Você está na página 1de 4

Este caderno é

parte integrante do
informativo
Eco da Tradição

Nº 148
Dezembro de 2013
O caderno Piá 21 é publicado mensalmente junto ao jornal Eco da Tradição, sob a responsabilidade da Vice-Presidente de Cultura do MTG - Neusa Marli Bonna Secchi

O Ano Novo
Origem e Curiosidades sobre o Ano Novo
Você sabia que o ano-novo se consolidou os islâmicos, o ano-novo é celebrado em meados As festas duravam uma semana e termi-
na maioria dos países há 500 anos? Desde os ca- de maio, marcando um novo início. A contagem navam no dia 1º de Abril. O Papa Gregório XIII
lendários babilônicos (2.800 a.C.) até o calendário corresponde ao aniversário da Hégira (em árabe, instituiu o 1º de Janeiro como o primeiro dia do
gregoriano, o réveillon mudou muitas vezes de emigração), cujo Ano Zero corresponde ao nosso ano, mas alguns franceses resistiram à mudança
data. ano de 622, pois nesta ocasião, o profeta Maomé, e quiseram manter a tradição. Só que as pessoas
A primeira comemoração, chamada de deixou a cidade de Meca estabelecendo-se em passaram a pregar partidas e ridicularizar os con-
“Festival de ano-novo” ocorreu na Mesopotâmia Medina. servadores, enviando presentes estranhos e con-
por volta de 2.000 a. C. Na Babilônia, a festa come- Contagem decrescente os últimos minutos vites para festas que não existiam. Assim, nasceu
çava na ocasião da lua nova indicando o equinó- do dia 31 de Dezembro seja: 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, o Dia da Mentira, que é a falsa comemoração do
cio da primavera, ou seja, um dos momentos em 1. Feliz 2004!!!!!! A passagem de Ano Novo é o fim Ano Novo.
que o Sol se aproxima da linha do Equador onde de um ciclo, início de outro. É um momento sem-
os dias e noites tem a mesma duração. pre cheio de promessas. E os rituais alimentam os Tradições de Ano Novo no mundo:
No calendário atual, isto ocorre em meados de nossos sonhos e dão vida às nossas celebrações.
março (mais precisamente em 19 de março, data Na passagem de Ano Novo, não podemos deixar Itália: O ano novo é a mais pagã das fes-
que os espiritualistas comemoram o ano-novo de aproveitar a oportunidade para enchermos o tas, sendo recebido com Fogos de artifícios, que
esotérico). coração de esperança e começar tudo de novo. deixam todas as pessoas acordadas. Dizem que
Os assírios, persas, fenícios e egípcios co- E para que a festa corra muito bem, há algumas os que dormem na virada do ano dormirão todo
memoravam o ano-novo no mês de setembro (dia tradições e rituais que não podemos esquecer... o ano e na noite de São Silvestre, santo cuja festa
23). Já os gregos, celebravam o início de um novo - Fogos e barulho. No mundo inteiro o Ano coincide com o último dia do ano. Em várias par-
ciclo entre os dias 21 ou 22 do mês de dezembro. Novo começa entre fogos de artifício, buzinadas, tes do país, dois pratos são considerados essen-
Os romanos foram os primeiros a estabelecerem apitos e gritos de alegria. A tradição é muito antiga ciais. O pé de porco e as lentilhas. Os italianos se
um dia no calendário para a comemoração desta e, dizem, serve para espantar os maus espíritos. reúnem na Piazza Navona, Fontana di Trevi, Trinitá
grande festa (753 a.C. - 476 d.C.) O ano começa- As pessoas reúnem-se para celebrar a festa com dei Monit e Piazza del Popolo.
va em 1º de março, mas foi trocado em 153 a. C. muitos abraços. Estados Unidos: A mais famosa passagem
para 1º de janeiro e mantido no calendário juliano, - Roupa nova. Vestir uma peça de roupa de Ano Novo nos EUA é em Nova Iorque, na Time
adotado em 46 a. C. Em 1582 a Igreja consolidou que nunca tenha sido usada combina com o espí- Square, onde o povo se encontra para beber, dan-
a comemoração, quando adotou o calendário gre- rito de renovação do Ano Novo. O costume é uni- çar, correr e gritar. Há pessoas de todas as idades
goriano. versal e aparece em várias versões, como trocar e níveis sociais. Durante a contagem regressiva,
Alguns povos e países comemoram em os lençóis da cama e usar uma roupa de baixo uma grande maçã vai descendo no meio da praça
datas diferentes. Ainda hoje, na China, a festa da nova. e explode exatamente à meia-noite, jogando balas
passagem do ano começa em fins de janeiro ou e bombons para todos os lados.
princípio de fevereiro. Durante os festejos, os chi-
Origem do Ano Novo
A produção e aplicação pedagógica do Caderno Piá
neses realizam desfiles e shows pirotécnicos. No As comemorações de Ano Novo variam de
21 é responsabilidade da
Japão, o ano-novo é comemorado do dia 1º de ja- cultura a cultura, mas universalmente a entrada do
neiro ao dia 3 de janeiro. ano é festejada mesmo em diferentes datas. Profª Maria Arita Madruga Garcia
A comunidade judaica tem um calendário O nosso calendário é originário dos romanos com Graduada em Matemática pela Universidade
próprio e sua festa de ano-novo ou Rosh Hashaná, a contagem dos dias, meses e anos. Desde o co- Católica de Pelotas
- “A festa das trombetas” -, dura dois dias do mês meço do século XVI, o Ano Novo era festejado em Mestre em Meteorologia pela Universidade Federal
Tishrê, que ocorre em meados de setembro ao 25 de Março, data que marcava a chegada da pri- de Pelotas
início de outubro do calendário gregoriano. Para mavera. Professora da rede estadual de ensino
2

