Você está na página 1de 100

W W W. R E V I S TA P E G N . G L O B O .

C O M ESPECIAL MÃES EMPREENDEDORAS

CACAU SHOW
AS METAS QUE MOVEM AS
FRANQUIAS DE ALEXANDRE COSTA

E QUANDO NÃO DÁ CERTO?


COMO SE LIVRAR DAS DÍVIDAS E FECHAR A EMPRESA

A EMPRESA É VOCÊ

PEQUENAS
COM ORGULHO
Marina Prado e
Tatiana Pascowitch:
elas deixaram
a vida corporativa
para fundar
A Bela do Dia

PERGUNTAS E RESPOSTAS
PARA NOVOS EMPREENDEDORES
Mais cedo ou mais tarde,
todos terão uma empresa
É MELHOR SE
PREPARAR AGORA!
SUMÁRIO MARÇO / 2017
6 CARTA DO EDITOR 32 ENTREVISTA MAIS NO SITE

11 GRANDES IDEIAS ALEXANDRE COSTA Empreendedor


só tem sucesso
11 INTELIGÊNCIA DIGITAL quando tem
O fundador da franquia de foco. É assim que
12 PROJETOS NA NUVEM chocolates Cacau Show Alexandre Costa
conta como a sua rede de começa sua
14 SANEAMENTO 2.050 lojas vem encarando a entrevista para
NADA BÁSICO necessidade de aumentar a a Série Pitch,
lucratividade e a satisfação do site de PEGN,
19 INOVAÇÃO PARA do franqueado. Novos na qual revela
A INDÚSTRIA formatos de loja, promoções seus sucessos
e publicidade são apostas e fracassos.
20 POR DENTRO para aumentar as vendas. http://glo.bo/211EidF
DO LAUNCHPAD
26 SOBRE PESSOAS
E MÁQUINAS 39 48
27 UM NOVO ESPAÇO ENSAIO SUCESSO
PARA STARTUPS SER MÃE É... EMPREENDER O GUIA DAS 30
28 PARAÍSO CERVEJEIRO Entenda por que mais e mais mulheres COMPETIÇÕES IMPERDÍVEIS
encontram no empreendedorismo a
30 PREPARE-SE melhor alternativa para conciliar A participação em prêmios e concursos
carreira e maternidade é uma forma inteligente (e sem custo)
de fortalecer ou promover uma pequena
ou média empresa. Veja uma lista
com as 30 competições nacionais e
internacionais que devem estar no
radar de qualquer empreendedor

ESPECIAL MÃES EMPREENDEDORAS FOTO:


54
W W W. R E V I STA P E G N . G LO B O . C O M

CACAU SHOW
AS METAS QUE MOVEM AS
FRANQUIAS DE ALEXANDRE COSTA
OMAR PAIXÃO
E QUANDO NÃO DÁ CERTO?
COMO SE LIVRAR DAS DÍVIDAS E FECHAR A EMPRESA

A EMPRESA É VOCÊ DIREÇÃO DE IMAGEM:


MARCELO CALENDA INTERNACIONAL
O REGRESSO DA ILHA PERDIDA
PEQUENAS
COM ORGULHO
Marina Prado
TatianPascowitch,
elas deixaram a
vida corporativa

STYLING:
para fundar
A Bela do Dia

PERGUNTAS E RESPOSTAS
PARA NOVOS EMPREENDEDORES
BETINA BERNAUER MAIS NO SITE
MAIS CEDO OU MAIS TARDE,
E CINTHIA KISTE
Apenas 161 quilômetros separam o
TODOS TERÃO UMA EMPRESA
É MELHOR SE
PREPARAR AGORA! Conheça uma
MARÇO 2017 I Nº 338 I R$ 15,00
Carga Tributária Federal Aproximada 4,65%
CABELO E MAQUIAGEM: lista com 20 sul da Flórida de um país socialista
ISABELA TURCATO
ideias de negócios que passou 57 anos proibido de fazer
PRODUÇÃO
para mães de negócios com os Estados Unidos. Cuba
CENOGRÁFICA: diversos perfis está prestes a se abrir para o comércio
ANA NAJA
montarem em casa. com diversos países. Conheça os
AGRADECIMENTOS: http://glo. empresários que já estão na corrida
GAP
CLÍNICA DA DRA.
bo/1DO8hN9 para ser os primeiros a faturar por lá
HELENA CAMPIGLIA

FAÇA PARTE DA MAIOR E MAIS IMPORTANTE COMUNIDADE DE EMPREENDEDORISMO DO BRASIL

facebook.com/revistapegn twitter.com/peqempresas google.com/+RevistaPEGN pinterest.com/revistapegn instagram.com/revistapegn stayfilm.com/pegn

4 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
REVISTAPEGN.GLOBO.COM

62 83 COMO FAZER
SÓ NO SITE
84 ADEUS AO ENDIVIDAMENTO
MAIS NO SITE PESSOAS
DIRETO AO PONTO
Para manter a sua empresa
longe das dívidas, é crucial
ter uma gestão eficaz e fazer
um planejamento minucioso.
Veja dicas para verificar os
seus processos e ter um
negócio saudável.
http://glo.bo/2kXpUpW

90 COMO ELES FAZEM


92 COMO EU FIZ
Nas entrevistas de emprego,
CAPA
98 VIDA DIGITAL
os empreendedores podem
ficar horas para descobrir
RONY MEISLER se um candidato é o mais
A EMPRESA É adequado para preencher
uma vaga na empresa. Uma
(OU SERÁ) VOCÊ pergunta, no entanto, pode
bastar. Saiba qual é no site.
As relações de trabalho estão http://glo.bo/2kOBUr2
se transformando com uma
velocidade nunca vista. Hoje já é
possível enxergar um futuro em que SÉRIE PITCH
o emprego formal deixará de existir,
e todos serão empreendedores.
SEM MEDO
Confira todos os passos para fazer
parte desse admirável mundo novo
O fundador da grife Reserva
enxerga as redes sociais como
MAIS NO SITE uma mesa de bar virtual para
falar de negócios e trocar
Marcelo Nakagawa, colunista de ideias com amigos
PEGN, mostra em um artigo quais
são os dez mandamentos para
criar seu próprio emprego. Para ERRATA Empreendedor não pode
o especialista, o empreendedor fugir de decisões difíceis.
Na matéria “100
W W W. R E V I STA P E G N . G LO B O . C O M

deve ter a mente aberta e


ESPECIAL
Carga Tributária Federal Aproximada 4,65%
JANEIRO 2017 I Nº 336 I R$ 15,00

Esse é um dos mantras de


UM GUIA COMPLETO
PARA VOCÊ REGISTRAR E
PROTEGER A SUA MARCA

aprender coisas novas todos Ideias para montar o IDEIAS PARA


Gilberto Mautner, cofundador
1 0 0 I D E I AS PA RA MON TAR O S EU N EG Ó C I O E M 2 01 7

seu negócio” (janeiro


MONTAR
O SEU NEGÓCIO

os dias. Conheça os outros EM 2017

da Locaweb. Segundo ele, o


de 2017), foi publicado
mandamentos em que o faturamento
44 PÁGINAS COM A MAIS RIGOROSA SELEÇÃO DE OPORTUNIDADES, TENDÊNCIAS,
NICHOS DE CONSUMO E MODELOS DE NEGÓCIO PARA EMPREENDER NO BRASIL
ESTATÍSTICAS E CENÁRIOS PARA LER E CONSULTAR O ANO INTEIRO empresário que tem medo de
http://glo.bo/2laLSE8
anual do mercado pet brasileiro resolver algo complexo pode
era de R$ 18 milhões. O valor condenar o próprio negócio.
correto é de R$ 18 bilhões. http://glo.bo/2kaIHyt.

Acompanhe os destaques da semana Assine Pequenas Empresas & Grandes Negócios Anuncie 11 3767-7700 e 11 3767-7489 (SP);
pela Newsletter (cadastro em nosso site) www.assineglobo.com.br 21 3380-5924 (RJ); publipegn@edglobo.com.br

IMPORTANTE
Para falar com a redação, comentar reportagens ou fazer sugestões, escreva para: Nenhuma empresa, exceto a Editora Globo, está
pegn@edglobo.com.br. autorizada a vender produtos ou serviços em nome
de Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Em
Os faturamentos publicados nas matérias são informados pelas próprias empresas. caso de dúvida, escreva para pegn@edglobo.com.br.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 5


AO LEITOR

UM PORTO SEGURO
PARA A SUA TRAVESSIA
Durante todo o século XX, não
havia nada mais previsível que
o território do trabalho. A vida
se apresentava em intervalos fi-
xos. O prazer aparecia em parên-
teses no fim de semana e jamais
se misturava ao dever. Mas a re-
volução tecnológica misturou o
real ao virtual e, de repente, as
fronteiras do tempo se apagaram.
Agora, é a vez do espaço também
sofrer uma profunda transforma-
ção. Em dias digitais, a própria
ideia de “construir uma empre-
sa” passa, necessariamente, pela
tela de um celular — no máximo
de um notebook —, mas nem sem-
pre por uma sede física. Muda-
ram também os horizontes do A editora Mariana
trabalhador que, de empregado, por que não, estimulantes anos. da revista. A seção Vida Digital Iwakura entrevista
Alexandre Costa,
passa agora a empreendedor da E como nem sempre tudo sai chega para oferecer informações da Cacau Show:
própria vida. Nesta edição, o edi- conforme o figurino, trazemos nada óbvias sobre o dia a dia vir- um mergulho
tor Bruno Feijó mergulhou nos também um material didático tual dos empreendedores. Manti- no universo
das franquias
mais recentes estudos sobre ten- e esclarecedor para quem quer vemos, contudo, as tradicionais
dências do mercado de trabalho se livrar das dívidas e encerrar páginas laranjas, com entrevistas
e descobriu que estamos viven- uma operação. Essa vertente de em profundidade, desta vez fei-
do uma nova era: a era dos em- “Como Fazer”, que os america- ta pela editora Mariana Iwakura
preendedores. Mais cedo que em nos convencionaram chamar de em 45 minutos contados no re-
gerações passadas — como que- How To, é uma dos traços mais lógio com o fundador da Cacau
rem os Z e millenials — ou mais marcantes da personalidade de Show, Alexandre Costa. Porque
tarde — como ainda temem boo- Pequenas Empresas & Gran- os tempos mudam, mas a essên-
mers e X —, todos vão empreen- des Negócios. Nossa vocação é cia de uma marca, não.
der. Para que essa não seja uma trazer inspiração e capacitação
perspectiva fatalista, mas anima- para nossa audiência. E é den-
dora, preparamos um guia com tro desse espírito que lançamos
40 perguntas e respostas para vo- uma iniciativa inédita: o PEGN
cê abrir e administrar a sua pri- LABS. Em sua primeira edição
meira empresa. Foi uma missão presencial, o projeto prevê um Sandra Boccia
árdua, que consumiu semanas dia inteiro de conteúdo qualifi- Diretora de Redação
de entrevistas e muita pesquisa, cado e networking para donos de Sandra Boccia
mas que nos dá especial satisfa- bares e restaurantes, no dia 27 de
ção em publicar, porque sabemos março. Prepare-se. Outras novi- Em tempo: um parabéns especial a
o quão útil esse material pode ser dades virão em 2017, em todas as todas as mães empreendedoras, que
para você durante essa traves- plataformas da marca. Uma delas homenageamos em um lindo ensaio
sia para novos, desafiadores e, você confere já na última página fotográfico neste mês da mulher.

6 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTO: ANNA CAROLINA NEGRI/Editora Globo

www . revistapegn . com . br


Quando
as dúvidas
aparecerem,
tenha certeza:
você pode
contar com
a Locaweb.
Conheça o Apreendedorismo:
o canal gratuito de conteúdo
da Locaweb.

Aulas Palestras Webinars

Além de oferecer todas


as soluções para tornar
a sua empresa cada vez
mais digital, a Locaweb
ainda dá aquela força
na gestão do seu negócio.

Assine o canal:
apreendedorismo.tv.br
EXPEDIENTE

NOSSOS VALORES
Fundada há 28 anos, a Revista Pequenas Empresas DIRETOR GERAL: Frederic Zoghaib Kachar
& Grandes Negócios tem por missão ajudar pessoas DIRETOR DE AUDIÊNCIA: Luciano Touguinha de Castro
inovadoras a transformar ideias em grandes DIRETOR DE MERCADO ANUNCIANTE: Virginia Any
realizações. As reportagens da revista apresentam
oportunidades de negócios para micro, pequenas e DIRETOR DE GRUPO AUTOESPORTE, ÉPOCA NEGÓCIOS, GLOBO RURAL
médias empresas e têm o compromisso de informar E PEQUENAS EMPRESAS & GRANDES NEGÓCIOS: Ricardo Cianciaruso
o que há de mais moderno em conceitos de gestão, DIRETORA DE REDAÇÃO: Sandra Boccia
marketing, estratégia, finanças e tecnologia. EDITORES EXECUTIVOS: Marisa Adán Gil e Robson Viturino
EDITORES: Fabiano Candido, Mariana Iwakura, Bruno Vieira Feijó e Thomaz Gomes
Acreditamos que é possível fazer aquilo que você
REPÓRTER: Adriano Lira
gosta. E lucrar com isso
ESTAGIÁRIOS: Caio Patriani e Débora Duarte (texto)
Acreditamos que é possível ter lucro criando EDITOR DE ARTE: Jairo Rodrigues
um ambiente de trabalho saudável, inspirador COLABORADORES: Angela Miguel, Felipe Datt, Gabriel Ferreira, Igor dos Santos, Lara Silbiger, Mariana Weber (texto); Maria do Rosário
e causando um impacto positivo na sociedade Sousa (revisão); Beatriz Velloso (tradução); Ana Paula Megda, Evandro Bertol, Guilherme Henrique e Zé Otavio (ilustração); Alexandre
Battibugli, Anna Carolina Negri, Celso Doni, Daniela Toviansky, Eduardo Siqueira, Fabiano Accorsi, Marcelo Correa, Marcus Desimoni,
Acreditamos na inovação e na força criativa que Omar Paixão e Sergio Dutti (fotografia)
vem das novas empresas ASSISTENTE DE REDAÇÃO: Sabrina dos Santos Bezerra

Acreditamos no empreendedorismo como pilar ESTÚDIO DE CRIAÇÃO


essencial para uma economia equilibrada DIRETORA DE ARTE: Cristiane Monteiro; DESIGNERS: Alexandre Ribeiro Zanardo, Clayton Rodrigues, Danilo Dos Santos Bandeira,
e para uma melhor distribuição de riquezas Felipe Hideki Yatabe, Marcelo Massao Serikaku; ESTAGIÁRIA: Letícia Cristina Lourenço de Souza
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Acreditamos que o empreendedorismo pode
DIRETOR DE TECNOLOGIA: Rodrigo Gosling
e deve ser promovido e ensinado nas escolas
OPEC ONLINE: Rodrigo Santana Oliveira, Danilo Panzarini, Higor Daniel Chabes, Rodrigo Pecoschi
de todo o país, para despertar talentos e habilitar
os cidadãos a administrar seus negócios ESTRATÉGIA DIGITAL
DESENVOLVEDORES: Everton Ribeiro, Fabio Marciano, Leandro Paixão, Marcelo Amendola, Murilo Amendola, Thiago Previero e William
Acreditamos no empreendedorismo Antunes;
como chave para a realização de sonhos
ESTRATÉGIA DE CONTEÚDO DIGITAL
Acreditamos que o empreendedorismo GERENTE: Silvia Balieiro
está alinhado com a visão de mundo MERCADO ANUNCIANTE
(trabalho com diversão e senso de propósito) SEGMENTOS — FINANCEIRO, IMOBILIÁRIO, TI, COMÉRCIO E VAREJO
das novas gerações DIRETOR DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA: Emiliano Morad Hansenn; GERENTE DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA: Ciro Horta
Hashimoto; EXECUTIVOS MULTIPLATAFORMA: Christian Lopes Hamburg, Cristiane de Barros Paggi Succi, Milton Luiz Abrantes e Selma
Acreditamos que compartilhar conhecimento
Maria de Pina.
produz experiências mais ricas
SEGMENTOS — MODA, BELEZA E HIGIENE PESSOAL
Acreditamos que a informação precisa, clara DIRETOR DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA: Cesar Bergamo; EXECUTIVOS MULTIPLATAFORMA: Adriana Pinesi Martins, Ana Paula
e de qualidade seja um instrumento capaz Boulos, Eliana Lima Fagundes, Giovanna Sellan Perez, Selma Teixeira da Costa e Soraya Mazerino Sobral.
de transformar e aperfeiçoar empreendedores,
empresas e relações de trabalho SEGMENTOS — CASA, CONSTRUÇÃO, ALIMENTOS E BEBIDAS, HIGIENE DOMÉSTICA E SAÚDE
DIRETORA DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA: Luciana Menezes; EXECUTIVOS MULTIPLATAFORMA: Fatima Ottaviani, Paula Santos,
Acreditamos que todas as empresas, Rodrigo Girodo Andrade, Taly Czeresnia Wakrat e Valeria Glanzmann
independentemente do tamanho, devem SEGMENTOS — MOBILIDADE, SERVIÇOS PÚBLICOS E SOCIAIS, AGRO E INDÚSTRIA
adotar práticas ambientalmente corretas DIRETOR DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA: Renato Augusto Cassis Siniscalco; EXECUTIVOS MULTIPLATAFORMA: Diego Fabiano,
e gerar lucro de modo sustentável Cristiane Soares Nogueira, Jessica de Carvalho Dias, João Carlos Meyer e Priscila Ferreira da Silva
SEGMENTOS — EDUCAÇÃO, CULTURA, LAZER, ESPORTE, TURISMO, MÍDIA, TELECOM E OUTROS
DIRETORA DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA: Sandra Regina de Melo Pepe; EXECUTIVOS DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA: Ana Silvia
DESEJA FALAR COM A EDITORA GLOBO? Costa, Dominique Petroni de Freitas e Lilian de Marche Noffs
ATENDIMENTO: 4003-9393
GERENTE DE EVENTOS: Daniela Valente
www.sacglobo.com.br
OPEC OFF LINE: Carlos Roberto de Sá, Douglas Costa, Eduardo Ramos
VENDAS CORPORATIVAS E PARCERIAS: 11 3767-7226 ESTRATÉGIA COMERCIAL: Guilherme Iegawa Sugio
parcerias@edglobo.com.br
ESCRITÓRIOS REGIONAIS
PARA ANUNCIAR:
GERENTE MULTIPLATAFORMA: Larissa Ortiz; EXECUTIVA DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA: Babila Garcia Chagas Arantes
SP: 11 3736-7128 | 3767-7447 | 3767-7942 | 3767-7889 | 3736-7205 | 3767-7557
RJ: 21 3380-5930 | 3380-5923 UNIDADE DE NEGÓCIOS — RIO DE JANEIRO
BSB: 61 3316-9584 GERENTE DE NEGÓCIOS MULTIPLATAFORMA RJ: Rogerio Pereira Ponce de Leon; EXECUTIVOS MULTIPLATAFORMA: Daniela Nunes,
Lopes Chahim, Juliane Ribeiro Silva, Maria Cristina Machado e Pedro Paulo Rios Vieira dos Santos
NA INTERNET: www.assineglobo.com.br/sac | 4003-9393
UNIDADE DE NEGÓCIOS — BRASÍLIA
LICENCIAMENTO DE CONTEÚDO: 11 3767-7005 | venda_conteudo@
GERENTE MULTIPLATAFORMA: Barbara Costa Freitas Silva;
edglobo.com.br
EXECUTIVA MULTIPLATAFORMA: Camila Amaral da Silva e Jorge Bicalho Felix Junior
ASSINATURAS: 4003-9393 | www.sacglobo.com.br
EDIÇÕES ANTERIORES: O pedido será atendido através do jornaleiro EGCN
ao preço da edição atual, desde que haja disponibilidade de estoque. CONSULTORA DE MARCAS: Olivia Cipolla Bolonha
Faça seu pedido na banca mais próxima. ESTÚDIO GLOBO
PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO: Caio Henrique Caprioli, Ligia Rangel Cavalieri e Luiz Claudio dos Santos Faria
pegn@edglobo.com.br AUDIÊNCIA
DIRETOR DE MARKETING CONSUMIDOR: Cristiano Augusto Soares Santos;
DIRETOR DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO COMERCIAL: Ednei Zampese;
GERENTE DE VENDAS CANAIS INDIRETOS: Reginaldo Moreira da Silva; GERENTE DE CRIAÇÃO: Valter Bicudo Silva Neto;
COORDENADORES DE MARKETING: Eduardo Roccato Almeida e Patricia Aparecida Fachetti

O Bureau Veritas Certification, com base nos processos e procedimentos descritos no


seu Relatório de Verificação, adotando um nível de confiança razoável, declara que o
Inventário de Gases de Efeito Estufa - Ano 2011, da Editora Globo S.A., é preciso, confiável P equenas e mPresas & G randes n eGócios é uma publicação mensal da EDITORA GLOBO S.A. – Av. 9 de Julho, 5229, Jardim Paulista, São Paulo (SP),
e livre de erro ou distorção e é uma representação equitativa dos dados e informações de
GEE sobre o período de referência, para o escopo definido; foi elaborado em conformidade CEP 01407-907 – Tel. 11 3767-7000. Distribuidor para todo o Brasil: Dinap - Distribuidora Nacional de Publicações;
com a NBR ISO 14064-1:2007 e Especificações do Programa Brasileiro GHG Protocol. Impressão: Plural Indústria Gráfica Ltda. – Avenida Marcos Penteado de Ulhoa Rodrigues, 700 – Tamboré – Santana de Parnaíba, São Paulo, SP – CEP 06543-001

8 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017

www . revistapegn . com . br


apresenta

ACELERE SUA EMPRESA


Com diversos dispositivos disponíveis no mercado, é preciso fazer a escolha certa na
hora de renovar a sua empresa e impulsionar o crescimento dos negócios

U
ma pesquisa divulgada pela DesenvolveSP (Agência de De- prejuízos e impactos negativos na produtividade de seus negócios.
senvolvimento Paulista) mostra que 80% dos empreende- Além disso, o Windows 10 Pro pré-instalado utiliza o recurso Bitlock-
dores do estado planejam aumentar o investimento em in- er para criptografar e proteger os dados salvos no disco rígido dos
ovação em 2017, enquanto somente 4% não planeja investir na área dispositivos. Somada ao Firewall do sistema, a funcionalidade im-
nos próximos três anos. pede o vazamento de dados, bloqueia ataques de hackers e protege
O dado é sintomático e mostra que inovar deixou de ser uma opção contra diferentes malwares. Outro diferencial importante é que as
e virou obrigatoriedade. Existe, no entanto, um impeditivo prático, já máquinas com Windows 10 Pro pré-instalado vem com o Windows
que a verba para Pesquisa e Desenvolvimento em uma pequena em- Defender, antivírus gratuito que aumenta ainda mais os níveis de
presa é normalmente mais limitada que em uma grande corporação. segurança do dispositivo.
Um dos caminhos mais eficientes para colocar a sua empresa no Em paralelo, o navegador Microsoft Edge conta com recursos
patamar de inovação, segurança e produtividade necessário para próprios para evitar a conexão com sites maliciosos, utilizando os
acelerar os negócios é renovar os computadores utilizados, trocan- dados de computação em nuvem para ter maior precisão no blo-
do-os por máquinas de maior performance e que possuem recursos queio de endereços contaminados, que podem prejudicar, inclusive,
otimizados. Nesse contexto, os dispositivos com o sistema opera- o bom funcionamento do hardware do seu computador.
cional Windows 10 Pro pré-instalado despontam como a opção mais Uma ferramenta extra que integra os dispositivos com Windows 10
moderna e adequada à atual realidade de empresas dos mais diver- Pro é o Office 365 para empresas, que permite que colaboradores
sos portes e segmentos. possam acessar, editar e fazer anotações em documentos hospedados
O Windows 10 Pro já vem pré-instalado em uma ampla gama de na nuvem. Para realizar o gerenciamento de contas, logins e senhas
dispositivos, que vai de desktops a notebooks dois-em-um. O siste- dos arquivos hospedados na nuvem, os líderes podem contar com a
ma traz melhorias desenvolvidas para impulsionar a produtividade facilidade do sistema Azure AD, que gerencia dados de forma segura
das empresas e otimizar o fluxo de trabalho de colaboradores por e acessível somente para os usuários previamente selecionados.
meio de diversos recursos que garantem uma interface mais ágil e Por tudo isso, os dispositivos de alta performance com Win-
pessoal, como é o caso da assistente Cortana, que pode auxiliar a dows 10 Pro oferecem a melhor solução para acelerar os negóci-
organização de tarefas diárias, entre outras funções. os e atingir resultados rápidos, com estrutura mais enxuta, de
Ao dar preferência a dispositivos com o sistema operacional Win- forma mais segura, para que cada colaborador trabalhe como e
dows 10 Pro pré-instalado, o empresário evita os riscos da exposição onde puder, agregando mais produtividade e qualidade de vida
a versões falsificadas do sistema que poderiam acarretar enormes ao dia a dia profissional.

CONTEÚDO PRODUZIDO POR


Um dia especial
para donos de bares
e restaurantes

Prepare-se: a primeira edição do PEGN Labs Bares e Restaurantes está marcada para o dia 27 de março.
Um dia. Vários palestrantes. Tendências, boas práticas e a oportunidade de fazer networking com
empreendedores experientes e especialistas de um dos setores que mais crescem no Brasil. Participe!

Entre em contato pelo e-mail Apoio: Realização:


pegnlabs@edglobo.com.br
TENDÊNCIAS,
EMPRESAS E
PESSOAS QUE
INSPIRAM
Edição: Robson Viturino e Thomaz Gomes

NOVOS NEGÓCIOS

TECNOLOGIA A HE: Labs faz parte de uma nova geração de estúdios digitais que combinam serviços
de tecnologia com inteligência de negócios. Fundada em 2011, a empresa carioca aposta
em metodologias de desenvolvimento ágil — nome dado às técnicas baseadas em ci-
INTELIGÊNCIA clos diários de testes e programação — para finalizar protótipos de sites e aplicativos
em até duas semanas. “O processo inclui a avaliação do modelo de negócio e da viabi-
DIGITAL lidade de implantação do projeto. Acompanhamos o cliente em todas as pontas”, diz o
A HE: Labs fatura R$ 8,5 milhões sócio Raphael Ozawa, 34 anos. Inicialmente voltada para startups, a HE: Labs passou
por ano com serviços de consultoria a atender a empresas como Kroton Educacional e Locaweb para ampliar suas áreas
tecnológica para startups e
grandes empresas de atuação. A frente corporativa também reúne serviços de consultoria estratégica e a
integração entre equipes comerciais e núcleos de tecnologia. No ano passado, o fatura-
Thomaz Gomes mento foi de R$ 8,5 milhões. “Adotar um posicionamento multidisciplinar nos permitiu
atender clientes em diversos estágios tecnológicos”, afirma Ozawa.

FOTO: CELSO DONI /Editora Globo MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 11
US$ 12,5 BILHÕES
TUDO foi o faturamento acumulado da indústria brasileira de
EMCASA software em 2015. Desse valor, apenas US$ 245 milhões
(menos de 2%) vieram de vendas internacionais.
FONTE: ABES (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE SOFTWARE)

NOVOS NEGÓCIOS

GESTÃO Impulsionados pelos movimentos mensagens, compartilhem arquivos e


de horizontalização de equipes, os sis- acompanhem o cumprimento de prazos
temas de gestão colaborativa passaram em tempo real. “A ideia é oferecer uma
PROJETOS a ser adotados em empresas de diferen-
tes setores. De olho nessa tendência, os
interface na qual gestores e equipes pos-
sam se comunicar de forma simples e
NA NUVEM sócios Jesuino Lopes, 48 anos, André transparente”, diz Fleury. Capitalizada
Depois de consolidar uma base Fleury, 44, e Cláudio Barizon, 45 (na foto, por R$ 1 milhão de investimentos-anjo,
inicial de 2,5 mil usuários, a Zehnk da esq. para a dir.), criaram a Zehnk, pla- a startup levantou uma base de 2,5 mil
tem como próximo desafio a taforma carioca que reúne processos usuários nos seis primeiros meses de
conquista da primeira geração
de clientes pagantes operacionais de diversas áreas em ape- operação. O modelo de negócio é basea-
nas uma ferramenta. A exemplo de apli- do na cobrança de assinaturas — os pla-
Angela Miguel cativos como Trello e Slack, a solução da nos mensais devem ser lançados no final
Zehnk é baseada em painéis interativos do mês por valores a partir de R$ 99. “A
de tarefas. O sistema é hospedado na nu- expectativa é atingir 5 mil usuários pa-
vem e permite que os usuários troquem gantes até o final de 2017”, afirma.

12 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTO: MARCELO CORREA/Editora Globo

www . revistapegn . com . br


www.ead.sebrae.com.br

Como inovar?

fornecedores?

Concorrência?

Calma.

Acesse o portal
de educação A distância
do sebrae.

E o melhor de tudo: é grátis.

O Portal de Educação a Distância do Sebrae oferece cursos durante o ano


inteiro e você aprende sem sair de perto da sua empresa . As vagas são
ilimitadas com início imediato e você ainda conta com o suporte de tutores
para esclarecer suas dúvidas. Tudo prático, interativo e o melhor: GRATUITO.
Clique, aprenda e empreenda.

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br


ÍNDICE DE Centro Oeste 50,22
TRATAMENTO Sudeste 47,39
DE ESGOTO
RANKING POR REGIÃO Sul 41,43
32,11
DACOLETA (em %) Nordeste
Norte 16,42
FONTE: INSTITUTO TRATA BRASIL

NOVOS NEGÓCIOS

SUSTENTABILIDADE Atualmente, cerca de 100 milhões de cursos, a técnica reduz os custos com
brasileiros não têm acesso à rede de descartes de poluentes”, diz o fundador
esgoto. Para atender a essa demanda, Caius Camargo, 37 anos (à esq.). Lança-
SANEAMENTO a Rewater desenvolve soluções de tra-
tamento de água para orgãos públicos,
da em 2015, com um aporte de R$ 1,5 mi-
lhão da holding de investimentos Salix
NADA BÁSICO indústrias e condomínios residenciais. Group, a Rewater já realizou 43 projetos
Ao apostar em tecnologias Baseados em tecnologias de hidrocavi- no país. Com uma lista de clientes que
alternativas de tratamento de tação (injeção de moléculas de oxigênio inclui o frigorífico JBS e o governo de
água, a Rewater fechou o ano sob pressão), os sistemas da empresa São Paulo, a empresa fechou 2016 com
passado com um faturamento
de R$ 3,5 milhões paulista promovem a limpeza de efluen- um faturamento de R$ 3,5 milhões. Se-
tes químicos e orgânicos sem gerar no- gundo o CEO Sérgio Groba, 43 anos, o
Angela Miguel vos resíduos no meio ambiente. “Trata- número deve chegar aos R$ 7 milhões
se de um processo natural que dissolve até o final do ano. “Atuamos em áreas
as moléculas de sujeira na própria água. diversificadas. Isso ajuda a minimizar os
Além de viabilizar a reutilização de re- riscos de flutuações setoriais”, afirma.

14 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTO: CELSO DONI/Editora Globo

www . revistapegn . com . br


menos
burOcracia,
mais
crédito
Lançado pelo Sebrae, o programa EMPREENDER MAIS SIMPLES firma
parcerias com o Governo Federal e o Banco do Brasil, aumentando a oferta
de financiamentos e simplificando a gestão das micro e pequenas empresas

O Menos fichas para preencher,


Brasil é um dos países que mais empreendem no
mundo. Prova disso é a importância dos pequenos
negócios para a economia. Hoje, o setor representa mais tempo para gerenciar
27% do PIB e 44,1% da massa salarial. Entretanto, abrir um ne- O convênio entre o Sebrae e o Governo Federal prevê o de-
gócio e cuidar da gestão da empresa são missões que exigem senvolvimento e a melhoria de 10 sistemas informatizados para
do empresário brasileiro mais de 2.600 horas por ano, ou seja, gestão de empresas. Para isso, o Sebrae investirá R$ 200 milhões
exatos 108 dias, para calcular e pagar impostos e contribuições. até o final deste ano.
Os números são da pesquisa Doing Business, do Banco Mundial. “Teremos um sistema 100% informatizado, que o empreen-
Pensando justamente em corrigir esse gargalo e tam- dedor ou contador poderá acessar de maneira muito simples.
bém ampliar e orientar a oferta de crédito, o Sebrae lançou Tudo o que ele precisa é de um computador e de uma banda
o programa “Empreender Mais Simples: menos burocracia, larga. O desenvolvimento dessas ferramentas permitirá um
mais crédito”– um convênio firmado com o Governo Fede- maior enfoque na gestão, fazendo o investidor ganhar em
ral e o Banco do Brasil, lançado este ano. produtividade e competitividade”, explica Carlos Baião, assessor
“Queremos simplificar a vida dos empresários. Criar da presidência do Sebrae.
condições para que eles gastem menos tempo com as Uma das principais melhorias será no portal e-Social. Nes-
obrigações acessórias e mais com a gestão do negócio. se ambiente, os empreendedores poderão cumprir de forma
Também vamos facilitar o acesso a crédito com orien- unificada suas obrigações trabalhistas e previdenciárias. Além
tação, para não haver riscos de inadimplência. São ini- disso, acontecerão a ampliação e a implementação do sistema
ciativas para aumentar a geração de trabalho e renda RedeSimples para todo o Brasil, facilitando a abertura de novas
no país por meio do empreendedorismo”, diz Guilherme empresas, e melhorias no Portal do Empreendedor.
Afif Domingos, presidente do Sebrae. Os sistemas que serão desenvolvidos contemplam a cria-
A seguir, conheça os detalhes de cada uma das par- ção de um banco de dados que concentre todas as informa-
cerias e como as micro e pequenas empresas (MPEs) ções das pequenas empresas e de um sistema de pagamento
serão beneficiadas. do Simples Nacional.

