Você está na página 1de 62

>

>

Manual de Gestão
das Metas
Mobilizadoras

Versão 2.1
2011
>
>

Manual de Gestão
das Metas
Mobilizadoras

Versão 2.1
2011

Brasília / DF
2011
Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Elaboração e Coordenação
Roberto Simões Elizis Maria de Faria
Murilo Terra
Diretoria Executiva do Sebrae
Revisão
Diretor- Presidente Elizis Maria de Faria
Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho
Diretor Técnico Equipe Técnica
Carlos Alberto dos Santos Elizis Maria de Faria
Diretor de Administração e Finanças Gustavo Angelim
José Claudio dos Santos Jefferson Silva
Kleyson Musso
Gerente da Unidade de Gestão Estratégica Leonardo Mattar
Francisco José Cesarino Mario Lúcio Ávila
Murilo Terra
Renata Barbosa Duarte
Rosana Carla

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas


SGAS 604/605 – Módulos 30 e 31 – Asa Sul – Brasília – DF – CEP 70.200-645
Fone: (61) 3348-7100 – Fax: (61) 3347-4120
>
>

Principais Alterações da Versão

Esta versão apresenta as metas mobilizadoras para o biênio 2011-2012. As


principais alterações, em relação à versão de 2010 são as seguintes:

– Suprimida a meta de ampliação do percentual de projetos com foco no


mercado;
– Substituída a meta “Ampliar o número de empresas atendidas pelo
Programa Sebrae de Empresas Avançadas” pela meta “Ampliar o número
de pequenas empresas atendidas pelo Sistema Sebrae”;
– O número de metas passou de 6 para 5;
– Para as metas 1 (empresas atendidas), 3 (inovação) e 4 (pequenas
empresas) contarão os empreendimentos formais com o número do
CNPJ preenchido, obrigatoriamente, no sistema de atendimento, além
de artesãos, ambulantes, autônomos e produtores rurais com registros
próprios, cujo campo “Legalizado” esteja marcado com “Sim”;
– Os empreendimentos de pequeno porte, que contarão para a meta 4,
serão considerados a partir da classificação de porte da empresa, de
acordo com a faixa de faturamento no ano, escolhida, obrigatoriamente,
no cadastro geral da empresa no sistema de atendimento (entre R$
240.000,00 e R$ 2.400.000,00);
– Contempla a nova data de fechamento dos dados de atendimento, de acordo
com a Instrução Normativa nº 37, que passou para o dia 7 de cada mês.
>
>

Sumário

Introdução 9

1. Vinculação das Metas Mobilizadoras com o Mapa Estratégico do 11


Sistema Sebrae

1.1 Objetivo das metas 11


1.2 Cadeia de Impactos das Metas Mobilizadoras no Mapa Estratégico 11
1.3 Responsabilidades e Fluxo de Monitoramento das Metas Mobilizadoras 15

2. Monitoramento e Avaliação das Metas 19



2.1 Meta 1 – Ampliar o número de empresas atendidas pelo Sistema Sebrae 21
2.2 Meta 2 – Contribuir para a formalização de empreendedores individuais 27
2.3 Meta 3 – Ampliar a quantidade de empresas atendidas pelo Sebrae 33
com soluções específicas de inovação
2.4 Meta 4 – Ampliar o número de pequenas empresas atendidas pelo 43
Sistema Sebrae
2.5 Meta 5 – Contribuir para a ampliação do número de municípios com a 49
Lei Geral regulamentada

Anexo I – Quadro Resumo do Registro das Metas Mobilizadoras no Siacweb 54


Anexo II – Caderno de Indicadores das Metas 55
6 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge
7 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>
>

Manual de
Este manual tem como objetivo orientar a atuação
Gestão das Metas do Sistema SEBRAE e parceiros na obtenção dos
Mobilizadoras resultados contratualizados.

Esse esforço busca impactar positivamente no


desempenho dos indicadores de formalização da
economia e de competitividade dos pequenos
negócios. Para a instituição, é uma oportunidade
de explicitar o alcance da estratégia adotada
pelo Sistema SEBRAE, dentro dos princípios de
transparência e mensuração de resultados.

As metas mobilizadoras possibilitam ajustes nos


esforços empregados e monitoramento constante.
Com isso, permitem uma maior qualidade e
Apresentação dinamismo de nossa atuação, além de facilitar o
processo decisório de nossa empresa.

Bom trabalho e sucesso a todos!

Carlos Alberto dos Santos


Diretor Técnico do Sebrae
8 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge
9 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>
>

Manual de
Seu conteúdo está assim estruturado:
Gestão das Metas
Mobilizadoras – Capítulo I aborda a vinculação das Metas
Mobilizadoras com os princípios do Mapa
Estratégico do Sistema Sebrae;
– o Capítulo II trata da operacionalização de
cada meta, programas e produtos envolvidos e
das etapas de monitoramento e avaliação das
Metas Mobilizadoras;
– o Anexo I apresenta um Quadro Resumo dos
Registros das Metas no Siacweb; e
– o Anexo II reproduz o Caderno de Indicadores
das Metas Mobilizadoras do Sistema Sebrae.

É importante destacar que este documento é um


Introdução instrumento para orientar os envolvidos no alcance
das metas e deve ser dinâmico, incorporando novos
procedimentos e métodos, na medida em que a
prática da busca por resultados assim o indicar.

Este Manual, em sintonia com o Direcionamento


Estratégico do Sistema 2009-2015, representa
uma das etapas da Metodologia de Análise da
Estratégia do Sistema Sebrae.
As metas mobilizadoras são o resultado de um
esforço conjunto que envolveu participantes das O processo de Monitoramento e Avaliação das
UGE dos SEBRAE/UF e SEBRAE/NA. Elas surgiram Metas Mobilizadoras objetiva o alcance, dentre
em uma das reuniões das UGE do Sistema SEBRAE outros, dos seguintes resultados:
durante a Semana de Capacitação que ocorreu
entre 15 a 19 de junho de 2009. Nessa ocasião, – Ser um instrumento de comunicação da
os participantes trabalharam em grupos para estratégia e motivação para o alcance das
responder a questão: como aperfeiçoar a gestão da Metas Mobilizadoras para todo o Sistema
estratégia? Entre as propostas formuladas estava Sebrae;
a definição de metas mobilizadoras nacionais – Orientar a elaboração da estratégia de atuação
que expressassem o foco de atuação do Sistema para o alcance das Metas Mobilizadoras;
SEBRAE. Passada a Semana de Capacitação, – Orientar a Gestão e Monitoramento da
reuniu-se o Comitê de Planejamento nos dias 2 e 3 evolução das Metas Mobilizadoras por meio de
de julho de 2009 para debater o assunto e sugerir indicadores claramente definidos;
alternativas. Em seguida, foram realizadas reuniões – Ser um instrumento de apoio a alta
com alguns gerentes do SEBRAE/NA para elaborar administração na tomada de decisão e
a versão final e submeter à aprovação da DIREX/ correção de rumos;
NA. Com algumas modificações indicadas – Explicitar a relação de causa e efeito com os
pela própria Diretoria Executiva, as Metas Objetivos Estratégicos.
Mobilizadoras foram aprovadas em 04 de agosto
de 2009, conforme resolução DIREX nº 1517/09. As Unidades de Gestão Estratégica são
responsáveis por interagir com as outras Unidades
Este manual consolida os conceitos, processos e para identificar dificuldades, gargalos e soluções
procedimentos para o monitoramento e avaliação para o alcance das metas, além de propor e
das Metas Mobilizadoras. acompanhar medidas de gestão.
11 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>

>
Manual de
Gestão das Metas
Mobilizadoras 1

Vinculação
das Metas
Mobilizadoras
com o Mapa
Estratégico do
1.1 Sistema
Objetivo das Sebrae
Metas Mobilizadoras

As metas mobilizadoras têm por finalidade


especificar, quantificar, indicar o foco, as áreas e
projetos prioritários que todos os colaboradores,
dirigentes e parceiros do Sistema SEBRAE
concentrarão seus esforços no período 2011-2012
para atingir os Objetivos Estratégicos.

1.2
A Gestão da Estratégia é fazer com que
a estratégia da empresa seja executada,
Cadeia de acompanhada, analisada e realinhada de forma
Impactos das Metas sistemática por um processo eficaz, utilizando-se
Mobilizadoras de reuniões com o foco na tomada de decisão,
tendo como ponto central a estratégia da
no Mapa empresa.
Estratégico
A implementação de um projeto, a aplicação de
um produto e a prestação de um serviço, focados
no alcance das Metas Mobilizadoras, impulsionam
uma cadeia de recursos, ações e resultados em
direção às Micro e Pequenas Empresas.

Classificando os indicadores do Painel Estratégico


do Sistema SEBRAE temos as seguintes categorias:

– Indicadores de Programas e Projetos: são


os indicadores vinculados aos Programas e
Projetos desenvolvidos pelo SEBRAE, com
foco nos resultados para os respectivos
12 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

públicos-alvo, conforme definido no Manual desse ambiente que afetam o desenvolvimento


de Elaboração e Gestão de Projetos Orientados dos pequenos negócios. Esses indicadores
para Resultados. subsidiam e complementam a avaliação dos
– Indicadores de Desempenho do SEBRAE: resultados do SEBRAE e orientam a formulação
são os indicadores vinculados aos Objetivos de políticas estratégias para a sua atuação.
Estratégicos, que medem o impacto das
ações do SEBRAE no público-alvo. As Metas Isso sem deixar de considerar a influência de: (1)
Mobilizadoras serão utilizadas para medir e fatores do contexto externo e (2) fatores internos
sinalizar o alcance dos resultados associados ao público-alvo que podem influir na própria
aos objetivos estratégicos. execução das ações, com reflexo nos resultados
– Indicadores de Resultados Institucionais: são finalísticos e intermediários almejados e impactos
os indicadores de desempenho do SEBRAE nos resultados institucionais.
vinculados aos Objetivos Estratégicos das
perspectivas Missão e Partes Interessadas. A figura a seguir mostra a cadeia de impactos da
– Indicadores da MPE e do seu ambiente: são execução dos Programas e Projetos, refletindo nos
os indicadores que medem o desempenho da Objetivos Estratégicos e na Missão do SEBRAE e
MPE no seu ambiente e, também, os fatores impactando no ambiente e na própria MPE.

