Você está na página 1de 8

NOVO GINÁSIO DA BAHIA

CENTRO MULTIFUNCIONAL DE ESPORTES E EVENTOS

Desde a demolição em 2010 do antigo Complexo


Esportivo da Fonte Nova - do qual faziam parte o Ginásio
Antônio Balbino (conhecido popularmente como Bal-
bininho), um conjunto de Piscinas Olímpicas, o Estádio
Otávio Mangabeira (conhecido popularmente como
Fonte Nova) e um conjunto Administrativo - a cidade do
Salvador e o Estado da Bahia não foram ressarcidos da
falta de um ginásio que comporte competições nacio-
nais e internacionais.
Segundo o Diagnóstico Nacional Do Esporte - pes-
quisa realizada em 2013 pelo Ministério do Esporte que
caracteriza a pratica de esportes e atividades físicas dos
brasileiros - entre as 10 atividades físicas e esportes
mais praticados, 4 são atividades desenvolvidas em
ginásios, quadras ou ambientes cobertos. Isso significa
quase 20% de todos os praticantes de esporte ou ativi-
dade física no Brasil.
Na Bahia esse percentual é completamente despropor-
cional à quantidade de ginásios, como podemos ver na
Pesquisa de Esporte feita pelo IBGE em 2003, quando
nos 417 municípios haviam apenas 15 ginásios. Desses,
apenas 1 fazia parte da região metropolitana, onde a
maior parte da população está concentrada.
A proposta de um novo ginásio de grande porte para o
Estado da Bahia tem o intuito de demonstrar a possibi-
lidade de o Estado/Cidade ter uma estrutura moderna,
sustentável e adaptável para sediar as competições
ginasiais de nível nacional e internacional, grandes
eventos, além de um centro público para a prática de
esportes.
SALVADOR - BAHIA SÍTIO
Para a escolha do sítio, foi feita inicialmente uma análi-
se de área ocupada por ginásios de porte similar. Nessa
análise foi determinada uma poligonal de aproximada-
mente 10.000m², área necessária para a implantação de
um ginásio com a capacidade para 12.000 pessoas.
DELEGACIA DOS BARRIS ESTAÇÃO DA LAPA
BARRIS Então escolheu-se o terreno da Praça João Mangabeira,
principalmente pelo grande alcance de público percebi-
ARENA FONTE NOVA
BIBLIOTECA CENTRAL
do na densidade populacional dos bairros vizinhos e pela
vasta oferta de meios de transporte.
TORORÓ
BARRIS - SALVADOR A Praça João Mangabeira já possui um uso consolidado
de lazer relacionado ao esporte. Atualmente existem 2
SITIO ESCOLHIDO campos de futebol em terra batida, utilizados frequen-
GARCIA
temente por pessoas das redondezas, e um Skatepark,

Mapa de Localização e Pontos de Referência - Google Earth


DIQUE DO TORORÓ frequentado por pessoas de toda a cidade. O terreno é
localizado em um vale, e possui uma topografia regular,
que varia da cota 25m até a cota 31m a.n.m., em uma
área de 33.210 m², marcada apenas por dois cursos de
córrego. Possui cerca de 84 arvores, entre palmeiras e
ENG. VELHO DE BROTAS arvores de porte variado. Ponto de encontro de 2 gran-
des avenidas da cidade, a praça também é uma rotatória
UFBA - FEDERAÇÃO FEDERAÇÃO de grande fluxo. Por isso também é um reconhecido
ponto de referência, pois, muitas pessoas passam regu-
larmente por lá.

PARTIDO Estudo Volumétrico 01- Estudo Volumétrico 02-


Campo de
Volume prismático regular. Volume com cantos arredondados, bas- Futebol
O ponto inicial do projeto foi a definição da implantação tante recorrente em ginásios e arenas.

Mapa da Situação atual do terreno e Fuxos das Vias


Campo de
em relação ao terreno. Foi escolhida a porção norte Futebol
da praça para acomodar a edificação em função da
disponibilidade de espaço e menor impacto sobre a Skatepark
vegetação existente.
Buscou-se no desenvolvimento volumétrico uma forma UPA
que minimizasse a verticalidade comum em projetos
de arenas, trabalhando com linhas horizontais e com
espaços intermediários, como o posicionamento de
praça de acesso e zonas de sombra, e o acesso em nível
com a rua.
De acordo com a definições foi desenvolvido o volume-
sobre o qual posteriormente foram desenvolvidos o pro-
grama de necessidades, os sistemas e materialidades.
Estudo Volumétrico 03- Estudo Volumétrico 04-
Volume irregular criando maiores Volume irregular modificado em função
zonas de sombra e menos impacto do pré-dimensionamento das arqui-
volumétrico. bancadas

Mapa da escolas e instituições educacionais proximas


200m 400m 600m 800m 1
ARQUIBANCADAS ESTRUTURA COBERTURA
No projeto de ginásio, estádio ou espaço de apresenta- O sistema estrutural definido foi a estrutura metálica A cobertura é composta por treliças planas ligadas late-
ções, a visualização é uma prioridade. Por isso a análise simples em pilares e vigas com lajes em Steel Deck. A ralmente, com altura variada chegando a 5m no centro,
de visuais que define as dimensões da arquibancada, estrutura com perfis metálicos foi escolhida por pro- onde esforço é maior, e a 1m nos apoios.
foi estudada antes da definição final da volumetria e porcionar peças mais delgadas, deixando a estrutura
Também foi utilizado o Grasshopper para definição da
fechamentos. visualmente mais “leve”.
sua forma curva e lançamento da grelha de treliças.
Utilizando o software Grasshopper para Rhinoceros, Para o pré-dimensionamento das peças estruturais foi Os dados das treliças foram enviados para o Autodesk
o processo repetitivo de definição da melhor curva de utilizado software Autodesk Robot. Após o lançamento Robot para análise estrutural.
visão foi otimizado. estrutural, foi utilizado o maior vão para análise.
o telhado é composto por telhas metálicas tipo Zipada,
Análise de qualidade Visual
que garantem a curvatura da forma e melhor vedação à
Continuando o uso do Grasshopper, procedeu-se com chuva.
a análise da qualidade visual em toda a “bacia” da
arquibancada. O gráfico gerado demonstra a qualidade
visual com cores que variam do vermelho - pior situação
aceitável - ao azul - melhor situação, pelo resultado
pode-se ver que temos uma boa qualidade visual, com
Variáveis valor C variando de 9,3cm a 14cm .
O pré-dimensionamento foi feito
baseando-se nos limites de
deformação das peças, definidos
pela norma NBR 8800 - com
L/350 para vigas e L/250 para
vigas de cobertura. Os carrega-
mentos aplicados seguiram a
norma NBR 6120.
PROJEÇÃO DOS BRISES
PROJEÇÃO DOS BRISES

PROJEÇÃO DO PISO SUPERIOR PROJEÇÃO DO PISO SUPERIOR

FISIOT. ENFERM. A. DOPING FISIOT.


VESTIÁRIO 8.60m²
8.60m² 8.60m² 8.60m²
ÁRBITROS VESTIÁRIO 18.28m² TÉCNICOS TÉCNICOS VESTIÁRIO VESTIÁRIO ÁRBITROS
W.C. 10.00m² 18.28m² 10.00m² W.C. W.C. 10.00m² 18.28m² 18.28m² 10.00m² W.C.
2.04m² 2.04m² 2.04m² 2.04m² RAMPA i:8.33%

ELEV. ELEV. ELEV. ELEV.


ELEV. ELEV. HALL HALL ELEV. ELEV. RAMPA i:8.33%
40.04m² 40.04m²
RAMPA i:8.33%

O
LIC
ÚB
P
DE
O
SANIT. SANIT.

SS
E
AC
SANIT. FEM. MASC. FEM. SANIT. MASC.
64.26m² 33.29m² 30.90m² 64.26m²

VESTIÁRIO FEMININO VESTIÁRIO FEMININO VESTIÁRIO MASCULINO VESTIÁRIO MASCULINO


3.57m² 3.11m² 3.11m² 3.57m² SANIT.

1%
87.20m² 87.20m² 87.20m² 87.20m²
FEM.

9.1
SANIT. P.C.D. P.C.D. P.C.D. P.C.D.
SETORES SETORES SETORES SETORES

i:
MASC. 35.28m²

PA
212-213 213-IMP. IMP.-214 214-215

M
35.56m²

RA
DEP. EQUIPE ACADEMIA
SANIT. P.C.D. SANIT. P.C.D. P.C.D. P.C.D. DEP. EQUIPE
220.34m²
41.30m² 5.78m² 5.78m² 5.78m² 5.78m² 41.30m² SETORES SETORES
211-212 215-216

PROJEÇÃO DOS BRISES


SALA EQUIPE SALA EQUIPE
46.00m² 46.00m² SANIT.
FEM. SANIT.

PROJEÇÃO DO PISO SUPERIOR


ACESSO QUADRA MASC.
35.30m²
35.56m²

SALA EQUIPE SALA EQUIPE


46.00m² 46.00m²

3.57m² 3.57m²
P.C.D. P.C.D.
ELEV. 3.84m² 3.84m² ELEV.
ELEV. ELEV.
D.M.L. D.M.L.
HALL HALL
37.28m² 37.28m²
SETORES SETORES
211-210 216-217

DEPÓSITO DEPÓSITO LOJA LOJA


91.74m² 91.74m² 10.10m² 10.10m²
SALA DE IMPRENSA
87.92m² SANIT. SANIT.
MASC. FEM.
50.22m² 50.29m²

LOJA LOJA
10.10m² 10.10m²
CIRCULAÇÃO

ACESSO DE PÚBLICO

ACESSO DE PÚBLICO
BILHET.