INFORME SEBRAE. Presidente do Conselho Deliberativo Nacional: Robson Braga de Andrade. Diretor-Presidente: Afif Domingos. Diretora Técnica: Heloísa Guimarães de Menezes.
Diretor de Administração e Finanças: Vinicius Lages. Gerente de Gestão de Marketing: Fernando Bandeira. Edição: Larissa Meira. 0800 570 0800
Passo a passo
do FINANCIAMENTO
1 2 3 4
Sebrae encaminha ao Definida a Sebrae oferece Caso o Sebrae
Banco do Brasil uma necessidade de orientação para identifique
relação de empresas crédito, o Sebrae melhoria da gestão uma situação
assessoradas e, após encaminha da empresa e garante de alerta, orientará
avaliação prévia, visita a empresa acompanhamento a empresa
as empresas para o Banco para evitar que para a
indicadas e realiza do Brasil para determinadas superação dessa
um diagnóstico aquisição do situações levem à dificuldade
econômico crédito inadimplência momentânea

orientação reduz risco de inadimplência


Em parceria com o Sebrae, o Banco do Brasil disponibilizará empréstimos sejam o remédio e não o veneno do microem-
duas linhas de crédito para que os microempreendedores se preendedor”, reforça Carlos Baião.
fortaleçam e vençam esse momento de crise. No total, será Outra vantagem será o Fundo de Aval às Micro ePeque-
ofertado um valor de R$ 8,2 bilhões – R$ 1,2 bilhão por meio nas Empresas, que oferece aval complementar do Sebrae, em
da linha Proger Urbano Capital de Giro, com recursos do Fun- 80% das operações de crédito, para pequenos negócios com
do do Amparo ao Trabalhador (FAT), e R$ 7 bilhões da linha renda até R$ 3,6 milhões ao ano.
BNDES Capital de Giro Progeren. A previsão é que os primeiros créditos sejam concedidos
Para diminuir os riscos de inadimplência, o crédito será ainda no mês de março. Os valores provenientes do Proger
orientado. O Sebrae e ntrará em ação nessa etapa, garantindo Urbano Capital de Giro terão prazo de pagamento de até 48
o uso consciente dos recursos. “Já estamos recrutando um meses, isenção de IOF, carência de 12 meses para pagamento
exército de agentes experientes em consultoria financeira – no da primeira parcela e juros a partir de 1,56% ao mês. Já pelo
geral, aposentados acima de 60 anos. Caberá a esses espe- BNDES Capital de Giro Progeren, as MPEs poderão financiar
cialistas fazer um diagnóstico da empresa, elaborando uma com prazo de até 60 meses, carência de 12 meses eencargos
proposta de pré e pós-crédito. O objetivo é garantir que esses totais a partir de 1,63% ao mês.

MELHORIAS E NOVOS SISTEMAS PARA 2017


junho dezembro
• Isenção de IPI e IOF – automatização do • Rede Simples – unifica o registro e o
pedido para aquisição de veículos por licenciamento de e mpresas.
optantes do Simples. • Restituição Automatizada do Simples Nacional
• Pagamento do Simples por modalidade eletrônica – reduz para 60 dias a restituição às MPEs.
– facilita o recolhimento do Simples Nacional. • Portal do Empreendedor – melhorias na
• Parcelamento do Simples Nacional – facilita o adimplência no pagamento das
acesso ao parcelamento de débitos obrigações e mais segurança no
tributários. processo de formalização.

sebrae.com.br facebook. com/sebrae twitter.com/sebrae youtube.com/tvsebrae plus.google.com/+sebrae 0800 570 0800


Criado por Pequenas Empresas & Grandes Negócios, o
Conte sua História tem como objetivo oferecer um espaço
para novos empreendedores apresentarem seus projetos
O PROJETO e modelos de negócio. Os vencedores têm as suas
trajetórias publicada no site e na revista

CONTE SUA HISTÓRIA

INOVAÇÃO PARA A INDÚSTRIA


Especializada em tecnologias para o setor automotivo, a paulista
Autaza conquista o primeiro lugar do projeto Conte sua História PITCH
CAMPEÃO
Igor dos Santos Renan Padovani,
da Autaza, durante
a apresentação
Realizada no final de fevereiro, a últi- da empresa
ma edição do Conte sua História levou sete
startups ao palco da Feira do Empreendedor,
realizada pelo Sebrae-SP. Assim como nas
etapas anteriores, cada participante teve di-
reito a apresentar um pitch de quatro minu-
tos para um júri formado por especialistas
e representantes da revista Pequenas Em-
presas & Grandes Negócios. O primeiro
lugar ficou com a Autaza, empresa paulista
especializada em tecnologias de visão com-
putacional. Voltadas para clientes do setor
industrial, as soluções desenvolvidas pela
startup ajudam a automatizar processos
de controle de qualidade. “Nosso software
identifica defeitos nas primeiras fases da li-
nha de montagem. A análise antecipada de
falhas evita que o restante do lote seja in-
validado”, afirma o sócio-fundador Renan
Padovani, 23 anos.
Fundada no início de 2016, a Autaza tem
como principal cliente a General Motors —
a montadora usa a tecnologia da startup em
sua fábrica de São Caetano do Sul (SP). No
ano passado, a parceria resultou em um fatu-
ramento de R$ 300 mil. Depois de conquistar
o primeiro grande cliente do setor automo- O VENCEDOR
tivo, Padovani tem como meta a expansão
AUTAZA
para outros países e segmentos. “Queremos
internacionalizar a operação e levar a nossa O QUE FAZ:
tecnologia para o mercado de embalagens. A Ajuda a automatizar processos de controle de qualidade
visibilidade oferecida pela PEGN será essen- FATURAMENTO (EM 2016):
R$ 300 mil
cial para buscar essas oportunidades”, diz.

MENÇÃO HONROSA | Conheça as outras seis finalistas do concurso

DSPGEO MATURI JOBS FISHTANK PHELCOM TESTR NEARBEE

Startup Plataforma de Sistema A partir da captura Plataforma de Aplicativo de


especializada empregos para de análise de imagens da pesquisa de emergências médicas.
em análise de pessoas com de dados retina, a startup experiência do usuário. Tem como objetivo
imagens sísmicas mais de 50 anos voltado para criou um sistema Voltada para serviços conectar usuários
(feitas a partir da que procuram o estudo do que gera fotografias web, a tecnologia que precisam de
propagação do recolocação e comportamento de alta resolução funciona a partir de ajuda a socorristas
som) para o setor capacitação de clientes em para diagnósticos testes de navegação voluntários da
de óleo e gás profissional lojas físicas médicos com clientes reais mesma região

FOTO: CELSO DONI/Editora Globo MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 19
India 7 Argentina 3 Vietnã 2
Nacionalidade
CARAVANA das empresas que Indonésia 7 México 2 Colômbia 1
MULTICULTURAL participaram do
Launchpad Accelerator Brasil 6 Tailândia 2 Filipinas 1

VALE DO SILÍCIO I

POR DENTRO DO LAUNCHPAD


Os bastidores do programa de aceleração do Google voltado para startups de países emergentes

Thomaz Gomes, de São Francisco*

No final de janeiro, fundadores


de 31 startups embarcaram para
1
uma imersão de duas semanas no
Vale do Silício. Após passar por
um processo seletivo que atraiu
mais de 1,2 mil candidatos, o gru-
po de empreendedores formava
a terceira turma do Launchpad
Accelerator, programa de acele-
ração do Google voltado para pa-
íses da Ásia e da América Latina.
Lançada em 2015, a iniciativa é
baseada em ciclos de mentoria
e capacitação atrelados a apor-
tes de US$ 150 mil (US$ 50 mil
em dinheiro e US$ 100 mil em
produtos do Google). “Não pe-
dimos participações societárias
nas empresas. O objetivo é aju-
dar a consolidar ecossistemas
de negócio e estreitar a relação
com startups de países emergen-
tes”, diz Roy Glasberg, responsá-
vel pelo programa (veja entrevis-
ta na pág. 22). Com uma agenda
de palestras e sessões individu-
ais de consultoria, a última edi-
ção do Launchpad também mar-
cou a inauguração da nova sede
do programa, em São Francisco.
Foi nesse espaço, localizado na
esquina das ruas Beale e Howard,
em meio ao centro financeiro da
cidade, que startups de nove pa-
íses — incluindo as brasileiras
Dog Hero, Quinto Andar, Mo-
bills, Delivery Direto, Meus Pe-
didos e Portal Telemedicina —
se reuniram com uma equipe de
mais de 100 mentores convida- DUAS SEMANAS PARA REPENSAR A EMPRESA
dos pelo Google. Veja ao lado co- 1. As sessões individuais de mentoria são organizadas a partir de necessidades específicas dos
mo foi a rotina dos participan- fundadores; 2. O Launchpad promove palestras abertas e colaborativas sobre temas de interesse
tes e as impressões da delega- geral, como gestão de pessoas; 3. A última edição reuniu empreendedores de nove países
da Ásia e da América Latina; 4. A interação entre os participantes é um dos pilares do programa
ção nacional sobre o programa.

20 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTOS: DIVULGAÇÃO, THOMAZ GOMES / Editora Globo

www . revistapegn . com . br


NOVA As inscrições para a próxima turma do Google Accelerator Launchpad
SELEÇÃO foram abertas no início do mês. Para preencher o formulário e saber mais
sobre o processo seletivo, acesse www.developers.google.com/startups

CARAVANA NACIONAL
OS APRENDIZADOS DAS STARTUPS BRASILEIRAS QUE PARTICIPARAM DO LAUNCHPAD

2
André Penha, Fernando Gadotti, Tiago Brandes
37 anos, sócio 32 anos, sócio da 30 anos, diretor-
do QuintoAndar, DogHero, marketplace executivo da Meus
site de aluguel de de hospedagem e Pedidos, sistema para
apartamentos serviços para pets equipes de vendas

“ O alto nível do time


de mentores foi o
destaque do programa.
Conseguimos nos conec-
tar com profissionais de
“ Os questionamen-
tos levantados por
mentores e desenvolve-
dores foram mais valiosos
do que as sessões de
“ A preocupação
em criar negócios
escaláveis é um dos maiores
diferenciais das startups
do Vale do Silício. O Google
empresas como Uber e consultoria e acompa- Launchpad foi uma excelente
Airbnb, que nos apresen- nhamento. As interações oportunidade de interagir
taram novas tecnologias e com empreendedores de com mentores, especialistas
estratégias de negócio. O diversos países também e consultores orientados
acesso a empreendedores nos ajudaram a identificar por essa mentalidade.
e executivos que já passa- problemas que estavam Ao trocar experiências
3 ram por desafios similares passando despercebi- com esses profissionais,
aos do QuintoAndar foi dos — e a resolvê-los conseguimos adotar uma
essencial para ampliar a a partir de estratégias visão mais globalizada
nossa perspectiva sobre testadas e comprovadas do nosso produto e da
o potencial da empresa” por outras empresas” nossa estratégia”

Carlos Terceiro Batista, Fernando Okumura, Rafael Figueroa,


25 anos, sócio- 38 anos, sócio do 30 anos, CEO do
fundador do Mobills, Delivery Direto, sistema Portal Telemedicina,
aplicativo de de de gestão de vendas plataforma de
finanças pessoais para restaurantes análises clínicas

“ “ “
4
Foram duas semanas Os conselhos que O fato de o
intensas de mentoria recebemos durante Launchpad não pedir
e relacionamento. o programa nos ajudaram participações nas empresas
As sessões individuais a desenvolver novas resulta em um ciclo de
englobaram todas as áreas competências de vendas. aceleração mais aberto e
da empresa, da jornada O time de especialistas flexível. Como não existe
do usuário à estruturação convidado pelo Launchpad a pressão de apresentar
da área de recursos apresentou técnicas retorno financeiro, os
humanos. O conteúdo foi bastante assertivas participantes podem
apresentado a partir de para melhorar nossas focar nos problemas que
um viés prático e didático. estratégias de fidelização realmente afetam o seu
Além disso, foi uma boa de clientes e de captação dia a dia. O modelo também
maneira de estreitar o de investimentos. é interessante para o
nosso relacionamento Pretendemos aproveitar a Google, que fortalece sua
— e pensar em novas experiência para acelerar o presença entre startups
parcerias — com o Google” nosso plano de expansão” de países emergentes”

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 21


60 65
Investimentos 38
CAPITAL feitos por fundos de
12 17 18 20
PRIVADO corporate venture
(em US$ bilhões) 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016

VALE DO SILÍCIO II

“AINDA FALTA UM GRANDE CASO DE


SUCESSO QUE MOTIVE NOVAS GERAÇÕES
DE EMPREENDEDORES BRASILEIROS”
À frente do principal programa de aceleração do Google, Roy Glasberg destaca
a importância do corporate venture na formação de ecossistemas de inovação

Thomaz Gomes, de São Francisco*

Responsável pelas iniciati- Que outros fatores criam


vas de apoio a startups do
Google, o israelense Roy Glas-
um ambiente favorável pa-
ra startups?
“Nenhum ecossistema de
berg, 40 anos, é a mente por trás A presença de investidores com negócios se sustenta sem
do Launchpad Accelerator, pro- visão de longo prazo é essencial.
grama de aceleração e mentoria Nenhum ecossistema de negó- uma cadeia de acesso a
voltado para empreendedores da
Ásia e da América Latina. Lan-
cios se sustenta sem uma cadeia
de acesso a capital. Isso ainda é capital. Isso ainda é um
çada em 2015, a iniciativa já ofe-
receu cerca de US$ 80 milhões
um enorme desafio nos países
da América Latina. A falta de ca-
enorme desafio nos países
(entre investimentos, serviços
e consultoria) para talentos de
sos de sucesso global acaba au-
mentando a percepção sobre
da América Latina”
países emergentes. Sua tercei- o nível de risco da região. Isso
ra edição foi realizada no início faz com que muitos investido- na de capital semente nos países
de fevereiro, em São Francisco, res tentem se proteger pedindo emergentes. Acredito que todas
e reuniu 31 participantes, sendo participações muito altas em tro- as companhias deveriam se com-
seis do Brasil e os demais de Ín- ca de aportes relativamente bai- prometer com isso.
dia, México, Indonésia, Argenti- xos. Com isso, a empresa acaba
na, Colômbia, Filipinas, Tailân- ficando menos atraente para as Qual é o posicionamento do
dia e Vietnã. A seguir, Glasberg rodadas seguintes. Google nesse sentido?
fala sobre o potencial da colabo- Não tenho expectativas de atingir
ração entre startups e grandes Como os programas de ino- metas de vendas no final do pro-
empresas de tecnologia. vação corporativa se encai- cesso. O programa perderia o seu
xam nesse contexto? propósito se eu começasse a ana-
Programas de grandes empresas, lisar a questão sob a perspectiva
O que motivou a criação do como é o caso do Launchpad, cos- de retorno sobre investimento.
Launchpad Accelerator? tumam esperar contrapartidas A área de aquisições do Google
O acesso a grupos de mentores menos agressivas do que as exi- e o Launchpad são entidades se-
qualificados é um dos principais gidas pelos fundos de capital de paradas e independentes. É por
fatores de sucesso do Vale do Si- risco. As corporações que inves- isso que não pedimos participa-
lício. Ao longo dos anos, nós do tem nesse tipo de iniciativa não ções nas empresas.
Google criamos uma ampla rede dependem desses investimentos
de mentores e de estratégias de para sobreviver. Diferentemen- Mas existe alguma expecta-
negócio. O Launchpad foi uma te das outras modalidades de in- tiva de retorno, certo?
maneira de compartilhar isso vestimento, não estão em busca Pedimos apenas para que as
com o mundo. Queremos usar de oportunidades bilionárias no startups continuem a trabalhar
esse modelo para ajudar países curto prazo. Esse tipo de apoio, e a compartilhar os seus resul-
emergentes a criar empresas de o corporate venture, tem se re- tados com a gente. Queremos
impacto e desenvolver seus pró- velado como uma peça muito im- aprender com os desafios que
prios ecossistemas de startups. portante para preencher a lacu- elas enfrentam. O Google pos-

22 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTO: DIVULGAÇÃO

www . revistapegn . com . br


UM BENEFÍCIO
QUE NÃO CUSTA
NADA PARA SUA
EMPRESA E VALE
MUITO PARA SEUS
FUNCIONÁRIOS.
CONHEÇA A
NOVA SOLUÇÃO DE
CONVÊNIO FARMÁCIA
DO GRUPO DPSP.

DO TAMANHO DA SUA EMPRESA: de 50 a 250 funcionários;


É PRÁTICO: mais prazo para o funcionário pagar suas compras, através do débito em folha;
É GRÁTIS: custo zero permanente para a operação e funcionários;
É ECONÔMICO: garante descontos diferenciados em todos os medicamentos tarjados.

COMO CONTRATAR
1º PASSO: acesse DPSPCONVENIOS.COM.BR;
2º PASSO: selecione a opção PME;
3º PASSO: cadastre sua empresa em CONTRATE AGORA.
Pronto, agora é só aguardar a aprovação do seu cadastro.
Para empresas com quantidade acima de 250 funcionários, entre em contato com um de nossos
Consultores pelo vendasconvenio@dpsp.com.br ou pelos telefones (11) 3274—7524 / (21) 2472-2861.
OMBRO 1,5 mil
AMIGO é o número aproximado de programas de inovação
aberta patrocinados por grandes empresas atualmente
FONTE: GCV (GLOBAL CORPORATE VENTURING)

VALE DO SILÍCIO II

ROY
GLASBERG
No comando
sui uma infinidade de platafor- Quais são as suas impressões Como as novas políticas de do Google
Launchpad
mas e soluções para pequenas e sobre as startups brasileiras imigração do governo ame- Accelerator,
médias empresas. Boa parte des- que já participaram do pro- ricano podem afetar esse ti- o consultor
sas tecnologias é criada em locais grama do Google? po de aproximação com paí- israelense
já ajudou 76
como o Vale do Silício. Mas exis- Tenho visto muitos casos de ino- ses emergentes? startups a
tem diversos aspectos sociais e vação. A atitude dos empreende- É difícil traçar uma estratégia, refinarem
demográficos que influem pro- dores e o espírito de colaboração pois ainda não sabemos o que o produtos e
estratégias de
fundamente no modo como as me lembram muito o ecossiste- governo irá fazer. Até o momen- escala
pessoas interagem com nossas ma israelense. Mas acho que ain- to, as novas políticas não afeta-
ferramentas. Nem todos os luga- da falta um grande caso de su- ram os países das startups sele-
res possuem alta conectividade e cesso que motive novas gerações cionadas ou do time de mentores
alta penetração de smartphones de empreendedores brasileiros. que trabalha no programa. Caso
de última geração, por exemplo. Fundadores de startups preci- as restrições se intensifiquem,
Esse tipo de iniciativa é uma ma- sam assumir grandes riscos pes- pensaremos em novas maneiras
neira eficiente de entender o que soais e financeiros. Nesse senti- de oferecer os treinamentos e as
está acontecendo em mercados do, histórias que sirvam como re- sessões de mentoria. Temos es-
emergentes a partir das opiniões ferências de mercado são muito paços e talentos incríveis em di-
de desenvolvedores e empreen- importantes para motivar mais versas partes do mundo. Nós so-
dedores que usam as nossas so- pessoas a seguir pelo caminho mos o Google, resolvemos pro-
luções no dia a dia. do empreendedorismo. blemas. Daremos um jeito.

24 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 * O jornalista viajou a convite do Google

www . revistapegn . com . br


ROBÔ
85%
dos líderes de grandes corporações globais
AMIGO pretendem investir em tecnologias de
inteligência artificial nos próximos três anos.
FONTE: ACCENTURE - TECHNOLOGY VISION 2017

ESTUDO

SOBRE PESSOAS Em meio à ascensão das tecnologias de automação e das


plataformas de inteligência artificial, o capital humano deve
E MÁQUINAS continuar a ser um dos principais motores de inovação nas
empresas. É o que aponta a pesquisa Technology Vision 2017,
realizada pela consultoria americana Accenture. Baseado em
Estudo realizado pela consultoria Accenture
entrevistas com 5,4 mil executivos de 31 países, o estudo destaca
destaca as relações humanas como um
um retorno da criação de ferramentas e estratégias digitais
dos principais motores de processos de
moldadas a partir do comportamento dos usuários — e não o
inovação em grandes corporações
contrário. Veja a seguir as cinco tendências que estão emergindo
Igor Santos das novas novas relações entre pessoas, máquinas e algoritmos.

ROBÔS HUMANIZADOS
Antes usadas como ferramentas de análise de dados, as plataformas
de inteligência artificial passarão a assumir funções de porta-vozes
de empresas. Soluções como carros autônomos e chatbots são
alguns dos principais exemplos desse novo tipo de interação entre
marcas, robôs e pessoas. A complexidade das relações entre clientes,
funcionários e fornecedores deverá resultar em uma geração de
sistemas calibrados a partir de emoções e comportamentos humanos.

REDES DE NEGÓCIOS
A popularização dos serviços e dos processos colaborativos resultou na for-
mação de novas cadeias de negócios e na reformulação das relações corpo-
rativas. Em vez de sufocar fornecedores e adotar práticas predatórias, mais
empresas farão parcerias que fortaleçam políticas de longo prazo. Esse movi-
mento pode ser observado em programas de inovação patrocinados por cor-
porações e no aumento das parcerias entre multinacionais e startups.

CONEXÃO AFETIVA
Experiências de usuário personalizadas também estão em alta. O
momento é favorável para empresas que conseguirem estabelecer
uma conexão afetiva com seu público. Ou seja, quanto mais as
pessoas confiarem em uma marca, mais elas estarão dispostas a
compartilhar dados e consumir produtos. Tal cenário tende a forta-
lecer negócios como redes sociais e aplicativos de nicho.

MÃO DE OBRA LÍQUIDA


O aumento das contratações de freelancers e autônomos levantou novos
questionamentos sobre direitos trabalhistas e gestão de equipes (o Uber que o
diga). O equilíbrio entre o potencial das plataformas tecnológicas e o respeito
às necessidades individuais será essencial para engajar colaboradores nesse
novo cenário. Empresas que investirem na qualificação de seus funcionários e
em pacotes de remuneração justos terão mais potencial humano para seguir
em frente na revolução digital, liderando esse processo.

NOVOS TERRITÓRIOS
A consagração de empresas como Netflix, Tesla e Airbnb trouxe consigo
a formação de novas indústrias digitais. Assim como em todo processo
de disrupção, novas regras precisam ser definidas. Empresas que
assumirem um papel de protagonismo na hora de desbravar novos
territórios (incluindo os legislativos) tendem a ganhar papéis de destaque.

26 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 ILUSTRAÇÃO: FELIPE YATABE

www . revistapegn . com . br


Existem cerca de 1,3 mil espaços de coworking abertos
PORTAS no mundo. Distribuídos entre 746 países, esses locais
oferecem mais de 76 mil estações de trabalho para
ABERTAS empreendedores e profissionais autônomos
FONTE: GLOBAL COWORKING MAP

ESCRITÓRIO

UM NOVO ESPAÇO PARA STARTUPS


Rede de coworking CO.W. inaugura unidade de 1,4 mil metros quadrados na zona sul de São Paulo

Thomaz Gomes

A ascensão dos modelos de negócio colaborativos fez com quentadores em um ambiente alegre e descontraído”, diz o
que muitos espaços de coworking passassem a ser usados sócio Renato Auriemo, 41 anos. Em sua fase inicial, o CO.W.
como pontos de encontro para fundadores de startups — terá capacidade para abrigar cerca de 280 residentes. O pro-
e não apenas como um local para dividir as contas. Ao ob- jeto prevê um plano de expansão de R$ 1,5 milhão, que de-
servar essa tendência, os fundadores da CO.W., rede de es- ve ampliar a área da unidade em 600 metros quadrados. A
critórios com presença em Joinville e São Paulo, decidiram inauguração está prevista para o início de abril. Na etapa
investir R$ 4 milhões na abertura de uma megaunidade na de lançamento, os preços das mensalidades deverão variar
capital paulista. Localizado próximo à avenida Engenheiro entre R$ 390 (bancada compartilhada) e R$ 2,5 mil (sala fe-
Luís Carlos Berrini, zona sul da cidade, o espaço será insta- chada para quatro pessoas). Os pacotes também incluirão
lado em uma área construída de 1,4 mil metros quadrados. um plano de R$ 120 para clientes interessados apenas em
“Além de oferecer infraestrutura de trabalho, o imóvel te- participar das atividades que serão promovidas pelo local.
rá áreas abertas de convivência e uma agenda intensa de “A ideia é oferecer um laboratório de inovação para empre-
eventos. O objetivo é incentivar as interações entre os fre- sas de todos os setores”, afirma Auriemo.

PONTO DE
ENCONTRO
Simulação de área
externa do
CO.W. Berrini

CONEXÕES EMPREENDEDORAS
O que a nova unidade da CO.W. oferecerá aos frequentadores do local
AGENDA DE LABORATÓRIOS CLUBE DE CONEXÕES
CONTEÚDO DE INOVAÇÃO VANTAGENS LOCAIS

Para promover a capacitação e A nova unidade também Presente nas outras Para fortalecer a presença entre
a troca de experiências entre os abrigará programas unidades, o Milky Way é um comunidades de empreendedores,
inquilinos, o CO.W. Berrini terá patrocinados por grandes cartão de fidelidade que dará os sócios apostam em parcerias com
uma área dedicada a palestras e empresas, como hackathons descontos em academias, orgãos de fomento e associações
eventos de negócio. A curadoria e competições de startups. bares e restaurantes da de startups. Entre elas, está a
será feita pelos gestores do espaço As negociações estão sendo região. O objetivo é ajudar ACATE (Associação Catarinense
e por uma rede de parceiros lideradas pela HYER, consultoria a melhorar a qualidade de de Empresas de Tecnologia), que
convidados para fortalecer a rede especializada em projetos vida dos frequentadores sem escolheu o CO.W. Berrini para abrigar
de contatos da operação. de inovação corporativa. gerar custos adicionais. o seu escritório em São Paulo.

27 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTO: DIVULGAÇÃO

www . revistapegn . com . br


DESCE
372
é o número de
MAIS UMA microcervejarias em
atividade no Brasil

GASTRONOMIA

PARAÍSO DO PETISCO À SAIDEIRA

1. O fundador Paulo 1
CERVEJEIRO Pinheiro, 56 anos:
“Não vendemos
apenas um produto.
Destino obrigatório para Oferecemos aos clientes
amantes de cerveja, o Empório uma experiência
de consumo”
Alto dos Pinheiros, em São
Paulo fatura até R$ 1 milhão por 2. O EAP oferece
mês com uma carta de bebidas uma carta de
aproximadamente 600
composta por mais de 600 rótulos de cerveja. Os
opções de rótulos artesanais clientes podem levar
as garrafas para casa
Caio Patriani ou consumir a bebida
no próprio local

Ao longo de nove anos de opera- 3. As mesas coletivas


têm como objetivo
ção, o Empório Alto dos Pinheiros incentivar o contato
se consolidou como um dos prin- entre os frequentadores
cipais ícones da cena brasileira de e promover conversas
sobre a cultura cervejeira
microcervejarias artesanais. Loca-
lizado em um espaçoso galpão do 4. Produzida em
bairro de Pinheiros, zona oeste de parceria com pequenos
produtores locais, a linha
São Paulo, o estabelecimento ga- de cervejas proprietárias
nhou fama pelo pioneirismo na di- é composta por uma
vulgação da cultura cervejeira e pe- família de nove rótulos
la carta de bebidas extremamente 5. A lojinha vende
diversificada — os clientes podem acessórios como
escolher entre 44 tipos de chope e canecas, copos,
growlers (vasilhames
mais de 600 opções de rótulos en- para armazenar
garrafados. “A maioria dos bares se chope) e camisetas
limitava a oferecer opções de cer- estampadas com
marcas de cervejarias
veja clara ou escura. A diversida-
de foi o nosso diferencial para con- 6. O Empório Alto 2
quistar o público”, afirma o funda- dos Pinheiros tem
capacidade para
dor Paulo Almeida, 56 anos. acomodar até 94
Segundo o proprietário, a po- pessoas sentadas.
pularização de rótulos conside- Para atender esse
público, o espaço
rados premium foi outro fator es- conta com uma equipe
sencial para conquistar clientes de de 52 funcionários
diferentes perfis e faixas de ren-
7. No mês de janeiro,
da. “Oferecemos opções de cho- mais de 5 mil litros
pe nacional por preços a partir R$ de chope saíram das
7. Cerveja de qualidade não preci- torneiras do balcão
do EAP. Para manter a
sa ser objeto de luxo”, diz Almei- proposta diversificada,
da. Para atrair novos clientes e au- as marcas são alteradas
mentar o tempo de permanência constantemente
na casa, o local também abriga uma
estrutura de cozinha e uma loja de
roupas e acessórios temáticos. En-
tre as vendas de cervejas, roupas
e petiscos, o EAP fatura de R$ 600
mil a R$ 1 milhão por mês.

28 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTOS: DANIELA TOVIANSKI / Editora Globo

www . revistapegn . com . br


91 milhões
de litros de cervejas
91 %
das microcervejarias
artesanais foram nacionais estão localizadas
produzidos em 2016 nas regiões Sul e Sudeste
FONTE: ICB - Instituto da Cerveja Brasil - Dados do final de 2016

5 6

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 29


P R E PA R E - S E
O QUE VEM POR AÍ EM MARÇO
Débora Duarte

7/3 A 10/3 9/3 A 11/3 15/3 A 18/3


DATA DRIVEN BRASIL FESPA BRASIL 2017
Com o propósito de fortalecer o Big Data A Feira de Impressão Digital
no Brasil, o evento vai promover palestras com e Serigrafia de 2017 é destinada aos setores
foco no aumento de vendas e na prevenção de comunicação visual, sinalização, impressão
contra perdas. A ideia é apresentar cases de e decoração. Além de facilitar oportunidades
empresas que mudaram seu funcionamento de negócios, especialistas promoverão
pelo uso do Big Data. palestras sobre os temas.
Florianópolis (SC) São Paulo (SP)
www.datadrivenbrasil.com.br www.fespabrasil.com.br

EXPO BRASIL FEIRA


O evento contempla segmentos como
papelaria, embalagens e decoração e 27/3
reúne fabricantes, lojistas e importadores.
“Estimulamos que os expositores apresentem
novidades e condições especiais no evento”,
diz gestor da feira, Alexandre Torres de
Carvalho. Os organizadores estimam receber
13 mil visitantes e 120 expositores.
São Paulo (SP)
www.expobrasilfeiras.com.br

21/3 A 23/3
SUPER RIO EXPO FOOD
A 29ª edição terá como tema o processo
de tomada de decisões nos negócios de
supermercados. Realizada pela Associação de
Supermercados do Estado do Rio de Janeiro
(ASSERJ), o evento contará com workshops,
palestras e programação específica para as
mulheres executivas.
Rio de Janeiro (RJ)
www.superrio.com.br

21/3 A 24/3 PEGN LABS - BARES E RESTAURANTES


Na primeira edição do PEGN Labs, Pequenas Empresas & Grandes Negócios
ABRIN
reúne em São Paulo um grande time para debater os desafios do mercado de
Em sua 34ª edição, a Feira Internacional bares e restaurantes. Será um dia inteiro de atualização para empreendedores
de Brinquedos e Puericultura trará lançamentos interessados em discutir boas práticas, ficar por dentro de tendências e fazer
que vão pautar os negócios do setor durante todo networking. Em palestras de empresários e especialistas no setor, cases de
o ano. Paralelamente, acontecerão palestras, sucesso vão nortear a abordagem de temas com alto potencial de impacto no
reuniões de compradores com expositores e negócio, como marketing em redes sociais, gestão de equipe, finanças e inovação.
demonstrações dos novos produtos. O investimento é de R$ 290 — assinantes da revista tem 50% de desconto.

São Paulo (SP) São Paulo (SP)


www.abrin.com.br http://glo.bo/2lemFIi

30 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTOS: DIVULGAÇÃO, THINKSTOCK

www . revistapegn . com . br


MÊS EM REVISTA

O QUE ACONTECEU DE MAIS IMPORTANTE

I26/1
Com o objetivo de baixar os juros, governo limita
I5/2
Empresas se posicionam contra a decisão de
uso do rotativo do cartão de crédito. O Conselho Donald Trump que proíbe a entrada de refugiados
Monetário Nacional (CMN) estabeleceu que as e viajantes de países muçulmanos nos Estados
administradoras não poderão mais financiar o saldo Unidos. Em um tribunal de apelação federal,
devedor dos clientes por mais de 30 dias. Atualmente, as companhias se juntaram aos estados de
o consumidor que entra no crédito rotativo paga Washington e Minnesota e alegaram que a
altos juros até zerar a dívida. A partir de abril, após proibição prejudica seus negócios. A lista conta com
a fatura seguinte, a instituição financeira deverá gigantes como Apple, Google, Netflix, Uber e eBay.
oferecer uma linha de crédito com juros mais baixos.

I8/2
Confira a agenda
completa de março
no site de PEGN:
I 31/1
Começa a 10ª edição da Campus Party, o maior
Estudo do Sebrae revela que as micro e as
pequenas empresas são responsáveis por 21%
revistapegn.globo. evento de tecnologia do país, no Pavilhão de das demissões no Brasil. Segundo a instituição,
com/Agenda Exposições do Anhembi, em São Paulo (SP). esses negócios agregam 54% dos empregos
Foram seis dias de evento, que contaram com com carteira assinada e terminaram 2016 com
mais de 600 palestrantes. Entre os nomes estava um saldo negativo de 281 mil vagas. A pesquisa
Mitch Lowe, um dos fundadores da Netflix. levou em conta o Cadastro Geral de Empregados e
A feira abordou diferentes temáticas como Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.
empreendedorismo, comportamento, games e grafite.

I14/2
I 31/1
Termina o prazo para os donos de micro e pequenas
São divulgadas datas para saque das contas inativas
do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
empresas aderirem ao Simples Nacional. Empresas O calendário começa em 10 de março e é organizado
que faturam até R$ 3,6 milhões por ano puderam pelo mês de aniversário do trabalhador. Poderá ser
optar pelo regime. Quem perdeu o prazo só poderá feita a retirada de contas inativas com desligamento
entrar no sistema em 2018. Também foi a data limite até o fim de 2015. O governo estima que os saques
para as companhias alterarem seu regime tributário. injetem R$ 30 bilhões na economia.
E N T R E V I S TA

Alexandre Costa
O empreendedor paulistano de 46 anos fundou a
Cacau Show em 1988. No início, vendia ovos de Páscoa
em esquema porta a porta. Depois, começou a fazer
trufas e distribuí-las para grandes varejistas. A primeira
loja da marca foi aberta em 2000. Depois de entrar no
franchising, em 2004, a rede se expandiu e hoje tem
2.050 unidades. Costa é casado e tem três filhos.

