Você está na página 1de 12

Soluções 1.4. Soluções formadas por gás e líquido.

No nosso cotidiano, encontramos outras


Na natureza, raramente encontramos soluções contendo gases dissolvidos em líquidos,
substâncias puras. O mundo que nos rodeia é como, por exemplo, água mineral com gás,
constituído por sistemas formados por mais de refrigerantes, cervejas, etc.
uma substância: as misturas.
misturas Na produção dessas soluções, o gás
As misturas homogêneas são carbônico (COଶ ) é introduzido na mistura líquida
denominadas soluções.
soluções a uma pressão maior que a atmosférica e numa
Soluções são misturas de duas ou mais temperatura normalmente menor que a ambiente.
substâncias que apresentam aspecto uniforme.

Observação:
→ Observação:

Soluções são sistemas homogêneos


formados por uma ou mais substâncias dissolvidas
(solutos
solutos)
solutos em outra substância presente em maior
proporção na mistura (solvente
solvente).
solvente

1. Tipos de soluções. 1.5. Soluções formadas por líquidos.

1.1. Solução sólida. No nosso cotidiano, encontramos muitas


soluções contendo líquidos dissolvidos em
Os componentes desse tipo de solução, na líquidos. Por exemplo:
temperatura ambiente, encontram-se no estado
sólido. Essas soluções são denominadas ligas.
ligas • a água oxigenada é uma solução de peróxido de
Vejamos alguns exemplos na tabela hidrogênio (Hଶ Oଶ ) e água.
abaixo:

Liga Soluto Solvente


bronze Sn Cu
amálgama dental Hg Ag, Sn
ouro 18 quilates
Ag, Cu Au
750 (75%)

1.2.
1.2. Solução gasosa.

Os componentes desse tipo de solução


encontram-se no estado gasoso. Toda mistura de
gases é uma solução. 1.6. Soluções formadas por sólidos e líquidos.
A solução gasosa mais comum é o ar
atmosférico, que é constituído principalmente Nos laboratórios, nas indústrias e no
pelos gases nitrogênio (Nଶ ) 78% em volume, nosso dia-a-dia, as soluções em líquidos são as
oxigênio (Oଶ ), argônio (Ar) e gás carbônico (COଶ ). mais comuns.
Vejamos alguns exemplos na tabela
1.3. Solução líquida. abaixo:

Nesse tipo de solução, pelo menos um dos Solução Soluto Solvente


componentes deve estar no estado líquido. soro fisiológico NaCl água
Quando pensamos em uma solução líquida,
H₃CCOOH
geralmente nos vem à mente uma substância vinagre água
sólida dissolvida na água. Essa ideia, porém, é ácido acético
muito restrita, uma vez que existem vários tipos de álcool iodado I₂ iodo álcool
soluções líquidas. cândida NaClO
água
(água sanitária) hipoclorito de sódio

1
Nesses tipos de soluções, a água é o Comparando as soluções A e C, podemos
solvente mais utilizado, sendo conhecida como notar que o sal é menos solúvel que o açúcar e, a
solvente universal.
universal Essas soluções são partir desse fato, podemos generalizar:
denominadas soluções aquosas.
aquosas
Substâncias diferentes se dissolvem em
2. Solubilidade e curvas de solubilidade. quantidades diferentes, numa mesma quantidade
de solvente, na mesma temperatura.
“Misture sal com areia e confundirá o mais
sábio dos homens ao pedir-lhe que separe todos os Observando o experimento C, podemos
grãos de sal; no entanto, alguns minutos de chuva concluir que dos 50 g de NaCl adicionados à água,
fazem isso facilmente.” 14 g de NaCl permaneceram no fundo do béquer.
T.H. Huxley Portanto, dissolveram-se somente 36 g de NaCl. A
parte não dissolvida é denominada corpo de chão
Ao preparar uma solução, isto é, ao ou corpo de fundo.
fundo
dissolver um soluto em um dado solvente, as A solução obtida é denominada solução
moléculas ou os íons do soluto separam-se, saturada.
saturada
permanecendo dispersos no solvente.
Solução saturada é a que contém a máxima
Podemos estabelecer uma relação entre quantidade de soluto numa dada quantidade de
diferentes solutos e as características de suas solvente, a uma determinada temperatura; essa
soluções aquosas através de experimentos bem quantidade máxima é denominada coeficiente de
simples, feitos à mesma temperatura. Observe as solubilidade.
solubilidade
três situações a seguir:
Logo, o coeficiente de solubilidade do
NaCl obtido na situação C é:

36 g de NaCl/100 g de água a 20 °C

Uma solução com quantidade de soluto


inferior ao coeficiente de solubilidade é
denominada solução não-não-saturada ou insaturada.
insaturada
Um fato interessante pode ser observado
se submetermos a solução obtida na situação C a
um aquecimento, sob agitação, até que o sal se
dissolva totalmente. Deixando o novo sistema
esfriar, em repouso absoluto, até a temperatura
inicial (20 °C), teremos uma solução que contém
maior quantidade de soluto (40 g) do que a
respectiva solução saturada (36 g). Essa solução é
denominada supersaturada e é muito instável.
Agitando-a ou adicionando a ela um pequeno
cristal do soluto, ocorrerá a precipitação de 14 g do
sal, que é exatamente a quantidade dissolvida
acima da quantidade possível para a saturação (36
g).
Pelas situações já estudadas, pode-se
Comparando as soluções A e B, notamos
perceber que a solubilidade de uma substância
que nessa última existe uma quantidade maior de
numa massa fixa de solvente depende da
açúcar dissolvido do que na solução A. Dizemos,
temperatura. Em função desse fato, podem-se
então, que a solução B é mais concentrada que a
construir tabelas que relacionam a solubilidade de
solução A ou, então, que a solução A é mais diluída
uma substância em diferentes temperaturas. A
que a solução B.
tabela a seguir mostra a solubilidade do cloreto de
amônio (NH4Cl) em 100 g de água em diferentes
Quanto maior a quantidade
quantidade de soluto temperaturas:
dissolvido em uma mesma quantidade de solvente,
numa mesma temperatura, mais concentrada será
a solução.

2
Temperatura (°C) 20 40 60 80 Substâncias sólidas, como o hidróxido de
Massa de NH₄Cl cálcio, cujas solubilidades diminuem com a
37,2 45,8 55,2 65,6 elevação da temperatura apresentam uma curva
(em g/100 g de H₂O)
de solubilidade descendente.
Convém ressaltar que, como substâncias
A maneira mais adequada de interpretar
diferentes apresentam curvas de solubilidade
os dados fornecidos pela tabela é a seguinte:
diferentes, essa propriedade é utilizada para
separar os componentes de uma solução contendo
• A 20 °C, a quantidade máxima (solubilidade) de solutos diferentes. Esse processo é denominado
NH4Cl que se dissolve em 100 g de água é 37,2 g,
cristalização fracionada.
fracionada
originando uma solução saturada.
• A 80 °C, a quantidade máxima (solubilidade) de 2.1. A solubilidade de sais hidratados (sal . x H2O).
NH4Cl que se dissolve em 100 g de água é 65,6 g,
originando uma solução saturada.
Alguns sais apresentam, na sua
constituição, um determinado número de
A partir dos dados da tabela, pode-se
moléculas de água agregadas, denominadas águas
construir um diagrama (veja a seguir) que
de cristalização.
cristalização Um exemplo é o cloreto de cálcio
relaciona a solubilidade do NH4Cl em 100 g de
hexa-hidratado (CaCl2 . 6 H2O) que, quando
água, a diferentes temperaturas.
dissolvido em água, sofre uma alteração no
número de moléculas de água de cristalização, à
medida que aumenta a temperatura. Isso acarreta
uma alteração na sua solubilidade, ocasionando a
formação de pontos de inflexão na curva de
solubilidade, o que pode ser observado pelo
gráfico abaixo.

Note que a solubilidade do NH4Cl aumenta


com a elevação da temperatura (curva
ascendente), que é o que se verifica com a maioria
das substâncias não-voláteis.

