Você está na página 1de 5

Semiologia Radiológica - Borda hepática

do Abdome - Sombras renais


• Distribuição gasosa:
Radiografia - Bolha gástrica
Introdução - Delgado
- Radiografias simples permitem - Colons
visibilização de todo o abdome (antes - Gás no reto
de iniciar uma investigação diagnóstiva • Estruturas ósseas
mais específica) • Calcificações
• Corpos estranhos...
Indicações
- Dor abdominal, pélvica ou no flanco CALCIFICAÇÕES ABDOMINAIS
- Vômitos Linfonodos Mesentéricos
- Distensão abdominal - Encontrados frequentemente na
- Constipação FOSSA ILÍACA DIREITA ou no
- Diarreia HIPOGÁSTRIO
- Massa abdominal palpável - Acredita que seja secundária à
- Visceromegalia doença granulomatosa
- Acompanhamento pós- operatório
- Pesquisa de corpo estranho ou Calcificações Arteriais
material cirúrgico - Consequência quase inevitável do
- Pesquisa de pneumoperitônio envelhecimento
- Permitem muitas vezes fazer uma
ÓRGÃOS ABDOMINAIS NORMAIS estimativa do diâmetro do vaso
Fígado
- Borda superior: hemidiafragma direito Calcificações Venosas na Pelve
- Fina camada de gordura separa = Flebólitos redondos
Borda lateral direita da parede - Centro radiotransparente (diferencia
abdominal dos cálculos nas vias urinárias)
- Visualização da Borda Inferior do
Lobo Direito devido a Calcificações Esplênicas e
- Radiotransparência da gordura Hepáticas
pericólica e omental adjacente - Áreas endêmicas de histoplasmose
- Achado de gás na flexura
hepática e no cólon transverso Cistos Esplênicos Simples
(também ajuda identificar) - Frequentemente calcificam e podem
- Não visível: Borda inferior do lobo ser grandes
esquerdo
Calcificações Pancreáticas
Rins - Litíase pancreática secundária à
- Localizam lateralmente à coluna pancreatite
lombar
- Visibilização depende da gordura Cálculos Biliares
perirrenal - 10% são visibilizados na radiografia
simples
Músculo Psoas - Calcificação anular e pode ser
- Bordas externas visualizadas devido a facetada
gordura que os circunda
Fecalitos
ROTINA DE AVALIAÇÃO - Conteúdo intestinal que permanece
• Bases pulmonares por muito tempo em um mesmo lugar
• Cúpulas diafragmáticas = Pode calcificar
• Linha do psoas - Fecalitos Apendiculares = Apendicite
• Linha pré- peritoneal aguda
• Órgãos intra- abdominais
- Enterolitos = ocorrem no Divertículo - Estágios bem iniciais ou quando a
de Meckel e em Lesões Crônicas e obstrução é parcial
parcialmente oclusivas do intestino = Apenas algumas alças
distendidas são visibilizadas
Calcificação da Supra- Renal - Alças de Intestino Delgado
- Consequência de: - Localização central
- Tuberculose ou - Presença de pregas
- Infarto hemorrágico no coniventes
primeiro ano de vida - Cólon:
- Localização periférica
Cistos Intra- abdominais - Presença de haustrações
[Baço, Fígado, Glândulas supra- renais, - Obstrução completa de intestino
Rins e Mesntério] delgado:
- Cistos equinocócicos do fígado - Pequena qtd. ou ausência de
= podem calcificar gás no cólon
- Cistos amebianos = não calcificam *Sinal do Colar de Pérolas: obstrução
avançada de delgado
Teratomas Ovarianos - Raras ocasiões = Intestino obstruído
- Podem conter calcificações que encontra-se totalmente preenchido por
simulam dentes e ossos líquido = Obstrução de Jejuno proximal