Figura 1 – Cadeia de Impactos


Missão
Indicadores da >
MPE e do seu
Objetivos
Ambiente
Estratégicos
>
Programas e Resultados
Projetos Institucionais
Indicadores de > Impactos
Desempenho do para as MPE
Sebrae e Metas
Resultados > Mobilizadoras
Finalísticos e
Intermediários

O Mapa Estratégico do Sistema Sebrae Estratégico ao qual contribuem, representando


2009-2015 tem a visão de futuro do negócio o foco e os pontos relevantes da estratégia no
posicionada no topo, que é a direção mestra contexto do negócio.
para os objetivos estratégicos organizacionais
em quatro perspectivas: Cumprimento da Para facilitar a visualização da abrangência das
Missão, Partes Interessadas, Processos e Metas Mobilizadoras no Mapa Estratégico,
Pessoas, Organização e Tecnologias. Os objetivos sinalizamos os objetivos estratégicos vinculados
estão agrupados no Mapa, conforme o Tema às metas.
Figura 2 – Mapa Estratégico do Sistema SEBRAE e as Metas Mobilizadoras

TER EXCELÊNCIA NO DESENVOLVIMENTO DAS MPE, CONTRIBUINDO PARA A CONSTRUÇÃO DE UM


BRASIL MAIS JUSTO, COMPETITIVO E SUSTENTÁVEL

CUMPRIMENTO M1 M2
DA MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável das MPE Fomentar o empreendedorismo

PARTES MPE E EMPREENDEDORES O QUE O SEBRAE OFERECE ÀS SOCIEDADE


INTERESSADAS PARTES INTERESSADAS:

C1 - Conhecimento sobre o ambiente e o C2


Ser reconhecido como líder na negócio da MPE Ser reconhecido como importante
articulação e gestão de iniciativas que - Incentivo à Inovação instituição indutora do desenvolvimento
elevem a compatibilidade das MPE e - Articulação do pais
fomentem o Empreendedorismo - Estímulo à Cooperação
- Acessibilidade
- Comprometimento com o clientes
- Credibilidade
- Transparência
- Competência técnica dos profissionais
- Gestão com foco em resultados

PROCESSOS AMBIENTE DA EMPRESA: SOLUÇÕES PARA AS MPE E EMPREENDEDORES VISIBILIDADE INSTITUCIONAL E


(INDIVIDUAL E COLETIVAMENTE) IMAGEM SEBRAE

INOVAÇÃO COOPERAÇÃO COOPERAÇÃO MERCADO GESTÃO


P1 P2 P2 P3 P4 P5 P6
Promover a Fortalecer a Fortalecer a Potencializar a Orientar e Ampliar a Ter excelência
inovação cooperação cooperação conquista e capacitar visibilidade e transparência
nas MPE entre as MPE entre as MPE ampliação em gestão, institucional e na aplicação
de mercados tecnologia e fortalecer dos recursos
processos a imagem do
Sebrae

AMBIENTE EXTERNO: VIABILIZADORES DO DESENVOLVIMENTO MPE E EMPREENDEDORES

EMPREENDEDORISMO REDE DE DESENVOLVIMENTO SERVIÇOS AMBIENTE LEGAL


PARCEIROS TERRITORIAL FINANCEIROS
P7 P8 P9 P10 P11
Promover a cultura do Articular e fortalecer Contribuir para o Estimular a ampliação Articular, propor e
empreendedorismo redes de parceiros desenvolvimento do acesso a serviços apoiar a implementação
em prol das MPE territorial e de sistemas financeiros de políticas públicas
produtivos locais, com
foco nas MPE

GESTÃO INTEGRADA DO SISTEMA SEBRAE

P12 P13
Ter excelência em gestão focada em resultados Fortalecer mecanismos que potencializem a atuação integrada do Sistema

A4
PESSOAS, A1 A2 A3 Aprimorar a utilização das
ORGANIZAÇÃO Desenvolver competências Ter um ambiente de trabalho Desenvolver e tecnologias de informação
E TECNOLOGIA e reter talentos internos e integrado, que promova a implantar a gestão do e comunicação para
externos cultura de resultados e a conhecimento sobre dinamizar a gestão do
qualidade de vida e para as MPE Sistema Sebrae e o
atendimento ao público
externo
14 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

A tabela abaixo apresenta um resumo das metas para os anos de 2011 a 2012 e a vinculação com os ob-
jetivos estratégicos.

Tabela 1 – Vinculação dos Objetivos Estratégicos x Metas Mobilizadoras


Metas
Objetivo Estratégico
Meta Mobilizadora Indicador
Vinculado
2011 2012

Meta 1 Número de 1.100.00 1.500.00 A3 – Desenvolver e


Ampliar o número MPE atendidas implantar a gestão
de empresas e registradas no do conhecimento
atendidas pelo Siacweb sobre e para as MPE
Sistema Sebrae

Meta 2 Número de 500.000 500.000 P7 – Promover


Contribuir para a empreendedores a cultura do
formalização de individuais empreendedorismo
empreendedores formalizados
individuais

Meta 3 Número de 30.000 50.000 P1 – Promover a


Ampliar a empresas inovação nas MPE
quantidade de atendidas
empresas atendidas pelo SEBRAE
pelo Sebrae com com soluções
soluções específicas específicas de
de inovação inovação

Meta 4 Número de 100.000 130.000 P4 – Orientar


Ampliar o número pequenas e capacitar em
de pequenas empresas gestão, tecnologia e
empresas atendidas atendidas pelo processos
pelo Sistema Sebrae Sistema Sebrae
e registradas no
Siacweb

Meta 5 Número de 2.500 3.000 P11 – Articular,


Contribuir para municípios propor e apoiar a
a ampliação com a Lei Geral implementação de
do número de regulamentada. políticas públicas
municípios
com a Lei Geral
regulamentada
15 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>

>
Manual de
Gestão das Metas
Mobilizadoras 1

Vinculação
das Metas
Mobilizadoras
com o Mapa
Estratégico do
1.3 Sistema
Responsabilidades e Sebrae
Fluxo de Monitoramento
das Metas
Mobilizadoras

Tabela 2 – Matriz de Responsabilidades das Metas Mobilizadoras

Responsável Responsabilidade

Interlocutores Definir estratégias para o alcance da meta,


nas Unidades do Nacional articular e gerenciar ações junto aos SEBRAE/
UF e demais envolvidos. Coletar informações
junto aos SEBRAE/UF, consolidar, analisar,
acompanhar ações definidas, reportar pontos
de atenção e propor medidas de gestão

Núcleo de Monitoramento e Avaliação do Consolidar informações de todas as metas,


Desempenho UGE analisar e divulgar os números.

Núcleo de Integração e Alinhamento UGE (1 Elaborar relatório sobre o alcance das metas e
interlocutor por meta) as estratégias construídas; identificar e reportar
riscos, em conjunto com o responsável técnico
da área gestora
16 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

O Fluxo de Monitoramento das Metas Mobilizadoras é parte integrante do processo de decisão e gestão
da estratégia do Sebrae e será executado conforme a figura a seguir:

Figura 3 – Fluxo de Monitoramento das Metas Mobilizadoras

> UGE acompanha e apóia o processo (1 interlocutor por meta) >


> > > > >
SEBRAE/UF Responsável UGE UGE UMC
Técnico pela Meta

Envia relatório
Envia dados
Disponibiliza os Consolida e analisa com realização
para o Sebrae Divulga
dados as informações e análise para
Nacional
Direx

Até o dia Até o dia


7 do mês 8 do mês
subsequente subsequente Até o dia 12 Até o dia 15 Até o dia 15

> > > > >


Em linhas gerais, o ponto de partida é a A carga com os dados para emissão dos relatórios
disponibilização dos dados das metas pelos mensais das metas 1, 3 e 4, no SME, será realizada,
Estados nos sistemas de atendimento, até o 7º dia impreterivelmente, no dia 8 do mês subsequente.
do mês subsequente, em relação às metas 1, 3 e 4.
As UGE Locais e as Unidades Locais gestoras dos Após a consolidação, análise e avaliação das
Sistemas de Atendimento são as responsáveis pela informações, até o dia 12 do mês subsequente,
disponibilização dos dados no Cadastro Nacional pela UGE Nacional, ocorre a divulgação dos
de Clientes e Atendimentos. Há fluxos específicos números até o 15º dia do mês, bem como a
para as metas 2 e 5 que estão explicitados nos entrega de relatório da realização e análise de cada
itens dedicados a cada meta. meta para a Direx Nacional.
17 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011
19 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>

>
Manual de
Gestão das Metas
Mobilizadoras O monitoramento e a avaliação faz parte do ciclo
PDCA (em inglês Plan, Do, Check e Action), que
é um ciclo de desenvolvimento, com foco na
análise e melhoria contínua. Esta ferramenta é de
fundamental importância para a análise e melhoria
dos processos organizacionais e para a eficácia
do trabalho em equipe e é recomendada para o
processo de gestão das metas mobilizadoras.

2 A representação gráfica dessa ferramenta é


apresentada ao lado (Figura 4):
Monitoramento e
No caso do processo de gestão das metas
Avaliação das Metas mobilizadoras, o ciclo deve contemplar:
Mobilizadoras
Planejar (PLAN)
– A partir da definição das metas, estabelecer o
plano de ação para alcançá-las.

Executar (DO)
– Executar as tarefas como foi previsto na etapa
de planejamento;
– Coletar dados que serão utilizados na próxima
etapa de verificação do processo;
Figura 4 – Ciclo PDCA – Nesta etapa são essenciais a educação e o
treinamento.

Verificar, checar (CHECK)


– Verificar se o executado está conforme o
planejado, ou seja, se a meta foi alcançada, de
acordo com o plano de ação definido;
– Identificar os desvios na meta.

Agir corretivamente (ACTION)


– Caso sejam identificados desvios, é necessário
definir e implementar soluções que eliminem
as suas causas;
– Caso não sejam identificados desvios, é
possível realizar um trabalho preventivo,
identificando quais desvios são passíveis de
ocorrer no futuro, suas causas, soluções etc.

A seguir são apresentadas as metas mobilizadoras,


com informações relevantes sobre o objetivo,
cálculo das estimativas, regras para aferição,
responsabilidades e as principais linhas de ação
para o alcance de cada meta.
21 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>

>
Manual de
Gestão das Metas
Mobilizadoras
2

Monitoramento e
Avaliação das Metas
Mobilizadoras
2.1

Meta 1:
Ampliar o número de
empresas atendidas
pelo Sistema
Sebrae

2.1.1 Objetivo da meta 2.1.2 Cálculo das estimativas

Ampliar a cobertura de atuação do SEBRAE – Para estimativa do universo das MPE no


junto ao universo das MPE e atingir 100% período 2011-2012, calculou-se a taxa de
de cadastramento das empresas atendidas crescimento do número de MPE optantes pelo
pelo SEBRAE, gerando dados confiáveis de Simples entre julho/08 e julho/09: 9,3%;
relacionamento do SEBRAE com seus clientes, que – Aplicou-se essa taxa para os anos de 2011-
permitirão: 2012, obtendo-se a estimativa do número de
empresas por estado;
– Prestação de contas aos órgãos de controle e – O número de MPE atendidas por UF foi calculado
auditoria no que diz respeito à realização física considerando-se a participação do estado no
do Sistema SEBRAE; total do Brasil em 2010. Essa participação foi
– Dimensionamento do esforço de atendimento mantida para o triênio 2010-2012;
do SEBRAE, e recursos aplicados, subsidiando – Na construção do PPA 2011-2013, a proposta
o planejamento, ajustes e criação de novas de meta para o Sistema Sebrae sofreu
estratégias de atendimento. alterações. A meta consolidada, em 2011,
– Desenvolvimento de um Sistema de passou de 1.100.000 para 1.128.589 e, em
Relacionamento e fidelização para um 2012, o número passou de 1.500.000 para
atendimento continuado à MPE brasileira. 1.514.380.
22 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Tabela 3 – Base de Cálculo da Estimativa para Fixação da Meta

Metas aprovadas
Universo de MPE Metas propostas
UF pelas UF

2008 2009 2010 2011 2012 2011 2012 2011 2012


AC 5.442 6.095 8.587 9.394 10.818 2.404 3.278 3.288 3.300
AL 27.211 29.069 35.580 38.922 44.824 9.961 13.583 9.961 13.583
AM 21.785 23.845 30.689 33.572 38.662 8.592 11.716 10.274 11.716
AP 6.402 6.948 9.293 10.166 11.707 2.602 3.548 4.163 4.258
BA 156.969 174.397 221.785 242.619 279.404 62.090 84.668 62.090 84.668
CE 119.054 123.741 140.389 153.577 176.862 39.303 53.595 39.303 53.595
DF 43.288 52.339 67.154 73.462 84.600 18.800 25.637 23.450 24.722
ES 52.806 58.944 75.536 82.632 95.160 21.147 28.836 21.147 28.836
GO 89.739 101.234 125.199 136.960 157.725 35.050 47.796 35.050 47.796
MA 42.015 45.718 58.577 64.080 73.795 16.399 22.362 18.000 22.362
MG 372.149 400.913 471.525 515.819 594.026 132.006 180.008 132.006 180.008
MS 30.063 33.780 43.518 47.606 54.824 12.183 16.613 12.183 16.613
MT 41.706 47.055 60.418 66.094 76.114 16.914 23.065 16.914 23.065
PA 36.494 42.169 57.004 62.359 71.814 15.959 21.762 18.750 23.800
PB 32.328 34.993 44.044 48.181 55.487 12.330 16.814 12.330 16.814
PE 65.589 75.483 95.766 104.762 120.646 26.810 36.559 40.853 46.818
PI 25.656 25.940 30.745 33.633 38.732 8.607 11.737 8.607 11.737
PR 219.084 244.033 290.486 317.774 365.954 81.323 110.895 75.097 105.136
RJ 190.910 199.414 269.080 294.357 338.986 75.330 102.723 75.330 102.723
RN 27.092 31.341 41.197 45.067 51.900 11.533 15.727 11.533 15.727
RO 21.940 23.474 28.678 31.372 36.128 8.029 10.948 8.156 11.199
RR 5.631 5.814 7.024 7.684 8.849 1.966 2.681 4.320 5.148
RS 299.535 323.097 358.468 392.142 451.597 100.355 136.848 100.355 136.848
SC 152.468 166.008 190.554 208.454 240.059 53.347 72.745 53.347 72.745
SE 13.771 15.194 18.290 20.008 23.042 5.120 6.982 10.240 12.288
SP 857.468 943.479 1.129.011 1.235.068 1.422.325 316.073 431.008 316.073 431.008
TO 13.945 15.060 20.600 22.535 25.952 5.767 7.864 5.767 7.864
Brasil 2.970.530 3.249.577 3.929.197 4.298.298 4.949.993 1.100.000 1.500.000 1.128.589 1.514.380

Fonte: Secretaria da Receita Federal, 31/07/2008, 31/07/2009 e 05/07/2010


23 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

2.1.3 Cálculo da meta • Os atendimentos realizados por parceiros no


âmbito de convênios de cooperação com o
MPE atendidas e registradas pelo Sistema SEBRAE devem ser cadastrados.
Sebrae no exercício. • As empresas formais atendidas
individualmente e/ou pela abordagem
coletiva (projetos de atendimento coletivo/
2.1.4 Regras para aferição da meta setorial), devem ter o atendimento
cadastrado. O registro independe do ano de
– Contam para a meta todos os início do projeto, devendo-se considerar o
empreendimentos formais atendidos e atendimento realizado no ano.
registrados no Cadastro Nacional de Clientes • Devem ser registrados os atendimentos
e Atendimentos, durante o ano corrente. presenciais ou à distância, por qualquer tipo
Consideram-se empreendimentos formais de mídia/canal;
todos aqueles voltados à exploração de • Esta meta consolida os atendimentos
determinado negócio e que possuam, realizados para todos os tipos de empresas
obrigatoriamente, CNPJ preenchido no formais que contam para as metas 3
sistema de atendimento, além de artesãos, (soluções de inovação e tecnologia) e 4
vendedores ambulantes, produtores rurais (pequenas empresas).
e outros empreendimentos que tenham • O atendimento a empresas formais que não
registros próprios de sua atividade, cujo campo tenham, no momento do atendimento, como
“Legalizado” esteja marcado com “Sim”. fornecer o CNPJ, não será contabilizado.
– No Siacweb, esses empreendimentos são • Atenção: Não se trata só de novas empresas
classificados como: atendidas (cadastros inéditos). Empresas
• Associações ou sindicato regularmente atendidas, se atendidas
• Cooperativa novamente no ano, também serão
• Empreendedor Individual contabilizadas.
• Empresário Individual
• Outras organizações privadas
• Sociedade empresarial 2.1.5 Responsabilidades e prazos
• Ambulante
• Artesão – Cabe às Unidades de Atendimento ou
• Autônomo Unidades correspondentes nos SEBRAE/UF
• Produtor Rural e às UGE Locais disponibilizar os números
– A contagem é feita por empreendimento, atualizados de empresas atendidas e
não sendo computada a quantidade registradas nos sistemas de atendimento
de atendimentos no período e sendo para o Cadastro Nacional de Clientes
desconsiderada a data do cadastro do e Atendimentos, até o dia 07 do mês
empreendimento no sistema de atendimento. subsequente;
Sendo assim, o mesmo empreendimento será – Cabe à UAI Nacional e às Unidades de
contabilizado uma única vez; Atendimento Coletivo analisar os números,
– A contabilização da meta é realizada adotar medidas de gestão para o alcance da
considerando a data de conclusão do(s) meta, até o dia 08 do mês subsequente;
atendimento(s); – Cabe à UGE Nacional consolidar os números,
– A fonte de dados é o Cadastro Nacional analisar, divulgar os dados e acompanhar
de Clientes e Atendimentos, base que é as medidas de gestão, até o dia 12 do mês
alimentada pela Siacweb e os demais sistemas subsequente.
de atendimento do Sistema Sebrae. – Cabe à UGE Nacional e às UGE Locais serem as
– Deve-se observar: guardiãs do processo de comunicação das metas.
24 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

2.1.6 Processo

UGE local e unidade UAI/ UGE/


Gestora do sistema NACIONAL NACIONAL
de atendimento

Consolida,
Disponibiliza os
> números para o > Analisa os números
do relatório do SME > analisa e divulga os
números da meta.
> Cadastro Nacional > e adota medidas de > Acompanha as
> de Clientes e
Atendimentos
> gestão > medidas de >
gestão

2.1.7 Vinculação com os Objetivos Estratégicos – Atendimento via soluções consagradas, tais
como: Empretec, Central de Relacionamento,
A meta está vinculada ao Objetivo A3 Ensino à Distância, rede de pontos/postos de
– Desenvolver e implantar a gestão do atendimento; etc;
conhecimento sobre e para as MPE. – Cadastro de empresas via Portal Sebrae;
– Disponibilização do Siacweb, capacitação
sobre o sistema e o modelo de atendimento
2.1.8 Principais linhas de ação e/ou soluções para os parceiros do SEBRAE.
para o alcance da meta

Todas as formas de atendimento com o respectivo 2.1.9 Outras Informações


cadastro CNPJ/Formal contribuem para a meta 1.
Como exemplos dos planos de ação para o alcance O Sistema Integrado de Atendimento ao Cliente
da meta, podemos citar: (Siacweb) é a ferramenta oficial para registro
efetivo de clientes e de atendimentos realizados no
– Projeto Negócio a Negócio - O objetivo do Sistema Sebrae. As informações documentadas no
projeto é realizar o diagnóstico das empresas, Siacweb integram o Cadastro Nacional de Clientes
apontando suas dificuldades e seus desafios, e Atendimentos, que alimenta os vários sistemas
para posteriormente elaborar soluções de de informação da instituição.
melhoria aos empreendimentos visitados.
Pretende elevar a sustentabilidade das micro e Desde 1999, o Sebrae trabalha pela evolução
pequenas empresas por meio da melhoria em da plataforma Siacweb, que se tornou um
gestão empresarial, apoio e desenvolvimento dos principais sistemas em uso nos Estados.
de ações para orientação continuada e Atualmente é utilizado pelo Nacional e por 21
ativa aos empreendedores individuais e Unidades Estaduais. Os outros seis Estados, embora
microempresas, também vislumbrando a não utilizem o recurso, alimentam o Cadastro
formalização dos mesmos. Nacional de Clientes e Atendimentos do Sebrae.
27 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>

>
Manual de
Gestão das Metas
Mobilizadoras
2

Monitoramento e
Avaliação das Metas
Mobilizadoras
2.2

Meta 2:
Contribuir para a
formalização de
empreendedores
individuais

2.2.1 Objetivo da meta 2.2.2 Cálculo das estimativas

Prover condições para a formalização de – As estimativas levaram em consideração a


pequenos empreendimentos individuais com a proporção de cada estado no universo de
disponibilização de mecanismos que apóiem seu estabelecimentos informais.
desenvolvimento, reduzindo a informalidade e – Na construção do PPA 2011-2013 a proposta de
promovendo a inclusão social. meta para o Sistema Sebrae sofreu alterações.
A meta consolidada, em 2011, passou de
500.000 para 512.500 e, em 2012, o número
passou de 500.000 para 501.500.
28 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Tabela 4 – Base de cálculo da estimativa para a fixação da meta

Nº Metas propostas Metas aprovadas pelas UF


UF Estabelecimentos
Informais 2011 2012 2011 2012

AC 28.447 1.500 1.500 1.500 1.500


AL 162.288 8.000 8.000 8.000 8.000
AM 166.099 8.000 8.000 8.000 8.000
AP 35.419 1.500 1.500 1.500 1.500
BA 752.870 36.500 36.500 36.500 36.500
CE 397.316 19.000 19.000 19.000 19.000
DF 95.720 4.500 4.500 4.500 4.500
ES 170.112 8.000 8.000 8.000 8.000
GO 292.978 14.000 14.000 14.000 14.000
MA 254.397 12.500 12.500 12.500 12.500
MG 1.049.774 51.000 51.000 51.000 51.000
MS 131.903 6.500 6.500 6.500 6.500
MT 135.523 6.500 6.500 6.500 6.500
PA 361.989 17.500 17.500 28.500 17.500
PB 202.817 10.000 10.000 10.000 10.000
PE 565.598 27.500 27.500 27.500 27.500
PI 155.975 7.500 7.500 7.500 7.500
PR 565.026 27.500 27.500 27.500 27.500
RJ 863.435 42.000 42.000 42.000 42.000
RN 136.503 6.500 6.500 6.500 6.500
RO 76.456 3.500 3.500 3.500 3.500
RR 14.647 500 500 1.500 1.500
RS 701.447 34.500 34.500 34.500 34.500
SC 258.736 12.500 12.500 12.500 12.500
SE 104.789 5.000 5.000 5.000 5.000
SP 2.581.820 125.000 125.000 125.000 125.000
TO 73.880 3.500 3.500 3.500 3.500
Brasil 10.335.962 500.000 500.000 512.500 501.500
Fonte: IBGE. Pesquisa Economia Informal Urbana 2003
29 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

2.2.3 Fórmula de cálculo 2.2.4 Regras para aferição da meta

de empreendedores individuais formalizados – Contam para a meta os registros finalizados no


no exercício. Portal do Empreendedor, acessado de qualquer
local, e as transformações de Microempresa
(ME) para EI ocorridas no exercício;
– As fontes de dados são as bases de dados da
Receita Federal.

2.2.5 Processo

SERPRO UPP/ UAI e UPP/ UGE/


NACIONAL NACIONAL NACIONAL

Consolida,
Disponibiliza os analisa e divulga
Disponibiliza as
> números para > Analisam e
> os números da
formalizações por
município e UF > a UAI e UGE/ > adotam medidas
de gestão > meta. Acompanha
> Nacional > > as medidas de
gestão.

2.2.6 Responsabilidades e prazos 2.2.7 Vinculação com os Objetivos Estratégicos

– Cabe à UPP Nacional disponibilizar os números A meta está vinculada ao Objetivo P7 – Promover
atualizados de formalizações do EI para a UAI a Cultura do Empreendedorismo.
Nacional e UGE Nacional, até o dia 07 do mês
subsequente ou quando solicitado;
– Cabe à UAI Nacional analisar os números e 2.2.8 Principais linhas de ação e/ou soluções
liderar, em comum acordo com as demais para o alcance da meta
Unidades de Atendimento Coletivo e
Territorial, a adoção de medidas de gestão – Projeto Negócio a Negócio.
para o alcance da meta, imediatamente após a O objetivo do projeto é realizar o diagnóstico
disponibilização dos dados pela UPP; das empresas, apontando suas dificuldades e
– Cabe à UGE Nacional consolidar os números, seus desafios, para posteriormente elaborar
analisar, divulgar os dados e acompanhar soluções de melhoria aos empreendimentos
as medidas de gestão, até o dia 12 do mês visitados.
subsequente; Pretende elevar a sustentabilidade das micro e
– Cabe à UGE Nacional e às UGE Locais serem pequenas empresas por meio da melhoria em
as guardiãs do processo de comunicação das gestão empresarial, apoio e desenvolvimento
metas. de ações para orientação continuada e
30 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

ativa aos empreendedores individuais e legalização e os benefícios da figura jurídica do


microempresas, também vislumbrando a Empreendedor Individual.
formalização dos mesmos. Com o objetivo de multiplicar o acesso à
– Programa de Rádio. informação, os empreendedores também
O Programa de Rádio é uma campanha com serão orientados a ligar para a Central de
uma série de 20 programas, de 3 minutos Relacionamento Sebrae pelo número 0800
cada, cujo tema é o Empreendedor Individual. 570 0800; na Previdência Social, pelo 135.
O conteúdo foi produzido pelo Sebrae em Também serão aconselhados a buscar o
parceria com a Associação Brasileira de Portal do Empreendedor, no endereço www.
Educação a Distância (Abed). A série foi portaldoempreendedor.gov.br.
concebida em formato de novela, com uma – Campanhas Publicitárias de âmbito nacional;
linguagem acessível. – Interlocução com potenciais parceiros (ex:
O programa terá um conteúdo educativo e ABVD – Associação Brasileira de Venda Direta);
foi desenhado para possibilitar o aprendizado – Encontros Estaduais/Regionais para
do ouvinte, mostrando as vantagens da sensibilização/divulgação do EI.
31 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011
33 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>

>
Manual de
Gestão das Metas
Mobilizadoras
2

Monitoramento e
Avaliação das Metas
2.3 Mobilizadoras

Meta 3:
Ampliar a quantidade
de empresas atendidas
pelo Sebrae com
soluções específicas
de inovação

2.3.1 Objetivo da meta 3.3.2 Cálculo das estimativas

Evidenciar a atuação do Sistema junto às MPE – Para estimativa do universo das MPE no
para o alcance do objetivo estratégico P1– período 2011-2012, calculou-se a taxa de
Promover a inovação nas MPE, que figura na crescimento do número de MPE optantes pelo
gestão da MPE como elemento fundamental para Simples entre julho/08 e julho/09: 9,3%;
a competitividade e, sobretudo, sobrevivência no – Aplicou-se esta taxa para os anos de 2011-
mercado. 2012, obtendo-se a estimativa do número de
empresas por estado;
As soluções de inovação e tecnologia, sejam nos – O número de MPE atendidas pelo Sebrae
produtos e serviços, nos processos, no marketing com soluções específicas de inovação por UF
ou na organização, propiciarão que as MPE sejam foi calculado considerando-se a participação
mais competitivas e aumentem sua contribuição do estado no total do Brasil em 2010. Essa
no PIB brasileiro. participação foi mantida para o triênio 2010-
2012;
– Na construção do PPA 2011-2013, a proposta
de meta para o Sistema Sebrae sofreu
alterações. A meta consolidada, em 2011,
passou de 30.000 para 34.402 e, em 2012, o
número passou de 50.000 para 53.226.
34 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Tabela 5 – Base de cálculo da estimativa para a fixação da meta


