Você está na página 1de 7

Qual a distinção entre os aços hipoeutetoides e os hipereutetoides?

A diferença esta na percentagem de carbono presente no aço, de 0,008 a 0,76٪ de


carbono para o aço e hipoeutetoide, acima de 0,76 até 2,14٪ de carbono para o aço e
hipereutetoide ou seja um "aço hipoeuteutóide” tem uma concentração de carbono inferior
à eutetóide, por outro lado, um "aço hipereutetóide tem um teor de carbono maior do que a
eutetóide

Em um aço hipoeutetoide, existe tanto ferrita eutetoide quanto proeutetoide. Explique a


diferença entre elas. Qual será a concentração de carbono em cada uma delas?

Para um aço hipoeuteutóide, o ferrite proeutetóide é um microconstituinte que formou acima


da temperatura eutetóide. A ferrita eutetóide é um dos componentes da perlita formada, a
uma temperatura abaixo da eutetóide. A concentração de carbono para as ferritas é 0,022%
em peso C.
A medida que ela é resfriada lentamente dentro da região da fase γ, desde o ponto “a”, sua
microestrutura é composta apenas pela fase austenita (γ). Ao cruzar a linha da temperatura
eutetóide (723 oC) e até o ponto “b’, a austenita é transformada em perlita. Essa microestrutura
consiste em camadas alternadas compostas pelas fases α e Fe 3C, que se formam
simultaneamente durante a transformação, que deve ocorrer durante um resfriamento lento
através da temperatura eutetóide. A perlita existe como grãos, freqüentemente chamados de
“colônias”, dentro de cada colônia, as camadas estão orientadas essencialmente na mesma
direção, a qual varia de uma colônia para outra.

Descreva o desenvolvimento da microestrutura em ligas hipoeutetoides, resfriadas


lentamente em condições próximas a do equilíbrio.
Considere uma liga ferro-carbono com uma composição entre 0,022 e 0,8% de carbono (uma
liga hipoeutetóide). Essa liga é então resfriada lentamente desde a região da fase γ até a
região das fases α e Fe3C. No ponto “c”, a microestrutura consiste inteiramente em grãos da
fase γ. Ao resfriar até o ponto “d” dentro da região das fases α e γ, essas duas fases passarão
a compor a microestrutura; sendo que as pequenas partículas de α se formarão ao longo dos
contornos dos grãos de γ.

Enquanto se resfria a liga do ponto “d” até o ponto “e” podemos observar que a fase ferrita (α)
torna-se ligeiramente mais rica em carbono. Por outro lado, o aumento na composição de
carbono da fase austenita (γ) é muito maior a medida que a temperatura é reduzida. Durante
esse resfriamento as partículas de α crescerão em tamanho.

A medida que a temperatura é abaixada para imediatamente abaixo da temperatura eutetóide,


no ponto “f”, toda a fase γ se transformará em perlita, e a fase α que existia no ponto “e” não
sofrerá alteração. Assim a fase α presente na perlita é chamada de ferrita eutetóide, enquanto
aquela que foi formada em temperaturas acima da eutetóide é conhecida por ferrita
proeutetóide.

Descreva o desenvolvimento da microestrutura em ligas hipereutetoides, resfriadas


lentamente em condições próximas a do equilíbrio.
Considere uma liga ferro-carbono com uma composição entre 0,8 e 2% de carbono (uma liga
hipereutetóide). Essa liga é resfriada lentamente desde a região da fase γ até a região das
fases α e Fe3C. No ponto “g” somente a fase γ está presente, portanto a microestrutura
apresenta apenas os grãos da fase γ. Com o resfriamento para dentro da região das fases γ e
Fe3C, no ponto “h”, a fase cementita (Fe3C) começará a se formar ao longo dos contornos dos
grãos da fase γ, pois é uma região de baixa estabilidade

Durante o resfriamento, dentro dessa região, a composição da cementita permanecerá


constante (6,7% de carbono), enquanto o teor de carbono da fase austenita irá diminuir. Neste
tempo as partículas de cementita aumentarão de tamanho.
A medida que a temperatura é reduzida através da eutetóide até o ponto “i”, dentro da região
das fases α e Fe3C, toda a austenita será convertida em perlita, e a cementita já formada não
sofrerá alterações. Assim a microestrutura resultante consistirá em perlita, constituída por
lamelas de ferrita e cementita eutetóide, e cementita proeutetóide (aquela que já estava
formada).

Qual é a concentração de carbono em uma liga ferro-carbono para a qual a fração de ferrita
total é de 88%?

