneira
governador. Para vice, o PDC lançou o candidato Milton diferente de se relacionar com os funcionários, já que a
Campos (senador mineiro). A UDN, quando percebeu comunicação era feita por meio de bilhetinhos.
que poderia alcançar a vitória com Jânio Quadros, apoiou
O Brasil enfrentava uma crise econômica quando Jânio
sua candidatura.
assumiu o governo. Para tentar resolvê-la, o novo presidente
As eleições de 1960 caminharam de forma tranquila implantou uma série de medidas destinadas a estabilizar
e, durante a campanha, muitas pessoas começaram a a economia do país. Não foi fácil, principalmente para a
fazer propaganda no sentido do voto “Jan-Jan”, ou seja, população em geral, porque ocorreram cortes nos gastos
nos candidatos Jânio Quadros e João Goulart. Esse voto públicos e uma desvalorização da moeda. Isso provocou
ganhou força pelos seguintes motivos: primeiro, o marechal uma queda na popularidade de Jânio; porém, a comunidade
Henrique Teixeira Lott, apesar de respeitado, era péssimo internacional e o FMI estavam satisfeitos com as medidas
nos discursos e, assim, não ganhava o eleitorado; segundo, tomadas pelo presidente.
Jânio Quadros era uma figura nova e representava,
A grande novidade desse governo foi a sua política
portanto, uma esperança, alguém que poderia resolver a
externa. Desde 1946, início da Guerra Fria, o país
crise econômica do país. Além disso, seu discurso criticava
adotava o alinhamento aos países capitalistas, tanto que
a corrupção e pregava a moralidade. Sua propaganda
rompeu com a URSS e colocou o PCB na ilegalidade.
política fez muito sucesso, pois tinha como símbolo uma
A década de 1960, por sua vez, apresentava um novo
vassoura, que afirmava que varreria toda a corrupção do
cenário internacional, isso porque, desde 1956, a URSS
país. E, por último, João Goulart ganhou força durante a
e os EUA passaram a adotar a política de “coexistência
campanha, por representar um herdeiro político de Vargas.
pacífica” entre o socialismo e o capitalismo. O Brasil,
aproveitando-se desse cenário, buscou novos parceiros
©Folhapress/Folhapress

econômicos. Para tanto, adotou uma política externa


independente, que representava as seguintes situações:
o Brasil não se alinharia automaticamente aos EUA e
passaria a estabelecer relações políticas e econômicas
com qualquer país que oferecesse bons negócios.
Ao adotar a política externa independente, Jânio
entrou em conflito com os setores conservadores brasi-
leiros e com os norte-americanos. A situação ficou mais
crítica quando o presidente condecorou um dos líderes
da Revolução Cubana (socialista), Che Guevara, com
a medalha do Cruzeiro do Sul. Esse ato representou
Manifestantes bradam vassouras – símbolo da campanha de Jânio Quadros – um apoio aos cubanos na sua luta contra os interesses
em apoio ao político norte-americanos.
26 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 18

04 Quais foram as áreas do Plano de Metas?

©Folhapress/Folhapress
05 Quais foram os problemas do Plano de Metas?

01 Observe:

Disponível em: <cpdoc.fgv.br>.


Registro da presença do líder comunista Che Guevara no Brasil, indicando a
posição neutra da política externa de Jânio Quadros

Durante todo o período em que governou, Jânio


enfrentou sérios problemas com o Congresso e com os
partidos que o haviam apoiado durante as eleições. Sem
apoio, acabou se afastando do Legislativo. O problema é
que, sozinho, ele não conseguiria governar.
Em agosto de 1961, após sete meses de governo, pres-
sionado, Jânio renunciou à Presidência do país. Os motivos
Em julho de 1959, em uma palestra no Clube Militar,
nunca foram realmente esclarecidos. Em sua carta, enviada
no Rio de Janeiro, o presidente Juscelino Kubitschek expôs
ao Congresso, apenas declarou que renunciava por conta de
alguns aspectos de seu arrojado Plano de Metas, por ele
“forças ocultas”. Acredita-se, no entanto, que a renúncia era
apelidado de “50 anos em 5”.
uma tentativa de um golpe, que Jânio esperava que o povo
e o Congresso pedissem o seu retorno ao poder e, quando Esse conjunto de medidas integrava um projeto de
isso acontecesse, exigiria algumas condições – por exemplo, desenvolvimento nacional que:
mais poder para governar o Brasil. Na prática, isso não
(A) não resultou em qualquer mudança no cenário
aconteceu. Todos aceitaram a sua carta, e ele teve de deixar
econômico nacional, a despeito da divulgação na
o governo. A sua renúncia abriu uma grave crise política
mídia e da bem estruturada propaganda do governo
no país, porque os conservadores não gostavam de João sobre sua necessidade de implantação.
Goulart. Ele representava o retorno dos ideais varguistas (B) reafirmava a vocação agrária nacional, estimulando
e isso não era do interesse da elite tradicional e de setores a exportação de bens primários, razão pela qual
do Exército brasileiro. investiu na construção de estradas para o escoamento
da produção.
(C) concebia o investimento estatal em setores básicos da
economia e a gestão dos recursos naturais sob o ponto
de vista nacionalista, mas não rejeitou a entrada de
capitais estrangeiros no país.
01 Explique por que o governo de Café Filho foi marcado
(D) não se preocupou com o desenvolvimento do Nordeste,
pela instabilidade.
pois tinha como meta principal a transferência da capital
federal para Brasília, uma cidade construída a partir da
02 Diferencie a política econômica de Vargas da de JK.
estaca zero na região central do país.
(E) restringiu as emissões de papel-moeda e impôs o controle
03 Explique o que foi o Plano de Metas.
de preços, conseguindo, assim, contornar o grave
problema da inflação que assolava o país há muitos anos.
Período Democrático: Governos JK e Jânio Quadros HISTÓRIA 27
Módulo 18 9º Ano

02 Observe: O cartaz, que foi empregado na campanha para a Presi-


dência da República em 1960:

Disponível em: <folha.uol.com.br>.


(A) confirma a presença de Vargas como principal
articulador da candidatura de Lott e relembra as
dificuldades na construção da nova capital.
(B) demonstra a aliança do conjunto das classes sociais
brasileiras com Lott e defende a necessidade de
unidade política na busca pelo progresso do país.
(C) celebra o desenvolvimentismo dos governos ante-
riores e alerta para o risco iminente de golpe militar.
Juscelino Kubitschek na inauguração da representação da Volkswagen (D) ressalta a aliança partidária construída em torno do
no Brasil, em 1959 nome de Lott e destaca a continuidade política que
sua candidatura representa.
Disponível em: <www.carroantigo.com>.
(E) apresenta a candidatura de Lott à Presidência como
expressão do populismo e do esforço de incorporar
os setores trabalhadores à política.

04 Observe:

Reprodução/Enem
Getúlio Vargas examinando o protótipo de um carro brasileiro
produzido pela Fábrica Nacional de Motores, em 1951

Os governos de Getúlio Vargas e de Juscelino Kubitschek


constituíram momentos marcantes da história econômica
brasileira, especialmente no que se refere ao desenvolvi-
mento industrial do país.
Uma semelhança entre o processo de industrialização
brasileiro verificado no governo de Vargas e no de JK está
apontada em:
(A) Expansão do mercado interno.
(B) Flexibilização do monetarismo.
(C) Regulação da política ambiental.
(D) Autonomia do progresso tecnológico.

