Você está na página 1de 52

-1-

Sumário

1. O caráter e a obra de Jesus revelados


2. Jesus: a Porta aberta da salvação
3. Jesus abre a porta do coração
4. Portas abertas de serviço e de ministério
5. As portas abertas da cura
6. As janelas do céu
7. A contribuição e a motivação
8. As ofertas abrem as janelas do céu
9. As portas abertas do céu

O caráter e a obra de Jesus revelados

E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é SANTO, o que é VERDADEIRO,
o que tem a CHAVE DE DAVI, O QUE ABRE, e ninguém fecha, e FECHA, e ninguém abre: (...) eis
que diante de ti pus UMA PORTA ABERTA, e NINGUÉM A PODE FECHAR. #Ap 3.7,8a

O Senhor coloca diante de nós portas maravilhosas de oportunidades, de bênçãos e de provisões. Além
do mais, não são portas fechadas, mas portas escancaradas da bênção divina.
Quando entramos pelas portas abertas por Deus, recebemos as riquezas divinas que Ele preparou para
nós, como parte da nossa herança em Cristo.
Durante o exílio do apóstolo João na ilha de Patmos, a primeira revelação que recebeu foi a de Jesus
como Aquele que abre portas. De fato, todo o livro de Apocalipse é uma visão e uma revelação de
Jesus Cristo escritas, quando João estava em Espírito, no dia do Senhor.
O Senhor também deu a João mensagens para as setes igrejas localizadas na Ásia Menor. Em
Apocalipse 3.8, Jesus disse que estava abrindo uma porta diante da Igreja de Filadélfia, a qual
ninguém poderia abrir ou fechar.
As mensagens que João recebeu para as sete igrejas também têm lições para nós. São mensagens de
Deus também para nós. Por exemplo, nos capítulos 2 e 3 de Apocalipse, podemos notar algo que Jesus
repetiu várias vezes: Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas #Ap 2.7,11,17,29;
3.6,13,22.
De acordo com a Bíblia Ampliada, Jesus, de fato, está dizendo: 11 Aquele que é capaz de ouvir, ouça e
preste atenção ao que o Espírito (Santo) está dizendo às assembléias (igrejas)".
Creio que esse contexto inclui também os cristãos dos nossos dias. Também precisamos ouvir o que o
Espírito está dizendo à Igreja. Nós somos a Igreja -o Corpo de Cristo.

Jesus é o Santo e o Verdadeiro

Qual é a mensagem para o Corpo de Cristo hoje? Está em #Ap 3.7,8.


É o Senhor Jesus Cristo quem está falando nesses versículos. Sabemos que é Ele porque o versículo 7
diz: Isto diz o que é santo/ o que é verdadeiro (...), o que abre (...) Jesus é o único que se qualifica
como Santo e Verdadeiro.
Ao dizer isso, Jesus faz uma descrição de Si mesmo, revelando-nos Seu caráter. Como é Seu caráter?
Jesus é santo e verdadeiro. Tais qualidades são aspectos do Seu caráter. Portanto, a primeira coisa que
Jesus revelou sobre Seu caráter em #Ap 3.7 é que é santo e verdadeiro. Veja bem, Ele podia dizer que
é santo porque nenhuma falta foi encontrada nEle por Deus, por homem algum, tampouco pelo diabo.
Também veremos por que Jesus podia dizer que é verdadeiro.
-2-
Deus não encontrou falta alguma em Jesus

Você se lembra de que Jesus foi batizado por João Batista no rio Jordão. Quando saiu da água, o
Espírito de Deus desceu sobre Ele em forma de pomba.
Então, ouviu-se uma voz do céu, dizendo: Tu és meu Filho amado; em ti me tenho comprazido #Lc
3.22. Portanto, Deus não encontrou nenhuma falta no Filho. De fato, o Deus Pai afirmou que estava
contente com Jesus.
Deus falou novamente sobre Seu Filho em outra ocasião. Foi quando Jesus tomou Pedro, Tiago e João
e subiu no Monte da Transfiguração. A Bíblia diz que a nuvem da glória de Deus encobriu a todos.
#Mt 17.5. UMA NUVEM LUMINOSA os cobriu. E da NUVEM SAIU UMA VOZ, que dizia: ESTE
É O MEU FILHO AMADO, EM QUEM ME COMPRAZO; escutai-o.
Jesus agradou a Deus, pois era e continua sendo o Santo. Em outras palavras, Deus não encontrou
nenhuma falta nEle.

O homem não encontrou falta em Jesus

Os homens tentaram encontrar alguma falta em Jesus, mas jamais encontraram nEle algum pecado. Os
homens o examinaram diante dos tribunais humanos; tentaram encontrar alguma falta, ou pegá-lo em
alguma contradição de palavras. Entretanto, não encontraram nEle qualquer erro, porque o Seu caráter
é puro, santo e verdadeiro.
De fato, durante todo o Seu ministério, os homens colocaram Jesus diante da opinião e do julgamento
público. Por exemplo, a Bíblia diz que os fariseus achavam que podiam desafiar Jesus, que Ele diria
algo que Lhe causaria problemas com o governo romano.
Em uma ocasião, os fariseus Lhe disseram: É lícito pagar tributo a César ou não? Bem, esta é uma
pergunta que as pessoas fazem ainda hoje, não é? Mesmo em nos- sos dias, a sonegação de impostos
continua sendo um crime grave.
Os fariseus achavam que podiam pegar Jesus em contradição. Se Ele dissesse: "Sim, devemos pagar
impostos a César", teria problemas com os líderes judeus.
Se Ele respondesse, "Não, não devemos pagar impostos aos romanos" , então, teria problemas com o
governo. Jesus, porém, deu uma resposta que não permitiu que romanos e judeus achassem nEle
algum erro.

#Mc 12.13-17. E enviaram-lhe [a Jesus] alguns dos fariseus e dos herodianos, PARA QUE O
APANHASSEM EM ALGUMA PALAVRA. E, chegando eles, disseram-lhe: Mestre, sabemos que és
HOMEM DE VERDADE e não te importas com quem quer que seja, porque não olhas a aparência dos
homens, antes, COM VERDADE, ensinas o caminho de Deus. É lícito pagar tributo a César ou não?
Pagaremos ou não pagaremos? Então, ele, conhecendo a sua hipocrisia, disse-lhes: Por que me tentais?
Trazei-me uma moeda, para que a veja. E eles lha trouxeram. E disse-lhes: De quem é esta imagem e
inscrição? E eles lhe disseram: De César. E Jesus, respondendo, disse-lhes: Daí, pois, a César o que é
de César e a Deus, o que é de Deus. E MARAVILHARAM-SE DELE.
Veja bem, os fariseus pertenciam à seita religiosa mais severa e mais zelosa daqueles dias, mas nem
eles puderam encontrar erros em Jesus. O Evangelho de #Mt 22.22 diz: Eles, ouvindo isso,
maravilharam-se e, deixando-o se retiraram. Jesus, o Santo, não podia ser apanhado em qualquer erro.
Foi a vez, então, dos saduceus tentarem apanhá-Lo. Eles não criam na ressurreição, e nem criam em
anjos ou em espíritos. Por isso, aproximaram-se para questionar Jesus com respeito à Lei judaica,
esperando encontrar nEle algum erro.
#Mc 12.18-27. Então, os saduceus, que dizem que não há ressurreição, aproximaram-se dele e
perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, Moisés nos escreveu que, se morresse o irmão de alguém, e
deixasse mulher, e não deixasse filhos, seu irmão tomasse a mulher dele e suscitasse descendência a
seu irmão. Ora, havia sete irmãos, e o primeiro tomou mulher e morreu sem deixar descendência; e o
segundo também a tomou, e morreu, e nem este deixou descendência; e o terceiro, da mesma maneira.
E tomaram-na os sete, sem, contudo, terem deixado descendência. Finalmente, depois de todos,
morreu também a mulher. Na ressurreição, pois, quando ressuscitarem, de qual destes será a mulher?
Porque os sete a tiveram por mulher. E Jesus, respondendo, disse-lhes: Porventura, não errais vós em
-3-
razão de não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus? Porquanto, quando ressuscitarem dos
mortos, nem casarão, nem se darão em casamento, mas serão como os anjos nos céus. E, acerca dos
mortos que houverem de ressuscitar, não tendes lido no livro de Moisés como Deus lhe falou na sarça,
dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é de mortos,
mas sim é Deus de vivos. Por isso, vós errais muito.

Jesus respondeu com tanta sabedoria e autoridade que os saduceus também não encontraram nenhuma
falta nEle. Os oficiais dos principais sacerdotes e os fariseus também queriam tentar apanhar Jesus em
algum erro. Entretanto, não conseguiram.
Por isso, voltaram e relataram: Nunca homem algum falou assim como este homem #Jo 7.46. Por quê?
Porque Jesus é o Santo. Ele é o Verdadeiro e não há falta ou falha no Seu caráter.
Em outra ocasião, as autoridades religiosas tentaram apanhar Jesus numa armadilha, questionando a
autoridade com que Ele operava milagres.

#Mc 11.27-29,33. (...) andando ele pelo templo, os principais dos sacerdotes, e os escribas, e os
anciãos se aproximaram dele e lhe disseram: Com que autoridade fazes tu estas coisas? Ou quem te
deu tal autoridade para fazer estas coisas? Mas Jesus, respondendo, disse-lhes: Também eu vos
perguntarei uma coisa, e respondei; me; e, então, vos direi com que autoridade faço estas coisas. E,
respondendo, disseram a Jesus: Não sabemos. E Jesus lhes replicou: Também eu vos não direi com que
autoridade faço estas coisas.

Não importava como os líderes religiosos tentavam apanhar Jesus em alguma armadilha, Ele jamais
caía em contradição de palavras, porque é Santo.
Nenhuma falta podia ser encontrada nEle, porque Seu caráter era e continua sendo perfeito.
Mesmo quando Jesus foi levado diante de um tribunal humano, onde foi condenado à morte, ninguém
conseguia formular uma acusação concreta contra Ele. Nem mesmo Judas, que O traiu, pôde encontrar
falta em Jesus. Judas disse: Pequei, traindo sangue inocente #Mt 27.4a.
Pilatos perguntou aos acusadores de Jesus: Mas que mal fez ele? #Mt 27.23a. O governador romano
não tinha acusação concreta contra Jesus, porque Ele não fizera nada passível de morte.
#Mt 27.24. Então, Pilatos, vendo que nada aproveitava, antes o tumulto crescia, tomando água, lavou
as mãos diante da multidão, dizendo: Estou inocente do sangue deste justo; considerai isso.
Diante do tribunal humano, nenhuma falta foi encontrada em Jesus. Seu caráter resistiu ao teste,
porque Ele é santo e verdadeiro.

Satanás não encontrou falta alguma em Jesus

O diabo também tentou encontrar falta em Jesus. Em #Mt 4, Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto,
para ser tentado pelo diabo.
Depois que Jesus tinha jejuado por quarenta dias, Satanás se aproximou dele e disse: Se tu és o Filho
de Deus, ordenara que estas pedras se tornem-se em pães #Mt 4.3. Jesus respondeu: Está escrito: Nem
só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus #Mt 4.4.
Satanás queria apanhar Jesus em alguma contradição de palavras. Jesus, porém, o repreendeu usando a
Palavra de Deus, dizendo: Está escrito (...) #Mt 4.4,7,10.
Depois, Satanás levou Jesus ao ponto mais elevado do templo e disse: "Se és o Filho de Deus, atire-Se
daqui; Deus irá salvá-Lo" #Mt 4.6. Satanás até citou as Escrituras, tentando pegar Jesus com a Palavra.
#Mt 4.6 6 Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará
ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra.
Satanás pode citar as Escrituras quando convém aos seus propósitos. Jesus, porém, interpretou
corretamente a Bíblia, dizendo: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus #Mt 4.7. Assim,
o diabo não achou falta nEle.
Por último, levou Jesus ao topo de uma alta montanha e Lhe mostrou todos os reinos da Terra num
momento. Disse ao Filho de Deus que, caso Ele Se prostras-se e o adorasse, dar-Lhe-ia todos os reinos
do mundo e toda a sua glória.
-4-
Jesus respondeu: Vai-te, satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás
#Mt 4.10.
O diabo não conseguiu apanhar Jesus com suas tentações. O Filho de Deus permaneceu firme,
declarando o que a Palavra dizia. Venceu Satanás usando as Escrituras. O caráter de Jesus resistiu ao
teste das tentações porque Ele é o Santo e o Verdadeiro. Satanás não encontrou sequer uma falta em
Jesus.
Nenhuma falta foi encontrada nEle, nem por Deus, nem pelos homens, muito menos pelo diabo. O
caráter de Jesus é santo e verdadeiro.

Jesus é a Testemunha fiel e verdadeira

Veja bem, em #Ap 3.7, Jesus podia afirmar ser o Verdadeiro porque não havia nenhuma falha em Seu
caráter. Sabemos que o caráter dEle é fiel e verdadeiro porque este é um dos Seus nomes na eternidade
.
#Ap 19.11. E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O QUE ESTAVA ASSENTADO SOBRE ELE
CHAMA-SE FIEL E VERDADEI- RO e julga e peleja com justiça.
Depois, ainda no livro de Apocalipse, o próprio Jesus revelou algo mais sobre o Seu caráter. Revelou
que Ele é a Testemunha fiel e verdadeira:
#Ap 3.14. E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, A TESTEMUNHA
FIEL E VERDADEIRA, o princípio da criação de Deus.
Por que a Bíblia pode chamar Jesus de Testemunha fiel e verdadeira ? Porque Ele representou
fielmente o Pai. Lembre-se de que Ele disse: Quem me vê a mim vê o Pai #Jo 14.9b.
De fato, em Seu ministério terreno, o testemunho de Jesus sobre o Deus Pai foi tão fiel e verdadeiro
que era possível olhar para Ele e saber como era Deus. Era possível ver o caráter e a natureza de Deus
em Jesus. #At 10.38 diz que Jesus andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo,
porque Deus era com ele.
Sabemos que Jesus foi uma testemunha verdadeira porque Ele disse: Eu desci do céu não para fazer a
minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou #Jo 6.38. As definições da palavra verdadeiro
são: honesto, firme, honorável, justo, correto e fiel.
Jesus era honesto, firme, honorável, justo, correto e fiel para cumprir a vontade de Deus na Terra. Ele
disse: As palavras que eu vos digo, não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem
faz as obras #Jo 14.10. Jesus foi Testemunha fiel e verdadeira do Pai em todas as situações.
#Jo 12.49,50. Porque eu não tenho falado de mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, ele me deu
mandamento sobre o que hei de dizer c sobre o que hei de falar. E sei que o seu mandamento é a vida
eterna. Portanto, o que eu falo, falo-o como o Pai mo tem dito.
Jesus foi fiel e verdadeiro ao falar somente o que ouvira do Pai. Representou fielmente o Pai celestial,
até mesmo nas palavras. Muitas vezes, as pessoas comentam sobre os políticos ou pessoas famosas
que estão em evidência em muitas áreas da nossa cultura. A questão formulada com freqüência é:
"Quem é realmente essa pessoa?"
Por exemplo, freqüentemente, os jornalistas entrevistam candidatos à Presidência da República ou
outros cargos públicos: "Quem é você, realmente?"
As pessoas podem transmitir uma imagem em público, mas não sabemos se são realmente aquilo em
to- dos os momentos.
Às vezes, as pessoas podem fazer a mesma pergunta com relação a Deus: "Como Deus é realmente?"
Entretanto, se realmente deseja conhecer a Deus, basta olhar para Jesus #At 10.38. Se quiser ouvi-Lo
falar, ouça as palavras de Jesus. Se quiser vê-Lo em ação, olhe para as obras de Jesus. Ele representou
fielmente o Pai em todas as circunstâncias, diante das pessoas.
Jesus é credenciado Ele tem a chave de Davi
#Is 22.22. E porei a chave da casa de Davi sobre o seu ombro, e abrirá, e ninguém fechará, e fechará, e
ninguém abrirá.
Jesus é credenciado -Ele tem a chave de Davi.Nas Escrituras, as chaves, muitas vezes, são usadas
como símbolo de poder e de autoridade.Dar chaves para uma pessoa significa estar confiando-lhe uma
tarefa importante. Deus a confiou Àquele que é fiel e verdadeiro.
-5-
Deus fez uma aliança com Davi, prometendo que um de seus descendentes viria e sentar-se-ia para
sempre sobre o trono da casa de Israel. Essa promessa cumpriu-se, literalmente, no advento do Senhor
Jesus Cristo e na Sua ascensão aos céus, para sentar-se à direita do Pai #Hb 1.3.
#Jr 33.17,20,21. Porque assim diz o Senhor: NUNCA FALTARÁ A DAVI VARÃO QUE SE
ASSENTE SOBRE O TRONO DA CASA DE ISRAEL (...) Assim diz o Senhor: Se puderdes invalidar
o meu concerto do dia, e o meu concerto da noite, de tal modo que não haja dia e noite a seu tempo,
Também se poderá invalidar o meu concerto com Davi, meu servo, PARA QUE NÃO TENHA FILHO
QUE REINE NO SEU TRONO (...)
Quando fez a promessa, Deus estava referindo-Se a Jesus. Jesus não nasceu de semente natural, apesar
de José, Seu pai terreno, pertencer à casa e à linhagem de Davi #Lc 1.27.
A Bíblia relata que o poder do Altíssimo desceu sobre Maria #Lc 1.35. Portanto, Jesus nasceu de
semente sobrenatural; quer dizer, Jesus pertencia à semente e à linhagem de Davi de forma
sobrenatural.
#Lc 1.30-33. Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus. E eis
que em teu ventre conceberás, e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande e
será chamado Filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai, e reinará
eternamente na casa de Jacó, e o seu Reino não terá fim.
Davi reinou sobre Israel em termos naturais #II Sm 5.5. Entretanto, a profecia dizia que Cristo seria da
descendência de Davi e reinaria sobre Seu povo de forma sobrenatural- Ele assentar-Se-ia no trono de
Davi eterna- mente. Portanto, a aliança que Deus fez com Davi, conforme registrada no Antigo
Testamento, cumpriu-se em Jesus #SL 89.3,4,34,35; 132.11,12; #Jr 33.20,21.
Posteriormente, isso foi confirmado no Novo Testamento, quando Zacarias profetizou sobre o
Salvador que viria da casa de Davi.

#Lc 1.68,69 68 Bendito o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e remiu o seu povo! E nos levantou
uma SALVAÇÃO PODEROSA NA CASA DE DAVI, seu servo.
Esse texto está falando a respeito de Jesus Cristo, a quem seria dada a chave de Davi. De acordo com
um comentarista, a chave de Davi "implica no poder real e na autoridade da dinastia Davídica (...) No
Novo Testamento, esse poder é estabelecido no Cristo ressuscitado".l
Vemos nas Escrituras que Jesus recebeu poder e autoridade real. Em outras palavras, Cristo iria
cumprir o reinado da casa de Davi de forma sobrenatural como Messias e como Senhor
Então, no dia de Pentecostes, Pedro se levantou e falou para os 120 cristãos que estavam reunidos no
Cenáculo. Ele confirmou o fato de que Jesus Cristo era Aquele que veio para sentar-Se no trono de
Davi e governar o Seu povo:
#At 2.29,30, 34-36. Varões irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi que ele
morreu e foi sepultado; e entre nós está até hoje a sua sepultura. Sendo, pois, ele profeta e sabendo que
Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne,
LEVANTARIA O CRISTO, PARA O ASSENTAR SOBRE O SEU TRONO. Porque Davi não subiu
aos céus, mas ele próprio diz: Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que
ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés. Saiba, pois, com certeza, toda a casa de Israel que a
esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez SENHOR E CRISTO.

De acordo com diferentes comentários bíblicos, nos antigos países do Oriente, às vezes, as pessoas
carregavam chaves sobre os ombros, como símbolo de poder e de autoridade. Isso se cumpriu no
reinado eterno de Jesus, porque os textos do Antigo Testamento prediziam que, um dia, todo o governo
e autoridade estariam sob o domínio do Messias. Em outras palavras, o poder e a autoridade estariam
sobre o Seu ombro.
#Is 9.6 Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; E O PRINCIPADO ESTÁ SOBRE OS
SEUS OMBROS; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe
da Paz.
Portanto, em se tratando do reinado eterno de Jesus, a chave da casa de Davi simboliza o poder e a Sua
autoridade para "sustentar o governo sobre Seus ombros".
#I Co 15.24. Depois, virá o fim, quando tiver entregado o Reino a Deus, ao Pai, e quando houver
aniquilado TODO IMPÉRIO e TODA POTESTADE e FORÇA.
-6-
Nosso texto básico, #Ap 3.7, diz que Jesus recebeu a chave de Davi, indicando que toda autoridade
Lhe foi dada. É isso que a Bíblia quer dizer quando diz: E o principado está sobre os seus ombros.
Como Cristo e Senhor, Jesus cumpriu, literalmente, a profecia do Antigo Testamento de que reinaria
para sempre, o que fez cumprir também a aliança davídica. Jesus recebeu a chave de Davi para sentar-
Se espiritualmente sobre o trono de Davi e reinar para sempre sobre Israel e o Seu reinado não terá
fim.

#Lc 1.32,33. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará O
TRONO DE DAVI, SEU PAI, E REINARÁ ETERNAMENTE NA CASA DE JACÓ, E O SEU
REINO NÃO TERÁ FIM.
Agora você pode ver por que Jesus é Aquele que tem autoridade e poder para abrir e fechar portas.
#Ap 3.7. Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, O QUE TEM A CHAVE DE DAVI, O QUE
ABRE, E NINGUÉM FECHA, E FECHA, E NINGUÉM ABRE.
Aquilo que Jesus abre, ninguém pode fechar. Ele também tem autoridade para fechar portas, e o que
Ele fecha, ninguém pode abrir. A chave de Davi significa que Jesus tem autoridade que nenhum
homem possui.
Isaías também profetizou sobre a autoridade de Jesus, para abrir e fechar portas. Note que ele usa a
frase "a chave de Davi" em conexão com a autoridade de Jesus. É interessante ver que Isaías
profetizou que Deus iria colocar a chave de Davi sobre o ombro de Jesus, falando sobre o Seu reinado.
#Is 22.22. E porei A CHAVE DA CASA DE DAVI SOBRE O SEU OMBRO, E ABRIRÁ, E
NINGUÉM FECHARÁ, E FECHARÁ, E NINGUÉM ABRIRÁ.
A chave da casa de Davi também pode ser interpretada como o poder e a autoridade de dar acesso a
Deus e à vida eterna. Sabemos que Jesus c Aquele que possui o poder de dar-nos passagem a Deus e à
vida eterna, porque a Bíblia diz: Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens,
Jesus Cristo, homem #I Tm 2.5.
Também, o próprio Jesus disse: E tenho as chaves da morte e do inferno. Nenhum ser humano tem
autoridade sobre a morte e o inferno.
#Ap 1.18. E o que vive; fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém! E TENHO AS
CHAVES DA MORTE E DO INFERNO.
Graças a Deus, Jesus desceu às regiões tenebrosas do domínio da morte e levou cativo o cativeiro #Ef
4.8,9. Arrebatou as chaves da morte e do inferno das mãos de Satanás e ressurgiu naquela alegre
manhã da Ressurreição -vitorioso sobre a morte, sobre o inferno e sobre o túmulo!
Quando Jesus ressuscitou dentre os mortos, foi contar aos discípulos. Deu-lhes a revelação de que era
Aquele que tinha autoridade, porque todo poder Lhe fora dado no céu e na Terra. O governo está sobre
Seus ombros! Só Ele tem a chave de Davi.
#Mt 28.9,10,16-18. E, indo elas, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo. E elas,
chegando, abraçaram os seus pés e o adoraram. Então, Jesus disse-lhes: Não temais; ide dizer a meus
irmãos que vão a Galiléia e lá me verão. E os onze discípulos partiram para a Galiléia, para o monte
que Jesus lhes tinha designado. E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram. E, chegando-
se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-ME DADO TODO O PODER NO CÉU E NA TERRA.
Jesus disse aos discípulos que todo poder Lhe fora dado no céu e na Terra. Como poderia ter recebido
todo poder? Porque Ele é o Santo, o Verdadeiro; Ele é a Testemunha fiel e verdadeira.
Ele tem autoridade; possui a chave de Davi -a chave do poder e da autoridade eterna. Ele tem
autoridade para abrir e fechar portas. Jesus também tem as chaves da morte e do inferno #Ap 1.18.
#Ap 5.1-5. E vi na destra do que estava assentado sobre o trono um livro escrito por dentro e por fora,
SELADO COM SETE SELOS. E vi um anjo forte, bradando com grande voz: QUEM É DIGNO DE
ABRIR O LIVRO e de desatar os seus selos? E NINGUÉM NO CÉU, NEM NA TERRA, NEM
DEBAIXO DA TERRA, PODIA ABRIR O LIVRO, NEM OLHAR PARA ELE. E eu chorava muito,
porque NINGUÉM FORA ACHADO DIGNO DE ABRIR O LIVRO, nem de o ler, nem de olhar para
ele. E disse-me um dos anciãos: Não chores: EIS AQUI O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ, a Raiz de
Davi, QUE VENCEU PARA ABRIR O LIVRO e desatar os seus sete selos.
Jesus é O Único digno de abrir o livro selado com sete selos. Por quê? Porque Ele é o Santo, o
Verdadeiro, e a Testemunha fiel e verdadeira. Ele tem autoridade, a chave de Davi e as chaves da
morte e do inferno.
-7-

A obra dupla de Jesus

O texto básico de #Ap 3.7 revela duas coisas: o caráter e as obras de Jesus. Já vimos sobre Seu caráter.
Nessa passagem, porém, também constatamos algo sobre a obra dAquele que é Santo e Verdadeiro.
#Ap 3.7. E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro,
O QUE TEM A CHA VE DE DAVI, O QUE ABRE, E NINGUÉM FECHA, E FECHA, E NINGUÉM
ABRE.

A obra de Jesus tem uma natureza dupla: Ele abre e fecha portas: "Sou Aquele que abre e ninguém
fecha. Sou Aquele que fecha e ninguém abre". O ato de abrir e fechar portas é um símbolo da
autoridade de Jesus Cristo. O símbolo da chave é uma figura dessa autoridade.
Portanto, um aspecto da obra de Jesus é abrir e fechar portas. De fato, no Evangelho de João, Ele fez
referência a Si próprio como a Porta: EU SOU A PORTA; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e
entrará, e sairá, e achará pastagens #Jo 10.9.
Assim, vemos que Jesus é a Porta para a salvação. Ele é a Porta aberta para todo aquele que nEle crê e
O recebe. A Bíblia diz: E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro
nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos #At 4.12.
Bem, isso já é suficiente para gritarmos de júbilo! Em #Ap 3.8, Jesus prosseguiu e disse: Eis que
diante de ti pus UMA PORTA ABERTA. Todos são convidados para entrar pela porta aberta da
salvação.
Jesus não fecha as portas das bênçãos para Seu povo! Elas estão abertas para todos, para a glória de
Deus. Todos podem entrar.
Cristo também fecha portas, e existem algumas que, finalmente, serão fechadas, caso as pessoas se
recusem a aceitá-lo e a entrar pela porta aberta da bênção.
Você pode fechar portas que Jesus abriu?
É importante entender que, quando Jesus abre uma porta para você, nenhum homem pode fechá-la.
Sua mãe não pode fechá-la; o seu pai também não, nem seu pastor.
Na verdade, você é o único que, realmente, pode fechar as portas das bênçãos de Deus em sua vida.
Como? Por falta de entendimento ou por desobediência. Veja, há um lado divino e um lado humano
em tudo que recebemos de Deus.
Muitas vezes, as pessoas querem deixar tudo por conta de Deus, dizendo: "Sei que o Senhor me dará
tudo que preciso. Se precisar de cura, Ele me dará. Seja o que for, Deus me enviará".
Isso soa bem, e repercute como uma afirmação muito religiosa. Entretanto, colocando no contexto das
palavras de Jesus, não é verdadeira. Por quê? Quando se trata da provisão de Deus, Jesus já colocou
diante de nós uma porta aberta.
#Ef 1.3. Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos ABENÇOOU COM TODAS
AS BÊNÇÃOS CELESTIAIS NOS LUGARES CELESTIAIS em Cristo.
Em outras palavras, a porta das bênçãos de Deus já está aberta diante de nós, porque Ele nos
proporciona todas as bênçãos espirituais em Cristo. Quais são algumas das portas abertas das bênçãos
de Deus?
Bem, temos a da salvação, oportw1idade, cura divina, bênção financeira, dos dons, do ministério.
Depois, Jesus abre também a porta do céu para nós.
Desde que Jesus escancarou as portas das bênçãos para nós, é nossa responsabilidade se entraremos ou
não por elas.
Por toda a Bíblia, desde o Antigo Testamento até a última página do Novo Testamento, veremos,
repetidamente, que a Palavra coloca a responsabilidade pela recepção das bênçãos de Deus sobre o
indivíduo.
Por exemplo, Deus disse: ESCOLHEI [vós] hoje a quem sirvais #Js 24.15. Deus dá ao ser humano a
liberdade de escolher. Ele não disse: "Vou dizer a vocês a quem devem servir" .Não, Ele disse ao povo
que eles deviam escolher
No livro de Apocalipse, a Palavra de Deus diz: E o Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga:
Vem! E quem tem sede venha; e QUEM QUISER tome de graça da água da vida #Ap 22.17.
-8-
Note que a Bíblia menciona quem quiser. Significa que cada pessoa deve escolher, por si mesma,
entrar ou não pelas portas das bênçãos de Deus!
As bênçãos, e tudo mais que Deus deseja oferecer-lhe, não virão sobre a sua vida automaticamente
como frutas maduras caindo de uma árvore.
Não, existem algumas coisas que você terá de fazer para receber as provisões de Deus. Você tem um
papel a desempenhar para receber algo das mãos de Deus.
Jesus já fez a parte dEle, já abriu as portas das bênçãos. Desde que Ele pôs diante de você uma porta
que ninguém pode fechar, cabe a você, entrar por ela!
Não sei quanto a você, mas eu gosto da palavra aberta. Não fechada, mas aberta. Graças a Deus pelas
portas das bênçãos que Jesus já abriu diante de nós!
Não seria lamentável chegarmos ao fim da vida sem jamais ter experimentado as promessas ou as
provisões de Deus -apesar de já estarem à nossa disposição?
Portanto, precisamos ver o que a Bíblia diz sobre cada porta, para que possamos saber se estamos
entrando pelas portas que Jesus deixou livres para nós.

