Você está na página 1de 9

2016

CURSO DESTEOLOGIZANDO

AULA 1
Encontra-se em suas mãos a Apostila da primeira aula do Curso DESTEOLOGIA
Desteologizando com comentários transcritos, recomendamos para a sua

SISTEMÁTICA
melhor compreensão a leitura deste material juntamente com a vídeo-aula
disponibilizada no site: equiorganica.com, esta apostila pode ser copiada,
reproduzida e distribuída desde que seja de forma gratuita e que o seu texto
não seja alterado.
Apreciamos o seu apoio e respeito intelectual.
DESTEOLOGIA SISTEMÁTICA
AULA | MÓDULO 1

A teologia, é portanto uma Theo‐logia, isto é, uma palavra, uma fala ou expressão sobre Deus; uma doutrina sobre
Deus. E a teologia sistemática? O estudo teológico que incorpora em seu escôpo o exame das ciências naturais e sociais, é
denominado teologia sistemática.

Chafer: Uma ciência que segue um esquema ou uma ordem humana de desenvolvimento doutrinário e que tem o propósito
de incorporar no seu sistema a verdade a respeito de Deus e o Seu universo a partir de toda e qualquer fonte (Lewis Sperry
Chafer).

Chafer: Teologia sistemática pode ser definida como a coleção, cientificamente arrumada, comparada, exibida e defendida
de todos os fatos de toda e qualquer fonte referentes a Deus e às Suas obras. Ela é temática porque segue uma forma de tese
humanamente idealizada, e apresenta e verifica a verdade como verdade (Lewis Sperry Chafer).

Lewis Sperry Chafer

Alexander: A ciência de Deus... um resumo da verdade religiosa cientificamente arranjada, ou uma coleção filosófica de
todo o conhecimento religioso (W. Lindsay Alexander).

W. Lindsay Alexander

Comentário (Akel): Vocês sabem que uma das matérias mais importantes do curso de teologia é a “teologia
sistemática”, inclusive quando eu estudei tinha teologia sistemática I, teologia sistemática II, teologia sistemática
III, eles fazem uma visão panorâmica das coisas e vão explicando tudo que vai ser ensinado ao decorrer do curso
de teologia. Então essa primeira aula é um pouco desnecessária porque na verdade vai abordar o que a gente vai
estudar ao decorrer do curso. Então a gente tem lá Hamartiologia (doutrina do pecado), a Cristologia (doutrina
de Cristo), Paracletologia (doutrina do Espírito Santo) e todas essas coisas. Por exemplo, a aula sobre Trindade
que é a primeira do curso de Teologia tem Paracletologia- Espirito Santo, Cristologia- Cristo e Teologia Deus.
Essa aula eu vou gravar em off que ela é longa com duração de 5 horas aproximadamente. E vou divulgar
maciçamente para que todos assistam depois, já que não será ao vivo.
A Teologia Sistemática é na verdade a explicação do sistema da teologia. Quer dizer, como que ela se organiza,
ontem a gente viu como surgiram às escolas dominicais, os seminários, como surgiram às faculdades de Teologia e
como que elas funcionam hoje e quem são os mentores delas.

Hodge: A Teologia Sistemática tem por objetivo sistematizar os fatos da Bíblia, e averiguar os princípios ou verdades
gerais que tais fatos envolvem (Charles Hodge).
Charles Hodge

Strong: A ciência de Deus e dos relacionamentos de Deus com o universo (A. H. Strong).

A. H. Strong

Thomas: A ciência é a expressão técnica das leis da natureza; a teologia é a expressão técnica da revelação de Deus. Faz
parte da teologia examinar todos os fatos espirituais da revelação, calcular o seu valor e arranjá‐los em um corpo de
ensinamentos. A doutrina, assim, corresponde às generalizações da ciência (W. H. Griffith Thomas).

W. H. Griffith Thomas

Shedd: Uma ciência que se preocupa com o infinito e o finito, com Deus e o universo. O material, portanto, que abrange é
mais vasto do que qualquer outra ciência. Também é a mais necessária de todas as ciências (W. G. T. Shedd).