03 Analise o cartaz da campanha presidencial do marechal


Henrique Teixeira Lott para responder à próxima questão: Meta de faminto

JK — Você agora tem automóvel brasileiro, para correr


em estradas pavimentadas com asfalto brasileiro, com
gasolina brasileira. Que mais quer?
JECA — Um prato de feijão brasileiro, seu doutô!
THÉO. In: LEMOS, R. (Org.). Uma história do Brasil através da caricatura (1840-2001). Rio de Janeiro:
Bom Texto; Letras & Expressões, 2001.
28 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 18

A charge ironiza a política desenvolvimentista do governo


de Juscelino Kubitschek ao:
(A) evidenciar que o incremento da malha viária 01 1549 e 1763 são os anos do estabelecimento de
diminuiu as desigualdades regionais do país. Salvador e Rio de Janeiro, respectivamente, como capitais
(B) destacar que a modernização das indústrias dinamizou da área que viria a ser o Brasil. Em 1960, a terceira capital
a produção de alimentos para o mercado interno. foi inaugurada.
(C) enfatizar que o crescimento econômico implicou
aumento das contradições socioespaciais. Em relação ao estabelecimento das capitais, responda:
(D) ressaltar que o investimento no setor de bens duráveis a. Quais os objetivos políticos do estabelecimento das
incrementou os salários de trabalhadores. duas primeiras capitais?
(E) mostrar que a ocupação de regiões interioranas abriu b. Por que a mudança da capital do Rio de Janeiro para
frente de trabalho para a população local. Brasília pode ser vista como uma mudança política
e estratégica?
05 A eleição de Jânio Quadros, em 1960, significou certa
alteração de rumos da política brasileira com relação ao 02 As duas figuras abaixo são propagandas de carro
período iniciado em 1945. Tal alteração baseou-se: publicadas na famosa revista O Cruzeiro, em 1960
(A) no apoio que os comunistas emprestaram à candi- (O Cruzeiro, n. 27, 16 de abril de 1960). Analise as figuras,
datura de Jânio em troca da legalização do PCB, que explicando o que foi o Plano de Metas e quais as suas
ocorreria em 1961. consequências para a sociedade brasileira no período do
(B) na primeira vitória das forças trabalhistas em pleitos Governo Juscelino Kubitschek (1956-1960).
nacionais e no fortalecimento de novas lideranças
sindicais.
(C) no rompimento da hegemonia paulista e no descon-
tentamento militar provocado pelas propostas
eleitorais janistas.
(D) na vitória de uma candidatura da UDN, que inter-
rompeu a série de vitórias do PSD e do PTB, em
arranjo político orquestrado por Getúlio Vargas.
(E) na inauguração de um novo estilo político baseado na
valorização das estruturas partidárias e na definição
clara de propostas políticas programáticas.

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________
HISTÓRIA 29
Módulo 19 9º Ano

Período Democrático: o Governo

©29/iStock
João Goulart e o Golpe de 1964

Você sabia que o Brasil já foi uma república


parlamentarista?
Após a renúncia de Jânio Quadros, na década de 1960,
o Brasil foi uma república parlamentarista, na qual o
Expectativas de aprendizagem:
presidente possuía poderes limitados, e quem realmente – Examinar a crise política gerada durante o governo de
mandava era o primeiro-ministro, político que pertencia João Goulart;
ao Parlamento. No nosso caso, pertencia ao Congresso – definir as motivações para as reformas propostas por
João Goulart;
Nacional.
– relacionar o golpe desferido pelos militares à conjuntura da
Neste módulo, vamos estudar por que o Brasil deixou Guerra Fria;
de ser uma república presidencialista, em decorrência – explicar o apoio de grande parte da sociedade e dos
políticos civis ao golpe militar.
da crise política instaurada após a renúncia de Jânio
Quadros; veremos as dificuldades enfrentadas por João
Goulart (vice de Jânio) nos campos político, econômico na execução de um golpe militar. Vamos estudar também
e social; conheceremos as medidas tomadas por ele que a tomada do poder pelos militares em 1964, iniciando o
levaram à mobilização de vários setores na articulação e período da Ditadura Militar.

1. A renúncia de Jânio Quadros e isso porque Jango estava em um país comunista. A oposição
articulou a ideia de que, assim que Jango voltasse, implan-
a crise política taria o comunismo no Brasil. Buscavam, assim, impedir
Segundo a Constituição, após a renúncia de um presi- a volta do vice-presidente e, principalmente, a sua posse.
dente, o seu vice deve ocupar o seu lugar. No entanto, o A partir desse momento, no Rio Grande do Sul, liderada
vice de Jânio Quadros, João Goulart, não era uma figura pelo governador do estado Leonel Brizola (cunhado de
bem-vista entre alguns políticos e setores sociais brasi- Jango), a Campanha da Legalidade ganhou força. Essa
leiros e estrangeiros. Jango, apelido que o político ganhou, campanha tinha como objetivo cumprir a lei, ou seja,
representava o legado populista de Getúlio Vargas, além assegurar a volta de Jango e a sua posse como presidente
de ser associado a ideais comunistas. do país. Brizola, apoiado por alguns setores militares,
A UDN não aceitava a volta de um político com ideais organizou várias manifestações populares em Porto Alegre.
varguistas ao poder, e fez de tudo para impedir a posse de
©Folhapress/Folhapress

Jango. É importante deixar claro que, ao lado dos udenistas,


estavam alguns setores do Exército e outros segmentos
estrangeiros. João Goulart era um político considerado
perigoso aos interesses da elite brasileira.
Quando Jânio renunciou, João Goulart estava em
visita oficial à China comunista. O Brasil adotava uma
política externa independente e estava estabelecendo
laços diplomáticos com os chineses. Na ausência do
presidente da República e do vice, o presidente da Câmara
dos Deputados, Ranieri Mazzili, assumiu o governo. Os Leonel Brizola (esquerda) e Jango (direita) reunidos logo depois da
Campanha da Legalidade
ministros militares impediram a volta de Jango ao país,
afirmando que ele ameaçava a segurança nacional. Tudo Existia um impasse, principalmente, porque os
conservadores eram maioria no Congresso Nacional.
30 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 19

A UDN e a parte conservadora do PSD temiam o governo princípios democráticos para o país. Segundo as regras
de João Goulart, mas não estavam dispostas a iniciar mais parlamentaristas, o chefe do governo (primeiro-ministro)
uma crise política com participação popular. O Congresso e o ministério seriam indicados pelo Congresso. O
adotou, então, a seguinte solução que agradava a todos: deputado Tancredo Neves, do PSD, foi escolhido para ser
Jango assumiria como presidente, porém os seus poderes o primeiro-ministro.
seriam limitados. Para isso acontecer, o sistema de governo O fim do período parlamentarista se deu a partir de
brasileiro deixou de ser presidencialista e passou a ser um plebiscito, que o próprio ato que estipulou o sistema
parlamentarista. Jânio renunciou no dia 25 de agosto político previa. No entanto, a data da consulta ao povo
de 1961, e João Goulart assumiu no dia 7 de setembro. para a manutenção ou o fim do sistema se daria, segundo
Em 18 dias, aconteceu a Campanha da Legalidade, e o o documento, em 1965. A crise do parlamentarismo,
país mudou o sistema de governo. com as sucessivas renúncias dos primeiros-ministros,
fez com que o Congresso aprovasse a antecipação do
2. O governo parlamentarista de plebiscito para 6 de janeiro de 1963. Nele, mais de 60%
da população votante apontou a necessidade de se
João Goulart (1961-1963)
retornar com o presidencialismo. João Goulart reavia
Quando Jango assumiu o governo, adotou uma
os seus poderes.
linha mais moderada, reforçando a importância dos

História e política Em um plebiscito, a população é convocada


Qual a diferença entre referendo e plebiscito? para dar a sua opinião sobre um tema que está em
discussão. Nessa situação, nenhuma medida foi tomada
©selimaksan/iStock

previamente pelo Congresso, e a lei é elaborada após


o resultado da votação. Foi o que aconteceu em 1963.
A população deveria escolher entre o presidencialismo
e o parlamentarismo. Ao escolher o primeiro, a lei, feita
depois, estabeleceu o nosso sistema de governo.
Em um referendo, a população também é convocada.
Nesse caso, porém, o Congresso Nacional já elaborou
lei e deseja que a população diga se é a favor ou não.
O voto é muito importante, tanto no referendo como no plebiscito Em 2005, o Brasil passou por um referendo. Nele, a
população opinou sobre o artigo 35 do Estatuto do
Ambos representam consulta à população. Desarmamento. O artigo em questão estabelecia a
Nos dois casos, a sociedade vai às urnas e expressa a proibição do comércio de armas e de munições para
sua vontade por meio do voto. A convocação cabe ao civis em todo o território nacional. O resultado foi
Congresso Nacional. expressivo: 64% da sociedade votou a favor da manu-
tenção da venda de armas e de munições.