Jesus: a Porta aberta da salvação

Jesus abriu a porta da salvação para todas as pessoas. Graças a Deus, Ele abriu uma porta que ninguém
pode fechar -a menos que o próprio indivíduo se recuse a entrar por ela, não O recebendo como
Salvador.
O que quer dizer: Jesus é a Porta da salvação? Lembre-se de que Ele mesmo disse: Eu sou a porta; se
alguém entrar por mim, salvar-se-á #Jo 10.9.
Em #Hb 10.20, a Bíblia diz: Pelo vivo e novo caminho que ele [Jesus] nos consagrou, pelo véu, isto é,
pela sua carne. Em outras palavras, ao derramar Seu sangue na cruz do Calvário, Jesus abriu a porta da
salvação para todas as pessoas.
Veja bem, quando Cristo morreu e derramou Seu sangue pela remissão dos nossos pecados, a cortina
que separava o lugar santo do Santo dos Santos foi partida em duas. Aquela cortina separava o homem
do Santo dos Santos, onde habitava a presença de Deus, na Velha Aliança.
#Hb 10.19,20. Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no Santuário, pelo sangue de Jesus, pelo novo e
vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne.
Uma vez que a divisão foi abolida pelo sacrifício de Jesus, a presença de Deus não estaria mais
restrita a um tabernáculo feito por mãos humanas. Pelo sacrifício de Jesus, a presença de Deus passou
a habitar em cada pessoa que recebe Jesus Cristo como salvador #Jo 14.23.
O próprio Jesus é a Porta
Por esse motivo, Jesus é a Porta da salvação: Ele abriu o caminho para todas as pessoas alcançarem a
salvação, por meio do Seu sacrifício. Ele afirmou ser a Porta. De fato, não há outra porta por meio da
qual possamos receber a salvação ou a vida eterna #At 4.12.
Em João, capítulo dez, vemos que Jesus é a Porta e o Bom Pastor. No versículo 11, Ele afirmou ser o
Bom Pastor, que dá a vida pelas ovelhas. As ovelhas conhecem a Sua voz e O seguem.
#Jo 10.1-11. Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra PELA PORTA no curral das
ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Aquele, porém, que entra PELA PORTA é o
pastor das ovelhas. A ESTE [o Pastor] o porteiro abre, e AS OVELHAS OUVEM A SUA VOZ, e
chama pelo nome às suas ovelhas e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai
adiante delas, e as ovelhas o seguem, PORQUE CONHECEM A SUA VOZ. Mas, de modo nenhum,
seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. Jesus disse-lhes
esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em
verdade vos digo que EU SOU A PORTA das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões
e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram. EU SOU A PORTA; SE ALGUÉM ENTRAR POR
MIM, SALVAR-SE-Á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar
e a destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância. EU SOU O BOM PASTOR; o
bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.
-9-
Jesus é O Bom Pastor e, por isso, o porteiro abre a porta. Jesus, a Porta da salvação, protege as
ovelhas, de maneira que nenhum ladrão ou salteador pode chegar ao rebanho. Portanto, Jesus é a Porta
da salvação e o Bom Pastor que protege as ovelhas.
Jesus, a Porta da salvação, já abriu o caminho para a redenção de todas as pessoas que viveriam sobre
a face da Terra. Cada uma, porém, deve entrar pela porta da salvação. Deus coloca a responsabilidade,
sobre cada indivíduo, de receber ou não Jesus Cristo como Salvador.

Definição de salvação

Quando nos referimos à porta da salvação, estamos dizendo que Jesus nos proporciona o novo
nascimento e a remissão dos pecados. Por causa do sacrifício dEle, podemos receber a vida eterna e
ser novas criaturas em Cristo Jesus #II Co 5.17.
Veja, a palavra salvação implica mais do que o novo nascimento:
#Rm 1.16. Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois É O PODER DE DEUS para
SALVAÇÃO de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego.
Uma nota no rodapé da minha Bíblia diz que as palavras em grego e em hebraico para salvação dão
não só a idéia de perdão de pecado, mas também de cura e saúde. A palavra salvação de fato significa
cura, saúde, segurança, livramento e plenitude.
Todo aquele que crê pode entrar pela porta da salvação! Cada indivíduo deve escolher por si se entrará
nas bênçãos e benefícios que a salvação lhe proporciona. Esses benefícios incluem cura, saúde,
segurança, livramento e plenitude.
#Ap 22.17. E o Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e
QUEM QUISER tome de graça da água da vida.
Queridos amigos, essa porta ainda está aberta, mas qualquer dia se fechará -então será tarde demais
#II Co 6.2; #Gn 6.3. Você terá de decidir se entrará pela porta da salvação; somente você determinará
onde passará a eternidade.
Alguns acham que podem decidir onde outras pessoas passarão a eternidade. Ou seja, se todo homem
tivesse o poder de determinar sobre tal assunto, certamente privaria muitos indivíduos de entrar pela
porta da salvação! Se pudesse, fecharia a porta da salvação para as pessoas de quem não gostasse.
Se o ser humano tivesse algum poder sobre a porta da salvação, logo estabeleceria regras e exigências
para que os outros tivessem de cumprir para entrar.
Por exemplo, algumas pessoas julgam que, se você não pertence à congregação delas, não pode ser
salvo. Outras acreditam que você tem de ser batizado mediante uma certa fórmula para poder ser
salvo. Fico feliz por saber que todos esses raciocínios humanos estão equivocados.
De fato, através dos anos, alguns já me disseram que não irei para o céu, quando morrer, porque não
pertenço ao grupo deles. Tentam fechar a porta da salvação para mim, mas foi Jesus quem a abriu e ser
humano algum pode fechá-la!
Graças a Deus, encontrei a porta da salvação em Jesus, e depois que nasci de novo, sabia que já estava
do outro lado da porta! Estava salvo! Não precisei perguntar a ninguém se podia ou não entrar pela
porta -Jesus definiu essa questão, de uma vez por todas, por meio do Seu sacrifício!
A porta da salvação continua aberta hoje. Não estará sempre aberta, mas ainda está. Entretanto, haverá
um dia em que ela será fechada; será muito tarde para aceitar Jesus Cristo como Senhor e Salvador.
A porta fechada da arca
Até agora falamos sobre o lado positivo -as portas que Jesus 'abre. Entretanto, Ele não só abre portas: a
Bíblia diz que Ele também fecha. Jesus é Aquele que abre, e ninguém fecha, e fecha, e ninguém abre
#Ap 3.7.
Quais são algumas das portas que Jesus fecha? Uma delas é a porta do derramamento da ira de Deus.
Voltemos ao livro de Gênesis, e veremos uma ilustração disso.
A Bíblia diz que o Senhor fez uma aliança com Noé: Contigo estabelecerei o meu pacto; e entrarás na
arca, tu e os teus filhos, e a tua mulher, e as mulheres de teus filhos contigo #Gn 6.18.
Noé obedeceu a Deus e construiu a arca. Então, chegou o dia em que Deus ordenou que Noé, seus
filhos e noras entrassem na arca para a própria segurança e preservação. Deus também disse a Noé
para levar dois espécimes de todas as aves e animais, para preservar a criação de Deus (v. 19).
- 10 -
Evidentemente, outras pessoas tiveram oportunidade de entrar na arca, para estarem em segurança
quando chegasse o dilúvio, pois a Bíblia chama Noé de pregoeiro da justiça #II Pe 2.5. Entretanto, as
pessoas ímpias daquela geração não deram ouvidos e nem aproveitaram a oportunidade.
#Gn 6.13,14,16. Então, disse Deus a Noé: O fim de toda carne é vindo perante a minha face; porque a
terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra. Faze para ti uma arca da madeira de
gofer; farás compartimentos na arca e a betumarás por dentro e por fora com betume. Farás na arca
uma janela e de um côvado a acabarás em cima; e a porta da arca porás ao seu lado; far-lhe-ás andares
baixos, segundos e terceiros.
Note algo interessante que a Bíblia diz nessa passagem. Deus disse, especificamente, para Noé
construir a arca com uma porta. Quero enfatizar algo no versículo seguinte. Não foi Noé quem trancou
a porta da arca; ele não podia fazer isso. A Bíblia diz que foi o Senhor quem fechou a porta. Embora
fosse uma porta de salvação para Noé e sua família, também representava uma porta de condenação
para aqueles que ficaram do lado de fora .
#Gn 7.16. E os que entraram, macho e fêmea de toda a carne entraram, como Deus lhe tinha ordenado;
E O SENHOR A FECHOU POR FORA.
O Senhor fechou a porta sobre Noé e sua família para protegê-los da ira que viria. Fechando a porta,
Deus manteve sua ira longe daquelas oito almas que foram salvas pela água #I Pe 3.20.
Veja, finalmente chegou o momento em que o Senhor fechou a porta! Não foi Noé quem fechou!
A natureza humana não mudou muito desde o dilúvio. Em tempos de adversidades, os homens fazem
tudo para preservar a própria vida e salvar-se. Por isso, tenho certeza de que muitas daquelas pessoas
ímpias tentaram entrar na arca depois que Deus tinha fechado a porta. Entretanto, a porta que o Senhor
fecha, homem algum é capaz de abrir.
Quando a chuva desceu e começou o dilúvio, a enorme arca começou a flutuar! A água continuou
subindo até que encobriu os telhados das casas e o topo das árvores. Provavelmente, muitos amigos,
parentes e vizinhos de Noé foram nadando até a arca, gritando: "Noé, deixe-nos entrar! Noé, deixe-nos
entrar!"
Entretanto, como vimos, era tarde demais. Noé não podia abrir a porta, porque não fora ele quem
fechara. Deus tinha fechado a porta. A mesma porta que mantinha Noé e seus filhos dentro, mantinha
os insensatos fora. Deviam ter entrado para a segurança da arca, quando Noé estava pregando, pois
eles tinham a oportunidade #II Pe 2.5.
O fechamento dessa porta e a tendência do homem de só tentar entrar quando é tarde demais lembra-
me de outra porta -a porta do inferno.
As portas do inferno se fecharão para sempre
Jesus disse aos cristãos que as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja #Mt 16.18. Em outras
palavras, o reino das trevas de Satanás não poderá vencer a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Um dia, as
portas do inferno serão literalmente fechadas, trancando para sempre, lá dentro, os ímpios e os
perversos que se recusaram a aceitar a salvação que Jesus lhes ofereceu.
Deus, porém, não criou o inferno para as pessoas; o inferno foi criado para o diabo e seus demônios
#Mt 25.41. Deus não manda ninguém para o inferno. As pessoas vão para o inferno por causa dos
próprios pecados e porque rejeitam o Senhor Jesus Cristo como Salvador.
Deus não fecha a porta da salvação para impedir as pessoas de aceitarem Cristo. Ele dá oportunidade e
liberdade de escolha; são os próprios indivíduos que se privam da salvação. Um dia, as portas do
inferno se fecharão, e aqueles que rejeitaram Jesus Cristo estarão perdidos para sempre.
Um dia, também, as portas do céu serão fechadas contra os obreiros da iniqüidade. A Bíblia fala sobre
isso em #Ap 21.27: E não entrará nela [no céu] coisa alguma que contamine e cometa abominação e
mentira.
Podemos ver isso mais claramente no texto da Bíblia ampliada:
#Ap 21.27. Nada que contamine ou profane, ou que seja impuro jamais entrará [no céu], nem qualquer
um que cometa abominação -quer dizer, coisas sujas, detestáveis ou moralmente repugnantes -ou que
praticam a falsidade, mas somente aqueles cujo nome está registrado no Livro da Vida do Cordeiro.
Caros leitores, o simples pensamento de ficar separado de Deus por toda a eternidade deveria ser
suficiente para incentivar qualquer um, que não tenha certeza da salvação, a aceitar Jesus e acertar as
contas com Deus.
- 11 -
Algumas pessoas dizem: "Bom, vou arriscar. Basicamente, sou uma pessoa boa. Vou à igreja, por isso
julgo, que vou para o céu quando morrer" .
Se você conhece Jesus, não precisa arriscar a salvação! Não precisa ficar se perguntando se vai ou não
para o céu! Quando você aceita Jesus em seu coração, como Senhor e Salvador, pode ter plena certeza
de que irá para o céu!
Desde que esteja firmado em Cristo, sua salvação não dependerá do acaso -se baseará numa certeza!
Portanto, caso você esteja desviado -se ultimamente não tem andado com o Senhor -precisa retornar à
comunhão com Deus.
Não espere até que seja tarde demais, porque, um dia, haverá um grande acerto de contas. Um dia, os
cristãos voltarão para casa e passarão a eternidade com Jesus. Você não vai querer perder isso.
A Bíblia também menciona que haverá choro e ranger de dentes para aqueles que desperdiçaram a
oportunidade de ir para o céu #Mt 13.42,50; 25.30. Espero que nenhum dos meus leitores perca a
chance de fazer do céu o seu lar eterno!
No mundo natural, oportunidades negligenciadas trazem profundo pesar. Na esfera espiritual, as
oportunidades perdidas ocasionarão pesar muito maior! Perder a salvação e o céu e passar a eternidade
no inferno conduzirão a um pesar que durará para sempre!
No mundo natural, já vi homens que deixaram uma chance escapar, se enfraqueceram e morreram
prematuramente. A vida desses indivíduos foi arruinada; o próprio coração pareceu ter sido
despedaçado. Pense em quanta tristeza e tormento não sentirá aquele que perder a chance de ser salvo
e ir para o céu!
Oportunidades perdidas trazem eterno pesar
Lembro-me de que, na minha cidade natal, havia um jovem, pouco mais velho do que eu, que se casou
e teve filhos. Quando seus filhos cresceram, começaram a ir à igreja.
Às vezes, aquele homem participava de alguns cultos. Sentia convicção, e chorava como um bebê. As
lágrimas desciam pelo seu rosto e pingavam no chão. Ele tremia sob o poder do Espírito Santo, como
se estivesse com dores; entretanto, eu, como pastor, não conseguia fazer com que ele entregasse o
coração a Deus.
Mesmo assim, Jesus abriu a porta da salvação diante dele! Muitas vezes, conversei pessoalmente com
aquele homem sobre a vida eterna.
De fato, certa noite, caminhamos uns dois quilômetros da igreja até a sua casa, e eu falei com ele sobre
sua salvação. Sabia que ele precisava acertar as contas com Deus; era pecador e vivia l,a imoralidade.
Apesar de ser casado, envolvia-se com outras mulheres.
Disse-lhe: "Sabe, agora você tem uma família. Você precisa pensar nos seus filhos. Pelo bem de sua
família e pelo seu próprio bem, leve-os à igreja e viva também para Deus". Por um motivo ou por
outro, nunca consegui convencê-lo. Ele nunca aceitou Jesus.
Os anos se passaram. Finalmente, desliguei-me do ministério pastoral e saí para o ministério de
campo, viajando e ensinando. Certa ocasião, eu estava dirigindo uma reunião no Texas. À noite, Deus
falou comigo sobre aquele homem.
Eu estava orando, por volta das três ou quatro horas da manhã, perto do púlpito da igreja na qual
pregava sobre avivamento. Sempre gostei muito de orar de madrugada.
Deus falou comigo, ordenando que eu voltasse para minha cidade natal e conversasse com aquele
homem mais uma vez, sobre sua salvação. Imagine só! Deus estava me enviando numa longa viagem
de vários quilômetros, para falar com uma única alma perdida!
Aquele homem tinha perdido a esposa e os cinco filhos, e estava morando com outra mulher. Deus me
enviou até ele e me disse, exatamente, o que devia dizer. Eu o procurei pela cidade, finalmente o
localizei, e conversei com ele sobre aceitar Cristo. Cada vez que falava sobre dar seu coração ao
Senhor, ele pulava como se tivesse levado um choque: literalmente estremecia da cabeça até os pés.
Aquele homem chorava como se tivesse perdido um ente querido. Nunca vira um adulto soluçando e
tremendo como ele. Finalmente, terminei minha mensagem, a de que ele precisava acertar as contas
com Deus e receber a salvação.
Ele disse: "Ken, sei que você tem razão. Sei que você me ama. Sei que tudo o que me disse é verdade.
Sei o que devo fazer, mas não vou fazer".
- 12 -
E continuou: "Sei que preciso da salvação, devo entregar minha vida a Jesus. Sei que devo viver
corretamente. Sei o que é certo. Só que não estou disposto a fazer. Não vou fazer!". Depois, ele se
virou e se afastou, deixando-me sentado, sozinho.
Voltei para a cidade onde estava, e segui com minhas pregações. Entretanto, permaneci muito
preocupado com aquele homem. Por isso, na manhã seguinte, antes das quatro horas, eu estava
novamente orando por ele.
Subitamente, recebi uma palavra do Senhor: "Deixe-o. Não ore mais por ele. Não faça nem mais uma
oração" .
Eu respondi: "á Senhor querido!" Levantei-me e clamei: "á Senhor! Isso não pode estar certo.
Certamente, devo orar por ele!"
O Senhor me disse: "Você já leu na minha Palavra, no Antigo Testamento, quando falei sobre Efraim:
Deixe Efraim. Deixe-o sozinho! Ele está entregue aos ídolos?"
#Os 4.17. Efraim está entregue aos ídolos; deixa-o. Deus disse isso! Em outras palavras, O Senhor
finalmente fechou a porta para Efraim. Deus falou a um dos seus profetas: "Não profetize mais para
eles. Deixe-os. Estão entregues aos ídolos. Não interceda mais por Efraim" .