“O FRANQUEADO DEVE
PÔR A VIDA NO NEGÓCIO”
Mariana Iwakura Anna Carolina Negri / Editora Globo

Alexandre Costa está inquieto. Estamos em meados de fevereiro e a empresa que


ele fundou em 1988, a Cacau Show, está na véspera da convenção de franqueados e
no auge dos preparativos para a Páscoa. Ele se move rapidamente pelos corredores
da sede, em Itapevi, na Grande São Paulo. Convencionais do lado de fora, os galpões
da empresa têm por dentro um quê de fantasia — as portas e as cortinas são
marrom e um aroma de chocolate ocupa os ambientes. Ao lado do estoque, uma
grande instalação conta as histórias do chocolate e da Cacau Show. Nos telões,
um avatar do próprio empreendedor faz a narração. Costa é a cara da empresa — e,
nessa condição de porta-voz, o responsável por apresentar as metas de expansão
para a rede. Na convenção feita nos dias seguintes, ele chamou a atenção para
o que considera as prioridades da Cacau Show neste ano: elevar a lucratividade
e a satisfação dos franqueados. “Nos dois últimos anos, a rentabilidade sofreu
com essa voltinha do país”, afirma Costa. Por isso, a empresa tem investido em
novos canais de vendas, como o e-commerce e as microfranquias. “O papel do
empreendedor é fazer os franqueados, os funcionários e a comunidade feliz.”

Você começou, em 1988, com um problema e sucumbe. Coloca e dar certo. Ele tem o brilho nos
US$ 500 emprestados e uma a culpa no universo, no merca- olhos que eu tinha aos 17 anos,
promessa de entregar 2 mil do, no dólar. Eu acabei de voltar quando a vida colocou o primei-
ovos que já haviam sido ven- do Vale do Silício. Estive lá na se- ro problema e eu falei “bora”. Eu
didos. Isso foi uma ação de mana passada com outros CEOs. tinha uma prontidão diante dos
uma pessoa afeita ao risco? Uma das coisas com que mais me problemas. Lá no Vale do Silício
Foi uma atitude que tomei em conectei foi o espírito empreen- eu vi como a tecnologia está mu-
relação a um problema. Dia des- dedor, a sede de realizar as coi- dando os negócios. A gente preci-
ses, alguém me disse que não dá sas. Lá conheci um garoto de 19 sa estar pronto para responder às
para ter solução antes de ter pro- anos que saiu de Osasco e foi es- mudanças. Era esse espírito que
blema. Portanto, o que fiz foi dar tudar numa escola para desenvol- eu tinha — e ainda tenho.
uma resposta. Naquele momen- vedores chamada 42. Ele vive com
to, eu podia ser vítima ou prota- R$ 200 por mês, à base de miojo. Como você pensa em trazer
gonista. Muita gente é vítima, vê Mas tem vontade de fazer coisas inovação e tecnologia para

32 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 33
E N T R E V I S TA ALEXANDRE COSTA

mercados mais tradicionais, Você é apegado aos números? quanto você evoluiu em relação
como a indústria de alimen- Quando eu visitei o Google, o ao que tinha, para ser justo. Di-
tos e as franquias? principal executivo evangeliza- gamos que eu quisesse ter 500
O Vale tem muita tecnologia pa- dor da marca falou assim: “in God lojas e fizesse 600. Ou que eu
ra melhorar o contato com o con- we trust, all others bring data” quisesse fazer 1.000 e alcanças-
sumidor, aumentar as vendas e [“Acredito em Deus, todos os ou- se 900. Desses dois cenários, se-
ser multicanal. Mas, acima de tu- tros tragam dados”, frase atribu- ria muito mais legal fazer 900. É
do, tem uma postura de continuar ída ao estatístico americano W. melhor não ter atingido a meta
se desenvolvendo. Uma das pio- Edwards Deming]. Uma das face- e ter aberto 900 do que ter bati-
res coisas que existem na vida tas do sucesso está em você en- do a meta e alcançado 600. Es-
é quando o camarada acha que contrar o equilíbrio entre muitas ses indicadores são importan-
chegou em algum lugar. ‘Queria coisas. Carinho é importante, mas tes para mensurar a qualidade
ser gerente, sou gerente, that’s it’. deve haver um equilíbrio com o do trabalho. Se você não alcança
Em um dos cursos que fiz na Sin- pragmatismo. Então, sim, nós pre- um objetivo, é preciso entender
gularity University, eu ouvi que cisamos ver cada vez mais dados. a influência do mercado. No ano
a sua taxa de crescimento é igual passado, por exemplo, a gente
ao seu desafio multiplicado pela Você gosta dos números re- pretendia crescer 18% em fatu-
sua capacidade de ataque. Quan- dondos — sua meta era alcan- ramento. Conseguimos crescer
ta energia você coloca naquilo? çar 1.000 lojas em 2010, quan- 13%. É ruim? Não, se você con-
Tem de tentar, atacar, persistir. do você fizesse 40 anos. siderar que o mercado de vare-
A gente tem de ter grandes de- jo caiu 6%. Se você não chegou
Você diz que muitas portas se safios para depois construir a re- aonde tinha de chegar, tem de
abriram para a Cacau Show alidade. Primeiro você sonha com rodar o tal do PDCA — plan, do,
ao longo do tempo. Quais fo- algo. Veja o Tesla. Alguém sonhou check e act [planejar, executar,
ram essas oportunidades e com o carro que não precisava conferir e agir] — e fazer um pla-
essas pessoas que surgiram, de motorista. Algum maluco fa- no de ações para conseguir.
às vezes até por coincidência? lou que era possível fazer. Ficou
Eu não acredito muito em coin- perfeito? Não. Mas vai ficar me- Mas você, que é a mente por
cidência. Quando se quer muito lhor. Então, primeiro sonha, de- trás da meta, fica frustra-
uma coisa e essa coisa acontece, pois constrói. Era 2003 quando eu do? Como você fica se queria
tudo parece ter acontecido por falei essa meta. Ia querer quan- 1.000 e chega a 998?
coincidência ou sorte. Mas, na tas lojas, 600? Mete sonho gran- Nesse caso, faço uma ava-
verdade, a pessoa está “chaman- de aí que a gente vai buscar. Vou liação crítica. Se chegamos
do” isso para si. Comigo aconte- sonhar ter 1.989 lojas? Porra, já a 998, precisamos entender
ceu muita coisa assim. Foi dessa que é pra sonhar, vamos sonhar por que não batemos a me-
forma que eu encontrei a dona com 3.000. Faz sentido ter sonhos ta. Porque foi muito perto,
Cleusa, a senhora que me ensinou grandes e redondos de uma vez. tá certo? Muito perto. Então,
a fazer chocolates caseiros, e co- eu fico inconformado. Meta,
nheci o senhor Dionísio, um cho- E quando a companhia não para mim, é uma coisa muito
colateiro mais profissional que atinge essas metas? séria. Falou que vai fazer, faz.
me arrumou um estágio. Houve Primeiro é preciso entender o Não tem conversa.
também fornecedores e colabo-
radores que tiveram um papel
importante... Para mim, a vida é
um encontro permanente. Ago-
ra, é preciso estar aberto para is-
so. Muita gente encontrou tudo o
que eu encontrei, mas não esta-
va aberta nem pronta para trans- “MUITA GENTE ENCONTROU
formar aquilo em oportunidade.
Eu fui para o Vale do Silício, en- O QUE EU ENCONTREI, MAS
tendeu? Reservei uma semana de
agenda e encontrei gente muito NÃO ESTAVA PRONTA PARA
interessante. Vai falar que é sorte?
Poderia não ter viajado uma se- TRANSFORMAR AQUILO EM
mana antes da convenção de fran-
queados. Mas eu me atirei nisso. UMA OPORTUNIDADE”
34 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017
www . revistapegn . com . br
para agir da mesmo forma...
[interrompe] Dá, sim. Tem um
contrato.

Você rompe o contrato?


Não, temos de esperar acabar
o contrato. Se a pessoa errar, fa-
lhar, fizer coisas erradas, a nos-
sa relação pode acabar. Se nós fa-
lharmos, pode acabar também. É
bilateral, não é unilateral.

Essa troca de franqueado no


fim do contrato acontece com
que frequência?
É raro, muito raro. Sei lá, não dá
1% das lojas por ano.

A rede entrou no franchising


em 2004 e vocês alcançaram
1.000 lojas em 2010. Como
conseguiram fazer essa ex-
pansão tão rápida para pa-
drões brasileiros?
TERRA NOVA Para padrões mundiais, né? [ri-
Alexandre Costa sos] Oferecendo um bom negócio
no terreno de
obras da fábrica para os stakeholders. Não tem se-
Você acompanha indicado- de Itapevi, que meta que eu acho que é do tama- gredo, é só oferecer um bom ne-
res de perto? foi inaugurada nho certo. Mas, se eu acho que gócio. Assim garantimos o fran-
em 2006. Até
Todos. então, a empresa está abaixo do seu potencial, eu queado feliz, o consumidor feliz
funcionava na tento convencer a subir a meta. e mais gente a fim de investir na
Mesmo nas franquias? Casa Verde, em Se eu não consigo convencer a marca e trabalhar conosco. Rece-
São Paulo
Temos o DRE [Demonstrativo pessoa, depois de muito tentar, bemos contato de 2 mil interes-
de Resultado do Exercício] de to- sigo a sua proposta ou a minha. sados por mês há muitos anos.
das as unidades, acompanhamos Ou chego no meio do caminho.
pelo sistema a lucratividade e a Como vocês fazem a seleção
qualidade de atendimento. Cla- E se a pessoa continua irre- dos franqueados?
ro que não vou saber te falar de dutível na meta mais baixa? Temos um processo. O camara-
cabeça os dados das 2.050 lojas, [pausa] Nós temos um proble- da tem de vir aqui e assistir a uma
mas eu tenho todos os números ma. Ela tem de provar por que não apresentação de cinco horas. Ele
à disposição. Por exemplo, es- vai conseguir chegar lá. Se con- tem de responder a 200 e tantas
tava vendo ontem o que aconte- seguir me provar tecnicamente, perguntas sobre o perfil dele. Pre-
ceu no Espírito Santo [a paralisa- eu vou ceder, não tem problema. cisa procurar um ponto e mandar
ção dos policiais militares levou a Agora, se ela não conseguir pro- os dados sobre o local. Só depois
uma crise de segurança no estado var... o nariz maior é o meu [ri- a gente começa a conhecer essa
em fevereiro]. As vendas caíram sos]. Mas eu uso muito pouco es- pessoa e a discutir com ela para
10%. Temos de ficar de olho nes- se poder. Quanto mais as pesso- ver se vai funcionar ou não.
ses grandes movimentos. as “comprarem” o projeto, mais
elas vão estar alinhadas e vão se Vocês fazem teste de perso-
Quando você está construin- esforçar. Não gosto de decisões nalidade com o candidato?
do essas metas, as pessoas top down e raramente as tomo. Ainda não. Mas a seleção está
questionam dizendo que não evoluindo para minimizarmos as
é possível alcançá-las? E quando é um franqueado? chances de não dar certo. Os nos-
Primeiro eu pergunto para quem Quando isso ocorre com um sos requerimentos têm evoluído.
vai executar qual é a meta que a funcionário, você pode sim- Cada vez mais, a gente entende
pessoa se daria. Na grande maio- plesmente demiti-lo. Mas quem foi o franqueado que deu
ria das vezes, ela estipula uma com o franqueado não dá certo e o que não deu. Hoje, sa-

FOTO: DIVULGAÇÃO MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 35


E N T R E V I S TA ALEXANDRE COSTA

Como seus franqueados têm


lidado com esse momento?
A gente sabe que os dois últimos
anos foram difíceis. Por isso, te-
mos feito vários programas, como
o Aluguel Show. Se o camarada faz
o trabalho dele direitinho, parti-
cipa do programa de excelência,
mantém a loja limpa e organizada
e tem vendedoras ativas, a gente
paga para ele a diferença entre o
valor médio do aluguel na rede e o
aluguel daquela loja, se for muito
mais alto. A gente também vai fa-
zer um investimento de R$ 30 mi-
lhões na rede, em descontos e pro-
gramas para ajudar o franqueado.
A meta deste ano na Cacau Show
é aumentar a lucratividade e a sa-
tisfação do franqueado.

Por que essa é a meta do ano?


Porque os dois últimos anos fo-
ram difíceis. Em 2015, a rede teve
COMPETIÇÃO um same store sale abaixo da in-
MUNDIAL flação. Em 2016, empatamos, por
Alexandre Costa causa do laCreme [linha de cho-
foi Empreendedor
do Ano da Ernst bemos que ser bom em vendas nas Empresas & Grandes Ne- colates ao leite], produto no qual
&Young (EY) e é fundamental para o sucesso. gócios vem caindo. A que vo- fizemos um investimento muito
representou o cê atribui essa queda? grande no segundo semestre. A
Brasil na final da
premiação em Vocês já erraram na seleção? Olha, nesses dois últimos anos lucratividade do final do ano pas-
Mônaco, em 2011. Isso é normal. Num negócio a rentabilidade sofreu muito com sado foi 6% maior que no ano an-
Na foto, com Jim como o nosso, 2% das lojas tro- essa voltinha do país. Os custos terior. Agora, veja: quanto mais
Turley (à esq.),
então CEO da EY cam de dono por ano. O cama- aumentaram — de shopping cen- o franqueado fica feliz, mais loja
rada se desinteressa. Faz parte. ter, de mão de obra —, já as ven- a gente abre, entendeu? Os fun-
das... O ano passado foi melhor, cionários precisam estar felizes,
Vocês trabalham com mul- por isso eu acho que a nota vai a comunidade precisa estar feliz.
tifranqueados? melhorar neste ano. No segundo O meu papel como empreende-
Preferencialmente, não. semestre, a gente teve 12% de au- dor é ficar com o manche e fazer
mento em same store sale [evo- toda essa turma feliz.
Por que não? lução das vendas de uma mes-
Porque a gente entende que ma base de lojas, sem considerar Houve relatos de perda de lu-
o franqueado tem de ter foco unidades abertas naquele ano]. cratividade do franqueado.
no nosso negócio. Ele agrega O sistema de franquia sempre
mais valor dessa forma. Que- O dado é anterior à crise eco- vai fazer isso, não tem jeito. É
remos franqueados com espí- nômica. Em 2011, a nota foi humano. Você não queria ganhar
rito empreendedor. Se não for de 5,34 (numa gradação de 0 mais? Adoraria, né? O franquea-
assim a gente prefere abrir lo- a 10). Em 2012, subiu um pou- do também quer que o negócio
ja própria. Queremos encon- co: 5,96. Em 2013, 2014 e 2015, seja mais legal para ele, mais lu-
trar pessoas que acreditem a nota caiu para, respectiva- crativo. É natural do sistema de
nos nossos valores e colo- mente, 5,62, 4,60 e 4,12. franquias, faz parte do jogo.
quem a vida nesse negócio, Olha, talvez possa ser fruto do
como a gente coloca a nossa. crescimento da rede. Precisamos O franqueado pode montar
entender melhor isso. Esses dois o mix de produtos?
Nos últimos anos, a nota de últimos anos foram um pouco Nós temos os NBOs — 40% da
satisfação do franqueado no piores, mas antes disso estáva- linha são os “never be outs”. Es-
Guia de Franquias de Peque- mos andando muito bem. ses itens todo mundo tem de ter.

36 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTO: KEN LENNOX/Divulgação

www . revistapegn . com . br


E N T R E V I S TA ALEXANDRE COSTA

quia. O cliente compra da gen-


te e quem entrega é o franquea-
do. Se ele estiver a fim, tudo vai
passar pela mão dele. Se não, a
gente vai chegar no consumidor
de alguma forma. Nós trabalha-
mos com geoprocessamento e
sabemos o potencial de consu-
mo de cada região. Se entende-
mos que em um shopping cabem
duas lojas, a gente pergunta ao
franqueado de lá se ele quer abrir
a segunda. Se ele não quiser, ela
pode ser aberta mesmo assim.

Após a compra da Brigade-


CACAU NO ria, em 2013, a sua holding,
CARNAVAL
Desfile da escola a Cacau Par, pretende fazer
E se um determinado produto Como é a convenção? de samba outros investimentos?
não tem saída em uma região, A gente dá cursos, comparti- Rosas de Ouro, Por enquanto, não. A gente está
que ganhou a
mas faz parte desse grupo? lha o planejamento do ano e dá competição focado na Cacau Show e na Bri-
Não existe isso. NBOs têm de ter palestras. Queremos motivar o paulistana em gaderia, investindo em profissio-
saída. É impossível isso aconte- franqueado e melhorar a comu- 2010. O enredo foi nais. Queremos ter pessoas com-
inspirado no livro
cer. São produtos campeões, co- nicação olho no olho. Também “O Cacau é Show”, petentes e alinhadas com os va-
mo a trufa tradicional. premiamos as pessoas que estão escrito por Costa lores da casa, para depois fazer
fazendo um bom trabalho, para mais investimentos. A expansão
O que acontece com o encalhe que elas contem para as outras da Brigaderia está dentro do pla-
de produtos na ponta? como chegaram a esse resultado. nejado. O negócio não é simples
Não é para encalhar. Se acon- porque o brigadeiro tem dois dias
tecer, ajudamos o franqueado A temperatura sobe nessas de vida útil, enquanto o chocolate
a vender. A gente não deixa so- convenções? tem 90 dias ou até um ano. Mas
brar produto. Se tem de dar des- As reuniões regionais são as a empresa está indo bem.
conto, a gente dá um percentu- mais quentes. É lá que a gente
al de desconto da nossa parte. trata dos assuntos pontuais. É a Quais são as suas metas pa-
Se tem de mandar ovo de uma hora de escutar e de tratar o mi- ra o futuro?
loja pra outra, a gente manda. croproblema. As reuniões regio- A gente vai continuar crescen-
Quem tem 2.050 lojas pode re- nais reúnem 200, 250 pessoas e do bastante porque existem mui-
manejar muito. ocorrem nos dias que antecedem tas oportunidades e clientes que
a convenção geral. Na convenção querem chocolate de excelente
Qual é o tíquete médio das há cerca de 1.500 pessoas. É a hora qualidade por um preço justo.
lojas da Cacau Show? de o franqueador se expor. Cada vez que a gente abre uma
Varia ao longo do ano. Mas é loja, logo se forma fila na porta,
uma informação confidencial, as- Em 2016, vocês criaram car- principalmente nos estados do
sim como a lucratividade. rinhos de chocolate e sorve- Norte e do Nordeste. Nosso ne-
tes. Por que apostaram em gócio tem muita saúde.
Como vocês ajudam o fran- microfranquias?
queado a elevar o valor do seu Nosso grande desafio é estar Já tem uma data para atin-
tíquete médio? próximo do consumidor. Então gir 3.000 unidades?
A gente trabalha com comuni- começamos a vender pela inter- Ainda não posso dizer. Isso tam-
cação para melhorar o valor da net, dentro das companhias, por bém depende do Brasil, precisa-
marca. Quanto mais a marca for catálogos e com microfranquias. mos entender o mercado. Mas é
relevante, mais o cliente vai en- A ideia é diminuir o investimen- claro que sabemos lidar com uma
xergar o chocolate como presen- to, por causa da crise. situação complicada. Em 2016, a
te. Com mais propaganda, mais gente cresceu e o mercado se re-
gente entra na loja. Também tem Como fica a divisão dos ter- traiu. Vamos colocar energia, ca-
muito treinamento e pagamento ritórios entre as lojas? rinho, amor e competência para
de comissões para as vendedoras. O e-commerce passa pela fran- fazer isso acontecer.

38 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTOS: RODRIGO COCA/LatinContent/Getty Images

www . revistapegn . com . br


ENSAIO

Ser mãe é...


empreender
Millhões de mulheres brasileiras têm encontrado no empreendedorismo
a melhor alternativa para se realizar na carreira e cuidar das crianças
Mariana Weber

Construir uma empresa é, de certo mo- de liderança feminina da Ernst & Young Estados Unidos. O número de empresas
do, conceber um filho. Da geração da (EY), Andrea Weichert alerta que um erro fundadas por elas nos EUA aumentou
ideia até os primeiros anos de cresci- comum é trocar uma boa posição por um 45% — um crescimento cinco vezes
mento, um negócio nascente exige cui- negócio criado apenas por necessidade, maior em relação à criação de negócios
dados, dedicação e investimento para sem planejamento: “Essa pode ser uma como um todo. Recém-publicado, o es-
ficar em pé. Tempo e dinheiro são essen- decisão perigosa e sem volta”, diz. Uma tudo Labor after Labor, conduzido pela
ciais nos primeiros anos. Empreender ao outra ilusão das empreendedoras de pri- Fundação Kaufmann, mostra que 75%
mesmo tempo em que se opta pela ma- meira viagem é pensar que terão mais das mulheres decidem empreender e ser
ternidade, portanto, pode parecer um tempo. “O mais provável é trabalhar mais mães entre 20 e 35 anos de idade.
contrassenso. Mas não tem sido para horas, e não menos”, diz Andrea. Para Irene Natividad, CEO do Global
74% das empreendedoras brasileiras. A chance de buscar um filho na esco- Summit of Women, fórum que tem colo-
Todas elas mães, em um universo de 8 la, sentir um abraço e ver seu sorriso, ou cado em pauta o papel da mulher no
milhões de mulheres, segundo o Sebrae. estar em casa antes do jantar, para con- mundo dos negócios, ser mãe pode ser,
Para essas brasileiras, empreender vem tar uma história e vê-lo dormir, no entan- sim, uma vantagem para as empreende-
sendo um meio de vencer desafios de to, pode parecer missão quase impossí- doras: “Ao lidar com os filhos, elas trei-
ordem familiar e econômica. vel para quem trabalha numa empresa nam sua capacidade de negociar”, diz. Es-
A promessa de horários flexíveis e de au- convencional. Ascender na carreira cor- tudo da Endeavor indica que as empre-
tonomia calam fundo na hora de trocar a porativa também é mais difícil para elas. endedoras tendem a ser mais habilidosas
carteira assinada pelo CNPJ. A motiva- Dados da consultoria McKinsey mostram no trato com os funcionários. “O estilo
ção de ficar perto dos filhos, contudo, que o funil se estreita no nível gerencial. feminino de liderar dá consistência ao ne-
costuma vir antes da ambição de faturar. As diferenças de oportunidades entre os gócio”, diz Camilla Junqueira, diretora de
Por isso, elas costumam abrir negócios sexos se aprofundam na liderança sênior, cultura empreendedora da Endeavor.
de menor porte, em setores nem sempre nos cargos de diretoria e também no cha- Nesta reportagem, em homenagem ao
rentáveis ou modelos nem sempre esca- mado C-Level, onde estão os melhores Mês da Mulher, mostramos seis empre-
láveis. O pensamento mágico é “quero cargos e salários. No Brasil, apenas 8% endedoras de diferentes regiões do Bra-
fazer alguma coisa que me deixe com das cadeiras de CEO são ocupadas por sil que foram capazes de superar todos
tempo para as crianças”. Mas, assim co- profissionais do sexo feminino. Empur- os obstáculos e criaram negócios prós-
mo acontece com os filhos, boas em- rado por esse e outros fatores, o número peros e saudáveis — e filhos também
presas nascem para crescer e prospe- de empreendedoras no país cresceu 16% —, como bem ilustram suas fotos e de-
rar, e não para ficar pequenas uma vi- em pouco mais de uma década, obede- poimentos inspiradores para quem
da inteira. Líder dos programas cendo a uma tendência já observada nos deseja criar a sua empresa.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 39


ENSAIO MÃES EMPREENDEDORAS

EMPRESA:
TECSAÚDE
SEDE: RECIFE (PE)
FUNCIONÁRIOS: 300
FATURAMENTO
EM 2016: R$ 23 milhões

ILIANE ALENCAR, 40 ANOS, MÃE DE LARA, 8 ANOS


“A ideia da empresa surgiu em 1997, quando eu cursava engenharia eletrônica e fui fazer um trabalho em um hospital de
Recife. Com dois sócios, também engenheiros, criamos a Tecsaúde, especializada em gestão de equipamentos médicos. Na
época, não tinha casamento nem filha, então ficava mais fácil dedicar 12 horas do dia à empresa. Passávamos muito tempo
em campo, visitando hospitais e fornecedores. Hoje, minhas funções são mais gerenciais, então ficou mais fácil administrar
o tempo. Passo entre oito e nove horas na empresa. Divorciada, com uma filha de 8 anos, tenho que me virar para dar conta
de tudo. Terceirizo muita coisa da Lara: tem van para a escola, funcionário que leva para natação, balé e inglês. Brinco que
tenho dois empreendimentos: a empresa e a filha. Nos dois casos, preciso estabelecer processos e metas, criar uma cultura
organizacional. Assim como os funcionários, a empregada e a babá precisam estar em sintonia com meus valores. Fico com
a Lara de manhã e à noite. Faço questão de jantar com ela, acompanhar as tarefas, ler um livro... Ela adora ir ao escritório,
onde tem uma parede coberta pelos seus desenhos. Em compensação, quando estou em casa, reclama que eu fico
pendurada no telefone. A Lara queria que eu estivesse mais presente na vida dela. Mas, quando você tem um negócio, é
muito diferente do emprego. Você não desliga nunca.”

40 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTO: EDUARDO SIQUEIRA/EDITORA GLOBO

www . revistapegn . com . br


EMPRESA: LILIAN ESTEVES,
HOUSE SHINE 36 ANOS, MÃE DE
SEDE: SÃO PAULO (SP)
LUCAS, 14 ANOS
FUNCIONÁRIOS: 2.000
FATURAMENTO “Durante seis anos, trabalhei
EM 2016: R$ 27 milhões
em consultorias voltadas
para o franchising. Mas
sempre quis ter algo meu. Foi
por meio de uma consultoria
que conheci Antônio Cândido
Mesquita, do grupo português
NBrand, detentor da marca
House Shine. Na época, não
existia no Brasil nenhuma
empresa especializada
em limpeza residencial.
Eu morava sozinha com
meu filho Lucas, então
com 8 anos, e via como era
difícil encontrar alguém
de confiança para limpar a
casa. Se eu precisava, então
outras mães também deviam
precisar. Em 2012, lancei a
versão brasileira da House
Shine. O timing foi perfeito.
Um ano depois, a PEC das
Domésticas foi aprovada
e a franquia decolou. A
decisão de me tornar uma
empreendedora mudou a
rotina da família. Meu filho,
que só estudava na parte
da manhã, passou a fazer
cursos de natação e inglês,
e a passar mais tempo na
casa da minha mãe. Muitas
vezes, eu saía do trabalho
tarde e, quando ia buscá-
lo, ele já estava dormindo.
Mas nunca me arrependi de
nada. Amo meu trabalho, ele
me empolga. Adiantaria eu
ficar me lamentando? Em
vez disso, sempre procurei
maneiras de aproveitar bem
os momentos de folga. Agora
que ele tem 14 anos, fazemos
musculação juntos, e, quando
dá, pegamos um cineminha.
Sinto que o mais importante
não é quanto tempo pas-
samos no mesmo lugar,
mas o que fazemos quando
estamos juntos.”

FOTO: FABIANO ACCORSI/Editora Globo MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 41
ENSAIO MÃES EMPREENDEDORAS

EMPRESA:
UNIVERSO INOX
SEDE: LAGOA SANTA (MG)
FUNCIONÁRIOS: 30
FATURAMENTO
EM 2016: R$ 3,6 milhões

42 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
ROSANA SOUZA, 41 ANOS, MÃE DE ANA CLARA, 4 ANOS, E DE JOÃO DARIO, 10
“Meus pais trabalhavam na lavoura. Aos 10 anos, eu comecei a trabalhar como empregada doméstica. Depois, fui
conseguindo empregos melhores, até ir trabalhar no departamento financeiro de uma fábrica de produtos de inox.
Em 2002, com R$ 30 mil guardados e um empréstimo de R$ 150 mil no banco, abri uma empresa de tanques de aço inox.
Mais tarde, para me destacar da concorrência, comecei a fabricar peças feitas sob medida para hospitais, universidades,
residências... Hoje, produzimos mais de 3 mil itens. Com a minha empresa, posso dar ao João Dario e à Ana Clara uma vida
confortável. Eu não queria que eles passassem pelas dificuldades que eu passei. Aos 8 anos, andava a pé 24 quilômetros por
dia para ir à escola. Nunca tive brinquedo. Roupa e sapato, só quando ganhava usado de alguém. Com o que meu pai ganhava,
só dava para comprar arroz e feijão. Quando os meus filhos nasceram, eu parei de trabalhar por dez dias. Depois, levava
para a empresa, onde tinha a ajuda de uma babá. Eu trabalhava normalmente, mas parava a cada duas horas e meia para
amamentar. Hoje, apesar de não ficar tanto tempo com eles, acredito que o que ofereço afetivamente e materialmente é
excelente. Faço questão de levar e buscar na escola. Quando estou em casa, brincamos juntos, vemos TV juntos, vamos
à igreja juntos. Fazemos até comida juntos: a Ana Clara adora misturar mostarda e mel para o molho da salada.”

FOTO: MARCUS DESIMONI-NITRO/Editora Globo MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 43
ENSAIO MÃES EMPREENDEDORAS

ISABELA PASCOAL, EMPRESA:


FAZENDA DATERRA
43 ANOS, MÃE SEDE: PATROCÍNIO (MG)
DE JOÃO, 6 ANOS FUNCIONÁRIOS: 250
FATURAMENTO
“Desde 2007, estou à frente EM 2016: R$ 62 milhões
de dois braços do grupo
DPaschoal: a Fundação Educar,
em Campinas, e a Fazenda
Daterra, em Patrocínio, Minas
Gerais. Como a fundação e a área
comercial da Daterra ficam em
Campinas, vou para lá duas vezes
por semana. Nos outros dias,
fico em São Paulo, onde moro,
e resolvo questões relacionadas
ao negócio. A cada 40 dias,
visito os cafezais em Patrocínio.
Fiquei grávida do João em 2010.
Com três meses de gestação,
tive deslocamento de placenta
e precisei parar tudo. Não
podia levantar do sofá. Isso me
mostrou que, quando é preciso
parar, você se organiza. Depois
que ele nasceu, trabalhei em casa
por cinco meses. Vinha gente
fazer reunião aqui, e também
usei muito Skype. O João tinha
9 meses quando passei uma
semana em Nova York para
participar de um evento. Eu lá, e
ele pegou uma baita virose. Foi
difícil, mas a babá e meu marido,
superparceiro, estavam aqui para
cuidar dele. Agora em fevereiro,
ele ficou doente de novo; desta
vez, fiquei em casa cuidando dele
e trabalhando. Para conciliar
maternidade e negócio, é
importante ter um propósito forte
no trabalho, seja financeiro, seja
social — porque, com o filho, você
passa a ter um propósito muito
forte em casa. Acho bom que a
criança não seja criada em um
mundo ideal. É importante sentir
saudade, saber que a mãe vai e
volta. A única culpa que sinto é
quando estou com meu filho e ao
celular ao mesmo tempo. Gosto
muito de trabalhar, me satisfaz
tanto quanto ser mãe. Adoro
pegar na escola, dar comida,
mas também sou muito feliz
no trabalho. Tento passar isso
para o João.”

44 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017 FOTO: ALEXANDRE BATTIBUGLI/EDITORA GLOBO

www . revistapegn . com . br


EMPRESA:
BE NUTRI
SEDE: BRASÍLIA (DF)
FUNCIONÁRIOS: 15
FATURAMENTO
EM 2016: R$ 1,1 milhão

JORDANA SALDANHA, 37 ANOS, MÃE DE CRYSTAL, 1 ANO


“Minha filha Crystal tinha um mês quando ganhei o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. Fiz questão de levá-la na
festa comigo. Foi um momento muito especial, já que ela também faz parte dessa história. A Crystal foi comigo
para o trabalho quando tinha apenas 15 dias. Durante três meses, ela me fez companhia no escritório. Para quem
é mãe, essa é uma das maiores vantagens de empreender: você pode levar as crianças ao trabalho na hora que
quiser. Depois de três meses, resolvi deixar na escolinha em tempo integral, junto com a irmã mais velha. A Jady
nasceu no mesmo ano que decidi empreender, em 2010. Naquele ano, eu e meu marido, Antônio Eduardo Repezza,
propusemos sociedade à minha mãe, que vendia salgados para bares e lanchonetes de Brasília (DF). Juntos,
formalizamos a empresa, alugamos um espaço comercial e mudamos o foco, passando a investir em salgados
integrais. Com a mudança, multiplicamos o número de clientes. Em 2013, a empresa migrou para um galpão
industrial e aumentamos a produção: hoje, vendemos para sete estados diferentes. Conciliar a maternidade com o
negócio não foi fácil. Mas minha mãe e meu marido me ajudaram bastante. Acho que, para essa combinação dar
certo, o principal é a organização. Você não precisa passar tantas horas na empresa, pode atuar remotamente. Em
geral, trabalho até as 17h30, enquanto as meninas estão na escola. Mas o meu horário varia muito. Então, quando
preciso ficar na fábrica até mais tarde, as duas vêm para cá. A Jady adora brincar com a massa da coxinha.”

FOTO: SERGIO DUTTI / Editora Globo MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 45
ENSAIO MÃES EMPREENDEDORAS

WILSA ATELLA,
40 ANOS, MÃE DE
SABRINA, 15 ANOS
“Eu trabalhava como gestora de
projetos quando dois amigos,
pesquisadores na área de
oceanografia, me convidaram
para ser sócia em uma empresa
de monitoramento de correntes
marítimas. Na época, eu morava
em Cabo Frio e concordamos em
trabalhar no sistema de home
office. Em outubro de 2007,
ficamos sabendo que a empresa
havia sido aceita para participar
do programa de incubação da
Coppe-UFRJ e eu precisaria voltar
a morar no Rio. Mas faltavam
dois meses para meus filhos
completarem o ano letivo. Então
a solução foi percorrer duas vezes
ao dia os 160 quilômetros que
separam Cabo Frio do Rio de
Janeiro. Em 2008, veio o primeiro
contrato grande, com a Petrobras.
Depois disso, a correria só
aumentou. Antes de empreender,
eu era muito presente na vida das
crianças. Mas , com o negócio,
ficou complicado. A cada reunião
da escola que eu perdia, ficava
mal. Eles também sentiram a
mudança. Certa vez, quando uma
empregada pediu demissão, meu
filho se recusou a comer. Precisei
pedir socorro à minha mãe, que
ficou em casa um mês inteiro, até
eu conseguir outra pessoa. Nas
férias escolares, me acostumei
a deixar meus filhos com a avó.
Agora, com eles maiores, tudo
ficou mais fácil. O Bruno está
com 18 anos e estuda Direito
em Coimbra. A Sabrina ainda
me dá bronca quando me pega
trabalhando de madrugada. ‘Só
vou dormir quando você for!’,
diz. Mas existe uma união muito
forte entre nós. Vejo que eles
têm orgulho da mãe, e fico feliz
por isso. Acho que consegui
passar para eles o gene do
empreendedorismo.”