W. G. T. Shedd
Definições Inadequadas: Para definir teologia foram empregados alguns termos enganadores e injustificados. Já se
declarou que ela é "a ciência da religião"; mas o termo religião de maneira nenhuma é um sinônimo da Pessoa de Deus e de
toda a Sua obra. Da mesma forma já se disse que ela é “o tratamento científico daquelas verdades que se encontram na
Bíblia”; mas esta ciência, embora extraia a porção maior do seu material das Escrituras, extrai também o seu material de
toda e qualquer fonte. A Teologia Sistemática também tem sido definida como o arranjo ordeiro da doutrina cristã; mas
como o Cristianismo representa apenas uma simples fração de todo o campo da verdade relativa à Pessoa de Deus e o Seu
universo, esta definição não é adequada.

Comentário (Irmão Ebenezer): Nós sabemos que se estudarmos a história nos séculos III ou IV dos anos 315 a
330 perceberemos que ali houve uma grande invasão de ensinamentos pagãos que foram introduzidos
disfarçadamente dentro dessa teologia que se é pregada hoje. Então eu parabenizo a você irmão Akel de ter essa
coragem, essa capacidade. O que só pode ter vindo de Deus, pois do homem não seria. De ter coragem de colocar
isso ao vivo para todo o mundo ver e enxergar essas verdades que estão escondidas e camufladas dentro da
teologia moderna sistemática, histórica. Principalmente na histórica, pois para entender a histórica tem que se
estudar história. E para a pessoa entender o que temos hoje aqui o que vivemos hoje se faz necessário dar uma
voltada lá para o século III e o IV, aí vamos enxergar onde o Governador Constantino que mudou bastante essa
relação de estudiosos da época, de filosofias gregas, o mundo de mitologia foi agregado juntamente com os
estudos em relação aos deuses. Como o imperador Constantino ele era politeísta que servia a mais de 300.000
deuses. Então ele colocou alguma coisa ai dos seus deuses, compartilhando com o Deus existente a sua filosofia
espiritual. Realmente a teologia de hoje é inadequada, porque ela não ensina a verdade, ela esta misturada com o
paganismo. Até aqui nesse texto definições inadequadas eu dou parabéns ao irmão Akel de enxergar essas
definições inadequadas e apontar ter a coragem de apontar, enfrentando todo esse sistema religioso teológico
histórico e trazer à tona a luz da verdade esses erros pagãos que enche a nossa sociedade atual de mentiras e
paganismos.

Imperador Constantino Deuses Gregos

Comentário (Akel): Perfeito Ebenezer! Gostei do comentário quando você diz que a teologia que era para
doutrinar, que o principal objetivo da teologia era doutrinar, ensinar, não ensina. Você tem ideia Ebenezer de
quantas pessoas do sistema vão criticar nós de rebeldes? De malucos? De endemoninhados? de tantas outras
coisas. Quantas acusações e julgamentos, quantas refutações nós teremos que dar sendo comparados a seitas
piores pelo fato de utilizar o termo “dessistematização” ou “desteologização”, quando na verdade a grande
brincadeira aqui com verdades é o que eles fazem, porque o que nós estamos fazendo aqui, nós estamos
descomplicando, mostrando que tudo que eles complicam, que tudo que eles sistematizam. Veja que a Teologia
Sistemática é o sistema e a metodologia piramidal de ensinos, de matérias organizadas, cronogramadas, para que
as pessoas terminem o curso vacinadas para ficarem no sistema, para ficarem presas no quadrante.

OUTRAS TEOLOGIAS

Teologia Natural: Estuda fatos que se referem a Deus e Seu universo que se encontra revelado na natureza.

Teologia Exegética: Estuda o Texto Sagrado e assuntos relacionados, através do estudo das línguas originais, da
arqueologia bíblica, da hermenêutica bíblica e da teologia bíblica.

Teologia Bíblica: Investiga a verdade de Deus e o Seu universo no seu desenvolvimento divinamente ordenado e no seu
ambiente histórico conforme apresentados nos diversos livros da Bíblia. A teologia bíblica é a exposição do conteúdo
doutrinário e ético da Bíblia, conforme originalmente revelada. A teologia bíblica extrai o seu material exclusivamente da
Bíblia.