Que comentário triste! Oportunidades perdidas trazem profundo pesar. Deus dera muitas
oportunidades àquele homem, para que aceitasse a salvação em Jesus Cristo, mas ele sempre rejeitou.
Recusou-se, terminantemente, a entregar seu coração a Deus.
Este, porém, não é o final da história daquele homem. Ele tinha um filho lindo, de cabelos dourados. O
menino era esperto, gostava de ir à igreja e amava ao Senhor. Aquele garotinho foi salvo, ainda
criança.
Um dia, porém, algo lhe aconteceu. Seu professor escreveu um bilhete para a mãe, dizendo: "Venha
conversar". Algo tinha acontecido na mente do garoto. Então, a mãe começou a observá-lo. No
inverno, aquele menino ficava perto do fogo; às vezes, sua roupa pegava fogo, pois ele não tinha
nenhuma sensibilidade no corpo.
Sua mãe o levou aos médicos, os quais não conseguiam descobrir qual era seu problema. Finalmente,
sua mente se foi completamente. Não havia nenhum lugar onde pudessem internar uma criança com
aquele tipo de problema. O governo estadual não mantinha nenhum programa. Finalmente,
internaram-no num lar para crianças excepcionais. Eu estava participando de uma convenção perto da
cidade onde o menino estava internado. Disse à minha esposa: "Vamos até lá ver se conseguimos
visitar o garoto. Deve estar com quinze ou dezesseis anos" .
Assim, minha esposa e eu visitamos o lar onde o menino vivia. De fato, conversamos com o médico
que dirigia a instituição. Mandou buscar o rapaz, mas nos preveniu: "Vocês ficarão chocados com o
que verão. Quando vocês o viram pela última vez, ele estava com nove ou dez anos de idade. Estou
certo?"
Eu respondi: "Sim, isso mesmo".
O médico disse: "Vejam, em vez de progredir, ele regrediu. Por isso, não está tão grande quanto estava,
quando o viram. Não tem sequer o tamanho de uma criança de seis anos. Agora está com o tamanho de
uma criança de cinco anos” .
Quando o atendente chegou com o rapaz, só pude reconhecê-lo porque o médico havia nos alertado.
Fiquei chocado. Tinha conhecido o menino pessoalmente, por isso tentei conversar com ele, para ver
se me reconhecia, mas ele não conseguiu. Foi muito triste vê-lo naquelas condições.
O médico perguntou: "Vocês conhecem a família desse rapaz?"
"Sim ", respondi.
"Estão planejando visitá-los?"
"Sim. Eles vivem na minha cidade natal; minha esposa e eu vamos até lá, depois que terminarmos a
convenção" .
O médico disse: "Bem, diga-lhes que, se quiserem ver o garoto com vida, é bom que venham logo. Ele
não sobreviverá por muito tempo -talvez de um a seis meses".
Depois da convenção, minha esposa e eu fomos à minha cidade natal visitar meus parentes. Estávamos
descendo de carro por uma rua, quando avistei o pai do rapaz. Na época, ele tinha apenas 37 anos de
idade, mas estava vivendo no pecado, seu corpo estava enfraquecido por várias enfermidades, parecia
um velho.
- 13 -
Quando se aproximou mais, minha esposa comentou: "Esse não é o Fulano?"
Olhei bem e respondi: "Sim, parece que é" .
Ficamos observando, enquanto ele se aproximava de nós pela calçada. Pela maneira como caminhava,
poderíamos pensar que não nos enxergava, mas, ao passar por nós, reconhece-nos. Sem demonstrar
nenhum constrangimento, na rua principal, em frente a uma praça, ele gritou: "Ken! Oi, Ken!"
Perguntou-me: "Você sabe onde está meu filho? Sabe onde está meu filho?"
"Sim, sei onde ele está " , respondi. Contei-lhe o que o médico me dissera.
Começou a chorar e a soluçar ali mesmo na rua, à luz do dia. "Oh! Oh! Será que existe algo que eu
possa fazer para ajudar meu garoto?"
Eu disse: "Não, não. Não há nada que você possa fazer. Poderia ter feito algo antes. Conversei com
você, muitas vezes, sobre arrepender-se e acertar as contas com Deus, mas você disse não.
Repetidamente, recusou-se a dar seu coração ao Senhor e ser salvo" .
Você fala sobre o inferno! Você fala sobre tormento eterno! Aquele homem continuou rejeitando Jesus
Cristo até que, finalmente, a porta da salvação se fechou. Entretanto, ele mesmo fechou a porta da
salvação, recusando-se a aceitar Jesus Cristo como Salvador.
O que lhe aconteceu? Ouvi dizer que morreu amaldiçoando Deus. A porta da salvação se fechou para
ele, porque rejeitou Jesus. Oportunidades negligenciadas trazem pesar. Quando a oportunidade perdida
é a salvação da alma, o pesar dura para sempre.
Jesus fecha a porta das oportunidades
A Bíblia ensina que uma das portas que Jesus fecha é a porta da oportunidade. Por exemplo, a parábola
das dez virgens fala sobre oportunidade perdida. Nessa passagem, o Reino de Deus é comparado a um
casamento. Dez virgens saem para encontrar o Noivo.
Ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo! Saí-lhe ao encontro! #Mt 25.6. Cada uma das dez virgens teve
a mesma oportunidade. Cada uma tinha uma lâmpada para queimar óleo. Todas estavam aguardando,
com grande expectativa, a chegada do Noivo. Todas foram chamadas para se encontrar com Ele.
A Bíblia, porém, diz que cinco virgens estavam prontas; tinham óleo extra, de maneira que podiam sair
e encontra-Lo. Cinco virgens não se preocuparam em comprar mais óleo para as lâmpadas, por isso
não estavam preparadas para encontrá-Lo, quando Ele chegasse.
À meia-noite, ouviu-se o grito: Aí vem o esposo! Saí-lhe ao encontro! Todas as virgens se levantaram
para acender as lâmpadas, no entanto, as cinco insensatas não tinham óleo suficiente. Saíram para
comprar mais, porém, quando voltaram, a Bíblia diz que a porta estava fechada.
#Mt 25.6-13 Mas, à meia-noite, ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo! Saí-lhe ao encontro! Então
todas aquelas virgens se levantaram e prepararam as suas lâmpadas. E as loucas disseram às prudentes:
Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam. Mas as prudentes responderam,
dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós; ide, antes, aos que o vendem e comprai-o para nós.
E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as
bodas, E FECHOU-SE A PORTA. E, depois, chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor,
Senhor, ABRE-NOS A PORTA! E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.
Vigiai, pois"porque não sabeis o Dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir.
Lembre-se de que uma parábola é como uma história -contém uma verdade central ou um fundo moral
a nos ensinar. Em qualquer parábola, descubra qual é a verdade central ou o pensamento que Jesus
quer transmitir. Então, não acrescente mais nada.
Portanto, qual é o fundo moral dessa parábola sobre as dez virgens? Jesus está dizendo à Igreja para
estar preparada para a vinda do Noivo. Esteja pronto! Se você ainda não está, então, apronte-se. De
outra forma, a porta da oportunidade fechar-se-á. Não tente construir coisa alguma sobre esse
pensamento central.
Como você pode se aprontar? Se nunca nasceu de novo, entregue sua vida a Cristo. Aceite Jesus em
seu coração e experimente o novo nascimento. Depois que recebeu a salvação, mantenha-se preparado.
Ande em comunhão com Deus. Ande na luz da Sua Palavra.
As cinco virgens, que estavam prontas, entraram, e a porta se fechou. As outras cinco saíram para
comprar óleo, mas era tarde demais.
A lição aqui é que a porta da oportunidade, um dia, será fechada. Agora você deve pregar isso aos
pecadores porque é verdade. Os pecadores podem perder o dia da graça, por causa do pecado. A porta
da oportunidade para a salvação um dia será fechada.
- 14 -
Uma vez que Jesus fecha uma porta, homem algum pode abri-Ia. Por isso, esteja pronto para
encontrar-se com Jesus, pois a porta nem sempre estará aberta.
O mesmo é verdade em relação à vida. Se uma porta de oportunidade se abre, mas você não entra, ela
se fechará.
Mesmo na vida material lamentamos quando vemos uma porta para uma oportunidade fechando-se,
não é mesmo? Oportunidades negligenciadas provocam pesar.
Por exemplo, muitas pessoas tiveram chance de fazer certas coisas, mas não fizeram. Alguns nunca
mais tiveram outra oportunidade, e lamentaram pelo resto da vida.
Caro amigo, haverá muito pesar pela perda das oportunidades espirituais, não só nesta vida, mas por
toda a eternidade!
Na Bíblia, podemos ver exemplos de indivíduos que negligenciaram as chances. Por exemplo, nos dias
do Novo Testamento, Deus estava derramando o Seu Espírito sobre a Igreja primitiva. Bem no meio de
toda aquela bênção maravilhosa estavam duas pessoas, chamadas Ananias e Safira. Estavam
participando de tudo aquilo que Deus estava operando, mas, mesmo assim, perderam o mover de
Deus. Perderam a oportunidade!
Não foi por culpa de Deus que Ananias e Safira a perderam. Foi por causa do pecado #At 5.1-10. Isso,
porém, nos mostra uma verdade importante.
Você pode estar bem no meio do que Deus está fazendo e perder tudo. Como isso é possível? Porque o
pecado sempre fará com que perca o alvo. Também, ocupar-se demais com os interesses da vida e não
gastar tempo suficiente com Deus pode fazer com que você perca aquilo que Ele está operando em sua
vida.
Você deve manter sua mente e seu coração abertos para Deus, para entender o que Ele planeja fazer
em sua vida. Se você fechar a mente e os ouvidos espirituais, poderá perder as oportunidades
oferecidas por Deus. É melhor manter a boca fechada e os ouvidos bem abertos!
A Bíblia diz: Todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar #Tg 1.19. A
maior parte dos cristãos faz o contrário. São rápidos para falar e para se irar e tardios para ouvir. Não
foi o que Deus disse. Temos de ser rápidos para ouvir e lentos para falar.
Descobri, quando ainda era adolescente, que, quanto menos falamos, menos temos de nos arrepender.
Também descobri que podemos aprender muito mais ouvindo do que falando.
Por isso, mantenha seus ouvidos espirituais abertos para Deus e Sua Palavra! Não permita que as
portas das oportunidades se fechem -entre e receba tudo aquilo que Ele está providenciando para você!
Mova-se com Deus, enquanto as portas das oportunidades estão abertas. Se ainda não está preparado
para encontrar-se com Jesus, apronte-se enquanto a porta está aberta! Caminhe em íntima comunhão
com Ele.
Todos nós temos a mesma oportunidade de nos aprontarmos para o encontro com Jesus! Entretanto,
chegará o dia em que não teremos mais tempo para isso. Será tarde demais; a porta da oportunidade
estará fechada.
A Bíblia ensina que, um dia, a porta da oportunidade será fechada. Por exemplo, se uma pessoa
continua rejeitando a salvação oferecida por Jesus, os portões do inferno serão trancados atrás dela, e
será tarde demais para a salvação daquela pobre alma perdida.
Não perca suas oportunidades
O próprio Jesus nos conta nos mínimos detalhes sobre um homem que perdeu uma oportunidade, e
cujo sofrimento durou por toda a eternidade. Em Lucas 16, conta-se que havia um certo homem rico,
que esperou até ser tarde demais. Finalmente a porta da oportunidade fechou-se para ele:
#Lc 16.19-26. Havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias
regalada e esplendidamente. Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de
chagas à porta daquele. E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os
próprios cães vinham lamber-lhe as chagas. E aconteceu que o mendigo morreu e foi levado pelos
anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico e foi sepultado. E, NO HADES, ERGUEU OS
OLHOS, ESTANDO EM TORMENTOS, e viu ao longe Abraão e Lázaro, no seu seio. E, clamando,
disse: Abraão, meu pai, tem misericórdia de mim e manda a Lázaro que molhe na água a ponta do seu
dedo e me refresque a língua, PORQUE ESTOU ATORMENTADO NESTA CHAMA. Disse, porém,
Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro, somente males; e, agora,
este é consolado, e tu, atormentado. E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de
- 15 -
sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá, passar para
cá.
De fato, não se trata de uma parábola, porque Jesus falou de um homem rico e de um certo mendigo,
chamado Lázaro (v.19,20). Evidentemente, Ele tinha pessoas verdadeiras em mente quando disse isso.
Nesse relato, Jesus descreveu os tormentos do inferno, incluindo as chamas que atormentavam o
homem rico que disse: Estou atormentado nesta chama. Portanto, a partir desse relato, sabemos que
existem chamas no inferno que atormentam as almas perdidas por toda a eternidade.
Jesus também explicou que havia um grande abismo " impedindo de escapar aqueles que estavam no
inferno.
O inferno é um lugar de tormentos. Aqueles que forem para lá não poderão atravessar e entrar no
Paraíso, na presença de Abraão.
Quem colocou aquele abismo? Foi Deus. Deus fecha a porta, de sorte que os que quisessem passar
daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá, passar para cá (v. 26).
Em outras palavras, Deus fechou a porta para que os atormentados não pudessem atravessar nem
entrar no Paraíso. Aqueles que estiverem no Paraíso -no lugar de conforto -também não poderão
atravessar nem entrar no inferno.
Veja bem, caro leitor, quando as portas do inferno se fecharem sobre aquele pecador contumaz, que
insiste em rejeitar Jesus, será tarde demais. Isso significa que não é possível orar para tirar alguém do
inferno. Se as portas do inferno estiverem trancadas, quem estiver lá dentro estará perdido para
sempre.
Essa imagem deveria ser suficiente para transformar cada cristão em um ganhador de almas! Existe
um céu para ser alcançado e um inferno para ser evitado. Todos nós, um dia, deixaremos a Terra, e nós
mesmos decidiremos onde passaremos a eternidade .
Quer gostemos da idéia ou não, iremos pelo caminho da morte, ou pelo caminho do arrebatamento da
Igreja, quando Jesus voltar, e a trombeta de Deus tocar #I Co 15.52; #I Ts 4.16.
Aqueles que são salvos vão partir para estar com Cristo; os que não estão em Cristo irão para aquele
lugar tenebroso de tormentos. Cada pessoa tem a escolha diante de si.
A Bíblia diz: Escolhei hoje a quem sirvais as #Js 24.15a. Portanto, a escolha é sua.
A porta da oportunidade está aberta para cada pessoa escolher seu destino. Cada indivíduo tem o poder
de optar pelo lugar no qual passará a eternidade. Poderá escolher entre o céu e o inferno.
#Dt 30.19. Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te tenho proposto a vida e a
morte, a bênção e a maldição; escolhe (você], pois, a vida, para que vivas, tu e a tua semente.
O próprio Deus disse: "Você deve escolher entre a vida e a morte, a bênção e a maldição. A escolha é
sua" . Se uma pessoa recusa-se a ser salva, aceitando Jesus como Salvador, finalmente chegará o dia
em que a porta da salvação se fechará para ela, eternamente.
Muitas pessoas levam, durante a vida, as coisas de Deus com leviandade. Zombam daqueles que
crêem na Bíblia. Alguns chegam a dizer que o inferno não existe, que é uma idéia ultrapassada.
Entretanto, quero dizer que o Senhor Jesus Cristo ensinou que o inferno é real, tanto quanto o céu é
real #Mt 10.28; 18.3. Há um inferno para se evitar e um céu para se ganhar! Oh, sim, quando se está
em pleno vigor físico, no auge da juventude, é fácil brincar com as coisas de Deus. É fácil ser leviano
e insensato, não levando as coisas eternas a sério. Entretanto, quando chegamos ao final da jornada da
vida, e temos de atravessar para o outro lado e penetrar naquele lugar sombrio para habitar no inferno
sem Deus, a história fica diferente. Quando estava acamado, muito doente, lembro-me de uma senhora
que costumava visitar minha avó. Naquela época, eu morava com meus avós. Certa noite, minha avó e
sua amiga estavam no meu quarto. Na época, aquela senhora tinha uns sessenta anos de idade. Era
quase impossível falar sobre Deus ou sobre a Bíblia perto daquela senhora. Ela tinha aversão a esses
assuntos. De fato, opunha-se tão violentamente às coisas de Deus, que ficava irada quando a Bíblia, a
Igreja e Deus eram mencionados. Naquela noite, não sei bem como, mas a conversa começou a girar
sobre as coisas de Deus. Eu não tinha dito nenhuma palavra, pois não queria provocá-la. Sabia que
ficava furiosa quando ouvia falar de Deus.
De alguma maneira, porém, tocamos no assunto da Bíblia e ela começou a criticar: "Oh, a Bíblia não é
nada! É apenas uma fraude criada pelos homens".
- 16 -
E continuou: "Vou dizer uma coisa. Estaríamos melhores, se todas as igrejas fossem fechadas e todos
os pregadores fossem presos. Eles só querem dinheiro; contam fábulas e falam sobre o inferno para
deixar as pessoas com medo e arrancar o dinheiro delas!"
Ela esbravejou mais ainda: "Quando você morre, é igual um cachorro; ali se acaba tudo!"
Vovó sabia que aquele tipo de conversa me perturbava, pois já estava bem doente; por isso, puxou
outro assunto. Era bom conversar com aquela senhora, desde que fosse sobre outros assuntos, os quais
não a deixassem tão furiosa.
Doze anos mais tarde, minha esposa e eu estávamos envolvidos num trabalho evangelístico. Foi
durante a Segunda Guerra Mundial e, em dada ocasião, paramos em minha cidade natal para visitar
alguns parentes.
Vovó me disse: "Filho, vá visitar (e mencionou o nome daquela senhora). Dê as condolências para a
família, pois ela está às portas da morte" .Concordei e fui.
Minha esposa e eu chegamos à cidade onde aquela senhora morava. Batemos na porta da casa, e a
filha dela veio abrir. Eu a reconheci imediatamente, apesar do tempo que não a via.
Apresentei-me e ela disse: "Oh, sim, você é o filho da Lilly, aquele que se tornou pregador"
.Confirmei, e apresentei minha esposa.
Ela disse: "Minha mãe não está nada bem. O médico acabou de sair. Ela está em coma profundo, e o
médico falou que jamais recuperará a consciência; vai morrer. Você sabe o que ela achava das igrejas,
de Deus e da Bíblia. Por favor, veja se consegue conversar com ela antes que morra " .
Concordei em conversar com ela, e a filha me levou ao quarto no qual a mulher jazia em coma
profundo. Quando entramos no quarto, vi aquela mulher, agora com 72 anos de idade, deitada na
cama. Sua boca estava aberta, e seus olhos pareciam sem vida -arregalados, como se fossem de vidro.
Quase dava para ouvir os sons da morte em sua garganta.
Sua filha disse: "Mamãe!" Não houve resposta, apenas a respiração difícil e aquele ruído na garganta.
A filha a chamou novamente, mais alto: "Mamãe!" Novamente, não houve nenhuma resposta. Os
olhos nem piscaram, a boca não se moveu e o ruído na garganta não cessou.
A filha chamou pela terceira vez, mais alto: "Mamãe! Você está me ouvindo?"
"Sim, é a minha criança". Aquela era a única filha viva que lhe restava.
A filha disse: "Mamãe, lembra da Lilly e do filho dela, chamado Ken, aquele que ficou muito tempo
de cama, doente? Ele agora é pastor".
Quando disse isso, aquela senhora saiu do seu estupor. Os olhos continuaram arregalados e sem brilho.
Não se moveram, mas ela se ergueu e disse: "Ken! Ken! Ken! Onde você está?" Ela não podia
enxergar. "Dê-me a sua mão!"
Segurei-lhe a mão e ela disse: "Oh, Ken! Você é um pastor. Diga-me que não existe inferno. Diga-me
que morrerei como um cachorro. É tão escuro, e estou com medo de partir. Estou com medo de partir!
Estou com medo!" Antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, ela encostou novamente a cabeça no
travesseiro e morreu sem Deus .
Depois de muitos anos -quase cinqüenta anos -enquanto seguimos adiante a nossa vida, ela ainda está
naquela região de sombras e de condenação, gritando por luz e clamando por Deus.
Hoje, quando matamos a sede com um copo de água, sabemos que, por todos esses anos, ela está
clamando: " Água! Água!"
Algumas pessoas argumentam e questionam se existe, literalmente, fogo no inferno. Dizem: "Não
estou bem convencido sobre o fogo e a punição eterna no inferno".
Eu, porém, creio que há fogo literal no inferno e tormento eterno, porque a Bíblia diz #Ap 20.14. O
próprio Jesus falou sobre o fogo literal do inferno #Mt 5.22; 13.42; #Mc 9.43-47.
Na passagem que já lemos sobre o homem rico e Lázaro #Lc 16.24, Jesus disse que há fogo no
inferno. Jesus mencionou as palavras do homem rico: Estou atormentado nesta chama.
Em outro sentido, porém, não importa se há ou não fogo no inferno. Haverá tormento suficiente no
inferno para a alma perdida, que gastará toda a eternidade lamentando o fato de ter perdido o céu e ter
o inferno como morada eterna.
A punição da separação eterna de Deus, o pesar e a consciência de ter rejeitado o céu, tudo isso já será
punição suficiente.
- 17 -
Talvez, alguns dos leitores não sejam salvos. Meu amigo, se você não tem certeza da salvação, e se
não aceitar Cristo, estará perdido. Por toda a eternidade ficará clamando e lamentando-se por não ter
consagrado seu coração ao Senhor.
A Bíblia diz que haverá pranto e ranger de dentes no inferno #Mt 25.30. Na eternidade, será um
tormento para os perdidos saberem que Jesus queria salvá-los, mas não permitiram.
Se você nunca entrou pela porta da salvação que Jesus Cristo providenciou, oro para que aceite agora a
salvação que Ele lhe oferece de graça.
Se ainda não nasceu de novo, poderá experimentar o novo nascimento. Você precisa conhecer o
Senhor Jesus Cristo pessoalmente, pois há um céu para ganhar e um inferno para evitar!
Se for como o filho pródigo, que já esteve na casa do Pai, mas saiu para a prática do pecado e do erro,
saiba que poderá retornar à comunhão com Deus e dizer: "Pai, pequei contra ti. Perdoa-me" #Lc 15.11-
32.
Assim, entre pela porta da salvação, que o Senhor Jesus Cristo preparou para você, e experimente os
benefícios que ela proporciona.
Se for salvo, ou seja, já entrou pela porta da salvação, poderá experimentar tudo aquilo que Deus tem
para você, e que está incluído na salvação – cura, saúde, livramento e plenitude!

Capítulo 3
Jesus abre a porta do coração

Outra porta que Jesus abre para nós é a porta do coração. Observamos um exemplo disso em #At 16.
Paulo e seus companheiros planejavam ir para Bitínia. Entretanto, a Bíblia diz que o Espírito os
impediu #At 16.7.
À noite, um homem apareceu a Paulo numa visão e lhe disse: Passa à Macedônia e ajuda-nos! #At
16.9. Portanto, Paulo e seus companheiros creram que Deus estava dirigindo-os para a Macedônia.
Naquela ocasião, o Evangelho só tinha chegado aos arredores da região que hoje chamamos de Ásia
Menor. Não tinha ainda se espalhado por toda a Ásia, e nem para a Europa.
Assim, Paulo e os outros entraram no continente europeu, para a Macedônia e Filipos. Em Filipos, no
sábado, os apóstolos estavam à beira do rio, onde estava sendo realizada uma reunião de oração. A
Bíblia fala sobre uma mulher em particular, cujo coração Deus abriu para receber o Evangelho.
A Palavra abre o coração das pessoas
Na passagem bíblica a seguir, podemos aprender algo sobre como Deus abre o coração das pessoas
para receber Sua Palavra.
#At 16.13,14. No dia de sábado, saímos fora das portas, para a beira do rio, onde julgávamos haver um
lugar para oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que ali se ajuntaram. E UMA CERTA
MULHER, chamada Lídia, vendedora de púrpura, da cidade de Tiatira, e que servia a Deus, nos ouvia,
e O SENHOR LHE ABRIU O CORAÇÃO para que estivesse atenta ao que Paulo dizia.
Note bem a frase: Uma certa mulher (...) o Senhor lhe abriu o coração. Como Deus abre o coração das
pessoas?
Deus abre o coração das pessoas com Sua Palavra. Quando a Palavra é pregada, ela tem o poder de
abrir o coração das pessoas, se elas a ouvem atentamente. Entretanto, quando a Palavra é rejeitada, não
atinge o coração.
Por exemplo, se as pessoas rejeitam, continuamente, a verdade da Palavra sobre a salvação, ao
morrerem, irão passar a eternidade nas trevas.
#Mc 16.15,16. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, PREGAI O EVANGELHO [a Palavra] A TODA
CRIATURA. Quem CRER e for batizado será salvo; mas quem NÃO CRER será condenado.
Paulo fez o que esse versículo diz -pregou a Palavra de Deus àquelas pessoas, de forma que pudessem
crer na verdade do Evangelho. As pessoas que a ouviram, naquele dia, tiveram a alternativa de aceitar
ou rejeitar a Palavra que Paulo anunciou.
Provavelmente, havia outras pessoas reunidas na beira do rio, junto com Lídia, as quais não
permitiram que a Palavra atingisse suas mentes e corações. Não sabemos ao certo, porque a Bíblia não
comenta sobre isso.
- 18 -
Não sabemos quantas pessoas havia naquele local, mas sabemos que Lídia escolheu permitir que a
Palavra atingisse seu coração. O coração dela estava aberto, pois tinha uma mente aberta para o que
estava ouvindo.
Veja bem, todos nós temos liberdade de escolha. Podemos escolher fechar a porta do nosso coração ou
abri-la.
Portanto, num certo sentido, a mente é a porta do coração. É exatamente isso que a Bíblia diz. Quando
sua mente não está aberta para a verdade da Palavra de Deus, seu coração é impedido de recebê-la.
#II Co 4.4 4 Nos quais o deus deste século CEGOU OS ENTENDIMENTOS dos INCRÉDULOS,
para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.
#II Co 3.14,15. Mas os SEUS SENTIDOS FORAM ENDURECIDOS; porque até hoje o mesmo véu
está por levantar na lição do Velho Testamento, o qual foi por Cristo abolido. E até hoje, quando é lido
Moisés, o véu está posto sobre o CORAÇÃO deles.
Podemos observar que a Bíblia faz uma relação entre a mente e o coração. Quando a mente de uma
pessoa está fechada, é difícil, para ela, crer na verdade da Palavra de Deus no coração.
Por um lado, foi a Palavra que abriu a porta do coração de Lídia, mas, por outro lado, ela teve de
aceitar a Palavra que estava sendo pregada. Lídia precisou abrir a mente e o coração para a Palavra.
Depois, por um ato de sua vontade, tinha de aceitar o Senhor Jesus Cristo em seu coração.
O próprio Jesus disse que está à porta do coração das pessoas: Eis que ESTOU À PORTA, E BATO; se
alguém
OUVIR A MINHA VOZ E ABRIR A PORTA, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo
#Ap 3.20.
A responsabilidade de Jesus é chegar e bater à porta do coração de cada pessoa. Jesus sempre cumpre
Sua responsabilidade. Ele chega à porta e bate. A pessoa, então, precisa atender, abrindo a porta para
Jesus e Sua Palavra.
Portanto, não é apenas a operação da Palavra de Deus que abre o coração das pessoas. O homem faz a
sua parte, atendendo e aceitando a Palavra.
Jesus chega à porta do coração da pessoa, mas ela precisa abrir a mente para o que Ele tem a dizer
-para Sua Palavra.
Cada pessoa é responsável pela decisão de abrir ou não a porta do coração para receber Jesus. Se ela
responder positivamente, Jesus entrará e viverá dentro do seu coração, revelando-lhe a Palavra.
Foi o que aconteceu com aquela mulher chamada Lídia. Não foi Deus que simplesmente a escolheu e
disse: "Vou abrir o coração dela e fechar o coração dos demais" .
Jesus chegou à porta do coração dela e bateu, enquanto Paulo anunciava a Palavra. Lídia, então, tomou
uma atitude! Recebeu a verdade da Palavra.
Se, naqueles dias, algumas pessoas não aceitaram a verdade do Evangelho, elas fecharam o próprio
coração, cerrando a mente para o Evangelho -escolheram não ouvir nem receber a Palavra.
Deus, porém, pôde abrir o coração de Lídia com a palavra porque a mente dela estava aberta para a
verdade pregada por Paulo. Desse modo, ela acolheu a Palavra.

Assim, podemos ver que a Palavra de Deus pode entrar no coração das pessoas; elas podem ser salvas
e ajudadas.

Deus responde aos corações abertos

Há um outro aspecto nessa questão que é bem interessante. Algumas pessoas se opõem a que as
mulheres tenham algo a ver com a pregação do Evangelho. Acham que os homens devem fazer tudo, e
elas devem fazer um papel secundário, no que concerne a essa tarefa.
Será que tais indivíduos já pararam para pensar que a primeira pessoa cujo coração foi aberto por
Deus, na Europa, foi uma mulher chamada Lídia ? A Bíblia diz que depois que ela se converteu, os
discípulos tiveram comunhão com ela e com sua família.
#At 16.15. Depois que foi batizada, ela e sua casa, nos rogou, dizendo: Se haveis julgado que eu seja
fiel ao Senhor, entrai em minha casa e ficai ali. E nos constrangeu a isso.
- 19 -
Evidentemente, depois das conversões que ocorreram em Filipos, uma igreja foi estabelecida ali.
Outras pessoas também abriram o coração para o Evangelho. De fato, temos uma carta -o livro de
Filipenses -escrita por Paulo e endereçada ao Corpo de Cristo reunido naquele local. - Também, a
primeira pessoa enviada por Jesus para proclamar Sua ressurreição foi uma mulher. Deus enviou um
anjo a Maria Madalena, com a seguinte mensagem: Ide, pois, imediatamente, e dizei aos seus
discípulos que já ressuscitou dos mortos #Mt 28.7. Portanto, Maria Madalena foi a primeira a
proclamar as boas novas da ressurreição de Jesus aos discípulos.
Bem, agradeça a Deus pelas pessoas com corações abertos e receptivos à preciosa Palavra de Deus.
Graças a Deus pelas mulheres cujos corações estão abertos para a Palavra! Deus usará todo aquele que
tiver um coração aberto para a Verdade.
Por que o coração de Lídia estava aberto e o de outras pessoas não estavam receptivos? É como
alguém já disse: "O mesmo sol que derrete a cera, endurece o barro". Em outras palavras, o mesmo
Evangelho que abre o coração de muitos indivíduos, fecha o coração de outros, porque se recusam a
aceitar a Verdade que estão ouvindo. Não é culpa de Deus o fato de algumas pessoas manterem a
mente e o coração fechados à Verdade, assim como não é culpa do sol derreter a cera ou endurecer o
barro.
Portanto, é responsabilidade exclusiva de Deus abrir coração das pessoas? Não. E exatamente isso que
a Bíblia diz em #Ap 3.20. Jesus chega à porta do coração e bate. A Bíblia diz: Quem quiser tome de
graça da água da vida #Ap 22.17.
Cada pessoa deve decidir por si se aceitará Cristo ou I não. Primeiro: cada um tem a responsabilidade
de ouvir a i voz de Deus #Ap 3.20. Segundo: deve abrir a mente para a Verdade que está ouvindo.
Terceiro: deve aceitar ou agir de acordo com a Verdade, abrindo a porta do coração.
Vários cristãos tentam dizer que Deus já determinou que algumas pessoas serão salvas e outras não.
Lêem certos textos bíblicos fora do contexto e tentam criar uma doutrina sobre eles. Entretanto, não
podemos criar doutrinas sobre versículos bíblicos usados fora do contexto.
Por exemplo, alguns lêem #Ex 7.3, no qual Deus disse: Eu, porém, endurecerei o coração de Faraó, e
acusam o Senhor de ter endurecido o coração de um homem. Acusam Deus pelas atitudes do Faraó,
dizendo que era impossível para ele obedecer a Deus naquelas condições.
Entretanto, não se pode tirar um versículo do contexto e criar um tipo de doutrina que joga toda a
responsabilidade pela salvação das pessoas sobre Deus. Esse versículo isolado, fora do contexto,
contradiz outros textos bíblicos que dizem que Deus deseja que todo homem seja salvo.
#II Pe 3.9. O Senhor não retardará a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo
para convosco, NÃO QUERENDO QUE ALGUNS SE PERCAM, senão que TODOS VENHAM A
ARREPENDER-SE.
A interpretação literal e fora do contexto de #Ex 7.3 não concorda com o ensino do resto das
Escrituras. Portanto, não se pode fazer uma afirmação absoluta de que Deus endureceu o coração do
Faraó. Em outras palavras, não podemos tornar Deus responsável pelo fato de uma pessoa abrir ou não
seu coração.
Seria o mesmo que dizer que, por um ato da Sua vontade, Deus endureceu o coração do Faraó,
tornando impossível que ele obedecesse, mesmo que assim o quisesse! Não seria uma atitude do Deus
justo e amoroso sobre o qual lemos por toda a Bíblia!
Não, Deus deu ao Faraó a oportunidade de obedecer, assim como dá a todas as pessoas. O rei do Egito
podia ter escolhido fazer a vontade de Deus; entretanto, o caráter do Faraó determinou sua escolha.
Em outras palavras, ele escolheu primeiro endurecer o próprio coração. A Bíblia diz, em vários textos,
que o Faraó endureceu seu coração #Ex 8.15, 32; 9:34; veja também #Ex 7.22; 8.19; 13.15. Voltemos a
idéia de que O mesmo sol que derrete a cera, endurece o barro. Observe bem: Deus estende Seu amor
e Sua misericórdia a todos. Contudo, o mesmo Evangelho, a mesma verdade, misericórdia e amor
divinos, que derretem os corações receptivos, abrindo-os para a Palavra, são os mesmos elementos
contra os quais as pessoas endurecem o coração.
E culpa do sol? E culpa do amor de Deus? E culpa do próprio Deus? Não. A própria pessoa é culpada.
Podia ter escolhido Deus. Por isso, é tão importante que sempre respondamos, favoravelmente, ao
Senhor. As pessoas precisam ter certeza de que suas mentes e corações estão abertos para a vontade de
Deus.
- 20 -
Respondendo à Palavra de Deus

