Você está na página 1de 24

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS PARA EDUCAÇÃO – UEMANET


CURSO ABERTO DE DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
A intervenção das
dificuldades de
aprendizagem na
matemática está
diretamente ligada
as suas causas e a
forma que afeta o
cérebro dos alunos
com essas
Google Imagens, 2015.
dificuldades.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Quais as principais causas das dificuldades
de aprendizagem na matemática?
Como essas dificuldades afetam o cérebro?
Quais as intervenções podem ser feitas
para ajudar o aluno com
essas dificuldades?

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Google Imagens, 2015.
A disciplina de matemática historicamente
tem sido vista pelos alunos com
um bicho papão!

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Google Imagens, 2015.
Os problemas com essa
disciplina envolvem
níveis e origens
diferentes e podem estar
ligadas a fatores de
ordem neurobiológica ou
relacionadas ao uso das
estratégias Google Imagens, 2015.

metodológicas
Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
Antes de qualquer
diagnóstico é necessário
que se investigue suas
causas, pois essas
dificuldades podem se
apresentar na
aprendizagem da
aritmética básica e na
elaboração do
pensamento matemático. Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


▪ Processamento de informação;
▪ Percepção;
▪ Reconhecimento e produção de números;
▪ Representação número/símbolo;
▪ Discriminação viso espacial;
▪ Memória de curto e longo prazo;
▪ Raciocínio sintático; Google Imagens, 2015.

▪ Atenção.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Pessoas de todas
as idades se
queixam de
dificuldades no
aprendizado da
matemática.
Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


O problema
principal está em
compreender que
o problema não é
a matemática e
sim, a maneira
que é ensinada.
Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


O modo que a discalculia
pode ser tratada
modifica totalmente a
aproximação entre o
professor e o aluno que
encontram juntos, uma
nova e diferente maneira
de ensinar e aprender.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


E como saber se uma pessoa tem discalculia?

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


A Discalculia ou Discalculia do
desenvolvimento trata-se de um
transtorno estrutural da
maturação das habilidades
matemáticas e se manifesta pela
quantidade de erros variados na
compreensão de números,
habilidades de contagem,
habilidades computacionais e
solução de problemas verbais.
Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


A discalculia é um impedimento
da matemática que caminha
junto com um número de outras
limitações, tais como a
introspecção espacial, confusão
de noções de tempo, a memória
pobre, e os problemas de
ortografia. Há indicações de que
é um impedimento congênito ou
hereditário, com um contexto
neurológico e atinge tanto
crianças como adultos. Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


▪ Lobo frontal: concentração, planejamento, iniciativa e aos
cálculos mentais rápidos, conceitualização abstrata,
habilidades de solução de problemas, execução oral e
escrita.
▪ Lobo parietal esquerdo: habilidades de sequenciação. Processa
informações relacionadas às noções de espaço e volume.
▪ Lobo occipital: é o centro da visão, onde acontece a
discriminação visual de símbolos matemáticos escritos.
Possibilita a diferenciação de objetos de cores e texturas
semelhantes.
▪ Lobo temporal: é responsável pela percepção auditiva, memória
verbal em longo prazo, memória de série, realizações
matemáticas básicas.
Google Imagens, 2015.
Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
Mas, como auxiliar um aluno com prejuízos
na área da matemática em sala de aula?
Quais são as práticas necessárias para êxito
na aprendizagem desta criança?

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Google Imagens, 2015.
▪ Nem sempre conseguimos
perceber como a discalculia
prejudica o relacionamento da
criança com o mundo a sua
volta. Não só os cálculos são
dificuldades para eles mas,
toda a relação existente entre o
indivíduo e o espaço que ele
ocupa.

Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


▪ O professor representa um
papel fundamental nesta etapa
do desenvolvimento, pois é
ele quem vai auxiliar o aluno
nas conquistas e descobertas
do conceito que envolve a
matemática.

Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Dentro de uma
perspectiva inclusiva e
tendo como objetivo
principal minimizar a
disparidade entre
idade cronológica e
série que o
aprendente se
encontra, é necessário
rever os seguintes
aspectos:

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


A pessoa com prejuízos na
aprendizagem na matemática
pode ser auxiliado no seu dia
adia por uma calculadora,
uma tabuada, um caderno
quadriculado, com questões
diretas e se ainda tiver
muita dificuldade, o
professor ou colega de
trabalho pode fazer seus
questionamentos oralmente
para que o problema seja
Google Imagens, 2015.
resolvido.
Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


O professor deve ser
apoiado por uma
equipe de outros
profissionais como
um psicopedagogo
e o neurologista,
que irão investigar
se o aluno apresenta
alguma área do
cérebro afetada.
Google Imagens, 2015.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa
▪ Vimos que o Transtorno Específico de Aprendizagem com prejuízos
na área da matemática ou discalculia está relacionado aos déficits na
área do senso do numérico, na realização de cálculos simples, na
atenção, raciocínio lógico, discriminação viso-espacial, etc. Este
transtorno tem causas neurológicas e não neurológicas e, muitas
vezes, se apresenta associado a outros Transtornos do
Neurodesenvolvimento.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa


▪ CID – 10. Classificação estatística internacional de doenças e problemas
relacional à saúde. 10º revisão, OMS – Organização Mundial da Saúde, 2008.
Disponível em: http://www.datasus.gov.br/cid10/V2008/WebHelp/f80_f89.htm
Acesso 20 dez 2014.
▪ BASTOS, José Alexandre. Discalculia: transtorno específico da habilidade em
matemática. In_: ROTTA, N. T. et al. Transtornos da aprendizagem: abordagem
neurobiológica e multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2006.
▪ MANUAL DIAGNÓSTICO E ESTATÍSTICO DE TRANSTORNOS MENTAIS
[recurso eletrônico]: DSM-5 / [American PsychiatricAssociation ; tradução: Maria
Inês Corrêa Nascimento... et al.] ; revisão técnica: Aristides Volpato Cordioli ...[et
al.]. – 5. ed. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre :Artmed, 2014
▪ WAJNSZTEIN, Alessandra Bernardes Caturani; LOPES, Monica B. R.. Dislexia. In_:
VALLE, Luiza Elena L. Ribeiro do [et al.]. Aprendizagem na Atualidade:
Neuropsicologia e desenvolvimento na inclusão. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito
Editora, 2010.

Prof.ª Priscila de Sousa Barbosa

Você também pode gostar