Você está na página 1de 22

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS PARA EDUCAÇÃO – UEMANET


CURSO ABERTO DE DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

Neurônios da leitura: o
cérebro da pessoa com
dislexia
Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
O processamento da leitura no
cérebro da pessoa com dislexia é
diferente do cérebro de uma
pessoa que não apresenta este
transtorno. A partir do
conhecimento de como se dá
esse processo o professor poderá
desenvolver estratégias
especificas para superar os
prejuízos presentes nesse déficit
e ter melhores resultados dos
seus alunos na aquisição da Google imagens, 2015.

leitura
Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
Quais os principais Como se dá o processamento da
sinais da dislexia? leitura no cérebro da pessoa com
dislexia?

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


• A pessoa com dislexia
apresenta prejuízos
significativos na
aprendizagem da
aquisição da leitura.

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


• Os prejuízos mais
evidentes estão na
precisão na leitura de
palavras, na
velocidade ou fluência
da leitura e na
compreensão da
leitura.

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


• Como relata o Manual
Diagnóstico e Estatístico de
Transtornos Mentais o DSM-5,
o termo Dislexia é uma forma
alternativa para fazer referência
a um padrão de dificuldades de
aprendizagem e que se
caracteriza por problemas no
reconhecimento preciso ou
fluente de palavras, problemas
de decodificação e dificuldades
de ortografia.
Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Quais são os
sinais da Dislexia?

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
• O DSM-5 aponta que se o
termo dislexia for usado para
especificar esse padrão
particular de dificuldades, é
importante também especificar
quaisquer dificuldades
adicionais que estejam
presentes, tais como
dificuldades na compreensão
da leitura, no desenvolvimento Google imagens, 2015.

da escrita ou no raciocínio
matemático.
Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
• Estes prejuízos causados
pela dislexia se mostram
muito evidentes nas
habilidades acadêmicas,
que se apresentam logo
no ingresso na escola.

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Mas como se processa
a leitura no cérebro da Como conseguem ter êxito na
pessoa com dislexia? vida social, se apresentam
problemas na leitura?

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


• O cérebro é responsável
por todo o processamento
e integração das
informações; nesta
perspectiva, o processo
educacional tem uma
relação direta com o
cérebro, através da sua
anatomia, composta por
áreas interligadas, que
assumem funções
exclusivas para tal
processo de aprendizagem
Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
Google imagens, 2015.
Vamos agora localizar as
a especialização dos
hemisférios (Roberto
Lent, 2002).

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Quais as áreas
relacionadas ao
processamento da
linguagem?

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


E quais são as
áreas cerebrais
afetadas quando
uma pessoa
apresenta
dislexia?

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


E como a leitura se
processa no
cérebro?

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Porque o professor deve
ter conhecimentos sobre
como a leitura se
processa no cérebro?

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


• O neurocientista francês
Stanislas Dehaene, um dos
maiores pesquisadores da
área e defensor de que a
neurociência deve ir à escola
afirma na obra
neurociências da leitura que
o conhecimento do impacto
da leitura no cérebro pode
melhorar métodos de
alfabetização para crianças
(DEHAENE , 2012). Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Quais auxílios
podem ser
disponibilizados
para a pessoa com
dislexia?