Porém, existem substâncias sólidas que,


ao serem dissolvidas em água, têm a sua
solubilidade diminuída com a elevação da
temperatura.
Um exemplo desse comportamento é a → Exemplos:
variação da solubilidade do hidróxido de cálcio
ൣCa(OH)ଶ(ୱ) ൧ em água, mostrada na tabela e no 1) Examine a tabela abaixo, com dados sobre a
gráfico a seguir: solubilidade da sacarose (C12H22O11), do sulfato de
sódio (Na2SO4) e do clorato de potássio (KClO3)
em água, a duas temperaturas diferentes e julgue
os itens seguintes:

Solubilidade em água (g/L)


Substância
40 °C 60 °C
C₁₂H₂₂O₁₁ 2381 2873
Na₂SO₄ 488 453
KClO₃ 12 22

3
a) A solubilidade de uma substância em d) Considerando apenas as substâncias A e C, qual
determinado solvente independe da temperatura. delas é a mais solúvel em água?
b) Uma solução aquosa de sulfato de sódio, de
concentração 488 g/L, deixa de ser saturada,
quando aquecida a 60 °C.
c) A uma dada temperatura, a quantidade limite de
um soluto que se dissolve em determinado volume
de solvente é conhecida como solubilidade. e) Qual das curvas de solubilidade representa a
d) Nem todas as substâncias são mais solúveis a dissolução de um sal hidratado?
quente.

Quais desses itens são corretos?

f) Qual é a massa de D que satura 500 g de água a


100 °C? Indique a massa da solução obtida (massa
do soluto + massa do solvente).
2) O gráfico representa as curvas de solubilidade
das substâncias A, B, C e D:

g) Uma solução saturada de C com 100 g de água,


preparada a 60 °C, é resfriada até 20°C. Determine
a massa de C que irá precipitar formando o corpo
de fundo a 20 °C.

Com base no diagrama, resolva:

a) Qual das substâncias tem a sua solubilidade


diminuída com a elevação da temperatura?

3) Seis soluções aquosas de nitrato de sódio


b) Qual a máxima quantidade de A que
(NaNO3), numeradas de I a VI, foram preparadas,
conseguimos dissolver em 100 g de H2O a 20 °C?
em diferentes temperaturas, dissolvendo-se
diferentes massas de NaNO3 em 100 g de água. Em
alguns casos, o NaNO3 não se dissolveu
completamente.
O gráfico a seguir representa a curva de
solubilidade de NaNO3, em função da temperatura,
c) Considerando apenas as substâncias C e D, qual
e seis pontos, que correspondem aos sistemas
delas é a mais solúvel em água?
preparados.

4
5) A tabela abaixo traz o coeficiente de
solubilidade do sulfato de potássio em g de K2SO4
por 100 g de H2O.

t/°C 0 10 20 30 40
CS 7,35 9,22 11,11 12,97 14,76
t/°C 50 60 70 80 90 100
CS 16,50 18,17 19,75 21,40 22,80 24,10

a) Calcule a quantidade máxima de K2SO4 que se


dissolve totalmente em 200 g de água a 80 °C.

A partir da análise do gráfico, é correto afirmar que


os dois sistemas em que há precipitado são:

a) I e II b) Calcule a quantidade mínima de H2O, a 50 °C,


b) I e III necessária para dissolver totalmente 66 g de
c) IV e V K2SO4.
d) V e VI

4) Considerando o gráfico abaixo, adicionam-se,


separadamente, 40,0 g de cada um dos sais em 100
g de H2O.
c) Calcule a massa de K2SO4 existente em 368,4 g
de solução aquosa saturada a 90 °C.

d) Calcule a massa de K2SO4 que precipita ao


baixarmos para 0 °C a temperatura de uma solução
aquosa desse sal contendo 90,85 g de K2SO4
dissolvidos em 0,7 kg de H2O a 60 °C.

e) Calcule a quantidade de massa de K2SO4 que


ainda é possível dissolver totalmente se
aumentarmos para 100 °C a temperatura de uma
solução aquosa saturada de massa 407,75 g a 50
À temperatura de 40 °C, que sais estão totalmente °C.
dissolvidos na água?

a) KNO3 e NaNO3
b) NaCl e NaNO3
c) KCl e KNO3
d) Ce2(SO4)3 e KCl
e) NaCl e Ce2(SO4)3

5
→ Exercícios propostos: 5) O gráfico a seguir representa as curvas de
solubilidade de várias substâncias:
1) Adicionando-se soluto a um solvente chega-se a
um ponto em que o solvente não mais consegue
dissolver o soluto. Neste ponto a solução torna-se:

a) diluída.
b) concentrada.
c) fraca.
d) supersaturada.
e) saturada.