Comentário (Irmão Ebenezer): Esta colocação teológica o próprio nome já é paganismo puro, advindo da
mitologia grega e da língua grega que também se refere muito ao paganismo, mas essas teologias oriundas do
paganismo mitológico, que estão hoje aí na nossa fé, misturada na nossa sociedade “espiritual”, nos templos
religiosos que convoca pessoas idôneas, que convoca jovens sábios, jovens estudados, oferecendo a eles um
caminho para crescer dentro da estrutura física dos templos e ministrando a esses jovens, a essas pessoas o curso
de teologia. Mas esse o curso de teologia não tem sua essência na Bíblia e originalmente como aqui está dizendo
“totalmente na Bíblia” não! Cada século que se passa essa teologia vem sendo ampliada, melhorada, vem sido
mexida através dos séculos, e chegou a nós como está hoje aí, onde vemos nos templos tanta desordem e bagunça,
por quê? Porque essa teologia que se ensina em todas as religiões, todos os templos evangélicos desde 1980 foi
pedido pelo Papa João Paulo II que todos os lideres evangélicos para terem um nome, um requisito, como
sacerdotes eles teriam que ter um curso de teologia, está vendo? E dentro desse curso de teologia, boa parte de
teologia católica paganizada! Então outras teologias são um mundo de heresias que durante esse curso nós vamos
enxergar perfeitamente, onde cada mexida de cada pessoa, em cada época, cada filósofo, cada catedrático, cada
historiador de época, foi colocando aí para fazer esse pacote que temos hoje em cada faculdade de teologia.
Teologia Exegética estuda o texto sagrado e assuntos relacionados, então irmãos é muito complicado para um
leigo entender a palavra de Deus no seu original devido ela ser escrita em outras línguas, assim nessas
transliterações de idiomas acabou facilitando bastante à introdução de paganismo na palavra original Sagrada do
e nosso Criador. Isso ajudou bastante, pois em outros lugares a palavra original tinha um nome e à teologia pagã
colocou outro a seu modo de ver, a seu bel prazer, pois sabia que na história avante ia ficar aquele nome
paganizado.

Comentário (José Carlos): José Carlos (escreveu no chat) Você sabe identificar o paganismo nesse último texto?
Se refere à teologia natural. Convidado a refutar o irmão disse: Eu quero é aprender olhando o texto assim parece
tão correto que não consigo perceber onde esteja o paganismo, por isso te perguntei, como você estava explicando,
então gostaria que me explicasse principalmente nessa última parte teologia bíblica que fala investir na verdade
bíblica. Esses detalhes assim são aqueles que a gente não sabe, então a gente precisa de alguém para dar uma
orientação.

Comentário (Irmão Ebenezer): (Respondendo a pergunta de José Carlos) Vamos começar pelos termos: Teologia
e Bíblica, as duas palavras já são oriundas da Grécia, a palavra teologia já foi explicada acima que é a ciência
que estuda Deus, a palavra “bíblica” que é derivada da palavra “Bíblia” que vem da palavra “biblos”, que do
grego quer dizer coleção de livros, então hoje no nosso cotidiano nós temos muitas coisas vindas do grego para o
nosso idioma. Essas duas palavras, por exemplo, são oriundas do idioma grego: Teologia e Bíblia.