Austrália: Em Sydney, uma das mais im- regados a azeite.Para as superstições, comer 12 sius, o deus do vinho. O ritual era a representação
portantes cidades australianas, três horas antes passas durante as 12 badaladas. do espírito da fertilidade, pelo renascimento anual
da meia-noite, há uma queima de fogos na frente de Dionísius.
da Opera House e da Golden Bridge, o principal
Qual a origem da palavra Réveillon? 5. Foi na França, em 1885, que se usou
cartão postal da cidade. Para assistir ao espectá- Vem do verbo francês réveiller, que signifi- pela primeira vez a expressão “fim de século”.
culo, os australianos se juntam no porto. Depois, ca “acordar”. Neste sentido, que dizer o “despertar 6. Em algumas culturas, o Ano Novo é tam-
recolhem-se a suas casas para passar a virada do do ano”. A palavra surgiu no século 17 para iden- bém comemorado como a Festa da Circuncisão
ano com a família e só retornam às ruas na madru- tificar eventos sofisticados (incluindo jantares) en- de Cristo.
gada, quando os principais destinos são os “pubs” tre os nobres franceses, que ocorriam até depois 7. Na Dinamarca, era sinal de sorte encon-
e as praias. da meia-noite, em vésperas de datas importantes. trar louças quebradas na porta de entrada de casa
França: O principal ponto é a avenida Com o tempo, essa comemoração ficou restrita ao no dia do Ano Novo. Por isso, os dinamarqueses
Champs-Elysées, em Paris, próximo ao Arco do Ano Novo. No século 19, o Réveillon começou a costumavam quebrar pratos na véspera do Ano
Triunfo. Os franceses assistem à queima de fogos, se disseminar nas colônias francesas e em locais Novo e colocá-los na porta da casa dos amigos.
cada um com sua garrafa de champanhe (para as influenciados pela sua cultura. A palavra e a come- Por ser pouco prática, hoje a tradição quase não é
crianças sumos e refrigerantes). Outros vão ver a moração logo foram adotadas pela corte e elites mais praticada.
saída do Paris-Dacar, no Trocadéro, que é marca- brasileiras, ainda no mesmo período. 8. Em 1995, os moradores de Talca, peque-
da para a meia-noite. Outros costumam ir às festas na cidade do Chile, iniciaram a tradição de passar
em hotéis. Por que fazemos tanto barulho na a véspera do Ano Novo junto aos familiares mor-
Brasil: No Rio de Janeiro, precisamente na passagem do ano? tos. Lá, as famílias comemoram a data no cemité-
praia de Copacabana, onde a passagem do Ano rio, perto das covas dos parentes. Isso já é pratica-
Em todo o mundo, o momento da passa-
Novo reúne milhares de pessoas para verem os do por cerca de cinco mil pessoas.
gem de ano é marcado por muito barulho e estar-
fogos de artifício. As tradições consistem em usar 9. Quando o calendário romano foi criado,
dalhaço: com muitos fogos de artifício, cornetas,
branco e jogar flores para “Yemanjá”, rainha do o mês de janeiro foi nomeado em homenagem ao
buzinadas, gritos de alegria, etc. O motivo vem de
mar para os brasileiros. deus Janus (“porta”, em latim). Janus tem duas fa-
antigas tradições que entendiam os ruídos como
Inglaterra: Grande parte dos londrinos ces, uma virada para a frente e a outra virada para
forma de afugentar os maus espíritos.
passa a meia-noite em suas casas, com a família e trás. Ele passa a mensagem de “abertura de novos
amigos. Outros vão à Trafalgar Square, umas das tempos”.
praças mais belas da cidade, à frente do National 10. Os romanos começaram a tradição de
Gallery. Lá, assistem à queima de fogos. Depois, trocar presentes na véspera do Ano Novo. Eles da-
há festas em várias sítios da cidade. vam mudas de árvores sacradas uns aos outros,
Alemanha: As pessoas reúnem-se no Portal de como símbolo de boa sorte. Até hoje a tradição
Brandemburgo, no centro, perto de onde ficava o permanece, apesar de os amuletos serem outros.
Muro de Berlim. Tradicionalmente, não há fogos
de artificio. O dicionário Houaiss define as
Em Macau, e para todos os chineses do palavras “superstição” e “crendice”,
mundo, o maior festival do ano é o Novo Ano Chi- como a “crença ou noção sem base na
nês. Ele é comemorado entre 15 de Janeiro e 15 razão ou no conhecimento, que leva a
de Fevereiro de acordo com a primeira lua nova criar falsas obrigações, a temer coisas
depois do início do Inverno. Lá é habitual limparem inócuas, a depositar confiança em coi-