2) Uma solução aquosa salina foi cuidadosamente


aquecida de forma que evaporasse parte do
solvente. A solução obtida, comparada com a
inicial, apresenta-se mais:
Com base nesse gráfico, resolva:
a) diluída com maior volume.
b) diluída com menor volume. a) Considerando apenas as substâncias NaNO3 e
c) diluída com igual volume. Pb(NO3)2, qual delas é a mais solúvel em água, a
d) concentrada com maior volume. qualquer temperatura?
e) concentrada com menor volume. b) Aproximadamente a qual temperatura a
solubilidade do KCl e do NaCl são iguais?
3) O coeficiente de solubilidade de um sal é de 60 c) Qual das substâncias apresenta maior aumento
g por 100 g de água a 80 °C. A massa em gramas de solubilidade com o aumento da temperatura?
desse sal, nessa temperatura, necessária para d) Compare as solubilidades das substâncias KNO3
saturar 80 g de H2O é: e NaNO3 a 68 °C, abaixo e acima dessa
temperatura.
a) 20 e) Qual a massa de uma solução saturada de NaNO3
b) 48 a 20 °C obtida a partir de 500 g de H2O?
c) 60
d) 80 6) O gráfico mostra a curva de solubilidade de um
e) 140 sal em água. Considerando que em uma
determinada temperatura 40 g deste sal foram
4) Uma solução saturada de nitrato de potássio dissolvidos em 100 g de água, indique:
(KNO3) constituída, além do sal, por 100 g de água
está à temperatura de 70 °C. Essa solução é
resfriada a 40 °C, ocorrendo precipitação de parte
do sal dissolvido.
A seguir, o gráfico da solubilidade do nitrato de
potássio em função da temperatura.

a) a característica desta solução, quanto à


concentração, nos pontos A, B e C do gráfico.
b) a quantidade de sal que será possível cristalizar,
resfriando-se a solução até 30 °C.
a) a massa do sal que precipitou. c) a quantidade de sal que será cristalizada,
b) a massa do sal que permaneceu em solução. quando se evapora 20 g de água a 40 °C.

6
7) O gráfico a seguir mostra a solubilidade de 3) Considere duas soluções aquosas saturadas de
alguns sais, em gramas do soluto/100 mL de água, AgCl, a 25 °C, mostradas a seguir:
em função da temperatura:

São feitas as seguintes afirmativas:

1) A solubilidade do AgCl na solução I é menor que


na solução II.
II
2) A solubilidade do AgCl na solução I é igual à sua
Baseando-se neste gráfico, responda às questões a solubilidade na solução II.
II
seguir: 3) Ao se acrescentarem 5 g de AgCl a cada uma
delas, a concentração da solução I aumenta,
a) Qual o sal cuja solubilidade sofre um maior enquanto a de II não varia.
efeito da temperatura, no intervalo de 60 °C a 100
°C? Indique a alternativa correta:
correta
b) Qual o sal cuja solubilidade sofre um menor
efeito da temperatura, no intervalo de 60 °C a 100 a) Apenas a afirmativa 1 é verdadeira.
°C? b) Apenas as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.
c) Qual a temperatura em que o NaCl e o KCl c) Apenas a afirmativa 3 é verdadeira.
apresentam a mesma solubilidade? d) Apenas a afirmativa 2 é verdadeira.
d) Qual a menor quantidade de água, a 60 °C, e) Apenas as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
necessária para dissolver completamente 200 g de
Pb(NO3)2? 4) A partir dos valores (aproximados) da tabela a
seguir, esboce um diagrama que represente a
ϐixação:
→ Exercícios de ϐixação: curva de solubilidade do KNO3.

1) Quais as soluções aquosas, contendo uma única Temperatura (°C) g/100 g de H₂O
substância dissolvida, que podem apresentar (abscissa) (ordenada)
corpo de fundo dessa substância? 0 13
30 45
a) saturadas e supersaturadas.
50 85
b) somente as saturadas.
c) insaturadas diluídas. 60 110
d) somente as supersaturadas.
e) insaturadas concentradas. 5) O gráfico a seguir representa a solubilidade de
vários sais em função da temperatura, expressa
2) A uma solução de cloreto de sódio foi em gramas do soluto por 100 gramas de água.
adicionado um cristal desse sal e verificou-se que
este não se dissolveu, provocando, ainda, a
formação de um precipitado. Pode-se inferir que a
solução original era:

a) estável.
b) diluída.
c) saturada.
d) concentrada.
e) supersaturada.

7
Sobre esse gráfico, é correto afirmar-se que:

a) a solubilidade dos sais aumenta com a elevação


da temperatura na ordem: NaCl, KCl, RbCl, CsCl.
b) com exceção do Li2SO4, a solubilidade de todos
os sais aumenta com a elevação da temperatura.
c) a solubilização do KCl aumenta com o aumento
da temperatura.
d) a 0 °C o NaCl é menos solúvel que o KCl.

6) O gráfico a seguir apresenta os coeficientes de


solubilidade, em gramas/100 mL H2O, de algumas 8) Considere o gráfico:
substâncias A, B, C, D, em função da temperatura.

a) D é a substância mais solúvel, em gramas, a 20


°C.
b) B é mais solúvel a quente.
c) a 40 °C a substância A é mais solúvel, em gramas, Indique a alternativa correta:
que a substância D.
d) a concentração de C duplica a cada 20 °C. a) No intervalo de temperatura de 0 °C a 30 °C,
e) todas as substâncias têm o mesmo coeficiente diminui a solubilidade do nitrato de potássio.
de solubilidade a 45 °C. b) A solubilidade do sulfato de sódio diminui a
partir de 20 °C.
7) A recristalização consiste em dissolver uma c) Na temperatura de 40 °C, o nitrato de potássio é
substância a uma dada temperatura, no menor mais solúvel que o sulfato de sódio.
volume de solvente possível e, a seguir, resfriar a d) Na temperatura de 60 °C, o sulfato de sódio é
solução, obtendo-se cristais da substância. mais solúvel que o nitrato de potássio.
Duas amostras de ácido benzoico, de 25,0 g cada, e) No intervalo de temperatura de 30°C a 100 °C,
foram recristalizadas em água segundo esse há diminuição da solubilidade do sulfato de sódio.
procedimento, nas seguintes condições:
9) Os frascos contêm soluções saturadas de cloreto
Temperatura de Temperatura de de sódio (sal de cozinha).
dissolução (°C) recristalização (°C)
Amostra 1 90 20
Amostra 2 60 30

a) Calcule a quantidade de água necessária para a


dissolução de cada amostra.
b) Qual das amostras permitiu obter maior
quantidade de cristais da substância? Explique.
Podemos afirmar que:
Dados: Curva de solubilidade do ácido benzoico
em água (massa em gramas de ácido benzoico que a) a solução do frasco II é mais concentrada que a
se dissolve em 100 g de água, em cada solução do frasco I.
temperatura).

8
b) a solução do frasco I possui maior concentração a) Indique as soluções que são insaturadas.
de íons dissolvidos. b) Indique as soluções que são saturadas sem
c) as soluções dos frascos I e II possuem igual presença de corpo de fundo.
concentração. c) Indique as soluções que são saturadas com
d) se adicionarmos cloreto de sódio à solução I sua presença de corpo de fundo.
concentração aumentará. d) Qual a solução mais concentrada?
e) se adicionarmos cloreto de sódio à solução II sua e) Qual a solução mais diluída?
concentração aumentará.
13) Responda aos itens abaixo com base no gráfico
10) 160 gramas de uma solução aquosa saturada em que constam as curvas de solubilidade de
de sacarose a 30 °C são resfriados a 0 °C. Quanto diversas substâncias em g/100 g de H2O.
do açúcar cristaliza?