Google imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


• Elogiar e reconhecer o esforço, não o resultado;
• Permitir maior tempo para a execução de tarefas;
• Dar ordens verbais curtas e simples e repetir para
verificar a compreensão;
• Auxiliar a leitura de palavras, enunciados e textos;
• Exemplificar com desenhos, esquemas visuais, gravuras,
as informações do texto ou aula;
• Considerar o progresso da criança em relação a ela
mesma e evitar comparações;
• Organizar um ambiente silencioso bem iluminado,
confortável, livre de distrações para fazer a lição e
estudar;
• Ser paciente, tolerante, prático, organizado e ajudar tudo
que lhe for possível.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Google imagens, 2015.
Revisão
• Como vimos, as pessoas com dislexia revelam muitas
dificuldades em adquirir e desenvolver o mecanismo da
leitura e da escrita. Apresentam uma leitura muito lenta,
com diversas incorreções, erros e trocas de letras e sílabas, e
dificuldades na compreensão da informação lida.
• Para intervenção, se faz necessário o acompanhamento de
uma equipe multidisciplinar que possibilite os apoios
necessários para com o aluno com prejuízos na leitura,
principalmente na escola.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Referências
• ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DISLEXIA. ABD (2014). Disponível em: http://www.dislexia.org.br/ Acesso 28 dez 2014.
• BASTOS, José Alexandre. Discalculia: transtorno específico da habilidade em matemática. In_: ROTTA, N. T. et al. Transtornos da
aprendizagem: abordagem neurobiológica e multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2006.
• CID – 10. Classificação estatística internacional de doenças e problemas relacional à saúde. 10º revisão, OMS – Organização Mundial da Saúde,
2008. Disponível em: http://www.datasus.gov.br/cid10/V2008/WebHelp/f80_f89.htm Acesso 20 dez 2014.
• COELHO, Diana Tereso. Dificuldades de Aprendizagem Específicas: Dislexia, Disgrafia, Disortografia e Discalculia. Porto/PT: Areal Editores,
2014.
• DEUS, Joan; ESPERT, Raúl; NAVARRO, José Francisco. Síndrome de Gerstmann: perspectiva actual. Psicología conductual, v. 4, n. 3, p. 417-
36, 1996.
• GALABURDA, Albert M. Dyslexia: advances in cross-level research. The Dyslexic Brain. London: Lawrence Erlbaum Associates, p. 329-54,
2006. Disponível em: http://sni-seminars.stanford.edu/reprints/Galaburda2.pdf Acesso 27 dez 2014.
• LENT, Robert. Cem bilhões de neurônios, Atheneu Editora, 2001.
• MANUAL DIAGNÓSTICO E ESTATÍSTICO DE TRANSTORNOS MENTAIS [recurso eletrônico]: DSM-5 / [American Psychiatric
Association; tradução: Maria Inês Corrêa Nascimento... et al.] ; revisão técnica: Aristides Volpato Cordioli ...[et al.]. – 5. ed. – Dados eletrônicos. –
Porto Alegre: Artmed, 2014.
• MOURA, Octávio. A problemática dos 3DS: Dislexia, Disortografia e Discalculia. Revista CRIAP Educação. N.2. Instituto CRIAP - Psicologia e
Formação Avançada. Porto/PT, Novembro 2013. Disponível em: http://dislexia.pt/ Acesso 28 dez 2014.
• MOURA, Octávio. O que é dislexia e quais são os principais sintomas e sinais. Jornal de Notícias: Suplemento “Guia Prático da Educação”.
Portugal. Setembro, 2006. Disponível em: http://dislexia.pt/ Acesso 28 dez 2014.
• MOURA, Octávio. Portal da dislexia. Disponível em: http://dislexia.pt/ Acesso 28 dez 2014.
• OHLWEILER, Lygia. Transtornos da aprendizagem: introdução. In_: ROTTA, N. T. et al. Transtornos da aprendizagem: abordagem
neurobiológica e multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2006.
• ROTTA, Newra Tellechea; PEDROSO, Fleming Salvador. Transtorno da linguagem escrita-dislexia. In_: ROTTA, N. T. et al. Transtornos da
aprendizagem: abordagem neurobiológica e multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2006.
• DEHAENE, Stanislas. 2012. Os neurônios da leitura: como a ciência explica a nossa capacidade de ler, Porto Alegre, Penso (traduzido por
Leonor Scliar-Cabral, título original: Les neurones de la lecture), 2012.
• TORRES, R. & FERNÁNDEZ, P. Dislexia, Disortografia e Disgrafia. Amadora: McGrawHill, 2001 Apud COELHO, Diana Tereso.
Dificuldades de Aprendizagem Específicas: Dislexia, Disgrafia, Disortografia e Discalculia. Porto/PT: Areal Editores, 2014.
• WAJNSZTEIN, Alessandra Bernardes Caturani; LOPES, Monica B. R.. Dislexia. In_: VALLE, Luiza Elena L. Ribeiro do [et al.]. Aprendizagem
na Atualidade: Neuropsicologia e desenvolvimento na inclusão. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2010.
Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa