Você está na página 1de 5

As listas de exercícios podem ser encontradas nos seguintes endereços:

www.mat.ufmg.br/calculoI ou na pasta J18, no xerox (sala1036)

TERCEIRA LISTA DE EXERCÍCIOS

1. Derive:
5
− 9
c) y = 10 x 6 −
6 7
a) y = 3x + 9x – 3 b) y = x 9

x
5
d) y = x 7
x2 + 4
x x

2. Calcule lim
(9 + h )6 − 9 6 .
h→0 h

1 − cos h
3. Calcule o lim .
h→0 h
x 2000 − 3 2000
4. Calcule lim . Como esse limite se relaciona com uma derivada?
x →3 x−3
5

5. Determine a equação da reta tangente ao gráfico de y = x − 3


x , no ponto de abscissa

x = 64.

6. Determine a equação da reta r tangente ao gráfico de y = x2 + 3x + 1 e que é paralela à reta


de equação y = 4x + 7.
x 3 5x 2
7. Determine as tangentes horizontais ao gráfico de y = − + 6x + 5 .
3 2
8. Mostre que a reta de equação y = −x é tangente à curva de equação y = x3 − 6x2 + 8x.
Encontre o ponto de tangência.

Respostas:
dy dy 5 dy 60 9
1) a) = 18 x 5 + 9. b) = − 14 . c) = + .
dx dx dx 7 x 2 x 3
7
9x 9
dy 97 x 2 45
d) = − . 2) 6 × 9 5 . 3) 0.
dx 7 2 x 11
dx 2000 1277 2060
4) Esse limite é igual a x = 3 = 2000 × 3
1999
. 5) y = x− .
dx 48 3
3 29 19
6) y = 4 x + . 7) y = em x = 2 e y = em x = 3 . 8) (3, − 3) .
4 3 2
⎧3 − ax se x < 1

9. Considere a função dada por f ( x) = ⎨2 se x = 1 .
⎪ x 2 + bx + c se x > 1

a) Encontre uma relação entre a, b e c para que f seja contínua em x = 1.
b) Determine os valores de a, b e c para que f seja derivável em x = 1.
10. Derive:
1
a) y = e–2x+5 b) y = .
cos x
c) y = sen ( ln (− x) ) . Qual é o domínio dessa função? Qual é o domínio da derivada y’?
4 1
d) y = (−5 x 4 + 3 x − 9) 7 e) y = e 3 x + 2 ( x 3 − + 2 x + 7)
x
−x
f) y = ( x − 3 x + 1) (4 x + 2 x + 3)
2 4 5 9
g) y = xe h) y = ln(−x)
i) y = e tg (ln (sen x )) j) y = e ln x k ) y = ln(cosx)
11. Mostre que h(t) = | t − 3| não é derivável em t = 3.
π 3π
12. Determine a equação da reta tangente ao gráfico de y = sen( x) + cos( x) no ponto de
2 2
abscissa x = 1.
2 + x 2 h( x )
13. Seja f ( x) = . Se h é derivável, h(1) = −2 e h’(1) = 10, calcule f’(1).
x3
14. Suponha que h(x) seja uma função derivável e que f(x) = h(x5). Determine f’(x).
15. Em cada caso, verifique se a derivada existe. Em caso afirmativo escreva a expressão de
f’(x).
⎧ ⎛1⎞ ⎧ 2 ⎛1⎞
⎪ x sen⎜ ⎟ se x ≠ 0 ⎪ x sen⎜ ⎟ se x ≠ 0
a) f ( x) = ⎨ x
⎝ ⎠ b) f ( x ) = ⎨ ⎝ x⎠
⎪0 se x = 0 ⎪0 se x = 0
⎩ ⎩
Respostas: 9) a ) a = 1; b + c = 1. b ) a = 1; b = −3; c = 4.
dy dy sen x dy cos(ln(− x ))
10) a) = −2e − 2 x +5 . b ) = 2
= sec x tg x . c) = , para x<0.
dx dx cos x dx x
d)
dy
dx
( )(6
= 7 − 5 x 4 + 3x − 9 − 20 x 3 + 3 . )
dy 4 ⎛ 1 ⎞
e) = e 3 x + 2 ⎜12 x 6 − 9 x 2 + 24 x 4 + 84 x 3 + 2 + 2 ⎟.
dx ⎝ x ⎠
f)
dy
dx
( )( ) ( )( )(
= 4(2 x − 3) x 2 − 3x + 1 4 x 5 + 2 x + 3 + 9 20 x 4 + 2 4 x 5 + 2 x + 3 x 2 − 3x + 1 .
3 9 8
) 4

dy dy 1 dy
g) = (1 − x ) e − x . h) = . i) = cot g (x ) sec 2 (ln(sen x ))e tg (ln (sen x ))
dx dx x dx
dy dy 3π 3π − 2
j) = 1. k) = − tg x. 12) y = x− . 13) 6. 14) f’(x) = 5x4h’(x5).
dx dx 2 2
⎛1⎞ 1 ⎛1⎞
15) a ) f ′( x ) = sen⎜ ⎟ − cos⎜ ⎟ se x ≠ 0 . A derivada não existe em x = 0 .
⎝ x⎠ x ⎝ x⎠
⎛1⎞ ⎛1⎞
b ) f ′(x ) = 2 x sen⎜ ⎟ − cos⎜ ⎟ se x ≠ 0 e f ′(0 ) = 0 .
⎝ x⎠ ⎝ x⎠
16. Um avião, à velocidade constante de 500 km/h, voa horizontalmente a uma altitude de
2.000 metros e passa diretamente sobre uma estação de radar. Encontre a taxa segundo a
qual a distância do avião até a estação está crescendo quando ele está a 4.000 metros da
estação.
17. Uma luz situa-se no topo de um poste de 15 m. Um homem com 1,80 m de altura afasta-se
desse poste com uma velocidade de 3 m/s. Quando o homem estiver a 40 m do poste,
determine:
a) a taxa de variação do comprimento de sua sombra.
b) a velocidade do topo de sua sombra.
18. Dois carros partem de um mesmo ponto. Um viaja para o sul a 60 km/h, e o outro para
oeste a 25 km/h. A que taxa está aumentando a distância entre os carros duas horas depois
da partida?
19. A altura de um triângulo cresce a uma taxa de 1 cm/min, enquanto sua área cresce a uma
taxa de 2 cm2/min. A que taxa estará variando a base desse triângulo quando sua altura for
10 cm e sua área 100 cm2 ?
20. Ao meio-dia, um navio A está 100 km a oeste do navio B. O navio A está navegando para o
sul a 35 km/h, e o navio B está indo para o norte a 25 km/h. Quão rápido estará variando a
distância entre eles às 4 horas da tarde?
21. O volume de um cubo está aumentando à taxa de 2 cm3 por segundo. Com que taxa estará
variando a área de uma de suas faces quando sua aresta tiver 20 cm?
22. Uma partícula está se movendo ao longo do gráfico da função f ( x ) = x . Quando a
partícula passa pelo ponto (4 , 2), sua coordenada x está crescendo a taxa de 3 cm/s. Quão
rápido está variando a distância dessa partícula à origem, nesse instante?
23. Um papagaio (pipa) a 100 metros acima do solo move-se horizontalmente a uma velocidade
de 3 metros por segundo. A que taxa estará decrescendo o ângulo entre a linha e a
horizontal depois de terem sido soltos 200 metros de linha?
24. Dois lados de um triângulo medem 4 m e 5 m, e o ângulo entre eles está crescendo a uma
taxa de 0,06 radianos por segundo.
a) Encontre a taxa segundo a qual estará variando o comprimento do terceiro lado desse
triângulo quando o ângulo entre os lados de comprimento fixo for π / 3 .
b) Encontre a taxa segundo a qual a área desse triângulo estará crescendo quando o ângulo
entre os lados de comprimento fixo for π / 3 .
25. Um farol está localizado em uma ilha, e a distância entre ele e o ponto mais próximo P em
uma praia reta no continente é de 3 km. Sua luz faz quatro revoluções por minuto. Quão
rápido estará se movendo o feixe de luz ao longo da praia quando ele estiver a 1 km do
ponto P?

Respostas:
9 75
16) 250 3 km/h. 17) a ) m/s; b ) m/s. 18) 65 km/h. 19) -1,6 cm/min.
22 22
720 1 27 3
20) km/h. 21) cm2/s. 22) cm/s. 23) R ) − rad/s.
13 15 4 5 400
0,6 80
24) a ) m/s; b ) 0,3 m2/s. 25) π km/min.
7 3
26. Um velocista corre em uma pista circular de raio 100 m, a uma velocidade constante de 7
m/s. Seu amigo está em pé a uma distância de 200 m do centro da pista. Quão rápido estará
variando a distância entre eles quando a distância entre eles for de 200 m?

27. Encontre os pontos P e Q, sobre a parábola y = 1 − x 2 , de forma que o triângulo ABC


formado pelo eixo x e pelas retas tangentes a parábola em P e Q seja eqüilátero.

28. A figura mostra um círculo de raio 1 inscrito na parábola de equação y = x 2 . Determine as


coordenadas do centro desse círculo.

Respostas:
7 15 ⎛ 3 1 ⎞⎟ ⎛ 3 1⎞ ⎛ 5⎞
26) − m/s. 27) P = ⎜ − , e Q=⎜ , ⎟. 28) ⎜ 0, ⎟ .
4 ⎜ 2 4⎟ ⎜ 2 4⎟ ⎝ 4⎠
⎝ ⎠ ⎝ ⎠
29. A figura mostra uma roda giratória de 40 cm de raio e uma barra de conexão AP de
comprimento fixo 1,2 m. O pino P pode escorregar para frente e para trás ao longo do eixo x
à medida que a roda gira no sentido anti-horário a uma taxa de 360 revoluções por minuto.
Encontre uma expressão para a velocidade do pino P em termos do ângulo θ, indicado na
figura.

30. Um bote é puxado em direção ao ancoradouro por uma corda que está atada à sua proa e
que passa por uma polia sobre o ancoradouro, que está 1 m mais alto do que a proa desse
bote. Se a corda for puxada a uma taxa de 1 m/s, quão rápido o bote aproxima-se do
ancoradouro, quando ele estiver a 8 m dele?

31. A curva seguinte é a representação geométrica da equação y 2 = x 3 + 2x 2 .


2

-2 -1 1 2

-1

-2

Ache a equação da reta tangente a essa curva no ponto (− 1, 1) .

⎛⎜ cos θ + cos 2 θ + 8 ⎞⎟ sen θ


dx 65
Respostas: 29) = −288 ⎝ ⎠ m/s. 30) m/s.
dt 2
cos θ + 8 8
x 1
31) y = − + .
2 2