*”Moedas Empilhadas”
Leiomioma Uterino
- Pode calcificar Obstrução Mecânica do CÓLON
- Calcificação moteada (em amora) que - Causas:
se deve a degeneração • CA
• Diverticulite
Outros Tumores Malignos do • Vólvulo
Abdome • Hérnia
- Podem exibir calcificações - Válvula ileocecal competente
• Carcinomas produtores de mucina do = Distensão gasosa do cólon
estômago e cólon (desde o ceco até o local da obstrução)
• Carcinoma de células renais - Volume variável de gás
• Neuroblastoma (menos proeminente do que na
obstrução de delgado)
ROTINA DE ABDOME AGUDO - Válvula ileocecal incompetente
Radiografia de Tórax = Movimento do gás colônico para
[Posição ORTOSTÁTICA] intestino delgado (descomprime
- Avaliar perfuração intestinal parcialmente o cólon)
(ar subdiafragmático) - Aumento desproporcional do
- Avaliação dos pulmões cólon em relação ao aumento do
delgado
Radiografia do Abdome em Decúbito - Vólvulo de Sigmoide
Dorsal e Ortostase = Visualizada 2 alças colônicas
- Visibializadas as alças intestinais paralelas e distendidas por gás saindo
distendidas e com níveis hidroaéreos da pelve
(3 a 5 horas após o início de uma *”Bico de Pássaro”?
obstrução)
ÍLEO Paralítico (Adinâmico)
Indicações: OBSTRUÇÃO OU - Causas:
PERFURAÇÃO • Trauma cirúrgico
• Hipotireoidismo
Obstrução Mecânica do INTESTINO • Substâncias que inibem
DELGADO motilidade intestinal
- Principal causa: BRIDAS • Hipopotassemia
- Radiografia simples de abdome:
- Distenção proporcional de - Imagens na TC não são
intestino delgado e cólon características mas fornecem dados
- Algumas vezes a adnamia suficientes para justificar uma biópsia
acomete apenas o cólon (simula
obstrução colônica) Pseudomixoma Peritoneal
- Pode evoluir para perfuração - Neoplasia metastática de baixa
do ceco (diâmetro > 12m) malignidade secundária a um tumor
apendicular
GÁS NA PAREDE INTESTINAL
Pneumatose Benigna Implantes Peritoneais
- Normalmente imagem consiste em - Metástases de tumores mamáriosm
múltiplos cistos de gás ovarianos, colônicos, carcinoides
- Algumas vezes gás visibilizado nos - Ascite
ramos portais
Pneumatose: gás na parede intestinal Pneumoperitônio
- Consequência natural da exploração
Causas comuns de Pneumatose cirúrgica do abdome
Intestinal - Presente em outras circunstâncias:
• Doença oclusiva vascular mesentérica - Rotura de estômago
• Doença pulmonar com - Rotura de duodeno
pneumomediastino - Rotura de cólon
• Traumatismo iatrogênico - Facilmente detectado na radiografia
• Obstrução intestinal simples de abdome
• Colagenose *”Sinal da Parede Dupla”: ligamentos
• Traumatismo abdominal falciformes delineados por ar livre
• Idiopática
Líquido Peritoneal
Causas de Gás na VEIA PORTA - Achados positivos nas radiografias
• Doença Intestinal Isquêmica simples = exigem que px tenha grande
• Diverticulite volume de líquido peritoneal
• Obstrução mecânica do intestino - Alças intestinais cheias de líquido
delgado podem ser confundidas com líquido
• Pneumatose intestinal livre
• Abscessos pélvico e abdominal - USG (exame de alta sensibilidade)
• Pancreatite hemorrágica - Líq. acumula nas áreas mais
inferiores da pelve e no andar superior
ESPAÇOS PERITONEAIS do abdome
Anomalias Congênitas - Modifica com a posição do px