46 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
EMPRESA:
AMBIDADOS
SEDE: RIO DE JANEIRO (RJ)
FUNCIONÁRIOS: 31
FATURAMENTO
EM 2016: R$ 7 milhões

FOTO: MARCELO CORREA/Editora Globo MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 47
PRÊMIOS EMPREENDEDORISMO

O GUIA DAS

30
COMPETIÇÕES
IMPERDÍVEIS
Gabriel Ferreira

48 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
A PARTICIPAÇÃO EM PRÊMIOS E CONCURSOS É UMA FORMA INTELIGENTE
(E SEM CUSTO) DE FORTALECER OU PROMOVER UMA PEQUENA OU MÉDIA
EMPRESA. FAZER CONTATO COM OUTROS EMPREENDEDORES E COM
POTENCIAIS CLIENTES, DESCOBRIR PONTOS A SEREM MELHORADOS NO MODELO
DE NEGÓCIO OU ATÉ IDENTIFICAR PARCEIROS — E POSSÍVEIS INVESTIDORES —
SÃO ALGUNS DOS GANHOS QUE VÃO ALÉM DAS PREMIAÇÕES EM SI. A SEGUIR,
UMA LISTA PREPARADA POR PEGN COM AS 30 COMPETIÇÕES NACIONAIS E
INTERNACIONAIS QUE DEVEM ESTAR NO RADAR DE QUALQUER EMPREENDEDOR

Q uem nunca ensaiou um dis-


curso de vitória diante do es-
pelho? Até pouco tempo atrás,
artistas, esportistas e grandes em-
Em meio a essa profusão de op-
ções, é natural que o empreendedor
se sinta em dúvida sobre quais são
os eventos em que realmente vale a
CRITÉRIO DE OURO
O que considerar antes
de disputar um prêmio
presários faziam parte de um grupo pena se inscrever e qual o momento
constantemente provocado a fazer ideal para fazer isso. Para respon- IMAGEM POSITIVA
isso. Agora, esse bichinho mordeu der a essas questões, é preciso ana- Dê preferência para
concursos que sejam
os donos de pequenas e médias em- lisar alguns aspectos do negócio, conhecidos e respeitados
presas. Com o amadurecimento do o foco da empresa no momento por clientes e investidores
ecossistema empreendedor, surgem presente e as perspectivas futuras.
OBJETIVOS ALINHADOS
diversos prêmios e concursos para O primeiro passo a ser tomado Existem premiações
esse universo. São premiações que antes de começar a preencher o for- com diversos perfis,
valorizam desde uma boa ideia (ainda mulário de inscrição é pensar qual que atendem a diferentes
demandas do empreendedor.
no papel) até empresas já consolida- o objetivo por trás da participação Avalie os benefícios de acordo
das e com um histórico de alto impac- naquele prêmio. Caso a empresa com o momento do negócio
to. Há, ainda, troféus para mulheres esteja em um momento em que é
ESFORÇO DEMANDADO
empreendedoras, negócios sociais, mais importante conquistar no- Participar de concursos
projetos disruptivos, entre outros. O vos clientes do que angariar capital, exige muito tempo e
movimento ganhou força com o surgi- um concurso que tem como maior energia do empreendedor. É
importante escolher de olho
mento de prêmios de empresas como vantagem a apresentação da em- na quantidade de trabalho
Rolex, Chivas Regal e Bradesco. presa para potenciais investidores envolvido no processo

FIQUE DE
EMPREENDEDOR DE SUCESSO THE VENTURE
1 QUEM ORGANIZA PEGN
O QUE PROCURA Valorizar o
2 QUEM ORGANIZA Chivas Regal
O QUE PROCURA Negócios sociais

OLHO
empreendedorismo, premiando negócios de alto inovadores VANTAGENS Networking com
impacto VANTAGENS Destaque na revista, site e empreendedores à frente de negócios sociais
redes sociais de Pequenas Empresas & Grandes de vários países, conselhos de especialistas
Uma seleção de prêmios e Negócios PARA QUEM É INTERESSANTE Donos e premiação de US$ 1 milhão PARA QUEM É
de pequenas e médias empresas com grande INTERESSANTE Empreendedores à frente de
concursos no Brasil e no exterior, potencial de crescimento e que tenham produtos, negócios inovadores de alto potencial, que têm
com foco em inovação, negócios serviços ou modelos de negócios inovadores como objetivo resolver problemas sociais ou
sociais, startups de alto impacto INSCRIÇÕES É possível ser indicado ou se ambientais INSCRIÇÕES As inscrições para a
inscrever diretamente. O formulário é divulgado próxima edição do prêmio devem ser abertas
e mulheres empreendedoras no site www.revistapegn.com.br em setembro no site www.chivas.com

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 49


PRÊMIOS EMPREENDEDORISMO

PRÊMIO NACIONAL DE
3 EMPREENDEDORISMO INOVADOR
QUEM ORGANIZA Anprotec (Associação
Nacional de Entidades Promotoras de
Empreendimentos Inovadores) O QUE PROCURA
Incubadoras e empresas incubadas ou graduadas
VANTAGENS Chance de desenvolver melhor o
discurso sobre o caráter inovador da empresa.
O vencedor ganha passagem aérea para uma
viagem de estudo ou negócios PARA QUEM
É INTERESSANTE Empresas que estejam não é a melhor alternativa. Nesse
incubadas ou que já tenham se graduado e caso, seria mais produtivo procurar
que pretendam se aperfeiçoar para pitches premiações organizadas por gran-
com investidores INSCRIÇÕES O prêmio abre
des empresas ou associações do
inscrições em junho no site www.aprotec.org.br
segmento onde o empreendedor
PRÊMIO SEBRAE MULHER DE pretende atuar, ou que tragam uma
4 NEGÓCIOS grande repercussão na mídia para
QUEM ORGANIZA Sebrae O QUE os vencedores. “Investir tempo e
PROCURA Empreendedoras que tenham histórias
energia em concursos que não es-
inspiradoras VANTAGENS Se estabelecer como
referência no mercado e fazer contato com tejam de acordo com os objetivos
outras mulheres empreendedoras PARA QUEM É da empresa é desperdiçar recursos
valiosos para um negócio que ainda
INTERESSANTE Empreendedoras cujas empresas
ainda faturem abaixo dos R$ 3,6 milhões e que está dando seus primeiros passos”, CREDENCIAL DE PESO
tenham vontade de inspirar outras mulheres a
terem os próprios negócios INSCRIÇÕES Serão
afirma Arthur Garutti, COO da ace- Criado em 2007, o Prêmio
aceitas até o dia 31 de março no site leradora ACE, de São Paulo. Empreendedor de Sucesso,
www.mulherdenegocios.sebrae.com.br Ler o edital do concurso com cal- de PEGN, tornou-se um dos
ma para ter certeza de que a empresa mais disputados do país. Ao
ENTREPRENEUR OF THE YEAR longo de suas dez edições,
se enquadra nos padrões exigidos
5 QUEM ORGANIZA Ernest Young (EY)
pelo concurso também é fundamen-
revelou alguns dos maiores
empreendedores em atividade
O QUE PROCURA Empreendedores que
já tenham uma história de méritos e sucessos tal. Além de conhecer os critérios
reconhecidos VANTAGENS Networking com o de seleção, o edital ajuda a ter uma
corpo de jurados, formado por ex-vencedores noção mais clara de como aquela
e outros líderes empreendedores do Brasil
premiação pode ajudar o negócio.
e do mundo PARA QUEM É INTERESSANTE
Empresários que já sejam considerados Concursos que envolvam apre- ticipar do concurso. “Antes mesmo
referência em seus setores e que pretendem sentações diretas para os jurados da inscrição é importante traçar uma
servir de exemplo para outros empreendedores — ou nos quais o empreendedor estratégia sobre o que se quer extrair
INSCRIÇÕES Não há processo público de seleção, receba um feedback detalhado daquele processo”, diz Rafael Ribeiro,
cabendo apenas indicações de gente ligada ao
ambiente empreendedor no país
sobre o porquê de ter sido ou não diretor executivo da ABStartups, as-
selecionado — costumam ser mais sociação que reúne startups de todo
EMPREENDEDOR ENDEAVOR interessantes do que os que sele- o país. Em alguns casos, participar de
6 QUEM ORGANIZA Endeavor O QUE cionam meramente por meio de um concurso pode ser uma forma de
PROCURA Empresas com alto potencial um formulário de inscrição. treinar melhorar o pitch. Para outros
de crescimento e cultura de empreendedorismo
VANTAGENS O acesso à rede de mentores da
O importante é que o empreen- empreendedores, envolver-se nesse
Endeavor, na qual estão alguns dos maiores dedor estabeleça objetivos que vão processo pode ser uma forma de obter
empresários em atividade PARA QUEM É além da premiação em si para par- feedbacks sobre o modelo de negócios
INTERESSANTE Empreendedores que já deram
os primeiros passos, mas estão em busca de
mentoria para dar um salto INSCRIÇÕES Os
participantes são escolhidos por uma equipe PRÊMIO ROLEX DE PRÊMIO PRONATEC
de busca e seleção ou por meio de indicações 8 EMPREENDEDORISMO 9 EMPREENDEDOR
QUEM ORGANIZA Rolex O QUE QUEM ORGANIZA Programa Nacional
CAMPUS PARTY PROCURA Jovens entre 18 e 30 anos que de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
7 QUEM ORGANIZA Instituto Campus Party desenvolvam projetos nas áreas de meio
ambiente, ciência ou tecnolocias aplicadas
(Pronatec) O QUE PROCURA Ações exitosas
de alunos de instituições inscritas no Pronatec
O QUE PROCURA Em geral, startups que
estejam ainda em fase de desenvolvimento VANTAGENS Divulgação global dos projetos VANTAGENS Auxílio no desenvolvimento formal
VANTAGENS Os diversos concursos que vencedores, além de um prêmio de 100 do negócio, além da troca de experiência com
acontecem durante a Campus Party são uma mil francos suíços, o equivalente a cerca outros empreendedores de todo o Brasil PARA
oportunidade de desenvolver melhor o produto, de R$ 310 mil PARA QUEM É INTERESSANTE QUEM É INTERESSANTE Estudantes inscritos
fazer networking e fechar parcerias PARA QUEM Jovens empreendedores que tenham planos no Pronatec que pretendam investir na criação
É INTERESSANTE Startups que ainda precisam de negócios de alto impacto ligados à de um negócio próprio INSCRIÇÕES Ainda não
validar o modelo de negócio INSCRIÇÕES sustentabilidade INSCRIÇÕES Até o dia 30 de estão abertas, mas são realizadas no site www.
Podem ser feitas no site campus-party.com.br junho no site www.rolexawards.com pronatecempreendedor.sebrae.com.br

50 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
PRÊMIO BRASIL-ALEMANHA
12 DE STARTUPS
QUEM ORGANIZA Câmara Brasil-
Alemanha O QUE PROCURA Startups
estabelecidas no Brasil ou na Alemanha
VANTAGENS Apresentação do projeto para
executivos de algumas das maiores empresas
da Alemanha estabelecidas no Brasil, como
Bayer e Siemens PARA QUEM É INTERESSANTE
Empresas cujos negócios tenham sinergia com
grandes empresas alemãs ou que tenham
interesse em atuar no mercado europeu
INSCRIÇÕES Ainda sem data definida, pode ser
feita pelo site www.startupsconnected.com

PRÊMIO INICIATIVA

SOB O HOLOFOTE
13 EMPREENDEDORA
QUEM ORGANIZA Shell O QUE PROCURA
Da esq. para a dir., Sandra Boccia, diretora de Negócios que deem suporte à cadeia de petróleo
redação de PEGN, e os empreendedores que e gás VANTAGENS Auxilia no desenvolvimento
venceram o Empreendedor de Sucesso de 2016 ou na reestruturação de negócios com apoio
de uma das principais empresas de óleo e
gás do mundo PARA QUEM É INTERESSANTE
OS ELEITOS Empreendedores que atuem em um dos polos
da Shell no Brasil (Macaé, no Rio de Janeiro,
ou Vila Velha, no Espírito Santo) e pretendem
se tornar fornecedores para o setor petrolífero
2016 2015 2014 2013 2012
INSCRIÇÕES Podem ser feitas no site www.
Hi Technologies I.Systems Bebê Store Confiance P3D
Medical Educação iniciativaempreendedora.org.br até 21 de março

COCA-COLA OPENUP - ARTEMISIA


2007
Arizona
2008
HDI
2009
Samba Tech
2010
PariPassu
2011
Minha Vida
14 QUEM ORGANIZA Coca-Cola e Artemisia
O QUE PROCURA Startups com
atuação socioambiental VANTAGENS Auxílio da
empresa no desenvolvimento da ideia e apoio
de divulgação de uma das maiores marcas do
mundo PARA QUEM É INTERESSANTE Empresas
que atuem em setores como sustentabilidade e
de interlocutores qualificados que daquele concurso para ver se a desenvolvimento social e já tenham pelo menos
seriam inacessíveis de outra forma. pessoa aprendeu algo durante o um protótipo desenvolvido INSCRIÇÕES Sem
Nessa linha, há até casos de quem se processo. Uma premiação que tra- data definida, mas é possível acompanhar no site
inscreve com o objetivo de percorrer ga ensinamentos já durante a sele- www.artemisia.org.br/cocacolaup
uma maratona burocrática e, com isso, ção é sempre mais interessante do
INOVABRA
fazer uma espécie de auditoria interna.
De forma geral, quando há um objetivo
que aquela em que só o premiado
usufrui benefícios. Após a premia-
15 QUEM ORGANIZA Bradesco O QUE
PROCURA Modelos de negócio aplicáveis
paralelo ao troféu, o empreendedor ção, também vale a pena contatar ou adaptáveis a produtos e serviços financeiros
pode tirar mair proveito do concurso. os jurados envolvidos, pois eles VANTAGENS Auxílio no desenvolvimento
do produto, além de contato direto com
Uma forma simples de saber se a geralmente são pessoas experien- os executivos de um dos maiores bancos
premiação realmente vale a pena é tes, que analisam empresas a fun- privados do país PARA QUEM É INTERESSANTE
conversar com quem já participou do e, portanto, podem dar boas Empreendedores de tecnologia que precisam
de capital e apoio para desenvolver soluções
voltadas ao mercado financeiro INSCRIÇÕES
Costumam abrir no final do ano e podem ser
PRÊMIO LAUREATE BRASIL PRÊMIO OZIRES SILVA feitas no site www.inovabra.com.br
10 QUEM ORGANIZA Laureate 11 DE EMPREENDEDORISMO
SUSTENTÁVEL
International Universities O QUE ACELERA STARTUP
PROCURA Jovens empreendedores à frente
de negócios sociais, com projetos ativos há
QUEM ORGANIZA Instituto Superior de
Administração e Economia (ISAE) O QUE PROCURA
16 QUEM ORGANIZA Federação das
Indústrias do Estado de São Paulo
mais de seis meses VANTAGENS Realização Negócios sociais, ambientais e educacionais (Fiesp) O QUE PROCURA Negócios inovadores
de um curso de gestão de negócios sociais VANTAGENS Networking com negócios de perfil em busca de investimento VANTAGENS
e relacionamento com uma grande rede parecido e a chance de apresentar o projeto para Contribuição no desenvolvimento do pitch e
de empreendedores do setor PARA QUEM É uma banca de jurados formada por especialistas apresentação para grupo de investidores-anjo
INTERESSANTE Empreendedores em busca de PARA QUEM É INTERESSANTE Empreendedores em busca de novos negócios PARA QUEM É
aconselhamento para consolidar modelos de dispostos a afinar o modelo de negócios e exercer INTERESSANTE Empresas que precisem de
negócio de caráter social INSCRIÇÕES Até 15 papel de liderança no ecossistema do sul do país capital para crescer e estejam em busca de um
de junho por meio do site INSCRIÇÕES Costumam ser abertas em dezembro investidor-anjo INSCRIÇÕES O formulário fica
www.premiolaureatebrasil.com.br/ no site www.isaebrasil.com.br disponível no site www.fiesp.com.br/acelera

FOTO: RAFAEL JOTA / Editora Globo MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 51
PRÊMIOS EMPREENDEDORISMO

SUSTAINABLE
17 ENTREPRENEURSHIP AWARD
QUEM ORGANIZA future4you O QUE
PROCURA Negócios e ideias com foco em
sustentabilidade VANTAGENS Além de um
prêmio em dinheiro, existe a possibilidade de
conhecer empreendedores e projetos com
o mesmo perfil dos mais diversos lugares
do mundo PARA QUEM É INTERESSANTE
Empreendedores que pretendem
internacionalizar seus negócios e conquistar
clientes na Europa INSCRIÇÕES Pode ser feita
por meio do site www.se-award.org

G-STARTUP WORLDWIDE
18 QUEM ORGANIZA GWC O QUE
PROCURA Startups que já tenham
conseguido investimentos de até US$ 2
milhões VANTAGENS Chance de apresentar
seu projeto para alguns dos maiores
investidores e empreendedores do mundo
PARA QUEM É INTERESSANTE Empresas
em busca de capital para alavancar o
crescimento e a internacionalização dos
negócios INSCRIÇÕES A etapa brasileira
aceita inscrições até 12 de agosto, pelo site
www.g-startup.com

INTERNATIONAL VENTURE DAY


19 QUEM ORGANIZA IE Business
School O QUE PROCURA Startups
que tenham pelo menos um protótipo
pronto VANTAGENS Relacionamento direto
com investidores e com outras startups
de alto potencial de crescimento PARA
QUEM É INTERESSANTE Empreendedores
interessados em conseguir investidores
para colocar seus produtos no mercado
INSCRIÇÕES As próximas edições serão
dicas. Ao escolher as premiações, o ções para o corpo de jurados, a troca
divulgadas no site www.ie.edu/events/ empreendedor também deve con- de ideias com outros empreendedores
venture-days siderar o impacto e a relevância e com o júri cria espaço para relações
entre seus públicos estratégicos. com potencial para se estender além
FALLING WALLS LAB
Prêmios de empresas envolvidas daquela experiência. Mas o empreen-
20 QUEM ORGANIZA Falling Walls em casos de corrupção podem ser dedor deve fazer conexões com mode-
O QUE PROCURA Empresas cujos
projetos tenham conexão com a área de um tiro no pé. ração, pois insistir nisso pode acabar
ciências VANTAGENS Networking com Muitos prêmios se mostram tam- arranhando sua imagem. “Para isso,
pesquisadores e empreendedores de todo bém um espaço interessante para existem eventos que são muito mais
mundo, de diversas áreas do conhecimento,
como agricultura, medicina e economia PARA
a realização de networking. Nas produtivos”, afirma Ribeiro.
QUEM É INTERESSANTE Empreendedores etapas mais avançadas, em que Uma tendência muito forte nos últi-
em busca de conexão com pares de áreas costumam acontecer apresenta- mos tempos é o lançamento por gran-
correlatas em outros países INSCRIÇÕES
Feitas pelo site www.falling-walls.com/lab

ENCONTRE UM ANJO
21 QUEM ORGANIZA PEGN O QUE
QPRIZE EDP OPEN INOVATION
PROCURA Empreendedores com
boas ideias (ainda no papel) ou à frente 22 QUEM ORGANIZA Qualcomm Ventures 23 QUEM ORGANIZA EDP
de startups em operação que estejam em O QUE PROCURA Startups de tecnologia O QUE PROCURA Novos
busca de potenciais investidores VANTAGENS em busca do primeiro investimento VANTAGENS negócios voltados para o setor de
Networking com outros empreendedores, Contato direto com executivos do fundo de energia VANTAGENS Chance de ter
sessão de aconselhamento com mentores investimento e chance de conquistar um capital o negócio acelerado em Portugal,
e a história contada nas páginas da revista semente para tirar o projeto do papel PARA além da premiação de 50 mil
PEGN PARA QUEM É INTERESSANTE QUEM É INTERESSANTE Empreendedores euros PARA QUEM É INTERESSANTE
Empreendedores que podem se beneficiar em fase inicial com negócios de tecnologia e Empreendedores do setor de energia
de um aporte ou de mentoria qualificada desenvolvimento de aplicativos INSCRIÇÕES As em busca de parcerias no exterior
INSCRIÇÕES Podem ser feitas por meio do informações sobre o prêmio são divulgadas pelo INSCRIÇÕES A partir de junho pelo site
site www.revistapegn.com.br site www.qualcommventures.com/qprize www.edpopeninnovation.edp.pt

52 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
YOUNG LEADERS OF THE

MODELO LAPIDADO 26 AMERICAS INITIATIVE


QUEM ORGANIZA Governo
dos Estados Unidos O QUE PROCURA
Conhecer melhor o potencial Jovens empreendedores da América
do negócio foi o grande Latina e do Caribe VANTAGENS
prêmio que Alexandre Intercâmbio de experiências com
Viola (foto à esq.), Leandro empreendedores de todo o continente
Jacomelli e Michelle Morcos, PARA QUEM É INTERESSANTE
sócios da paulistana Justto, Empreendedores dispostos a expandir
conquistaram ao participar gigantes do Vale do Silício, como seus negócios para fora do país
da competição Like A Google e Facebook, também têm INSCRIÇÕES Acontecem pelo site
Boss 1 Up, promovida pelo visto nos concursos uma forma www.ylai.state.gov a partir de abril
Sebrae durante a Campus
Party deste ano. A startup,
de garimpar startups que tenham
PRÊMIO FÓRUM
conexões com seus negócios. “Ao
que oferece mediação
de conflitos jurídicos se inscrever em uma competição
27 E-COMMERCE BRASIL
QUEM ORGANIZA E-Commerce
pela internet, recebeu organizada por uma grande empre- Brasil O QUE PROCURA Empresas que
aconselhamento sobre sa, o empreendedor precisa ter em atuem em toda a cadeia do comércio
modelo de negócios e teve a eletrônico VANTAGENS Exposição da
oportunidade de apresentar mente como pode capitalizar esse marca e networking com potenciais
a empresa para investidores. contato”, diz Garutti, da ACE. “Se clientes e parceiros PARA QUEM É
A Justto se sagrou campeã for possível manter a relação após o INTERESSANTE Empreendedores
após ser analisada lado concurso, a pequena empresa pode que pretendam se consolidar como
a lado com outros 48 referência no setor INSCRIÇÕES São
negócios iniciantes.
fazer disso a porta de entrada para
feitas por meio de indicação dos
conquistar um cliente importante.” profissionais do varejo online
Em alguns casos, parte do prêmio
envolve um contrato da companhia FBSTART
RECEBER O FEEDBACK NA
HORA AJUDA A TORNAR A
com a pequena empresa. Esse é o 28 QUEM ORGANIZA Facebook
O QUE PROCURA Startups
mundo ideal. De toda forma, o im-
EMPRESA MAIS SÓLIDA” que tenham aplicativos móveis como
LEANDRO JACOMELLI portante é estar atento às formas seus principais produtos VANTAGENS
de potencializar esses contatos. Auxílio da equipe do Facebook no
Seja qual for a premiação escolhi- desenvolvimento do projeto para
da para se inscrever, é importante que o aplicativo ganhe escala PARA
QUEM É INTERESSANTE Startups
que o empreendedor tenha em men- com aplicativos já desenvolvidos
des empresas de concursos voltados te que ela é apenas parte da estraté- que agora precisem conquistar um
para pequenos negócios. Em geral, es- gia de crescimento. De nada adianta volume maior de clientes INSCRIÇÕES
sas companhias buscam se aproximar ter uma prateleira cheia de troféus Constantemente abertas em
do universo empreendedor e absorver graças a uma boa ideia se a empresa developers.facebook.com/fbstart

um pouco da cultura dinâmica e de não tiver clientes ou não conseguir START-UP CHILE
inovação que costuma existir nesse entregar as soluções prometidas
tipo de negócio. No Brasil, empresas nas premiações. O melhor prêmio,
29 QUEM ORGANIZA Governo
do Chile O QUE PROCURA
como Bradesco e Coca-Cola estão en- sempre, é a empresa se expandindo, Startups nas mais diversas fases
tre as que optaram por esse caminho. funcionários engajados e clientes de negócio VANTAGENS Mentoria
e aceleração do negócio, além de
Grandes concursos internacionais satisfeitos. Os demais reconheci- capital do governo chileno para
são organizados por nomes tradicio- mentos devem ser uma bem-vinda expandir a empresa PARA QUEM É
nais, como Rolex e Chivas Regal. As consequência do trabalho bem feito. INTERESSANTE Empresas em busca
de investimento e interessadas em
expandir para a América Latina
INSCRIÇÕES Constantemente abertas
em www.startupchile.org

DESAFIO PFIZER LATAM FOUNDERS AWARDS PLATAFORMA.SPACE


24 QUEM ORGANIZA Pfizer O QUE 25 QUEM ORGANIZA Latam Founders 30 QUEM ORGANIZA Sicoob
PROCURA Startups que atuem na O QUE PROCURA Empresas Empresas - RJ O QUE
área de saúde digital e faturem ao menos latinoamericanas de alto impacto PROCURA Fintechs baseadas no Rio
R$ 2 milhões VANTAGENS Mentoria VANTAGENS Relacionamento com outros de Janeiro VANTAGENS Acesso à
com executivos da farmacêutica, além empreendedores e executivos de empresas carteira de clientes do Sicoob, além de
de relacionamento com outros players promissoras na região PARA QUEM É incentivos financeiros da instituição,
do setor PARA QUEM É INTERESSANTE INTERESSANTE Empreendedores que como isenção de tarifas PARA QUEM
Empreendedores da área de saúde, pretendam se consolidar como referência É INTERESSANTE Empresas do setor
nos mais diversos estágios do negócio na América Latina INSCRIÇÕES Para financeiro em busca de aumentar sua
INSCRIÇÕES As regras são divulgadas participar é necessário ser indicado por base de clientes INSCRIÇÕES Abertas
pelo site www.desafiopfizer.com.br outros empreendedores latinos no site www.plataforma.space

FOTO: DIVULGAÇÃO MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 53


NEGÓCIOS CUBA

O
REGRESSO
DA ILHA
PERDIDA
Apenas 161 quilômetros separam No dia 28 de outubro de 2016, uma sexta-feira,
o americano Josh Weinstein fazia os últimos

o sul da Flórida de um país


preparativos para sua primeira viagem a Cuba:
malas prontas, visto providenciado, jatinho reser-
vado para buscá-lo domingo no aeroporto Sarasota
socialista que passou 57 anos Bradenton International, na Flórida, com destino à
ilha. E então veio um telefonema de seu despachan-
proibido de fazer negócios com te. “Já temos a aprovação verbal para pousar em Ha-
vana, mas ainda falta o último carimbo do governo
cubano. Não se preocupe, é sempre assim. Mas in-
os Estados Unidos. Agora, Cuba felizmente o escritório do governo só reabre na se-
gunda-feira. Vamos continuar insistindo”, disse ele.
está prestes a se abrir para o Weinstein é presidente da Witzco Challenger, em-
presa familiar sediada em Sarasota, na Flórida, ava-
comércio com diversos países. liada em US$ 12 milhões, cujo negócio é fabricar car-
retas para caminhões de carga. Atingida pela crise
de 2008 e 2009, a Witzco viu suas vendas caírem
Conheça os empresários que pela metade. Naquela época, Weinstein (neto do
fundador da empresa) havia acabado de assumir
já estão na corrida para ser o controle da companhia, até então tocada pelos
tios. De lá para cá, a Witzco tenta se recuperar. As

os primeiros a faturar por lá exportações representam uma fatia importante da


receita — cerca de 35% —, mas têm patinado recen-
temente. A valorização do dólar não ajuda.
David Whitford, repórter especial da revista Inc. Diante desse cenário, Weinstein pensou numa
solução improvável: Cuba. A menos de uma hora

54 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
de voo (sem escalas) da fábrica da Witzco, no cen- um estande na grande feira comercial internacional
tro da Flórida, esse mercado proibido está atraves- de Cuba, marcada para o segundo semestre de 2016.
sando uma repentina explosão da demanda repre- Na noite de domingo, 30 de outubro, o carimbo
sada durante décadas. O turismo na ilha disparou, que faltava finalmente saiu. Weinstein decolou na
e caminha a passos rápidos para bater o recorde segunda-feira cedo, um dia após a data programa-
de 3,5 milhões de visitantes registrado em 2015. Os da. (Em se tratando de Cuba, a primeira lição que se
viajantes incluem cada vez mais americanos, que aprende é: as coisas acontecem quando tiverem de
dão um jeito de se encaixar numa das 12 exceções acontecer.) Foram 45 minutos de voo sobre o par-
abertas pelo Departamento do Tesouro dos Esta- que nacional Everglades, até chegar a Miami, on-
dos Unidos para permitir viagens a Cuba. (Do pon- de o avião parou para completar o tanque — a ga-
to de vista técnico, cidadãos americanos ainda es- solina é bem mais barata nos Estados Unidos. De-
tão proibidos de ir à ilha a turismo.) O governo pois, mais 45 para percorrer o estreito que separa
de Raúl Castro — atual presidente, irmão do fa- Flórida de Havana. Weinstein viajou acompa-
lecido líder Fidel — anunciou que os planos de nhado de dois colegas, todos eles vestindo calça
crescimento econômico incluem dobrar a oferta cáqui e camisa polo com a logomarca da Witzco.
de quartos de hotel até 2020, e por isso Weinstein Ao pousar no aeroporto internacional José Martí,
aposta num aumento acentuado da construção ci- o empresário desembarcou num terminal pratica-
vil. “A primeira medida necessária será investir em mente deserto e foi recebido pelos sisudos funcio-
infraestrutura”, afirma, animado. “Água, saneamen- nários da alfândega, que abriram uma de suas ma-
to básico, cabeamento, rede elétrica, comunicação. las. Nela, encontraram montes de brindes que se-
Eles vão precisar de maquinário pesado, e minhas riam distribuídos na feira: balas e canetas com o
carretas transportam essas máquinas.” Weinstein símbolo da empresa, folhetos em espanhol, inglês
sabe pouco sobre o país, e decidiu ver com os pró- e russo (vai que ainda sobrou algum russo por lá,
prios olhos. “Não sei muito bem como funciona o pensou Weinstein). Os panfletos de vendas deixa-
mercado deles. Tenho apenas as informações que ram os oficiais cubanos com a pulga atrás da ore-
pesquisei no Google.” O empresário comprou então lha: material de propaganda política, disse um de-

FOTO: FERRANTRAITE/GETTY IMAGES MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 55
NEGÓCIOS CUBA

les. “Você tem autorização para entrar com esses


folhetos no país?” Seguiram-se alguns minutos de
discussão, e Weinstein lançou mão de seu charme.
Algumas cédulas provavelmente foram “transfe-
ridas” para as mãos dos funcionários de plantão.
“É o preço que se paga para fazer negócios”, diz o
americano. “Por mim, tudo bem.” E a delegação da
Witzco foi liberada para seguir em frente.

OBAMA ABRE AS PORTAS


Quando Barack Obama fez uma viagem oficial a Ha-
vana, em março de 2016, a história registrou a pri-
meira visita de um presidente americano em exercí-
cio à ilha desde 1928. A comitiva presidencial incluía
mais de mil pessoas, entre as quais Brian Chesky,
fundador do Airbnb; Dan Schulman, CEO do PayPal;
e Daymond John, fundador da marca de bonés
Fubu e jurado da versão americana do programa
de televisão Shark Tank. Obama chegou e foi direto
para o hotel Meliá Habana. Lá, falou em “forjar no-
vos acordos e laços comerciais” com Cuba, seguin-
do a linha de política externa iniciada em dezembro
de 2014, quando teve início uma onda de reformas.
Muita coisa aconteceu desde então: Fidel Castro
morreu; Cuba foi retirada da lista de países que, se-
gundo o governo americano, apoiam o terrorismo;
as relações diplomáticas foram plenamente reto- to aceito por lá. O Stonegate Bank, de Fort Lauder-
madas; companhias aéreas como American Air- dale, na Flórida, é a única instituição que tem um
lines, Delta, United e JetBlue passaram a oferecer monopólio temporário sobre transações com car-
voos regulares para Havana; as empresas hotelei- tão em Cuba. Fora isso, cartões de crédito ou débi-
ras americanas Marriott e Starwood foram autori- to são absolutamente inúteis, e encontrar um cai-
zadas a fazer negócios com a ilha; operadoras de te- xa eletrônico é missão quase impossível.
lefonia celular dos Estados Unidos fecharam con- O embargo lembra aquelas discussões que, de tão
tratos de prestação de serviços; e — aleluia — os arrastadas, fazem os envolvidos se esquecerem de
cidadãos americanos receberam autorização para Josh Weinstein quem começou a briga, e por quê. No começo, du-
entrar nos EUA levando rum e charutos cubanos. pertence à rante o governo Eisenhower (1953–1961), a proibi-
Isso não significa que Cuba tenha aberto seu bal- terceira geração ção se restringia à importação de açúcar cubano.
cão de negócios. Ainda existe um pequeno detalhe: na direção Fidel reagiu confiscando o patrimônio de empre-
o embargo — uma intrincada rede de limitações, da Witzco sas americanas, e o embargo foi se ampliando até
restrições e proibições escancaradas, algumas em Challenger, atingir praticamente qualquer forma de comércio
vigor desde 1960. A despeito do recente degelo di- uma empresa entre os dois países. Transformou-se numa arma
plomático, essa questão impede qualquer coisa que com sede da Guerra Fria, usada para punir a ilha por seu ali-
se assemelhe a relações comerciais regulares. Boa em Sarasota, nhamento ao bloco soviético e pelo apoio às revo-
parte do comércio entre Estados Unidos e Cuba na Flórida. O luções comunistas na Nicarágua e em Angola. O fu-
continua banida por lei. As poucas permissões exis- negócio foi nesto histórico de Cuba no que diz respeito aos di-
tentes trazem a reboque muita dor de cabeça. Um duramente reitos humanos agravava a situação.
exemplo: desde o governo Clinton, empresas ame- atingido pela Mas a opinião pública sobre a relação entre as du-
ricanas estão autorizadas a vender alimentos e re- crise de 2008 e as nações mudou. Às vésperas da viagem de Obama,
médios a Cuba. Mas o governo dos Estados Unidos 2009, e agora o uma pesquisa feita pela CBS News e pelo New York
exige que os clientes da ilha paguem à vista pelos empreendedor Times mostrou que 55% dos entrevistados apoiavam
produtos. (Em última análise, é por isso que Cuba quer se o fim do embargo. Recentemente, a Universidade
compra do Vietnã praticamente todo o arroz que recuperar Internacional da Flórida ouviu americanos de ori-
consome, embora os produtores americanos este- surfando a gem cubana, radicados no condado de Miami-Da-
jam logo ali do lado.) Qualquer cidadão dos EUA que tão esperada de — reduto dos opositores mais ferrenhos ao re-
deseje ir a Cuba, qualquer que seja o motivo da vi- explosão gime de Castro. O resultado mostrou uma porcen-
sita, deve chegar à ilha carregado de dinheiro vivo: do turismo tagem ainda maior de cidadãos que desejam virar a
este é praticamente o único método de pagamen- em Cuba. página e seguir em frente. Mas o impasse persiste.