Metas aprovadas
Universo de MPE Metas propostas
UF pelas UF
2008 2009 2010 2011 2012 2011 2012 2011 2012
AC 5.442 6.095 8.587 9.394 10.818 66 109 120 150
AL 27.211 29.069 35.580 38.922 44.824 272 453 400 600
AM 21.785 23.845 30.689 33.572 38.662 234 391 671 773
AP 6.402 6.948 9.293 10.166 11.707 71 118 128 153
BA 156.969 174.397 221.785 242.619 279.404 1.693 2.822 1.693 2.822
CE 119.054 123.741 140.389 153.577 176.862 1.072 1.786 1.072 1.786
DF 43.288 52.339 67.154 73.462 84.600 513 855 550 855
ES 52.806 58.944 75.536 82.632 95.160 577 961 1.000 1.100
GO 89.739 101.234 125.199 136.960 157.725 956 1.593 956 1.593
MA 42.015 45.718 58.577 64.080 73.795 447 745 1.000 1.500
MG 372.149 400.913 471.525 515.819 594.026 3.600 6.000 3.600 6.000
MS 30.063 33.780 43.518 47.606 54.824 332 554 332 554
MT 41.706 47.055 60.418 66.094 76.114 461 769 461 769
PA 36.494 42.169 57.004 62.359 71.814 435 725 1.500 1.778
PB 32.328 34.993 44.044 48.181 55.487 336 560 636 700
PE 65.589 75.483 95.766 104.762 120.646 731 1.219 731 1.219
PI 25.656 25.940 30.745 33.633 38.732 235 391 235 391
PR 219.084 244.033 290.486 317.774 365.954 2.218 3.697 1.802 2.253
RJ 190.910 199.414 269.080 294.357 338.986 2.054 3.424 2.054 3.424
RN 27.092 31.341 41.197 45.067 51.900 315 524 921 1.198
RO 21.940 23.474 28.678 31.372 36.128 219 365 219 365
RR 5.631 5.814 7.024 7.684 8.849 54 89 650 715
RS 299.535 323.097 358.468 392.142 451.597 2.737 4.562 2.737 4.562
SC 152.468 166.008 190.554 208.454 240.059 1.455 2.425 1.455 2.425
SE 13.771 15.194 18.290 20.008 23.042 140 233 700 910
SP 857.468 943.479 1.129.011 1.235.068 1.422.325 8.620 14.367 8.620 14.367
TO 13.945 15.060 20.600 22.535 25.952 157 262 157 262
Brasil 2.970.530 3.249.577 3.929.197 4.298.298 4.949.993 30.000 50.000 34.402 53.226
Fonte: Secretaria da Receita Federal, 31/07/2008, 31/07/2009 e 05/07/2010
35 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

3.3.3 Fórmula de cálculo e outros empreendimentos que tenham


registros próprios de sua atividade, cujo campo
MPE atendidas pelo Sebrae com soluções “Legalizado” esteja marcado com “Sim”.
específicas de inovação no exercício. – A contagem é feita por empreendimento,
não sendo computada a quantidade de
atendimentos no período. Sendo assim, o
3.3.4 Regras para aferição da meta mesmo empreendimento será contabilizado
uma única vez. Porém, empreendimentos
– Contam para a meta todos os atendidos no ano de 2010 poderão ser
empreendimentos formais atendidos e novamente atendidos e contabilizados em 2011
registrados no Cadastro Nacional de Clientes e 2012;
e Atendimentos, durante o ano corrente. – A fonte de dados é a Base Única de Cadastros
Consideram-se empreendimentos formais e Atendimentos de Clientes do SEBRAE, base
todos aqueles voltados à exploração de que é alimentada pela Siacweb e os demais
determinado negócio e que possuam, sistemas de atendimento do Sistema Sebrae.
obrigatoriamente, CNPJ preenchido no – Seguem algumas soluções que contam para
sistema de atendimento, além de artesãos, a meta e o momento da contabilização de
vendedores ambulantes, produtores rurais cada uma:

Solução Categoria de Atendimento Momento de contabilização para


a meta**

Agentes Locais de Inovação – ALI Consultoria Na Devolutiva do Diagnóstico ao


empresário

Certificação Consultoria No final da consultoria.


OBS: As empresas e produtores
rurais que participam dos projetos
da Chamada Nacional de Projetos
de Certificação (de 2008),
vigentes em 2011, deverão ser
contabilizados.

Convênio com ABNT Informação Técnica Na entrega dos produtos Normas


Técnicas/ Impressões de
Coletâneas Setoriais na Página
WEB/MPE

Convênio com INMETRO Consultoria No final da consultoria para as


empresas participantes dos
projetos Bônus Avaliação da
Conformidade, Bônus Metrologia e
Bônus Acreditação, apoiados pelo
Convênio Inmetro/SEBRAE, além
das empresas participantes dos
eventos de sensibilização e das
reuniões das Comissões Técnicas
sobre Avaliação da Conformidade

continua >
36 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Atendimento às empresas incubadas Consultoria No final da consultoria

Edital SEBRAE/Finep 2007 Consultoria No final da consultoria para as


empresas participantes dos
projetos da Chamada FINEP/
SEBRAE 04/2007; Encomenda
01/2007–APL e Encomenda
02/2007–Economia da Cultura

Eficiência Energética Curso/Oficina/Consultoria Curso e oficina: na conclusão do


evento
Consultoria: no final da consultoria

Gestão Ambiental Curso/Oficina/Consultoria Curso e oficina: na conclusão do


evento
Consultoria: no final da consultoria

Indicação Geográfica Consultoria No final da consultoria


OBS: As empresas e produtores
rurais que participam dos projetos
da Chamada Nacional de Projetos
de Certificação (de 2008),
vigentes em 2011, deverão ser
contabilizados.

Produção Mais Limpa Curso/Oficina/Consultoria Curso e oficina: na conclusão do


evento
Consultoria: no final da consultoria

Programa Alimento Seguro – PAS Curso Na conclusão do curso

Prumo Consultoria No final da consultoria

Redução de Desperdício Curso/Oficina/Consultoria Curso e oficina: na conclusão do


evento
Consultoria: no final da consultoria

Sebraetec Consultoria No final da consultoria

Workshop de Inovação Oficina Na conclusão do evento

Outras soluções específicas dos Curso/Oficina/Consultoria Curso e oficina: na conclusão do


SEBRAE/UF evento
Consultoria: no final da consultoria

Observação:
Contarão para a meta todos os cursos nacionais e locais vinculados ao tema “Inovação e Tecnologia”
e as oficinas realizadas referentes à parceria com a ANPEI. Essas oficinas deverão ser registradas
utilizando o produto já cadastrado “Workshop de Inovação para as Micro e Pequenas Empresas”. As
palestras não devem ser contabilizadas para a meta.
37 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

3.3.5 Processo

UGE/LOCAL E UAIT/ UGE/


UNIDADE GESTORA NACIONAL NACIONAL
SIACWEB

Disponibiliza os Consolida, analisa


> números e analisa > Analisa os números > e divulga os
> a conformidade
> e adota medidas de > números da meta.
> dos registros dos
atendimentos
> gestão
> Acompanha as
medidas de >
realizados gestão

3.3.6 Responsabilidades e prazos 3.3.8 Principais soluções para o alcance da


meta
– Cabe às UGE Locais, em conjunto com
a Unidade responsável pelo Siacweb, – Agentes Locais de Inovação – ALI
disponibilizar os números para o Cadastro Projeto estratégico, e pró-ativo, que tem como
Nacional de Clientes e Atendimentos, até finalidade promover a inovação por meio de
o dia 07 do mês subsequente e analisar a bolsistas com perfis multidisciplinares, que
conformidade dos registros nos sistemas de incentivarão a aproximação das empresas com
atendimento em relação à temática Inovação e os provedores de soluções e que ofereçam
Tecnologia; resposta à suas demandas. O bolsista atua
– Cabe à UAIT Nacional analisar os números e como um Agente que tem como papel
adotar medidas de gestão para o alcance da sensibilizar, facilitar, orientar, buscar soluções
meta; para as necessidades das MPES e acompanhar
– Cabe à UGE Nacional consolidar os números, as implantações dessas soluções, moldadas de
analisar, divulgar os dados e acompanhar acordo com as características de cada empresa.
as medidas de gestão, até o dia 12 do mês O atendimento pode ser realizado por
subsequente; todas as categorias previstas no Modelo de
– Cabe à UGE Nacional e às UGE Locais serem Atendimento do SEBRAE: cursos, palestras,
as guardiãs do processo de comunicação das consultorias, etc.
metas.
– Programa Alimento Seguro - PAS
O PAS tem como objetivo aumentar a segurança
3.3.7 Vinculação com os Objetivos Estratégicos e a qualidades dos alimentos produzidos
pelas empresas brasileiras, ampliando a sua
A meta está vinculada ao Objetivo P1 – Promover a competitividade nos mercados interno e
inovação nas MPE. externo. As metodologias utilizadas no PAS são
reconhecidas por r organismos internacionais
como a, FAO (Organização das Nações Unidas
38 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

para Alimentação e Agricultura) e do Codex como objetivo selecionar projetos de inovação


Alimentarius. Para a meta de soluções de inovação, tecnológica de interesse de Micro e pequenas
serão contabilizadas as MPE participantes dos Empresas a serem executados por Instituições
Cursos de Implantação Orientada viabilizados por Tecnológicas (ICT), púbicas ou privadas, em
meio do Plano de Trabalho Integrado (PTI), das cooperação com MPE brasileiras inserias em
ações piloto coordenadas pelo SEBRAE/NA e das Arranjos Produtivos Locais (APL). Para a meta
ações implementadas pelos SEBRAE/UF com de soluções de inovação, serão contabilizadas
recursos próprios. as MPE participantes dos projetos de inovação
O atendimento pode ser realizado por tecnológica contratados no âmbito desse Plano
todas as categorias previstas no Modelo de de Trabalho.
Atendimento do SEBRAE: cursos, palestras, O atendimento pode ser realizado por meio de
consultorias, etc. consultorias.