as casas e fazerem muita comida (Bolinhos Chine- sas absurdas, sem nenhuma relação
ses de Ano Novo - Yau Gwok, símbolo de prosperi- racional entre os fatos e as supostas
dade). Há muitos fogos de artifício e as ruas ficam causas a eles associados”. Ou seja, é
cobertas de pequenos pedaços de papel verme- acreditar em fatos ou relações sobrena-
lho. turais, fantásticas ou extraordinárias e
Cada cultura comemora seu Ano Novo. Os que também não encontram apoio nas
muçulmanos têm seu próprio calendário que se 10 curiosidades sobre o Ano Novo religiões ou no pensamento religioso.
chama “Hégira”, que começou no ano 632 d.C. do As superstições ou crendices são
1. O Ano Novo é o feriado mais antigo do
nosso calendário. A passagem do Ano Novo tam- tradições populares de um povo funda-
mundo. Ele já era comemorado na Babilônia 4 mil
bém tem data diferente – 6 de Junho, foi quando mentadas em pensamentos agoureiros,
anos atrás.
o mensageiro Mohammad fez a sua peregrinação infundados, sobre a relação de causa x
2. Em 153 a.C., os romanos declararam dia
de despedida a Meca. efeito. Se fizer isso, acontece aquilo. Se
1º de janeiro como o Dia do Ano Novo. Julio César,
As comemorações do Ano Novo judaico, não fizer y, não acontece. O supersticio-
quando adotou o calendário juliano em 46 a.C.,
chamado “Rosh Hashanah”. É uma festa móvel so, por exemplo acredita que certas tra-
manteve a data. Quando o calendário gregoriano
no mês de Setembro (este ano foi 6 de Setembro). dições como benzimento, amuletos, pa-
foi implantado, em 1582, o dia 1º de janeiro conti-
As festividades são para a chegada do ano 5763 e tuás, ferraduras, pés de coelho, conjuros,
nuou a ser reconhecido como o Dia do Ano Novo.
são a oportunidade para se deliciar com as tradi- feitiços, simpatias, sal grosso espalhado
Desde o início, a escolha foi totalmente arbitrária:
cionais receitas judaicas: o “Chalah”, uma espécie na casa ou ambiente de trabalh, dentre
não há nenhum motivo agrícola ou astronômico. O
de pão e além do pão, é costume sempre se co- outros rituais podem mudar o curso de
calendário gregoriano é quase universal. Mesmo
mer peixe porque ele nada sempre para frente. um acontecimento em sua vida. Segu-
em alguns países não cristãos, ele foi adaptado
O primeiro dia do ano é dedicado à confraterni- ramente essas superstições têm origem
às próprias tradições ou adotado apenas para uso
zação. É o Dia da Fraternidade Universal. É hora nas antiquíssimas religiões animistas da
civil, mantendo-se outro calendário para fins reli-
de pagar as dívidas e devolver tudo que se pediu África, Assíria, Babilônia, Egito, Grécia e
giosos. Alguns países ainda comemoram a pas-
emprestado ao longo do ano. Esse gesto reflecte a Roma, e encontrou terreno fértil no Brasil
sagem do ano na primavera, época de renovação
nossa necessidade de fazer um balanço da vida e miscigenado de índios e negros africa-
das colheitas.
de começar o ano com as contas acertadas. nos.
3. As promessas feitas na passagem de
Tradições Portuguesas: ano, tão comuns e tão descumpridas, não são As crendices e superstições, na
uma tradição recente. Os babilônios já as faziam verdade, são vestígios de um passado
As pessoas valorizam muito a festa de (nem tão) remoto, em que o ser humano
há 4 mil anos. Mas em vez de resolverem levar
Ano Novo, porque sentem o desejo de se renovar. tinha uma visão mágica do mundo, acre-
uma dieta a sério ou parar de fumar, eles juravam
Uma das nossas tradições é sair às janelas de ca- ditando que diversos fatores sobrenatu-
de pés juntos que, tão logo acabassem as festas,
sas batendo panelas para festejar a chegada do rais podiam interferir diretamente no seu
devolveriam equipamentos de agricultura que ha-
novo ano. Nos dias 25 de Dezembro e 1º de Ja- dia-a-dia. Esse modo de pensar foi-se
viam sido emprestados por amigos.
neiro, costumamos comer uma mistura feita com transmitindo de geração a geração, em
4. A tradição de usar um bebê como sím-
as sobras das ceias, que são levadas ao forno. O especial entre as camadas populares,
bolo do Ano Novo foi adotada pelos gregos por
ingrediente principal da chamada “Roupa Velha” que foram mantidas à margem da evo-
volta do ano 600 a.C. Eles desfilavam com um
é o bacalhau cozido, com ovos, cebola e batatas,
bebê dentro de um cesto para homenagear Dioní-
3