56 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
Cuba, afirma que “há muita inspiração e aspiração
para pouca realidade”. Os americanos supõem, e há
DIPLOMACIA lógica nessa suposição, que os cubanos “precisam
E NEGÓCIOS de tudo, querem tudo, e ponto final”. Para Kavulich,
O ex-presidente estudioso veterano das relações entre os dois paí-
americano Barack ses, “a questão é mais complexa: será que eles têm
Obama é recebido
por Raúl Castro, dinheiro para comprar tudo? O país que fica a 150
presidente de quilômetros do sul da Flórida não é Dubai, é Cuba”.
Cuba, em visita Mesmo assim, o otimismo de Weinstein e de ou-
histórica à ilha,
em 2016 tros americanos parece inabalável. Saul Berenthal é
bom exemplo disso. Aos 72 anos, esse empreende-
dor de Raleigh, na Carolina do Norte, quer vender
tratores de pequeno porte para agricultores cuba-
nos. Já Darius Anderson, consultor político, lobis-
ta e investidor, faz viagens regulares a Cuba desde
os tempos de faculdade, e agora planeja vender vi-
nhos californianos para os restaurantes na ilha. To-
dos eles querem acreditar que estamos vivendo o
início do fim de uma era, que ninguém — nem os
ressentidos cubanos radicados em Miami, nem o
fantasma de Fidel, nem o inconsequente e impre-
visível Donald Trump — pode impedir o avanço
dessa mudança; que o embargo tem de ser, e será
varrido; que as águas do comércio voltarão a fluir.
Cuba, porém, não é território para inocentes
e neófitos. “As pessoas ficam hipnotizadas pelo
Prevendo a suspensão das restrições país”, afirma Muse. “Um pequeno empresário pode
achar que será capaz de navegar os mares da ilha
ao comércio, empreendedores só porque os grandes ainda não chegaram. Há um
apelo de exotismo. ‘Somos pioneiros!’ Tudo isso
americanos começam a visitar Havana pode levar algumas pessoas a esquecer princípios
básicos do mundo dos negócios.”

NÃO É PARA INOCENTES ILHA DE OPORTUNIDADES


O advogado Robert Muse tem um escritório em O pavilhão que abriga a feira internacional de Cuba
Washington, e há 25 anos ajuda empresas america- fica a 20 quilômetros do centro de Havana. O percur-
nas a fazer negócios com a ilha. Muse diz que a so de táxi é lento e passa por ruas congestionadas
suspensão do embargo cabe aos EUA. Para ele, a de Fords, Chevys e Cadillacs dos anos 50, muitos de-
situação de Cuba se assemelha à de uma esposa les reformados, rodando com motores a diesel que
que sofre violência doméstica: o marido afirma que seriam barrados em qualquer inspeção veicular nos
vai parar de bater nela, desde que ela lhe sirva o EUA. Um mural com a figura de Che Guevara paira
jantar. “A esposa, com razão, argumenta: ‘Mas é onisciente sobre a Praça da Revolução, enquanto
você quem está me agredindo! Você tem que parar. grandes cartazes ostentam palavras de ordem co-
Só então teremos um relacionamento normal’.” mo “socialismo o muerte” (socialismo ou morte) e
Quando — e se — o embargo for encerrado, as em- “normalizar no es sinónimo de bloquear” (normali-
presas americanas terão de estar atentas ao tipo de zar não é sinônimo de bloquear) — um recado ine-
mercado que vai se abrir. É evidente que Cuba do- quívoco sobre a ferrenha posição cubana em rela-
mina o Caribe, tanto em termos de dimensão terri- ção ao embargo, que os locais chamam de bloqueo.
torial (é pouco menor do que a soma das áreas de Passada a entrada principal, é preciso caminhar
Sergipe e Pernambuco) quanto de população (11,3 alguns minutos até o setor americano da feira. Ele
milhões de habitantes). Mas o país é pobre. O salá- fica no canto mais distante do espaço, passando
rio médio pago pelo governo é de US$ 25 por mês alguns resquícios de edições anteriores: um cava-
(menos de R$ 80). De acordo com as estimativas lo de pau de perfuração de petróleo, abandonado
mais recentes da CIA, o PIB per capita em 2010 era por ali, um moinho de vento desativado, um avião
de US$ 10.200, apenas um degrau acima do regis- da Cubana de Aviación estacionado e transformado
trado pela Suazilândia. Diante disso, John Kavulich, em lanchonete. Banners da JetBlue enfeitam a en-
diretor do Conselho Comercial e Econômico EUA/ trada dos estandes dos Estados Unidos. Os cubanos

FOTO: NICHOLAS KAMM / AFP MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 57
NEGÓCIOS CUBA

comuns que conseguem obter uma cobiçada cre-


dencial para entrar na feira lotam os espaços das
empresas americanas, circulando atrás de brindes
como bonés, canetas e amendoins. Talvez por con-
ta da inexistência de publicidade convencional em
Cuba (proibida por lei), os consumidores locais ga-
rimpam tudo o que veem pela frente.
Um dos estandes pertence à Associação Nacio-
nal de Peças Automotivas dos Estados Unidos, ho-
je ansiosa pelo dia em que será possível espalhar
lojas pela ilha. O mesmo vale para algumas delega-
ções comerciais patrocinadas pelo governo, repre-
sentando avicultores, produtores de soja ou o Por-
to de Virgínia. Há ainda todo o tipo de pequenas e
médias empresas americanas exibindo motores,
controles eletrônicos e equipamentos industriais
diversos — nenhum deles permitido, ao menos por
ora. Jeffrey DeLaurentis, conselheiro da embaixa-
da americana, caminha pelos corredores trajando
um terno de algodão claro, puxando conversa com
expositores e fazendo tentativas canhestras de evi-
tar a imprensa. (“O embargo ainda está em vigor”,
explica o primeiro-secretário, meio constrangido.)
Há menos expositores americanos em 2016 do
que no ano anterior, quando a primeira rodada de
reformas promovidas por Obama criou uma eufo-
ria que acabou se dissipando. Os empresários que
vão à ilha pela segunda vez enxergam o potencial, DE VINHOS E CHARUTOS
mas percebem que é preciso ter paciência. Um A RODA DA Num estande ali perto, de óculos escuros apoiados
deles é o investidor Noel Thompson, bem vesti- HISTÓRIA na testa e cigarro apagado no canto da boca, Darius
do num paletó azul, gabando-se de ter contatos. Nas fotos acima, Anderson comanda uma degustação de vinhos. A
imagens da reação
Thompson é ex-funcionário do Goldman Sachs e dos cubanos sessão é conduzida com seu colega cubano Fernan-
agora administra o próprio hedge fund em Nova ao anúncio do do Fernández, um renomado especialista em blends
York. Ao longo dos últimos dois anos, ele tem fei- ex-presidente de rum e charutos. O americano Anderson foi a
americano Barack
to viagens regulares a Cuba para entender a cul- Obama de que se Cuba pela primeira vez em 1986, quando ainda era
tura, recolher informações estratégicas e conhe- iniciava uma nova aluno da Universidade George Washington — tem-
cer pessoas. O investidor se imagina fazendo mui- etapa na relação pos em que a parede de seu quarto na república
entre Estados
tos negócios na ilha no futuro: câmbio de moeda Unidos e Cuba estudantil era enfeitada por um pôster de Che
estrangeira, consultoria comercial, privatização Guevara. Nos feriados de Páscoa, enquanto seus
de ativos estatais. E, é claro, pretende capitalizar colegas iam para a Flórida, Anderson seguia rumo
em cima do boom que vê como certo depois que a Toronto, no Canadá. De lá, era possível pegar um
o embargo for suspenso, quando os EUA mergu- voo para Havana. Desde então, quantas vezes ele
lharem de cabeça nas reprimidas paixões capita- já foi à ilha? “Umas sessenta”, calcula. Toda vez que
listas dos cubanos. Thompson sabe que isso não chega a Cuba e passa pelos funcionários da imigra-
vai acontecer amanhã, mas vai acontecer um dia. ção, Anderson escuta a mesma pergunta: “Por que
“Talvez isso seja reflexo da cultura que adquiri no o senhor vem tanto para cá?”
Goldman Sachs”, diz ele. “Sabe como é: quando No começo, ele gostava de ir simplesmente por-
vejo uma borboleta saindo do casulo...” que era proibido. Mais recentemente, Anderson afir-
ma ter se apaixonado “por tudo o que é cubano: a

“ Tantos países já estão em Cuba fazendo negócios, música, a cultura, os charutos, o beisebol”. Depois
de se formar na faculdade, ele trabalhou para um
investindo milhões. Tem gente achando que nada deputado democrata no Capitólio, fez campanha
para Bill Clinton na Califórnia e passou sete anos
acontece por aqui. Mas as coisas acontecem, sim. como braço direito de Ron Burkle, um bilionário
Só que os americanos não fazem parte” do setor varejista. Esse currículo pode ser útil pa-
DARIUS ANDERSON, fundador da U.S. Cava Exports, empresa sediada no
ra alguém que deseja se embrenhar num mercado
Vale do Napa, que pretende vender vinhos da Califórnia para os cubanos onde negócios e política caminham de mãos dadas.

58 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
conseguiu a aprovação final da última autoridade
responsável pelo acordo — neste caso, o Ministé-
rio das Relações Exteriores de Cuba.
Anderson ainda acredita que é possível ter em
Cuba “um negócio de verdade, que cresça com o
passar dos anos”. E argumenta: o resto do mundo
já chegou. Além do maior parceiro comercial da ilha
(a China) e do mais antigo (a Espanha), existem
operações com Brasil, Canadá, México e Holanda.
A lista de parceiros comerciais é extensa. “Tantos
países já têm negócios aqui”, diz o empreendedor.
“Eles confiam no sistema a ponto de investir cente-
nas de milhões de dólares. Tem gente por aí achan-
do que nada acontece em Cuba. Mas as coisas acon-
tecem, sim. Só que os americanos não fazem parte.”

A FORÇA DA BUROCRACIA
Saul Berenthal cursou o Ensino Médio antes da Re-
volução Cubana. Nascido em Havana, ele é filho de
pais europeus que se conheceram na ilha, para on-
de fugiram após a ascensão do regime nazista. Lá,
o pai se tornou fornecedor exclusivo de peças GM
— condição que garantiu a Saul uma vaga na Aca-
demia Militar de Havana, uma escola de elite. Em
1960, aos 16 anos, o menino foi estudar nos Estados
Unidos. No ano seguinte, os pais foram visitar o fi-
Aos 47 anos, Anderson agora é dono da empre- lho com a intenção de voltar à Cuba alguns meses
sa U.S. Cava Exports, que pretende usar para le- depois. Mas aí veio a fracassada invasão à Baía dos
var os vinhos caros do Vale do Napa, na Califórnia, Porcos. O casal decidiu que não iria mais voltar: re-
até a mesa dos cubanos. Há anos ele prepara o ter- fugiados novamente, desta vez nos Estados Unidos.
reno para essa empreitada: já ofereceu a um gru- Berenthal é um homem enxuto, que usa óculos e
po de amigos cubanos uma viagem de sete dias às até hoje se sente à vontade numa tradicional cami-
vinícolas do Napa e de Sonoma, e comandou uma sa guayabera cubana. Mas o relacionamento com
missão de mais de 100 vinicultores californianos a seu país natal é conflitante. Ele é um legítimo inte-
Cuba, durante a qual os produtores americanos co- Nascido em grante da geração de exilados cuja determinação
nheceram chefs e sommeliers da ilha. À semelhan- Cuba, Saul implacável e influência política ajudaram a definir
ça de Weinstein, Anderson espera faturar com o Berenthal as agressões americanas contra Cuba. Por outro la-
turismo. Mas, ao contrário de Weinstein, ele já es- imigrou para do, Berenthal é um americano típico. Trabalhou 18
tá vendendo um produto agrícola excluído da lista Raleigh, na anos na IBM, onde conheceu Horace Clemmons —
de bens embargados, cujo comércio não depende Carolina do que se tornaria seu parceiro comercial. Em comum,
da construção de nova infraestrutura. Norte, aos os dois compartilhavam a decepção com o teimoso
Em tese, a transação parece simples. No entan- 16 anos. Ele apego da IBM às linhas de produtos patenteados,
to, o contêiner com a mercadoria de Anderson es- poderia ter numa época em que o futuro apontava claramen-
tá encalhado num armazém refrigerado, próximo sido o primeiro te para a computação open source. “Trabalhamos
ao aeroporto de Napa County, na Califórnia — a empreendedor com afinco, vivemos o sonho americano, criamos
4 mil quilômetros de Havana. Nele estão guarda- americano a três empresas e depois as vendemos. A ideia era
das 1.200 caixas de uvas sauvignon blanc, zinfandel, construir uma juntar dinheiro para uma aposentadoria tranquila.”
pinot noir, cabernet e chardonnay, cultivadas com fábrica na No entanto, dois anos após o início da vida como
todo o carinho em solo californiano. O valor total ilha, mas sua pensionista, Cuba pareceu acenar para ele. A par-
dos cachos beira os US$ 400 mil. O contêiner está empresa se tir de 2007, Berenthal se viu inventando desculpas
parado desde o segundo semestre de 2016, dando perdeu no fogo para fazer repetidas viagens à terra natal. “Mais do
a Anderson um prejuízo de pelo menos US$ 500 cruzado da que tudo, eu vinha movido pela curiosidade.” Para
por mês. A ironia é que há um comprador interes- política. sua surpresa, ele se sentiu em casa em Havana. O
sado. Na verdade, a venda já estava acertada com idioma, os gestos, os costumes, a vida numa cultu-
um distribuidor estatal cubano, disposto a pagar o ra em que é difícil marcar um compromisso (“Você
preço cheio, à vista — conforme exige a lei ameri- vai estar aqui na semana que vem? A gente se fala”),
cana. Mas há um empecilho. Anderson ainda não onde as pessoas podem deixar de ir a um encontro

FOTOS: CASTRO SANCHEZ/ANADOLU AGENCY/GETTY IMAGES, YAMIL LAGE/AFP MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 59
NEGÓCIOS CUBA

porque o carro não pegou — ou porque a gasolina


estava em falta. Um lugar onde é preciso procurar
“ As pessoas ficam hipnotizadas pelo país. Um
um ponto com wi-fi e conferir se o cartão, emitido empreendedor pode achar que será capaz de
pelo governo, ainda tem minutos suficientes para navegar os mares da ilha só porque os grandes
ver se chegou algum e-mail. “Não é um país organi-
zado, mas eu entendo”, diz Berenthal, num inglês ainda não chegaram. Há um apelo de exotismo.
que revela um suave resquício de sotaque espanhol. Tudo isso pode levá-los a esquecer princípios
Berenthal sempre teve contato com “gente que
conhecia gente” que morava em Cuba. Foi assim básicos do mundo dos negócios”
que ele chegou aos professores do departamen- ROBERT MUSE, advogado que presta consultoria para empresas
americanas interessadas em entrar em Cuba
to de economia da Universidade de Havana, orga-
nizou intercâmbios acadêmicos, envolveu-se em
estudos que conduziram à rápida reintegração de
Cuba à economia global, em 2011. Mas o histórico
discurso de Obama em dezembro de 2014, somado Comércio dos Estados Unidos”, diz Berenthal. Em
às mudanças políticas que se seguiram, convenceu fevereiro de 2016, após meses de reuniões, os dois
Berenthal de que era hora de ligar para o antigo só- conseguiram o que queriam. A Cleber obteve uma
cio e bolar um negócio na ilha. histórica autorização de Washington para construir
O empresário sabia que o sucesso de uma com- a primeira fábrica com proprietários americanos em
panhia americana em Cuba dependeria da capaci- solo cubano desde a Revolução. Repleto de símbolos
dade do empreendedor de compreender os moti- de esperança, esse episódio parece ter final feliz —
vos que levam um país socialista a trabalhar com e coincide perfeitamente com as medidas adotadas
estrangeiros. O governo de Havana não quer saber por Obama. Os sócios até foram cumprimentados
de chamar empresas internacionais só para deixar durante uma coletiva de imprensa na Casa Branca.
meia dúzia de sujeitos mais ricos. Se a ilha realmen- Ainda faltava, porém, o sinal verde oficial do go-
te decidir abraçar o capitalismo, isso terá de acon- verno cubano. Em meados do ano passado, Beren-
tecer dentro de preceitos socialistas: gerar receita, thal captou sinais preocupantes enviados pelas au-
reduzir a dependência de importações e proteger toridades de Mariel: retrocessos relativos ao impac-
aquilo que os cubanos consideram conquistas du- to ambiental e à segurança laboral. Surgiram ainda
radouras da Revolução — educação e saúde gratui- dúvidas sobre a capacidade da Cleber de se encaixar
tas, moradia e alimentos subsidiados. no objetivo maior da região — o incentivo a padrões
Clemmons, o sócio de Berenthal, cresceu numa de produção de alta tecnologia. Berenthal ficou des-
zona rural do Alabama, e por isso logo pensou em norteado. Nenhum dos outros projetos aprovados
tratores. Com preço mais baixo, esses veículos se- para se instalar em Mariel — cigarros, produtos de
riam produzidos para se adequar às necessidades beleza e frigoríficos sem qualquer relação com os
de pequenos agricultores, num país pobre e cheio Estados Unidos — parecia cumprir esse requisito.
de terras aráveis, onde muita gente até hoje trabalha O empresário se viu diante da difícil missão de con-
descalça, tocando bois sem qualquer máquina. Os vencer figurões cubanos contrários a uma ideia sim-
tratores seriam uma alternativa a grandes empresas ples e prática, que por algum motivo parecia amea-
como a John Deere, que poderia chegar a Cuba com çá-los. Berenthal lembrou de seus tempos na IBM.
seus veículos caros e patenteados. No caso da Cle- “Cada um age de acordo com os próprios interes-
ber, nome da companhia de Berenthal e Clemmons, ses”, afirma. “Aqueles caras resistiam à mudança
os tratores seriam produzidos seguindo princípios porque ela acarretaria perda de poder, de prestígio
open source, usando peças-padrão. Isso facilitaria e até mesmo de empregos.”
a manutenção e a montagem de veículos sob medi- No final de outubro, Berenthal pegou um carro e
da. Ao abrir a porta para que os cubanos criem um foi a Mariel reunir-se com as autoridades respon-
ecossistema ao redor dos tratores Cleber, os sócios sáveis pela região. “Eles foram muito gentis”, diz.
ajudariam a indústria doméstica. Mas disseram ao empresário que, após cuidadosa
A dupla apresentou ao governo local a proposta avaliação, haviam decidido negar a autorização pa-
de construir uma fábrica em Mariel, uma região pla- ra construir a fábrica da Cleber.
nejada a cerca de uma hora de Havana, voltada para
o desenvolvimento econômico. Como as autorida- O EFEITO DONALD TRUMP
des cubanas demonstraram apoio à ideia, Berenthal A feira comercial de Cuba foi boa para Josh Weins-
e Clemmons começaram a tentar convencer o gover- tein, da Witzco. Ele chegou no final do primeiro dia,
no americano a abrir mais uma brecha no embargo. depois do atraso na alfândega e da tortuosa corrida
“Gastamos um tempão em salas do Departamento de de táxi, que o levou até o local errado. Apesar dos
Controle do Patrimônio Externo e do Ministério do contratempos, Weinstein chegou com tudo. Em ape-

60 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
nas uma hora, todos os vendedores ambulantes de
água mineral do pavilhão já tinham um adesivo da
Witzco colado no isopor, e quase todos vestiam um
boné da marca. O americano, evidentemente, não
vendeu nenhum produto de verdade para nenhum
cubano de verdade. O embargo proíbe, e ele sabia dis-
so antes de viajar. Mesmo assim, Weinstein conhe-
ceu um monte de gente. Ao final da semana, voltou
para casa feliz, munido de uma longa lista de com-
pradores do Canadá, Panamá, México, Bélgica e Es-
panha, para quem iria enviar propostas comerciais.
Mas foi então que a História entrou em cena. Dias
depois do encerramento da feira, Donald Trump
surpreendeu o mundo e venceu as eleições presi-
denciais. Logo em seguida, Fidel morreu. De uma
hora para outra, os empreendedores americanos
que sonhavam com negócios em Cuba tiveram de
parar e repensar tudo. Trump, o político, parece ter
ideias bem diferentes sobre Cuba quando compara-
do a Trump, o empresário. Desde a década de 1990, drez político: Cuba quer o fim do embargo. Por is-
representantes das empresas do atual presidente so, enquanto o bloqueio estiver em vigor, o país não
visitaram a ilha pelo menos duas vezes em busca A CAMINHO DO tem interesse em ceder e abrir exceções — o que
de oportunidades de investir em hotéis e campos SÉCULO XXI aliviaria a pressão sobre o Congresso americano, a
de golfe — iniciativas que provavelmente violaram Estande de quem cabe a decisão de enterrar o embargo. Essa,
o embargo. Passada a eleição, no entanto, Trump realidade virtual pelo menos, é a melhor explicação que Berenthal e
se transformou num poço de má vontade e amea- na feira comercial outros encontram para justificar o que aconteceu.
internacional
ças. Via Twitter, ele reagiu com júbilo à morte do de Cuba, em Diante disso, a dupla de empreendedores decidiu
ditador: “Fidel Castro está morto!” E completou: novembro de 2016 mudar os planos. Começaram a construir tratores
“Se Cuba não estiver disposta a oferecer um acor- para exportação numa fábrica em Paint Rock, no
do melhor para o povo cubano, para o povo cuba- Alabama. Clemmons ficou mais decepcionado que
no-americano e para os Estados Unidos como um o parceiro. Agora, ele centra esforços na venda pa-
todo, eu mesmo rescindirei o acordo”. ra outros mercados: pequenos agricultores da Aus-
Na verdade, Trump vocifera sem fundamento le- trália, Etiópia e do Peru. Enquanto isso, as pessoas
gal. O advogado Robert Muse explica que Obama que Berenthal conheceu em Mariel lhe dizem: “Co-
não deixou nenhum “acordo” entre os países, ape- mercialize os tratores e os produtos, e depois tra-
nas “uma série de medidas ainda em andamento”, ga-os para Cuba”. Ele está seguindo esse conselho.
surgidas em diferentes esferas do governo federal. O novo modelo de negócios da Cleber pode acabar
Segundo Muse, seria impossível destrinchar todas se mostrando mais lucrativo, embora tenha menos
essas medidas, uma por uma. O advogado sugere, potencial para transformar a realidade cubana, con-
porém, que Trump poderia “levantar a voz de for- forme o americano havia imaginado.
ma unilateral”, bem a seu estilo. Ou seja: o novo pre- Resta ainda uma carta na manga: Raúl Castro,
sidente poderia passar por cima das medidas de atual presidente e irmão de Fidel, deve encerrar
normalização adotadas por Obama e anunciar sua seu mandato em 2018. Diz Berenthal: “A meu ver,
disposição em negociar o US$ 1,9 bilhão relativo a isso vai levar à derrocada final do embargo”. Mi-
todos os processos judiciais movidos por america- guel Díaz-Canel, provável sucessor de Raúl, nasceu
nos que pedem indenização pelos bens confiscados nove meses antes da Revolução. Se mudanças prá-
após a Revolução. Trump poderia alegar que essa ticas forem realmente acontecer na relação entre
seria uma “condição necessária” para acabar com Estados Unidos e Cuba — mudanças transforma-
o embargo de uma vez por todas. “O embargo tem doras —, será esse o momento da virada. “Espero
de terminar onde começou: com uma solução para que as pessoas pensem a longo prazo e continuem
os processos que foram reconhecidos”, diz Muse. trabalhando para que o comércio aproxime os dois
Depois que o governo cubano fez descarrilar os países”, afirma Berenthal. Ele sabe bem como tu-
planos de Berenthal de construir uma fábrica em do funciona em Cuba — sabe que as coisas acon-
Mariel, o empresário ficou desanimado, mas não pa- tecem quando tiverem de acontecer. E, mais cedo
ralisado. Embora os dois sócios tenham investido ou mais tarde, elas vão acontecer.
US$ 5 milhões na Cleber, ele compreende a situação
que levou a empresa a ser usada como peão no xa- TRADUÇÃO: Beatriz Velloso

FOTO: YAMIL LAGE / AFP MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 61
C A PA

Prepare-se:

As mudanças no mundo do trabalho sinalizam


o fim do emprego formal. Elaboramos um guia
completo com 40 perguntas e respostas para ajudar
você a se preparar para essa nova realidade
Bruno Vieira Feijó Zé Otavio

62 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
série de TV americana Mad
Men, ganhadora de quatro Glo-
bos de Ouro e 15 estatuetas do
Emmy, conta a trajetória do
atormentado publicitário Don
Draper rumo ao topo numa agência de
publicidade de Nova York dos anos 1960.
O programa recebeu elogios rasgados da
crítica por seu realismo histórico — prin-
cipalmente no que se refere à reconsti-
tuição do ambiente de trabalho, com seu
flagrante sexismo e seu intrincado tráfi-
co de influências, num escritório em que
o status das pessoas é determinado pelo
tamanho da mesa e pela proximidade das
janelas. “Imagine um bando de retrógra-
dos conversando em meio a uma ardilo-
sa nuvem de fumaça”, escreveu o autor
Jerry Della Feminam no livro que inspi-
rou a série. Passados 50 anos do cenário
traçado por Mad Men, não é difícil perce-
ber o quanto as relações de trabalho evo-
luíram. Mais do que isso: há evidências
inequívocas de que o ambiente do escri-
tório, da maneira como o conhecemos ho-
je, está em pleno processo de extinção.
Pressões ambientais, crescimento po-
pulacional, avanços brutais em tecnolo-
gias disruptivas e alterações significativas
na demografia são alguns dos fatores que
nos impulsionam para novos formatos de
negócios. O cartão de ponto, por exemplo,
cede lugar a uma nova geração de traba-
lhadores que não precisa marcar territó-
rio com molduras e cartões-postais. Um
notebook bem equipado e um boa cone-
xão com a internet são os únicos requisi-
tos para construir o próximo grande em-
preendimento — em casa, no coworking,
em qualquer lugar. Acrescente a esse ce-
nário um aumento de 80% na adoção do
trabalho remoto entre 2005 e 2012, e fica
claro que estamos caminhando para uma
nova teia de relações profissionais, na qual
empreendedores donos de suas próprias
agendas e profissionais independentes se
encontram em ambientes colaborativos, e
a diversidade de talentos é a regra.
Quando se fala no fim do emprego for-
mal, a primeira impressão é que muita gen-
te está sendo levada para o negócio pró-
prio devido à falta de oportunidades no
mercado de trabalho. É verdade. Nos últi-
mos dois anos, o Brasil bateu recorde na

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 63


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

abertura de novas empresas (quase 4 projetar um caminho independente”,


milhões), ao mesmo tempo em que fe- afirma Marcelo Nakagawa, professor
chou 3 milhões de vagas com carteira de inovação do Insper. O ecossistema O EMPREGO DÁ LUGAR AO
assinada. Mas essa é apenas uma par- nunca esteve tão propício para quem
te da história. Na prática, as mudan- deseja fazer essa transição. “Iniciar e
EMPREENDEDORISMO
ças nas relações de trabalho também gerir um negócio tornou-se uma ativi- Seja qual for o cenário
servem de gatilho para libertar o es- dade profundamente social e popular, econômico nos próximos anos,
a tendência é que o índice de
pírito empreendedor de uma leva de não apenas como forma de ganhar di-
empreendedorismo continue
profissionais qualificados e tecnologi- nheiro, mas de se expressar e se co- crescendo — no Brasil e no mundo
camente alfabetizados, que até pode- nectar com os outros”, diz Nakagawa.

36% 62%
riam trilhar carreiras promissoras em Dezenas de estudos apontam pa-
grandes companhias. Mas os empre- ra um mundo do trabalho no qual as
gos ficaram chatos demais para eles. pessoas se enxergam como membros
Motivo: há um descompasso crescen- de uma determinada rede de profis- dos profissionais dos millennials
querem iniciar (nascidos entre
te na maneira de pensar e agir de em- sionais, em vez de empregados de uma empresa 1983 e 1995),
pregados e empregadores. uma companhia específica. “Para os ou trabalhar por 47% da geração
Uma pesquisa recente da ADP, de- trabalhadores da nova geração, é im- conta própria X (1960-1982)
senvolvedora americana de softwa- portante estar presentes em um gran- nos próximos e 21% dos
dez anos. 45% baby boomers
res para a área de RH, apontou as de número de redes. Quanto maior
planejam (1946-1964)
principais demandas dos profissio- a interação, mais capital social acu- conciliar o querem iniciar
nais do século 21: 1. liberdade para mulam e mais livres se sentem”, diz emprego e o um negócio
trabalhar quando, onde e como qui- Dorie Clark, especialista americana negócio próprio antes de 2026
serem (autogerenciando sua produ- em marketing, no livro Reinventing
tividade e desempenho); You. Um relatório da con-

2 emcada 5 46%
2. perspectiva de adqui- sultoria PwC projeta para
rir novos conhecimen- o ano de 2022 um cenário
tos, usando a tecnologia e Mudanças nas em que as grandes empre-
mudando frequentemen- relações de sas diminuem de tamanho pessoas dos gestores
te de função; 3. possibili- e se transformam em hubs, acreditam que de RH esperam
dade de abraçar projetos trabalho estão em torno dos quais orbi-
o emprego que pelo menos
tradicional 20% da força de
com significado pessoal, servindo de tam várias startups contra- não existirá trabalho de suas
que causem impacto po- tadas para realizar proje- no futuro. Em empresas seja
sitivo na sociedade e con-
gatilho para tos específicos. vez disso, os composta por
profissionais empreendedores,
tribuam para o bem-estar libertar o espírito Em 2015, o banco francês venderão suas startups e
das pessoas. Curiosamen- empreendedor de BNP Paribas e a consulto- habilidades a freelancers
te, o estudo revelou que as ria The Boson Project en- quem precisa até 2022
questões consideradas ur- uma nova geração trevistaram 3.200 jovens FONTES: Serasa Experian, Deloitte (The Future of Work),
gentes pelos funcionários de profissionais franceses entre 15 e 20 anos PwC (A Journey to 2022), GoDaddy (The Entrepreneur Era)

são vistas como preocupa- para descobrir o que pen-


ções de longo prazo para savam sobre o mundo cor-
as empresas. Conclusão: porativo. Uma das pergun- Outro levantamento, realizado pe-
os funcionários mais predispostos tas foi: que tipo de trabalho você quer la Deloitte com 7.800 jovens em todo
ao progresso não estão convencidos fazer amanhã? Mais da metade res- o mundo, mostrou que 70% daqueles
de que seus patrões vão conseguir pondeu “empreender”, no sentido com menos de 20 anos não se iden-
se adaptar com a agilidade necessá- de ofertar suas habilidades para vá- tificam com os modelos de negócios
ria. E mais: culpam a liderança pelo rios lugares ao mesmo tempo. Não tradicionais e preferem trabalhar por
medo de assumir riscos. por acaso, cresce no mundo todo a conta própria. Eles enxergam as em-
Assim, fundar a própria empre- popularidade de plataformas onli- presas atuais como instituições foca-
sa parece ser o caminho mais inte- ne como Amazon Mechanical Turk, das no lucro de curto prazo e pouco
ressante para quem deseja inovar e, Upwork e Sevendays, que fazem a preocupadas com o desenvolvimento
ao mesmo tempo, organizar sua vi- intermediação entre profissionais e pessoal dos funcionários. “Enquanto
da profissional em torno dos seus companhias interessadas em contra- os millennials se autoproclamam ‘do-
interesses pessoais — e não o con- tar serviços especializados sob de- nos de sua trajetória profissional’, os
trário. “Não se trata de sucumbir ao manda. Até 2025, a estimativa é que jovens da geração Z vão mais longe e
downsizing, abandonar o jogo ou dar cerca de 540 milhões de usuários te- se veem como ‘empreendedores de
um passo para trás, mas sim de des- rão usado uma dessas plataformas sua vida’”, diz Emmanuelle Duez, fun-
cer a escada da carreira corporativa e para obter trabalho. dadora do The Boson Project.

64 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
NÚMERO DE NEGÓCIOS ABERTOS NO BRASIL BATE RECORDE EM 2016
(em milhões de registros)
O QUE MOTIVA A
EMPREENDER
REPROGRAME O SEU
(em múltiplas respostas, no
Brasil e no mundo, em %) JEITO DE PENSAR
1,963 1,976 Flexibilidade para trabalhar
42
O novo cenário pede que
1,840 1,865 quando, onde e como quiser
você pare de pensar como
Não correr o risco de empregado e adote uma
1,698 1,690 perder o emprego
17 mentalidade empreendedora
Potencial para
1,528 ganhar dinheiro EXPOSIÇÃO AO RISCO
Empregado
Status social 17 Está apegado a uma rotina e prefere lidar
Chance de resolver grandes com situações previsíveis. Quando pensa
2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 problemas do mundo
12 em empreender, compara suas condições
Possibilidade de crescer atuais de emprego com um cenário incer-
e entrar nos rankings das 7 to e cai num estado mental paralisante.
NASCIMENTOS DE EMPRESAS POR SETOR (em %) maiores empresas 5 Empreendedor
2010 2016 Encara qualquer transformação como
STATUS PROFISSIONAL QUANDO um risco a ser enfrentado. Está disposto a
DECIDIU MONTAR UM NEGÓCIO errar várias vezes até acertar. Como diria
62,7 (no Brasil e no mundo, em %)
53,1 Reid Hoffman, do LinkedIn, “é quase como
saltar de um penhasco e desenhar um
35,6 28,8 8,5 8,2
MILLENNIALS
outro
paraquedas no caminho rumo ao chão”.

foi tinha TOMADA DE DECISÕES


COMÉRCIO INDÚSTRIA SERVIÇOS demitido 13 emprego Empregado
9 fixo
Demora a se decidir e se sente mais
11 seguro após consultar dezenas de
TAXA DE EMPREENDEDORISMO NO PAÍS É A MAIOR EM 14 ANOS 67 estudos e calhamaços de dados.
(% de pessoas que já têm empresa ou estão envolvidos com a criação de uma) era Empreendedor
estudante
Sabe identificar quando o problema é

39 incerto por natureza e se permite agir ra-


pidamente, mesmo sem todos os dados.
32 34 BABY BOOMERS
30 32 APRENDIZAGEM
26 27 27 outro
foi Empregado
21 20 23 21 23 22
tinha
demitido 7 emprego Segue um conjunto específico de
10 fixo
orientações e pensa “dentro da caixa”.
Empreendedor
26 57 Os únicos limites são os que coloca
era para si mesmo. Por isso, analisa pro-
estudante blemas sob todos os ângulos, enxer-
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015
ga novas possibilidades e faz testes
para descobrir quais funcionam.