– Certificação – Convênio com INMETRO


A certificação é um mecanismo de avaliação da O Convênio Inmetro/SEBRAE tem como
conformidade de terceira parte que propicia um objetivo ampliar a participação das MPE nos
adequado grau de confiança aos consumidores programas de avaliação da conformidade
de que um produto, serviço, processo, vigentes e em desenvolvimento no país, como
sistema ou profissional atende a requisitos mecanismo de acesso aos mercados interno e
preestabelecidos em normas ou regulamentos externo. Utiliza a metodologia de implantação
técnicos. Para a meta de soluções de inovação, assistida de programas de avaliação da
serão contabilizados os atendimentos das MPE conformidade. Para a meta de soluções de
por meio do acesso ao Bônus Certificação ou inovação, serão contabilizados as MPE ou
Bônus Avaliação da Conformidade. produtores rurais atendidos por meio do Bônus
O atendimento pode ser realizado por meio de Avaliação da Conformidade, Bônus Metrologia
palestras de sensibilização e consultorias. e Bônus Acreditação, além das participações
nos eventos de sensibilização e reuniões das
– Indicação Geográfica Comissões Técnicas dos programas.
A indicação geográfica é um mecanismo de O atendimento pode ser realizado por
propriedade intelectual, passível de registro no todas as categorias previstas no Modelo de
Instituto Nacional da Propriedade Industrial Atendimento do SEBRAE: cursos, palestras,
(INPI), que possibilita a proteção dos ativos de consultorias, etc.
conhecimento da região, preservando o “saber
fazer” e a tradição local. É uma ferramenta coletiva – Convênio com ABNT
de promoção comercial dos produtos e serviços O Convênio com a ABNT (Associação
da região. Elas têm papel importante em áreas Brasileira de Normas Técnicas) possibilita
com baixos volumes de produção e escala, em às Micro e Pequenas empresas, após breve
função, na maioria das vezes, da tradicionalidade cadastro, o acesso às normas técnicas
da produção. Para a meta de soluções de inovação, brasileiras por 1/3 do seu preço de mercado.
serão contabilizados as MPE ou produtores rurais O uso da norma técnica auxilia na melhoria
participantes dos projetos de estruturação e da qualidade, redução de custo, e acesso
melhoria da gestão das Indicações Geográficas. a mercados, tudo o que o empresário
O atendimento às MPE pode ser realizado por ou empreendedor precisa para ser mais
meio de palestras e consultorias. competitivo e fazer sua empresa crescer.
O atendimento pode ser realizado por
– Plano de Trabalho SEBRAE/Finep 04/2007 todas as categorias previstas no Modelo de
As ações implementadas por meio do Plano Atendimento do SEBRAE: cursos, palestras,
de Trabalho FINEP/SEBRAE 04/2007 tem consultorias, etc.
39 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

– Edital Incubadoras uso eficiente e inteligente de energia; fontes


Os Editais de incubadoras, lançados pelo de energia; matriz energética; vantagens
SEBRAE, buscam apoiar incubadoras do País e benefícios da economia de insumos
para que elas prestem serviço de atendimento energéticos; desperdício de energia; processo
empresarial às micro e pequenas empresas de mudança; parâmetros elétricos; gestão e
que estejam fora do ambiente de incubação. administração da energia; e desenvolvimento
Seguem os editais lançados: tecnológico.
O atendimento pode ser realizado por
• Edital 01/2007 – Visa à prestação de serviços todas as categorias previstas no Modelo de
de atendimento a empresas, fora do ambiente Atendimento do SEBRAE: cursos, palestras,
de incubação (Ponto de Atendimento); consultorias, etc.
• Edital 01/2008 - Duplicar o número de
empresas incubadas em 1 (um) ano nas – Gestão Ambiental
Regiões NO, NE e CO; Curso para capacitar empresários e gerentes
• Edital 06/2008 – Dobrar o faturamento das de micro e pequenas empresas para melhor
empresas incubadas em 36 (trinta e seis) conhecer alternativas de ferramentas de gestão
meses; ambiental, beneficiando-se pela redução de
• Edital 08/2008 – Visa à prestação de seus custos e pelo atendimento da legislação
serviços de atendimento empresarial, fora ambiental de forma mais eficiente.
do ambiente de empresas em processo de O atendimento às MPE pode ser realizado por
incubação (Ponto de Atendimento). todas as categorias previstas no Modelo de
Atendimento do SEBRAE: cursos, palestras,
Uma incubadora de empresas é um ambiente consultorias, etc.
planejado para a criação e o desenvolvimento
de micro e pequenas empresas (MPE) – Produção Mais Limpa
interessadas em investir em novos projetos. Ela O princípio básico da metodologia de
oferece suporte técnico, gerencial e formação Produção Mais Limpa (PmaisL) é eliminar a
complementar ao empreendedor. A incubadora poluição durante o processo de produção e
também facilita e agiliza o processo de não no final. Isso porque todos os resíduos
inovação tecnológica nas MPE. gerados pela empresa custam dinheiro,
O atendimento pode ser realizado por meio de pois foram comprados a preço de matéria-
consultorias. prima e consumiram insumos como água
e energia. Uma vez gerado, continuam a
– Workshop de Inovação consumir dinheiro, seja sob a forma de gastos
Os Workshops de inovação têm como de tratamento e armazenamento, seja sob a
objetivo desmistificar que inovação é para as forma de multas pela falta desses cuidados,
MPE apresentando os conceitos de inovação ou ainda pelos danos à imagem e à reputação
adotados pelo Manual de Oslo e que sua da empresa. A PmaisL é, portanto, um
inserção é estratégica para as empresas. método preventivo de combate à poluição
O atendimento pode ser realizado por meio de que leva à economia de água, de energia e de
oficinas. matéria-prima, proporcionando um aumento
significativo de lucratividade e competitividade.
– Eficiência Energética O atendimento pode ser realizado por meio de
Curso para capacitar colaboradores quanto palestras e consultorias.
ao uso inteligente e eficiente de energia,
eliminando desperdícios e otimizando – Redução de Desperdício
o desempenho dos equipamentos. São O projeto de Redução de Desperdícios tem
abordados: conteúdos sobre competitividade; como objetivo eliminar o desperdício nos
40 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

processos produtivos das MPE, reduzindo pequenas empresas à tecnologia e à inovação,


custos e melhorando a gestão. tornando-as mais competitivas mediante o
O atendimento pode ser realizado por meio de estabelecimento de cooperação institucional
palestras e consultorias. para a implementação de ações e projetos
conjuntos. As Unidades Móveis prestam apoio
– Sebraetec às MPE, visando especificamente:
O Sebraetec é uma solução para facilitar o
acesso das pequenas empresas às consultorias • capacitação tecnológica;
tecnológicas. Por meio dela, o empresário • aumento de sua produtividade e
adapta seu produto ou processo produtivo competitividade;
à realidade do mercado. A solução atende • correção de seus padrões de trabalho;
micro e pequenas empresas dos setores de • redução de seus custos de produção;
comércio, indústria, serviços e agronegócios, • melhoria da qualidade dos seus produtos;
com faturamento anual inferior a R$ 2,4 • redução de suas perdas de matérias primas e
milhões, critério previsto na Lei Geral da Micro de refugos/devoluções;
e Pequena Empresa. • calibração de seus equipamentos de
O atendimento pode ser realizado por meio de produção;
consultorias. • indução à inovação;• geração de novos
empregos.
– PRUMO
O Projeto Unidades Móveis (Prumo) tem como O atendimento pode ser realizado por meio de
objetivo a prestação de serviços tecnológicos palestras e consultorias do SEBRAE/UF.
e laboratoriais rápidos às MPE, utilizando
unidades móveis. A lista é apenas exemplificativa, podendo ser
Fruto de parceria entre a Finep e o Sebrae, o incorporadas outras soluções locais vinculadas à
projeto busca facilitar o acesso de micro e inovação e tecnologia para o alcance da meta.
41 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011
43 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>

>
Manual de
Gestão das Metas
Mobilizadoras
2

Monitoramento e
Avaliação das Metas
Mobilizadoras
2.4

Meta 4:
Ampliar o número
de pequenas
empresas atendidas
pelo Sebrae

2.4.1 Objetivo da meta

Apoiar o processo de crescimento de pequenas


empresas consolidadas no mercado e que buscam
a evolução de seus negócios.

2.4.2 Cálculo das estimativas

– O Número de pequenas empresas, por UF, foi


calculado considerando-se a participação de
cada estado no total de pequenas empresas,
optantes pelo Simples, classificadas na base da
Receita Federal de 2008.
– Na construção do PPA 2011-2013, a proposta
de meta para o Sistema Sebrae sofreu
alterações. A meta consolidada, em 2011,
passou de 100.000 para 101.500 e, em 2012, o
número passou de 130.000 para 131.726.
44 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Tabela 6 – Base de cálculo da estimativa para a fixação da meta

Nº Pequenas Participação Metas propostas Metas aprovadas pelas UF


UF
Empresas % 2011 2012 2011 2012
AC 406 0,13783 138 179 138 179
AL 1791 0,60800 608 790 608 790
AM 1838 0,62395 624 811 846 974
AP 491 0,16668 167 217 167 217
BA 13629 4,62670 4.627 6.015 4.627 6.015
CE 5556 1,88612 1.886 2.452 1.886 2.452
DF 4845 1,64475 1.645 2.138 1.645 2.138
ES 6611 2,24427 2.244 2.918 2.244 2.918
GO 8891 3,01827 3.018 3.924 3.018 3.924
MA 1998 0,67827 678 882 678 882
MG 32887 11,16430 11.164 14.514 11.164 14.514
MS 3115 1,05746 1.057 1.375 1.057 1.375
MT 4147 1,40780 1.408 1.830 1.408 1.830
PA 3811 1,29374 1.294 1.682 1.294 1.682
PB 2287 0,77638 776 1.009 776 1.009
PE 6132 2,08166 2.082 2.706 2.082 2.706
PI 1777 0,60325 603 784 603 784
PR 24158 8,20102 8.201 10.661 8.201 10.661
RJ 26598 9,02934 9.029 11.738 9.029 11.738
RN 2714 0,92133 921 1.198 1.198 1.258
RO 1976 0,67080 671 872 671 872
RR 424 0,14394 144 187 144 187
RS 27798 9,43671 9.437 12.268 9.437 12.268
SC 19820 6,72838 6.728 8.747 6.728 8.747
SE 1621 0,55029 550 715 550 715
SP 87807 29,80823 29.808 38.751 30.808 40.251
TO 1445 0,49054 491 638 491 638
Brasil 294.573 100 100.000 130.000 101.500 131.726
Fonte: Secretaria da Receita Federal, 2008
45 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

3.4.3 Fórmula de cálculo sistema de atendimento, além de artesãos,


vendedores ambulantes, produtores rurais
pequenas empresas atendidas pelo Sistema e outros empreendimentos que tenham
Sebrae e registradas no Siacweb, no exercício. registros próprios de sua atividade, cujo campo
“Legalizado” esteja marcado com “Sim”.
– Cada empreendimento de pequeno porte
3.4.4 Regras para aferição da meta atendido será contabilizado uma única vez.
– O atendimento deve ser contabilizado na sua
– Contam para a meta todos os conclusão.
empreendimentos formais atendidos e
registrados no Cadastro Nacional de Clientes Serão contabilizadas para a meta pequenas
e Atendimentos, durante o ano corrente. empresas atendidas em todas as soluções
Consideram-se empreendimentos formais SEBRAE e em todas as categorias de
todos aqueles voltados à exploração de atendimento, como, por exemplo, palestras,
determinado negócio e que possuam, consultorias, cursos, feiras, rodadas de negócio
obrigatoriamente, CNPJ preenchido no etc, tanto presencial, quanto a distância.