Wferrita = 6,70 – Cx / 6,70 – 0,022 = 0,88


6,70 – Cx = 0,88*(6,70 – 0,022)
-Cx = -6,70+ 0,88*(6,70-0,022)
Cx = 0,82%
Qual é a fase proeutetoide para uma liga ferro-carbono em que as frações mássicas de ferrita
total e de cementita total são de 0,92 e 0,08, respectivamente? Porque?

Wferrita = (6,70 – Cx) / (6,70 –0)= 0,92

-Cx = 0,92*(6,70 – 0) – 6,70

Cx = 0,53

Podemos identificar que se trata de um aço hipoeutetóide por possuir uma porcentagem de
carbono menor que 0,76% referente ao ponto eutetóide. A fase característica proeutetoide
deste aço é a ferrita, pois antes do resfriamento, com a temperatura logo acima da
temperatura de reação eutetóide existem duas fases a ferrita e a austenita, com o
resfriamento, imediatamente da temperatura abaixo da eutetóide, a austenita transforma em
perlita. A fase que não transformou se chama de fase próeuteóide que no caso é a Ferrita
proeutetoide, e se calcula assim:

Wferrita proeutetoide = 0,76 – 0,53 / 0,76 – 0,022 = 0,31 -> 31%

Considere 1,0 kg de austenita contendo 1,15%pC, a qual é resfriada até abaixo de 727 °C (1341
°F).

a) Qual é a fase proeutetoide?

b) Quantos quilogramas de cementita e de ferrita total se formam?

c) Quantos quilogramos da fase proeutetoide e de perlita se formam?

d) Esboce esquematicamente e identifique a microestrutura resultante?

a)

Fe3C proeutetoide

b) Wferrita = 6,70 – 1,15 / 6,70 -0,022 = 0,83

WFe3C = 1- 0,83 = 0,17

Ferrita em peso = 0,83 * 1 = 0,83 kg

Fe3C em peso = 0,17*1 = 0,17 kg

c) Wfe3c proeutetoide = 0,76 – 1,15/ 6,7 – 0,76 = 0,065

Wperlita = 6,67 – 1,15 / 6,7 – 0,76 = 0,934

Fe3C pro = 0,065*1 = 0,065 kg

Perlita = 0,934*1 = 0,934 kg

d)

Considerando o resfriamento, suficientemente lento para poder seguir-se o diagrama de


equilíbrio, das ligas Fe-Fe3C com 0,5%C e 1,3%C (percentagem em peso) desde o estado
líquido até à temperatura mais baixa indicada no diagrama. Responda os itens a seguir:

a) Indique as temperaturas de início e de fim de solidificação, assim como as composições


químicas dos primeiros núcleos sólidos e do último líquido a solidificar.
b) Indique as fases pelas quais as ligas são constituídas na temperatura mais baixa do
diagrama, assim como as respectivas composições químicas e proporções, em relação à massa
total de liga, distinguindo entre fases proeutetoides e eutetoides.

c) Faça um esboço da microestrutura previsível para as ligas.

a) Para 1,3 % C

Início: ~1430°C

Fim: ~1300°C

Sólido: ~0,7%C

Líquido: ~2,6%C

Para 0,5% C

Início: ~1522°C

Fim: ~1493°C

Sólido: 0,16%C

Líquido: 0,53%C

b) Para 1,3 % C

Total

Wfe3c = 1,3 – 0 / 6,67 – 0 = 0,19

Wferrita = 6,67 – 1,3 / 6,67 = 0,81

Fase proeutetoide

Wfe3cpro = 1,3 – 0,76/ 6,67 – 0,76 = 0,091

Perlita

Wperlita = 6,67 – 1,3 / 6,67 – 0,76 = 0,90

Fase eutetoide

Wfe3c eut = 0,19 – 0,091 = 0,099

Para 0,5% C

Total

Wfe3C = 0,5 – 0 / 6,67 – 0 = 0,074

Wferrita = 6,67 – 0,5 / 6,67 = 0,925

Fase proeutetoide

Wferrita = 0,76 – 0,5/ 0,76 – 0,022 = 0,35


Perlita

Wperlita = 0,5 – 0,022 / 0,76 – 0,022 = 0,65

Fase eutetoide

Wferrita eut = 0,925 – 0,35 = 0,575

c) Para 1,3 %C

Para 0,5%C

A partir da microestrutura do aço apresentada a seguir, determine a sua composição química


(a região escura tem morfologia lamelar e a fase branca é ferrita).
Grade13x11=143 pontos

 Perlita: 19 pontos, portanto 13,3% equivalendo a 0,124%C (regra das alavancas)