O que as pessoas podem fazer para permitir que a Palavra de Deus entre em seus corações? Leia #At
16.14 novamente. A razão pela qual Deus pôde ter acesso ao coração de Lídia foi que ela estava atenta
ao que Paulo, dizia. O que isso quer dizer? A palavra atenta significa ouvir, atender, dar atenção.
Quando pensamos nisso do ponto de vista humano, outras pessoas, naquele dia, também ouviram o
som das palavras de Paulo. Nem todas, porém, deram atenção às palavras. Lídia não somente ouviu a
Palavra que Paulo e Silas pregavam, como também ouviu com uma mente aberta e um coração
receptivo. Depois, deu atenção ao que ouvira. Bem, como usamos a palavra atento hoje? Suponha que
esteja andando pela rua e você encontra um amigo. A pessoa lhe diz: "Espere um minuto! Quero falar
com você. Entretanto, você tem um compromisso importante, por isso responde: "Desculpe, mas não
posso conversar agora. Tenho um compromisso importante" .Isso quer dizer que você tem algo que
precisa ser colocado em primeiro lugar, porque é mais necessário.
Portanto, quando a Bíblia diz que Lídia estava atenta às palavras de Paulo, significa que ela colocou
todas as outras coisas de lado e deu total atenção ao que ouvia. Ela ouviu as palavras, não somente
com o ouvido, mas também com o coração. Depois, levou em consideração o que ouvira.
Tenho convicção de que, se as pessoas derem atenção ao Evangelho e à Palavra, Deus poderá entrar
em seus corações. É assim que Ele abre a porta do coração: por meio do Evangelho e por meio da
Palavra anunciada. Deus abre a porta do coração de todo aquele que assim permite.
Deus abre os olhos do nosso coração para entender a Palavra
Muitas pessoas dizem: "Não consigo entender a Bíblia " .É Deus quem abre a porta do coração
humano para que se possa entender Sua Palavra.
Por exemplo, vamos ver algo que aconteceu depois da ressurreição de Jesus. Maria Madalena, Joana e
outras mulheres, que tinham ministrado Jesus, foram ao sepulcro na manhã de domingo.
Viram o túmulo vazio, e dois anjos se dirigiram a elas, dizendo: Não está aqui, mas ressuscitou #Lc
24.6. Então, as mulheres saíram para contar as boas novas aos outros.
#Lc 24.9-11. (...) [ as mulheres] anunciaram todas essas coisas aos onze e todos os demais. E eram
Maria Madalena, e Joana, e Maria, mãe de Tiago, e as outras que com elas estavam as que DIZIAM
ESTAS COISAS AOS APÓSTOLOS. E as SUAS PALAVRAS LHES PARECIAM COMO
DESVARIO, e NÃO AS CRERAM.
Os discípulos não acreditaram no relato de que Jesus estava vivo. As palavras das mulheres foram
recebidas como desvario, porque os olhos do coração deles ainda não tinham sido abertos ou
iluminados pela Palavra. Deus teria de abrir o entendimento deles, para que compreendessem o que
acabavam de ouvir.
Veja, a Palavra de Deus é um Livro selado para muitas pessoas. Por isso até mesmo alguns cristãos
dizem: "Não consigo entender a Bíblia " .
Temos um exemplo nas Escrituras, de dois homens que estavam nessa situação, até que Jesus lhes
abriu os olhos do entendimento, apresentando-lhes a verdade da Palavra.
Os dois andavam pela estrada de Emaús, naquele primeiro domingo de Páscoa. Subitamente, um
estranho se aproximou, caminhando junto com eles. Começou a interrogá-los sobre o que estavam
conversando. Responderam: "Você não deve ser de Jerusalém. Não soube dos últimos
acontecimentos?"
#Lc 24.13-21, 25-27, 30-32. E eis que, no mesmo dia, iam dois deles para uma aldeia que distava de
Jerusalém sessenta estádios, cujo nome era Emáus. E iam falando entre si de tudo aquilo que havia
sucedido. E aconteceu que, indo eles falando entre si e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus
se aproximou e ia com eles. MAS OS OLHOS DELES ESTA VAM COMO QUE FECHA- DOS,
PARA QUE O NÃO CONHECESSEM. E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando,
trocais entre vós e por que estais tristes? E, respondendo um, cujo nome era Cleopas, disse-lhe: És tu
só peregrino em Jerusalém e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias? E ele lhes
perguntou: Quais? E eles lhe disseram: As que dizem respeito a Jesus, o Nazareno, que foi um profeta
poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; e como os principais dos sacerdotes e
os nossos príncipes o entregaram à condenação de morte e o crucificaram. E nós esperávamos que
fosse ele o que remisse Israel; mas, agora, com tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas
- 21 -
aconteceram (...) E ele lhes disse: Ó néscios e TARDOS DE CORAÇÃO PARA CRER tudo o que os
profetas disseram! Porventura, não convinha que o Cristo padecesse essas coisas e entrasse na sua
glória? E, começando por Moisés e por todos os profetas, EXPLICAVA-LHES O QUE DELE SE
ACHAVA EM TODAS AS ESCRITURAS (...) E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o
pão, o abençoou e partiu-o e lho deu. ABRIRAM-SE-LHES, ENTÃO, OS OLHOS, E O
CONHECERAM, e ele desapareceu-lhes. E disseram um para o outro: Porventura NÃO ARDIA EM
NÓS O NOSSO CORAÇÃO quando, pelo caminho, nos falava e QUANDO NOS ABRIA AS
ESCRITURAS?
Jesus disse que os discípulos eram tardios de coração, e seus olhos estavam espiritualmente fechados,
por isso não O reconheceram. Bem, como Jesus abriu ou iluminou os olhos espirituais deles?
Ele lhes revelou a Palavra! Abriu as verdades da Palavra, de maneira que os discípulos pudessem vê-
Lo nas Escrituras. O versículo 27 diz: E, começando por Moisés e por todos os profetas, explicava-
lhes o que dele se achava em todas as escrituras. Jesus teve de abrir a Palavra para aqueles dois
discípulos, para que entendessem.
Jesus, a Palavra viva, abriu e revelou a Palavra escrita para eles. Os dois foram receptivos à Palavra,
de maneira que ela entrou no coração deles. Uma vez que a receberam, abriram-se-lhes, então, os
olhos, e o reconheceram. A Palavra abriu-lhes os olhos, e eles reconheceram Jesus!
Veja bem, os olhos do entendimento tiveram de ser abertos antes que pudessem entender a verdade da
Palavra de Deus. A Bíblia diz que, quando os olhos do coração deles foram abertos, então eles O
conheceram (v. 31).
O antigo salmista disse: Desvenda os meus olhos, para que veja as maravilhas da tua lei #SL 119.18.
Creio que este versículo poderia ser parafraseado assim: " Abra os meus olhos, para que eu possa ver
as verdades maravilhosas da Sua Palavra".
O salmista não se referia aos seus olhos físicos; estava falando sobre olhos espirituais. Jesus faz o
mesmo conosco hoje. Ele abre os olhos do nosso coração para que contemplemos as verdades
maravilhosas da Palavra de Deus.
Caro leitor, para que a Bíblia, esse livro maravilhoso, seja aberta diante de você, é preciso que ande
com o Mestre. Por isso, as Escrituras são incompreensíveis para muitos cristãos porque não andam em
comunhão com o Senhor; estão seguindo Jesus de longe.
Quando você segue Jesus de longe, torna-se tardio de coração, como aqueles discípulos na estrada de
Emaús. Entretanto, quando os cristãos andam em comunhão íntima com Jesus, e pedem que Ele abra
seus olhos espirituais, começam a enxergar as verdades da Palavra que nunca viram.
Quando você conhece Jesus de forma pessoal, a Bíblia passa a ser diferente para você. Cresci em uma
igreja, e antes de nascer de novo, apenas achava que conhecia Jesus. Entretanto, ao nascer de novo, a
Bíblia se tornou viva para mim. Ia à igreja como muitas outras pessoas. Fui batizado nas águas,
contudo, entrei na água como um pecador seco e saí como um pecador molhado! A Bíblia era
incompreensível para mim; não a entendia. Os olhos do meu entendimento não tinham sido iluminados
nem abertos.
Eu achava que era impossível entender a Bíblia, e ninguém mais, além dos pregadores, podiam
compreendê-la. Então, no dia 22 de abril de 1933, às 7h40, num quarto da College street, 405, na
cidade de McKinney, Texas, eu nasci de novo.
Assim que experimentei o novo nascimento, foi uma bênção segurar a Bíblia e olhar para ela. Sentia
como se tivesse sido abençoado só de ler as palavras da Bíblia Sagrada. Quando olhava para ela, até a
capa parecia diferente, porque meu coração estava aberto para a verdade de Deus. Quando a abri,
senti-me abençoado só de ler o índice. Por quê? Porque tinha intimidade com o Autor do Livro!
Louvado seja Deus, Ele é a Palavra viva! Quando temos intimidade com Jesus, Ele abre os olhos do
nosso entendimento! A Palavra escrita nos foi dada para revelar a Palavra viva -Jesus Cristo.
Quando temos comunhão com Jesus, por meio da Sua palavra, com coração sincero, Jesus, a Palavra
viva, pode revelar a nós a Bíblia -a Palavra escrita.
Assim, quando caminhamos na comunhão com Jesus, o que podemos fazer para abrir os olhos do
nosso entendimento e contemplar as maravilhas da Palavra de Deus?
Deus nos deu um meio! O Espírito Santo, por intermédio do apóstolo Paulo, nos deu orações ungidas e
lideradas pelo Espírito, para que os olhos do nosso entendimento sejam abertos (e não fechados) para
contemplarmos as verdades da Palavra de Deus.
- 22 -
#Ef 1.17,18. Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê EM SEU
CONHECIMENTO O ESPIRITO DE SABEDORIA E DE REVELAÇÃO, TENDO ILUMINADOS
OS OLHOS DO VOSSO ENTENDIMENTO, para que saibais qual seja a esperança da ri, sua vocação
e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos.
Quero que você observe algumas coisas sobre esta oração. Primeiro, o Espírito Santo instrui os
cristãos a orarem por um espírito de sabedoria e de revelação no conhecimento dEle- Depois, os
cristãos devem pedir a Deus que lhes abra os olhos do entendimento.
Repare: se os olhos do entendimento forem abertos, você conhecerá Jesus. Não terá apenas
informações sobre Ele, mas O conhecerá de uma maneira profunda e pessoal.
Foi exatamente o que aconteceu com os dois discípulos em #Lc 24.31. Quando os olhos do
entendimento deles foram abertos, reconheceram Jesus! Também poderíamos traduzir #Ef 1.18 assim:
"Oro para que os olhos do entendimento de vocês sejam abertos, para que vejam a esperança do Seu
chamado e as riquezas da Sua glória aos Seus santos" .
Uma tradução diz: "Oro para que os olhos do vosso espírito sejam abertos" .Trata-se do homem
interior, o homem espiritual, e não o homem exterior, ou seja, o corpo e os olhos físico.
Essa oração foi dada pelo Espírito de Deus para a Igreja em Éfeso. Se a vontade de Deus foi a de que
os puros daquela cidade orassem por iluminação, ou para que o entendimento fosse aberto, esta deve
ser, também, a vontade de Deus para os puros de todos os lugares.
Você mesmo deve fazer essa oração. Os olhos do nosso entendimento precisam ser iluminados, ou
abertos, para vermos e compreendermos a herança gloriosa que Deus tem para nós.
Na última igreja da qual fui pastor comecei a proferir essas orações de Efésios, principalmente nos
invernos de 1947 e 1948. Eu, simplesmente, passava muito tempo orando na presença de Deus.
Durante muitos anos, tenho dedicado bastante tempo para conversar com o Senhor, principalmente à
noite.
Formamos hábitos espirituais da mesma maneira que formamos outros hábitos. Quando experimentei
o novo nascimento, estava de cama, muito enfermo; não podia me levantar e nem Ir a lugar algum para
orar. Tinha de fazê-lo na cama e, por isso, conversava muito com Deus no silêncio da noite. Esperava
até que todos na casa dormissem e as luzes fossem apagadas. Então, começava,a.orar.
Varias vezes, o fazia quase a noite toda ou, no mínimo, durante duas horas. Foi assim que aprendi a
conhecer Deus. Através dos anos, passei muito tempo na presença dEle. Ao me tornar pastor, continuei
orando com freqüência. Gostava de levantar no meio da noite e ir ao templo orar. Andava pelos
corredores e conversava com o Pai. Deixava minha Bíblia aberta nos primeiros capítulos I de Efésios.
Muitas vezes, durante o dia, quando estava ocupado com minhas tarefas pastorais, dirigia-me ao
templo e me ajoelhava, lendo as duas orações de Efésios. Dizia: "Senhor, estou pedindo essas coisas
para mim".
Colocava as frases na primeira pessoa: "Tendo os olhos do meu entendimento iluminados, para que eu
saiba qual seja". Depois, orava: "Senhor, estou orando para que Tu, o Deus do nosso Senhor Jesus
Cristo, o Pai da glória, conceda-me o espírito de sabedoria e de revelação no Teu conhecimento"
.Sempre tentava ir à igreja várias vezes por dia para fazer essas orações de Efésios, por mim mesmo.
Alguns dias, quando não estava ocupado demais, gastava horas orando.
Continuei com essa prática por vários meses. Certa ocasião, entrei na igreja e me ajoelhei para orar,
como de costume. Li as orações de Efésios e disse: "Senhor, estou pedindo essas coisas para mim". O
Senhor falou comigo: "Vou conceder a você visões e revelações".
Primeiro vieram às revelações que eram o resultado direto daquelas orações feitas por mim. Não estou
me referindo às revelações estranhas, sem fundamento na Palavra de Deus; quero dizer revelações
alinhadas com a Palavra. Comecei a ter revelações no conhecimento dEle, porque os olhos do meu
entendimento foram abertos para a Verdade! #Ef 1.16-23.
Sempre fui muito estudioso. Muitas vezes, lia durante toda a noite. Não somente a Bíblia, mas também
outros livros espirituais. Estudava constantemente.
Quando, porém, os olhos do meu entendimento foram abertos, ou seja, os olhos do homem interior,
aprendi as verdades espirituais tão rapidamente que disse à minha esposa: "Sobre o que andei
pregando até agora ?" Aprendi mais sobre a Bíblia e Deus em seis meses por meio de revelação do que
tinha aprendido em catorze anos de estudo e pregação. Via verdades profundas na Palavra. Falei à
- 23 -
minha esposa: "Tenho sido tão burro e ignorante, não sei como os diáconos nunca tiveram de me dizer
para sair da chuva!"
Deixe o Senhor cumprir Sua vontade
Tudo isso ocorreu no final de 1947 e início de 1948. Fiquei naquela igreja mais um ano, até fevereiro
de 1949. Então, saí para o ministério de campo. Em agosto de 1951,
Jesus me disse novamente: "VOU conceder a você visões e revelações" .
Passaram-se vários anos até que experimentei uma visão, apesar do Senhor já ter me prometido. Eu
não podia, simplesmente, pular e tentar fazer as coisas acontecerem; deixei que o Senhor me mostrasse
Sua vontade, na questão do tempo certo.
Você deve ter cuidado sobre o que acha que o Senhor lhe disse por meio do Espírito Santo. Não se
agarre ao seu próprio entendimento nem tente colocar sua interpretação sobre o que ouviu.
Também, não tente cumprir as promessas de Deus por seus próprios meios. Espere. Se foi Deus
realmente quem falou, Ele cumprirá. Se não cumprir, não foi Ele quem prometeu, ou você foi
profundamente infiel em algo.
Creio que esse é um dos problemas que temos hoje em dia. Tenho certeza de que várias pessoas nunca
ouviram falar de Deus; apenas imaginaram que Deus lhes falou algo. Ou, então, comeram demais no
jantar e tiveram sonhos estranhos. "
Talvez, você seja como um certo homem no Texas que me contou a história da má interpretação que
fez sobre aquilo que o Senhor lhe falava. Não sei se a história é realmente verídica, mas ilustra bem
esse ponto.
Aquele homem arava a terra, mas não prestava atenção no trabalho, de maneira que o serviço acabava
saindo mal feito e demorado. Só perdia tempo. Ele disse que ! viu um sinal no céu: "PE" .Na hora, ele
interpretou as letras da seguinte maneira: "Pregue e Ensine".
Posteriormente, ele entendeu que, de fato, as letras significavam: "Pare de enrolar!" Disse que Deus
estava chamando sua atenção para que arasse direito e terminasse o trabalho, em vez de ficar indo para
lá e para cá, apenas perdendo tempo!
O ponto é: não dê a sua interpretação ao que o Senhor lhe diz. Sempre surgem problemas quando se
faz isso. Se, quem está falando, é Deus, apenas permita que Deus seja Deus e permita que Ele abra as
portas da oportunidade para você.
Descanse no Altíssimo e permita que Ele cumpra o que prometeu. Seja fiel, ore e estude, preparando-
se para fazer a vontade dEle #II Tm 2.15.
Em minha caminhada com o Senhor, nunca forço algo que Ele me tenha dito, tentando fazer com que
aquilo se cumpra à minha maneira. Já tive visões no Espírito que demoraram anos para se cumprir
(algumas mais de 50 anos), no entanto, nunca tive problemas em esperar para que Deus cumprisse o
que prometera.
Deus pode abrir Suas portas para você! Não fique apressado, tentando abri-Ias por si mesmo. Você não
pode fazer as coisas acontecerem pela própria força. Além disso, ao entrar pelas portas que Ele abre,
Deus o abençoa.
Quando Deus disse que me concederia visões e revelações, as visões só começaram em 1950.
Entretanto, de 1950 a 1958, o Senhor apareceu para mim oito vezes. Tenho certeza de que isso jamais
teria me acontecido, se eu não tivesse começado a proferir as orações de Efésios, pedindo a Deus que
abrisse os olhos do meu entendimento, dando-me revelação no conhecimento dEle.
Como recebi conhecimento sobre Jesus? Evidentemente, sempre orei bastante em línguas. Contudo,
recebi conhecimento sobre Cristo, simplesmente, orando as orações de Efésios, palavra por palavra,
pedindo por mim mesmo. Jesus abriu os olhos do meu coração de maneira que pude entender as
verdades espirituais. Ele, continuamente, me ilumina, quando leio Sua Palavra. Você também pode
orar pedindo a Deus que abra os olhos de outras pessoas, por exemplo, recordo-me de um homem que
conheci, o qual foi salvo e batizado com o Espírito Santo, e começou a falar em outras línguas.
Precisava de cura física e cria em cura divina, mas estava tendo conflitos em sua vida espiritual. Tinha
grandes dificuldades para receber a cura.
Ele conversou comigo e eu sabia algo sobre seus conflitos espirituais. Sua falta de entendimento sobre
cura estava atrapalhando sua fé, de maneira que esta não podia funcionar na área da cura. Finalmente,
por causa da enfermidade, ele praticamente ficou às portas da morte.
- 24 -
Bem, conversei várias vezes com ele, tentando fazer com que enxergasse certas verdades bíblicas
sobre cura; entretanto, aquele homem não conseguia crer.
Não muito tempo depois, quando ministrava reuniões, I em uma cidade do Texas, abria minha Bíblia,
todos os, dias, nas orações de Efésios e dizia: "Senhor, estou orando por aquele irmão" e falava o nome
dele. Depois, fazia aquelas orações por ele, colocando o seu nome ao dizer vós ou vosso.
Orava para que Deus lhe abrisse os olhos do entendimento, a fim de que pudesse ver certas verdades
na Palavra. Orei dessa maneira por dez dias.
No décimo dia, aquele homem me procurou e disse: "Você sabia que estou começando a ver coisas na
Bíblia que nunca tinha visto antes?"
Nunca lhe contei que vinha orando por ele, para que seus olhos espirituais fossem abertos. Orar as
orações de Efésios não só é um meio muito valioso de orar por nós, mas também é um meio bíblico de
pedir por outras pessoas. A razão pela qual muitas criaturas não entendem as Escrituras é que não
conhecem Jesus. Ou, se O conhecem, não estão andando em comunhão com Ele. Portanto, os olhos do
coração delas não estão abertos ou iluminados. Quando os olhos espirituais forem abertos, serão
capazes de receber o conhecimento de Jesus #Ef 1.17.
A Palavra está aberta ou fechada para você?
Caro leitor, se andarmos em íntima comunhão com o Senhor, Ele nos abrirá a Palavra. Quando você
conhece bem Jesus, a Bíblia se torna um livro aberto, porque você conhece o Autor. Não será mais um
livro fechado.
Se, porém, não conhecer Jesus, o Autor da Bíblia, ela será um livro fechado. Você a lerá e dirá: "Não
entendi palavra alguma do que li".
Normalmente, há uma razão para a Bíblia não ser luz para você, mas apenas trevas. Se parece estar
fechada, apesar de você já ser salvo há vários anos, é sinal de que precisa entrar em comunhão mais
íntima com Deus, para que Ele abra os seus olhos espirituais
Se você é salvo, porém a Palavra de Deus não está viva para você, ou não abre o seu entendimento,
pode ser que você não esteja andando na luz da Palavra. Ou seja, não está andando de acordo com as
verdades bíblicas que conhece.
Veja: a Bíblia fala sobre as pequenas raposas que devastam as vinhas #Ct 2.15. Freqüentemente, são as
preocupações na vida e os pequenos pecados que vão se interpondo entre você e Deus. A Bíblia diz
que o pecado nos separa de Deus #Is 59.2. Quando o pecado nos separa de Deus, Ele não nos parece
mais tão real. Aprendi, há muito tempo que, se a Palavra não está mais iluminada para mim, é porque
me desviei em algum ponto do caminho: é preciso voltar e encontrar novamente o caminho certo.
Você já esteve num ponto da vida quando parecia que tinha entrado no caminho errado? É como uma
viagem. Você sai da estrada principal e não faz sentido continuar adiante na direção errada: é
necessário voltar para a estrada certa, a fim de chegar ao seu destino.
Houve alguns momentos em minha vida que tive de voltar para a estrada principal. Assim que o fiz, a
Palavra se tornou vida e luz novamente para mim. Entretanto, enquanto permaneci no erro, deixou de
ser luz.
Glórias a Deus, porém, pois Jesus abre Sua Palavra para nós! Ele é o Porteiro! Ele abrirá os olhos do
seu entendimento para que possa contemplar as maravilhas da Sua Palavra!
Seja um praticante da Palavra e ela se abrirá para você em medidas cada vez maiores! Ande na luz que
já conhece. Quando pratica a Palavra e anda em comunhão com Deus, Ele abre o resto da Palavra para
você. Tudo o que precisa saber, Ele lhe mostrará.
Jesus abriu-nos as portas da provisão e da bênção. Quando obedecemos a Palavra e andamos em
íntima comunhão com Ele, o Senhor continua a abrir outras portas de crescimento, de oportunidade e
de serviço para nós.

Capítulo 4
Portas abertas de serviço e de ministério

Jesus nos abre portas maravilhosas de serviço! Quando obedecermos e passarmos por elas, ficaremos
surpresos com a riqueza do crescimento espiritual que ocorrerá em nossa vida. Deus recompensa,
abundantemente, aqueles que obedecem à Sua vontade.
- 25 -
Entretanto, fico surpreso de ver quantos cristãos desejam realizar algo para o Senhor, mas ficam
esperando até poderem mostrar algo grande. Se não quiserem fazer pouco para Deus, jamais farão algo
grande.
Por isso é tão importante começar servindo ao Senhor onde quer que estejamos. Mesmo que Deus abra
uma porta pequena para você, entre por ela. Dessa forma, Ele poderá abrir outras maiores.
Quando comecei a servir ao Senhor, ainda adolescente, apresentei-me como voluntário para fazer o
que pudesse. Quando ia a uma igreja, e precisavam de alguém para varrer o chão, era o primeiro a
oferecer-me, mesmo não sendo daquela igreja. Eu dizia: "Deixem que eu faço!"
Certa vez, visitei uma igreja em que o pastor estava precisando de alguém para ajudá-lo com trabalhos
de carpintaria. O edifício era antigo e nunca tinha sido impermeabilizado do lado de fora. O inverno
estava chegando, e o pastor queria ter tudo preparado para enfrentar o frio e a umidade.
Não era membro daquela igreja, mas me ofereci para ajudar. O pastor e eu fizemos 90% de todo o
trabalho. Eu fazia como se fosse para o Senhor, não para homens. Queria agradar a Deus.
É lamentável ver pessoas, que poderiam estar fazendo algo para o Senhor, apenas sentadas na igreja
sem f fazer alguma coisa. Por exemplo, em vez de servirem ao Senhor onde estão, algumas dizem:
"Não posso fazer isso! Fui chamado para ser profeta. Não posso trabalhar na igreja. Deus reservou
coisas maiores para mim!"
Bem, mesmo que alguém fosse chamado por Deus para ser profeta, provavelmente, muitos anos
seriam necessários para, que se tornasse maduro o. suficiente para iniciar o ministério. Deus não
concede tais responsabilidades a I novatos. Ele quer que os cristãos cresçam espiritualmente I antes de
delegar-lhes responsabilidades ministeriais.
Os cristãos se livrariam de muitas armadilhas, se entendessem este princípio: Deus não coloca pessoas
espiritualmente imaturas em funções de grande responsabilidade.
O Espírito de Deus falou por meio do apóstolo Paulo, dizendo a Timóteo para não colocar neófitos na
função de diáconos #I Tm 3.6, 8,10. Se o Espírito Santo disse para não se colocar neófitos na função
de diáconos, então, por que Deus colocaria novatos em funções de maior responsabilidade, tais como
os cinco ministérios? Ele não fará tal coisa!