3.4.5 Processo

UGE LOCAL E UNIDADE UCE/ UGE/


GESTORA DO SISTEMA NACIONAL NACIONAL
DE ATENDIMENTO

Disponibiliza os Consolida, analisa


> números para o > Analisa os números > e divulga os
> Cadastro Nacional > e adota medidas de > números da meta.

> de Clientes e
Atendimentos
> gestão
> Acompanha as
medidas de >
gestão

3.4.6 Responsabilidades e prazos

– Cabe à UGE Local, em conjunto com a Unidade meta, em conjunto com as demais Unidades
responsável pelo Sistema de Atendimento envolvidas;
Local, disponibilizar os números atualizados – Cabe à UGE Nacional consolidar os números,
de pequenas empresas atendidas no Cadastro analisar, divulgar os dados e acompanhar
Nacional de Clientes e Atendimentos, até o dia as medidas de gestão, até o dia 15 do mês
07 do mês subsequente; subsequente;
– Cabe à UCE Nacional analisar os números e – Cabe à UGE Nacional e às UGE Locais serem as
adotar medidas de gestão para o alcance da guardiãs do processo de comunicação das metas.
46 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

3.4.7 Vinculação com os Objetivos Estratégicos 3.4.8 Principais linhas de ação e/ou soluções
para o alcance da meta
A meta está vinculada ao Objetivo P4 – Orientar e
capacitar em gestão, tecnologia e processos. O Programa SEBRAE MAIS continua sendo
um importante conjunto de soluções para
atendimento a empresas de pequeno porte. Todas
as pequenas empresas atendidas com soluções do
SEBRAE MAIS serão contabilizadas para a Meta
Mobilizadora 4.
47 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011
49 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

>

>
Manual de
Gestão das Metas
Mobilizadoras
2

Monitoramento e
Avaliação das Metas
2.5 Mobilizadoras

Meta 5:
Contribuir para a
ampliação do número
de municípios
com a Lei Geral
regulamentada

2.5.1 Objetivo da meta

Criar um ambiente propício à formalização,


competitividade e sustentabilidade das MPE,
promovendo o desenvolvimento local e regional.

2.5.2 Cálculo das estimativas

– As estimativas por UF foram calculadas


levando-se em consideração a participação do
número de municípios de cada estado no total
nacional.
– Na construção do PPA 2011-2013, a proposta
de meta para o Sistema Sebrae sofreu
alterações. A meta consolidada, em 2011,
passou de 2.500 para 2.953 e, em 2012, o
número passou de 3.000 para 3.362.
50 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Tabela 7 – Base de cálculo da estimativa para a fixação da meta

Nº de Participação Metas propostas Metas aprovadas pelas UF


UF
Municípios % 2011 2012 2011 2012
AC 22 0,3954 10 12 15 22
AL 102 1,8332 46 55 80 102
AM 62 1,1143 28 33 28 33
AP 16 0,2876 7 9 16 0
BA 417 7,4946 187 225 187 225
CE 184 3,3070 83 99 83 99
DF 1 0,0180 0 1 1 0
ES 78 1,4019 35 42 78 78
GO 246 4,4213 111 133 111 133
MA 217 3,9001 98 117 98 117
MG 853 15,3307 383 460 383 460
MS 78 1,4019 35 42 40 42
MT 141 2,5341 63 76 139 141
PA 143 2,5701 64 77 72 28
PB 223 4,0079 100 120 100 120
PE 185 3,3249 83 100 102 120
PI 223 4,0079 100 120 100 120
PR 399 7,1711 179 215 340 360
RJ 92 1,6535 41 50 80 92
RN 167 3,0014 75 90 120 140
RO 52 0,9346 23 28 30 40
RR 15 0,2696 7 8 8 0
RS 496 8,9145 223 267 223 267
SC 293 5,2660 132 158 132 158
SE 75 1,3480 34 40 34 40
SP 645 11,5924 290 348 290 348
TO 139 2,4982 62 75 62 75
Brasil 5.564 100% 2.500 3.000 2.953 3.362

Fonte: IBGE
51 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

2.5.3 Fórmula de cálculo 2.5.4 Regras para aferição da meta

de municípios com a Lei Geral regulamentada – Os números apresentados são cumulativos


ao final do período. desde a implantação da Lei Geral
(Janeiro/2007);
– Contam para a meta a regulamentação total
ou parcial da Lei Complementar Federal
nº 123/2006, por meio de Decreto ou Lei
Municipal.
– A fonte é dados é a publicação dos números no
sítio www.leigeral.com.br.

2.5.5 Processo

UPP/UF UPP/ UGE/


NACIONAL NACIONAL

Informa
Analisa o
município(s) com Consolida, analisa
documento e atualiza
> a Lei Geral > os dados no site da > e divulga os
> regulamentada, enviando
> Lei Geral. > números da meta.

> para a UPP Nacional


arquivo contendo o > Disponibiliza os
dados para a
> Acompanha as
medidas de gestão.
Decreto/Lei
UGE/Nacional.
Municipal

2.5.6 Responsabilidades e Prazos – Cabe à UGE Nacional consolidar os números,


analisar e divulgar os dados, até o dia 12 do
– Cabe à UPP dos SEBRAE/UF enviar para a mês subsequente.
UPP Nacional a relação dos municípios que – Cabe à UGE Nacional e às UGE Locais serem
regulamentaram a Lei e a cópia do Decreto ou as guardiãs do processo de comunicação das
Lei Municipal que comprove a regulamentação, metas.
no prazo de 2 dias úteis após a publicação do
ato;
– Cabe à UPP Nacional atualizar os dados da 2.5.7 Vinculação com os Objetivos Estratégicos
Lei Geral no site respectivo, contabilizar as
adesões do mês e disponibilizar os números da Esta meta está vinculada ao Objetivo P11 –
meta para a UGE Nacional até o dia 07 do mês Articular, propor e apoiar a implementação de
subsequente; políticas públicas.
52 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

2.5.8 Principais linhas de ação e/ou soluções – Parceria com a Frente Nacional de Prefeitos
para o alcance da meta para aplicação das soluções em áreas de
concentração populacional;
– Seminário de Sensibilização - – Parceria com a Confederação Nacional dos
Desenvolvimento, MPE e Lei Geral; Municípios para aplicação das soluções em
– Curso Básico para Agente de Desenvolvimento; microrregiões;
– Curso Especializado para Agente de – Parceria com a Associação Brasileira
Desenvolvimento; de Municípios para consolidação de
– Curso de Compras Governamentais para instrumentos de política pública voltados à
Gestores Públicos; municipalização da Lei Geral.
– Curso de Compras Governamentais para
Fornecedores (aplicação pelos SEBRAE/UF);
– Oficina Implantação da Lei Geral;
– Oficina Implantação Empreendedor Individual;
– Oficina de Promoção da Inovação e Acesso à
Tecnologia; 3.5.9 Outras informações
– Apoio individualizado à Implantação da Lei
Geral e Empreendedor Individual por meio de A divulgação é feita pelo site:
consultoria; www.leigeral.com.br
>
>

Manual de Gestão
das Metas
Mobilizadoras

Anexos
54 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Anexo I – Quadro Resumo do Registro das Metas no Siacweb


O que é contabilizado Forma de Produto Módulo do Forma de Registro
contabilizar SIAC no Sistema
O mesmo
Meta Qualquer Várias formas
nº de empreendimentos empreendimento só
Mobilizadora modalidade de Todos de registrar o
formais atendidos será contabilizado
1 atendimento atendimento
uma vez.
Somatório de A partir
Meta empreendedores das bases
nº de empreendedores
Mobilizadora individuais regularmente - -
individuais formalizados
2 formalizados por fornecidas pela
meio do portal Receita Federal
Ao abrir o evento,
utilizar o produto
da solução. O
Cursos Educação produto deve
estar vinculado ao
tema Inovação e
Tecnologia.
Ao abrir o evento,
utilizar o produto
da solução. O
Oficina Educação produto deve
O mesmo estar vinculado ao
Meta tema Inovação e
nº de empreendimentos empreendimento só
Mobilizadora Tecnologia.
formais atendidos será contabilizado
3
uma vez. Ao registrar uma
ata de reunião,
Consultoria no
ALI indicar que o
projeto ALI
diagnóstico foi
realizado.
Ao finalizar o
atendimento
qualificar a
Consultorias Atendimento
demanda com
tecnológicas Integrado
a área temática:
Inovação e
Tecnologia.
Cada
Meta nº de empreendimentos Qualquer
empreendimento é
Mobilizadora formais e de pequeno modalidade de Todos
contabilizado uma
4 porte atendimento
vez
Lei Geral
somatório dos regulamentada
Meta
nº de municípios com a municípios com a Lei nos municípios
Mobilizadora - -
Lei Geral Regulamentada geral regulamentada e publicada
5
ao final do período no sítio www.
leigeral.com.br
Fonte: UCE Nacional/SEBRAE/DF
55 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

Anexo II – Caderno de Indicadores das Metas Mobilizadoras

1 Introdução 2 Ficha Técnica dos Indicadores

O objetivo deste documento é orientar os A Ficha Técnica abaixo apresenta o


SEBRAE/UF quanto aos componentes da detalhamento das informações necessárias e
metodologia de cálculo dos Indicadores das Metas suficientes para o entendimento da construção
Mobilizadoras do Sistema. dos indicadores.