Comentário (Akel): Fazendo uma observação para não fugir do que eu tinha falado, eu pensei que era nisso que o
irmão José Carlos tinha falado, Teologia natural estuda fatos que se referem a Deus e o Universo que se encontra
revelado na natureza, eu pensei que era nisso que ele estava se referindo a expressão: “revelado na natureza”,
com relação ao que você leu a exegética bíblica, e você vai ler mais eu só queria fazer um comentário bem rápido
Ebenezer. É o seguinte: Teologia Sistemática você até acabou de fazer uma análise dos radicais, baseado nas
línguas originais, e eu quero fazer agora uma refutação como base em... se você que esta aprendendo alguma
coisa hoje aluno, aluna, se você fizer isso que eu comecei a fazer lá atrás e vir aprimorando já é um grande
começo, como aquele espírito antenado de Bereano (de Beréia) é a melhor coisa a se fazer, mas simples, já que o
Evangelho é simples e a melhor coisa a se fazer e depois de aprimorar, o que? Prestar atenção as palavras cada
palavra, a pontuação também é importante, a pratica oral, a entonação de voz (que é uma outra questão mais
difícil de assimilar), de discernir, mas vamos falar das palavras originais, se você começar a se questionar só por
aí, só nos radicais que alias é uma pratica que a própria teologia ensina, você já vai conseguir uma luz no fim do
túnel, você que acha que o sistema é bom? Veja só, se o católico se questionasse o que significa CATÓLICO, mas
não é bem verdade que existem pessoas com mais de 50 anos de catolicismo que morrem sem saber o que significa
a palavra católico/católica, o que significa a palavra vaticano, papa, dia desse um católico entrou aqui e disse
para mim que papa não significa papai, E eu provei a ele é só você ir a qualquer lugar procurar, nos próprios
dicionários católicos. Papa é papai! O que significa Pontífice? O que significa Padre? O que significa Bispo? O
que significa Presbítero? O que significa Igreja? Então nós estudamos ontem uma coisa, tão básica tão pequena
que TEO é um prefixo que significa DEUS e LOGIA significa CIÊNCIA ou ESTUDO, e sistemática é a
sistematização, a forma, a metodologia e que isso vai se organizar e se aplicar para que alcance os ouvintes, os
alunos da melhor forma possível e já que o objetivo é conhecer ciência, conhecer logia, conhecer Théo, conhecer
Deus eu encerro essa primeira refutação tão simples dizendo a vocês Ebenezer, José Carlos e a todos, é possível?
Respondam para mim! É possível sistematizar o conhecimento de Deus? É possível sistematizar o conhecer Deus?
É possível? Quem somos nós para nessa busca de verdades pegar os conhecimentos a cerca de Deus que
significam o que é Deus, tem gente que vai morrer e não vai saber o que é Deus! Senhor dos Céus e da Terra,
Senhor dos exércitos, Senhor, é possível sistematizar esse Senhor dos Céus e da Terra? Isso é o que tanto foi
refutado pelo próprio Deus a Jó dizendo: “o conhecimento de vocês não vale nada”, aquela racionalidade dos três
amigos de Jó, Deus disse para Jó: isso não tem valor nenhum! Quem é que guia a ursa? Quem é que põe limite no
mar? Quem é que pode colocar um côvado a mais a sua estatura? Quem é que pode? O homem não é nada! Aí
Paulo mais tarde vem dizer que toda a filosofia Grega, todo conhecimento pagão, que todo o conhecimento dos
romanos, todo o conhecimento da terra não era nada! Então eu pergunto a você Ebenezer e a todos, é possível
sistematizar o conhecer Deus? Colocar numa caixinha de fósforo e dizer olha o conhecer Deus é isso, isso e isso...
Você conheceu Deus. É assim?
Comentário (Irmão Ebenezer): Então dando uma fechada no assunto em relação a pergunta do nosso irmão José
Carlos, o próprio termo “Deus” é terceira declinação do nome ‘theos’, deu em grego e na terceira vem Deus. É a
terceira declinação do nome pagão, como a pergunta do irmão é onde você vê o paganismo aqui, o nome Deus é a
terceira declinação do nome Zeus e na mitologia do paganismo grego. Onde Zeus era o grande deus do olimpo o
chefe dos deuses. Então Constantino pegou esse nome Zeus que é o deus dos deuses pagão e colocou como um
nome sagrado e colocou o nome Deus. Por isso é bom colocar Deus como um sinal que separa. Temos respeito
pelo nome Deus pelo seguinte irmão Jose Carlos. Porque José do Egito também recebeu um nome pagão e ele
trabalhou com esse nome pagão. Embora Israel sabia que ele pertencia ao povo judeu e estava ali servindo por
uma consequência que foi imposta a ele. Ele acabou parando lá no Egito e recebendo aquele nome pagão. Mas ele
nunca adorou aquele nome, ele nunca seguiu aquela adoração ele pediu um nome original, um nome sagrado.
Então ele nunca adorou aquele nome, mas faraó deu para ele um nome e ele foi conhecido por aquele nome. Então
havia entre os judeus um respeito a José por aquele nome que eles sabiam que aquilo foi uma consequência que
aconteceu na vida de Jose. Temos também Daniel que recebeu um nome pagão por que também foi uma
consequência histórica da invasão do outro império que dominou Israel e levou-o cativo e lá o rei que levou cativo
deu esse nome a ele. Nomes pagãos, mas essa é uma outra parte. Voltando o nome Deus é um declinação que vem
de Zeus é um nome da mitologia pagã grega.

Teologia Histórica: Considera o desenvolvimento histórico da doutrina, mas também investiga as variações sectárias e
heréticas da verdade. Ela abrange história bíblica, história da igreja, história das missões, história da doutrina e história dos
credos e confissões.