LENTILHAS
lução do conhecimento científico. Acaba
A lentilha é sinal de boa sorte, principal-
por ser incorporado no dia-a-dia de to-
mente para os italianos. No Brasil e no Chile, algu-
dos, traduzindo-se em hábitos e gestos.
mas pessoas acreditam que a lentilha deve ser a
Segundo o folclorista Luis da Câ-
primeira coisa a ser consumida na ceia, logo após
mara Cascudo “as superstições partici-
a meia-noite, para que não falte dinheiro durante o
pam da própria essência intelectual hu-
ano que está chegando.
mana e não há momento na história do
mundo sem a sua inevitável presença. A NOZES, AVELÃS, CASTANHAS E TÂMARAS
elevação dos padrões de vida, o domí- Estas, trazidas para cá pelos imigrantes de
nio da máquina, a cidade industrial ou origem árabe, são recomendadas para garantir
tumultuosa em sua grandeza assombro- fartura.
sa, são outros tantos viveiros de supers-
tições velhas, renovadas e readaptadas
às necessidades modernas e técnicas”.

Ou seja, não é preciso ser pobre nem ig-


norante para ser supersticioso. Como diz o ditado,
“não acredito em bruxas, mas que elas existem, carregam uma significação positiva e otimista.
existem”. Então, por via das dúvidas, mesmo as Na passagem do ano, faça um brinde ao ano que
pessoas mais instruídas podem apresentar cer- nasce e beba o vinho em copos de cristal.
tos comportamentos supersticiosos. O cientista CORES DAS ROUPAS e OUTROS
dinamarquês Niels Bohr (1885-1962), que ganhou
o Prêmio Nobel de física, mantinha uma ferradura BRANCO
pregada acima da porta de sua casa... PEIXE Vista-se de branco para ter um ano reple-
O peixe, além de saudável e pouco ca- to de paz, verdade, sabedoria e calma. O branco
Crendices e superstições lórico, é considerado um portador de boa sorte. repele as energias negativas e eleva as vibrações.
para o Ano Novo mais Como vive na água, sua imagem é ligada à ideia
de purificação. Devido ao grande número de ovas
Estimula a memória e gerencia o equilíbrio interior.

comuns no Brasil: que produz, seu consumo também lembra a ideia AMARELO
Utilize esta cor para ter dinheiro e riqueza e
de fecundidade e abundância. Representa ainda a
sabedoria durante todo o ano. Esta cor ajuda tam-
COMIDAS E BEBIDAS união da família, já que não é um animal solitário.
bém a estimular a intuição.
Os chineses, por exemplo, nunca comem
ARROZ o peixe inteiro no Ano Novo. A sobra representa a ROSA
O arroz é uma semente e simboliza a ri- abundância do ano seguinte. Na Letônia e na Rús- O rosa é o resultado da mistura do verme-
queza, a abundância e a fertilidade. Coréia, Japão, sia, as escamas maiores e mais bonitas são dadas lho e do branco. Da mesma maneira é seu signifi-
Líbano e Dinamarca acreditam que esse é um ali- aos amigos e familiares para trazer sorte. cado. Para obter felicidade no amor, pureza e bele-