3. O governo presidencialista de riam os problemas sociais do país. Buscou apoio entre os


militares nacionalistas, os intelectuais, os operários e a
João Goulart (1963-1964) burguesia nacional. Jango esperava repetir a fórmula de
Como presidente, João Goulart convocou um sucesso de Getúlio. Entretanto, a conjuntura era outra
ministério mais próximo dos seus interesses. Herdeiro e, consequentemente, os interesses dos grupos também.
de Vargas, tentou conciliar a mesma força do Período Novos grupos surgiram no cenário nacional reivindicando
Varguista. Jango desejava implantar medidas que foram os seus direitos; destacou-se, entre eles, o movimento rural
chamadas de reformas de base. Estas, para ele, resolve- representado pelas Ligas Camponesas.
Período Democrático: o Governo João Goulart e HISTÓRIA 31
o Golpe de 1964 Módulo 19 9º Ano

A situação econômica do país era extremamente


complicada. A inflação fechou o ano de 1962 com
As Ligas Camponesas
um índice de 54,8%. O salário do trabalhador, extre-
O período de 1950

©Folhapress/Folhapress
mamente desvalorizado, e a insatisfação social com o
a 1964 foi marcado pelo
governo aumentavam a cada dia. Para tentar estabi-
crescimento industrial
lizar a economia, o ministro do planejamento, Celso
e urbano. As cidades
Furtado, lançou um plano econômico, o Plano Trienal.
passaram a ser o destino
O objetivo era tirar o Brasil da crise e desenvolvê-lo, bem
de muitos agricultores
como promover reformas sociais. Para tanto, previa a
que deixavam suas
reforma agrária, o aumento de impostos para as camadas
terras em busca de
que possuíam renda mais alta e a redução dos gastos
melhores condições de
públicos, mantendo, porém, os investimentos no setor.
vida. Isso aconteceu, em Francisco Julião, então deputado
O plano não deu certo, e João Goulart não conseguiu
grande parte, porque de Pernambuco e líder das Ligas
apoio suficiente para levá-lo adiante de forma conci-
as relações no campo Camponesas do Nordeste
liadora.
sofreram consideráveis alterações.
A demanda por gêneros agrícolas aumentou, e a
4. As reformas de base
necessidade de mais terras para o cultivo e pastoreio
também. Proprietários passaram a expulsar agricul- Em janeiro de 1964, para realizar as chamadas
tores que trabalhavam em suas terras ou aumentaram reformas de base, Jango assumiu uma postura política
a exploração sobre eles. Esse novo quadro impulsionou radical e agressiva no governo e começou a implantá-la
o êxodo rural e a organização dos trabalhadores rurais por meio de decretos.
em busca dos seus direitos. Jango desejava a reforma na distribuição de terras, na
Em 1955, surgiram as Ligas Camponesas. cobrança dos valores de impostos e nos setores educa-
Lideradas por Francisco Julião, eram compostas de cional, habitacional e trabalhista. Além disso, desejava a
camponeses, ou seja, pessoas que eram proprietárias ampliação do direito ao voto para os analfabetos. Muitas
de terras exploradas por grandes latifundiários. dessas medidas contrariavam os interesses de grande
Tinham como objetivos, por exemplo, defender o parte da sociedade brasileira.
camponês da expulsão de sua terra e da prática do Para ter apoio e demonstrar poder, Jango passou
“cambão”, espécie de imposto cobrado na forma a organizar grandes comícios. Nessas manifestações,
de trabalho, segundo o qual o camponês deveria ele divulgava as reformas. Esperava, assim, que, diante
trabalhar um dia da semana de graça para o latifun- do apoio e da pressão popular, o Congresso recuasse e
diário. endossasse suas reformas. Porém, na prática, isso não
As Ligas Camponesas se espalharam pelo país, aconteceu. Em um dos seus comícios mais famosos,
especificamente no Nordeste. Em 1963, Jango o Comício da Central, em 13 de março de 1964,
incluiu o trabalhador rural na legislação trabalhista, no Rio de Janeiro, Jango discursou para cerca de 150 mil
o qual passou a ter carteira de trabalho, jornada de pessoas e apresentou as reformas de base. Aproveitou
trabalho estabelecida, descanso semanal e férias e assinou dois decretos: um, sobre a desapropriação
previstas em lei. Entretanto, a reforma agrária, uma das refinarias de petróleo que estavam nas mãos dos
das prioridades das reformas governamentais de estrangeiros; o outro, a respeito da desapropriação de
base, ainda era um assunto polêmico no governo. propriedades subutilizadas.
Com esse comício e o anúncio das reformas, Jango
acionou o golpe que estava em andamento desde o
momento em que assumiu o governo.
32 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 19

Desentendimentos entre os oficiais da Marinha

©Folhapress/Folhapress
aumentaram a impopularidade de Jango. O ministro
da Marinha resolveu não punir os oficiais envolvidos
na confusão, e tal postura não agradou às Forças
Armadas, para quem atos questionadores e rebeldes
requerem punições severas. Em decorrência desse
evento, até mesmo os militares que apoiavam Jango, por
acreditarem na importância da manutenção da ordem
constitucional, começaram a apoiar a intervenção. Para
as Forças Armadas, a ordem e a hierarquia não podiam,
jamais, ser quebradas.

©Markus Kohlhoff/iStock
Multidão durante o Comício da Central do Brasil, onde João Goulart
clamava por apoio popular para aprovar as reformas de base.

5. O Golpe de 1964
O Golpe Militar não foi inteiramente tramado, articulado
e executado em março de 1964. Setores das sociedades civil e
militar já estavam divididos e mobilizados antes dessa data.
Desde o momento em que Jango assumiu o governo,
os conservadores civis eram oposição. Nesse grupo,
podem-se incluir a UDN, os políticos conservadores
do PSD e os norte-americanos. A burguesia nacional,
preocupada com a possibilidade de perder suas proprie-
dades, também se colocou contra as reformas de
base. Engrossando esse grupo, estavam os militares.
No início, era apenas o setor aliado aos norte-americanos,
mas, com o passar dos meses, a ameaça à ordem e à hierar-
quia fez com que o número de militares contrários ao
governo de Jango aumentasse. Muitos militares frequen-
taram a Escola Superior de Guerra, criada em 1949, e Na foto, o general Olímpio Mourão Filho e o então governador de São Paulo,
foram treinados para manter a segurança nacional. Para Adhemar de Barros, abraçam-se em junho de 1964. A imagem representa partes
esse grupo, somente uma intervenção militar colocaria constitutivas das forças golpistas que acometeram o Brasil em 1964: a sociedade
civil e os militares.
ponto final ao governo “comunista” de Jango.
No dia 19 de março, a oposição percebeu que, caso No dia 31 de março, o general Olímpio Mourão Filho,
ocorresse um golpe, teria apoio de grande parte da apoiado pelo governador mineiro Magalhães Pinto,
população. Essa certeza veio com uma manifestação mobilizou o golpe. As tropas estavam em Juiz de Fora
conservadora organizada por mulheres frequentadoras (MG) e foram deslocadas para o Rio de Janeiro.
de associações católicas, que realizaram a “Marcha da
No dia 1o de abril, João Goulart voltou para Brasília. Da
Família com Deus pela Liberdade” nas ruas de São Paulo.
capital federal, foi para Porto Alegre e, em seguida, exilou-se
Reuniu cerca de 500 mil pessoas em oposição ao governo
no Uruguai. Na mesma noite, o senador Auro Moura Andrade
de João Goulart.
anunciou que a Presidência da República estava vaga.
Período Democrático: o Governo João Goulart e HISTÓRIA 33
o Golpe de 1964 Módulo 19 9º Ano