Portas abertas de serviço e de ministério

Não seria sábio fazer isso, pois um neófito facilmente será dominado pelo orgulho. Satanás pode tentá-
lo com facilidade, levando-o a pensar em si mesmo com superioridade, por causa da sua função
ministerial.
Não, os ministérios levam tempo para se desenvolver. Além disso, aqueles que são chamados para o
ministério, provavelmente, não acabarão fazendo a mesma coisa que começaram. Deus dá,
primeiramente, crescimento e maturidade às pessoas, a fim de que estejam prontas para assumir
responsabilidades cada vez maiores.
O potencial e o chamado estão latentes. Entretanto, os cristãos não podem começar a fazer tudo o que
Deus os chamou para fazer, do dia para a noite, só porque foram chamados.
Isso é verdade mesmo no mundo natural. Por exemplo, um bebê tem o potencial de crescer e tornar-se
um médico, advogado ou mesmo o presidente de um país. Entretanto, não pode fazer todas essas
coisas amanhã ou no dia seguinte. Levará tempo para crescer, desenvolver-se e amadurecer para poder
assumir grandes responsabilidades.
Semelhantemente, o potencial existe para o pleno desenvolvimento do cristão no ministério e no
serviço a Deus, mas a pessoa não poderá fazer tudo imediatamente. Leva tempo para que se
desenvolva completamente para o ministério.
Quando, porém, os cristãos se tornam maduros o suficiente e desenvolveram a espiritualidade, Deus
começa a movê-los para a posição preparada para eles. Depois, começa a abrir-lhes portas de serviço
cada vez maiores.
Esta é uma das razões pelas quais os cristãos devem preparar-se. Caso contrário, não poderão mover-se
junto a Deus. A Bíblia fala sobre isso: [Estude] para apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que
não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade #II Tm 2.15.
- 26 -
Muitas vezes, as pessoas pensam que estão esperando por Deus, quando, na realidade, é Deus quem
está esperando por elas a fim de prepará-las. Para que sejam aprovadas, uma forma de preparo é o
estudo. Depois, quando estão preparadas, Deus abrirá as portas.
Os cristãos precisam entender que as portas de serviço se abrem para todos. Portanto, cada indivíduo
deve descobrir qual é a sua porta. Peça ao Senhor que lhe mostre o que você pode fazer por Ele.
Sempre que uma porta de serviço estiver sendo aberta, simplesmente entre por ela. Tudo que chegar às
suas mãos para fazer, faça para o Senhor. A Bíblia diz: Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o
coração, como ao Senhor e não aos homens #CL 3.23.
Quando você provar a Deus que depende dEle, Ele abrirá portas de serviço e de ministério para você.
Entretanto, se for orgulhoso demais para realizar pequenas tarefas, Deus não o usará em um ministério
que exige grande responsabilidade.
Deus recompensa a fidelidade
Às vezes, as pessoas dizem: "Deus não me chamou I para pregar; portanto, não há nada que possa
fazer". Entretanto, existem portas de serviço para todos os membros do Reino de Deus.
Qualquer que seja a porta de serviço que Deus abre para você, se você servi-Lo com fidelidade, será
recompensado tão ricamente quanto aqueles que são chama- dos para estar no púlpito. Pessoas pensam
que, se alguém está no púlpito, pregando, será recompensado infinitamente mais do que qualquer outra
pessoa na eternidade. Não é assim.
Se você é fiel naquilo que Deus lhe diz para fazer, será recompensado por sua fidelidade. Deus não
recompensa as pessoas de acordo com a posição hierárquica delas; Ele as recompensa de acordo com a
fidelidade em obedecer a Ele.
Veja bem: no exército do Senhor, nem todos são oficiais. Assim como nem todos podem ser oficiais
num exército humano, o mesmo ocorre no mundo espiritual. É preciso também que haja soldados de
infantaria e outros que sirvam de várias maneiras diferentes.
Mesmo no Antigo Testamento, a Bíblia diz que aqueles que " ficavam com a bagagem ", os soldados
que ficavam para trás cuidando dos equipamentos, deviam receber a mesma parte nos espólios de
guerra quanto aqueles que estiveram na batalha. Cuidar das bagagens também era uma forma de
serviço.
Vamos ver um exemplo desse princípio. Os amalequitas atacaram e saquearam a cidade de Ziclague,
raptaram todas as mulheres e crianças. Davi e seus homens lamentaram grandemente a perda de suas
famílias e bens. No entanto, Davi animou-se no Senhor e perguntou o que devia fazer. O Senhor lhe
disse para ir atrás do inimigo com seus homens, pois, certamente, venceriam e recuperariam todos os
seus bens. Assim, Davi reuniu suas tropas e saiu atrás do bando de amalequitas.
#I Sm 30.8-10,18-25. Então, consultou Davi ao Senhor, dizendo: Perseguirei eu a esta tropa? Alcançá-
la-ei? E o Senhor lhe disse: Persegue-a, porque, decerto, a alcançarás e tudo libertarás. Partiu, pois,
Davi, ele e os seiscentos homens que com ele se achavam, e chegaram ao ribeiro de Besor, ONDE OS
QUE FICARAM ATRÁS PARARAM. E seguiu-os Davi, ele e os quatrocentos homens, pois que
DUZENTOS HOMENS FICARAM ATRÁS, por não poderem, de cansados que estavam, passar o
ribeiro de Besor (...) Assim, livrou Davi tudo quanto tomaram os amalequitas; também as suas duas
mulheres livrou Davi. E ninguém lhes faltou, desde o menor até ao maior e até os filhos e as filhas; e
também desde o despojo até tudo quanto lhes tinham tomado: tudo Davi tornou a trazer. Também
tomou Davi todas as ovelhas e vacas, e levavam-nas diante do outro gado e diziam: Este é o despojo
de Davi. E, chegando Davi aos duzentos homens que, de cansados que estavam, não puderam seguir a
Davi e que DEIXARAM FICAR NO RIBEIRO DE BESOR, estes saíram ao encontro de Davi e do
povo que com ele vinha; e, chegando-se Davi ao povo, os saudou em paz. Então, todos os maus e
filhos de Belial, dentre os homens que tinham ido com Davi, responderam e disseram: VISTO QUE
NÃO FORAM CONOSCO, NÃOLHESDAREMOS DO DESPOJO QUE LIBERTAMOS, mas que
leve cada um sua mulher e seus filhos e se vá. Porém Davi disse: Não fareis assim, irmãos meus, com
o que nos deu o Senhor, que nos guardou e entregou a tropa que contra nós vinha nas nossas mãos. E
quem em tal vos daria ouvidos? Porque QUAL É A PARTE DOS QUE DESCERAM À PELEJA, TAL
TAMBÉM SERÁ A PARTE DOS QUE FICARAM COM A BAGAGEM; IGUAL- MENTE
REPARTIRÃO. O que assim foi desde aquele dia em diante, porquanto o pôs por ESTATUTO E
DIREITO EM ISRAEL, ATÉ AO DIA DE HOJE.
- 27 -
No exército de Davi, também era considerado um grande serviço ficar atrás cuidando dos suprimentos,
tanto quanto ir à batalha. Esse critério foi fixado como estatuto em Israel: aqueles que ficassem
cuidando dos equipamentos receberiam a mesma recompensa que aqueles que fossem à frente de
batalha.
Também observamos esse princípio, hoje, na igreja. Por exemplo, às vezes, as pessoas dizem que os
missionários fazem o maior sacrifício ao Senhor, porque ser- vem em terras estranhas. Especialmente
em alguns lugares mais perigosos, realmente os missionários fazem um enorme sacrifício para Deus.
Obedecer a Deus, porém, no campo missionário, não é sacrifício maior do que obedecer a Deus e ficar
cuidando da bagagem.
Geralmente, a coisa mais difícil a fazer é permanecer na igreja local e na comunidade, servindo ao
Senhor por meio de todas as portas que Ele abre. O ponto é que Deus abençoa ricamente a obediência
-não importa onde você esteja servindo! Deus o recompensará, quando você entrar pelas portas de
serviço que Ele abre.
Por exemplo, muitas pessoas já me disseram: "Deus o abençoa tanto porque, há vários anos, você é
obediente e sai para o ministério do campo" .Entretanto, apesar de minha esposa ficar em casa
cuidando dos nossos filhos, a recompensa dela será igual à minha.
Precisamos entender que Deus recompensa as pessoas por participarem fielmente e trabalharem na
igreja local se foi isso que as chamou para fazer, porque Ele é fiel.
Portanto, apesar de alguns cristãos "cuidarem da bagagem" e não servirem a Deus no campo
missionário, Deus recompensará suas orações, apoio financeiro e o trabalho que realizam na igreja
local.
Vários cristãos dizem: "Não há nada que eu possa fazer". Saiba que existem tipos diferentes de
trabalho para o Senhor, nos quais todas as pessoas podem adaptar-se.
Quando formos para o céu, e chegar o momento de recebermos a recompensa, tenho certeza de que
muitos adiantar-se-ão para receber os galardões, mas Jesus chamará o nome de outra pessoa. Por
exemplo, certamente haverá pastores e pregadores que estarão apressados para receber o galardão,
pensando: "Sei que vou receber uma grande recompensa; afinal eu construí aquela igreja!" Eles
pensarão: "Eu fiz isso! Eu fiz aquilo!"
É certo que, em muitos casos, Jesus chamará outras pessoas pelo nome, as quais trabalharam fielmente
nos bastidores, sem que ninguém soubesse, exceto Deus!
A oração é um serviço para o Senhor
Deixe-me dar um exemplo do que quero dizer. Muitas pessoas não consideram a oração uma porta de
serviço aberta para o Senhor. Entretanto, muitas coisas boas são conquistadas no Reino de Deus por
meio da oração fiel.
Por exemplo, na igreja pentecostal que liderei assim que aderi ao Movimento do Evangelho Pleno,
havia uma senhora de 82 anos de idade, que vivia numa cidade próxima. O pessoal a chamava de
Mamãe.
Ela não pertencia à minha igreja, mas nos visitava com freqüência, pois não era longe de onde morava.
A cidade era pequena, com poucas centenas de habitantes. A maior parte dos membros da igreja se
compunha de fazendeiros que viviam na área rural ao redor da cidade. Tínhamos cultos todos os
domingos, nos quais participavam cerca de 70 pessoas.
Costumávamos ir à casa dos membros para ter comunhão e compartilhar uma refeição ou um lanche.
Na época das colheitas, perto do final do ano, tínhamos encontros somente nos fins de semana.
Cancelávamos as reuniões das quartas-feiras à noite, pois as pessoas estavam trabalhando duro nas
colheitas.
Mamãe costumava freqüentar as reuniões de domingo, realizadas nas casas dos irmãos. Assim que
terminávamos a refeição, ela conversava um pouco, mas logo arranjava um lugar reservado onde
pudesse orar.
Muitas das casas de fazenda, nos anos 30, não tinham assoalho liso como hoje; algumas tinham apenas
um piso de madeira rústica. Mamãe pedia jornais, ou qualquer coisa que pudesse colocar no chão, para
ajoelhar-se em cima e orar pelo resto da tarde. Enquanto os outros irmãos estavam fazendo visitas,
tendo comunhão e alegrando-se na companhia mútua, Mamãe estava orando. Descobri que ela tinha
vivido em Dallas, Texas, onde recebera o batismo no Espírito Santo no início do século. Depois que
recebeu o Espírito, Mamãe determinou em seu coração que iria orar para que houvesse uma igreja do
- 28 -
Evangelho Pleno em cada cidade do Texas. Começou a orar regularmente. Em outras palavras, passou
a viver uma vida de oração diante de Deus.
Um dos pastores da vizinhança não morava em casa pastoral com a esposa, por isso, Mamãe
convidou-os para morar com ela. Com uma repartição, ela fez um apartamento separado em uma das
partes da sua casa, no qual os dois pudessem ficar. Aquele pastor disse que Mamãe sempre se
levantava às oito horas da manhã e orava das oito às dez.
Depois, ela comia algo e tinha comunhão com o casal. Entretanto, por volta das duas horas da tarde,
ajoelhava-se novamente e orava até as seis horas da tarde. Nesse horário, jantava e, por volta das sete
horas, continuava a oração quase a noite toda. Fazia isso noite após noite, dia após dia, mês após mês.
Era o serviço dela a Deus. Ninguém mais sabia o que estava fazendo, porque ela orava na privacidade
de sua casa. Deus, porém, estava vendo.
Assim, Mamãe orou até que as igrejas do Evangelho Pleno estivessem estabelecidas em todas as
cidades do Estado. Ela orou até acontecer.
Fico satisfeito de saber que, quando os pastores das igrejas estabelecidas, naqueles dias, chegarem ao
céu, estarão prontos para receberem o galardão. O Senhor, então, chamará aquela senhora, a Mamãe, e
ela receberá a recompensa. Ela serviu ao Senhor orando! Talvez não conseguisse preparar um sermão,
ou visitar um enfermo. Mas havia algo que podia fazer: orar!
Isso deve ser uma lição para todo cristão, especialmente para aqueles que dizem: "Não sei o que fazer
para servir ao Senhor" .Deus não é negligente para abrir portas de serviço para cada cristão, mas
muitos são negligentes em entrar pelas portas que já foram abertas!
Portas de serviço grandes e efetivas
Gosto de uma mensagem que o apóstolo Paulo disse em #I Co 16.9 sobre as portas abertas para o
serviço.
#I Co 16.9. Porque uma porta grande e eficaz se me abriu; e há muitos adversários.
Deus abre para nós portas grandes e efetivas de serviço. Entretanto, quanto ao versículo citado,
poderíamos iniciá-lo com a frase: Há muitos adversários. Veja, Paulo era realista. Não negava o fato de
que existem muitos adversários. Satanás sempre tentará impedir-nos de entrar pelas portas de serviço
abertas por Deus. As pessoas pensam que, ao falarem sobre o diabo ou dos problemas, estão fazendo
uma confissão negativa. Paulo, porém, não estava fazendo uma confissão negativa: apenas encarava os
fatos. Na verdade, declarava uma verdade espiritual. Satanás fará oposição aos cristãos que desejam
trabalhar para Deus.
Caro leitor, encare os fatos. Só assim poderá assumir uma posição de fé. Como você pode tomar uma
posição de fé na Palavra de Deus se nem sabe no que crê?
Veja: muitas pessoas acreditam que estão tomando uma posição de fé no serviço do Senhor quando, na
verdade, estão tomando uma posição de ignorância, negando os fatos; o diabo ri delas o tempo todo. É
preciso reconhecer isso. Em outras palavras, apesar de o Senhor abrir as portas, você ainda necessita
utilizar o senso comum e a sabedoria para realizar o que Ele espera de você. Não pode dizer
simplesmente: “Agora estou servindo ao Senhor, por isso Ele automaticamente cuidará de tudo o que
concerne a mim " .
Certa ocasião, em um local em que pregava, conheci pessoas que agiam dessa maneira. Tratava-se de
um casal que trabalhava em um outro ministério. Costumava levar o filho de três anos de idade ao
espaço de trabalho, e permitia que andasse sozinho para todos os lados. Havia uma piscina na
propriedade e, por isso, um dos obreiros avisou ao casal: "Cuidem do menino, pois ele pode cair na
piscina e afogar-se" .
Eles se consideravam pessoas de fé, e, desde que estivessem ocupados servindo ao Senhor, nada de
mal poderia acontecer-lhes. Entretanto, mesmo quando as pessoas estão a serviço de Deus, Ele espera
que usem o juízo e o bom senso. De fato, aqueles queridos irmãos não estavam agindo com fé;
estavam sendo ignorantes.
Foram advertidos para cuidar do menino por causa do perigo que representava a piscina. Entretanto,
limitaram-se a dizer: "Não façamos uma confissão negativa. Não confessemos tal coisa. Colocaremos
os anjos ao redor do nosso filho para protegê-lo, pois estamos ocupados servindo ao Senhor". No dia
seguinte, o menino se afogou.
Querido leitor você não pode, simplesmente deixar uma criança pequena sem cuidado, permitindo que
faça o que quiser. Não é uma atitude de fé negligenciar os filhos e acreditar que Deus cuidará deles
- 29 -
pelo fato de você estar a serviço dEle. Na verdade, estaria fugindo de sua responsabilidade. Não se
pode entregar crianças pequenas nas mãos de Deus e dos anjos, reivindicando proteção sobrenatural
quando ocorrem falhas na responsabilidade primária de cuidar delas. Aqueles irmãos, cujo filho se
afogou, achavam que agiam pela fé; porém, na verdade, ignoravam os princípios da Palavra de Deus.
Paulo tinha fé em Deus. Ele disse: Porque uma porta grande e eficaz se me abriu #I Co 16.9. Isso é fé.
Ele, no entanto, também era realista. Não ignorava o fato de que temos um inimigo sempre preparado.
Portanto, o apóstolo disse também: Há muitos adversários.
Note que Paulo não disse: "Há alguns adversários, mas não nos preocupemos" .Ele também não
afirmou: "Uma porta grande e eficaz foi aberta, e nosso adversário, o diabo, deixar-nos-á entrar por ela
sem empecilho algum " .
O apóstolo Paulo encarou os fatos e revelou aos cristãos que o demônio faria oposição a eles. Mas isso
não negava a realidade de que Deus havia providenciado uma porta eficaz, tampouco tirava a
autoridade que os cristãos têm sobre o maligno #Mt 18.18; #Lc 10.19.
Paulo sabia como chegar à vitória em qualquer situação, e que os cristãos possuíam a vitória sobre o
diabo através do Nome de Jesus #Fp 2.9,10. Por outro lado, não omitia o fato de que existiam muitos
adversários os quais tentariam impedir a entrada dos cristãos pelas portas de oportunidade e serviço
abertas diante deles.
Veja, reconheça e entre pelas portas abertas
Para dizer a verdade sobre essa questão, há uma porta aberta diante de cada um de nós, cristãos. Basta
que

94 Jesus -a Porta aberta


vejamos, reconheçamos seu valor, e entremos por ela! Alguém pode argumentar: "Mas não fui
chamado para pregar" ou "Não fui chamado para o ministério de púlpito" .Talvez tenha sido chamado
para o ministério de apoio. Pessoas com essa incumbência ajudam e apóiam aqueles que estão à frente.
Quer você seja ou não chamado por Deus para um ministério público, o importante é olhar ao redor
para ver muitas oportunidades de serviço, em diferentes áreas, dentro da Igreja.
Durante alguns anos, fui pastor de uma igreja em uma cidade pequena no Texas. O país tinha acabado
de sair da " grande depressão" .Preços e salários ainda estavam congelados, devido à recessão.
Não tínhamos um zelador regular, mas muitas pessoas se ofereciam como voluntárias para limpar o
templo. Eu sempre procurava verificar se tinham limpado bem os bancos e varrido o chão. Se o
serviço não estava bem feito, eu o fazia novamente. Tive de limpar a igreja várias vezes, pois,
geralmente, as tarefas não eram bem realizadas .
Um jovem pastor daquela congregação tinha saído para o ministério em uma igreja, em outra cidade,
há uns vinte quilômetros de distância. Prometi que iria até lá e, um dia, realmente fui pregar na igreja
dele. Tínhamos reuniões todas as noites, de segunda a sábado.
Depois do culto de sábado à noite, voltei de carro para minha cidade, a fim de pregar, na manhã
seguinte, na minha igreja. À época, as auto-estradas ainda não tinham sido construídas; somente as
estradas estreitas, de uma pista, nas quais as pessoas não dirigiam em alta velocidade. Além disso,
depois do culto ainda ficamos conversando, de maneira que cheguei a casa bem tarde.
Lembro-me de que na viagem pensei: "Tomara que tenham limpado a igreja. Senão, terei de levantar
mais cedo amanhã, ou limpá-la antes de ir para casa, hoje à noite". Existia uma escala de voluntários
para fazer o serviço; porém, muitas vezes, os escalados não iam.
Assim, ao chegar, abri a igreja e acendi as luzes. O templo se encontrava impecável; tudo estava
limpo, de forma incomum. Nunca tinha visto a igreja daquele jeito -tão limpa. Alegrei-me, e fui para
casa.
Na manhã seguinte, depois do culto, um irmão me procurou e disse: "O que achou, pastor?" Ele estava
tão empolgado, parecia que tinha sido nomeado pastor de uma igreja grande, ou para algum outro
cargo elevado. "Você notou como a igreja está limpa?", ele insistiu.
"Sim", respondi; "Foi o melhor trabalho de limpeza que já vi por aqui". Quando eu disse isso, o irmão
começou a chorar. Disse: "Pr. Hagin, sou membro desta igreja. Nunca freqüentei uma escola, não sei
ler nem escrever, tampouco consigo ler o que está escrito a Bíblia. Não posso ensinar nas classes da
Escola Dominical. Não sei cantar. Durante muitos anos, limitei-me a ficar senta- do, 'esquentando
banco', mas sempre pensava: Tem de haver alguma coisa que eu possa realizar na igreja".
- 30 -
Ele prosseguiu: "Um dia, eu andava pelo pátio da igreja e dizia novamente ao Senhor: Há algo que eu
possa fazer para ajudar? De repente, o Espírito de Deus me mostrou algo que eu poderia fazer: 'Você
realmente deseja fazer algo pela igreja?' Eu repliquei: 'Sim, Senhor!
Mostre-me algo que eu possa fazer'. O Senhor me disse: 'O templo não tem zelador. O pastor, muitas
vezes, tem de fazer a limpeza. Por que você não ajuda com a faxina?' Respondi, então: Querido Deus,
por que não pensei nisso antes?"
Aquele irmão estava muito orgulhoso, como se tivesse sido eleito Presidente da República. Seu rosto
estava radiante. Pensei: "Se esse irmão entrar pela porta aberta de Deus, e for fiel no serviço, receberá
a mesma recompensa destinada a um pastor!"
Há um princípio aqui. Deus não nos recompensa de acordo com nossa posição. Ele o faz conforme a
nossa fidelidade. O cristão não será recompensado pela posição que ocupa na igreja, mas pelo
cumprimento do seu chamado. Por isso, seja fiel! Há uma porta de serviço que pode estar aberta para
você: peça a Deus que lhe mostre.
Fazia tempo que havia uma porta aberta para aquele irmão, mas ele não a enxergou. As possibilidades
estavam diante dele, mas as deixava passar. Até que o Espírito Santo chamou sua atenção. Ouso
afirmar que as portas da oportunidade e do serviço estão abertas para todo cristão neste exato
momento! Que o Senhor abra nossos olhos para vê-las. Entremos por elas e cumpramos o trabalho
para o qual fomos chamados, a fim de que sejamos abençoados por meio da obediência ao Senhor!
Portas da Palavra
Quais as outras portas pelas quais podemos servir ao Senhor? Além de portas de serviços, Ele também
nos abre portas de proclamação da Palavra.
#CL 4.2,3 Perseverai na oração, velando nela com ações de graças; Orando também juntamente por
nós, para que Deus NOS ABRA A PORTA DA PALAVRA, a fim de falarmos do mistério de Cristo.
Lembre-se de que essa passagem foi escrita para a Igreja -para os cristãos. Paulo disse para
perseverarmos na oração. É muito fácil o cristão permitir que outras coisas desviem sua atenção, uma
vez que ora apenas para manter uma comunhão medíocre com o Senhor.
A passagem bíblica acima diz: Perseverai na oração, velando nela com ações de graças. Note que,
repetidamente, a Bíblia mostra oração e ações de graças juntas. Por quê? Porque, quando você ora pela
fé, pode antes agradecer a Deus, não só por ouvir, mas também por atender suas orações.
Perceba a frase do versículo de Colossenses: Para que Deus nos abra a PORTA DA PALAVRA.
Louvado seja Deus, pois Ele nos abre essa porta. Certamente, Ele deu a Paulo muitas oportunidades
para proclamar a Palavra, e abrirá portas para você também, se assim pedir-Lhe.
Por vezes, as pessoas dizem: "Simplesmente não consigo dar um testemunho sobre Cristo" .É nesse
sentido que o batismo no Espírito Santo torna-se importante, pois é Ele quem nos enche de ousadia.
Podemos ver tal maravilha na Bíblia.
#At 1.8 (Ampliada) [Vós] recebereis a VIRTUDE do Espírito Santo -HABILIDADE, EFICIÊNCIA E
PODER -que há de vir sobre vós; e ser-me-eis TESTEMUNHAS (...) até aos confins -até as últimas
fronteiras -da terra.
Quando você fala em línguas, o Espírito Santo lhe confere poder para falar de forma sobrenatural. Por
exemplo, lemos em #At 2.4: E todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras
línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. Aquelas pessoas que receberam o
Espírito Santo não ficaram quietas - falaram em línguas. Proclamaram a Palavra de forma
sobrenatural.
Quando você está pleno do Espírito Santo e começa a falar em línguas, adquire uma capacidade sobre-
natural de proclamar a Palavra com ousadia! O Espírito não somente libera sua língua, mas também dá
a você poder e coragem, que nunca experimentou, para testemunhar.
Uma senhora, certa ocasião, recebeu o batismo no Espírito Santo em uma de minhas reuniões.
Posteriormente, seu marido, que não era cristão, perguntou-lhe: "O que aconteceu com você? Parece
outra mulher!" Antes de receber o batismo no Espírito, aquela senhora vivia uma vida cristã quase em
segredo. Não tinha coragem de falar sobre a fé, e parecia não ter poder algum. Ela era o que gosto de
chamar de "crente torradeira". Sabe o que quero dizer com esta expressão? Significa que qualquer um
fazia com que ela pulasse de susto; era tão tímida que tampouco tomava uma posição clara pelo
Senhor. Nunca testemunhava e nem conversava sobre Deus.
- 31 -
O marido fazia tudo o que queria. Entretanto, um tempo depois, aquela senhora declarou: "Quando fui
batizada no Espírito Santo, Deus me outorgou ousadia. Foi como se tivesse soltado minha língua:
posso falar com as pessoas sobre o Senhor. Sou uma pessoa diferente! Fiquei tão ousada que disse ao
meu marido: Estou indo à igreja! Antes de receber o Espírito Santo, nunca tivera coragem de dizer isso
a ele" .
Aquela irmã continuou a dizer-me: "Meu marido retrucou: 'Bem, se é isso que quer, vá em frente'.
Respondi: Sim, é o que eu quero. Não apenas isso, mas quero começar a contribuir financeiramente
com a igreja".
O marido daquela senhora era um homem rico e, realmente, a amava. Ele disse, então: "Bem, se é o
que deseja, pode contribuir com a igreja. Alguma coisa mudou em você! Costumava falar pouco e era
tímida. Nunca me dizia o que queria. Agora está cheia de coragem! O que aconteceu?"
A esposa respondeu: "Recebi o batismo no Espírito Santo. O poder do Espírito mudou minha vida!"
A força do Espírito faz uma grande diferença em nossa vida! Ele abre portas para a Palavra e confere-
nos ousadia. Solta nossa língua e possibilita-nos uma coragem santa para falar de Deus!
Caro leitor, pense nisso: Jesus abriu para nós portas maravilhosas de bênçãos, provisões e
oportunidades de crescimento espiritual, serviço e proclamação da Palavra.
Que Deus abra os seus olhos para que possa enxergar as portas abundantes de bênçãos e
oportunidades! Geralmente, as pessoas não as reconhecem. Não negligencie as portas que Deus já
abriu para você.
Entre com fé e ousadia por elas e seja abençoado. Isso enriquecerá sua vida, e a obediência trará
bênção

Capítulo 5
As portas abertas da cura

Jesus já abriu as portas da bênção para o Seu povo. Ele abriu não somente a porta da salvação, mas
também a da cura para nós. Jesus abriu essa porta e nenhum homem pode fechá-la.
Isaías profetizou, há muitos anos, sobre o advento do Messias -o Salvador que levaria nossas
enfermidades. Quando fez essas profecias #Is 53.4,5, ele estava olhando para o futuro.
#Is 53.4,5. Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre
si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi ferido pelas nossas
transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e,
PELAS SUAS PISADURAS, FOMOS SARADOS.
Isaías estava profetizando sobre a Nova Aliança a qual seria ratificada quando Jesus viesse a Terra,
oferecesse a Si mesmo como sacrifício pelos pecados e levasse sobre Si nossas enfermidades e dores.
Posteriormente quando Pedro fez a declaração sobre a aliança da cura, referia-se ao fato ocorrido ou
seja, às chicotadas que Jesus levou momentos antes da Sua crucificação no Calvário.
#I Pe 2.24. Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos
para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; E PELAS SUAS FERIDAS FOSTES SARADOS.
Note que o texto não diz que seremos curados -futuro. Diz que fomos curados -passado. Isso significa
que, na mente de Deus, você já foi curado na cruz do Calvário, quando seus pecados e enfermidades
foram carregados por Jesus.
Portanto, a porta da cura e da saúde está totalmente aberta para você. Jesus a abriu; no entanto, cabe a
você entrar por ela! Alguém pode perguntar: "Como podemos entrar pela porta da cura?" Entramos
pela fé na Palavra de Deus!
Como Jesus abriu a porta da cura para a humanidade? Pelo sacrifício de Si próprio! #Mt 8.17 diz: Ele
tomou sobre si as nossas enfermidades e levou as nossas doenças!
O texto da Primeira Carta de #I Pe 2.24 relata: Levando ele mesmo EM SEU CORPO os nossos
pecados sobre o madeiro. Jesus não somente carregou nossos pecados em Seu corpo na cruz, mas
também as enfermidades. Ele já nos abriu a porta da cura! Ela está esperando que você entre por ela.
Em outras palavras, a cura já lhe pertence!
- 32 -
Pense nisso! Como você entra pela porta da salvação? Aceitando Jesus como seu Salvador. Bem, como
você entra pela porta da cura? Aceitando-O como Aquele que cura. Você aceita Jesus dessas duas
maneiras, através da fé no que foi dito por Deus em Sua Palavra.
Louvado seja Deus, a cura para o corpo físico também é parte integrante do Evangelho do Senhor
Jesus Cristo!
Comecei a pregar sobre cura divina como um jovem pastor batista, pois compreendi tal ensinamento
na Palavra. Fui curado e erguido do leito de morte. Nasci nesse mundo de doença e, por quase
dezessete anos praticamente, nunca pude correr e brincar como as outras crianças.
Era um semi-inválido. Aos quinze anos, quase não saía da cama, passando mais de um ano deitado
direto, sem levantar. Cinco médicos me examinaram e menearam negativamente a cabeça: "O garoto
vai morrer, pois a ciência médica não pode fazer coisa alguma por ele" .
Por vários meses, eu apenas ficava deitado, esperando a morte. À noite, ficava olhando para o teto do
quarto, esperando que se abrisse uma porta. Entretanto, a ciência médica já tinha dito que nenhuma
porta se abriria para o meu caso. Os médicos me falavam: "Não podemos fazer mais nada por você"
.De acordo com a opinião deles, a porta da cura estava fechada.
Ouvi de pregadores incrédulos e igrejas denominacionais que, ao morrer o último apóstolo, este
fechou a porta da cura. Diziam: "Cura divina não acontece mais em nossos dias.Graças a Deus, porém,
o último apóstolo não fechou a porta da cura, porque homem algum fecha a porta que Jesus abre”!
Você acredita (como alguns cristãos afirmam, mas não aqueles que realmente crêem na Bíblia) que,
com a morte do último apóstolo, a porta da cura foi fechada? Imagine o último apóstolo pronto para
morrer, atravessar para o outro lado e entrar no céu. As pessoas começam a ficar agitadas, e dizem: "É
melhor ficar doente agora; pois, quando esse homem morrer, ninguém mais será curado. Vamos curar
o maior numero de enfermos, porque com a morte desse apóstolo, a porta da cura será fecha- da para
sempre!"
Veja: de acordo com o que alguns cristãos afirmam, o último apóstolo tinha o poder de fechar a porta
da cura para todas as pessoas que viveriam depois dele na Terra. Isso é tolice, não é? É nisso que
muitas pessoas crêem. Graças a Deus, o homem não pode fechar a porta da cura. Nem mesmo um
apóstolo. Somente Jesus pode -mas Ele quer que ela continue aberta!

O que Deus diz sobre a sua cura?

Pensando como um adolescente sobre aquela cama, alguma coisa me dizia que podia ser curado.
Mentalmente, não entendia que isso era possível, porque minha mente estava repleta de pensamentos
religiosos e tradições humanas.
Em outras palavras, sabia o que os homens diziam sobre minha condição, mas não o que Deus dizia!
O homem afirmava que o tempo da cura divina havia passado, junto com os apóstolos, e que eu iria
morrer. A despeito disso, comecei a examinar as Escrituras para ver o que Deus tinha a dizer sobre
cura.
Comecei lendo a velha Bíblia da minha avó. Descobri que a porta da cura estava bem aberta! Glórias a
Jesus! Também descobri que o que Ele abre, homem algum fecha.
Deus nunca fechou a porta da cura e da saúde. Ela permanece ao alcance para todo aquele que crê.
As tradições humanas -"igrejismo" -tentavam fechar a porta da cura para mim. Conversei sobre a
Bíblia com outras pessoas da igreja. Mesmo aquelas bem esclarecidas, e até pregadores, tentavam
fechar a porta da cura. Declaravam: "Você não pode ser curado. Aporta da cura já se fechou há muito
tempo. Aceite isso".
Contudo, ao descobrir por si mesmo a verdade da Palavra de Deus sobre cura, percebe que ninguém
pode fechar a porta da cura para você! Aleluia! Fico muito feliz porque encontrei a porta bem aberta!
Quando, finalmente, tive uma revelação, como estivesse recebido um passe preciso no futebol, agarrei-
me à Palavra de Deus e continuei correndo, ou seja, lendo sobre cura. Corria em direção ao gol a cura
divina.
Ó, sim, as pessoas tentaram impedir-me e fazer-me parar. Todos me diziam que a porta não estava
mais no lugar; porém, eu podia vê-la com os olhos da fé!
- 33 -
Com a verdade da Palavra de Deus, precisava correr como um centroavante para marcar o gol
desviando-me dos incrédulos, e deixando as dúvidas para trás!
Louvado seja Deus! Entrei correndo por aquela porta aberta, há muitos anos. Descobri que a mesma
porta, a qual afirmavam estar fechada, encontrava-se aberta, pois Jesus a tinha aberto com Seu
sacrifício por mim. Encontrei cura e saúde.
Agora, mais de sessenta anos depois, continuo curado! Desde então, tenho saltado de alegria, dizendo
às pessoas que a porta da cura continua aberta!

