Você está na página 1de 2

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE ÉVORA

CONSELHO DE ARBITRAGEM

ÉPOCA 2010/2011
NORMAS PARA CLASSIFICAÇÃO DOS ÁRBITROS DO QUADRO DISTRITAL
(FUTSAL)

NORMAS PARA CLASSIFICAÇÃO DOS ÁRBITROS

As classificações dos árbitros dos quadros distritais de futsal da Associação de Futebol de


Évora serão atribuídas de acordo com as seguintes componentes:

1. As pontuações atribuídas em função dos relatórios dos Observadores aos jogos de


avaliação, corrigidos através do coeficiente de cada Observador (factor de correcção do
Observador), único para todas as categorias de árbitros classificados directamente pelo
Conselho de Arbitragem da A.F.E.

2. Resultados dos testes escritos e físicos prestados pelos Árbitros ao longo da época.

PONTUAÇÃO DO RELATÓRIO TÉCNICO

A soma simples do relatório técnico será no máximo de vinte (20) pontos à qual será aplicado
o coeficiente do Observador.

Durante a presente época o número de observações a que cada árbitro será submetido serão as
seguintes:

* Árbitros de segunda categoria com condições de acesso ao nacional em épocas posteriores –


três observações.

• Restantes árbitros de segunda categoria – duas observações.

TESTE ESCRITO E PROVAS FÍSICAS

Os árbitros verão a sua pontuação (classificação) final corrigida, de acordo com as


penalizações e bonificações aplicadas, em função dos resultados dos testes escritos e provas
físicas a que foram submetidos, ao longo da época em curso, segundo as seguintes regras
avaliativas:

TESTE ESCRITO – A realizar no início da época e nas provas intercalares

PENALIZAÇÕES

De 70 a 100 pontos --------- sem penalização

De 60 a 69 pontos ----------- 0,25 de penalização

Menos de 60 pontos -------- 0,50 de penalização


BONIFICAÇÕES

De 70 a 79 pontos ----------- sem bonificação

De 80 a 89 pontos ----------- 0,25 de bonificação

De 90 a 100 pontos ---------- 0,50 de bonificação

PROVAS FÍSICAS – Testes de resistência, velocidade e agilidade de acordo com os


realizados a nível dos árbitros dos quadros nacionais da Federação Portuguesa de Futebol.

A realizar no início da época e nas provas intercalares.

PENALIZAÇÕES

Por cada prova não realizada nos tempos regulamentares o árbitro é penalizado em 2 pontos.

A penalização final das provas físicas é obtida pelo somatório da média (s) das penalizações.

Nota: Se algum, ou alguns, árbitro(s) não realizarem as provas com os mínimos exigidos e
alguns não realizarem mesmo uma, ou mesmo as duas provas (escrita e física), esses mesmos
árbitros não ficarão impedidos de actuar já que esse procedimento colocaria em risco as
nomeações para os jogos a realizar em cada semana. No entanto os árbitros que não
comparecerem às provas, não serão considerados para efeitos classificativo.

CASOS OMISSOS

Os casos omissos serão resolvidos pelo Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de


Évora.

Estas normas revogam as anteriores.

Évora, 3 de Outubro de 2010

Pelo Conselho de Arbitragem


Bernardo Siquenique
(Presidente)