Seguindo a Constituição, assumiu o presidente da Câmara As declarações do professor Alcino Salazar e do


dos Deputados, Ranieri Mazzili. Não ficou muito tempo presidente João Goulart foram feitas em um momento
no poder, já que os militares é que, realmente, assumiram. de polarização na sociedade brasileira, que culminou
Leonel Brizola tentou articular uma resistência no Sul, em na instauração do regime autoritário em 31 de março
vão, e também acabou se exilando no Uruguai. Era o fim do de 1964.
Período Democrático brasileiro, iniciado em 1945. O Brasil, Ambas as declarações expressavam, naquele momento,
mais uma vez, mergulhava em uma ditadura, só que, agora, visões antagônicas relacionadas à seguinte dimensão da
com os militares à frente. cidadania:
(A) Direitos políticos.
(B) Reparações étnicas.
(C) Benefícios sociais.
(D) Oportunidades econômicas.
01 Explique por que a oposição conservadora não
aceitou a posse de João Goulart. 02 Uma conjugação adversa foi responsável pelo
Golpe  de  1964, que completou 50 anos. Podemos
02 Qual o objetivo da Campanha da Legalidade? identificar diferentes fatores que levaram à queda do
Governo João Goulart, como os de ordem econômica,
político-institucional, social, ideológica, assim como
03 Qual a solução encontrada para o impasse sobre a acontecimentos deflagradores de ações reativas, tanto no
posse de João Goulart? plano civil como no militar, que culminaram no golpe.
A partir da afirmativa acima:
04 Diferencie referendo de plebiscito.
a. explique um dos fatores que levaram à queda do
05 Indique medidas do Plano Trienal. governo de João Goulart.
b. identifique um acontecimento deflagrador do
Golpe de 1964.

03
01

O professor Alcino Salazar, secretário de Justiça da


Guanabara, declarou a O Globo que a extensão do voto ao
analfabeto é perigosa concessão aos inimigos do regime
democrático, fundado na verdade e na pureza do princípio
da representação.
O Globo, 21 fev. 1964 (adaptado).

Em sua mensagem ao Congresso Nacional, em 15 de


Disponível em: <www.cartamaior.com.br2>.
março de 1964, o presidente João Goulart escreveu: “Outra Acesso em: 15 set. 2014.

discriminação inaceitável atinge milhões de cidadãos que,


embora investidos de todas as responsabilidades (...) e O Comício da Central do Brasil:
integrados à força de trabalho, com seu contingente mais O presidente se compromete com a reforma agrária
numeroso, são impedidos de votar por serem analfabetos”. A Constituição atual, trabalhadores, é uma Consti-
ALEIXO, J. C. B; KRAMER, Paulo. “Os analfabetos e o voto: da conquista da alistabilidade ao desafio tuição antiquada, porque legaliza uma estrutura socioe-
da elegibilidade”. Senatus. Brasília, out. 2000.
conômica já superada; uma estrutura injusta e desumana.
34 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 19

O povo quer que se amplie a democracia, quer que se cidade com ar festivo de feriado, a “Marcha” começou na
ponha fim aos privilégios de uma minoria; que a prospe- Praça da República e terminou na Praça da Sé, que viveu um
ridade da terra seja acessível a todos. dos seus maiores dias. Meio milhão de homens, mulheres
Discurso de João Goulart apud DARATIOTO, F. F. M.; DANTAS, J. De Getúlio a Getúlio: a democracia e jovens – sem preconceitos de cor, credo religioso ou
populista. São Paulo: Atual, 1991. p. 63-64.
posição social – foram mobilizados pelo acontecimento.
Com “vivas” à democracia e à Constituição, mas vaiando
Sobre o discurso de João Goulart e o contexto político
do seu governo, julgue as alternativas abaixo e dê a soma os que consideram “traidores da pátria”, concentraram-se
dos itens corretos: defronte da catedral e nas ruas próximas. Ali, oraram
pelos destinos do país. E, por meio de diversas mensagens,
01) O discurso do presidente João Goulart vinha ao dirigiram palavras de fé no Deus de todas as religiões e de
encontro das pressões dos movimentos sociais rurais, confiança nos homens de boa-vontade. Mas, também, de
que se manifestavam por meio das Ligas Campo- disposição para lutar, em todas as frentes, pelos princípios
nesas, exigindo “reforma já” e “reforma agrária na
que já exigiram o sangue dos paulistas para se firmarem.
lei ou na marra”.
02) A legislação trabalhista, já garantida aos trabalha- Sobre a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, é
dores urbanos, deveria ser estendida aos trabalha- correto afirmar que:
dores rurais por meio do Estatuto do Trabalhador
Rural, aprovado em 1963. (A) foi uma manifestação pública organizada por vários
04) Promulgada em 1891 durante o governo do setores da esquerda brasileira em apoio ao governo
Marechal  Deodoro da Fonseca, a “Constituição do presidente João Goulart.
antiquada”, mencionada por Goulart, mantinha (B) foi uma demonstração de que parte da classe média
evidentes privilégios à elite oligárquica brasileira. conservadora brasileira e do clero estava claramente
08) Entre os pontos fundamentais das chamadas contrária à ideia de um golpe militar no Brasil.
“reformas de base” defendidas pelos partidos de (C) teve como resposta imediata o Comício das Reformas
oposição ao Governo Jango, estavam a redução realizado no Rio de Janeiro, organizado pelas centrais
drástica dos impostos no Brasil e a maior abertura sindicais, com a participação de João Goulart.
do mercado nacional para investidores estrangeiros. (D) organizada pela União Cívica Feminina e pela
16) A vitória do Golpe Militar de 1964 contou com Campanha da Mulher pela Democracia, com o apoio
apoio civil e de políticos de oposição ao Governo de políticos conservadores, serviu de “aval” civil ao
Goulart, como Adhemar de Barros, Carlos Lacerda Golpe Militar de 1964.
e Magalhães Pinto, governadores de São Paulo, da (E) teve, entre os seus principais oradores, os governa-
Guanabara e de Minas Gerais, respectivamente. dores do Rio Grande do Sul (Leonel Brizola) e de
32) O apoio ao comício de João Goulart pode ser Pernambuco (Miguel Arraes).
percebido pela grande manifestação em defesa da
igualdade, da liberdade e da justiça social, conhecida 05
como “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”, Não queremos viver na escravidão
ocorrida em São Paulo no dia 19 de março de 1964.
Nem deixar o campo onde nascemos
Soma: ( ) Pela terra, pela paz e pelo pão:
Companheiros, unidos venceremos.
04 Veja o trecho desta notícia, publicada na Folha de
JULIÃO, Francisco. “Hino camponês” apud MEDEIROS, Leonilde Sérvolo de. História dos
S. Paulo, em 20 de março de 1964: movimentos sociais no campo. Rio de Janeiro: FASE, 1989. p. 70.