ACESSO QUADRA

ACESSO QUADRA
ESTACIONAMENTO VIP CIRCULAÇÃO SETORES SETORES
SALA DE IMPRENSA DEPÓSITO 32.67m²
48 vagas 210-209 217-201
39.87m² 236.34m²

LOJA LOJA
10.10m² 10.10m²

SANIT.
FEM. SANIT.
MASC.
50.29m²
50.22m²
LOJA LOJA
10.10m² 10.10m²

A
COBERTUR
ESTAR DEPÓSITO DEPÓSITO
79.98m² 91.74m² 91.74m²

DA
SETORES SETORES

PROJEÇÃO
HALL HALL 209-208 201-202
37.28m² 37.28m²

D.M.L. D.M.L.
3.84m² 3.84m²
ELEV. ELEV.
ELEV. ELEV. P.C.D. P.C.D.
3.57m² 3.57m²

PROJEÇÃO DO PISO SUPERIOR

PROJEÇÃO DOS BRISES


SANIT.
REFEITÓRIO FEM.
60.97m² 35.28m²
DEPÓSITO SANIT.
77.18m² MASC.
35.56m²

COPA
VEST. MASCULINO SETORES SETORES
ACESSO QUADRA 17.10m²
FUNCIONÁRIOS 208-207 203-202
94.49m²
DEP. ESPORTIVO DEP. ESPORTIVO DEP. ESPORTIVO POLÍCIA BOMBEIROS DEP. ESPORTIVO DEP. ESPORTIVO SANIT.
DEP. ESPORTIVO P.C.D.
23.12m² 22.80m² DEP. ESPORTIVO 22.80m² 22.80m² 22.80m² 22.80m² DEP. ESPORTIVO 23.12m² SANIT. SETORES SETORES SETORES SETORES MASC.
3.00m²
22.80m² 22.80m² P.C.D. D.M.L. FEM. 207-206 206-205 205-204 204-203 35.56m²
RA

22.80m² P.C.D. P.C.D. P.C.D. P.C.D.


M

ESTAC. DE EMERGÊNCIA 3.00m² 3.35m² 35.30m²


PA

3.57m² 3.11m² 3.11m² 3.57m²


i:

4 vagas D.M.L.
9.1

SANIT. MASC. SANIT. FEM.


1%

3.35m²
VEST. FEMININO 64.26m² 64.26m²
FUNCIONÁRIOS P.C.D. LOJA LOJA P.C.D.

CO
BLI
94.49m² 2.95m² 29.39m² 29.39m² 2.95m²


DE
O
ARQUIVO

S
ES
AC
22.80m²
HALL WC HALL
40.04m² 3.25m² AUMOX. RECEPÇÃO 40.04m²
SECRETARIA
GUARITA 22.80m² 26.69m²
17.44m² ELEV. ELEV. ELEV. ELEV.
22.80m²
ELEV. ELEV. DEPÓSITO ELEV. ELEV.
WC
136.28m² 2.04m²
REUNIÕES DIRETORIA
21.40m² 16.95m²
RAMPA i : 7.60%

PROJEÇÃO DO PISO SUPERIOR PROJEÇÃO DO PISO SUPERIOR


PROJEÇÃO DOS BRISES
PROJEÇÃO DOS BRISES

PARACICLO
PARACICLO 30 vagas
30 vagas ACESSO CARGA E ACESSO

SUBSOLO 1 - ESCALA 1:1000 TÉRREO - ESCALA 1:1000


FUNCIONÁRIOS DESCARGA FUNCIONÁRIOS

ELEV. ELEV. ELEV. ELEV.

1º PAVIMENTO - ESCALA 1:1000

CORTE LONGITUDINAL - ESCALA 1:500


20 Linhas de Brises de 50cm de Largura
Brises com pouca profundidade e poucas linhas
permitem que passe muita radiação solar.

25 Linhas de Brises de 50cm de Largura


BRISES Brises com pouca profundidade e mais linhas
confundem a leitura da fachada.
Os brises foram criados sobre a volumetria definida no
partido, utilizando mais uma vez o Grasshopper, otimi-
zando a insolação no interior da edificação.
Foram criados pontos a partir dos quais foi possível 30 Linhas de Brises de 50cm de Largura
controlar a densidade dos brises, variando a distância
entre eles de acordo com a distância até o ponto, ou
Brises com pouca profundidade e mais linhas
seja, quanto mais se aproxima o ponto de controle da confundem a leitura da fachada.
superfície da fachada, mais denso se torna o pano de
brises.
A distribuição dos pontos e distância foi definida a partir
de análise de insolejamento, feita com o software Auto- 20 Linhas de Brises de 75cm de Largura
desk Ecotect em interação com o Grasshopper. Boa quantidade de brises , mas ainda permite
As dimensões e quantidade de linhas de brises também uma passagem de radiação muito heterogênea
foram definidas a partir de análises de insolejamento.

25 Linhas de Brises de 75cm de Largura


Passagem de radiação, bastante homogênea ,
no entanto a quantidade de brises atrapalha a
leitura da fachada
Insolejamento no volume do ginásio

20 Linhas de Brises de 100cm de Largura


Boa quantidade de Brises e passagem de
radiação bastante homogênea

Insolejamento no volume do ginásio

FACHADA LESTE
FACHADA LESTE- ESCALA 1:500

Interesses relacionados