Comentário (Akel): É eu só quero fazer mais uma observação em cima daquilo que já tinha falado com relação ao
tema “sistematização” que é ação de sistematizar, criar um sistema, aí chamamos de sistema religioso e o pessoal
fica bravo! Bravo por quê? Se os aqui do EQUI, Ebenezer, tivermos um credo, pontos de fé obrigatórios que sejam
com relação à doutrina da igreja, isto, no primeiro século conhecida como “Doutrina dos Apóstolos”, se nós
tivermos esse conhecimento de criar uma doutrina própria além daquela já estabelecida em Atos e das Cartas
Paulinas, nó vamos ser um sistema! A partir do momento que eu uso interpretações próprias, proibindo as pessoas
de certas coisas é sistema! Estou sistematizando! Então eu digo assim: se você não está satisfeito com o EQUI,
Tchau! Mas aqui no EQUI é assim: mulher não pode cortar cabelo porque essa é uma doutrina da igreja, você
entende? Essas coisas que acontecem na CCB, na Assembleia, Batista (menos mas acontece) e assim por diante,
Deus é Amor, isso é sistema! Eu vou além do que está escrito e para tomar como base ou para comprovar essas
doutrinas da “igreja”, que, aliás, essa é uma prática copiada da “igreja” católica, eles fazem o que? Eles criam
um sistema, um regulamento interno, um credo da “igreja”, uma constituição da “igreja”, é o vaticano I, vaticano
II gospel, então essa sistematização (a ação do sistematizar) faz o que? Eu fiz aqui de duas formas: ou retilínea é
uma linha cronogramada, quer dizer lembra que ontem na aula de ontem nós aprendemos que a teologia católica e
a teologia protestante são idênticas? O que elas ensinam? Paracletologia, Cristologia, Teologia, Doutrina do
Homem, Hamartiologia, Tricotomia, é a mesma base inclusive quando você faz teologia protestante quem fez
principalmente bacharel, fez faculdade, sabe que os pais deles são os mesmos! Você não se baseia nem em Paulo,
você não se baseia não bíblia, você não se baseia no Deus em carne: JESUS CRISTO, você se baseia em Platão,
Aristóteles, Sócrates, Tomas d’ Aquino, Jerônimo, Constantino, Agostinho. Os pais da teologia. Você prefere ficar
com Tomas d’ Aquino ou você prefere ficar com Paulo? Você prefere ficar com Jesus Cristo ou com Platão?,
Aristóteles? Não quero saber desses camaradas!

Agostinho Aristóteles Constantino Platão

Jerônimo Sócrates Tomas d’Aquino


Então eu inclusive quero fazer só mais uma argumentação muito importante, eu ouço as pessoas dizerem, presta
atenção! Presta atenção no que vou dizer, que vai doer, vai doer! Mas eu não quero machucar ninguém, eu quero
que a pessoa saia da teologia, Ebenezer você sabia que as pessoas que fazem teologia dizem o seguinte “meus
irmãos eu fiz teologia, por que é o seguinte: “o aviador estuda aviação”, “o médico estuda medicina”, “o
Terapeuta José Carlos estudou psicologia”, “o pedagogo estuda pedagogia”, e eu sou o profissional da teologia”,
essa relação que não existe! Jesus falava do mundo e dizia: “ vós não sereis assim”, a Igreja não é o mundo,
trazer para a igreja o CNPJ, o presidente, o vice-presidente, o tesoureiro, o secretário, a entrada de dinheiro, a
saída de dinheiro, trazer a igreja a sede, as filiais, o dogmatismo, o credo, a constituição, trazer para igreja tudo o
que existe nas empresas, nas faculdades, nas escolas, tudo o que existe no mundo entra na igreja, igreja Laodicéia.
Vocês entendem? Entra e sistematiza!
Então essa sistematização pode ser retilínea ou piramidal, essa pirâmide funciona tanto para a hierarquia (o
membro, o leigo, o cooperador, diácono, presbítero, pastor) para que este sistema caminhe como uma empresa
organizada; Vocês sabem a expressão “crime organizado”, por que é crime organizado? A mesma coisa é a
religião, a religião organizada, a igreja organizada e não organismos vivos, templos de carne, mas a igreja
organizada, essas sistematização já começa aqui, nós estamos fazendo o Curso de Desteologia e a primeira
matéria é qual? Qual é a primeira matéria? Daqui a pouco eu vou mostrar um curso básico fraquinho de teologia
da Assembléia de Deus ‘teologia sistemática’ é a primeira matéria, quer dizer já tem um cronograma, uma
sistematização do conhecer Deus. Quer dizer aí já começa o absurdo. Devolvo a palavra Ebenezer já pode
continuar.