mento que traz muita sorte. O Líbano tem ainda za, vista-se desta cor que ajuda também a afastar
uma outra curiosidade, é costume desse povo co- PORCO E LEITÃO
O porco está sempre andando e fuçando as energias negativas.
mer apenas alimentos brancos na noite da passa-
gem do ano. para frente e, por isso, é visto como um animal de VERMELHO
prosperidade. Além disso, seu alto teor de gordura Para ter 12 meses de muita paixão, força
AVES, SIRI, CARANGUEJO nos remete à fartura e à riqueza. e energia, ao menos pinte as unhas com esta cor.
Para os supersticiosos, o consumo de Isso já vai garantir um ótimo resultado.
peru, galinha, siri e caranguejo é terminantemente ROMÃ
proibido. De acordo com a crença popular, a vida A romã é símbolo de fartura e fertilidade. AZUL
de quem come a carne desses animais no Ano Ela é uma fruta que tem muitas sementes, que A cor do céu e do mar traz paz de espírito e
Novo tende a “andar para trás”. simbolizam o nascimento e a abundância. No Bra- segurança. Tranquilidade, harmonia e saúde, tam-
sil, a tradição manda que se segure três sementes bém são provenientes desta cor.
CARNEIRO dessa fruta nos dentes à meia-noite, pedindo di-
O carneiro simboliza a primavera e traz nheiro para o ano seguinte. As sementes devem VERDE
consigo a ideia de reinicio da vida. Muitas pessoas ser guardadas durante todo o ano, dentro da car- O verde é a cor mais harmoniosa de todas.
consumem sua carne para terem vitalidade e al- teira e envolto em papel branco. Representa as energias da natureza, esperança,
cançarem sonhos e objetivos. equilíbrio e recomeço. Renova as energias trazen-
do vida nova junto ao novo ano.
CHAMPANHE
Essa bebida também é feita com uvas, e LARANJA
é uma bebida que não pode faltar na ceia e no Atrai sucesso monetário. Ajuda nas con-
brinde de Ano Novo. O champanhe “verdadeiro” é quistas pessoais e profissionais. Se você está
originário de uma região da França, e sua pure- aguardando aquela promoção, ou mesmo está
za e qualidade são reconhecidas no mundo todo. procurando um emprego, encontrou a cor certa.
O único problema é que essa é uma bebida cara, VIOLETA
mas você pode substituí-la por espumantes nacio- A cor violeta traz junto com o novo ano ins-
nais ou importados, de quase igual qualidade e piração, imaginação e estabilidade. Esta cor tam-
mais baratos. bém eleva a auto-estima e ajuda a manter o foco
de um objetivo.
UMA NOTA
DE DINHEI-
RO DENTRO
DO SAPATO
UVAS
O s
A uva é a fruta mais conhecida por trazer
orientais di-
boa sorte no Ano Novo. Para isso, você deve co-
zem que a
mer 12 uvas, uma para cada mês do ano. Aprovei-
energia entra
te e faça um pedido para cada uma que comer.
no nosso cor-
VINHO po pelos pés.
O vinho é feito de uvas, que por si só já Vai daí, o di-
4