Jesus é a resposta

Vemos que há ocasiões em que a medicina não tem meio para salvar uma pessoa. Para alguns, a única
esperança é uma cura divina. Não me entenda mal. Louvado seja Deus pelas descobertas da medicina.
Damos graças a Deus pela vida dos médicos.
De fato, uma das primeiras coisas que fiz, depois da cura, foi procurar um dos cinco médicos que
cuidou do meu caso. Apertei sua mão, dizendo: "Doutor, quero agradecer por tudo que fez por mim.
Você foi maravilhoso. Obrigado" .Ele nunca cobrou centavo algum pelos serviços, e saiu, muitas
vezes, do seu caminho para visitar-me.
Quando eu estava sem poder levantar da cama, ele me falava: "Filho, sempre que quiser que eu venha
visitá-lo, mande alguém me chamar, de dia ou de noite. Mesmo que seja às quatro da manhã, se você
passar mal e precisar de mim, apenas peça que alguém me chame. Não posso fazer coisa alguma para
que você fique bom. Nenhum medico pode ajudá-lo. Clinicamente falando, é possível que você não
resista. Mas, se tiver algum conforto em me ver sentado ao lado de sua cama, estarei segurando sua
mão" .
Ele cumpriu sua palavra. Sempre que o chamávamos, ele ia à nossa casa e tentava animar-me. Sou-lhe
muito grato por isso. Evidentemente, quando soube que eu fora curado, aquele médico exclamou: "É
um milagre de Deus!"
Eu respondi: "Sim, foi um milagre de Deus. No entanto, quero dizer-lhe que gostei muito da maneira
como o senhor me tratou. Sentou-se ao lado da minha cama e disse-me a verdade: não havia algo que
pudesse fazer”. O Senhor me falou: “Filho, apenas sente-se no meio da estrada e aguarde o momento
de partir' .Mesmo assim, sempre gastou tempo comigo, tentando animar-me".
Bem, graças a Deus, eu estava pronto para partir, pois tinha a certeza da salvação. Porém, ao olhar para
a Palavra, descobri que não tinha de morrer, e que a porta da cura, a qual tantas pessoas diziam estar
fechada, estava totalmente aberta !
A Bíblia diz: "O que Jesus abre, homem algum pode fechar" .Os apóstolos também não tinham poder
para fechar essa porta, porque ninguém pode fazer isso. Nenhuma denominação tem o direito ou a
autoridade de fechar a porta da cura e da saúde. Continua aberta até hoje, para todo aquele que deseja
entrar por ela.
Não só a porta da cura está aberta, mas também a porta divina da saúde foi aberta por Jesus. O que isso
quer dizer? Deus deseja que sejamos curados, se estivermos enfermos, e tenhamos saúde. Creio que
Jesus pode manter-nos salvos e com saúde!
Uma maneira de manter-se saudável é caminhar intimamente com Deus, todos os dias, em plena
comunhão com Ele e Sua Palavra. No entanto, se você necessita de cura, dirija-se a Deus e a receba,
pois Jesus ainda é o Salvador e possui o poder de curar.
Deus nos proporciona perdão e cura

O salmista diz que Deus nos providenciou perdão e cura. Portanto, as portas do perdão e da cura já
estão abertas.
#SL 103.2,3. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. É ele
que PERDOA TODAS AS TUAS INIQOIDADES E
SARA TODAS AS TUAS ENFERMIDADES. Deus não somente perdoa nossas iniqüidades ou
pecados, como também cura todas as nossas enfermidades. Dessa maneira, se precisarmos de cura,
poderemos apropriar-nos daquilo que Jesus já providenciou para nós. E o que é melhor: basta andar na
doce comunhão com Ele, a fim de obtermos cura e saúde.
- 34 -
Quando comecei a pregar sobre cura divina, conhecia poucas pessoas que criam nisso. Pensava que
tinha encontrado algo na Bíblia que ninguém mais sabia. Comecei a pastorear minha primeira igreja
aos dezoito anos de idade. Aceitei o cargo, e preguei meu primeiro sermão pouco antes de completar
dezenove anos.
Conhecia poucas pessoas que pregavam sobre cura. Tempos depois, percebi que vários pregadores
falavam a respeito de tal assunto, mas nunca recebi incentivo para pregar sobre ele. De fato, as pessoas
que me conheciam, desencorajavam-me e tentavam fazer-me parar.
A igreja à qual pertencia me fez a seguinte proposta: "Poderemos ordená-lo, se você parar um pouco
com o tema da cura divina. Fale mais sobre oração, que Deus ouve e atende às que são feitas de acordo
com Sua vontade, e menos da cura" .
Respondi, então: "Não, não vou parar de falar sobre cura; pelo contrário, pregarei mais ainda".
Eu pregava publicamente a cura divina, e orava pelas pessoas em particular; porém, tencionava
realizar reuniões públicas de cura. Naquela época, não se via muitas reuniões desse tipo. Então,
constatei que, no livro de Atos dos Apóstolos e nos quatro Evangelhos, Jesus e os discípulos
realizavam campanhas públicas de cura.
Em 1937, fui batizado com o Espírito Santo e falei em outras línguas. Ser pleno do Espírito não era
algo popular naqueles dias, como é hoje. Se alguém falasse em línguas, automaticamente seria
excluído das principais denominações. Por esse motivo, fui excluído da minha igreja, mas reconciliado
em uma igreja pentecostal.
Aprendi que o povo pentecostal pregava acerca da cura divina, por isso não desisti de ensinar o que a
Bíblia diz em relação a isso. Comecei a pregar as verdades da Palavra de Deus sobre cura e outros
aspectos.
Fazendo a junção das convenções, congressos de jovens e reuniões especiais e de comunhão, creio que
evangelizei mais do que qualquer outro pastor da região. Por isso, se os líderes das igrejas me
pedissem para fazer outra coisa como, por exemplo, cantar, eu não saberia. Precisava pregar, assim
como preguei sobre fé e cura.
Às vezes, as pessoas me perguntavam: "Por que você sempre prega a respeito de fé e cura? Não sabe
falar sobre outra coisa?" Eu respondia: "Certamente que sei. Perguntem às pessoas da minha igreja.
Falo sobre isso porque está na Bíblia. A razão pela qual prego tanto sobre esses dois assuntos em
conferências e congressos de jovens é porque desejo que a juventude conheça a verdade da cura divina
para que possa andar na luz, assim como aconteceu comigo, quando adolescente. Se não o fizer, os
jovens nunca saberão coisa alguma pelo fato de não estarem escutando tal pregação". Muitos irmãos
replicavam: "É, você tem razão".
Até mesmo os pastores das igrejas do Evangelho Pleno repetiam: "Cura não é importante. Era um
assunto secundário para Jesus e Seus discípulos". Entretanto, se verificarmos nas Escrituras, veremos
que Jesus e os discípulos não só pregaram e ensinaram a cura, como também realizaram reuniões para
tal finalidade.
Além disso, se alguém estiver morrendo, a cura não será um assunto secundário! Se você estiver
enfermo, necessitando de cura, esta terá importância!
Em uma reunião que realizei, o pastor dizia a mesma coisa todos os dias: "Cura é um assunto
secundário no Novo Testamento". Finalmente, em um dos meus sermões, mostrei que a cura era uma
questão central na Bíblia: "Se a cura é um assunto secundário no Novo Testamento, Jesus, então,
gastou três quartos do Seu tempo em um assunto sem importância; pois, aonde Ele ia, ministrava
ensinamentos às pessoas e as curava" #Mt 14.14; #Lc 6.17-19.
Sendo a cura apenas um assunto secundário para os apóstolos, nesse caso, de acordo com o relato de
Atos, eles gastaram a maior parte do tempo em uma questão irrelevante.
#At 5.12, 16. E muitos SINAIS e PRODÍGIOS eram feitos entre o povo pelas mãos dos apóstolos (...)
E até das cidades circunvizinhas concorria muita gente a Jerusalém, CONDUZINDO ENFERMOS E
ATORMENTADOS DE ESPÍRITOS IMUNDOS, OS QUAIS TODOS ERAM CURADOS.
Se a cura era considerada assunto de menor importância, Filipe, então, passou a maior parte do seu
tempo em Samaria envolvido em questões irrelevantes.
#At 8.5-7. E, descendo Filipe à cidade de Samaria, lhes pregava a Cristo. E as multidões
unanimemente prestavam atenção ao que Filipe dizia, porque ouviam e viam os SINAIS QUE ELE
- 35 -
FAZIA, pois que os espíritos imundos saíam de muitos que os tinham, clamando em alta voz; E
MUITOS PARALÍTICOS E COXOS ERAM CURADOS.
O pastor se levantou no meio do meu sermão e disse: "Escutem, irmãos. O irmão Hagin 'passou com o
arado em cima de mim'. Ele passou com o arado da Palavra por cima de mim". Era uma antiga
expressão texana que significava que eu tinha refutado todos os argumentos dele.
O pastor disse mais: "Eu estava errado. Falei que cura era um assunto secundário nos Evangelhos.
Mas, agora, vejo que não é assim; é uma questão fundamental". Vejam, o trem do Evangelho corre
sobre dois trilhos paralelos: o novo nascimento e a cura divina!
P. C. Nelson era um pastor da Assembléia de Deus, fundador do Instituto Bíblico do Sudoeste. Sabia
ler e escrever em 32 idiomas, e era um dos maiores especialistas em grego e hebraico no mundo.
"Papai" Nelson, como os pastores mais jovens o chamavam, uma vez disse: " A cura divina é parte
integrante do Evangelho do Senhor Jesus Cristo. Aquilo que Deus uniu, o homem não separe".
Assim, louvado seja Deus Jesus abriu a porta da cura para nós! Eu, pessoalmente, não estaria vivo
hoje, se não tivesse aprendido a entrar por essa porta.
Podemos constatar claramente na Palavra que Deus providenciou outros meios pelos quais podemos
entrar pela porta e receber a cura. Por exemplo, em #Mc 16.17,18 Jesus disse: E estes sinais seguirão
aos que crerem: em meu nome (...) IMPORÃO AS MÃOS SOBRE OS ENFERMOS E OS
CURARÃO.
Quem os sinais seguirão? Aqueles que crêem. Quais são os sinais? Um deles é que os cristãos imporão
as mãos sobre os enfermos e eles serão curados! Portanto, a imposição de mãos é um dos meios pelos
quais a pessoa pode entrar pela porta da cura.
Entre você também pela porta da cura
Agora, ouça bem o que vou dizer: não posso entrar pela porta da cura por você, assim como você
também não pode entrar por outra pessoa. Entretanto, posso inspirar sua fé, ajudando-o a crer, para que
entre por si mesmo. Isso não só é, especialmente, verdade com relação à cura, mas também se aplica a
outras portas, como as de provisão ou de promessas.
Lembro-me de uma jovem senhora que se feriu em um acidente de carro, aos dezoito anos. Quebrou a
espinha em dois lugares, e os médicos disseram que ficaria paralítica. Depois de anos internada no
hospital, e submetendo-se a extensa fisioterapia, ela conseguiu andar lentamente, apoiando-se nas
barras.
Tinha 28 anos de idade quando participou de uma das minhas campanhas. Alguém a carregou para
dentro da igreja, acomodando-a no banco. Eu a via em todos os cultos, mas ela nunca ia à frente, na
hora da oração.
Finalmente, um dia, ela me pediu: "Irmão Hagin, quem deve ter fé pela minha cura? Você ou eu?"
Eu respondi: "Nós dois. Eu preciso ter fé para impor as mãos sobre você, em Nome de Jesus. Você
precisa ter fé que receberá a cura " .
"Bem", ela respondeu. "Se eu preciso crer em alguma coisa, então, esqueça". Depois daquilo, ela
nunca mais voltou às reuniões. Dois anos mais tarde, eu estava realizando uma série de assembléias na
mesma igreja, e aquela jovem senhora estava lá, ouvindo. Certa noite, na segunda semana, ela foi à
frente e entrou na fila para receber a oração, apoiada nas muletas.
Lembrei-me dela e disse-lhe: "Vejo que decidiu vir à frente" .
Ela respondeu: "Sim, vim em busca de cura e também serei curada. Imponha suas mãos sobre mim".
Que diferença das palavras atuais para as proferidas há dois anos! Veja, antes ela queria que eu a
carregasse na minha fé. Quando, porém, voltou, ela estava pronta para entrar por si mesma pela porta
da cura.
Eu estendi a mão e mal toquei na cabeça dela. Não precisei dizer coisa alguma -ela ergueu as duas
mãos e começou a louvar ao Senhor pela cura. As muletas caíram e ela caminhou totalmente curada!
Glória a Deus!
As reuniões ainda demoraram mais duas semanas e, desde aquela noite, a jovem senhora caminhava os
dois quarteirões de sua casa até a igreja, duas vezes por dia! Todos aqueles anos, antes de ser curada,
alguém tinha de carregá-la até o carro para levá-la à igreja. Depois, precisara ser carregada do carro até
o banco do templo.
No entanto, assim que ela entrou pela porta da cura, ficou completamente recuperada! Podia caminhar
até a igreja e ir a qualquer lugar que quisesse!
- 36 -
Aquilo podia ter acontecido dois anos antes, mas não seria possível carregá-la na minha fé. Ela
precisava ter a disposição de entrar por si mesma pela porta da cura.
Caros leitores, o mesmo é verdade para você e eu. Seja a porta da cura, da salvação ou do serviço,
cada pessoa necessita entrar por si mesma!
Evidentemente, podemos ajudar uns aos outros. Por exemplo, um irmão pode concordar com você na
oração pela cura; outro se une na fé. Isso ajudará a inspirar a sua fé.
Entretanto, ninguém entra pela porta da cura por você. O próprio Jesus não pode entrar por você:
Eis que diante DE TI pus uma porta #Ap 3.8.
Em outras palavras, Jesus estava dizendo: Já fiz minha parte. Paguei o preço, e abri uma porta para
você. Agora cabe a você entrar por ela". No mesmo versículo, Ele acrescentou: Ninguém a pode fechar
.
Você pode fechar a porta da cura para si mesmo
Reconhecemos Jesus como Aquele que abre e fecha portas; porém, quando você não entra por uma
porta aberta, na verdade, a está fechando! Portanto, a porta da cura pode ser fechada por você mesmo.
Uma maneira de privar-se dos direitos que são seus em Cristo é viver de forma errada e fazer coisas
erradas .
Verificamos vários exemplos dessa conduta na Bíblia. De fato, Paulo falou sobre um homem na igreja
de Corinto que foi entregue a Satanás para a destruição do corpo, por não se arrepender nem
abandonar o pecado. Aquele homem vivia com a madrasta. É pecado viver com uma pessoa do sexo
oposto sem ser casado e, aparentemente, ele estava coabitando com a própria madrasta!
Atualmente, parece que vivemos numa sociedade promíscua, na qual a imoralidade é bem aceita.
Entretanto, viver com uma pessoa do sexo oposto sem ser casado é pecado, e os cristãos que fazem tal
coisa serão julgados por Deus.
A falha na avaliação do pecado e do erro, no final, fará com que os cristãos sejam entregues ao diabo,
se não tomarem cuidado. Perderão o direito às bênçãos de Deus que lhes pertencem.
Paulo mostrou-se surpreso ao saber que a igreja em Corinto não tinha feito coisa alguma diante de tal
situação.
#I Co 5.1-5. Geralmente, se ouve que há entre vós fornicação e fornicação tal, qual nem ainda entre os
gentios, como é haver quem abuse da mulher de seu pai. Estais inchados e nem ao menos vos
entristecestes, por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação. Eu, na verdade, ainda que
ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato
praticou, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso
Senhor Jesus Cristo, seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no
Dia do Senhor Jesus.
Aquele homem não julgou a si mesmo pelo pecado que estava cometendo, por isso foi julgado pelo
Senhor. Foi entregue a Satanás para a destruição da carne, para que seu espírito se salvasse no Dia do
Senhor. Posteriormente, ele se arrependeu e corrigiu-se perante Deus #II Co 2.6-8. Não é plano de
Deus que a carne de uma pessoa seja destruída; mas, sem dúvida, isso é melhor do que ir para o
inferno.
Na Primeira Carta aos Coríntios, capítulo 11, Paulo tratou do assunto da doença na Igreja. Falou sobre
a Ceia do Senhor, e disse que os cristãos devem examinar a si mesmos. Quando julgam a si mesmos
sobre o pecado, não precisam ser julgados pelo Senhor.
#I Co 11.26-30. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte
do Senhor, até que venha. Portanto, qualquer que comer este pão ou beber o cálice do Senhor,
indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor. EXAMINE-SE, POIS, O HOMEM A SI
MESMO, e assim coma deste pão, e beba deste cálice. Porque o que come e bebe indignamente come
e bebe para sua própria condenação, NÃO DISCERNINDO O CORPO DO SENHOR. Por causa
disso, há entre vós muitos fracos e doentes e muitos que dormem.
Paulo disse: Por causa disso, há entre vós muitos fracos e doentes e muitos que dormem. Está
referindo-se ao povo da igreja -aos cristãos -que estavam morrendo de forma prematura! O espírito
deles foi para o Senhor, mas o corpo foi para a sepultura.
Os cristãos, porém, não precisam morrer prematuramente. Não é o desígnio de Deus. Por que muitos
estão fracos, doentes, e morrem antes do tempo? Porque não se examinam; não julgam a si mesmos
sobre o pecado. Não julgaram a própria vida para ver se estavam andando em amor pelo Corpo de
- 37 -
Cristo. Não se examinaram para verificar se faziam parte do corpo e do sangue do Senhor de maneira
indigna.
Discernir o corpo do Senhor tem dupla aplicação. Primeiro, os cristãos precisam discernir o fato de
que o pão, compartilhado na Ceia do Senhor, é um símbolo do corpo de Jesus que foi quebrado para
seu sustento físico e cura. Pelas feridas dEle, fomos curados #I Pe 2.24.
Segundo, devem discernir que o corpo do Senhor Jesus Cristo é espiritual. Seus membros são um no
Senhor. Portanto, se os cristãos não andam em amor para com seus irmãos em Cristo, no final, serão
julgados por causa disso.
Afinal, a Bíblia diz que, enquanto não nos julgarmos, seremos julgados pelo Senhor. De fato, abrimo-
nos para o julgamento de Deus por intermédio do nosso pecado e desobediência.
Por não andarem em amor e não se examinarem, muitos cristãos se tornam fracos, doentes e até
morrem prematuramente. Com isso, eles estão sendo disciplinados pelo Senhor, para não serem
condenados com o mundo.
Deus julga o pecado
Recordo-me da época do grande Reavivamento de Cura. De 1947 a 1958, nos Estados Unidos, houve
um grande movimento de cura divina. Parecia que era a coisa mais fácil curar uma pessoa.
De fato, alguns evangelistas chegaram a dizer: "Sabe, irmão Hagin, antes desse Reavivamento de
Cura, eu nunca tinha orado por um enfermo. Achava que não era o meu chamado. No entanto, durante
o Reavivamento, comecei a impor as mãos sobre os enfermos e experimentei um sucesso fenomenal".
Eles não percebiam, mas a imposição de mãos sobre os enfermos era o chamado deles, pois a Bíblia
revela essa responsabilidade para todos os cristãos. A Grande Comissão diz: Imporão as mãos sobre os
enfermos e os curarão #Mc 16.18b.
Naqueles dias, houve uma poderosa unção para a cura. Quando os pregadores se apossaram dessa
unção, pela fé, muitas pessoas foram curadas. O mesmo princípio pode ser aplicado ao mundo natural.
Por exemplo, no mundo natural, quando o vento sopra em uma certa direção, um pedaço de papel solto
no ar, imediatamente, é levado pelo vento. O mesmo acontece na esfera espiritual. Se você se deixa
levar quando o Espírito de Deus Se move em uma certa direção, experimentará o sucesso. Precisamos
mover-nos com o Espírito Santo quando Ele abre uma porta! Entretanto, mesmo durante aquele
avivamento, quando curas maravilhosas eram realizadas, algumas pessoas se privaram do direito de
entrar pela porta aberta da cura, por causa do pecado e das coisas erradas.
Constatei algumas das curas mais impressionantes nas campanhas de um evangelista: cinco surdos-
mudos foram totalmente curados e paralíticos se levantaram das cadeiras de roda instantaneamente.
Mesmo assim, a despeito de todas aquelas curas maravilhosas,
Deus me revelou: "Diga àquele evangelista que ele não viverá muito tempo se não examinar a si
mesmo. A primeira coisa a ser examinada é se tem demonstrado amor aos seus cooperadores" .
Aquele homem tinha 35 anos. Não se examinou, e morreu aos 38 anos de idade. Algumas pessoas
podem dizer: "Isso significa apenas que a cura não é para todos". Tal afirmativa não é verdade! Jesus
abriu a porta da cura para todos por meio do Seu próprio sacrifício. A porta está completamente
aberta! As pessoas, no entanto, privam-se do direito às promessas e provisões de Deus, vivendo
incorretamente, sem amor. Resumindo, é imensamente melhor andar em amor e examinar a si mesmo.
Dessa forma, evitamos o juízo de Deus e entra- mos pela porta da cura. Quando não entramos pelas
portas abertas por Jesus, por causa de pecados como dúvida, incredulidade ou falta de amor, estamos
falhando, fechando as portas e privando-nos das maravilhas das bênçãos de Deus.
Jesus abre as portas e opera em seu favor para que possa entrar! Não se prive de entrar pelas portas
que Ele abre. Não seja culpado de atrapalhar a obra do Senhor Jesus Cristo em sua vida, por causa do
pecado e da desobediência.
Tenha confiança no Espírito Santo. Ele o ajudará a ver e reconhecer as portas abertas por Deus. Entre
por elas! Lembre-se de que ninguém pode fechar as portas que Deus abre, entretanto, você é a única
pessoa que pode impedir que as bênçãos de Deus entrem na sua vida.
Por isso, é triste ver alguém fechar uma porta, a qual Deus abriu de graça, por causa da desobediência!
Por meio da fé e da obediência, entre por cada porta e receba o que Deus providenciou
abundantemente para você, inclusive, a cura física. Que a sua vida seja um testemunho da riqueza da
herança de Deus em Cristo. Desse modo, poderá proclamar com ousadia as bênçãos de Deus, aonde
quer que você vá!
- 38 -

Capítulo 6
As j anelas do céu

Nos capítulos anteriores, enfatizamos duas verdades bíblicas. Primeiro: Cristo é Aquele que possui
autoridade para abrir as portas das bênçãos para nós. Segundo: temos de fazer a nossa parte ou não
receberemos essas bênçãos.
Ao ensinar estas duas verdades, referimo-nos a várias portas simbólicas ou aberturas na Palavra de
Deus. Essencialmente, porém, a verdade é sempre a mesma: Deus deseja abrir portas de bênçãos em
nossa vida, e precisamos recebê-las pela fé.
Neste capítulo, falaremos sobre outro tipo de abertura mencionada nas Escrituras em relação às
bênçãos de Deus: as janelas celestiais. Embora essa abertura simbólica seja um pouco diferente
daquelas que discutimos anteriormente, as verdades são basicamente as mesmas.
#ML 3.10,11. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e
depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não
derramar sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha a maior abastança. E, por causa de vós,
repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; e a vide no campo não vos será
estéril, diz o Senhor dos Exércitos.
A Nova Versão Internacional (da Bíblia em inglês) diz no versículo 10: Veja se não escancarar as
chuvas do céu e derrame tantas bênçãos sobre vós que não terão lugar para armazenar.
Note que o Senhor é Aquele que abre as janelas torrenciais do céu, mas precisamos fazer nossa parte
para receber Suas bênçãos. Deus nos abre essas janelas sob quais condições? Quando trazemos os
dízimos à Casa do Tesouro. É a condição mencionada na primeira parte do versículo 10: Trazei todos
os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa. Observe que há uma bênção
vinculada à entrega do dízimo, mas você tem de fazer sua parte primeiro: é necessário levar o seu
dízimo à Casa do Tesouro.
Entretanto, algumas pessoas parecem pensar que Deus disse: "Traga seu dízimo à Casa do Tesouro, e
Eu lhe darei apenas o suficiente para sobreviver. As janelas do céu permanecerão fechadas, você
sofrerá privações e seus filhos passarão fome" .
Não! Não foi o que Deus disse! Ele afirmou que nos abençoaria abundantemente. Na verdade, Ele
prometeu abençoar-nos tanto que não haveria lugar suficiente para estocar as bênçãos!
#ML 3.10 relata que você precisa fazer a sua parte para que as janelas do céu se abram. Como?
Pagando o dízimo e fazendo ofertas. Trata-se de um texto no qual Deus nos convida para prová-Lo em
relação ao dízimo. É assim que você faz com que as bênçãos sejam derramadas em sua vida.
Entretanto, não entregando os dízimos a Deus, você estará fechando as janelas que Ele quer abrir .
Antes de continuarmos a falar sobre as janelas do céu e de como receber as bênçãos de Deus, gostaria
de dizer algo sobre a diferença entre a porta aberta da provisão que Jesus já colocou diante de nós e as
portas que Ele continua abrindo.
Referimo-nos à porta aberta da provisão como um símbolo daquela que Jesus já abriu por meio da
Sua obra redentora. A porta aberta da provisão de Deus está disponível para o cristão por causa da obra
completa de Cristo. Tais provisões lhe pertencem pelo que Jesus Cristo já realizou na cruz. Em outras
palavras, a porta aberta representa tudo aquilo que Deus providenciou por meio de Cristo em Sua
grande obra vicária. Portanto, a porta da provisão está aberta .
Fazemos alusão a duas portas específicas de provisão: a da salvação e cura. A provisão da nossa
redenção, porém, inclui também as bênçãos financeiras.
Constatamos tal fato nas Escrituras. De acordo com Gálatas, capítulo três, versículo 13, Cristo nos
resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós. Se você ler Deuteronômio, capítulo 28, Verá
que a maldição da Lei inclui não somente a morte espiritual e física, mas também a pobreza. Isso quer
dizer que fomos redimidos também da maldição da pobreza.
Além disso, Gálatas, capítulo 3, versículos 14 e 29, diz que Cristo veio para nos redimir para que
pudéssemos receber a bênção e a promessa de Abraão. Nessa bênção estão incluídas não só bênçãos
espirituais e físicas, mas também financeiras e materiais.1
- 39 -
Portanto, a porta da provisão é aquela que está aberta para a bênção financeira. Isso nos mostra a
verdade de que Deus, por meio de Jesus Cristo, concedeu-nos o acesso às Suas bênçãos.
O fato, entretanto, de existir uma porta aberta para a bênção material não quer dizer que todos se
apropriarão do que Deus providenciou. Assim, é importante olharmos para esse símbolo bíblico -a
janela do céu - para entendermos melhor o que precisamos fazer a fim de recebermos as bênçãos de
Deus.
Definição de dízimo
Alguém pode perguntar: "O que é dízimo?". Certa ocasião, eu estava pregando sobre esse assunto em
uma igreja, e um irmão comentou: "Sobre o que esse camarada está falando? Uma dúzia de quê?"
Não confunda dízimo com dúzia! 0 dízimo é a décima parte do que você ganha, que deve ser
consagrada ao Senhor .
#Lv 27.30,32. Também todas as DÍZIMAS do campo, da semente do campo, do fruto das árvores são
do Senhor, SANTAS SÃO AO SENHOR (...) No tocante a TODAS AS DÍZIMAS de vacas e ovelhas,
de tudo o que passar debaixo da vara, o DÍZIMO SERÁ SANTO AO SENHOR.
Você notou também que em #ML 3.10 a Bíblia fala em trazer os dízimos à casa do tesouro? Um irmão
me procurou depois que eu havia pregado sobre dízimo e disse: "Tenho dado meu dízimo, mas não sei
onde é a Casa do Tesouro" .
A Casa do Tesouro refere-se à igreja local. Quando a Bíblia diz para trazermos todos os dízimos a
Casa do Tesouro, significa levá-los à igreja local, onde adoramos a Deus. Devemos levar nossos
dízimos à Casa do Tesouro espiritual, na qual recebemos nosso alimento espiritual e somos
abençoados.