Comentário (Irmão Ebenezer): Aqui já temos vários temas que podem ser refutados facilmente, a teologia
dogmática, os dogmas da igreja, que temos hoje, “igreja” entre parênteses, esses templos que têm hoje que se
denominam “igreja”, eles têm (sistema religioso) como dogma, isso é sagrado para eles a famosa conhecida de
todos “santa ceia”, e tem todo aquele dogma toda aquela dogmatização em cima daquele protocolo, daquela
cerimônia que é a tal da santa ceia, esse dogma é muito embutido na cabeça dos membros principalmente por
falta de conhecimento, eles embutem o seguinte… Primeiro na parte financeira, como isso funciona? “Olha! Para
você tomar santa ceia”, “para você fazer parte dessa coisa sagrada”, desse dogma, você primeiro tem que dar o
dízimo dos dízimos, aí o coitadinho para poder tomar e participar desse dogma ele vai lá e dá o semi-dízimo para
poder estar preparado para aquela ceia, primeira quinzena para participar da ceia oficial, aí depois ele tem a
ceia oficial no final do mês, aí vem o dízimo da ceia oficial, aí o coitadinho para poder participar desse dogma
sistemático do sistema religioso tem que dar o seu dizimo duas vezes, ou seja, ele já é um pobre espiritual por falta
de conhecimento e ainda fica mais pobre financeiramente por que dá dois pagamentos para poder participar desse
dogma que nada mais é que uma embromação, nada mais é do que um falso ensinamento para se arrecadar
dinheiro! Parte financeira, aí o coitadinho com medo “a eu tenho que participar do corpo de Cristo” , esse dogma
é ensinado a um membro e ele padece duas vezes: espiritualmente e materialmente, espiritualmente por falta de
conhecimento. A santa ceia na verdade significa simplesmente um jantar, um almoço, é servir uma refeição, foi o
que o nosso Criador fez, serviu uma refeição aos apóstolos, não é? E eles (o sistema) fizeram disso um grande
dogma e isso vem aí enganando multidões a séculos e isto misturado com mitologia pagã é claro, é obvio, nós
temos aqui mais um tema a tratar na aplicação da verdade aos corações dos homens, o sistema pega esse dogma
da teologia que é imposto, que é pregado vorazmente em cima dos púlpitos e é imposto como verdade aos
corações incautos, muitos aceitam por falta de conhecimento, por falta de não entender que isso é um dogma,
nada mais que isso! Um dogma criado para se granjear e enriquecer-se financeiramente e fazer grandes religiões,
grandes sistemas, não é irmãos? Nada mais que isso!
Temos também a teologia histórica, o que é a teologia histórica? é a central de todas elas, porque na teologia
histórica vem vendo o desenvolver desta montagem, desta teologia que temos hoje aí, passada em faculdade,
passada no sistema religioso Católico e Evangélico, nessa mistura de grandes pessoas que tiveram na história lá
atrás, como o Imperador Constantino (que ele mesmo já era um “deus”) ele ainda tinha um culto a 300.000 mil
deuses, agora vejamos irmãos quantas coisas erradas nós temos nesta teologia paganizada que está sendo imposta
pelo sistema religioso no Brasil e no Mundo. Aqui tem outros temas que dariam bastante tempo, temos outra parte
como á exposição e defesa da doutrina Luterana, aí temos outra conjectura histórica, atual, derivada dos erros que
eles colocaram lá atrás através das mensagens ensinadas por Martinho Lutero, não esquecendo que Martinho
Lutero era bispo Católico, ele fez as suas faculdades de teologia, ele fez todo o seu aprendizado dentro do sistema
católico e as nossas “igrejas” evangélicas hoje, os templos evangélicos hoje todos são derivados de ensinamentos
luteranos, lembrando que Lutero aprendeu tudo aos pés da igreja católica.

Martinho Lutero
Teologia Dogmática: É a sistematização e defesa das doutrinas expressas nos símbolos da igreja. Assim temos "Dogmática
Cristã", por H. Martensen, com uma exposição e defesa da doutrina luterana; "Teologia Dogmática", por Wm. G. T. Shedd,
como uma exposição da Confissão de Westminster e de outros símbolos presbiterianos; e "Teologia Sistemática", por Louis
Berkhof, como uma exposição da teologia reformada.

H. Martensen G. T. Shedd Louis Berkhof

Teologia Prática: Trata da aplicação da verdade aos corações dos homens. Ela busca aplicar à vida prática os ensinamentos
das outras teologias, para edificação, educação, e aprimoramento do serviço dos homens. Ela abrange os cursos de
homilética, administração da igreja, liturgia, educação cristã e missões.

