Você está na página 1de 3

ATIVIDADES CULTURAIS

Filme: A procura da felicidade

Resumo: Poucas pessoas sabem, mas o filme ' A procura da felicidade ' é
baseado em uma história real, sobre um homem que passou por mal bocados,
Chris Gardner interpretado no filme por Will Smith, escreveu um livro sobre sua
vida e devido ao grande sucesso virou um filme, com uma bela mensagem. O
filme tem uma proposta bastante interessante, mostra como um homem
americano cheio de problemas, dúvidas e um filho pequeno para criar, seguem
com honestidade, perseverança e um toque de bom humor a vida. A parte chave
do filme é quando em um dia comum de sua vida, tentando vender aparelhos de
raio-x em consultórios médicos, se depara com um homem que anda em um
belo carro e aparenta ser muito feliz, decide então perguntar ao homem o que
ele faz da vida, o homem diz que é corretor de ações, e que para tanto bastava
ser bom com números e com pessoas. Com metas estabelecidas a partir da
resposta do homem, Corre atrás de uma vida melhor, e então mesmo sem
dinheiro e sem lugar para morar com o filho, tem certeza do que quer e parte
para um estágio não remunerado por seis meses, com dezenove concorrentes,
disputando apenas uma vaga. Com essa bela lição de vida o filme basicamente
mostra a platéia sobre como vencer as adversidades da vida, com objetivos,
metas e estratégias. Gardner nunca deixou para traz seus valores e isso serve de
lição para muitas pessoas, um bom filme para assistir com a família.

LEITURAS

Livro: Quem Mexeu no meu queijo

De acordo com o autor Spancer J., o livro “Quem mexeu no meu queijo”
mostra de maneira fantástica e diferenciada de como lidar com mudanças no
trabalho e na sua vida. Spancer conta a história de dois ratinhos, chamados Sniff
e Scurrey e de dois homenzinhos (duendes) chamados Hem e Haw, muito
parecidos com as pessoas de comuns. Os quatro personagens corriam em um
grande labirinto a procura de queijo para alimentá-los e fazê-los felizes. Nesta
jornada atrás de queijo, o autor demonstra a forma de como as duplas usando
seus próprios méritos, conseguiram descobrir o que procuravam e assim se
sentirem mais felizes.

O pequeno livro “Quem mexeu no meu queijo, é simples e de fácil


entendimento, de inicio podemos até encará-lo como uma história infantil ou
aparentemente sem grande importância, a leitura torna-se uma enciclopédia
diante de dos nossos ensinamentos, que se bem interpretados, poderão ser
usados como referencia para o resto de nossas vidas, tanto pessoal quanto
profissional. O objetivo principal desse livro é de fato mostrar a importância da”
mudança “em nossa rotina, mostra como é difícil partir para o novo, ir em busca
de novos caminhos, demonstrar como o medo do novo paralisa o individuo de
tal forma que o mesmo não consegui agir.
TÍTULO DA ATIVIDADE: O Auto da Compadecida

DATA: maio/2018

DURAÇÃO: 1 mês

PARTICIPAÇÃO NA ATIVIDADE: leitora

RELATÓRIO (DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE)

O livro tem como personagens principais João Grilo e Chicó, eles conseguem emprego
numa padaria, os seus patrões tratam melhor a cachorrinha e, quando a cachorrinha da mulher
do Padeiro morre ela exige que Chicó e João Grilo peçam ao padre para benzer sua cadelinha
antes do enterro. O padre não concorda mas, quando João Grilo mente ao dizer que a cachorra
pertence ao temido Major Antônio Morais ele muda de ideia e aceita fazer o enterro da
cachorrinha.

Para que o padre realizasse o enterro em latim, João Grilo usando novamente da sua
esperteza alega que a cachorrinha era uma cristã devota e que havia deixado em testamento 10
contos de reis para a igreja, após o enterro eles voltam para a igreja e encontram o bispo que
fica furioso com o enterro da cachorrinha e logo muda de ideia ao saber que a cadelinha deixara
7 contos de reis para a paróquia, e que sob a sua responsabilidade e 3 contos de réis para a
igreja.

Chicó se apaixona por Rosinha, filha do Major Antônio de Morais, e junto com o esperto
João Grilo armam um plano para conseguir a benção do major. Chicó tenta se passar por
valente na frente de todos e, eles encontram o cangaceiro Severino, que ordena a um de seus
cangaceiros a matar o padre, o bispo, o Padeiro e sua mulher. Na vez de Chicó e João Grilo,
Severino é enganado por João Grilo com uma gaita mágica que ressuscita os mortos.Severino
pede para um de seus cangaceiro que o mate para que ele possa ver o seu Padrinho Padre Cícero
e depois o ressuscitasse com a gaita mágica,e ao perceber que o Severino voltava ele mata João
Grilo e foge em seguida.

Todos se reencontraram no céu para o julgamento final, e depois de discutir com o diabo
João Grilo consegue a presença de Nossa Senhora que faz algumas sugestões ao seu filho, Jesus
Cristo. Severino é enviado diretamente pra o céu pois não era responsável pelos seus atos. O
padre, o bispo, a mulher do padeiro o padeiro vão para o purgatório pois perdoaram os seus
agressores antes de sua morte. E, João Grilo resuscitou.

Quando João Grilo volta para a Terra reencontra Chicó, e os dois conseguem fugir com a
Rosinha e seguem juntos pelo sertão afora.
CONSIDERAÇÕES SOBRE A ATIVIDADE

A peça o Auto da Compadecida foi escrito em 1955 e publicada em 1957 pelo jornalista,
escritor, crítico teatral e professor da Universidade Federal de Pernambuco, Ariano Suassuna. A
peça deu destaque nacional ao autor por usar linguagem coloquial e regionalismo nordestino,
ela gira em torno da moral católica e tem muito humor, sarcasmo e critica social e religiosa.

Ariano Suassuna nasceu em João Pessoa/PB e, sua família se mudou para o interior
de Pernambuco após o assassinato de seu pai as vésperas da Revolução de 1930.