A disposição de São Paulo e dos brasileiros de todos os Sobre as Ligas Camponesas atuantes no final da década
recantos da pátria para defender a Constituição e os prin- de 1950, é incorreto afirmar que:
cípios democráticos, dentro do mesmo espírito que ditou a
Revolução de 32, originou ontem o maior movimento cívico (A) influenciaram grupos defensores da justiça social no
já observado em nosso Estado: a “Marcha da Família com campo.
(B) prestaram assistência social jurídica aos trabalha-
Deus pela Liberdade”. Com bandas de música, bandeiras
dores rurais.
de todos os estados, centenas de faixas e cartazes, em uma
Período Democrático: o Governo João Goulart e HISTÓRIA 35
o Golpe de 1964 Módulo 19 9º Ano

(C) reuniram os trabalhadores dos engenhos na luta pelos (C) critica o presidente João Goulart e faz alusão a
seus direitos. protestos, greves e forte crise política e social, que
(D) adotaram uma postura de colaboração com as oligar- ocorriam durante seu governo.
quias rurais. (D) rejeita a autoridade do presidente João Goulart e
(E) mobilizaram os camponeses para a realização de uma defende a rebelião como única saída para superar as
reforma agrária. dificuldades políticas e econômicas.
(E) destaca o uso político da mídia pelo presidente João
Goulart e critica a influência do rádio e da televisão
no cotidiano dos brasileiros.
01
02

BANDEIRA, Augusto. Correio da manhã, 21 set. 1963. In: MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Jango e o
BANDEIRA, Augusto. Correio da manhã, 8 set. 1962. In: MOTTA Rodrigo Patto Sá. Jango e o
Golpe de 1964 na caricatura. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006. p. 104.
Golpe de 1964 na caricatura. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006 (adaptado).
É correto afirmar que a charge, publicada em setembro
de 1963:
A charge representa João Goulart e Juscelino Kubitschek.
(A) celebra as reformas realizadas pelo presidente João A que episódio político a imagem se refere? Qual é o
Goulart e as interpreta como sendo resultado das contexto político interno em que tal episódio se insere?
mobilizações populares. Justifique sua resposta.
(B) mostra que o golpe militar é iminente e que o presi-
dente João Goulart defende a necessidade de reprimir
os movimentos sociais.

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________
HISTÓRIA 36
Módulo 20 9º Ano

Guerra Fria: formação dos blocos


e conflitos

Em sua cidade existe uma lanchonete do


McDonald’s? Você sabe quando ela foi
criada?
A rede de fast-food foi criada, nos anos 1950, nos

©Shane Shaw/iStock
Estados Unidos, pelos irmãos Richard e Maurice
McDonald. Desde o início, os irmãos já inovavam,
aplicando a ideia da divisão de tarefas, muito utilizada
em fábricas, na cozinha de uma lanchonete. Rapidamente,
o cliente saía da loja com seu hambúrguer, batata frita e Expectativas de aprendizagem:
– Compreender a conjuntura que levou à eclosão da
milk-shake. Os norte-americanos passaram a comer em
bipolaridade do mundo;
pé ou dentro dos seus próprios carros. Com o sucesso, os – explicar o conceito de Guerra Fria, bem como o seu
irmãos passaram a vender franquias da lanchonete pelos desenvolvimento;
Estados Unidos. Em 1961, a rede foi comprada por Ray – examinar a formação de instituições econômicas, políticas e
ideológicas, tanto no lado capitalista quanto no comunista.
Kroc e cresceu não só no país, mas também no mundo.
Na década de 1950, após a Segunda Guerra, os EUA
viviam momentos de muita riqueza e fortalecimento do impossível ver uma rede de fast-food, como o McDonald’s,
capitalismo. O McDonald’s inaugurou um novo estilo de em países socialistas.
hábito alimentar e cultural. Por representar o estilo de vida Neste módulo, serão estudadas as medidas políticas,
norte-americano, tornou-se um símbolo do capitalismo. econômicas e militares tomadas, na Guerra Fria, pelos
Após a Segunda Guerra Mundial, o mundo acabou EUA e pela URSS. Além disso, serão abordados três
se dividindo nas seguintes ideologias: capitalismo e conflitos: a Guerra da Coreia, a Guerra do Vietnã e a
socialismo. Foi o período da Guerra Fria, no qual seria Revolução Chinesa.

1. A divisão política mundial após a Segunda Guerra Mundial


Após a derrota alemã, a rendição japonesa e a assina- No plano das ideias, o rompimento entre as duas
tura dos tratados de paz, o mundo conheceu uma nova potências tem como marco inicial o discurso de Winston
divisão. Mesmo sendo aliados durante o conflito, EUA Churchill – ex-primeiro-ministro britânico – proferido nos
e URSS não conseguiram manter a aliança depois EUA, em 1946. Nele, Churchill acusou a URSS de dominar
de 1945. os países do Leste Europeu e pediu aos EUA que ajudassem
Os interesses e os objetivos de aumentar as áreas de o mundo a se livrar da influência soviética. Esse discurso
influência pelo mundo impediram a aproximação dessas acabou famoso, por conta de uma expressão criada por
duas potências. Nos acordos de paz, percebia-se que Churchill. Em um dos momentos de sua fala, citou que, na
norte-americanos e soviéticos procuravam manter seus Europa, após a Segunda Guerra Mundial, passou a existir
respectivos sistemas político-econômicos nos territórios uma “cortina de ferro” que separou o continente. Assim,
por eles conquistados. Um bom exemplo é o caso da após 1946, as relações entre os países passavam primeiro
divisão do território alemão (Alemanha Ocidental e pela seguinte pergunta: De qual lado você está? A resposta
Oriental) e, posteriormente, em 1961, da cidade de Berlim poderia ser EUA (capitalismo) ou URSS (socialismo). Não
por um muro, o famoso Muro de Berlim. existia um meio-termo. Era o início da Guerra Fria.
Guerra Fria: formação dos blocos e conflitos HISTÓRIA 37
Módulo 20 9º Ano

©Klubovy/iStock

Domínio Público/Wikimedia
O presidente norte-americano Henry Truman

A nova divisão mundial (capitalismo e socialismo) representada pelas bandeiras Preocupados em não perder aliados e áreas de
dos países líderes EUA e URSS
influência capitalista pelo mundo, os norte-americanos
perceberam a importância de fortalecer economicamente
Usa-se o termo Guerra Fria para o período compre- seus parceiros. Se os países capitalistas estivessem com
endido entre 1947 e 1989, porque, nele, a ameaça de economias fortes e em crescimento, não teriam por que
uma nova guerra sempre esteve presente. Um conflito se aproximarem das ideias socialistas. Assim, em julho
armado direto entre os EUA e a URSS não aconteceu, de 1947, quatro meses após a implantação da Doutrina
porém, ideologicamente, pode-se afirmar que a guerra Truman, os EUA lançaram o Plano Marshall. Tendo
aconteceu, já que o confronto capitalismo × socialismo como orientação política a doutrina, o Plano Marshall
foi forte e aterrorizante. O posicionamento de cada um foi foi estabelecido para ajudar economicamente os países
cobrado por ambos os lados e, assim, alianças foram capitalistas e, assim, fortalecer suas economias. Emprés-
feitas e relações diplomáticas, rompidas. timos foram concedidos a países da Europa Central e do
Leste. Os países da Europa Ocidental que aceitaram a
2. A política norte-americana no ajuda norte-americana apresentaram, nos anos seguintes,
contexto da Guerra Fria um crescimento econômico considerável. É o caso, por
exemplo, da Inglaterra e da França. É importante destacar
Como marco político para o início da Guerra Fria, que o dinheiro emprestado à Europa voltava para os
pode-se citar o lançamento, pelo presidente norte- norte-americanos em pagamentos com juros.
-americano Harry Truman, em março de 1947, da
Além disso, cabe salientar que os norte-americanos,
doutrina que acabou conhecida, posteriormente, como
ao emprestar dinheiro, também vendiam o estilo de
Doutrina Truman. Tinha como objetivo geral proteger
vida norte-americano, que era o seguinte: fast-food,
os países capitalistas da intervenção soviética. Para
cinema, músicas e eletrodomésticos, ou seja, a indústria
garantir o sucesso desse propósito, a doutrina também
do consumo. Tudo isso passou a ser copiado e desejado
defendia a intervenção militar norte-americana na
pelo mundo, pois representava um sinal de felicidade,
região ameaçada, de modo a salvaguardar os interesses
alcançada apenas no capitalismo.
capitalistas do país do avanço comunista. Os EUA
assumiram a postura de salvadores da democracia e
da liberdade, em oposição ao totalitarismo imposto
pelos soviéticos.
38 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 20

O Japão, assim, representou um importante local estra-


O Japão e os EUA após 1945 tégico para os interesses capitalistas norte-americanos.
Tal aliança e investimento conferiram ao Japão

Domínio Público/Wikimedia
a estabilidade econômica e o lugar de respeito que
ocupa, atualmente, no cenário internacional.