Comentário (Akel): O sistema teologiza ás pessoas no intuito de vacina-las e prende-las em quatro paredes, nos
quadrículos religiosos. Acontece que nem sempre eles têm êxito, eles só continuam com isso porque 60% mesmo
sabendo da podridão da história são pessoas que não tem cultura e mesmo fazendo teologia continuam sem cultura
e não sabem discernir a mão esquerda da mão direita e o curso teológico para eles só serve de uma ponte, como
ponte para chegar á “pastor”, a “obreiro” assalariado, um dirigente de um templo que a maioria que faz isso, faz
como aspirante ao pastorado, a uma vida fácil, arregalada, ganhando bem e trabalhando pouco! Agora, o povão
que faz uma teologia mais básica e nestas teologias básicas não é ensinado muito a cerca da história, da
cronologia do paganismo e por isso acaba funcionando como “vacina”, por quê? Porque aquela irmãzinha que
não saber nem ler e escrever direito e vai fazer esse curso, tudo que o professor tiver lá na frente, Hamartiologia,
Patrística, Escolástica, pra ela é língua estranha! Não é verdade? Ela vai achar que os “pastores” são super
inteligentes, que os obreiros são homem de Deus preparados com muita sabedoria, e que a “igreja” dela está certa
porque tem muito conhecimento, é isso que ela vai achar!
Então 60% a 70% dos que fazem teologia por não entenderem absolutamente nada! Por não se aprofundarem
ficam no sistema, mas tem 30% a 40% vamos dizer assim (pelo menos nas estatísticas que eu vi) que vão acabar
saindo, como aconteceu com Ebenezer, no meu caso, quando eu escrevi o livro: Clamor, eu quero uma igreja, que
é resultado de 7 anos de rascunho, hoje ele está aqui, gratuitamente, grande parte desses rascunhos eclodiram do
curso de teologia, porque quando eu fiz o primeiro curso de teologia não me adiantou de nada! Depois eu fiz um
curso médio e não me adiantou de nada! Aí quando eu fiz Bacharel, quando eu vi o professor dizendo: “sabe o
culto de ontem?” está errado por causa disso, disso e disso, nossa igreja está errada! Aí o outro professor dizia:
“sabe 1 Cor. 14?”, nenhuma denominação obedece! Aí um outro professor depois de terminar a aula, em um bate
papo com ele, alguns desses professores muitos bons iam comigo pescar, dois deles foram pescar comigo, eu fui
em Santa Catarina uma vez pescar com um deles, longe dos templos, fiquei sabendo de coisas escabrosas! Porque
eles se abrem, e tudo aquilo que eu já tinha de anotações, de rascunhos que não batia com verdade, com as
Escrituras, com o Evangelho se confirma através da boca de alguém que tem conhecimento, e que sabe! Ele diz
para você: “ o que eu estou te dizendo, no caso da Assembleia de Deus por exemplo (que é a maior denominação
Pentecostal da América), só no Brasil tinha 12 milhões de membros, desses 12 milhões de membros- diz ele pra
mim:1% deles sabe realmente a história, a verdade e essas coisas são proibidas de serem faladas ao leigos, o
tratamento é o mesmo da igreja católica, isso é estranho! Porque o católico em si com todo respeito, o católico é
acomodado, ele acha bonito que a igreja tenha uma “nata” no vaticano, de papa, de cardeais, de bispos, de
arcebispos, eles acham bonito! Mas o evangélico não, ele saiu do sistema romano para conhecer a verdade, para
se converter, pra dar meia volta, eles também são tratados como leigos tanto quanto! Então o problema é o
seguinte:
Quando eu fui fazer o primeiro curso de teologia eu tinha uns 14 anos de idade, primeiro curso de teologia! E é
proibido, não sei hoje, mas na época era proibido um adolescente de 14, 13 anos fazer teologia, porque só podia
fazer se você fosse batizado e já tivesse um tempo de conversão, então você tinha que ter um preparo porque o que
seria abordado na sala de aula poderia ser um “alimento” muito pesado, muito forte e aí acontece o que foi o que
o Douglas falou, o resultado inverso, que ao invés de te vacinar, te tira pra fora do sistema, então hoje as
denominações tem adotado uma postura de antes da pessoa fazer o curso de teologia perguntar para ela: Quanto
tempo ela tem de batizado, quanto tempo ela tem de convertida, para poder ver se ela está apta ou não alguns
fazem alguns “alertas”, alguns avisos, você que fazer esse curso mesmo? Olha o que é abordado em sala de aula
são assuntos “pesados”, você está preparado? E outros optam por fazer um curso básico, que não se aprofunda na
história, pode todo mundo fazer!