nheiro no sapato atrai mais e mais riquezas.


CUIDADO COM A CASA:
Nada quebrado deve ser deixado na casa
Aplicação pedagógica
(jarros de planta, garrafas, copos, pratos e espelhos). Dinâmicas e brincadeiras de mental para inovar e dar brilho ao nosso mundo,
mas o presente ainda não é seu, passe-o a pessoa
Verifique se os sapatos estão em ordem e
se as roupas não estão pelo avesso. Fim de Ano mais trabalhadora.
As flores da casa devem ser amarelas para
chamar ouro. “As dinâmicas de grupo de Natal e Fim Décimo primeiro envelope: Que orgulho
As portas e janelas das casas devem estar de Ano são atividades de confraternização onde ter essa virtude, mas o presente ainda não é seu,
abertas e as luzes acesas. grupos, equipes, alunos, professores, vendedo- entregue-o para quem você ache que tramite PAZ.
Tudo isso atrai boa sorte e bons fluidos no res, demais profissionais e familiares podem fazer
Ano Novo que vai chegar. uma reflexão sobre as lições adquiridas durante o Décimo segundo envelope: O mundo intei-
ano e estabelecer novas metas e objetivos para o ro clama por paz e você, gratuitamente, transmite
Ano Novo. Um grupo unido através de tradições esta tão grande riqueza, parabéns, Com muita
aprende a cultivar valores essenciais que benefi- paz compartilhe com todos que aqui estão esses
ciam os relacionamentos interpessoais.” bombons e deseje-lhes muita paz, força e união.

