Você está na página 1de 3

JOSÉ CARLOS BORGES JUNIOR

PERSEU E MEDUSA

Avaliação feita pelo Centro Universitário


Claretiano, para verificação parcial do desempenho
na disciplina Fundamentos da Educação.

BLUMENAU - SC

2018
Filho de Zeus com uma mortal, Perseu sentia a necessidade de provar que era digno do
nome de seu pai. Sendo assim, saiu em busca de glória pelos mares, e parou em Sérifo, um
país que estava completamente destruído, e decidiu perguntar o que havia acontecido àquela
região. Foi então que descobriu um terrível monstro denominado Medusa, com os cabelos de
serpentes, que fazia com que qualquer indivíduo que a olhasse fosse transformado em pedra.

Perseu enfrentou Medusa e venceu a batalha, protegendo-se com um escudo e


cortando a cabeça do monstro, usando esta posteriormente para petrificar um dragão, salvando
a jovem Andrômeda e casando-se com ela.

Quando chega em casa, Perseu se depara com grande alvoroço e nota que Polidecto,
junto com seus seguidores, tenta violentar Danae, mãe do mito. Então Perseu convoca seus
colegas para guerrear contra Polidecto, e, aproveitando-se da cabeça da Medusa, petrifica seus
inimigos, e guarda o corpo de Polidecto para assim recordar-se do que este tentou fazer com
sua mãe.

Pode-se notar forte relação da história de Perseu com a de diversos outros mitos e
também com a educação Homérica, visto que, sendo Perseu filho de mãe mortal, enfrentando
seres aparentemente mais poderosos, encontrou êxito e tornou-se um herói, alcançando a tão
almejada perfeição (Paidéia). Essa abordagem, claramente vista como a busca pela realização
do homem, para que este se tornasse mais produtivo e prestativo para o estado, ainda que
fosse transmitida de forma oral, já era baseada na leitura de diversas obras de Homero. A
busca pelo mito Perseu por dignidade, honra, fama e glória, era basicamente uma instrução ao
individuo para correr atrás de suas virtudes e destacar-se diante de seu circulo social,
encontrando um novo patamar e diferenciando-o dos demais, fazendo com que estes também
buscassem evolução e destaque.

As diversas lutas e conquistas do mito citado mostram que seu objetivo era
continuamente o triunfo, mostrando relação com a Educação Homérica, que gerava grande
competitividade e disputa, onde cada individuo tentaria tornar-se um "Perseu", ou qualquer
outro mito citado na época, se destacando diante dos demais e evoluindo continuamente.
Referências bibliográficas

ALVES, Renato. A História da Educação – Educação Homérica (Paideia). Disponível em


<http://algomaior.com.br/educacao-homerica/> Acesso em: 23 de Setembro de 2018.

GOLDMAN, Elisa. O Mito de Perseu. Disponível em


<http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/historia/0013.html> Acesso em: 23 de
Setembro de 2018.

Você também pode gostar