Comentário (Irmão Ebenezer): Na minha época quando eu fiz este curso, nós nascemos dentro do sistema
religioso, dentro da Assembleia de Deus, então achávamos muito bonito, queria fazer parte, subir lá em cima no
púlpito e pregar a palavra de Deus, nós achávamos que era isso, quando viramos jovens, crescemos, tendo ali os
12, 14 anos, quando eu fui fazer 14 anos um pouco antes foi a minha primeira subida em um púlpito dentro do
sistema religioso, e o “pastor” local a primeira coisa que ele falou para mim, já falou o seguinte: “olha, pra subir
aqui no altar tem que ter “aspiração”, desejo, e dentro desse desejo de estar aqui no altar tem que ter no mínimo
um curso básico de teologia e isso o “pastor” me falou quando eu tinha 14 anos de idade! (incompletos ainda),
então para mim aquilo foi um obstáculo e eu fui crescendo querendo passar esses obstáculos para poder chegar lá
em cima e pregar igual aos “pastores” que nós estávamos acostumados a ver pregar também.
Então irmãos nessa chamada “aspiração” é onde eles enganam, é onde eles manipulam as pessoas dentro do
sistema religioso, a pessoa já fica sabendo “ bom, para eu subir lá”, eu tenho que ser “preparado”, senão eu não
posso subir lá, como é que eu vou subir lá (púlpito) pregar sobre história, se eu não entendo sobre história? Como
eu vou pregar sobre conversão? Se eu não sei o que é conversão, como vou pregar sobre o culto de “santa ceia?”
se eu não sei o que é “santa ceia”! Como vou pregar sobre casamento?, Se eu não sei o que é casamento, Então o
sistema religioso fala que tudo isso nós aprendemos no curso de teologia, só que para fazer um curso de teologia
você tem que pagar, e muito! Esse dogma também é um meio encontrado pelo sistema religioso para arrecadar
mais do que arrecadam na costa dos coitadinhos, teologia só faz quem pode pagar! Além dos dogmas do sistema
religioso que são muitos (santa ceia, língua estranha, dízimo, curso de teologia). Dentro do sistema religioso tudo
gira em torno do financeiro!

Comentário (Akel): O Malafaia quando saiu a muito tempos atrás, desde o tempo do seu sogro ainda vivo e fez a
Central Gospel e também as suas próprias revistas de escola dominical, ele era contra a teologia de Antônio
Gilberto, Wellington Bezerra da Costa e cia (líderes da denominação assembleia de deus), mas as suas
“revistinhas” são iguais ou com conteúdo pior do que as da CPAD (casa publicadora das assembleias de deus),
mais manipuladoras ainda, aquela teologia que força a barra, pega um texto que fala algo natural e simples e
força a interpretação para falar outras coisas.
Tem um professor da assembleia de Deus do Rio de Janeiro que foi praticamente expulso porque nas escolas
dominicais ele não pregava a “revistinha”, ele disse: Eu não vou pregar essa revistinha! Eu vou pregar a Bíblia!
Aí foi expulso, ele ficou tão irritado que criou um seminário bíblico no Rio de Janeiro, existe até hoje!
Só que o cidadão saiu do sistema, mas continuou com o título de “pastor” e continua vivendo do seminário (tem
que pagar para fazer o seminário), agora ele achou um meio de sobreviver e nessas aulas ele diz que ensina a
Bíblia, mas sabe o que ele ensina? Dízimo, oferta, título de pastor, eu não entendo! Muitos saem para fazer a coisa
certa e continuam fazendo o que é errado!

Comentário (José Carlos): Só para complementar, essas crenças que ouvimos desde criança, e as informações
que recebemos dos nossos pais ficam tão “indiscutíveis” que na hora que começamos a ter contato com a verdade
acabamos entrando em conflito, acaba ocorrendo um conflito dentro de nós, mas é uma crise necessária que
passamos para que possamos nos libertar, toda religião e toda ideologia tem os seus dogmas porque elas se
sustentam em cima disso e tem que fazer com que as pessoas creiam nisso senão elas se desmoronam.

O Evangelho é da Graça de graça!

Bom, depois de tanta pataquada, retemos o que é bom, e avançamos para uma das doutrinas mais importantes da Teologia,
e se tem algo para desteologizar é isso: Trindade! Um assunto mais profundo do que a exegese, é por revelação e estudos
que você entenderá! E tudo isso com muita humildade, desejando reaprender.