Inflamação Tomografia Computadorizada


- Microorganismos formadores de gás e Introdução
reação inflamatória = formam imagem - Plano axial
radiológica reconhecível - Radiação ionizante
- Quando abscesso é preenchido - Princípio: diferentes tecidos,
apenas por líquido ou contém pouco diferentes atenuações dos feixes de
gás = TC e USG são úteis raios-x
- TC = importante para planejamento - Densidades Tomográficas
da drenagem percutânea das coleções [Unidades Hounsfield - UH]
(Ar – Gordura – Líq – Sangue – Sólido
Neoplasias – Ca2+ - Osso e metal)
Mesotelioma Protocolos de exame
- Neoplasia maligna primária do Variáveis analisadas
peritônio - Indicação clínica e objetivo
- Relacionada ao asbesto (acredita-se) diagnóstico
- Uso ou não de contraste IV (iodado • Ligamento Hepatogástrico
ou iônico) • Ligamento Hepatoduodenal
- Contrastes VO (+ ou - ) e VR - Divisão anatômica e funcional
Indicações em px crítico = Segmentação de Couinaud
- Dor abdominal a esclarecer (I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII,
- Pesquisa de coleções, abscessos, “relógio”)
fístulas - Doenças Difusas:
- Controle oncológico de tumor - Cirrose
- Obstrução intestinal - Esteatose Difusa Acentuada
- Cirrose hepática e suas complicações (avalia densidade gordura)
- Urolítiase e Pielonefrite - Lesão Focal:
(complicações) - Hemangioma
- Pancreatite - Doença Difusa com Lesão Focal:
- Avaliação de gravidade, necrose, - Hepatocarcinoma
coleções, infecção...
- Trauma abdominal (estável *Revisar Fases Portal, Excreção...
hemodinamicamente)
- Isquemia intestinal (trombose arterial, Vesícula Biliar
venosa, por hipofluxo) Vesícula: melhor exame = USG
- Trombose de veia porta e veias - Reservatório da bile
supra- hepáticas - Formato de pera (fundo, corpo e
- Outras infundíbulo)
Uso de Contrate Iodado IV - Dimensões:
- Preferencialmente agentes não - 8 a 10 cm (Comprimento)
iônicos e baixa osmolalidade - 3 a 4 cm (Diâmetro)
- Indicações e contraindicações - Localizada na fissura interlobar
****TC Dispensável em urolitíases e principal
esteatose hepática - Órgãos adjacentes:
- Dose de contraste (1 a 2 ml/ kg de - Fígado
peso até 15oml) - Duodeno
- Velocidade de injeção (bomba injetora - Cólon
– 3 a 6 ml/ s) - TC = Parede fina e lisa, com conteúdo
- Efeitos adversos e nefrotoxicidade hipoatenuante homogêneo

Fígado Pâncreas
- Localização: Hipocôndrio direito e - Localizado no retroperitônio
parte do epigástrio (espaço pararrenal anterior)
- Ligamentos de sustentação: - Relação com:
ligamentos coronários e falciforme - Arco duodenal
- Dimensões: avaliação subjetiva - Bolsa omental
- Vascularização: - Veia esplênica
- 20% Artéria hepática - Ligamento esplenorrenal
- 80% Veia porta - Não apresenta cápsula
- Drenagem venosa veias supra- - Divisão:
hepáticas - Processo uncinado
Anatomia Relevante – TC - Cabeça
- Dimensões, superfície, contornos e - Cólon
atenuação (60 UH) - Corpo
• Artéria hepática - Cauda
• Veias do sistema portal - Ducto pancreático principal
• Veias supra- hepáticas = Wirsung
- Vias biliares intra e extra- (trajeto na porção central – até 2mm)
hepáticas0,4 a 0,6 cm
• Ligamento Falciforme Baço
• Ligamento Venoso - Localizado no hipocôndrio esquerdo
- Intraperitoneal
- Ligamentos de sustentação:
- Esplenogástrico
- Esplenofrênico
- Esplenorrenal
- Dimensões: diâmetro craniocaudal
não deve exceder 10cm ou índice
esplênico menor que 480
- Irrigação:
- Artéria Esplênica
(ramo tronco celíaco)
- Veia Esplênica

Adrenais
- Glândulas endócrinas retroperitoneias
- Localizadas acima dos rins
(ao nível de D12)
- Forma de “Y” ou “V” invertidos, com
duas pernas (mesial e lateral)

Rins
- Anatomia relevante por TC
- Órgão retroperitoneal
- Mergulhado em ambiente gorduroso
- Localização, contornos, dimensões e
realce pelo contraste IV
- Rim DIREITO relaciona:
- Superiormente = Adrenal D
- Anteriormente = Fígado e
Flexura hepática do cólon
- Rim ESQUERDO relaciona:
- Medial e Superiormente
= Adrenal E
- Anteriormente = Pâncreas,
Estômago, Baço e Flexura
esplênica do cólon
- Fáscias perirrenais

Urotomografia
- 3 Fases da excreção de contraste
Fase Vascular = 25 a 70 segundos
[Fase Angiográfica ou Corticomedular]
Aparece entre 25 a 70 segundos da
injeção do meio de contaste
Fase Nefrográfica = 90 segundos
Fase Pielográfica = 3 minutos
[Fase Excretora]
- Rins Normais essas 3 fases são
simétricas e iguais
- Em caso de assimetria: lado atrasado
= Lado doente