O dízimo foi instituído antes da Lei

Algumas pessoas dizem que a dedicação do dízimo aplica-se somente àqueles que viviam sob a Lei.
Entretanto, Abraão já entregava o dízimo 700 anos antes de Deus ter instituído a Lei para Moisés. Por
isso, dar o dízimo não pode ser considerado algo simplesmente relacionado à Lei mosaica.
Outros declaram: "Não creio nesse negócio de dar dízimo". Bem, você já parou para pensar que o
diabo também não crê no dízimo para promover a obra de Deus? Assim como Hitler, Mussolini ou
Stalin. Não é uma boa companhia para se estar de acordo!
Infelizmente, muitas pessoas dão desculpas porque não querem consagrar o dízimo a Deus. Entretanto,
estão perdendo a bênção, pois esse é o único texto bíblico no qual Deus diz que podemos colocá-Lo à
prova!
Outro grupo de pessoas tem mais um argumento para não dar o dízimo: Sim, mas o dízimo era para as
pessoas do Antigo Testamento; não é para nós, que vivemos na Nova Aliança. Afinal, não podemos
questionar o Novo Testamento, e ele não diz algo sobre pagar o dízimo" .Olho para elas e penso: Não
sabem o que o Novo Testamento fala sobre dízimo!"
O próprio Senhor Jesus Cristo deu Sua aprovação sobre o dízimo. Por que não podemos apenas
concordar com Ele?
Jesus endossou a dedicação do dízimo
Existem, pelo menos, duas passagens bíblicas que sustentam o pagamento de dízimo na Nova Aliança.
Primeiro, sabemos que Jesus deu o Seu aval à prática. A Bíblia afirma isso.
#Mt 23.23. Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que DAIS O DÍZIMO da hortelã, do endro e
do cominho e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; DEVEIS, PORÉM,
FAZER ESSAS COISAS e não omitir aquelas.
Note que Jesus não falou algo contra doar o dízimo. Também não disse que os dízimos tinham sido
oferecidos de forma errada. Ele afirmou: "Vocês devem pagar o dízimo, mas não devem omitir a
justiça, a misericórdia e a fé" .Agora veja #Hb 7.8:
#Hb 7.8. E aqui certamente TOMAM DÍZIMOS homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se
testifica que vive [Jesus ] .
Creio que esse texto aplica-se a Jesus Cristo e ao Novo Testamento -a Nova Aliança. Quando você dá
dízimos e ofertas, algumas pessoas pensam que os homens na Terra são os únicos que recebem, pois o
versículo diz: E aqui certamente tomam dízimos HOMENS QUE MORREM .
- 40 -
A expressão "homens que morrem" quer dizer, simplesmente, seres humanos. Homens mortais
recebem nossos dízimos na Terra. Entretanto, o versículo não diz só isso. Leia o restante, pois o
escritor faz uma declaração muito profunda.
A outra parte diz: Ali, porém, aquele de quem se testifica que vive #Hb 7.8b. No texto de #Ap 1.18,
Jesus Se identifica como Aquele que vive para sempre: [Sou] E O QUE VIVE; fui morto, mas eis aqui
estou vivo para todo o sempre. Portanto, embora pareça que os homens estão recebendo os dízimos, na
verdade é Aquele, que vive para sempre, quem está recebendo.
Em uma de minhas reuniões, um irmão me disse:
"Não me importaria de dar meu dízimo para Jesus, mas não sei onde Ele está. Poderia até entregar meu
dízimo na Casa do Tesouro, mas como vou subir aos céus para fazer isso ?"
Eu respondi: "Jesus é o Cabeça da Igreja. A Igreja é o Seu Corpo. O Corpo de Cristo está na Terra. Por
isso, você não pode entregar seu dízimo a Jesus Cristo, o Cabeça da Igreja, sem ser por meio dos
membros do Seu Corpo. Por exemplo, não posso dar centavo algum à minha cabeça sem que minha
mão receba primeiro. Bem, minha mão faz parte do meu corpo. Se você entrega seu dízimo a Jesus,
está sendo ofertado ao Seu Corpo, na Terra, fazendo, assim, a vontade da Cabeça".
A Bíblia é muito simples, se interpretamos corretamente o que ela diz. Entretanto, por vezes, apenas
tentamos evitar o que ela revela, dando justificativas.
Deus diz, "fazei prova de mim" quanto ao dízimo
Note mais uma coisa que Deus disse em #ML 3.10: Depois fazei prova de mim, diz o SENHOR dos
Exércitos.
Você já notou que este é o único texto no qual Deus diz tal coisa? De fato, a única área na qual Deus
afirma que podemos prová-Lo é nos dízimos e ofertas.
Ele nos convida para colocá-Lo à prova: Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja
mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, ( ...) se eu não vos abrir as janelas do céu.
Lembre-se de que nessa questão há uma parte divina e uma parte humana, para que recebamos as
bênçãos prometidas. Em outras palavras, é preciso a nossa participação junto a Ele para que as janelas
sejam abertas. Quando oferecemos o dízimo, Deus é fiel e abre as janelas do céu para nós. A Bíblia
revela: aquilo que Deus abre homem algum pode fechar. O diabo não pode fechar as janelas das
bênçãos. Você é o {mico que pode privar-se dos benefícios das janelas do céu, e o faz quando se
recusa a consagrar suas finanças e a andar em obediência à Palavra. Veja bem, do ponto de vista
humano, há algo que devemos fazer se quisermos entrar pelas portas abertas de Deus e ver as janelas
do céu abrindo-se. Muitas pessoas tentam receber as bênçãos financeiras e materiais de Deus com as
janelas do céu fechadas. Por que estão fechadas? Porque essas pessoas não fazem sua parte, dando
suas ofertas. Algumas delas não vivem de forma correta, por isso Deus não pode honrar suas ofertas.
As janelas, com isso, permanecerão fechadas. Podem confessar a Palavra e crer em Deus o quanto
quiserem; mas, enquanto as janelas estiverem fechadas, as bênçãos não virão. Geralmente, esse é o
problema. As pessoas desejam que Deus as abençoe financeiramente. Querem prosperar. De fato, Deus
deseja abençoá-las. É o que o texto diz: Derramarei sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha a
maior abastança #ML 3.10.
Entretanto, se a pessoa não estiver vivendo corretamente, Deus não honrará suas ofertas.
A obediência e as janelas abertas
Às vezes, as pessoas erroneamente adotam a idéia de que a fé pode fazer tudo! Não me entenda mal!
Não estou menosprezando a fé; ensino sobre a fé em Deus e na Bíblia.
Entretanto, se ensinarmos apenas sobre fé, poderemos dar a impressão de que ela é a única coisa
necessária na caminhada cristã. Caro leitor, a fé não é a única coisa necessária para se receber a
abundância das bênçãos de Deus. Fé e obediência abrem as portas das bênçãos de Deus. Por exemplo,
a simples confissão de fé não abrirá as janelas do céu! Você precisará colocar, junto a fé, alguma ação
e obediência.
Certamente é necessário que haja fé para que as janelas do céu se abram. Entretanto, é impossível abri-
Ias apenas confessando que estão abertas. Em outras palavras, somente o princípio de #Mc 11.23 não
abrirá as janelas do céu.
#Mc 11.23. Porque em verdade vos digo que qualquer que DISSER a este monte: Ergue-te e lança-te
no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo QUE DIZ, tudo o que DISSER lhe
será feito.
- 41 -
Não podemos abrir as janelas do céu apenas dizendo: Abram-se, janelas do céu!". É preciso que as
ações correspondentes à fé sejam feitas, quer dizer, que sejamos praticantes da Palavra. Teremos de
obedecer ao que a Palavra diz sobre ofertas.
130 Jesus -a Porta aberta
Bem, o que a Palavra diz? Para trazermos os dízimos à Casa do Tesouro. Em outras palavras, é
necessário que você faça sua parte para que as janelas se abram: há algo que você deve fazer. Nesse
caso, a ação correspondente é consagrar seu dízimo e dar ofertas .
A fé é a que nos habilita, e a fé na Palavra funciona. Veja, porém, que alguns irmãos enfatizam alguns
elementos da fé, dando a impressão de que a fé é tudo que se precisa para receber algo de Deus. Não
vivem certo, mas esperam que a fé funcione. Isso, porém, não está de acordo com todo o conselho de
Deus. Deus honra toda a Sua Palavra, não somente alguns textos selecionados.
A obediência e as janelas do céu
Portanto, mesmo que Jesus já tenha aberto todas as portas de bênçãos, provisões e oportunidades para
nós, é preciso fé e obediência para entrar por elas. É necessário obedecer a Palavra.
A Bíblia diz: Amados, se o nosso coração nos não condena, [Então] temos confiança para com Deus #I
Jo 3.21. Podemos ler esse versículo assim: "Se o seu coração o condena, sua fé não funciona " .
Sua fé não funcionará se sua vida não estiver em sintonia com o céu, ou fora de sintonia com seus
irmãos em Cristo. Será uma fé fraca. Mas, se andar na luz, assim como Ele está na luz, e estiver em
comunhão com os irmãos, sua fé será efetiva.
#I Jo 1.7. Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o
sangue Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado.
Note que o versículo não afirma: "Se andarmos na luz como Ele, temos comunhão com aqueles que
desejam". Se não tivermos comunhão com os irmãos por causa de conflitos, falta de perdão e amor,
não estaremos andando na luz.
Há muito tempo, decidi que amaria todas as pessoas, mesmo aquelas que não me amassem. Elas
podem não desejar comunhão comigo, mas sempre buscarei comunhão com elas. Veja, a falha em
amar fecha as janelas do céu.
Quero enfatizar esse pensamento. Deus lhe diz que, se desejar que as janelas do céu sejam abertas por
Ele, faz-se necessário que você cumpra certos requisitos. Quais são as condições? Você deve andar em
obediência à Palavra de Deus, trazendo seus dízimos à Casa do Tesouro. Esta é a sua responsabilidade!
Deve continuar a andar em sintonia com a Palavra, porém, manter as janelas do céu abertas.
Podemos dizer que por meio de sua obediência à Palavra, você faz com que as portas do céu se abram
em sua vida e permaneçam dessa forma. Portanto, você tem de fazer sua parte, pois Deus é sempre fiel
e faz a parte dEle!
A pergunta é: você será fiel em fazer o que lhe compete? A sua desobediência pode, de fato, fechar as
janelas do céu. Lembre-se de que #ML 3.10 nos convida para colocar Deus à prova, com relação ao
dízimo .
#ML 3.10 10 Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e
depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não
derramar sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha a maior abastança.
Você talvez não saiba muito sobre fé, mas obedece a Deus mesmo assim, andando na Luz, de acordo
com a Palavra. Continue provando a Palavra de Deus, abrindo as janelas do céu e mantendo-as
abertas!
Repreendendo o devorador
Na passagem sobre o dízimo, #ML 3:11, mostra que Deus está falando sobre bênção material e
financeira: E, por causa de vós, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto.
Na época de Malaquias, a maioria das pessoas vivia do fruto da terra e do produto da videira. O texto
bíblico prossegue: A vide no campo não vos será estéril, diz o Senhor dos Exércitos. Veja a parte do
versículo que trata da bênção do dízimo na qual Deus prometeu repreender o devorador por nossa
causa.
Conheci um homem pessoalmente, com o qual trabalhei' durante a metade do dia, quando comecei
meu ministério de pregador itinerante. Quase não o víamos e era impossível falar com ele, pois
trabalhava demais, apesar de já ser muito rico.
- 42 -
Provavelmente, ganhava mais de um milhão de dólares. Não só tinha muito dinheiro, como também
casas e outras propriedades. As janelas do céu estavam abertas na vida dele. Qual era o segredo do seu
sucesso? Fiz pessoalmente essa pergunta para ele. Tinha ouvido sua história através de outras pessoas,
mas queria ouvir dele mesmo, por isso lhe perguntei.
Aquele irmão me respondeu: "Vou dizer-lhe exatamente como comecei. Não possuía coisa alguma”.
Tinha uma fazenda, a qual mal conseguia pagar. Então, arrendei mais um pouco de terra e trabalhei
nela.
Eu ajudava bastante a igreja, contribuindo liberalmente. De fato, não tínhamos muitas necessidades,
pois a construção do templo era nova, e o retomo financeiro era bom. Um dia, recebemos a visita de
um missionário que precisava de ajuda material para realizar um projeto.
Eu sabia um pouco sobre ele, e decidi ajudá-lo. Na verdade, não tive orientação para apoiar aquele
projeto em especial, mas auxiliei pela fé, pois cria em Deus e sabia que o missionário estava passando
por grandes necessidades " .
Isso aconteceu no Texas e, na época, o algodão estava no auge, ou seja, era o melhor investimento
entre os fazendeiros. Entretanto, eles não tinham os recursos e inseticidas que existem hoje. O
caruncho destruía boa parte da plantação, atacando o algodão ainda no broto. Naqueles dias, às vezes,
plantações inteiras eram destruídas pelo inseto.
Sabe o que aconteceu com a fazenda daquele irmão? O caruncho atacou todas as plantações da região,
mas não chegou perto da fazenda dele! Nunca entrou na sua terra. Foi um fato histórico!
Com relação ao dízimo, a Bíblia diz em #ML 3.11: E, por causa de vós, repreenderei o devorador.
Deus repreendeu o devorador na fazenda daquele irmão! Por quê? Porque ele não somente era fiel no
dízimo e cria em Deus, como também era liberal nas ofertas.
Soube do caso ainda menino, antes de conhecê-lo.
Todos comentavam como os carunchos simplesmente ficaram longe da fazenda daquele homem.
Nos domingos, pessoas de vários lugares iam até a nossa região e passavam pela fazenda do irmão
para constatar. Parecia uma parada militar! Ninguém acreditava no que via!
Ele não usava produto químico especial contra as pragas e, mesmo assim, suas terras produziram uma
colheita fantástica naquele ano. De fato, ele conseguiu mais de US$100.000!
Por que você acha que aconteceu aquilo? Porque Deus honrou a disposição dele de contribuir. Ele não
somente dava o dízimo, como doava ofertas generosas. Deus sempre honra Sua Palavra.
Não sei quanto a você, mas eu gosto muito das palavras de #ML 3.10: Trazei todos os dízimos à casa
do tesouro (...) depois faze i prova de mim (...) se eu não vos abrir as janelas do céu. Glória a Deus!
De acordo com a nota de rodapé na Bíblia que utilizo, no hebraico a palavra derramar é traduzida
como esvaziar uma bênção. Quer dizer, Deus esvaziará suas bênçãos sobre você, trazendo-lhe grande
abundância.
Imagine que você seja abençoado tão generosamente a ponto de dizer: "Senhor, não posso mais ser
abençoado! Pare! Não tenho mais onde guardar o que o Senhor está dando-me!" Na passagem
mencionada, Deus está falando que derramará sobre você bênçãos materiais e financeiras.
Algumas pessoas afirmam: "Quero ser abençoado dessa maneira" e contribuem, tendo em mente um
motivo meramente carnal. Fazem a contribuição apenas para ser abençoadas. Esse tipo de oferta não
funcionará se a motivação do coração não for correta.
Não importa com quanto as pessoas contribuam ou com que fidelidade dão o dízimo. Se fizerem essas
coisas apenas com o interesse de receber bênçãos, não funcionará. Por quê? Porque são egoístas.
Já ouvimos muitas pregações condenando os tipos de pecado: mentira, trapaça, roubo etc. Realmente,
todas essas coisas são erradas. Entretanto, caro leitor, motivação errada também é pecado, e Deus
julgará Seu povo quanto aos motivos do coração!

Capítulo 7
A contribuição e a motivação

Há anos, um evangelista, a quem eu conhecia, vivia repetindo: "Você precisa escrever um livro! Pode
ganhar muito dinheiro!"
- 43 -
Por causa dessas palavras, passaram-se anos até que decidi escrever. Sabia que, se escrevesse um livro
para ganhar dinheiro, teria problemas com o Senhor. Não desejava escrever enquanto não estivesse
absolutamente certo de que seria apenas para ajudar as pessoas. Esse teria de ser meu único motivo.
Precisamos saber que Deus prometeu abençoar-nos. Temos de lembrar e crer nisso. No entanto, por
vezes, há uma linha muito tênue, relacionada aos motivos do nosso coração. De fato, fecharemos as
janelas do céu se nossos motivos continuarem impuros.
Em primeiro lugar, as pessoas devem contribuir porque amam ao Senhor! Devem contribuir porque
amam as almas perdidas e desejam promover o Reino de Deus e a obra de Cristo.
Precisamos ser capazes de dizer: "Vou contribuir para ajudar e beneficiar outros, mesmo que jamais
receba algo em troca " .Quando podemos fazer essa declaração de compromisso, sabemos que nossos
motivos são puros. Quando as pessoas contribuem por motivos puros, crêem e amam a Deus; dessa
forma, Ele honrará a oferta.

Motivos puros nos colocam em uma boa posição diante de Deus

Tenho visto pessoas que foram abençoadas financeiramente por meio das ofertas que davam, apesar de
não saberem muito a respeito da fé ou sobre crer em Deus. Entretanto, elas viviam corretamente e seus
motivos para contribuir eram puros. Queriam abençoar outras pessoas e promover o Reino de Deus.
Por exemplo, lembro de um irmão em particular que era pastor na época da Depressão, nos anos 30.
Sabia pouco sobre esse tipo de fé, mas mesmo assim enriqueceu. Embora ele não soubesse, na
realidade, estava agindo de acordo com os princípios de fé.
Isso foi na época da Depressão. Lembre-se de que naqueles dias difíceis, os homens trabalhavam o dia
todo -não somente oito horas, mas do amanhecer ao anoitecer, para ganhar um dólar.
Quando comecei a pregar, havia pessoas em minha igreja que ganhavam US$ 37 por mês. Esse era
todo o dinheiro com o qual sustentavam suas famílias! Tinham de pagar aluguel, outras despesas da
casa e comprar alimentos!
Certamente, as coisas eram mais baratas. Por exemplo' podia-se comprar um carro por US$ 700, US$
800. Encontravam-se carros até por US$ 400. Tanto o pão quanto o galão de gasolina custavam um
níquel.
Naqueles dias, para impressionar as namoradas, os rapazes encostavam o carro nos postos de gasolina
e diziam: "Encha o tanque!". Ao mesmo tempo, esticavam a mão para fora da janela, onde a garota não
pudesse ver, e faziam sinal para o funcionário do posto pedindo, na verdade, apenas um galão!
Encher o tanque, realmente, impressionava as namoradas, porque naquela época as pessoas não tinham
dinheiro sobrando. Estariam ganhando muito bem, se conseguissem encher o tanque do carro de uma
vez!
De qualquer maneira, aquele pastor, que conheci, disse-me algo muito profundo: "Irmão Hagin, não
sei muito sobre exercitar a fé. Por exemplo, não sei como orar pelos enfermos. Entretanto, mesmo nos
anos difíceis, sempre tive um bom carro. Nunca fiquei sem um carro novo. Financeiramente falando,
minha família nunca sofreu, mesmo quando pastoreei igrejas pequenas. Reuníamos apenas 60 ou 70
pessoas nos domingos, mas nunca passamos privação financeira. Sempre moramos em boas casas e
tínhamos fartura de alimentos; nunca tivemos problemas financeiros" .
Por que aquele pastor sempre teve abundância, mesmo em meio à Depressão? Por que sempre tinha
boa provisão, enquanto outros padeciam as privações? Porque ele sempre manteve as janelas do céu
abertas em sua vida. Como? Dava não somente seu dízimo, mas também era generoso nas ofertas .
Pense nisso! Aquele pastor sempre dirigia um carro novo. Usava roupas boas. Morava em belas casas
e sua família andava bem vestida -mesmo em uma época de grande recessão econômica. Não teve
problemas financeiros, apesar de trabalhar em igrejas pequenas. Entretanto, era fiel no dízimo e nas
ofertas, promovendo a obra de Deus com generosidade. Esse era o segredo do seu sucesso. Colocou-se
em uma posição na qual podia receber as bênçãos de Deus.

O homem que ficou milionário na época da Depressão


- 44 -
Conheci outro irmão no Texas que nunca terminou os estudos. Saiu da escola para trabalhar. Até os
doze anos de idade, nunca havia calçado sapatos. Seus pais eram extremamente pobres, e a família
morava em um único quarto.
Quando criança, nunca teve uma roupa comprada especialmente para ele. Sua mãe ganhava roupas de
outras pessoas e as reformava para os filhos. Nos meses mais frios do ano, ela fazia meias de saco de
algodão.
Quando esse irmão cresceu, ficou rico, pois ganhou mais de um milhão de dólares em plena
Depressão! Era inacreditável. Na década de 30, quando as coisas estavam tão difíceis nos Estados
Unidos, se alguém conseguisse juntar um milhão de dólares era considerado rico. Não havia muitas
pessoas nessas condições.
Sabe como ele conseguiu? Conheci aquele irmão pessoalmente, e conversei com ele sobre isso. Ele
não sabia muito sobre fé. Entretanto, sabia como fazer com que Deus abrisse as janelas do céu,
obedecendo ao mandamento da generosidade. Ele as abriu cedo, e elas nunca mais se fecharam para
ele. Por quê? Porque ele as mantinha abertas por meio de suas ofertas.
Deus fazia Sua parte e mantinha as janelas abertas, porque aquele homem obedecia à Sua Palavra
sobre contribuição #ML 3.10; #Lc 6.38. A Bíblia promete uma retribuição àquele que é generoso nas
ofertas.
#Pv 3.9,10. Honra ao Senhor com a tua fazenda e com AS PRIMÍCIAS de toda a tua renda; E SE
ENCHERÃO OS TEUS CELEIROS ABUNDANTEMENTE, e transbordarão de mosto os teus
lagares.
Deus prometeu encher abundantemente nossos celeiros! Disse que nossos lagares transbordarão de
vinho. Não sei quanto a você, mas eu desejo a abundância prometida por Deus!
Veja, Deus nos diz exatamente o que temos de fazer para abrir as janelas do céu! O segredo é
contribuir com a obra de Deus. Em Malaquias, Deus prometeu que derramará Suas bênçãos em uma
medida tão grande que não teremos lugar para armazenar!
Deus não faz promessas vazias. Ele é capaz de realizar tudo que diz em Sua Palavra #Rm 4.21. A
Bíblia revela também que Deus não é homem para mentir. Ele cumpre fielmente Sua Palavra.
#Nm 23.19. Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa;
PORVENTURA, DIRIA ELE E NÃO O FARIA? OU FALARIA E NÃO O CONFIRMARIA?
Sabendo que a Palavra de Deus é verdadeira e podemos confiar nela, sejamos, então, generosos nas
nossas ofertas e as janelas do céu se abrirão!

Dando para o pobre

Aquele irmão que ficou milionário na época da Depressão não era generoso nas ofertas apenas para
receber.
Não tinha uma atitude interesseira e egoísta, contribuindo apenas para receber mais.
Ele era uma das pessoas mais generosas que já conheci. Sempre ajudava quando via alguém
necessitado, porque queria ver a obra de Deus sendo realizada. Em outras palavras, seus motivos para
contribuir eram puros. Além dos dízimos e das ofertas, também era extremamente nobre para com os
pobres. Cria e aplicava a promessa de Provérbios 19.
#Pv 19.17. Ao Senhor empresta o que se compadece do pobre, e ele lhe pagará o seu benefício.
Às vezes, imagino que há cristãos que lêem esse versículo assim: "Deus Se esquece daqueles que lhe
emprestam". Não! Não é o que a Bíblia diz. O que o senhor fará? O Senhor pagará. A Bíblia também
diz: O que é de bons olhos será abençoado, porque deu do seu pão ao pobre #Pv 22.9.
Veja, ajudar os pobres está além dos dízimos e das ofertas. Não pegue seu dízimo para dar aos pobres.
Seu dízimo pertence à Casa do Tesouro, ou seja, à sua igreja local. Depois, então, de ter contribuído
com a igreja, a Bíblia o exorta a contribuir também com os pobres.
#Lc 12.33. Vendei o que tendes, e DAI ESMOLAS, e fazei para vós bolsas que não se envelheçam,
tesouro nos céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão, e a traça não rói.
A Bíblia revela que, se você ajuda os pobres, na verdade, está emprestando para Deus. O Senhor
pagará. Essa é uma das formas de manter as janelas do céu abertas em sua vida.
- 45 -
Cuidado com os aproveitadores