USO DE RECURSOS
Empregado
Costuma pensar: “Eu começaria meu
Embora a economia brasileira pos- quer para você e sua família. Não é o próprio negócio, mas não tenho di-
sa se recuperar nos próximos anos, o momento de ficar na zona de confor- nheiro.” Ou “eu adoraria entrar naquele
trabalho continuará a sofrer abalos to. É hora de redesenhar o seu futuro. mercado, mas não tenho condições”.
sísmicos — aqui e lá fora. Nos Esta- Para quem deixou — ou pretende Empreendedor
dos Unidos, por exemplo, apenas 25% deixar — o emprego com carteira assi- Nem sempre tem o capital necessário,
mas usa a criatividade para multiplicar
dos adultos em idade ativa têm o que nada, Pequenas Empresas & Gran- os recursos e fazer a empresa crescer.
se pode chamar de emprego fixo, com des Negócios elaborou um guia com
horário integral e benefícios. “Em bre- as principais perguntas e respostas NOÇÃO DO TEMPO
ve, todos terão de mudar o mindset pa- que costumam surgir na hora de abrir Empregado
A maioria bate cartão – assim que o dia co-
ra se tornar empreendedores, mesmo um negócio pela primeira vez. Tam- meça, não vê a hora de deixar o escritório.
aqueles que continuarem empregados bém apresentamos casos de quem já Empreendedor
numa companhia”, diz Emmanuelle. conseguiu fazer a transição depois de O “tempo do trabalho” não para ao
Isso significa assumir a responsabili- encarar as angústias do antigo tra- final do expediente. Encara o negócio
dade pela criação de valor para a sua balho e enfrentar os obstáculos que como uma organização viva, que precisa
ser realimentada o tempo todo.
empresa e para seus clientes. Signi- surgem ao criar uma empresa do ze-
fica ser ativo. Significa controlar sua ro. Vire a página e seja bem-vindo a FONTES: Reinventing You, de Dorie Clark, e The Start-Up of You,
de Reid Hoffman
carreira e construir a vida que você esse admirável mundo novo.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 65


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

COMO ME PLANEJO PARA EMPREENDER?


Se você foi demitido ou está prestes a sair do emprego — por causa de um
acordo, reestruturação ou vontade de mudar —, algumas ações demandam
atenção imediata, especialmente para quem pretende montar um negócio
ANALISE SEU FAÇA BOM ESTUDE ELABORE COLOQUE UM
PATRIMÔNIO USO DO SEU GESTÃO UM PLANO PROTÓTIPO PARA
FINANCEIRO NETWORKING E FINANÇAS DE NEGÓCIOS FUNCIONAR
Some o valor que Deixe o orgulho Gerenciar uma empresa Pesquise quem é seu Cuidado para não levar
tem guardado com de lado e não tenha sozinho depende de público-alvo ideal, quem são meses planejando um
o que será ganho do medo de pedir conhecimentos em seus concorrentes e, o mais produto completo e só
fundo de garantia, do ajuda a amigos e diversas dimensões — importante, qual será a sua no final descobrir que os
seguro-desemprego pessoas do seu financeira, de marketing, proposta única de valor. clientes não gostaram.
e de férias vencidas. raio de influência. de processos e de A internet está aí para isso. Construa um Produto
Faça uma revisão Tente encontrar um vendas. Identifique as Coloque no papel também Mínimo Viável (MVP),
rigorosa de gastos e mentor: alguém áreas em que você tem algumas projeções financeiras. versão simplificada do que
adapte-se a um novo reconhecido no menos aptidão e procure O material servirá como guia pretende lançar. Ofereça
padrão de vida. O ideal mercado, com cursos rápidos sobre para os primeiros meses. Não é de graça a um grupo de
é ter uma reserva para experiência na sua elas. Há uma variada para ser um trabalho demorado clientes em potencial, em
investir no negócio e, ao área de atuação, que oferta de material — alguns sistemas, como o troca de feedbacks. O custo
mesmo tempo, bancar possa dar conselhos online (muitos deles Business Model Canvas, facilitam da evolução por etapas é
despesas pessoais e abrir as portas gratuitos) de instituições esse trabalho. Caso não consiga menor do que o de uma
por pelo menos 12 usando sua rede de como Endeavor, fazer isso sozinho, procure pesquisa de mercado
meses sem salário. relacionamentos. Sebrae e Coursera. instituições como o Sebrae. longa e tradicional.

COMO ESCOLHER UM QUAIS OS PASSOS DÁ PARA


NEGÓCIO ADEQUADO PARA FORMALIZAR O PRESTAR
AO MEU PERFIL? EMPREENDIMENTO? SERVIÇOS OU
Antes de decidir, é importante avaliar suas A maratona costuma levar de três a VENDER PRODUTOS
capacidades. Responda a três questões
básicas para começar a desenhar um plano
seis meses, dependendo da cidade
e do estado. Confira as etapas
SEM ABRIR UMA
EMPRESA?
O que eu sei fazer? CONTRATE UM CONTADOR
Quanto mais você se conhece, mais entende 1 Não economize neste quesito. Além de ser obrigatório
onde pode pisar e em que pontos precisa
tomar cuidado. A falta de competência em
por lei, um bom contador vai facilitar – e muito – a
sua vida em meio a tantas regras e legislações
Sim. Para serviços
pontuais, é possível
lançar mão de Recibos de
algumas áreas pode demandar um sócio tributárias a serem seguidas. Pagamento a Autônomos
com talentos complementares. Mesmo que (RPAs), emitidos como
decida empreender em um setor diferente PEÇA UM CNPJ
daquele em que estava empregado, leve para 2 O processo é feito na Junta Comercial e demora entre
substitutos da nota fiscal
para o profissional liberal. A
o novo negócio o conhecimento adquirido 15 e 30 dias. Há diversos tipos de CNPJ. O contador irá
emissão é de responsabilidade
ao longo da sua trajetória profissional. apontar qual deles se encaixa com as características
da empresa contratante.
da operação. Atenção: a classificação incorreta pode
Quanto espero crescer? Mas, para quem faz vários
acarretar cobrança indevida de impostos.
É preciso ter em mente quais são seus trabalhos por mês, é mais
objetivos. Não dá para ficar rico sendo um MEI, SOLICITE ALVARÁS E LICENÇAS vantajoso — do ponto de vista
nem revolucionar o mercado abrindo uma 3 Com o CNPJ em mãos, o passo seguinte é preencher tributário — virar PJ. “Como
franquia. Mas aderir a uma marca que já existe um formulário da prefeitura para efetuar a inscrição pessoa física, os impostos
pode ser um bom começo para quem almeja municipal. Sem ela, não é possível gerar nota fiscal. são retidos na fonte em
a volta de um rendimento fixo o quanto antes. Todos os estabelecimentos também devem ser porcentagens elevadas. O RPA
certificados pelo Corpo de Bombeiros para evitar só é recomendado para quem
Quanto dinheiro posso perder? responsabilidade penal em casos de incêndio. presta serviços esporádicos”,
Quando enfrentamos um novo desafio, diz Marcio Iavelberg, da
tendemos a idealizar o resultado. Em vez ABRA UMA CONTA PJ consultoria financeira Blue
disso, o fundador deve se perguntar quanto 4 Com o CNPJ em mãos, recomenda-se abrir logo uma Numbers. “Se a ideia é gerar
está disposto a perder nos primeiros anos sem conta corrente PJ no banco. Um dos maiores erros renda a partir de uma atividade
se endividar para pagar despesas pessoais. dos fundadores é o descontrole que acontece ao fixa, a melhor alternativa é
Assim, será possível minimizar os riscos. misturar as contas pessoais com a da empresa. mesmo abrir uma empresa.”

66 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
MAIS COR PARA AS RUAS DE SÃO PAULO

A BELA DO DIA
Quem é Tatiana
Pascowitch e Marina Prado
O que faz Empresa
que entrega flores
por meio de bikes
Onde São Paulo (SP)

É PARA VOCÊ?
BUROCRACIA

T
INVESTIMENTO
odos os dias, Tatiana Pasco-
witch, 40 anos, e Marina Pra- ESTRUTURA
do, 28, colocam na rua quatro
BARREIRA DE ENTRADA
bicicletas carregadas de garrafas, va-
sos de vidro e caixinhas de madeira
CONHECIMENTO DA ÁREA
com flores. Elas são as fundadoras
da floricultura A Bela do Dia, que tem
como proposta vender flores fresqui-
nhas em bicicletas que circulam por comum. Além de serem apaixona- da, elas se mudaram para um
bairros da zona oeste de São Paulo. das por flores, Tati e Mari tinham coworking — as bikes ficavam esta-
Foi em 2013 que as duas sócias in- outras afinidades: elas acreditavam cionadas num corredor. Em 2014,
vestiram R$ 16 mil no negócio, em que a bicicleta era o veículo ideal pa- montaram um ateliê no bairro de Pi-
busca de uma virada na vida profis- ra destravar o congestionamento nheiros. O passo seguinte foi lançar
sional. Após passar anos trabalhan- da metrópole. Logo depois do en- um serviço de assinaturas de flores,
do na área de investimentos de um contro, Marina pediu demissão e que custa a partir de R$ 120 por mês.
banco, Tatiana foi demitida quando A Bela do Dia brotou na garagem da Por esse valor, o cliente tem direito
um projeto de inovação que liderava casa de Tati. “Desenhamos o proje- a um arranjo por semana.
gerou atritos entre os diretores. “Foi to num modelo simples de Business Em 2016, o faturamento chegou
a melhor coisa que podia ter aconte- Model Canvas e lançamos uma pes- perto de R$ 1 milhão. A expectativa
cido, porque eu estava infeliz e, ao quisa no Facebook perguntando se é crescer 30% neste ano. Mas, para
mesmo tempo, presa em uma zona de as pessoas comprariam flores des- Tatiana, o mais importante é conse-
conforto”, diz. Naquela época, Mari- sa maneira”, diz Marina. guir manter a rotina de trabalho “le-
na trabalhavacomojornalista,cobrin- No início, elas trabalhavam em es- ve e divertida”. Mesmo com uma
do a vida das celebridades. “Era tudo quema de home office: compravam equipe de dez funcionários, as duas
o que eu não queria fazer”, afirma. as flores no Ceagesp, montavam ar- sócias não abrem mão da montagem
As duas se conheceram no final ranjos em casa e pedalavam pela ci- dos arranjos. “Trabalhar com flores
de 2012, por meio de uma amiga em dade. Como crescimento da deman- é uma terapia”, diz Marina.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 67


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

ELE VIVE DE POESIA

PRESENTE EM PALAVRAS
Quem é Danilo Gurdos
O que faz Marketplace

O
onde pessoas encontram
paulista Danilo Gurdos, 28 escritores para compor
anos, define sua empresa textos e discursos
Onde São Paulo (SP)
como “a primeira startup
do Brasil especializada em colocar É PARA VOCÊ?
emoções no papel”. A Presente em BUROCRACIA
Palavras é um serviço direcionado
a pessoas com dificuldades de se INVESTIMENTO
expressar e que queiram contratar
escritores para compor textos e dis- ESTRUTURA
cursos lidos em ocasiões especiais,
como casamentos, noivados, aniver- BARREIRA DE ENTRADA
sários, homenagens e despedidas.
CONHECIMENTO DA ÁREA
“Fazemos uma imersão na vida do
cliente para criar um conteúdo car-
regado de poesia”, diz Gurdos.
Foi o desejo de empreender que o com a esposa me pediram. E não é dir a operação.” Mais tarde, bateu na
levou a pedir demissão em 2015 da que funcionou?”, afirma. porta da Startup Farm. No progra-
seguradora Porto Seguro, onde tra- Quando decidiu empreender, não ma da aceleradora, percebeu que seu
balhava havia cinco anos. Formado teve dúvidas sobre qual atividade iria maior desafio era montar um mode-
em gestão ambiental e pós-gradua- exercer. Na época, investiu R$ 20 mil lo escalável. Por isso, decidiu trans-
do em administração, Gurdos atuou do próprio bolso. Mas não se deixou formar a Presente em Palavras nu-
como analista das áreas de sustenta- cair numa cilada comum entre aque- ma plataforma online: o contratante
bilidade e inovação. “Sabia planejar les que saem do mundo corporativo: define os serviços que precisa, faz o
e administrar projetos e vi que po- o excesso de confiança. Buscou ajuda pagamento ali mesmo e interage com
deria criar algo de valor para mim”, do Sebrae e fez cursos de capacitação os escritores (uma rede formada por
diz. Na Porto Seguro, ele era conhe- financeira. “Quando abri a empresa, 15 freelancers) via chat e videoconfe-
cido pelo talento em escrever mui- cobrava apenas o suficiente para con- rências. A tecnologia, que estará no ar
to bem. “Sempre era chamado para seguir pagar as contas”, diz Gurdos. nos próximos três meses, deve per-
redigir discursos de gerentes e di- “Aprendi que precisava ter uma boa mitir à empresa alcançar um fatura-
retores. Até carta de reconciliação margem de lucro para poder expan- mento de R$ 300 mil em 2017.

68 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
É POSSÍVEL EMPREENDER E MANTER
O EMPREGO AO MESMO TEMPO?
Cumprir jornada dupla exige responsabilidade, entrega e dedicação acima da média. O lado
positivo é que as despesas pessoais podem continuar sendo cobertas pelo salário e os impactos
causados por um eventual fracasso são amenizados. Alguns especialistas acreditam que este
é o melhor método para assumir o risco de empreender. Se é o que você pretende fazer, essas
são as recomendações do coach Ben Arment, autor do livro Viva o Ano dos Seus Sonhos.

AVISE A FAMÍLIA SEPARE PERÍODOS TRACE METAS DIÁRIAS BUSQUE UM SÓCIO


E OS AMIGOS FIXOS NA AGENDA PARA VOCÊ MESMO OU FUNCIONÁRIO
É certo que será Use o tempo que tiver disponível Como não haverá muito tempo Avalie se é o caso
preciso sacrificar — pode ser meia hora do horário de para cuidar do projeto, todo dia de ter mais alguém
boa parte do seu almoço, o período noturno ou os deve trazer um passo importante, para compartilhar
tempo livre. Peça finais de semana. O importante é mesmo que pequeno: organize a jornada. “Duas
a compreensão da fazer um pouco a cada dia, mesmo papéis, faça contatos, agende pessoas no comando
família ou de quem que comece devagar. Cabe aqui um brainstormings. “Se você encarar o dividem habilidades,
mais conviver na alerta: quem ainda tem um emprego negócio apenas como hobby ou um debatem alternativas
mesma casa que não deve ficar resolvendo assuntos eterno complemento de renda, seu e podem ter mais
você. Otimizar do negócio próprio durante o expe- impacto será sempre pequeno. E motivação para
o tempo demanda diente. Isso seria antiprofissional. E, vai parecer que está começando do dar sequência às
concentração se a performance cair, as chances zero todas as vezes em que procurar atividades do dia a
absoluta. de ser demitido vão aumentar. cliente novo”, diz Arment no livro. dia”, afirma Arment.

QUAIS OS NEGÓCIOS MAIS PRECISO AVISAR AO


COMPATÍVEIS PARA TOCAR MEU CHEFE SOBRE O
EM MEIO PERÍODO? EMPREENDIMENTO?

N
ão é ilegal começar um negócio
E-COMMERCE
Operar uma loja virtual é um jeito prático e barato de
e manter um emprego em tempo
testar um mercado – afinal, é possível administrá-la integral, a menos que exista uma
em sua própria casa, sozinho, com apenas um cláusula de impedimento no contrato
computador e um estoque inicial reduzido. de trabalho (é o caso da maioria dos
servidores públicos) ou um documento
CONSULTORIA que impeça a concorrência direta com seu
Profissionais que dominam áreas extremamente
especializadas (advogados com experiência empregador. Exceções à parte, a decisão de
em fusões e aquisições, por exemplo) podem contar ou não ao chefe fica a seu critério.
testar a demanda e a receptividade do mercado
oferecendo consultorias para outras empresas.

SERVIÇOS VIA MARKETPLACE


Ferramentas online como Uber, GetNinjas, Easy
COMO SABER A HORA CERTA
Carros, Singu e Upwork permitem que prestadores DE PEDIR DEMISSÃO?
de serviços de áreas diversas como transporte,
limpeza automotiva, atendimentos técnicos e design Se o seu plano B já é capaz de suportar retiradas
atendam a demandas em escalas predefinidas ou mensais de um valor equivalente a 80% do
de acordo com a disponibilidade de horário livre. salário atual, é sinal de que o empreendimento é
suficiente para manter o seu padrão de vida. “O
ideal é prolongar a permanência no emprego até
MICROFRANQUIA
que a empresa esteja no azul e evoluindo sem a
Ao contrário de grandes franqueadoras, que exigem necessidade de novos investimentos pessoais”,
a presença do franqueado na loja em tempo diz o coach Ben Arment. “Obviamente, a decisão
integral, as microfranquias (unidades que custam vai depender muito da sua motivação, do seu
até R$ 90 mil em investimento inicial) costumam foco no novo negócio e das economias que fez
ser mais flexíveis e fáceis de administrar. para os momentos de emergência.”

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 69


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

O QUE É MELHOR: TRABALHAR EM CASA


OU ALUGAR UM ESCRITÓRIO DE COWORKING?

A
melhor alternativa é combinar os dois Mas você pode usar o coworking de
formatos. Boa parte das atividades maneira pontual, para receber clientes, por
do empreendedor iniciante pode ser exemplo. “A estrutura de um bom coworking
realizada via home office. O ganho em projeta uma imagem profissionalizada
economia de custos e qualidade de vida é da empresa para parceiros e clientes”, diz
notório (mais horas à disposição, comida Marcus Quintella, coordenador do MBA
mais saudável e uma rotina mais tranquila em Desenvolvimento de Novos Negócios
são algumas das possíveis vantagens). da Fundação Getulio Vargas (FGV).

O QUE PRECISO SABER PARA


MONTAR UM HOME OFFICE?
Escolha atual de 4,5 milhões de brasileiros, o home office,
se conduzido da maneira correta, pode ser o estágio
inicial para a construção de uma empresa sem fronteiras

NA PONTA DO LÁPIS O QUE FUNCIONA ATENÇÃO ÀS LEIS FAMÍLIA EM JOGO


Uma das maiores vantagens Atividades relacionadas à Consulte a prefeitura Faça uma reunião com
do home office é a redução de tecnologia, como comércio da sua cidade sobre a os familiares: deixe
custos. Nesse formato, não eletrônico, marketing digital e possibilidade de abertura claro que seu horário
entram gastos com aluguel e produção de conteúdo combinam da empresa em casa. de trabalho precisa ser
condomínio do imóvel comercial. com o modelo home office. Alguns bairros e ruas são respeitado e que os
Mas isso não significa que o Outros negócios indicados para exclusivamente residenciais problemas domésticos
negócio está livre de despesas. abrir em casa são: consultorias, ou têm restrições a devem ficar para depois
Para quem está começando serviços de advocacia, projetos determinadas atividades. do expediente. Dê o
do zero, será necessário arcar de arquitetura e editoração. exemplo, mantendo os
com um investimento inicial de Se o negócio trabalha com temas bem separados.
pelo menos R$ 4 mil. Confira alimentação, é necessário
as demandas mais comuns. pedir um segundo alvará É recomendável
ao órgão responsável criar uma entrada
pela vigilância sanitária. independente para o
Compra de computadores A cozinha deve ser de uso local de trabalho. Dessa
e impressoras exclusivo. Azulejos até o maneira, as atividades
Upgrade na assinatura de O QUE NÃO FUNCIONA teto, piso impermeabilizado diárias da empresa
um serviço de banda larga Empresas que requerem a utilização e um reservatório de água não vão interferir na
de produtos químicos e atividades são itens obrigatórios. rotina da casa.
Assinatura de um industriais que geram barulho são
serviço telefônico dois exemplos. Pense duas vezes Quem mora em A estrutura do
Compra de móveis antes de instalar um varejo que apartamento está sujeito negócio não deve
de escritório exige estocagem de produtos em ao regulamento interno se confundir com os
grande volume. E quem recebe do condomínio. Consulte recursos domésticos.
Consumo extra de energia um grande número de clientes ou Computadores e linhas
o documento e veja se há
Reforma no ambiente fornecedores em casa coloca em alguma limitação ao tipo de de telefone deverão ser
escolhido risco a segurança dos moradores. empresa que pretende abrir. exclusivos da empresa.

70 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
COMO ESCOLHER UM PONTO COMERCIAL?
Investir em uma loja bem localizada ajuda a acelerar as vendas. Mas, como
o aluguel é um custo fixo pesado, exagerar nessa despesa pode comprometer
o lucro. Veja o que considerar na hora de achar o ponto perfeito
A. Tipo de imóvel B. Valor do aluguel C. Facilidade de acesso D. Frequência do público-alvo
Coloque no papel o que é preciso Se o imóvel oferece o que Descubra se a região é mais adequada Quando for analisar o acesso ao
para a empresa funcionar — a você procura, verifique para um “negócio de passagem” ou de ponto, aproveite para fazer um
metragem ideal, por exemplo. se o preço do aluguel “destino”. Quando os consumidores estudo da área de influência.
“Cinco metros quadrados a é compatível com o entram atraídos pela vitrine, como Ande pelas ruas, converse com
menos fazem toda diferença orçamento. Analise os acontece no varejo, o negócio é de os pedestres, entre em lojas e
no preço do aluguel”, diz Marcos preços médios de mercado passagem. Se eles estão dispostos a se restaurantes. Dessa maneira, terá
Rizzo, consultor em varejo e e faça uma contraproposta deslocar até o local, como é o caso de uma boa ideia do público que
franquias. Observe se a fachada com um valor mais em um cabeleireiro, o negócio é de destino. frequenta e mora naquela região.
pode ser explorada visualmente conta. Em caso de reforma, “O negócio de passagem depende de Num shopping, vá ao corredor
(ponto de ônibus ou árvores peça o abatimento dos um alto fluxo de pessoas”, diz Rizzo. escolhido e conte o número de
atrapalham) e se o local tem luz gastos no aluguel. “Por isso, tem que ter boa visibilidade pessoas que passam por dia — e
natural. Em shoppings, é preciso ATENÇÃO Um bom ponto e estar próximo a centros comerciais em diferentes horários — para
analisar o perfil do centro de comercial tende a se ou estações de ônibus. Já o negócio de calcular a conversão em vendas.
compras e o melhor corredor valorizar no decorrer do destino deve oferecer comodidades ATENÇÃO Procure no entorno
para a sua atividade. tempo. Por isso, o preço como estacionamento e manobrista.” marcas que concorram ou que
ATENÇÃO Para ganhar poder do aluguel pode aumentar ATENÇÃO É melhor ter uma loja com complementem seu negócio.
de barganha, recomenda-se que ao final do contrato. Para decoração simples, mas bem localizada, Você terá uma grande vantagem
o empreendedor tenha de três a evitar surpresas, comece a do que ficar em uma rua deserta. O layout se estiver numa região onde as
cinco opções de ponto em vista negociação um ano antes pode ser aprimorado, mas não há mágica pessoas estão acostumadas a
antes de fechar o negócio. do vencimento. capaz de dar jeito em um ponto ruim. consumir seu tipo de produto.

QUAL A DIFERENÇA COMO SABER QUAL É O REGIME DE


ENTRE MEI, TRIBUTAÇÃO MAIS ADEQUADO?
MICROEMPRESA E Entenda como funciona a cobrança de
impostos de acordo com o porte do negócio
PEQUENA EMPRESA?
Entenda as distinções entre as categorias e
SIMEI SIMPLES LUCRO LUCRO
veja em qual registro se enquadra a sua empresa NACIONAL PRESUMIDO REAL
Sistema
CATEGORIAS FATURAMENTO ANUAL exclusivo do MEI. É um sistema Adotado por Todas as
O empreendedor unificado, em que empresas empresas com
MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Até R$ 60 mil fica isento de o empreendedor que não se faturamento
uma série de paga 8 impostos enquadram no bruto maior que
O MEI atua quase sozinho: não tem sócio e só pode tributos federais numa única guia Simples e faturam R$ 78 milhões
contratar um funcionário. É a porta de entrada para (Imposto de — e, muitas vezes, e faturam até são obrigadas
a atividade empresarial formalizada, com registro Renda, PIS, com isenções R$ 78 milhões por a contribuir por
gratuito, que pode ser feito rapidamente pela internet. Cofins, IPI e ou reduções. ano. Os impostos esse método.
CSLL). Assim, Nesse caso, ele são mais fáceis de Os impostos
De R$ 60 mil paga apenas pode ter sócios serem calculados são calculados
MICROEMPRESA (ME) a R$ 360 mil o valor fixo e participar de sobre o lucro,
do que no lucro
mensal de outras empresas. real. Basta e não sobre as
É o formato mais adequado para o empreendedor que
R$ 40,40, Além disso, quase aplicar sobre vendas. Por isso,
tem um sócio e planeja contratar mais de um funcionário.
no caso de não tem restrição a receita bruta empresas que
comércio ou de atividades — o as alíquotas de trabalham com
De R$ 360 mil indústria; critério é o limite 12% (comércio, margens baixas,
PEQUENA EMPRESA (EPP) a R$ 3,6 milhões
R$ 44,40, para de faturamento indústria, serviços que operam no
Negócio que nasce maior do que uma microempresa, pois prestação de (R$ 3,6 milhões). hospitalares ou vermelho ou que
já prevê um faturamento anual superior a R$ 360 mil. serviços, ou As alíquotas de transporte) a acumulam custos
R$ 45,40 no caso vão de 6% a 32% (outros tipos altos de produção
de comércio 22%, de acordo de serviços, como costumam optar
ATENÇÃO Fique atento, pois os tetos de faturamento
e serviços. com o setor. locação de bens). pelo lucro real.
mudam a partir de 1º de janeiro de 2018. Os novos valores
são R$ 81 mil (MEI), R$ 900 mil (ME) e R$ 4,8 milhões (EPP).

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 71


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

QUAIS AS LIMITAÇÕES DO MEI E DO SIMPLES? ABRIR UMA


FRANQUIA É
P
ara ser um MEI, é necessário Já quem opta pelo Simples deve
faturar R$ 5 mil por
mês, em média (o teto
ficar atento se um dos sócios
também tem participação em MAIS SEGURO?
anual é de R$ 60 mil), e não ter outra empresa adepta do regime.
participação em nenhuma outra “Para que todos os negócios Os números mostram que a média do número
empresa como sócio ou titular. “O se enquadrem no Simples, de franquias fechadas ao ano é menor do que
empreendedor individual precisa a soma dos faturamentos a média das empresas em geral. Mas essas
ponderar no seu planejamento não pode ultrapassar o teto estatísticas não significam garantia de retorno
que não poderá ter sócio, nem de R$ 3,6 milhões”, diz financeiro. “A franquia é um formato procurado
mais de um funcionário, nem Quintella. A única solução por empreendedores conservadores, que se
mesmo abrir uma filial”, afirma seria mudar o regime de sentem mais à vontade atuando dentro de uma
Marcus Quintella, da FGV. tributação de uma delas. fórmula já testada, ou vendendo produtos de
uma marca conhecida”, diz o consultor Marcos
Rizzo. Como a rede oferece treinamento, o em-
preendedor não precisa ser especializado na

STARTUPS E FRANQUIAS SE área. Mas deve ser um bom gestor de processo


e de equipes. “Ele não está imune a oscilações
na economia e deve estar preparado para en-
ENQUADRAM EM QUAL CATEGORIA? frentar crises”, afirma Rizzo.

Startups e franquias são apenas nomes adotados pelo ÍNDICE ANUAL DE FALÊNCIA NO BRASIL
mercado para certos modelos de negócios. Para efeitos (média, em 2015)
de registro e tributação, as regras são as mesmas para
qualquer empresa. Uma startup, por exemplo, pode 10%
empresas
começar como micro ou pequena empresa e optar pela em geral
tributação no modo Simples ou Lucro Presumido. Caso
4,5%
ganhe escala, pode valer a pena passar para o regime redes de
de Lucro Real. O mesmo vale para as franquias. franquia
FONTES: ABF E SEBRAE

PAPEL & CONFEITO


Quem é Renata Sousa
O que faz Fabricante de
embalagens para doces
Onde Mairiporã (SP)

É PARA VOCÊ?
BUROCRACIA

INVESTIMENTO

ESTRUTURA

BARREIRA DE ENTRADA

CONHECIMENTO DA ÁREA

72 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
MICROFRANQUIA CORRO MENOS RISCOS COM E-COMMERCE?
É UM BOM
O
risco é o mesmo. Do lado de quem investe, é possível
economizar com locação, reforma de ponto comercial,
NEGÓCIO? contratação de funcionários e equipamentos. Mas fazer
a loja dar certo não é uma missão simples. “Trata-se de um
Nem sempre. O mercado estima que o índice universo particular que exige cuidados, como disponibilidade de
de mortalidade das microfranquias seja pelo compra online 24 horas e controle de estoque impecável”, afirma
menos o dobro (9%) daquele das franquias. Adriano Caetano, diretor da plataforma de e-commerce Loja
Um dos problemas é o marketing de guerrilha Integrada. O processo logístico é outro ponto importante, porque o
usado por algumas redes para caçar novos cumprimento do prazo de entrega e a forma como o produto chega
franqueados — mesmo quando estes não na casa do cliente fazem parte da experiência com a marca.
demonstram aptidão para tocar uma empresa.

RESISTA À TENTAÇÃO
Fique atento a três frases
de efeito que costumam ser QUAIS SÃO AS BASES PARA UMA
usadas pelas franqueadoras
LOJA VIRTUAL DE SUCESSO?
“O investimento é baixo”
Esse é um conceito muito relativo. Para o Para se dar bem 1. ATAQUE 2. CAPRICHE NA 3. DIVERSIFIQUE
UM NICHO PLATAFORMA O PAGAMENTO
profissional que empreende pela primeira vez, no ambiente Se optar por pro- Dê preferência Cartão de crédito e
pode representar a poupança de uma vida inteira.
online, é preciso dutos esportivos, a sistemas que débito, boleto ban-
“O retorno é rápido” seguir algumas por exemplo, não se integram com cário, transferência
bata de frente com outras soluções eletrônica — ou
Nenhuma empresa pode garantir retorno em um diretrizes os gigantes. Pense digitais e que já es- tudo isso junto.
prazo específico. Leve em conta que o mais usual é
o negócio terminar os primeiros meses no vermelho.
fundamentais em esportes como tejam adaptadas O cliente quer ter
rugby ou alpinismo, para gerar páginas opções na hora
“Não é preciso ter experiência” menos concorri- responsivas, que de pagar. Oferecer
De fato, não é necessário ter trabalhado na dos, e depois ex- se ajustam auto- parcelamento sem
área. Mas o franqueado precisa de habilidades panda para outras maticamente aos juros é outro atrati-
mínimas de gestão para tocar o negócio sozinho. modalidades. smartphones. vo importante.

O ARTESANATO QUE VIROU NEGÓCIO

E
m 2004, Renata Sousa, 46 cavam uma repercussão maior do pamentos, matéria-prima, contra-
anos, começou a sofrer cri- que as sobremesas propriamente tação de funcionários e no aluguel
ses de pânico relacionadas ditas. Nascia aí o embrião da Pa- de um pequeno galpão.
a um ambiente de trabalho extre- pel & Confeito, fabricante de em- Deu certo. Hoje, a Papel & Con-
mamente tóxico. “Meu chefe hu- balagens para docinhos de festas. feito produz mais de 100 mil emba-
milhava subordinados na fren- A empreendedora começou em lagens por mês, distribuídas para
te de todo mundo”, diz. Para en- casa, atendendo a apenas pedidos lojas de festas de todo o país. Re-
frentar a ansiedade, seu analista de amigos. Mas a demanda cresceu nata cria os modelos de cada em-
recomendou que fizesse, nas ho- e, em 2010, Renata pediu demissão balagem, que depois seguem para
ras vagas, alguma atividade ma- para formalizar a empresa. “De- uma linha de produção. O catálogo
nual desvinculada da profissão. pois de uma década no mercado é renovado constantemente e inclui
Foi quando Renata redescobriu a corporativo, senti necessidade de cestas, palitinhos e forminhas de-
paixão pelo preparo de bolos com mudar para um estilo de vida mais coradas. O faturamento previsto
pasta americana, cupcakes e bri- calmo, em que eu pudesse exercer para 2017 é de R$ 600 mil. “A crise
gadeiros. “Quando me dei conta, já minha criatividade”, diz Renata. econômica reduziu as nossas ven-
estava vendendo doces sob enco- “A pressão absurda por resulta- das em 2015 e 2016, mas já estamos
menda”, afirma. Com o passar do dos de curto prazo estava tirando a trabalhando para recuperar terre-
tempo, porém, Renata notou que as minha alegria.” Ela investiu R$ 50 no”, diz Renata. “Não tem crise que
embalagens criadas por ela provo- mil da verba da rescisão em equi- me faça voltar à vida de crachá.”