3. A política soviética no
contexto da Guerra Fria
Os soviéticos, para não perderem para os americanos
as áreas conquistadas no pós-guerra, precisaram se
organizar e estabelecer acordos entre os seus aliados.
A diferença entre a URSS e os EUA era o desenvolvimento
A bomba de Nagasaki econômico. Os soviéticos não estavam no mesmo patamar
Após as duas bombas nucleares e a rendição que os norte-americanos e, por isso, não conseguiriam
japonesa no final da Segunda Guerra Mundial, emprestar tanto dinheiro aos seus parceiros socialistas.
era impossível imaginar uma aliança japonesa com Assim, em um primeiro momento, a URSS tentou
os norte-americanos. Entretanto, foi exatamente isso impedir, de qualquer maneira, o contato da população sob
que aconteceu. o regime socialista com qualquer sociedade capitalista.
No mundo socialista, as pessoas passaram a encontrar
O Japão foi ocupado militarmente pelos EUA,
dificuldades em sair dos seus países.
até 1952. Nesse período, os norte-americanos
impuseram uma constituição de caráter ocidental e Em resposta ao Plano Marshall, os soviéticos criaram uma
conduziram a política do país para que não tivesse política de caráter ideológico, chamada de Kominform. Para
caráter expansionista. O Japão adotou a monarquia exercê-la, foi criado um órgão que tinha como objetivo reunir,
parlamentar, regime até hoje mantido. Com base no organizar e alinhar os partidos comunistas, de acordo com as
modelo inglês, o Poder Executivo é exercido pelo ordens vindas de Moscou. Entretanto, apenas uma orientação
primeiro-ministro, e o imperador possui, na prática, política de controle não era suficiente para impedir o avanço
um poder simbólico. Em 1954, após um tratado e a influência norte-americana no Leste Europeu. Assim, em
assinado com os EUA, o Japão só poderia ter forças 1949, a URSS criou o Conselho de Ajuda Econômica Mútua
militares para sua defesa. (Comecon), que estabeleceu, para todos os países socialistas
aliados, a planificação econômica. É importante dizer que o
Os norte-americanos investiram muito na
Comecon, embora possuísse menos recursos econômicos
economia japonesa e promoveram o seu crescimento
para investimentos, conseguiu manter sob sua dependência
nos anos pós-guerra. É importante destacar que todo
a economia dos países do Leste Europeu.
esse desenvolvimento foi um sucesso por já existir no
país um sistema educacional organizado e eficiente.
É claro que toda essa ajuda visava afastar a ameaça
4. As alianças militares
socialista e garantir posses no Pacífico. No contexto Os países não demoraram a organizar suas respectivas
da Guerra Fria, o Japão estava em uma região extre- alianças militares. Os EUA, em 1949, uniram-se aos
mamente importante para os EUA, porque, na Ásia, países europeus ocidentais, formando a Organização
o socialismo crescia e a URSS possuía importantes do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Essa aliança
aliados. Os norte-americanos precisavam garantir objetivava defender militarmente os países capitalistas da
uma base econômica e de influência no Oriente. expansão soviética pela Europa. Caso um país, membro da
Guerra Fria: formação dos blocos e conflitos HISTÓRIA 39
Módulo 20 9º Ano

Otan, fosse invadido pelos soviéticos, automaticamente, os 5. A corrida espacial


demais o ajudariam, com tropas. Em resposta, os soviéticos
criaram o Pacto de Varsóvia, que também propunha defesa e armamentista
e apoio militar aos países do Leste Europeu, caso estes EUA e URSS não se contentaram em disputar terri-
fossem ameaçados ou invadidos pelos países capitalistas. tórios apenas no mundo. Passaram a disputar quem teria
o maior poderio bélico, quem controlaria o espaço, até
a Lua. Esse tipo de disputa buscava demonstrar para o
A espionagem e a política macarthista mundo qual país possuía a melhor tecnologia e, por isso,
nos EUA seria mais poderoso.
Na década de 1950, Norte-americanos e soviéticos conseguiram desen-

Domínio Público/Wikimedia
nos EUA, a perse- volver as suas armas militares, que poderiam destruir
guição aos comunistas o mundo a qualquer momento. Caso isso acontecesse,
ou seus simpatizantes seria uma guerra sem vencedores, pois ambos estariam
aumentou conside- destruídos.
ravelmente. Existia

©NASA / Harrison H. Schmitt/Wikimedia


um medo constante
de que o inimigo
poderia estar infil-
trado no próprio país.
Para tentar impedir
essa situação, tanto os O personagem Carlito, de Charles Chaplin,
uma das vítimas da política macarthista
EUA quanto a URSS
criaram serviços secretos. Os EUA criaram a Agência
Central de Inteligência (CIA) e a URSS, o Comitê de
Segurança do Estado (a KGB).
Ambos tinham como objetivo infiltrar agentes e
investigar o que cada país estava planejando.
Os norte-americanos não estavam satisfeitos
apenas com o serviço de espionagem. Entre os anos
1950 e 1954, os EUA viveram um período que ficou
Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua
conhecido como “caça às bruxas”, expressão resgatada
do período da história no qual mulheres foram Na corrida espacial, a URSS saiu na frente. Em outubro de
perseguidas por serem consideradas bruxas. Para 1957, lançou ao espaço o Sputnik, primeiro satélite artificial.
os EUA, os comunistas eram as bruxas. A partir de No ano seguinte, os EUA lançaram o Explorer I. Em 1961, a
1950, o senador americano Joseph McCarthy liderou URSS deu um importante passo na corrida espacial, ao lançar
uma campanha contra os comunistas. Nesse período, o primeiro homem ao espaço, Yuri Gagarin.
artistas, intelectuais, políticos, jornalistas, entre Os norte-americanos desejavam superar o feito
outros, foram investigados e até presos. soviético. Por isso, gastaram dinheiro, tempo e vidas para
Dentro dessa política de perseguição conhecida levar o primeiro homem à Lua. Um exemplo desse esforço
como macarthismo, o ator Charles Chaplin foi inves- foi a Apollo 1, que acabou matando três astronautas.
tigado e acusado de defender os ideais comunistas em Contudo, o investimento teve resultado. Em 1969, os EUA
seus filmes. Em resposta à perseguição política, ele foram os primeiros a pisar na Lua.
deixou o país em 1952.
40 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 20