A Bíblia, quando fala em ajudar os pobres, não está referindo-se a ajudar pessoas que apenas fingem
ter uma necessidade para viver à custa dos outros. São os aproveitadores ou "parasitas" .
Algumas pessoas simplesmente vivem à custa dos outros. Se permitirmos, tais pessoas tomar-se-ão um
peso em nossa vida. Deus lhe revelará esse tipo de pessoa. Deus nunca ordenou que déssemos
qualquer coisa aos aproveitadores.
Existem aproveita dores religiosos, os quais tentam explorar outros cristãos. Não é isso que a Bíblia
ensina em #Pv 19.17. Ela fala de pessoas com necessidades legítimas.
Quando você, verdadeiramente, anda por fé, não sai por aí contando a todos sobre suas necessidades.
Não são as outras pessoas que têm de abrir as janelas do céu para você! Deus tem de abrir! Você toma
isso possível por meio da entrega do dízimo e das ofertas.
Nunca, em minha vida, comentei com outras pessoas sobre minhas necessidades financeiras, ou sequer
insinuei estar precisando de alguma coisa. Sempre confiei em Deus. A verdadeira fé é crer que
somente Deus é a Fonte.
No que diz respeito ao ministério, não há problema em compartilhar com outras pessoas sobre um
projeto, ou as necessidades ministeriais, permitindo que contribuam #I Co 16; #II Co 9. Entretanto,
não é correto pressionar as pessoas para que auxiliem financeiramente.
Não devemos esperar que outras pessoas abram as portas e janelas da bênção de Deus para nós. Jesus é
quem abre!
Deus nos diz claramente em Sua Palavra o que temos de fazer para que elas se abram. A vontade dEle
é que você aprenda por si a abrir as janelas do céu. Você faz isso por meio da obediência ao que a
Palavra diz sobre contribuir, e as mantém abertas vivendo corretamente.
Muitos indivíduos caem na armadilha de pensar que não importa a maneira como vivem, ou se
permitem que haja pecado em sua vida; basta contribuírem financeiramente e Deus retribuirá com
abundância.
Isso não acontecerá. Deus honra toda a Sua Palavra e não apenas algumas partes dela. Dar o dízimo e
contribuir faz parte do processo de abrir as janelas do céu. Entretanto, há outras coisas. É preciso viver
certo, andar em amor e viver de acordo com os princípios da Palavra de Deus. Você não conseguirá
muito dEle se não viver de forma correta.
#GL 6.7. Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque TUDO O QUE O HOMEM SEMEAR,
ISSO TAMBÉM CEIFARÁ.
Ao escrever esse versículo, Paulo não se referia aos pecadores, mas aos cristãos. Dizia para os cristãos
não se iludirem sobre a Lei de Deus de semear e colher. Aquilo que o homem semeia, ele também
colhe.
Essa Lei se aplica a todas as áreas da vida, não somente às finanças. Entretanto, se você semeia
finanças, certamente terá um retomo.
Riquezas mal adquiridas não duram
Existem pessoas que acham que Deus vai fazê-las prosperar de qualquer maneira, por isso investem
suas finanças com esse único propósito. Contudo, não vivem corretamente. De fato, adquirem dinheiro
sendo até desonestas.
Depois dizem: "Vou investir esse dinheiro dando ofertas, e Deus me dará mais, pois ouvi um pregador
dizer que Deus honra aquele que dá com alegria". Deus, porém, não honrará tal atitude. Deus é fiel
quando as pessoas andam à luz da Sua Palavra. Uma pessoa não pode esperar que Deus honre suas
doações quando, deliberadamente, continua a violar os princípios da Pa- lavra em outras áreas.
Por exemplo, conheci um homem que, embora hoje não pareça grande coisa, há alguns anos era
considerado rico. Proporcionalmente, hoje, ele seria considerado um bilionário. Para a época,
realmente ele tinha muito dinheiro.
Certa ocasião, eu o visitei em sua casa luxuosa -melhor do que a da maioria. Naquela época,
pouquíssimas pessoas possuíam bons carros. Assim como ele e a esposa, cada um dos dois filhos
também tinha um carro. Aquele homem tinha muitas posses, c era muito generoso em suas ofertas.
Entretanto, sua prosperidade não durou; perdeu tudo o que tinha.
- 46 -
Por que sua riqueza não durou? Afinal, ele era fiel no dízimo. Também, era liberal nas ofertas, porém,
muitos dos seus negócios não eram totalmente honestos. Em outras palavras, eram negócios escusos,
ou, pelo menos, pouco éticos e ilegais .
Portanto, espiritualmente ele não estava em condições de receber de Deus. Deus não podia honrar suas
ofertas.
Essa situação o afetava espiritualmente e, no final, afetou tanto a sua vida financeira e material quanto
a parte física. Ele e a esposa tiveram sérios problemas de saúde.
Veja bem, todo o pacote anda junto, não é? Os dízimos e as ofertas abrem as janelas do céu, mas
também é preciso viver certo, para se estar em uma posição na qual Deus possa abençoar. Você
entende isso?
Conheci outro homem no Texas há alguns anos. Notei que ele nunca tinha coisa alguma. Sempre usava
sapatos furados. Parecia nunca ter "um tostão" no bolso. Comecei a observar a vida daquele homem,
para ver por que ele estava sempre passando privação. Parecia não prosperar no que fazia.
Descobri que ele era um aproveitador religioso. Intencionalmente, ficava rodeando pessoas que tinham
dinheiro. Por exemplo, costumávamos encerrar os cultos, à noite, reunindo-nos diante do púlpito para
orar. Aquele irmão se aproximava das pessoas que tinham dinheiro e orava em voz alta: "Senhor, estás
vendo a sola do meu sapato. E o único que eu tenho. O, Senhor! Toque no coração de alguém para me
comprar um par de sapatos novos!"
Geralmente, os irmãos que estavam perto dele olhavam para os seus sapatos e viam que realmente
estavam velhos. A pessoa ficava com pena dele e comprava-lhe um par de sapatos. Ele saía dizendo:
"Deus supriu minha necessidade!"
Na verdade, era uma mentira. 0 Senhor não era o Único que supria suas necessidades. Ele se
aproveitava da bondade das pessoas. Isso não é fé; ele não exercitava fé alguma. Suas experiências não
eram um exemplo das janelas do céu se abrindo. Ele não praticava a Palavra; apenas manipulava as
pessoas generosas, levando-as a comprar o que precIsava.
Aquele irmão participava de reuniões de avivamento em igrejas e logo se aproximava dos irmãos com
boa situação financeira. Quando iam orar, ele ficava ao lado deles, e fazia suas costumeiras orações em
voz alta, detalhando suas necessidades. Quando alguém se oferecia para lhe comprar algo, ele dizia:
"Minha fé realmente está funcionando!" Porém, sua atitude não era demonstração de fé. Era
manipulação e mentira.
Se realmente usasse a fé, deveria pedir a Deus um novo par de sapatos ou outras coisas em suas
orações pessoais, privativas, para que somente Deus soubesse. Se vivesse corretamente e baseasse suas
petições na Palavra, teria recebido resposta!
Caro leitor, quando você anda pela fé, não precisa aproveitar-se das pessoas. Elas contribuem porque
amam a obra de Deus. Quando sua fé está alinhada com a Palavra do Senhor, você está em uma
posição na qual pode receber o melhor de Deus! Mesmo quando você não tem coisa alguma, pode
manter um sorriso no rosto e continuar dando brados de vitória!
Eu sei porque já passei por isso. Muitas vezes, agi como se tivesse bastante dinheiro. Não contava a
ninguém que não tinha nem um tostão, porque minha fé era em Deus e em Sua Palavra.
Veja bem, eu sei que é Jesus quem abre as janelas do céu. É Ele quem supre todas as minhas
necessidades, por isso, não preciso esperar provisão de homem algum; confio na provisão abundante
de Cristo.
De fato, aquele irmão que mencionamos era um pedinte profissional. Assim que percebi o que fazia,
passei a observá-lo. Percebi que, assim como ele não tinha coisa alguma na vida material, também não
prosperava na vida espiritual.
Não se pode prosperar, verdadeiramente, sendo desonesto. Deus não abrirá as janelas do céu, nem
derramará Suas bênçãos financeiras sobre aqueles que enganam outras pessoas!
Aquele homem não vivia de forma correta e seus motivos eram errados. Como Deus poderia abrir as
janelas do céu para ele? Não poderia. Como costumávamos dizer, aquele homem não estava vivendo
"sob o cano de onde flui toda a glória!" Isso quer dizer que não vivia sob as bênçãos de Deus; vivia em
uma esfera de egoísmo, motivado pela carne. De fato, estava em pecado, porque sempre tirava
proveito dos membros do Corpo de Cristo.
Suas orações vazias não moviam a mão de Deus para abençoar sua vida, pois Deus não aprova a
desonestidade; por isso, as janelas do céu nunca se abriam para ele.
- 47 -
Por outro lado, lembre-se daquele pastor, o qual pastoreava igrejas pequenas, e, mesmo assim,
prosperava grandemente. Ele realmente andava por fé, em obediência à Palavra de Deus,
principalmente quanto a dar, embora não conhecesse todos os princípios. A Palavra funcionava para
ele. As janelas do céu se abriam em sua vida e ele aprendeu a mantê-las abertas.
Precisamos chegar a um nível de fé no qual realmente cremos que Deus é quem diz ser e que fará o
que diz que fará. Então, precisamos obedecer a Palavra e viver corretamente.
Também, precisamos crer que nós somos quem Deus diz que somos, e podemos fazer o que Ele diz
que podemos. Uma coisa a ser feita é obedecer a Palavra de Deus, de maneira que Suas bênçãos sejam
derramadas sobre nós. Quando obedecemos, Deus nos abençoa, porque Ele honra Sua Palavra #I Sm
2.30.
Se tivermos as janelas do céu abertas em nossas vidas, não nos importará o que acontece nesse mundo.
Não importa como esteja a inflação ou as taxas de juros, ou os índices de desemprego -as janelas do
céu continuarão abertas em sua vida. Já vi isso na vida de dois homens, os quais já mencionamos.
Fico muito feliz por ter aprendido como fazer as janelas do céu se abrirem! Lembre-se: O diabo não
pode fechar as janelas do céu! Ele pode tentar, mas não conseguirá fechá-las. A desobediência do
cristão, porém, poderá fazê-lo.
Além disso, homem algum pode fechar as janelas do céu, assim como não pode fechar as portas
abertas por Jesus. Aquilo que Deus abre, ninguém fecha, seja porta ou janela.
Você é a única pessoa que tem condições de fechar portas e janelas que Deus abre em sua vida. Por
meio da desobediência e da falha em andar na luz da Palavra de Deus, você realmente fechará as
portas e janelas para si mesmo.

Capítulo 8
As ofertas abrem as janelas do céu

Dar ofertas é uma das formas de obedecer a Deus, de maneira que Ele possa abrir as janelas do céu
para nós. Note todo o contexto da passagem de Malaquias, capítulo 3. Deus não falou somente sobre
dízimos, mas também sobre ofertas.
#ML 3.8,9. Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos
dízimos e nas ofertas alçadas. Com maldição sois amaldiçoados, porque me roubais a mim, vós, toda a
nação.
Evidentemente, os israelitas estavam negligenciando os dízimos e as ofertas; por isso Deus disse: V ás
me roubais (...) nos dízimos e nas ofertas alçadas.
Bem, não desejamos estar sob nenhuma maldição por roubar do Senhor nos dízimos e nas ofertas.
Nosso desejo é andar na bênção das janelas abertas do céu!
Somos exortados a dar a Deus, tanto os dízimos como as ofertas. O dízimo pertence a Deus #ML 3.10.
Uma vez que dou o dízimo, considero que minhas ofertas também sejam oferecidas a Deus. Graças a
Deus, temos algo a fazer para que as janelas do céu se abram em nossa vida. Faça com que essas
janelas se abram, e mantenha-as abertas, para receber as bênçãos do Senhor!

Dai, e ser-vos-á dado

Vamos olhar para um texto do Novo Testamento sobre o ato de dar, o qual é citado com freqüência.
Certamente, aplica-se a nós. Foi o próprio Senhor Jesus quem disse:
#Lc 6.38. Dai, e ser-vos-á dado, BOA MEDIDA, RECALCADA, SACUDIDA E
TRANSBORDANDO vos darão; porque COM A MESMA MEDIDA com que medirdes TAMBÉM
VOS MEDIRÃO de novo.
Esse versículo revela que, se você der, receberá de volta em boa medida. Entretanto, não pára aí. Note
como a bênção será retribuída a você: não somente em uma boa medida, mas recalcada, sacudida e
transbordante!
Soa como a bênção do dízimo em Malaquias, não é? Naquele versículo diz que haverá a maior
abastança, e não haverá lugar para armazenar as bênçãos de Deus.
No texto de Lucas, a Bíblia relata que as bênçãos serão em grande quantidade. Ambas as passagens
bíblicas deixam clara a abundância da retribuição de Deus .
- 48 -
Parece bom, não é? Mas o versículo de Lucas continua: Com a mesma medida com que medirdes
também vos medirão de novo. Portanto, você tem algo a ver com à medida que lhe será concedida!
Lembro-me de uma ocasião em que estava pregando em uma cidade do Texas. Um amigo que vivia
naquela cidade entrou em contato comigo, convidando-me para ir a sua casa antes do culto. Aceitei o
convite e, enquanto conversávamos, ele me deu uma nota de cem dólares. De fato, nos dias em que
preguei na cidade, aquele irmão por duas vezes me deu uma oferta no mesmo valor. Na época, cem
dólares representavam uma quantia razoável. As maiores ofertas que as pessoas davam eram de cinco
ou dez dólares (as ofertas comuns eram de um dólar).
Aquele irmão não deu muitas explicações, apenas disse: "Costumo dar meu dízimo na minha igreja;
esta oferta não é parte do dízimo. Queria lhe dar algo além do meu dízimo" .
Quando estávamos a caminho da igreja, ele me perguntou: "Você já pregou sobre #Lc 6.38” Respondi:
"Não. Nunca preguei especificamente sobre esse texto, embora já o tenha mencionado em algumas
pregações".
Ele retrucou: "Um evangelista fez uma campanha de duas semanas em nossa igreja, durante as quais
lia #Lc 6.38 todas as noites. Sabe de uma coisa? Tivemos um dos melhores avivamentos em nossa
igreja. Pessoas eram salvas todas as noites. Aquele evangelista obteve um dos maiores resultados que
já vil”.
Na última noite da campanha, o pastor da igreja sugeriu uma oferta para o evangelista. Este se
levantou e leu novamente #Lc 6.38, e disse: "Irmãos, li este versículo todas as noites. Vou receber a
oferta da igreja hoje, porque sei que este templo precisa de um novo sistema de ar condicionado”.
Já se passaram vários anos, mas as pessoas tinham comprado o prédio e transformado definitivamente
em templo. De fato, o sistema de ar condicionado era muito antigo e finalmente quebrou. O clima no
Texas é muito quente. A igreja realmente precisava do ar condicionado, que custava cerca de
US$10.000. Na época, era uma pequena fortuna.
O evangelista disse: "Vou abrir minha Bíblia em #Lc 6.38 e deixá-la aqui no púlpito. Quero encorajá-
los a dar a oferta com base nesse texto. Essa oferta será, exclusivamente, para a compra do sistema de
ar condicionado" .
Devido ao fato de o evangelista saber que Deus o estava dirigindo para levantar aquela oferta, ele
falou: "Não quero que vocês dêem só aquilo que acham que podem. Dêem aquilo que acham que não
podem. A Palavra de Deus diz: Daí, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e
transbordando. Sei que Deus não mente" .
Meu amigo, que estava me contando o episódio, mencionou: "Eu estava sentado naquela ocasião, e
pensei: aquele evangelista disse para darmos o que achamos que não podemos. Por isso, decidi dar
tudo o que eu tinha, o que não era muito. Dei o dinheiro com o qual me sustentaria durante toda a
semana. Ainda disse para mim mesmo: espero que minha esposa tenha alguma comida na despensa,
pois fiquei sem um centavo na carteira".
O irmão continuou: "Eu ensinava em uma classe de estudo bíblico durante a semana. Antes da chegada
do evangelista, dois membros da turma tinham me procurado em particular depois do estudo. Eram
empresários, e queriam que eu orasse por eles. Ambos estavam indo mal nos negócios e tinham sido
aconselhados a se preparar para a falência, pois estavam muito mal nas finanças.
Aqueles dois irmãos também estavam na noite em que foi sugerida a oferta. Eu sabia que não
poderiam contribuir com muito, assim como eu. Entretanto, sou testemunha do fato de que, em trinta
dias, ambos os empresários tinham saído do vermelho! Imediatamente começaram a prosperar!" As
janelas do céu tinham se aberto para eles.

Deus pode usar pecadores para nos abençoar?

O irmão que conversava comigo a caminho da igreja era um carpinteiro. As janelas celestiais estavam
abertas também para ele. Ele me contou sobre algo que lhe acontecera como resultado de sua
disposição em contribuir: "Certa vez, eu estava precisando de uma ferramenta de carpintaria. Olhei o
preço achando que poderia comprar uma, mas descobri que era muito cara.
Um dos meus colegas tinha comprado uma ferramenta daquelas. Ele não era cristão, mas, às vezes, eu
lhe pedia a ferramenta emprestada. Entretanto, na segunda-feira, depois do culto em que levantamos a
oferta na igreja, eu estava em meu trabalho, quando aquele homem pecador se aproximou, e colocou
- 49 -
aquela ferramenta tão cara ao meu lado. Ele me disse: 'Quero dar-lhe essa ferramenta'. Imagine! Um
pecador!".
Note, porém, que Jesus disse: Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando
vos darão #Lc 6.38a. Quem nos dará? Os homens nos darão, ou seja, pessoas. Em outras palavras, a
Bíblia não especifica se apenas cristãos serão usados por Deus para nos abençoar. Deus pode usar
também pecadores -homens e mulheres!
Aquele irmão continuou: "Perguntei-lhe por que estava dando-me aquele presente. Ele respondeu:
'Não sei! Estava em cima do telhado trabalhando, e algo aconteceu. Antes que percebesse, estava
dizendo a mim mesmo: Vou dar esta ferramenta para aquele colega! Você aceita?' É claro que
aceitei!"
Deus pode usar pecadores para nos abençoar! Afinal, a Bíblia diz vos darão. Deixe-me contar algo que
ocorreu com Tio Bud Robson, um pregador metodista texano da "velha guarda", que viveu na virada
do século XX. Ele vivia no interior, com sua esposa e três filhos. Tio Bud dava seu dízimo e contribuía
regularmente.
Certa manhã, descobriram que não tinham mais nada para comer em casa. Na hora da refeição, toda a
família sentou-se à mesa, pela fé, como se tivesse comida. oraram e agradeceram a Deus, mas não
tinham sequer um pedaço de pão!
Tio Bud conta em sua autobiografia: "Disse à família que, pela fé, prepararia a carruagem e iria até a
cidade. Naquela época, cozinhávamos em um grande fogão à lenha, por isso pedi à minha esposa que
mantivesse o fogo aceso, pois traria alimentos, e faríamos uma festa”.
Falei aquilo pela fé. Não sabia onde iria arranjar comida, mas confiava em Deus". Dessa maneira, Tio
Bud foi à cidade, encostou a carruagem e saiu caminhando, para cima e para baixo, pela calçada de
madeira.
Fiquei andando de um lado para outro pela calçada, até que, de repente, um bêbado saiu tropeçando de
um bar, ziguezagueando por toda a calçada. Quando se aproximou de mim, ficou totalmente parado" .
O bêbado disse: "Olá! Tio Bud!". Eles se conheciam, pois Tio Bud pregava em toda a região. O
bêbado enfiou as duas mãos nos bolsos do casaco, retirando-as com um punhado de moedas de prata.
Lembre-se de que naquela época não havia inflação como hoje. Por esse motivo, o dinheiro, até as
moedas, tinha muito mais valor.
O bêbado retrucou: "Tome, tio Bud! Tome. Pegue isso e vá comprar alguma coisa para vocês
comerem. Vocês não podem morrer de fome. Compre algumas guloseimas".
Tio Bud conta: "Estendi a mão e peguei todo o dinheiro. O bêbado simplesmente foi embora cantando,
afastando-se de mim. Comprei os alimentos. De fato, era tanto dinheiro que enchi a carroça de
comida! Voltei para casa cantando também. Mais tarde, alguém me perguntou: 'Você acha que Deus
falou com aquele bêbado?' Respondi: Certamente! Como ele poderia saber que não tínhamos o que
comer? Ele falou especificamente para que eu comprasse alimentos. Como poderia saber?"
Note que #Lc 6.38a diz: Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos
darão. Isso pode incluir toda a humanidade. Esse versículo não dá idéia de que somente os cristãos
serão usados por Deus para nos abençoar!
Jesus não disse: "Somente cristãos vos darão" ou "Cristãos conhecidos vos darão" .Não, Ele disse:
"Vos darão" , e isso quer dizer qualquer pessoa: salvos ou não-salvos.

Você não pode 'passar a perna' em Deus!

O homem que me deu os duzentos dólares de oferta contou-me algo que lhe aconteceu como resultado
de ter contribuído: "Eu estava querendo um carro novo, por isso decidi que venderia o antigo e
compraria outro. Fui a uma agência e olhei vários carros. Havia um em especial que eu queria, mas era
Okm. Eu sabia que minha condição financeira não me permitia assumir uma dívida tão grande. Por
isso, optei por um carro usado”.
Bem, pelo menos era bem mais novo do que o meu. Finalmente, o vendedor me atendeu. Eu disse:
Estou olhando para esse carro usado, e quero dar o meu de entrada e financiar o restante. O vendedor
falou: 'Vi você olhando para aquele carro novo'. Sim, respondi, mas seria um passo grande demais.
Não poderia pagar prestações tão altas. O vendedor continuou: 'Bem, eu sou o dono da agência. Vou
dizer-lhe o que posso fazer: facilitarei para que você possa comprar aquele carro novo, com prestações
- 50 -
do mesmo valor que o outro. Vou avaliar o seu carro no melhor preço do mercado'. Assim, as
prestações seriam menores do que eu imaginava".
Aquele homem continuou a contar-me: "Eu mal podia acreditar naquilo! Então, lembrei do que dizia
#Lc 6.38a: Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos darão. Quando
o vendedor estava assinando os papéis da venda, finalmente lhe perguntei: Por que está fazendo isso
por mim? Ele respondeu: 'Não sei. Algo me disse para fazer. Desde que decidi ajudá-lo, estou
sentindo-me muito bem e feliz!' Você sabe, irmão Hagin, tem sido um tempo maravilhoso, tenho
ajudado na obra do Senhor. Tenho mais dinheiro agora, que estou contribuindo, do que jamais tive em
minha vida. Dou o dízimo. Não me entenda mal; o dinheiro que dou às pessoas é extra; são ofertas. O
dízimo vai para a igreja local".
Ele continuou: "Toda semana, busco alguém que esteja precisando de ajuda. Tenho dado mais ofertas
do que antes, mas também recebo bem mais dinheiro. Quanto mais contribuo, mais recebo!"
É perceptível que aquele irmão não estava contribuindo apenas para receber mais. O problema é
contribuir pela fé esperando uma retribuição. Este, porém, não era seu motivo principal. Contribuía
para ajudar as pessoas e ver a obra de Deus sendo realizada. Deus sempre honra Sua Palavra em tais
situações.
Caro leitor, você não pode "passar a perna" em Deus! Deseja ver as portas e as janelas do céu abertas
em sua vida? Deus lhe diz exatamente o que deve fazer. Ande em obediência à Sua Palavra na questão
dos dízimos e das ofertas.
Uma oração que tem enriquecido minha vida é: "senhor, faça-me uma bênção onde quer que eu vá".
Quando sua motivação for abençoar os outros, e obedecer a Deus nos dízimos e ofertas, Ele cumprirá
Sua Palavra. Abrirá as janelas do céu, de maneira que você poderá ser uma bênção para seu próximo.
Você não pode "passar a perna" em Deus!

Capítulo 9
As portas abertas do céu

Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo abre portas que ninguém pode fechar! A Bíblia diz que Ele
colocou diante de nós portas abertas, dando-nos livre acesso às Suas promessas e provisões. Portanto,
precisamos descobrir como entrar por cada uma delas, as quais Ele providenciou para nós com tanta
riqueza.
O Senhor abre o coração e os olhos do entendimento das pessoas #At 16.14; #Ef 1.18. Ele abriu a
porta maravilhosa da cura e da saúde. Deus abre a porta da Palavra, das oportunidades e do serviço
#Lc 24.32; #I Co 16.9, bem como as janelas do céu, derramando bênçãos em nossa vida.
Jesus também abre para nós as portas da proclamação, para falarmos com ousadia sobre a Palavra,
anunciando o Evangelho #At 4.19; #CL 4.3. Ele solta nossa língua, de maneira que possamos
testemunhar ousadamente, glorificando Seu Nome.

Portas abertas no mundo da glória

Há também outras portas nas Escrituras as quais continuam sendo abertas por Jesus. Encontramos
referências a elas em #At 7.56. Nessa passagem, vemos um dos discípulos de Jesus, chamado Estevão,
sendo apedrejado até a morte. Ele se tornou o primeiro mártir da Igreja. A Bíblia, contudo, tem algo
interessante para dizer nesse texto sobre a porta que Jesus abre.
#At 7.55,56. Mas ele [Estevão], estando CHEIO DO ESPÍRITO SANTO e fixando os olhos no céu,
VIU A GLÓRIA DE DEUS E JESUS, que estava à direita de Deus, e disse: Eis que VEJO OS CÉUS
ABERTOS e o Filho do Homem, que está em pé à mão direita de Deus.
Essa passagem relata que Estevão era pleno do Espírito Santo. No momento da sua morte, viu duas
coisas: a glória de Deus e o céu aberto, com Jesus em pé à direita de Deus. Aleluia! Glória a Deus! Ele
abre a porta do céu para o Seu povo #Ap 4.1. Algum dia, o Senhor abrirá as portas celestiais para nos
receber. Seja pelo caminho da sepultura ou do Arrebatamento, um dia, iremos para o nosso lar no céu,
a fim de estarmos com Jesus!
- 51 -
Há um mundo glorioso. Estevão viu a glória de Deus. O antigo salmista disse: Guiar-me-ás com o teu
conselho e, depois, me receberás em glória #SL 73.24. É para onde iremos quando deixarmos a Terra.
Aleluia! Os cristãos irão para a glória!
Não sei quanto a você, mas eu já estive lá; já vi a glória. Sei o que aquele versículo quer dizer quando
fala que Estevão viu a glória de Deus.
No Antigo Testamento, várias vezes, quando o povo adorava e louvava a Deus, a Bíblia diz que a
glória de Deus enchia o templo. Por exemplo, a nuvem da glória do Senhor encheu o tabernáculo no
deserto de tal maneira que Moisés não podia entrar, por causa da glória de Deus.
#Ex 40.34,35. Então, a nuvem cobriu a tenda da congregação, e a glória do Senhor encheu o
tabernáculo, De maneira que Moisés NÃO PODIA ENTRAR NA TENDA DA CONGREGAÇÃO,
porquanto a nuvem ficava sobre ela, e A GLÓRIA DO SENHOR ENCHIA O TABERNÁCULO.
Depois, quando os israelitas dedicaram o templo construído por Salomão, a nuvem novamente o
encheu, e os sacerdotes não podiam entrar nele, por causa da glória do Senhor.
#I Rs 8.10,11. E sucedeu que, saindo os sacerdotes do santuário, uma NUVEM encheu a Casa do
Senhor. E não podiam ter-se em pé os sacerdotes para ministrar, por causa da NUVEM, porque A
GLÓRIA DO SENHOR ENCHERA A CASA DO SENHOR.
#II Cr 5.13,14 13 E quando eles [os sacerdotes] uniformemente tocavam as trombetas e cantavam para
fazerem ouvir uma só voz, bendizendo e louvando ao Senhor, e quando levantavam eles a voz com
trombetas, e címbalos, e outros instrumentos músicos, para bendizerem ao Senhor, porque era bom,
porque a sua benignidade durava para sempre, então, a casa se encheu de uma nuvem, a saber, a Casa
do Senhor; e não podiam os sacerdotes ter-se em pé, para ministrar, por causa da nuvem, porque a
glória do Senhor encheu a Casa de Deus.
O que era aquela nuvem? Era a glória de Deus (o símbolo da Sua presença) que enchia o templo. Os
judeus chamavam a glória do Senhor de Shekínah, ou a presença de Deus, que habitava no Santo dos
Santos e enchia todo o templo.
Eu já vi a nuvem da glória de Deus, pela primeira vez, quando era adolescente. A morte se aproximou
de mim, na tarde do dia 16 de agosto de 1933. Eu tinha morrido pouco antes, naquele leito de
enfermidade, antes de experimentar o novo nascimento. Quando morri pela primeira vez, não era salvo
e por isso, quando a morte me agarrou, desci até os portões do inferno. Deus, então, falou comigo do
céu, e trouxe-me de volta ao meu corpo.
Foi naquele dia que experimentei o novo nascimento. Depois de ser salvo, sabia que, se morresse, iria
encontrar-me com Jesus no céu. Por isso, quando senti que estava morrendo, disse para meu irmão de
nove anos: "Corre e chama a mamãe. Rápido! Estou morrendo. Quero despedir-me dela".
Era uma tarde quente de verão, mas meu corpo estava tão frio que tinham de cobrir-me e enrolar
tijolos quentes nas cobertas para me manter aquecido. Meu corpo, porém, continuava frio como gelo, e
eu sentia a aproximação da morte. Meu irmão saiu correndo do quarto, gritando: "Mamãe! Mamãe!
Vovó! Ken está morrendo!"
Enquanto ele corria chamando minha mãe e minha avó, deixei meu corpo. Estava salvo; conhecia
Jesus, de maneira que subi e vi a glória de Deus. Ouvi uma Voz falando comigo do céu. Vi a glória de
Deus! Ela é mais brilhante do que a luz do sol refletindo na neve. É impossível descrever tal brilho e
beleza.
Alguns anos mais tarde, mamãe me ouviu pregando no rádio sobre aquela experiência de ter visto a
glória de Deus. Um dia, quando fui visitá-la, ela disse: "Filho, há algo que você não sabe sobre aquilo
que ocorreu.
Aconteceu mais do que você conta. Deixe-me contar a experiência que eu e vovó tivemos.
Quando seu irmão Pat chegou correndo, dizendo que você estava morrendo, corremos para fora da
cozinha, passamos pela sala e chegamos ao seu quarto. Eu estava na frente da vovó, por isso cheguei
primeiro. A porta estava aberta e tentei entrar correndo. Entretanto, esbarrei em algo, como se tivesse
uma parede de borracha que enchia o quarto. Tentei passar por ela, mas batia e voltava, como se
realmente fosse algum tipo de borracha. Fui jogada de volta para a sala. Sabia que havia algo santo em
seu quarto, pois toda a sua cama estava envolvida em uma luz brilhante" .
Eu repliquei: "Sim, era a glória de Deus. Meu quarto estava cheio da glória de Deus" .
Minha mãe continuou: "Quando tentei entrar no quarto, simplesmente fui repelida. Por isso fiquei
afastada, em reverência. Vovó chegou correndo e também tentou entrar, mas também foi repelida. Ela
- 52 -
se afastou até a cozinha e correu, arremessando-se em direção ao seu quarto, com toda força. Não
conseguiu passar pela porta! Cada vez que tentava, era arremessada para trás. De fato, tentou umas
seis vezes, mas não conseguiu. Finalmente, ficou parada olhando para a porta, mal conseguindo ficar
em pé, por causa da presença de Deus no seu quarto. Nós duas ficamos lá, esperando por quase dez
minutos, até que conseguimos entrar no seu quarto. Não sabemos o que havia, mas tivemos de esperar
até desaparecer".
Como você pode ver, fui envolvido na glória de Deus. Não consegui ver mamãe e vovó; estava na
presença dEle!
Desde então, tenho pensado muito sobre aquilo, e nunca senti tristeza pelos cristãos que deixam este
mundo. Fico triste por aqueles que são deixados para trás, e choro por eles.
Sei muito bem o que significa. Quando fui envolvido pela glória de Deus, não desejava mais voltar.
Entretanto, o Senhor tinha planos para mim, por isso voltei.
Estevão viu essa mesma glória, e Jesus em pé à direita do Pai. Glória a Deus, pois Ele abre as portas
do céu para Seus santos, dando-lhes as boas-vindas à Sua glória. Quando chegar a nossa vez, também
seremos recebidos por Jesus na glória.
Graças a Deus pela porta da salvação. Graças a Deus pela porta da cura divina e da saúde, abertas para
nós. Deus abre a porta do nosso coração e abre a Palavra para nós.
Graças a Deus pelas portas do serviço, da oportunidade e proclamação as quais Ele nos abre, quando
temos a consciência espiritual para ver, reconhecer e entrar por elas.
As janelas do céu podem abrir-se em nossa vida aqui, de maneira que possamos viver em abundância,
sendo uma bênção para outros.
As janelas do céu estão abertas para você? Você já entrou pelas portas das bênçãos que Jesus já
providenciou? Graças a Deus que as portas do céu, um dia, estarão bem abertas para receber todo
aquele que nasceu de novo!
As portas das oportunidades esperam por você agora, aqui na Terra! Que você possa ver as bênçãos do
Senhor derramadas em sua vida, enquanto entra pelas portas da abundancia de Deus, por meio da
obediência à Sua palavra.