Solubilidade da sacarose
Temperatura (°C)
g/110 g de H₂O
0 180
30 220

a) 20 g
b) 40 g
c) 50 g
d) 64 g
e) 90 g

11) A tabela a seguir mostra a solubilidade de


vários sais, à temperatura ambiente, em g/100 mL: a) Quais as substâncias que sofrem dissolução
endotérmica ao entrar em contato com a água?
AgNO₃ (nitrato de prata) 260 b) Quais as substâncias que sofrem dissolução
Al₂(SO₄)₃ (sulfato de alumínio) 160 exotérmica ao entrar em contato com a água?
NaCl (cloreto de sódio) 36 c) Dentre as substâncias que sofrem dissolução
KNO₃ (nitrato de potássio) 52 endotérmica, qual possui a maior e a menor massa
KBr (brometo de potássio) 64 dissolvida em 100 g de água nos seguintes
intervalos de temperatura: de 0 °C a 10 °C e de 50
°C a 60 °C?
Se 25 mL de uma solução saturada de um destes
sais foram completamente evaporados, e o resíduo
14) A dissolução de uma quantidade fixa de um
sólido pesou 13 g, o sal é:
composto inorgânico depende de fatores tais como
temperatura e tipo de solvente. Analisando a
a) AgNO3
tabela de solubilidade do sulfato de potássio
b) Al2(SO4)3
(K2SO4) em 100 g de água (H2O) abaixo, indique a
c) NaCl
massa de K2SO4 que precipitará quando a solução
d) KNO3
for devidamente resfriada de 80 °C até atingir a
e) KBr
temperatura de 20 °C.
12) Na curva de solubilidade da substância XY, no
gráfico abaixo, estão assinaladas as soluções A, B,
Temperatura (°C) 0 20 40 60 80 100
C, D, E, F, G e H dessa substância em água. K₂SO₄ (g) 7,1 10,0 13,0 15,5 18,0 19,3

a) 28 g
b) 18 g
c) 10 g
d) 8 g

9
15) Na carbonatação de um refrigerante, as b) Aumentando-se a temperatura, a 1 atm de
condições em que se deve dissolver o gás pressão, as quantidades de O2 e N2 solubilizados
carbônico na bebida são: em água diminuem; enquanto que aumentando-se
a pressão, a 25 °C, as quantidades de O2 e N2
a) pressão e temperatura quaisquer. aumentam.
b) pressão e temperatura elevadas. c) A 20 °C e 1 atm, a quantidade de O2 dissolvido
c) pressão e temperatura baixas. em 100 g de H2O é superior a 5 × 10ିଷ g.
d) baixa pressão e elevada temperatura. d) Em ambos os gráficos, a quantidade de N2
e) alta pressão e baixa temperatura. solubilizado em água supera o de O2, devido ao
maior teor de N2, no ar atmosférico.
16) A cada 10 m de profundidade a pressão sobre e) O O2 possui maior solubilidade em água do que
um mergulhador aumenta 1 atm com relação à o N2, por ser uma molécula polar.
pressão atmosférica. Sabendo-se disso, qual seria
o volume de 1 litro de ar (comportando-se como 18) Misturando-se 100 mL de etanol com 100 mL
um gás ideal) inspirado pelo mergulhador ao nível de água observa-se que o volume da solução
do mar, quando ele estivesse a 30 m de resultante é menor que 200 mL. Pode-se afirmar
profundidade? que ocorre:

a) 3 L a) transformação de matéria em energia, como


b) 4 L previsto pela teoria da relatividade.
c) 25 mL b) erro experimental, pois tal fato contraria a lei de
d) 250 mL Proust, das proporções definidas.
e) 333 mL c) erro experimental, pois tal fato contraria a lei de
Lavoisier, da conservação da matéria.
17) As curvas de solubilidade são curvas d) variação da massa, permanecendo o estado
experimentais que mostram o coeficiente de físico líquido.
solubilidade em diferentes temperaturas. e) aparecimento de forças atrativas entre os
O2, por ser uma substância polar, apresenta pouca componentes da solução.
solubilidade em água (polar). A baixa quantidade
de O2, dissolvido em água, compromete a vida 19) Considere as experiências descritas a seguir,
aquática. efetuadas na mesma temperatura.
Os gráficos a seguir mostram a solubilidade de O2
e N2 em H2O, a diferentes temperaturas e pressões. I. Um litro de água é adicionado lentamente, sob
agitação, a 500 g de sal de cozinha. Apenas parte
do sal é dissolvido.
II. 500 g de sal de cozinha são adicionados aos
poucos, sob agitação, a um litro de água.

Sobre as experiências acima e levando em conta os


conhecimentos sobre o processo da solubilidade, é
correto afirmar:

a) Em I e II a massa de sal dissolvida é a mesma.


b) Apenas em I forma-se uma solução saturada
sobre a fase sólida.
c) A massa de sal dissolvida nas experiências não
depende da temperatura.
d) Em II a mistura resultante é homogênea.
e) Em I e II resulta um estado de equilíbrio entre
uma fase sólida e uma fase líquida.
f) A massa inicial de sal pode ser recuperada, nas
Analisando-se os gráficos, conclui-se que: duas experiências, por meio de um processo de
destilação.
a) Aumentando-se a pressão, à temperatura
ambiente, a quantidade de N2 absorvido diminuirá.

10
20) Um estudante pretende separar os • ‫ > ݐ‬68 °C; solubilidade: NaNO3 < KNO3.
componentes de uma amostra contendo três sais
de chumbo II: Pb(NO3)2, PbSO4 e PbI2. Após e)
analisar a tabela de solubilidade abaixo,
6)
Solubilidade em água
Substâncias fria quente a)
Iodeto de chumbo II insolúvel solúvel A: supersaturada.
B: saturada.
Nitrato de chumbo II solúvel solúvel
C: insaturada.
Sulfato de chumbo II insolúvel insolúvel
b) 30 g
ele propôs o seguinte procedimento:
c) 16 g
“Adicionar água destilada em ebulição à mistura,
agitando o sistema vigorosamente. Filtrar a 7)
suspensão resultante, ainda quente. Secar o sólido
obtido no papel de filtro; este será o sal A. Recolher a) Pb(NO3)2
o filtrado em um béquer, deixando-o esfriar em b) NaCl
banho de água e gelo. Proceder a uma nova c) 30 °C
filtração e secar o sólido obtido no papel de filtro; d) 500 mL de água.
este será o sal B. Aquecer o segundo filtrado até a
evaporação completa da água; o sólido resultante • Exercícios de fixação.
será p sal C.”
1) B
Os sais A, B e C são, respectivamente:
2) E
a) Pb(NO3)2, PbSO4 e PbI2.
b) PbI2, PbSO4 e Pb(NO3)2. 3) D
c) PbSO4, Pb(NO3)2 e PbI2.
d) PbSO4, PbI2 e Pb(NO3)2. 4)
e) Pb(NO3)2, PbI2 e PbSO4.

→ Gabaritos:

• Exercícios propostos.

1) E

2) E

3) B

4)
5) A, B e C
a) 80 g
6) A
b) 60 g
7)
5)
a) 90 °C: 500 g de H2O.
a) NaNO3
b) 60 °C: 1.250 g de H2O.
b) 40 °C
c) AgNO3
8) E
d)
• ‫ = ݐ‬68 °C; solubilidade: NaNO3 = KNO3.
9) C
• ‫ < ݐ‬68 °C; solubilidade: NaNO3 > KNO3.

11
10) A

11) D

12)

a) G e F
b) A, B, C e D
c) H e E
d) D
e) G

13)

a) KNO3, NaNO3, NH4Cl e NaCl.

b) Ce2(SO4)3.

c)
De 0 °C a 10 °C: NaNO3, KNO3.
De 50 °C a 60 °C: KNO3, NaCl.

14) D

15) E

16) D

17) B

18) E

19) A, E e F

20) D

12