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 73


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

QUANTO VOU
GASTAR PARA UM NICHO PARA CHAMAR DE SEU
ABRIR UMA EMPRESA?
Saiba quais variáveis entram
no cálculo do capital inicial

CONTRATO SOCIAL E CNPJ H2O PURIFICADORES


As despesas com burocracia incluem:
Quem é Edielson Silva
honorários de advogado e contador,
O que faz E-commerce de
para a elaboração do contrato
purificadores de água
social; registro na Junta Comercial
e na Receita Federal; inscrição na Onde São Paulo (SP)
Secretaria Estadual da Fazenda;
reconhecimento de firma; compra É PARA VOCÊ?
do primeiro lote de notas fiscais ou BUROCRACIA
do certificado digital e-CNPJ para a
emissão de notas fiscais eletrônicas. INVESTIMENTO

LICENÇAS ESTRUTURA
Toda empresa deve pagar as taxas dos
alvarás de estabelecimento, sanitário
BARREIRA DE ENTRADA
e do Corpo de Bombeiros, além das
licenças de funcionamento. Há também
permissões especiais, como o alvará CONHECIMENTO DA ÁREA
ambiental, para indústrias. Para se
adequar, o empreendedor pode ter de
pagar consultores ou despachantes.

INSTALAÇÃO FÍSICA
Se o negócio vai funcionar em um
ponto comercial, será preciso separar
recursos para a taxa de pesquisa
de viabilidade (concedida pela
prefeitura), para o primeiro aluguel e
para gastos com reformas, maquinário,

M
mobiliário, computadores, internet
e telefone, além de serviços de esmo empregado, o profissio- der clientes finais, pois as lojas exis-
limpeza e segurança. Tenha uma folga nal pode tomar muitas atitu- tentes não passavam credibilidade,
para imprevistos, como problemas des com vista a abrir um negó- nem prestavam suporte técnico no
elétricos e de encanamento.
cio no futuro. Foi o que fez o pernam- pós-venda”, afirma. O feedback po-
MARCA PRESERVADA bucano Edielson Silva, 38 anos, que sitivo da empresa conferiu seguran-
Para proteger a sua marca, é planejou cada passo de sua transição ça para que ele colocasse em prática
preciso fazer o registro no Instituto do mundo corporativo para o empre- o plano B. Como ainda recebia salá-
Nacional da Propriedade Industrial. endedorismo. “Comecei a desenhar o rio, foi mais fácil assumir o risco de
Também entram aqui a criação
de um site, de um logotipo, de
modelo de negócios e a guardar dinhei- empreender. O problema era conciliar
cartões de visita e de catálogos. ro dois anos antes de pedir demissão”, as duas atividades. “Passava as ma-
diz Silva, fundador da H2O, loja onli- drugadas lendo artigos sobre e-com-
ESTOQUE E LOGÍSTICA ne que comercializa purificadores de merce e marketing digital”, diz Silva.
Na estrutura inicial, entram as despesas
com compra de mercadorias ou
água de diferentes marcas. A H2O Purificadores entrou no ar
matérias-primas, gastos com transporte Durante quase uma década, ele co- em 2014, ano em que ele se desligou
e montagem do estoque, empilhadeira, ordenou a carteira de clientes corpo- da Whirlpool. O investimento inicial
prateleiras, embalagens, sacolas e rativos da Whirlpool, fabricante dos em estoque foi de R$ 80 mil. “Comecei
software para registro de produtos. purificadores Consul e Brastemp. “Eu de forma enxuta, na sala de casa. De-
PRIMEIRA EQUIPE
tinha uma visão privilegiada do mer- senhei meu primeiro banner promo-
Se for contratar, é preciso incluir o cado”, diz. Enquanto planejava o em- cional no Paint.” De lá para cá, a loja
pagamento de salários e benefícios, preendimento, Silva decidiu avisar o se profissionalizou: uma agência re-
os honorários do advogado que chefe e a área de RH que estava pres- modelou o site, o estoque migrou pa-
irá elaborar o contrato de trabalho,
os gastos com treinamento e
tes a abrir um e-commerce, para evi- ra um prédio de três andares e 15 fun-
a aquisição de uniformes. tar conflitos de interesse. “Sabia que cionários foram contratados. Em 2016,
havia uma oportunidade para aten- o faturamento atingiu R$ 3,5 milhões.

74 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
O QUE É CAPITAL DE GIRO, E
COMO DESCOBRIR SEU VALOR?
Toda empresa necessita de uma reserva para cobrir seus compromissos financeiros no período
entre o pagamento aos fornecedores e o recebimento dos clientes. Entenda como funciona:

Compra de Venda de Recebimento


mercadoria Prazo médio mercadoria Prazo médio de pela venda
de estocagem recebimento de vendas

Prazo médio de CICLO OPERACIONAL


pagamento das Pagamento CICLO FINANCEIRO
compras do fornecedor Período a ser coberto pelo
capital de giro líquido

Três fatores que devem entrar nessa conta


ESTOQUES RECEBIMENTO DAS VENDAS PAGAMENTO DAS COMPRAS
O número de produtos depende da variedade Lembre-se que nem todo faturamento vai se O empreendedor pode negociar com o
oferecida. Quanto maior o estoque, maior transformar em receita imediatamente — caso fornecedor para alongar o tempo entre a
a necessidade de capital. Uma tática para haja vendas parceladas, por exemplo, a entrada compra e a saída do dinheiro do caixa. Mas o
liberar o dinheiro parado é reduzir o estoque. de dinheiro será fracionada. Se esse ritmo valor pode ficar mais alto — quem paga à vista
Mas há riscos: se o cliente não encontrar estiver lento, será preciso reduzir o número de ou em menos tempo costuma ter descontos.
o que procura, irá buscar na concorrência. parcelas ou aumentar o capital de giro. E há fornecedores que não negociam o prazo.

COMO SABER EM QUE VALE A PENA PEGAR


MOMENTO TEREI LUCRO? UM EMPRÉSTIMO
A empresa só lucrará quando ultrapassar mês a mês o NO BANCO PARA
ponto de equilíbrio entre receitas e despesas. Atingir esse
estágio deve ser a meta nº 1 nos primeiros meses de atividade FINANCIAR O INÍCIO
PONTO DE EQUILÍBRIO É o faturamento mínimo mensal necessário para
DA OPERAÇÃO?
cobrir todos os custos da empresa. Para calculá-lo é preciso dois números:

V
o total de despesas fixas mensais e a margem média de contribuição dos ocê só deve fazer um
produtos ou serviços vendidos. Veja como fazer essa conta. empréstimo bancário
em último caso, se tiver
garantias para oferecer em uma
Quanto a Todos os gastos Quanto dinheiro
eventual inadimplência, como
empresa variáveis para sobra cada vez que a
carro ou imóvel”, diz Marcus
recebe com adquirir e tornar empresa vende suas
Quintella, da FGV. “Do contrário,
a venda de disponível mercadorias, subtraídos
será extremamente caro captar
determinados os produtos todos os custos que
dinheiro para tirar sua ideia do
produtos ou ou serviços teve diretamente
papel.” A melhor saída é usar as
serviços oferecidos com esses itens
próprias economias e recorrer a
amigos, familiares e colegas de
CUSTO DE - CUSTO DE = MARGEM DE trabalho. Eles podem fazer um
VENDA COMPRA CONTRIBUIÇÃO empréstimo ou comprar pequenas
cotas da empresa. Outra opção é
Quantidade de procurar aceleradoras, investidores-
produtos ou anjo e fundos de investimento — a
TOTAL DE DESPESAS serviços que a contrapartida será transformá-los
FIXAS DA EMPRESA PONTO DE empresa precisa em sócios. “Só há vantagem em
= EQUILÍBRIO
vender para abdicar de uma parte da empresa
logo de cara quando a operação
MARGEM DE igualar os gastos
com os ganhos tem potencial para crescer com
CONTRIBUIÇÃO muita rapidez”, diz Quintella.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 75


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

QUANTO
VOU GANHAR
QUAIS INDICADORES
POR MÊS? FINANCEIROS DEVO
Conheça as duas formas como o
empreendedor pode ser remunerado ACOMPANHAR?
PRÓ-LABORE Mesmo sem especialização em finanças, é possível fazer um rápido diagnóstico
É o salário mensal do empreendedor
É obrigatório por lei. A retirada
da saúde da empresa com alguns indicadores. Confira aqui os principais
deve ser de pelo menos
um salário mínimo FLUXO DE CAIXA CUSTOS FIXOS TÍQUETE MÉDIO
Pode ser calculado segundo as É o controle sobre o dinheiro São aqueles que não variam Aponta o valor médio de uma
remunerações médias pagas pelo que entra e sai da empresa mês a mês, como aluguel. É venda, em reais. Para calcular,
mercado para funções equivalentes num determinado período. Isso importante acompanhá-los divida as receitas pelo número
Recolhe tributos como permite verificar quando haverá para definir quanto você vai de transações. O número
Imposto de Renda e INSS mais contas a pagar do que cobrar pelo produto ou serviço ajuda nas comparações com a
a receber e checar se haverá e medir a produtividade. concorrência. A melhor maneira
TRANSFERÊNCIA DE LUCROS saldo suficiente em conta. de melhorar a rentabilidade é
É a participação do empreendedor CUSTOS VARIÁVEIS aumentar o tíquete médio,
nos ganhos do negócio; FATURAMENTO Despesas que aumentam pois o esforço para atrair o
geralmente é distribuída a cada Indica o quanto a empresa está seguindo o desempenho da cliente já foi realizado.
seis meses ou uma vez por ano vendendo, ou seja, o montante empresa. É o caso de impostos
Se a empresa tiver prejuízo, não total do dinheiro que entra em sobre as vendas, comissões, NÍVEL DE ENDIVIDAMENTO
é permitido dividir lucros antes caixa. A relação entre a margem compra de embalagens e frete. Mostra os riscos aos quais
que as dívidas sejam saldadas de lucro e o faturamento pode a empresa está exposta.
Empresas em crescimento ou mostrar o risco do negócio. LUCRATIVIDADE O endividamento com
estágio inicial também não Se, para obter uma margem A relação entre o percentual fornecedores, desde que
costumam distribuir dividendos: aceitável, é necessário um do lucro de uma empresa e o não seja por atraso, é um
os sócios reinvestem os lucros faturamento muito alto, uma faturamento num determinado financiamento barato. A dívida
para financiar a expansão queda nas vendas pode levar período ajuda a estabelecer junto à instituições financeiras
Não é tributada rapidamente ao prejuízo. a saúde do negócio. requer mais cuidado.

COMO DESCOBRIR QUANTO CUSTA CONTRATAR


UM FUNCIONÁRIO?
O PREÇO IDEAL? Para calcular quanto vai gastar, é preciso somar:
Confira os custos quem compõem o valor SALÁRIO IMPOSTO DE RENDA
a ser cobrado por um produto ou serviço Os funcionários devem Deve ser descontado do sa-
receber pelo menos o lário pelo empregador e re-
salário mínimo nacional. passado à Receita Federal.
matéria-prima
Há estados que definem
equipe de produção
valores maiores, e cate- VALE-TRANSPORTE
CUSTO UNITÁRIO DO PRODUTO impostos pagos na
gorias com piso mais alto. É pago pela empresa, que
compra de insumos
pode descontar até 6% do
CUSTOS CUSTOS MARGEM
100% FIXOS VARIÁVEIS DE LUCRO
DÉCIMO-TERCEIRO valor do salário para este
O ideal é que, todos os fim. Algumas convenções
meses, o contratante re- coletivas determinam
Para transformar esses valores
aluguel impostos sobre as vendas serve 1/12 do equivalente que a empresa banque o
em porcentagem e usá-los
água frete ao salário do trabalha- benefício integralmente.
na fórmula acima, divida o
telefone comissões dor para formar o 13º.
total pelo faturamento da
material de limpeza embalagens FÉRIAS
empresa e, depois, multiplique
salários taxas de pagamento FGTS O salário daquele mês
o resultado por 100
Deve ser depositado deve ser pago dois dias
todos os meses e cor- antes do início das fé-
responde a 8% do sa- rias, com o acréscimo de
O que considerar ao definir a margem de lucro lário bruto mensal. 1/3 sobre o valor total
Retorno mínimo Valor agregado Concorrência
sobre o investimento É aquele limite que o A comparação com os INSS OUTROS BENEFÍCIOS
É porcentagem cliente está disposto competidores pode Os valores variam en- Alguns acordos coletivos
mínima de lucro que o a pagar por um item ajudá-lo a não cobrar tre 8% e 11% do salário estabelecem itens como
empreendedor espera que aparenta ser de mais — ou muito a bruto, com o teto má- cesta básica, vale-refei-
obter de seu negócio alto valor para ele menos — que a média ximo de R$ 482,93. ção ou plano de saúde.

76 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
PAIXÃO PELA ARTE

PARTE
Quem é: Tamara Perlman
O que faz: Feira de
arte contemporânea
para novos talentos
Onde: São Paulo (SP)

F
aça faculdade em uma área
É PARA VOCÊ?
tradicional. Arranje um es- BUROCRACIA
tágio em uma multinacional.
Candidate-se a programas de trai- INVESTIMENTO
nee. Aprenda e pratique regras
de marketing pessoal e networking. ESTRUTURA
Faça um MBA em uma escola de re-
nome e seja promovido a cada dois BARREIRA DE ENTRADA
anos. A advogada Tamara Perlman,
35 anos, seguiu todo o script espera- CONHECIMENTO DA ÁREA

do de quem quer chegar ao topo do


mundo corporativo. Mas, em 2011,
se viu em um dilema. Na época, tra- Com dinheiro guardado para se a PARTE - Feira de Arte Contempo-
balhava na área jurídica da cons- manter por três anos, pediu demis- rânea. O primeiro evento, em São
trutora Odebrecht e desfrutava de são e foi em busca da realização pesso- Paulo, reuniu 6.500 visitantes, ge-
uma dezena de benefícios pagos pe- al. Ao lado da amiga Lina Wurzmann, rando R$ 1,5 milhão em vendas pa-
la companhia. Mas não estava feliz. 43 anos, identificou uma oportunida- ra 22 galerias, que pagaram para
Apesar de gostar de Direito, sentia de. “O formato tradicional do merca- expor seus artistas. De lá para cá,
que estava se distanciando de algo do valoriza os artistas consagrados, a feira se transformou em um dos
precioso: a paixão pela arte, herda- mas não dá muito espaço para talen- principais pontos de encontro de
da dos pais. “Havia uma cena cultu- tos iniciantes. Pensamos: e se criás- artistas da nova geração. Tamara
ral efervescente em São Paulo, mas semos uma feira para expor obras de nem sonha em voltar para a vida
não estava vivendo nada daquilo”, pequenas galerias?”, diz Tamara. corporativa. “Com a PARTE, faço
diz Tamara. “Trabalhava 12 horas Em novembro de 2011, cada só- algo que adoro e ainda amplio meu
por dia, como um robô.” cia investiu R$ 400 mil para criar repertório cultural”, diz.

COMO AVALIAR SE OS POSSO CONTRATAR PJS


No dia 12 de
março,
às 7h30, o programa
FUNCIONÁRIOS ESTÃO OU TERCEIRIZADOS PARA
Pequenas Empresas
& Grandes Negócios,
GERANDO RESULTADOS? REDUZIR OS ENCARGOS?
da TV GLOBO, exibe Há uma fórmula simples usada por Especialistas recomendam que a
uma reportagem muitas empresas: o faturamento é contratação de terceiros fique restrita
sobre a importância
dividido pelo número total de fun- a serviços de apoio, como limpeza, ad-
de agregrar valor aos
cionários. O resultado da divisão ministração predial ou segurança. “As
produtos. Haverá
reapresentações às deve ser maior do que o salário de empresas que contratam empregados
8h30, na GLOBONEWS; cada empregado. Se for menor, regulares como PJs têm chances altas
e no CANAL FUTURA, no a equipe está com mais gente do de perder um eventual processo na
dia 13, às 16h30, no dia 14, que o necessário, ou a produti- Justiça”, diz Mauricio Galhardo, da
às 5h, e no dia 18, às 15h. vidade precisa ser melhorada. Praxis Business.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 77


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

QUAIS TECNOLOGIAS DE GESTÃO


NÃO PODEM FALTAR EM UM NEGÓCIO?
Não é preciso gastar uma fortuna ou fazer cursos de programação para usar a tecnologia a favor
da sua empresa. Existem ferramentas simples de usar, que ajudam o gestor a não perder o controle
sobre as operações do dia a dia. O ideal é já iniciar as atividades usando um ERP e um CRM

ERP (Enterprise Resource Planning) CRM (Customer Relationship Management)


É o software que faz a gestão financeira do Sistema que acompanha as vendas em tempo real, além
negócio, incluindo fluxo de caixa, demonstrativos de monitorar o funil de negociações (em que estágio
de resultados e emissão de notas fiscais. Alguns cada cliente está) e montar históricos de compras.
exemplos de serviços disponíveis online são Arquivei, Exemplos de serviços online são Agendor, Microsoft
Bling, Conta Azul, Contabilizei, Ninbo e Tiny. Dynamics, Pipedrive, Salesforce e Zoho CRM
QUANTO: a partir de R$ 39 reais/mês QUANTO: a partir de R$ 36 reais/mês

COMO NÃO SE VALE A PENA POSSO


PERDER EM MEIO A REALIZAR RECRUTAR
TANTOS PROJETOS REUNIÕES A FUNCIONÁRIOS
E TAREFAS? DISTÂNCIA? PELA INTERNET?

P SIM.
A
ara gerenciar diversos projetos Existem casos em que é mais forma mais organizada de centralizar
fácil, prático e barato realizar o processo de seleção de candidatos
ao mesmo tempo, é possível
uma conferência em vídeo do que sair do é criar uma canal específico para
recorrer a ferramentas como
escritório ou viajar para encontrar os clien- esse fim — no site da empresa, ou em
Asana, Basecamp, DaPulse e Trello.
tes. Entre as ferramentas mais usadas pa- redes como Facebook ou LinkedIn. Na
Com esses apps, o empreendedor
ra esse fim, estão a Join.me e a WebEx plataforma, o empreendedor deve descrever
pode atribuir tarefas a cada membro Free, que permitem compartilhar arqui- as funções e os requisitos para o posto em
da equipe, definir prioridades e anexar vos, bater papo e usar webcams. Um questão, além de criar um campo para o
documentos de diversos formatos. aplicativo mais simples é o Slack, uma recebimento de currículos. O Linkedin oferece
Outra alternativa é o Runrun.it: seu espécie de Whatsapp corporativo. Com uma ferramenta paga chamada Recruiter,
sistema de relatórios permite avaliar ele, dá para criar uma sala de bate-papo que ajuda a definir parâmetros e rastrear
o desempenho dos funcionários, com múltiplos canais dentro de uma em- talentos cadastrados em sua base de dados.
informando o percentual de tarefas presa. Sem sair do app, é possível trocar Outra dica é anunciar as vagas em sites como
entregues no prazo estimado e o mensagens de texto, visualizar docu- 99jobs e Catho, que incluem plataformas
total de horas úteis alocadas. mentos e compartilhar fotos e vídeos. de comunicação e pré-seleção online.

DE QUE MODO POSSO PRECISO MONTAR


OFERECER PAGAMENTOS COM UM SITE, MESMO QUE
CARTÃO DE DÉBITO E CRÉDITO? NÃO VENDA ONLINE?

T
er um site é essencial. Essa
Conheça os três tipos de prestadores de serviço na área de pagamentos plataforma é a base para construir
sua marca na internet, um ambiente
ADQUIRENTES INTERMEDIADOR GATEWAY por onde circulam todos os seus potenciais
Estabelecimentos físicos Mais indicado para quem está Ideal para lojas com volume de clientes. A partir do site, sua empresa tem
precisam contatar abrindo uma loja virtual, pois vendas mais alto, a plataforma mais chances de aparecer em buscadores
companhias como integra todos os meios de é capaz de conectar seu como Google e Yahoo! e fazer anúncios
Cielo, Elavon, FirstData, pagamento, oferece gestão de e-commerce aos agentes em serviços online, abrindo possibilidades
Getnet, Global Payments, risco de fraude e repasse de financeiros — como operadoras de novos contatos e parcerias. Não é
Redecard e Stone. Elas valores. Cobra algo em torno de cartão e bancos. Mas quem preciso investir um caminhão de dinheiro
fazem a ponte entre de 6% do valor das vendas. celebra o contrato com essas para começar — ferramentas como Wix
as bandeiras (Visa e Entre os mais conhecidos, empresas é você, assumindo todos e WordPress permitem construir páginas
Mastercard, por exemplo), estão Pagar.me, Pagseguro, os riscos. Superpay, maxiPago! e gratuitas. Um endereço como www.
os bancos e as lojas. Paypal e Mercado Pago. Moip oferecem a tecnologia. suaempresa.com.br custa a partir de R$ 60.

78 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
COMIDINHA ITINERANTE

ME GUSTA CHURROS
Quem é Raphael Albini
O que faz Food truck
de churros
Onde São Paulo (SP)

É PARA VOCÊ?
BUROCRACIA

INVESTIMENTO

ESTRUTURA

A
carteira de trabalho de Raphael BARREIRA DE ENTRADA
Ribeiro Albini, 37 anos, foi pa-
rar no fundo da gaveta, sem da- CONHECIMENTO DA ÁREA
ta para sair de lá. Na pasta, junto com
outros documentos que já não são mais
tão úteis no seu dia a dia, estão os regis-
tros formais do tempo em que atuou co- na rua. Logo no primeiro evento, em “A rotina é puxada, mas estou mui-
mo gerente de marketing de uma rede 2015, o truck foi uma das atrações que to satisfeito com os resultados”, diz
de clínicas de estética. No fim de 2014, mais chamaram a atenção do público. Albini. O Me Gusta vende, em média
Albini foi demitido e passou quatro me- Depois disso, o casal criou uma rotina: 1,5 mil cones por dia — cada um vem
ses tentando se recolocar no mercado, de segunda a quinta, compram produ- com cinco churros em sabores como
sem sucesso. Desgostoso com a profis- tos e produzem a massa em casa. No fi- doce de leite caseiro, chocolate belga
são, decidiu montar um food truck após nal de semana, circulam em diferentes e geleia de blueberry. Em 2016, o ne-
visitar uma feirinha gastronômica em pontos de Curitiba, ou viajam para co- gócio faturou R$ 500 mil. Agora, Al-
Curitiba. “Minha esposa percebeu que nhecer outros mercados. O casal já per- bini e a esposa pensam em formatar
não havia nenhum food truck de chur- correu dezenas de cidades, incluindo um modelo de franquias: assim, po-
ros, seu doce preferido”, diz Silva. São Paulo. Quando chegam ao local, es- derão expandir o empreendimento
Com a ajuda dos familiares, Raphael palham mesinhas e cadeiras, e o aten- para mais cidades sem comprome-
e a esposa juntaram R$ 40 mil (meta- dimento começa. Enquanto uma pes- ter o fluxo de caixa. Um novo salto
de foi usada para adaptar uma Kom- soa fica no caixa, outras duas finalizam na carreira de quem nunca imaginou
bi) e colocaram o Me Gusta Churros o produto, e assim vão se revezando. ganhar a vida na cozinha.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 79


C A PA A EMPRESA É VOCÊ

COMO O SITE PODE ME AJUDAR O APP


DE UM
A MELHORAR AS VENDAS? HOMEM SÓ

U
ma forma eficiente de ganhar relevância é produzir conteúdo (textos, fotos e
vídeos) que seja útil para quem compra seus produtos ou para influenciadores
da sua área. “O empreendedor pode investir no formato de dicas baseadas em
dúvidas enviadas pelos consumidores”, diz Fábio Ricotta, diretor da agência
Mestre. Esse tipo de informação atrai audiência qualificada (quem pesquisa sobre o
assunto no Google, por exemplo) e tem baixo custo de produção. O segredo é estimular
essas pessoas a deixarem seus contatos e trabalhar para que elas se tornem clientes. É
fundamental que o site inclua a localização da empresa, com link para o Google Maps.

QUAIS AS ESTRATÉGIAS QUAL A MELHOR


MAIS EFICIENTES PARA MANEIRA DE DIVULGAR
GANHAR CLIENTES NAS MEU NEGÓCIO NA
REDES SOCIAIS? INTERNET?
Segundo pesquisa recente da Nielsen, o desejo Confira quatro ferramentas de marketing digital
de dar opiniões sobre produtos e serviços é
citado por 70% dos usuários. Veja três boas Links patrocinados E-mail marketing EU ENTREGO
Google Adwords, Redes sociais são
práticas para aproveitar o poder das redes. Bing! e Yahoo! Ads importantes, mas
Quem é João Paulo
Camargo
permitem cadastrar nada se compara a
ESTABELEÇA DIÁLOGOS palavras-chave e boletins enviados O que faz Mantem
Para engajar o consumidor, é importante criar criar campanhas para clientes que já um aplicativo que faz
interações atraentes. Deixe o cliente escolher um de marketing que compraram na loja entregas de mercadorias
produto novo, crie desafios com o uso de hashtags, aparecem no virtual. A taxa de Onde São Paulo (SP)
faça promoções a partir do marcador de localização: momento em que os retorno sobre o valor
quanto mais criativa a conversa, melhor. usuários pesquisam investido costuma É PARA VOCÊ?
sobre o tema. ser mais alta. BUROCRACIA
IMPULSIONE POSTS PAGOS
Com essa ferramenta, é possível mostrar uma
postagem na timeline de pessoas que não seguem Redes sociais Marketplaces INVESTIMENTO
a marca no Facebook, mas que têm um perfil É possível usar Prestadores de
similar ao daquelas que são fãs. Cada visualização retargeting — exibição serviços têm a ESTRUTURA
custa entre 5 e 10 centavos. de campanhas na opção de anunciar
timeline de usuários que suas empresas em BARREIRA DE ENTRADA
FAÇA TRANSMISSÕES AO VIVO já acessaram seu site. aplicativos como
Os recursos em vídeo (Live, no Facebook, e Stories, Facebook e Instagram Apontador, Maplink
no Instagram) são fantásticos para mostrar o lado CONHECIMENTO DA ÁREA
permitem segmentar e GetNinjas, que fazem
humano da marca. Minientrevistas, cobertura de a exibição de anúncios a intermediação
eventos e depoimentos de clientes satisfeitos são por cidade, estado e entre profissionais
exemplos de bom uso desse recurso. temas de interesse. e clientes finais.

COMO PRESERVO A REPUTAÇÃO DA MARCA?


Dados do Reclame Aqui indicam que mais da metade dos usuários pesquisam a reputação de empresas
antes de decidir uma compra. Conheça algumas dicas para manter seu prestígio lá em cima
Rastreie sua presença digital Seja transparente em Dê o exemplo Meça o nível de satisfação
Observe o que as outras postagens públicas Muitas vezes, donos de negócios Envie periodicamente para sua
pessoas podem descobrir O cliente que faz um post e funcionários esquecem que base de e-mails uma pesquisa
online sobre a empresa e seus público, aberto a outros representam a marca na internet. com a pergunta: “Qual a
principais funcionários. Veja se seguidores, merece também Entre os erros mais comuns, probabilidade, de 1 a 10, de você
há textos e fotos indesejáveis uma resposta pública. Uma está responder a um cliente de recomendar a nossa empresa para
a seu respeito. Quem atua comunicação respeitosa, que forma jocosa ou postar fotos familiares e amigos?” Estudos
no ramo da hotelaria, ou de mostre aos clientes o seu e mensagens que estejam em indicam que há uma relação direta
bares e restaurantes, também empenho em resolver eventuais desacordo com as políticas da entre a recomendação e o bom
deve acompanhar sites como problemas, pode contribuir para empresa, mesmo que seja em desempenho em indicadores
TripAdvisor ou Booking.com. melhorar a reputação da empresa. um perfil exclusivo para amigos. objetivos de performance.

80 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
A primeira é que o Brasil tem garga-
los sérios de logística, dificílimos de
resolver. E a outra é que uma parte
considerável das pessoas tem o de-
sejo de trabalhar como autônomo.
“Não queria deixar passar a hora
certa para empreender, criando uma
solução que ligasse os dois movi-
mentos”, diz Camargo. Para criar
o aplicativo, não foi preciso inves-
tir uma fortuna e montar uma equi-
pe de programadores de primeira
linha. O sistema foi encomendado
a uma produtora, que cobrou cer-
ca de R$ 200 mil pelo serviço. To-
do o resto da operação é tocado re-
motamente pelo próprio Camargo,
que trabalha de casa a maior par-
te do dia. “É a aplicação do modelo
lean startup [startup enxuta] em
sua forma mais pura”, diz.
Por enquanto, o negócio funciona
em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto
Alegre, Brasília, Campinas, Salvador

O
administrador João Paulo Ca- documentos a cortadores de grama e Curitiba. Os maiores clientes são lo-
margo, 38 anos, deixou em 2015 — coloca origem e destino no pro- jas online que precisam fazer entre-
a carreira de headhunter na Mi- grama. Depois, um motorista cadas- gas nessas cidades. “Em média, nos-
chael Page, uma das maiores compa- trado faz a entrega (normalmente so serviço é 10% mais barato que os
nhias de recrutamento do mundo, pa- alguém que usa as horas vagas pa- Correios”, afirma Camargo. Os entre-
ra abrir uma startup, a Eu Entrego. O ra descolar bicos, ganhando R$ 20 gadores são obrigados a manter um
negócio tem como base um aplicativo a R$ 60 por cada serviço). A empre- código de conduta, como tirar uma
que funciona de forma semelhante ao sa fica com 20% do valor cobrado. foto do ponto de coleta e de entrega.
Uber, só que para entregas. Quem pre- A ideia de criar a Eu Entrego surgiu De acordo com o fundador, a meta é
cisa despachar qualquer item — de de duas constatações de Camargo. faturar R$ 2 milhões em 2017.

COMO FAÇO PARA MEDIR OS RESULTADOS


DE UMA CAMPANHA DE MARKETING DIGITAL?
Calcule o custo de aquisição por cliente (CAC), um indicador que
mede quanto custa, em esforços de marketing, realizar uma venda

SOMA DAS DESPESAS DE X é o valor médio gasto para atrair cada novo
cliente. Quem gasta R$ 300 para conquistar
MARKETING DE UMA CAMPANHA dez clientes, por exemplo, tem um CAC de

NÚMERO DE CLIENTES CONQUISTADOS


= X R$ 30. “Uma análise mais aprofundada pode
revelar que a empresa está investindo em canais
de divulgação de baixo retorno, o que aumenta
NO MESMO PERÍODO o CAC”, diz Ricotta, da agência Mestre.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 81


Numa iniciativa inédita, o jornal O Globo e as revistas Crescer, Galileu,
Glamour, Marie Claire, Pequenas Empresas & Grandes Negócios, Vogue e
Época se unem para dois dias de debates e palestras sobre o empoderamento
feminino. Ao lado das mais relevantes especialistas e porta-vozes do assunto,
estarão em foco temas como carreira, maternidade, empreendedorismo
e violência contra a mulher.

O evento está marcado para os dias 31 de março e 1O de abril, no Rio de Janeiro

REALIZAÇÃO
IDEIAS, ESTRATÉGIAS
E BOAS PRÁTICAS
PARA SUA EMPRESA
Edição: Marisa Adán Gil
e Mariana Iwakura

GESTÃO
Um guia completo
para organizar
as finanças da
empresa e se livrar
do endividamento
84

COMO
ELES FAZEM
Saiba como marcar
presença nas
principais mídias
sociais: Facebook,
Instagram, Twitter
e YouTube
90

COMO EU FIZ
A Océane nasceu
como importadora
e agora está
desbravando as
lojas próprias e o
e-commerce
92

ILUSTRAÇÃO: GUILHERME HENRIQUE MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 83
G E S TÃ O FINANÇAS

ADEUS AO
ENDIVIDAMENTO
Saiba como traçar estratégias de
renegociação com credores e retomar
a saúde financeira da empresa

3
Lara Silbiger Guilherme Henrique

D as 8 milhões de empresas em opera-


ção no Brasil, 4,4 milhões têm o nome
negativado em cadastros de proteção ao
1. PLANEJE
Assumir compromissos financeiros sem
crédito, de acordo com a Serasa Experian. avaliar a capacidade de pagamento da
Juntos, esses negócios acumulam R$ 105,6 empresa é uma das principais causas do
bilhões em dívidas atrasadas e revelam endividamento. “Sem planejamento do fluxo
gestões financeiras despreparadas para PASSOS de caixa, até mesmo o financiamento, que
honrar compromissos com bancos, par- supostamente alavancaria recursos para
ceiros comerciais, funcionários e o Fisco.
PARA SE gerar receitas, pode virar um mau negócio”,
Embora o descontrole com o endivida- LEVANTAR afirma Natal, do Sebrae-SP.
mento demande cuidados intensivos, o É preciso repensar
problema é reversível. “O primeiro passo o negócio para ter C COMO FAZER
é entender quais práticas ou negligências a possibilidade de
levaram ao passivo financeiro”, afirma quitar dívidas Mapeie o atraso e as pendências, revisitando
Juliana Inhasz, professora de Economia do o fluxo de caixa. Levante a lista de credores
Insper. O empreendedor deve verificar o e o valor de cada dívida. Para atualizar
motivo da falta de recursos, a natureza das os débitos com juros, multas e correções,
dívidas e o montante do débito. entre em contato com os próprios credores.
A próxima etapa é traçar um plano pa- Consulte os órgãos de proteção ao crédito
ra recuperar a empresa e só então partir a para checar os títulos protestados, cujos
campo para liquidar as dívidas. “O empre- valores devem ser acrescidos das taxas de
endedor que se adianta em fazer acordos cartório. A seguir, elabore o planejamento
com credores sem ter a garantia de con- financeiro de no mínimo um ano. “Equalize
seguir cumpri-los pode comprometer ain- o valor da dívida com a projeção da receita,
da mais o fluxo de caixa”, diz João Carlos dos custos fixos e das despesas”, diz Juliana,
Natal, consultor financeiro do Sebrae-SP. do Insper. O objetivo é reunir condições e
A recomendação é adotar uma rotina disci- desenvolver planos que favoreçam um fluxo
plinada de planejamento e controle finan- de caixa apto a sanar o endividamento.
ceiro, associada à redução dos custos. “A
gestão eficiente das dívidas requer visão
ATENÇÃO
de médio e longo prazo, com olhar atento
ao fluxo de caixa”, afirma Natal. O planejamento financeiro bem
Veja a seguir um guia com orientações de estruturado, com a projeção das
planejamento financeiro, reestruturação e parcelas da dívida prevista no fluxo
renegociação com credores para você reto- de caixa, atribui credibilidade à
mar o controle de suas contas. renegociação com os credores.

84 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
3. RENEGOCIE
É muito difícil obter benefícios junto ao credor
depois de postergar uma dívida. “O fluxo de
caixa apertado, somado à inadimplência,
deixa a empresa sem crédito na praça e
numa situação cada vez mais crítica”, afirma
Natal. Por isso, vale negociar.