6. Os conflitos

©eranyardeni/iStock
6.1 Revolução Chinesa
No início do século XX, a China era uma monarquia
comandada pela dinastia Qing. Desde o século XIX, com
as ações imperialistas, os chineses foram obrigados a
abrir seus portos aos interesses dos europeus e norte-
-americanos. Essa situação desagradava muito a alguns
chineses, que percebiam que a presença estrangeira
prejudicava os interesses econômicos do país. Fundaram,
assim, o Partido Nacionalista. O objetivo era combater os
estrangeiros e proporcionar o crescimento da economia
chinesa. Em 1911, derrubou-se a dinastia e a república
foi proclamada. Entretanto, o país mergulhou em dez
anos de guerra civil. Nesse período, os defensores da
monarquia lutaram pela volta da dinastia, e os revolu-
cionários, liderados por Sun Yat-sen, pela manutenção
da República.
Em 1921, Sun-Yat-sen assumiu a Presidência da
República, mas apenas no sul. A China ainda continuava Estátua de Mao Tsé-Tung em Kashgar, cidade chinesa
dividida. Nesse mesmo ano, ocorreu a fundação do
No poder, Mao Tsé-Tung, em 1950, assinou um acordo
Partido Comunista Chinês (PCC), sob a liderança de
com a URSS. Seguindo a orientação econômica soviética,
Mao Tsé-Tung. Em 1928, apesar dos conflitos entre
em 1953, o país adotou a planificação econômica.
nacionalistas e comunistas, Chiang Kai-shek, líder dos
Teve bons resultados, porém não atingiu os objetivos
nacionalistas após a morte de Sun-Yat-sen, dominou
propostos. Em 1958, implantou um novo plano – para
Pequim e se tornou o presidente do país. Os anos
alcançar crescimento econômico em um curto espaço de
seguintes foram de conflitos e disputas políticas entre
tempo – conhecido como o Grande Salto para Frente.
os nacionalistas e os comunistas.
O plano investiu muito na agricultura do país, pois
Em 1937, o país foi invadido pelo Japão. Diante promoveu a organização de comunas populares. Estas
de um inimigo comum, nacionalistas e comunistas funcionavam como unidades autônomas, nas quais as
uniram-se para combatê-lo. Com o final da Segunda famílias de camponeses eram proprietárias de terras
Guerra Mundial, a disputa pelo poder na China voltou coletivizadas. O Grande Salto para Frente também previu
mais forte, pois agora os comunistas dispunham do apoio o desenvolvimento industrial no país. Mesmo com muito
soviético e os nacionalistas, do apoio norte-americano. investimento estatal, o plano fracassou.
Em outubro de 1949, Mao Tsé-Tung, contando com
Após 1953, com a morte de Stalin e a nova orientação
um grande apoio popular e soviético, tomou Pequim e
política determinada por Moscou, as relações entre os
proclamou a República Popular da China. Os nacio-
dois países ficaram bem conflituosas. Assim, em 1962,
nalistas deixaram o continente e, na Ilha de Formosa
romperam relações.
(Taiwan), sob a liderança de Chiang Kai-shek, procla-
maram a República da China, com apoio dos EUA. Desde 1960, Mao Tsé-Tung estava afastado de suas
principais funções de líder. Ele organizou uma tomada de
Guerra Fria: formação dos blocos e conflitos HISTÓRIA 41
Módulo 20 9º Ano

poder e voltou em 1966, por meio da Grande Revolução Buscando a unificação do território, a Coreia do
Cultural Chinesa, na qual convocava os chineses a Norte invadiu o sul em 1950 e tentou impor o socialismo
lutarem contra os líderes que estavam no poder. O líder na região. Dessa forma, o que era apenas um conflito
os acusava de terem abandonado os verdadeiros ideais asiático tornou-se uma guerra com participação
da Revolução. A juventude chinesa lutou ao lado de indireta dos Estados Unidos e da União Soviética. A
Mao Tsé-Tung e formou a Guarda Vermelha. Esta foi Coreia do Sul recebeu ajuda militar e financeira dos EUA e
responsável pela volta de Mao e pela consolidação do da Grã-Bretanha, e a do Norte, apoio da URSS e da China.
seu poder. Os anos seguintes são considerados anos de O conflito durou três anos e até hoje os acordos de
terror na China, com violência, perseguições, assassinatos, paz ainda não foram assinados entre os países. O fim da
torturas, etc., tudo com base na concepção de que só assim guerra se deu a partir de um armistício, o de Panmunjom,
a China voltaria ao caminho da revolução. que interrompeu, porém não extinguiu, a guerra. As
duas Coreias continuam divididas. A República Popular

©fotokon/iStock
Democrática da Coreia, atual nome oficial da Coreia
do Norte, tornou-se, em pleno século XXI, o país mais
fechado do mundo e ameaça constantemente os países
vizinhos com seu poderio militar. De democrático, o país
só tem o nome. A população vive sob uma rígida censura
e forte autoritarismo imposto pelo ditador Kim Jong-un.

6.3 Guerra do Vietnã


O monumento Mao e o povo chinês encontra-se na Praça Celestial, O Vietnã, no período do imperialismo do século
em frente ao mausoléu de Mao Tsé-Tung XIX, foi dominado pelos franceses. Em 1954, conseguiu
a sua independência. Entretanto, o país não conseguiu a
Mao Tsé-Tung morreu em 1976. Três políticos do partido
sua unificação. Os Estados Unidos e a URSS dividiram o
mais a viúva de Mao tentaram articular um golpe para
território, utilizando como orientação o paralelo 17o, em
tomarem o poder, mas foram presos e condenados à prisão
Vietnã do Norte (socialista) e Vietnã do Sul (capitalista).
perpétua. O poder chinês voltou para Deng Xiaoping, que
havia sido afastado durante a Revolução Cultural. Em 1960, o Vietnã do Norte, desejoso da unificação do
país sob o regime socialista e com apoio soviético, comandou
6.2 Guerra da Coreia uma invasão ao Vietnã do Sul. Os Estados Unidos respon-
deram e deram apoio ao governo do sul. Ao longo da década
Domínio Público/Wikimedia

de 1960, os EUA passaram a enviar armamentos e soldados


para a região em números cada vez maiores.
A guerra no país não se mostrou fácil, porque
pessoas do Vietnã do Sul ajudavam os vietcongues –
comunistas que apoiavam a unificação do país sob o
regime socialista –, que receberam apoio do Vietnã do
Norte e da URSS em sua luta. Apesar de não possuírem
as melhores armas e recursos financeiros, passaram a
utilizar o território a seu favor e a contar com o apoio
Soldados norte-americanos durante a Guerra da Coreia
da população. Também usaram táticas de guerrilha, ou
Ao final da Segunda Guerra Mundial, a Coreia foi seja, passaram a fazer emboscadas e ataques-surpresa.
dividida. A Coreia do Sul tornou-se capitalista e recebeu Mesmo com superioridade bélica e altos investimentos,
apoio dos norte-americanos. Já a Coreia do Norte, com os norte-americanos não conseguiam vencer os vietcon-
auxílio soviético, tornou-se socialista. gues. O número de mortes de soldados norte-americanos
42 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 20

assustava a população nos EUA. No final da década de O governo norte-coreano anunciou, recentemente, que não
1960, a população nos Estados Unidos organizou uma mais reconheceria o armistício assinado em 1953, o que
série de manifestações contrárias à Guerra no Vietnã, trouxe novamente ao debate o episódio da Guerra da Coreia.
e passou a exigir a volta dos soldados americanos. O fator que explica a dimensão assumida por essa guerra
Os EUA ainda mantiveram as suas tropas até 1973, na década de 1950 está apresentado em:
quando fizeram a retirada. A saída dos norte-americanos (A) Mundialização do acesso a fontes de energia.
do país não garantiu a paz no território. Os conflitos (B) Bipolaridade das relações políticas internacionais.
continuaram até que, em 1976, o país se unificou sob a (C) Hegemonia soviética em países do Terceiro Mundo.
liderança do Vietnã do Norte, tornando-se comunista. (D) Criação de multinacionais japonesas no Extremo
Oriente.

©AP Photo / Horst Faas, Arquivo/Flickr


02
Big Science (Grande Ciência) é um tipo de pesquisa
científica realizada por grupos numerosos de cientistas e
técnicos, com instrumentos e insumos em larga escala,
financiados por fundos governamentais e por agências
internacionais. No momento de seu surgimento, durante
Ataque das tropas norte-americanas sobre um campo
a Segunda Guerra Mundial e nos anos da Guerra Fria, a
dos vietcongues Big Science integrou esforços econômicos e políticos do
governo dos EUA visando à segurança nacional.
Disponível em: <www.global.britannica.com> (adaptado).