Confira algumas sugestões: Uma sugestão é sempre colocar o enve-


lope vazio abaixo dos que estão para ler, assim
Pegue uma caixa de bombons e 12 en- as pessoas ficam perdidas de com quem ficará o
velopes, onde guardará algumas instruções. Per- presente. (autor desconhecido)
gunte quem quer começar a brincadeira e a pri-
meira pessoa que se manifesta ganha a caixa e o Bingo de Utilidades - Pedir que cada um leve no
envelope de número 1. dia da confraternização um brinde unissex, Com-
pre cartelas de bingo e distribua para os partici-
O primeiro envelope tem a seguinte men- pantes, use feijão ou milho para marcar. Todos se
sagem: Parabéns! Você tem muita sorte, foi sor- divertem e ganham alguma coisa.
teado com este presente ele simboliza a confra-
ternização, a amizade e a paz. Mas o presente não Caixinha de Surpresas
será seu. Observe a todos e entregue o presente
APÓS MEIA NOITE: para a pessoa que considera mais organizada. 1. Prepara-se uma caixinha com tarefas engraça-
PULAR SÓ COM O PÉ DIREITO: atrai boas coisas Oriente os convidados para que façam a leitura das, fechando-a bem. Escolha tarefas como: imi-
para a sua vida, pois, segundo a Bíblia, tudo que em voz alta. tar um gato, pular como um sapo, imitar um ma-
está à direita é bom. caco, pular numa perna só, etc...
Segundo envelope: A organização é algo
JOGAR MOEDAS: Ficar do lado de fora da casa de muito valioso, e você, como portador desta vir- 2. Colocam-se os participantes do grupo sentados
e jogar as moedas para dentro. Atrai riqueza para tude, irá entregá-lo que achar mais feliz. em círculo.
todos que moram no lugar.
DAR TRÊS PULINHOS: Com uma taça de cham- Terceiro envelope: Você é feliz! Construa 3. A caixinha deverá circular de mão em mão até
panhe na mão, sem derramar uma gota. Depois, sempre sua felicidade em bases sólidas. A felici- um sinal dado, ou ao som de uma música, que
jogar todo o champanhe para trás, de uma vez só, dade não depende dos outros, mas de nós mes- pare subitamente.
sem olhar. Deixa para trás tudo de ruim. Não se mos, mas o presente ainda não é seu, entregue-o
preocupe em molhar os outros: quem for atingido a uma pessoa que achar meiga. 4. Aquele que estiver com a caixinha no momento
pelo champanhe terá sorte garantida o ano todo. em que é dado o sinal, ou em que a música para,
Quarto envelope: A meiguice é algo raro, deverá tirar da caixinha um papel e executar a ta-
SUBIR NUM DEGRAU: Numa cadeira, enfim, em refa prescrita.
e você a possui. Parabéns! Mas o presente ainda
qualquer coisa num nível mais alto. Diz o folclo-
não é seu, pois você com esse jeito meigo, não vai
re que isso dá impulso à sua vontade de subir na 5. A brincadeira continua enquanto houver pape-
se importar de o entregar à pessoa mais extrover-
vida. Comece, é claro, com o pé direito. letas na caixinha.
tida.
FAZER BARULHO: Os povos antigos acreditavam
que afugenta maus espíritos. Vale apito, batucada, Quinto envelope: Por teres esse jeito extro-
bater panelas, desde que seja exatamente à meia- vertido, você foi escolhido para receber este pre-
-noite. Dizem que não há mal que resista. sente, e agora, mostrando sua virtude, entregue-o
a quem você achar mais inteligente.
SIMPATIAS
PARA TER SAÚDE E DINHEIRO O ANO TODO Sexto envelope: A inteligência foi dada
Para ter paz, saúde, aumentar o dinheiro e por Deus. Parabéns, por teres encontrado espaço
preservar a harmonia no lar o ano todo, vale a sim- para demonstrar seu talento, agora passe o pre-
patia das três rosas brancas. sente para quem achares mais simpático.
Pegue três rosas brancas, e coloque-as em
um vaso virgem branco ou de vidro transparente. Sétimo envelope: Para comemorar, sor-
Coloque dentro dele seis moedas, uma cebolinha, ria, pois o mundo anda amargo e para melhorá-lo
água e deixe ficar assim durante sete dias. precisamos de pessoas como você, sorria, mas o
Depois dos sete dias, troque a água, tire a presente ainda não é seu, passe-o para a pessoa
cebolinha e troque as rosas. Só deixe ficar as moe- que achar mais solidária.
das. Essa prática deve ser repetida de sete em sete
dias, de preferência nas sextas-feiras, o ano todo. Oitavo envelope: Solidariedade é uma vir-
tude rara no mundo de egoísmo em que vivemos,
PARA NUNCA FALTAR DINHEIRO BIBLIOGRAFIA
mas o presente ainda não é seu, passe-o a pessoa
Compre um lenço e na noite de 31 de de-
que achar mais alegre. CASCUDO, Luis Câmara. Superstição no Brasil. São
zembro, exatamente na hora da passagem do ano
Paulo: Global Editora: 2001.
novo, molhe-o e coloque-o para secar.
Nono envelope: Alegria, pessoas como você __________. Made in África. São Paulo: Global Edito-
Antes de o sol nascer, recolha o lenço e
transmitem alto astral, mas o presente ainda não é ra: 2001.
amarre dentro dele alguns níqueis. Só abra esse em-
seu, passe-o a pessoa que achar mais criativa. __________. Dicionário do Folclore Brasileiro. São
brulho na meia-noite do próximo 31 de dezembro.
Daí para frente, nunca mais há de faltar dinheiro. Paulo: Global Editora: 2000.
Décimo envelope: A criatividade é funda-