Informação sobre o indicador Descrição

Código O código do indicador vincula-se ao seu respectivo objetivo estratégico

Nome Deve ser escrito de forma concisa e explicitar claramente a questão crítica
do objetivo a ser mensurado

Definição Relaciona-se com a descrição e questão crítica do objetivo a ser medido

Fórmula de cálculo É a expressão matemática do indicador a ser calculado. Exemplo: A = B / C

Fonte dos dados Especifica a origem dos dados e informações utilizadas para o cálculo do
indicador. Exemplos: Boletim de Monitoramento do SME, em 15/01/2010;
Pesquisa de Satisfação do Cliente Externo, edição 2007, etc

Unidade de medida Medida (ou quantidade) específica de determinada grandeza física usada
para servir de padrão para outras medidas. Exemplo: R$ 1,00 / cliente
atendido; R$ 1,00 / Micro e pequena empresa (MPE) atendida

Periodicidade de mensuração Freqüência por meio da qual será calculado o indicador. Exemplos: mensal;
bimestral, etc

Período de referência É o período que servirá de parâmetro para a realização das comparações
para fins de acompanhamento do indicador. Exemplo: média aritmética dos
últimos seis meses; acumulado dos últimos três anos, etc

Polaridade Indica o sentido da transformação desejada para o indicador. Exemplo:


quanto maior, melhor; manutenção é melhor, etc

Responsável Nome do colaborador responsável pela disponibilização do indicador para o


Sistema Sebrae

Área Gestora É a Unidade responsável pela apuração do indicador. Normalmente é a


Unidade do responsável

Disponibilidade Disponível ou indisponível

Data de disponibilização Data-limite para a disponibilização o indicador

Série histórica Informações pretéritas sobre o indicador

Metas Valor quantitativo que representa o patamar a ser alcançado (metas) em


cada um dos períodos
56 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Meta 1: Quadro 1:
Ampliar o número de empresas Metas para o número de empresas atendidas pelo
atendidas pelo Sistema Sebrae Sistema Sebrae, por UF

Fórmula de Cálculo:
Metas para o número de MPE atendidas
MPE atendidas e registradas no UF
Siacweb, no exercício 2011 2012
AC 3.288 3.300
Fonte de Dados: AL 9.961 13.583
Cadastro Nacional de Clientes e
AM 10.274 11.716
Atendimentos
AP 4.163 4.258
Unidade de Medida: BA 62.090 84.668
Número de MPE atendidas e registradas
CE 39.303 53.595
no Siacweb
DF 23.450 24.722
Periodicidade de Mensuração: ES 21.147 28.836
Mensal GO 35.050 47.796

Período de referência: MA 18.000 22.362


Mês anterior MG 132.006 180.008
MS 12.183 16.613
Polaridade:
MT 16.914 23.065
Maior é melhor
PA 18.750 23.800
Interlocutor: PB 12.330 16.814
Joana Bona PE 40.853 46.818

Área Gestora: PI 8.607 11.737


UAI/Sebrae Nacional PR 75.097 105.136
RJ 75.330 102.723
Disponibilidade do Indicador:
RN 11.533 15.727
Disponível
RO 8.156 11.199
Data de disponibilização do Indicador: RR 4.320 5.148
Até o dia 07 de cada mês
RS 100.355 136.848

Série histórica: SC 53.347 72.745


Disponível SE 10.240 12.288
SP 316.073 431.008
Metas por UF:
TO 5.767 7.864
Vide Quadro 1, ao lado
Brasil 1.128.589 1.514.380
57 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

Meta 2: Quadro 2:
Contribuir para a formalização de Metas para a contribuição do Sistema Sebrae para a
empreendedores individuais formalização de empreendedores individuais, por UF

Fórmula de Cálculo:
Metas para o número de MPE atendidas
empreendedores individuais UF
formalizados, no exercício 2011 2012
AC 1.500 1.500
Fonte de Dados: AL 8.000 8.000
UPP, a partir das bases regularmente
AM 8.000 8.000
fornecidas pela Receita Federal
AP 1.500 1.500
Unidade de Medida: BA 36.500 36.500
Número de empreendedores individuais
CE 19.000 19.000
formalizados
DF 4.500 4.500
Periodicidade de Mensuração: ES 8.000 8.000
Mensal GO 14.000 14.000

Período de referência: MA 12.500 12.500


Mês anterior MG 51.000 51.000
MS 6.500 6.500
Polaridade:
MT 6.500 6.500
Maior é melhor
PA 28.500 17.500
Interlocutor: PB 10.000 10.000
André Spínola e Joana Bono PE 27.500 27.500

Área Gestora: PI 7.500 7.500


UPP e UAI Nacional PR 27.500 27.500
RJ 42.000 42.000
Disponibilidade do Indicador:
RN 6.500 6.500
Disponível
RO 3.500 3.500
Data de disponibilização do Indicador: RR 1.500 1.500
Até o dia 07 de cada mês
RS 34.500 34.500

Série histórica: SC 12.500 12.500


Disponível SE 5.000 5.000
SP 125.000 125.000
Metas por UF:
TO 3.500 3.500
Vide Quadro 2, ao lado
Brasil 512.500 501.500
58 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Meta 3: Quadro 3:
Ampliar a quantidade de empresas Metas de ampliação da quantidade de empresas
atendidas pelo Sebrae com soluções atendidas pelo Sebrae com soluções específicas de
específicas de inovação inovação, por UF

Fórmula de Cálculo: Metas para o número de MPE atendidas


UF
MPE empresas atendidas pelo Sebrae 2011 2012
com soluções específicas de inovação, no
AC 120 150
exercício
AL 400 600
Fonte de Dados: AM 671 773
Cadastro Nacional de Clientes e AP 128 153
Atendimentos e monitoramento da UAIT
Nacional BA 1.693 2.822
CE 1.072 1.786
Unidade de Medida: DF 550 855
Número de empresas atendidas pelo
ES 1.000 1.100
Sebrae com soluções específicas de
inovação GO 956 1.593
MA 1.000 1.500
Periodicidade de Mensuração:
MG 3.600 6.000
Mensal
MS 332 554
Período de referência: MT 461 769
Mês anterior PA 1.500 1.778
PB 636 700
Polaridade:
Maior é melhor PE 731 1.219
PI 235 391
Interlocutor:
PR 1.802 2.253
Magaly Tânia
RJ 2.054 3.424
Área Gestora: RN 921 1.198
UAIT Nacional RO 219 365

Disponibilidade do Indicador: RR 650 715


Disponível RS 2.737 4.562
SC 1.455 2.425
Data de disponibilização do Indicador:
SE 700 910
Até o dia 07 de cada mês
SP 8.620 14.367
Série histórica: TO 157 262
Disponível Brasil 34.402 53.226

Metas por UF:


Vide Quadro 3, ao lado
59 MANUAL DE GESTÃO DAS METAS MOBILIZADORAS
VERSÃO 2.1 - 2011

Meta 4: Quadro 4:
Ampliar o número de pequenas Metas de ampliação do número de pequenas
empresas atendidas pelo Sebrae empresas atendidas pelo Sistema Sebrae

Fórmula de Cálculo:
Metas para o número de MPE atendidas
pequenas empresas atendidas pelo UF
Sistema Sebrae e registradas no Siacweb, 2011 2012
no exercício AC 138 179
AL 608 790
Fonte de Dados:
AM 846 974
Cadastro Nacional de Clientes e
Atendimentos e monitoramento da UCE AP 167 217
Nacional BA 4.627 6.015
CE 1.886 2.452
Unidade de Medida:
Número de pequenas empresas DF 1.645 2.138
atendidas ES 2.244 2.918
GO 3.018 3.924
Periodicidade de Mensuração:
Mensal MA 678 882
MG 11.164 14.514
Período de referência: MS 1.057 1.375
Mês anterior
MT 1.408 1.830
Polaridade: PA 1.294 1.682
Maior é melhor PB 776 1.009
PE 2.082 2.706
Interlocutor:
Hannah França PI 603 784
PR 8.201 10.661
Área Gestora: RJ 9.029 11.738
UCE Nacional
RN 1.198 1.258
Disponibilidade do Indicador: RO 671 872
Disponível RR 144 187
RS 9.437 12.268
Data de disponibilização do Indicador:
Até o dia 07 de cada mês SC 6.728 8.747
SE 550 715
Série histórica: SP 30.808 40.251
Disponível
TO 491 638
Metas por UF: Brasil 101.500 131.726
Vide Quadro 4, ao lado
60 SEBRAE / 2011
Unidade de Gestão Estratégica - uge

Meta 5: Quadro 5:
Contribuir para a ampliação do Metas de ampliação do número de municípios com
número de municípios com a Lei Geral a Lei Geral regulamentada, por UF
regulamentada

Fórmula de Cálculo: Metas para o número de MPE atendidas


UF
municípios com a Lei Geral 2011 2012
regulamentada, ao final do período
AC 15 22

Fonte de Dados: AL 80 102


UPP Nacional, por meio dos números AM 28 33
publicados no sítio www.leigeral.com.br AP 16 0

Unidade de Medida: BA 187 225


Número de municípios com a Lei Geral CE 83 99
regulamentada DF 1 0
ES 78 78
Periodicidade de Mensuração:
Mensal GO 111 133
MA 98 117
Período de referência:
MG 383 460
Mês anterior
MS 40 42
Polaridade: MT 139 141
Maior é melhor PA 72 28
PB 100 120
Interlocutor:
Israel Souza PE 102 120
PI 100 120
Área Gestora:
PR 340 360
UPP Nacional
RJ 80 92
Disponibilidade do Indicador: RN 120 140
Disponível RO 30 40

Data de disponibilização do Indicador: RR 8 0


Até o dia 07 de cada mês RS 223 267
SC 132 158
Série histórica:
SE 34 40
Disponível
SP 290 348
Metas por UF: TO 62 75
Vide Quadro 5, ao lado Brasil 2.953 3.362
>
>

UGE
Unidade de Gestão
Estratégica

Você também pode gostar