O apoio a projetos de Big Science pelo governo dos EUA,


01 Explique a expressão “cortina de ferro”. no contexto da Guerra Fria, esteve diretamente relacio-
nado ao desenvolvimento do seguinte aspecto:
02 Explique o que foi a Doutrina Truman.
(A) Globalização dos mercados financeiros e de trabalho.
03 O que foi o Plano Marshall? (B) Cooperação tecnológica entre países periféricos e
centrais.
04 Explique a reação soviética diante do Plano Marshall. (C) Integração entre conhecimentos científicos e
mudanças demográficas.
05 O que foi o macarthismo? (D) Modernização dos sistemas de informação e comu-
nicação aeroespacial.

03 Observe a charge:
Disponível em: <www.historiaporimagem.blogspot.com.br>.

01

Em 25 de junho de 1950, tropas da Coreia do Norte


ultrapassaram o Paralelo 38, que delimitava a fronteira
com a Coreia do Sul. Com a aprovação do Conselho
de Segurança da ONU, 15 países enviaram tropas em
defesa da Coreia do Sul, comandadas pelo general
norte-americano Douglas MacArthur. Após três anos de
combate, foi assinado um armistício em 27 de julho de
1953, mantendo a divisão entre as Coreias.
Disponível em: <www.cpdoc.fgv.br.> (adaptado).
Guerra Fria: formação dos blocos e conflitos HISTÓRIA 43
Módulo 20 9º Ano

A charge mostra Harry Trumann e Josef Stalin jogando (D) estratégia desenvolvida pelos Estados Unidos,
futebol com uma bola que representa o planeta Terra. objetivando conter a expansão imperialista da União
Trata-se de uma representação da chamada Guerra Fria, Soviética, nação que emergiu da Segunda Guerra
que pode ser definida como: Mundial como a maior potência econômica e militar
do mundo.
(A) política da “paz armada”, desenvolvida pelas grandes (E) choque ocorrido entre as potências industrializadas
potências no final do século XIX, da qual resultaram europeias, entre o final do século XIX e o início do
tratados de alianças como a Tríplice Entente e a Tríplice século XX, decorrente da disputa pelas colônias na
Aliança e que levou à Primeira Guerra Mundial. África e na Ásia.
(B) estado de tensão permanente entre o bloco capitalista,
liderado pelos Estados Unidos, e o bloco socialista, 04 A partir de 1945, e por mais de 40 anos, o mundo
liderado pela União Soviética, resultante da disputa esteve dividido em dois grandes blocos: o dos países
entre essas duas potências por uma posição hegemô- capitalistas e o dos países comunistas, liderados, respec-
nica no contexto internacional no período posterior tivamente, pelos Estados Unidos e pela União Soviética.
à Segunda Guerra Mundial. Esse conflito ficou conhecido como:
(C) tensão militar ocorrida entre Inglaterra e Alemanha,
no final do século XIX, motivada pela disputa, entre (A) Doutrina Truman. (D) Coexistência Pacífica.
os dois Estados Nacionais, pelo controle do comércio (B) Guerra Fria. (E) Pacto de Varsóvia.
internacional. (C) Plano Marshall.

05 Observe a imagem abaixo:

Disponível em: <www.conflictobelico.foroactivo.com>


OCEANO GLACIAL ÁRTICO
O
LTIC
M AR BÁ

o
BIELORRÚSSIA Leningrado rtic
olar Á
P
Minsk ulo
Círc
Kiev
REP
UCRÂNIA Ú BLI
CA SOC TIVA MAR
SOVIÉ IALISTA FEDERA
Moscou
DE
Cazã TICA DA RÚSSIA OKHOTSK
MA
RN

GR
E

GE O
ÓR Omsk
GI Astana Novosibirsk
A Tbilisi
AR

O

SPI

Irkutsk
NI

CAZAQUISTÃO
A

M.

Erevan MAR
Baku
O DO JAPÃO
BAIJÃ
UZ

AZER
BE
TU

QU

Alma-Ata
RC

IST

Tashkent
OM

ÃO
EN

Bisqueque
fronteira da URSS
IST

Asgabate QUIRGUISTÃO
ÃO

República da Rússia repúblicas do Cáucaso


Duchambé TAJIQUISTÃO
repúblicas eslavas repúblicas muçulmanas

O mapa é uma referência histórica ao contexto: (C) da Guerra Fria e do mundo multipolar, representando
a atual União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.
(A) posterior à Guerra Fria e ao mundo bipolar, represen- (D) da Guerra Fria e do mundo bipolar, representando a
tando a atual União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.
(B) da Guerra Fria e do mundo bipolar, representando a
atual União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.
44 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 20

01 Analise estes mapas:


Mapa I
Canadá
Islândia
Finlândia
OCEANO Noruega
Suécia
ATLÂNTICO

ICO
MAR DO

ÁLT
NORTE

RB
Irlanda Dinamarca

MA
Inglaterra
HOL União
Holanda Alemanha Polônia Soviética
EUA Bélgica LUX (Oriental)

RFA
Alemanha Tchecoslováquia
(Ocidental) TCHECOLOVÁQUIA
França
FRANÇA
FRANÇA Áustria ROMÊNIA
Suíça Hungria Romênia

Portugal Iugoslávia BULGÁRIA


IUGUSLÁVIA MAR
ROMÊNIA Bulgária NEGRO
ESPANHA
Espanha Itália
Albânia

Grécia Turquia
TURQUIA países europeus membros da Otan

países-membros do Pacto de Varsóvia


ÁFRICA
MAR MEDITERRÂNEO países europeus neutros

Distribuição das forças no confronto entre Estados Unidos e União Soviética

Mapa II

Distribuição das usinas nucleares no mundo

Nos mapas I e II, estão representados dois contextos a. Cite esses dois contextos.
históricos que envolvem a produção de energia nuclear b. Explique a produção de energia nuclear em cada um
no século XX. desses dois contextos históricos.
Guerra Fria: formação dos blocos e conflitos HISTÓRIA 45
Módulo 20 9º Ano

02 Observe e leia: No regime comunista, Phan obteve a autorização


Phan Thi Kim Phuc: para estudar medicina em Cuba, onde conheceu seu
um símbolo da Guerra do Vietnã marido. Na viagem de lua de mel, o avião fez uma escala
no Canadá, de onde o casal nunca mais saiu. Nos anos

Disponível em: <www.blog.estadao.com.br>.


1990, a vietnamita passou a atuar como ativista de direitos
humanos, tornou-se embaixadora da Unesco e criou uma
fundação. Até hoje, Phan se lembra dos comentários do
então presidente americano Richard Nixon, que duvidava
da autenticidade da foto que correu o mundo, na qual ela
foge nua após o ataque com bomba de napalm.
Disponível em: <www.estadao.com.br> (adaptado).

A Guerra do Vietnã, no Sudeste Asiático, foi um dos


conflitos mais sangrentos do século XX, estando direta-
mente relacionado às tensões do contexto internacional,
O destino da menina que foi a nas décadas de 1960 e 1970.
cara de uma guerra
Identifique um fator que caracteriza a Guerra do Vietnã
Ela se transformou no símbolo da Guerra do Vietnã como um conflito típico da Guerra Fria. Apresente,
(1959-1975). Hoje, Phan Thi Kim Phuc ainda carrega as também, duas consequências desse conflito para esse país.
marcas do bombardeio, mas se esforça para superar o
trauma. A bomba foi lançada sobre seu vilarejo, quando
tinha 9 anos, por soldados do Vietnã do Sul contra
tropas norte-vietnamitas. A operação foi coordenada por
militares americanos.

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________
46 HISTÓRIA
9º Ano Módulo 20

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________