C COMO FAZER

Atue de forma preventiva. “O momento


ideal de renegociar não é quando termina
o capital, mas quando se projeta que ele
pode acabar se não houver uma mudança
de rota”, afirma Fabio Flores, sócio da
2. REESTRUTURE consultoria TCP Latam. Segundo ele,
Renegociar dívidas sem antes traçar um qualquer estratégia de negociação depende
plano de reestruturação aumenta o risco de do planejamento do fluxo de caixa. Como
inadimplência. “No curto prazo, a tendência exemplo, ele cita um caixa positivo com
é faltar recursos para honrar o acordo. O dificuldade imediata de saldar as dívidas. “A
empreendedor precisa associar a redução solução se resumiria à ampliação do prazo.”
de custos ao planejamento do fluxo de caixa”, Já para um caixa com baixo faturamento,
afirma Natal, do Sebrae-SP. ele sugere um acordo de carência no
pagamento. “O objetivo é sempre reduzir o
endividamento e proteger o capital de giro.”
C COMO FAZER

Equilibre a geração de receitas com as


ATENÇÃO
despesas. “Para retomar o controle dos
gastos, é preciso identificar o ponto da Eleja a prioridade de suas dívidas, tendo
operação mais sensível ao endividamento”, em conta o custo-benefício de saldar
afirma Juliana, do Insper. Como exemplo, cada uma delas e o risco de mantê-las.
ela cita a aquisição de insumos em época Para participar de uma licitação, por
de poucas vendas. “A empresa se endivida exemplo, dê preferência à liquidação da
para comprar a matéria-prima, mas a receita dívida fiscal. Mas, se a empresa está na
menor prejudica o pagamento”, diz ela. iminência de ficar sem matéria-prima,
Para retomar o fôlego, a orientação é opte por começar pela dívida com
readequar a estrutura. “Cortar os excessos o fornecedor. Por outro lado, aposte
deve ser uma rotina de trabalho — desde na quitação das dívidas trabalhista e
a negociação com fornecedores até a bancária se elas ameaçam as contas
otimização das despesas e a redução de e os bens da empresa, com risco de
custos fixos”, afirma Natal. A ação pode bloqueio judicial. Atente também para
envolver também a venda de ativos ociosos. os valores dos débitos. “Priorize aqueles
de valor principal alto porque as multas
e os juros por atraso impactam
ATENÇÃO
fortemente o fluxo de caixa”, diz
Adote ações sustentáveis. A gestão Juliana, do Insper. O mesmo raciocínio
voltada para a eficiência energética e vale para dívidas com juros e multas
hídrica pode ser um diferencial. Além elevadas. “Evite o risco do crescimento
de reduzir os desperdícios, diminui os exponencial diante de uma eventual
impactos ambientais. inadimplência”, afirma a professora.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 85


G E S TÃ O FINANÇAS

DE OLHO 1. FUNCIONÁRIOS
NAS DÍVIDAS Privar o empregado de suas verbas salariais
Saiba quais são os gera insatisfação, risco de descontinuidade das
riscos de cada tipo de operações e passivos trabalhistas. A empresa pode
débito e como negociar ser acionada judicialmente, numa ação de rescisão
com os credores para indireta, e ajuizada pelo Ministério Público do
ficar no azul novamente Trabalho. Se as obrigações definidas em sentença
PARCERIAVICIOSO
CÍRCULO NO ASFALTO
Para
A Yamatec
vencerrefez
editais, não são honradas, o juiz determina a tomada
seu
empreendedor
planejamentoconta dos bens pessoais dos sócios.
financeiro
com o apoiopara
de quitar
toda
dívidas
a rede Único
de tributos
Asfalto
C COMO FAZER
Todo
O franqueado
fim de ano, Hebert
a Salário, férias, 13º e verbas rescisórias não podem
Vallim,
indústria 48,dedono
equipa-
de
ser negociados. Devem ser pagos integralmente e à
uma
mentos unidade
para detec-
da Úni-
vista. Em casos excepcionais, para preservar postos
co
çãoAsfalto
de vazamento
em Goiânia
(GO),
de água temYamatec
uma es- re-
quando há queda da demanda, é possível negociar
tratégia
corria a empréstimos
original para a redução da jornada, com diminuição proporcional
vencer
para pagar o 13º salá-
licitações. do salário. “O acordo depende da anuência dos
rio. “Havia
Com a ajudauma daqueda
rede, trabalhadores e do sindicato da categoria”, afirma
sazonal
que conta nascomvendas
82 Silvio Vucinic, consultor jurídico do Sebrae-SP.
e o caixa apertava”,
unidades, ele mapeia
diz o diretor
editais de todoexecutivo
o país,
Fabiano Yamasaki,
localizando oportuni-32 ATENÇÃO
anos. Opara
dades compromisso
fornecer
Apenas em acordos judiciais a empresa tem a
com o banco
asfalto e prestarera prio-
oportunidade de negociar o parcelamento e a
ridade, em
serviço detrimento
de tapa-bura-
dosDepois,
co. tributos. A dívida
contrata
redução do valor da dívida trabalhista. Cabe ao
fiscal
os era de R$
parceiros para20be-
mil trabalhador aceitar ou não a proposta.
em 2014.
neficiar oA Yamatec
asfalto ou
também
ajudar naacumulava
execução
outros
do R$ 40
serviço. mil em
“Todas as
débitos com
cidades do paísfornece-
preci-
dores,
sam debancos
asfalto. eOFGTS.
que
Para
os salvarexigem
editais a empre- é 2. FORNECEDORES C COMO FAZER
sa, Yamasaki
preço baixo e traçou
produto
umqualidade.
de planejamento Como a Ignorar a dívida leva à perda Numa conversa amigável, busque soluções que
financeiro e reduziu
franqueadora mapeia de crédito na praça e fragiliza favoreçam ambas as partes. “O fornecedor tem
emlicitações
as 15% as despesas
em todo
a relação comercial. “Um interesse no acordo e na manutenção do cliente,
fixas.
o país,No ano
e eu passa-
mantenho
fornecedor essencial nem afinal, faz parte da mesma cadeia produtiva”,
do, a Yamatec
minhas certidões aderiu
e
a um Programa de
documentações em
sempre é fácil de substituir”, afirma Juliana, do Insper. Sugira ao credor eliminar
Recuperação
dia, fica mais Fiscal
fácil ga- diz Vucinic, Sebrae-SP. a cobrança de multas, reduzir juros ou aumentar o
(Refis)
nhar aspara sanar as
licitações”, diz A eventual suspensão do prazo de pagamento. O empreendedor pode ainda
pendências
Vallim. com o
Sua franquia fornecimento impacta parcelar o débito ou devolver os produtos. “Crie
Fisco e negociou
faturou R$ 32 milhõesum diretamente o estoque ações de vendas que transformem o estoque em
parcelamento
no ano passado. comOs e a qualidade do produto. dinheiro”, diz João Carlos Natal, do Sebrae-SP.
fornecedores.
contratos comOs dé-
mu-
bitos
nicípiosbancário e com
– em 2016,
o FGTS46
foram foram quita-
prefeituras
ATENÇÃO
dos à vista. Hoje,
– respondem poras
dívidas
80% desse representam
montan- Documente o acordo por escrito, com a descrição do montante da dívida, forma e
0,5%
te. Emdo faturamen-
2017, prazo de pagamento. Uma vez feita a negociação, a empresa deixa de ter o nome
to, que foi
a meta de R$ 1,1
é alcançar negativado ou protestado. “O acordo limpa o nome do devedor”, afirma Vucinic.
milhão em 2016.
80 prefeituras.

86 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
3. FISCAL
Endividar-se com o Fisco não impede a continuidade
da empresa, mas traz prejuízos. A irregularidade
fiscal impede a emissão de certidões negativas e a
participação em licitações públicas. Os débitos fiscais
também provocam a exclusão de micro e pequenas
empresas do regime de tributação do Simples Nacional.

C COMO FAZER

O Fisco oferece programas preestabelecidos de


parcelamento. “O objetivo é ampliar o prazo”, afirma
Juliana, do Insper. Os programas ordinários estão
sempre acessíveis às empresas inadimplentes. Não
há redução de juros ou de multa, mas os negócios
ganham um prazo médio de 60 meses para saldar o
débito. Já os Programas de Recuperação Fiscal (Refis)
são esporádicos, com tempo limitado de adesão e
condições mais atrativas. Em geral, oferecem prazo
de 120 meses, redução de multas e de juros. Uma
vez firmada a renegociação com o Fisco, priorize o
pagamento da dívida fiscal. “Futuros atrasos tendem a
piorar as condições de novos acordos”, diz Juliana.

ATENÇÃO
Existem tributos que não podem ser parcelados
pela empresa. É o caso da contribuição
previdenciária dos empregados ao INSS.

4. BANCOS renegociação. A ideia é trocar É possível também tentar um


a dívida antiga por uma nova, acordo extrajudicial. Os Postos
Não pagar em dia parcelas de com juros menores e melhores Avançados de Conciliação
financiamento e empréstimos condições de parcelamento. Extraprocessual fazem
gera juros altos e multas e faz “Fuja do limite do cheque mediações dessas dívidas.
com que a dívida cresça de especial e do rotativo do
forma exponencial. Além disso, cartão de crédito, que são
o acesso às linhas de crédito os capitais mais caros do ATENÇÃO
fica bloqueado. “Fica mais difícil mercado”, diz Vucinic. Existe
financiar as vendas a prazo para o Oferecer garantias aumenta
ainda a possibilidade de fazer
cliente”, diz Natal, do Sebrae-SP. as chances de sucesso
a portabilidade para um banco
na renegociação com o
que ofereça condições mais
banco — por exemplo, bens
C COMO FAZER vantajosas. A cada passo,
da empresa ou dos sócios
troque e-mails com a instituição
ou a entrada destes como
Converse com o gerente para financeira para documentar
avalistas do acordo. Firmada
apresentar a situação da a intenção de chegar a uma
a renegociação, o nome da
empresa, o débito em si e uma solução amigável. “A precaução
empresa sai das listas de
proposta para liquidá-lo. Os pode ser útil numa eventual
proteção ao crédito.
bancos também têm áreas de ação judicial”, afirma Natal.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 87


G E S TÃ O FINANÇAS

QUANDO A
RECUPERAÇÃO
JUDICIAL É O
DO TAMANHO DO BOLSO
Após negociar CAMINHO
com bancos, a Ágil Pedido ajuda empresas
Copiadoras reduziu a ganhar fôlego e
seu endividamento
honrar compromissos
com credores
Em 2013, a rede de
gráficas e locação
de impressoras Ágil
Copiadoras faturava
R$ 70 mil por mês
A recuperação judicial é uma
proteção legal para evitar
que os credores peçam a falên-
e acumulava cia da empresa. A medida é desti-
R$ 230 mil em 5. ALUGUEL
nada a negócios que, embora en-
débitos bancários.
Atrasar o aluguel pode levar à perda dividados, ainda sejam viáveis
A dívida era fruto de
leasings de equipa-
do ponto, sob risco de impactar a financeiramente e queiram evitar
mentos. No início continuidade de algumas empresas. o prejuízo dos credores e manter
de 2014, a empresa É o caso daquelas que atuam no os postos de trabalho. Quando o
perdeu dois de seus comércio, por exemplo. pedido é aceito pelo juiz, a empre-
principais clientes. sa segue funcionando e ganha fô-
“Com a queda de
40% no faturamen-
C COMO FAZER lego. “Por seis meses, os credo-
res não podem exigir o crédito, ou
to, o endividamento seja, não poderão penhorar bens,
Para evitar uma futura ação de despejo,
piorou”, diz Cristiano
marque logo uma conversa com o bloquear contas ou qualquer ou-
Teodoro, 37 anos,
proprietário do imóvel. “A proatividade tra medida contra a empresa”,
sócio-proprietário da
empresa. O empre- revela a boa-fé do locatário e tende afirma Vucinic, do Sebrae-SP.
endedor refez todo a facilitar a renegociação”, diz A precondição é ter no mínimo
o seu planejamento Vucinic, do Sebrae-SP. Mostre o dois anos de operação e não ter
financeiro e determi- planejamento para sanar a dívida. passado por outra recuperação
nou que as dívidas Se possível, ofereça garantias que judicial nos últimos cinco anos.
deveriam somar resguardem o acordo. Sugira, por O negócio fica impedido de con-
até 8% da receita
exemplo, a diluição do débito nas trair novas dívidas, emitir ações
bruta mensal. Com os e participar de licitações. “O ob-
mensalidades dos próximos meses,
bancos, ele negociou
a redução dos juros, o abatimento da jetivo é reunir as condições para
acordos de quita-
multa ou um período de carência. que o plano de recuperação seja
ção e ampliação de
prazos. “As parcelas
executado e os compromissos as-
de R$ 13 mil caíram sumidos com os credores, honra-
ATENÇÃO dos”, diz Juliana, do Insper.
para R$ 4,5 mil.” Em
paralelo, reestruturou Nem sempre as tentativas de
os gastos do negócio. acordo são favoráveis ao locatário.
Hoje, as parcelas de Para Vucinic, a garantia de crédito
débitos bancários
dos contratos, com seguro-fiança e
não superam 3% da
fiador, dificulta as renegociações. “O
receita de R$ 75 mil
mensais da loja pró-
dono do imóvel está menos sujeito
pria — a rede tem 27 a ceder porque recebe o crédito de
lojas franqueadas. todo jeito”, diz ele.

88 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
FIM DA LINHA
Se não há mais potencial
para continuar no mercado, é
necessário liquidar o negócio

Existem dois caminhos


para fechar uma empresa
endividada. A primeira é o
encerramento das atividades.
O empreendedor deve pagar
todas as dívidas e protocolar
C COMO PEDIR A RECUPERAÇÃO JUDICIAL na Junta Comercial um pedido
de arquivamento de atos de
extinção do empresário ou
recuperação. Descreva como
1. PLANO da sociedade empresária. É
pretende saldar cada um dos
preciso ainda dar baixa junto
Contrate um advogado credores, as estratégias para
ao Fisco nas esferas municipal,
especializado em falência levantar recursos e as garantias de
estadual e federal. Micro e
e recuperação judicial para pagamento da dívida.
pequenas empresas podem
desenvolver o plano.
encerrar as atividades mesmo
4. CONVOCAÇÃO que os tributos ainda não
2. PEDIDO estejam em dia. Nesse caso, o
Na assembleia de credores,
empresário assume os débitos.
Entregue ao Judiciário o pedido apresente o plano. Este pode ser
Outro caminho é a autofalência.
de recuperação judicial, com a aprovado ou rejeitado.
O devedor precisa expor ao
indicação de todos os credores
juiz as razões que o impedem
(quem são, valores e tipo de
5. INÍCIO de seguir adiante. É preciso
crédito), patrimônio da empresa,
apresentar as demonstrações
demonstração contábil, balanço Se o plano for aprovado pela
contábeis, a relação de credores
patrimonial, relatório de fluxo de maioria dos credores, dê início
e dos administradores dos
caixa e causas do endividamento. à execução. Em 24 meses, as
últimos cinco anos, a lista dos
dívidas devem ser liquidadas.
ativos e indicação de todos os
Um administrador judicial
3. APRESENTAÇÃO sócios e de seus bens pessoais.
acompanhará e fiscalizará toda a
Decretada a falência, o juiz
Depois de aceito o pedido, execução. Se o plano for rejeitado,
ordena que todas as ações ou
a empresa tem 60 dias os credores decretam a falência
execuções contra a empresa
para apresentar o plano de da empresa endividada.
sejam suspensas. O devedor
perde o direito de administrar
seus bens. A partir de então,
CONDIÇÕES PARA MICRO E PEQUENAS um administrador judicial
A Lei de Falências (11.101/2005) prevê condições especiais para a liquida os ativos da empresa
recuperação judicial de micro e pequenas empresas. Uma delas é falida para saldar as dívidas. O
o prazo de 36 meses para saldar as dívidas. Outra é a dispensa da empreendedor fica impedido de
obrigatoriedade de reunir os credores para apresentar o plano de abrir um negócio por cinco anos.
recuperação. Quem defere ou indefere o plano é somente o juiz.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 89


COMO ELES FAZEM MARKETING

INTERAÇÃO CRESCENTE
A presença das marcas brasileiras nas mídias sociais não para de crescer. No último trimestre
de 2016, na comparação com o mesmo período do ano anterior, o avanço ocorreu nas grandes
plataformas: Facebook, YouTube, Twitter e Instagram. Os dados fazem parte do relatório
Mídias Sociais 360°, produzido pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NIMD/Faap) em
parceria com a Socialbakers. A pesquisa mede trimestralmente o desempenho dos 100 perfis
de empresas com mais interações com os usuários nas quatro principais mídias sociais.

Felipe Datt Estúdio Siamo

Média de fãs, Rede social Variação de fãs,


LEGENDA Média de novos fãs, seguidores ou
seguidores ou 100.000 seguidores ou Crescimento
inscritos +1.000 inscritos
inscritos da rede social

4° trimestre 4° trimestre
2015 2016

733.510
126,22% +88.590
Instagram
324.246 Marcas/Institucional
+78.541
2.976.240
Marcas/Institucional +183.296
2.921.811
+131.645

E-commerce
Facebook E-commerce 1.432.225
7.857.523
1.119.703 +73.704
7.587.544 (total) 3,56% +376.507
+329.367 (total) +43.943
Entretenimento
Entretenimento 2.461.589
2.120.881 +80.971
+122.667
Bens de consumo
Bens de consumo
987.469
1.425.149 +38.536
+31.112
9,23%
Twitter
3.094,77
Marcas Não marcas Marcas 3.380,33
+179,70 234.945 3.095.468 284.868 +149,02
+10.953 +134.879 +14.146
Não marcas 20,07% 29,15% 70.814
YouTube 2.859,825 +13.305
36.315 +168.747
+7.203 95%
4° trimestre 4° trimestre
2015 2016


Ao longo dos últimos anos, as marcas têm focado na construção da presença dentro das redes sociais. Essa fase envolve desde a
produção de conteúdo de qualidade até os investimentos para divulgar essa presença. Em paralelo, as redes sociais são plataformas que
ainda agregam novos entrantes. Mesmo quem estava presente com o intuito inicial de se conectar aos amigos percebeu que acompanhar
uma marca específica pode trazer algum retorno. Esses fatores explicam o crescimento do número de seguidores em todas as redes.”
— Eric Messa, coordenador do Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NIMD/Faap)

90 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
FORMAS DE INTERAÇÃO COMO USAR MELHOR O INSTAGRAM

222
Imagens Vídeos
Construa o relacionamento Faça propaganda no lugar correto
Média de Média de “No início, as marcas vieram com Para divulgar produtos sem
curtidas comentários o pé pesado na propaganda. transformar o Instagram da
foi a média Isso não é proibido, mas as redes marca em um catálogo de
INSTAGRAM

3.206 de publicações sociais são mais apropriadas para ofertas, use as ferramentas
66 das empresas no a construção do relacionamento”, de anúncios oferecidas pela
2.296
Instagram no último diz Messa. A linguagem audiovi- própria plataforma, como o
1.825 44
1.514 41 trimestre de 2016. sual do Instagram pode ser usada Instagram Ads. Elabore posts
35 No mesmo período para mostrar valores e reforçar específicos, que façam a pro-
de 2015, foram atributos (beleza, agilidade, sus- moção de produtos e de lança-
4° trimestre 4° trimestre 4° trimestre 4° trimestre 186 publicações, tentabilidade, etc.), construindo mentos, de forma segmentada
2015 2016 2015 2016 em média uma conexão com o usuário. para o seu público-alvo.

TIPOS DE PERFIL COMO USAR MELHOR O FACEBOOK


Marcas/Institucional E-commerce Entretenimento Bens de consumo
Seja ágil nas respostas Descubra a frequência ideal
“Muitas empresas já perceberam Não existe uma quantidade
Média de publicações Tempo médio de resposta que o atendimento em tempo recomendável de postagens
real tem o poder de aumentar as por dia ou semana. Descobrir
FACEBOOK

460 29:48 29:48 vendas”, diz Messa. A agilidade se a frequência de posts é


442
é importante para a imagem da baixa ou excessiva depende de
265 298 18:56 marca. A tendência é que esse monitoramento. Isso também é
250 tempo se torne cada vez menor necessário para saber o melhor
158 06:33
02:44 com a proliferação dos chatbots, horário para postar. “Para cada
58 45 05:52
00:44 00:13 softwares que simulam uma marca, há um público-alvo
interação interpessoal e respon- que precisa ter seus hábitos
4° trimestre 4° trimestre 4° trimestre 4° trimestre
2015 2016 2015 2016 dem às perguntas dos usuários. estudados”, afirma Messa.

10 MIN 40S COMO USAR MELHOR O TWITTER


MÉDIA DE INTERAÇÃO
COM OS USUÁRIOS
Engaje-se com trending topics Utilize como SAC
é o tempo médio O Twitter vem sendo usado pe- Outra funcionalidade cres-
Marcas Não marcas de resposta de las empresas para conversas em cente do Twitter é a utilização
uma marca a uma tempo real com seus seguidores do perfil como um Serviço de
TWITTER

interação do usuário sobre assuntos do momento: um Atendimento ao Consumidor


554.520
no último trimestre jogo de futebol, um seriado, a (SAC), com o objetivo de sanar
23.834
368.839 de 2016. Perfis que transmissão de um evento. em poucos minutos as dúvidas
50,34%
18.799 26,78% não são de marca “No Grammy, várias patrocinado- sobre um produto ou resolver
tomaram apenas ras entraram na conversa”, algum problema enfrentado
56 segundos diz Messa. O desafio é encontrar pelo usuário. É preciso, porém,
4° trimestre 4° trimestre 4° trimestre 4° trimestre os temas relevantes para o negó- dispor de uma equipe dedicada
2015 2016 2015 2016 cio e para o público. para a função.

ESTATÍSTICAS DOS VÍDEOS COMO USAR MELHOR O YOUTUBE


PUBLICADOS NOS CANAIS
4° trimestre 2015 4° trimestre 2016
Aposte em temas relevantes Não se prenda ao próprio canal
Os usuários têm usado o Muitas empresas inserem suas
YouTube para levantar dicas ou marcas em canais de influen-
165 21 aprender. O desafio das marcas ciadores digitais com um bom
YOUTUBE

466 44 é produzir vídeos que forneçam número de seguidores. Em


conteúdo relevante com dicas muitos casos, não é preciso
Média de duração (em segundos) Média de comentários por vídeo
úteis sobre a sua área, ao mesmo pagar nada pela visibilidade. É
tempo em que deixem claro possível, por exemplo, oferecer
149.330 views 567 como o produto pode ajudar o jantares em restaurantes para
visitante. Vídeos de demonstra- um canal de gastronomia ou
321.557 views 489
ção podem ser um diferencial um salão de beleza para uma
Média de visualizações por vídeo Média de vídeos no canal na decisão de compra. youtuber de maquiagem.

MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 91


COMO EU FIZ EXPANSÃO

ESTRATÉGIA MULTICANAL
O desejo de diversificar os negócios da família levou Michel Chehaibar, 42 anos, a importar
lenços removedores de esmalte em 2007. Nascia a Océane, que, em uma década de atuação,
diversificou os negócios, atingiu 650 itens no portfólio, apostou em lojas próprias e abriu um
comércio eletrônico. O próximo passo da empresa paulistana é ingressar no ramo de franquias

Felipe Datt Fabiano Accorsi

ORIGENS os grandes varejistas — caminho que con- DE PERTO


“Venho de uma família empreendedora, siderei mais fácil, porque a Océane sempre Michel Chehaibar,
da Océane:
fundadora do Grupo Promex, da área de co- foi um negócio B2B. Entre o início da impor- depois de anos
mércio exterior. Por 15 anos, atuei na divi- tação dos lenços e a chegada do produto na no mercado
são de tecidos da empresa, a TexPrima. Em prateleira da loja, entretanto, passou mais B2B, a marca
decidiu abrir
meados de 2005, decidi diversificar o negó- de um ano. Os varejistas até eram recepti- lojas próprias
cio para não depender de um segmento só. vos por se tratar de um produto novo, que a e se aproximar
Como eu já viajava bastante para a Ásia, a concorrência não possuía. Havia, entretan- da cliente final
Europa e os Estados Unidos para pesqui- to, uma questão de timing, de processos, de
sar tendências, decidi prospectar o merca- aprovação de novos produtos pelos comi-
do de beleza e cosméticos. Afinal, o negó- tês dessas empresas, uma situação que eu
cio da minha família é ligado ao mundo da nem sequer sabia que existia.”
moda e maquiagem também é moda. Pas-
sei um ano e meio estudando a área. Rece- CONTRATOS
bi diversas vezes o mesmo alerta: para in- “O primeiro canal importante que ajudou
gressar nesse mercado, é preciso oferecer a Océane a se projetar foi a Drogaria Igua-
algo novo. Se naquele momento eu optasse temi, logo que passamos a trazer os pro-
por vender batom, como todo mundo fa- dutos para o Brasil. Outro fator de divul-
zia, não conseguiria chegar a lugar algum. gação foram as blogueiras de moda e be-
Desde o princípio, eu também queria tra- leza. Ainda em 2007, recebi um e-mail de
zer ao Brasil uma marca ligada à inovação. uma blogueira pedindo uma amostra do
Assim, enxerguei no lencinho removedor lencinho. Em um mês, outras 2 mil haviam
de esmaltes um atalho para essa estraté- feito a mesma solicitação. A divulgação
gia. Em 2007, nascia a Océane, que até ho- ajudou a empresa a crescer naquele mo-
je é uma divisão dos negócios da família.” mento. Depois de muito batalhar, marcar
reuniões, apresentar o produto e mostrar
CULTURA sua funcionalidade, conquistei contratos
“Comecei a importar o produto da China com grandes varejistas, como a Drogasil,
naquele mesmo ano, mas foi difícil mudar o principal e mais importante, e a Droga-
o hábito da consumidora brasileira, acos- ria Venancio, no Rio de Janeiro. Com isso,
tumada a remover esmalte com acetona, outras portas se abriram. Atualmente, os
algodão e palito. Esse é um desafio que en- nossos produtos são distribuídos em cer-
frento até hoje. Outra dificuldade foram as ca de 18 mil pontos de venda espalhados
complicações do mercado de distribuição pelo Brasil, incluindo farmácias, perfu-
de cosméticos no Brasil. Existem os pro- marias, supermercados e lojas virtuais.”
fissionais de venda porta a porta, as gran-
des redes varejistas, as perfumarias, o DIVERSIFICAÇÃO
e-commerce e as lojas próprias. Procurei “Além do lencinho, a Océane distribuía ar-
primeiro os distribuidores de cosméticos e tigos importados, como cosméticos, esco-

92 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
MARÇO, 2017 pequenas empresas & grandes negócios 93
COMO EU FIZ EXPANSÃO

vas de cabelo e pincéis. Isso ocorreu até 2013, quan-


do decidi rever essa estratégia e fortalecer a marca
no mercado nacional de beleza. Por isso, ampliei o
leque das nossas linhas próprias. Nosso portfólio
atual possui 650 itens, que incluem maquiagens,
removedores, acessórios e itens para as unhas. Im-
portamos praticamente todos os produtos, que já
chegam prontos ao Brasil, com embalagem e tudo.
Estocamos tudo em um centro de distribuição no
Espírito Santo. Um amplo trabalho de pesquisa e
o know-how de 20 anos no mercado de importa-
ção facilitaram a procura por fornecedores em pa-
íses como Coreia do Sul, China, Taiwan, Luxem-
burgo e Estados Unidos. Não há restrições para o
país de origem dos artigos — o importante é ter
qualidade. Atualmente, são mais de 40 fornece-
dores no exterior. Eu negocio diretamente com os
fabricantes, sem a necessidade de intermediários,
o que elimina custos para a Océane. Em 2016, pas-
sei também a comprar de fabricantes do mercado
nacional. O Brasil tem produtos muito bons nas li-
nhas corporal e de perfumaria. Não é preciso tra-
zer esses itens lá de fora.”

PROXIMIDADE
PONTOS NOVOS
“O modelo de negócio da Océane sempre foi ven- LIÇÕES No alto, a loja
der os produtos para os varejistas e as lojas multi- “Desde que ingressei no mercado de cosmé- da Océane no
marcas. Em 2015, decidi diversificar essa estraté- ticos, o aprendizado foi grande. Todo mundo Shopping Pátio
Paulista. Acima,
gia e chegar ao varejo direto, com a inauguração de fala que mercado de beleza cresce 30% ao ano, os acessórios
uma loja-conceito no Shopping Pátio Paulista, em mas já vi muitas marcas entrando e saindo do da marca
São Paulo. No ano passado, inaugurei a segunda lo- ramo, sobretudo as internacionais. O merca-
ja, no Morumbi Shopping. Investi em média R$ 210 do não é tão fácil nem tão lucrativo quanto to-
mil em cada uma. Senti a necessidade de contar com do mundo acha. É preciso fazer um bom estu-
espaços próprios para que as consumidoras pudes- do da área, entender como funcionam os im-
sem conhecer o portfólio da empresa e ter uma ex- postos, o sistema de distribuição e até o perfil
periência mais próxima com a marca. Para atrair as da consumidora brasileira. Nossa preparação
clientes, investimos em campanhas nas redes so- tem dado certo. De 2010 a 2016, o crescimento
ciais e em eventos com celebridades. Mesmo com do faturamento da Océane foi da ordem de 30%
o pouco tempo de operação das lojas, o resultado é ao ano. Para 2017, o objetivo é avançar 20%.
positivo. Com as unidades próprias, tenho um ter- A marca abrirá uma terceira loja, no Shopping
mômetro de tudo o que acontece com os produtos, Eldorado, no mês de abril. Outras unidades
seus tempos de vida, os hábitos da consumidora, podem surgir ainda neste ano, também em
algo que eu não tinha no passado. Em janeiro des- shoppings de São Paulo. Desde a abertura das
te ano, coloquei no ar o e-commerce da Océane. A lojas, desenvolvo um trabalho de estruturação
ideia, daqui em diante, é trabalhar nas três frentes: que prevê a expansão da Océane por meio de
a distribuição para os varejistas, as vendas nas lo- unidades franqueadas. A ideia é lançar as fran-
jas próprias e o comércio eletrônico. Entendo que o quias no mercado em 2018, mas isso depen-
multicanal é o que o mercado precisa hoje em dia.” derá do andamento da economia neste ano.”

94 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017


www . revistapegn . com . br
NOVO APP

A maior e mais importante


comunidade de empreendedores
do Brasil na palma da sua mão.

Tenha acesso a todas as edições e a todo con


nteúdo de
Pequenas
Peq enas Empresas & Grandes Negócios em seu celular
ou tablet, totalmente adaptados à tela.

ENVIE UM SMS GRÁTIS COM A PALAVRA PEGN


PARA 30133 E BAIXE O APLICATIVO

DISPONÍVEL PARA
CLASSIFICADOS | www.craftcom.com.br 2287-6450

LOTOMANIA
Conheça nosso esquema que já
foi premiado com 20 pontos 199
vezes. Valor da aposta menos de
R$80,00.Infs:nik@pega-sena.com.br
F.:1140481012ou11981242179Tim

LOTOFÁCIL
20 grupos que garantem 14 pon-
tos em todos os sorteios da Loto-
facil. Até o concurso 685 este es-
quema já acertou 15 pontos, 213
vezes. Retire grátis em nosso site
www.cadernodasloterias.com.br
(11) 2287-6450
Thomaz Gomes
V I D A D I G I TA L Julia Rodrigues
/Editora Globo

@ Rony Meisler
Fundador da Reserva, grife de moda jovem que faturou R$ 350 milhões em 2016, o carioca enxerga as redes sociais como uma
mesa de bar virtual para falar de negócios e trocar ideias com amigos — de preferência com aqueles que não mandam e-mail

MODA, POLÍTICA E LIONEL RITCHIE


19 mil
SEGUIDORES
Turma do pica-pau
“O perfil do Instagram é
uma extensão da minha
vida na empresa. A maioria
Manda um zap?
dos posts retrata o dia a “Estou de bode do
dia com a turma das lojas e-mail. A ferramenta
e do escritório. Também está megafalida. Tenho
uso para antecipar aos migrado para o Slack e
seguidores as ações e para o WhatsApp. Consigo
as novidades da marca” ser mais objetivo e fugir de
e-mails desnecessários”

VALE UM FOLLOW

AMIGOS
5 mil Nizan Guanaes
“O alterego da capacidade
Política e textão empreendedora do
“O Facebook é a brasileiro. Uma força
plataforma que eu da natureza”
uso para expor minha
opinião sobre assuntos
que vão de política a
tecnologia. Na hora de
ler o feed, meu lance são
os textos mais longos”
Roberto Martini
“O cara por trás da
agência CuboCC
e do grupo Flag — e o
nosso Peter Diamandis
[fundador da Singularity
University] nacional”

10 mil
CONEXÕES
PLAYLIST DO AMOR Netflix retrô O BLOCK VAI
“Tenho curtido bastante
a integração do Alexa
“Acabei de assistir ao
Mr. Selfridge, série
PARA...
Da firma [assistente virtual da Amazon] de televisão britânica “Meus perfis são como
“Costumo acessar para com o Spotify. Na última que narra a vida de uma mesa de bar, onde
divulgar artigos mais vez em que usei o serviço, um empresário na recebo amigos para
profissionais. Tento publicar ele recomendou Endless Inglaterra do início do trocar ideias. Nessa mesa
pelo menos um texto por Love, de Diana Ross & Lionel século XX, interpretado não entram agressores.
mês. O último que escrevi Richie, para criar um clima de pelo [ator americano] Se algum aparecer por
foi sobre a minha viagem à namoro com a minha esposa” Jeremy Piven” engano, vai ser bloqueado
NRF 2017, em Nova York” na hora . Pá pum!”

98 pequenas empresas & grandes negócios MARÇO, 2017

www . revistapegn . com . br


Orfeu por Sergio Coimbra
*Marca de um terceiro, sem vínculo a Orfeu Cafés Especiais.

UM CAFÉ ESPECIAL CULTIVADO A MAIS


DE 1.200 METROS DE ALTITUDE.
DÁ PARA DIZER QUE CAIU DO CÉU.

Orfeu tem o prazer de oferecer um dos melhores


cafés Categoria Especial do mundo nas versões:
Intenso, Clássico, Suave, Descafeinado e Orgânico.

Grãos | Torrado e Moído | Cápsulas para Nespresso*

O R F E U . U M C A F É PA R A V O C Ê D E S C O B R I R .
cafeorfeu.com.br