Você está na página 1de 6

INDÍGENAS:

AB’SÁBER, Aziz Nacib. Incursões à pré-história da América tropical. In: MOTA,


Carlos Guilherme (Org.). Viagem incompleta. (1500-2000). Formação: histórias. A
experiência brasileira. 2. ed. São Paulo: SENAC, 2000.
ALMEIDA, Maria Regina Celestino de. Os índios na História do Brasil. Rio de Janeiro:
Editora FGV, 2010.
AMORIM, Christiano Schauffert. A Arquitetura do Silêncio: O Indígena e a Escrita,
Relações de Civilização e Extermínio. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal
de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-
Graduação em História. Florianópolis, 2002.
BIGIO, Elias dos Santos. A ação indigenista brasileira sob a influência militar e da
Nova República (1967-1990). Revista de Estudos e Pesquisas, FUNAI, Brasília, v.4,
n.2, p.13-93, dez. 2007
BRIGHENTI, Clovis Antonio. Colonialidade do poder e a violência contra os povos
indígenas. Revista PerCursos. Florianópolis, v. 16, n.32, p. 103 – 120, set./dez. 2015.
BUENO, L., e DIAS, A. Povoamento inicial da América do Sul: contribuições do
contexto brasileiro. Estud. av. [online]. 2015, vol.29, n.83, pp. 119-147. Disponível em:
http://ref.scielo.org/v526x6
CARVALHO JÚNIOR, Almir Diniz de. Índios cristãos: a conversão dos gentios na
Amazônia portuguesa (1653-1769). 2005. 402 f. Tese (Doutorado em História) – Instituto
de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas. Campinas,
2005.
GRUPIONI, Luís Donizete Benzi (Org.). Índios no Brasil. Brasília: MEC, 1994.
FERMINO, Antonio Luis. Histórias, conflitos e contatos entre os Laklãnõ/Xokleng e
não indígenas. In: XXVII Simpósio Nacional de História. Natal, RN. 22 a 26 de julho de
2013.
HOERHANN, Rafael Casanova de Lima e Silva. O Serviço de Proteção aos Índios e
os Botocudo: a política indigenista através dos relatórios (1912-1926). Dissertação
(Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências
Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 2005.
HENRIQUES, Karyn Nancy Rodrigues. Territórios indígenas em espaços urbanos:
um estudo da migração dos indígenas da Ti Ibirama para Blumenau - SC. Dissertação
(mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências
Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Florianópolis, 2000.
INHERING, H. von. A civilização pré-histórica do Brazil Meridional. Revista do
Museu Paulista. Typ. a Vapor de Hennies Irmãos, São Paulo, 1895. Extraído de volume
digitalizado pelo Internet Archive. Disponível na Biblioteca Digital Curt Nimuendajú:
http://biblio.etnolinguistica.org/ihering_1895_civilisacao
LUCIANO, Gersem dos Santos. O Índio Brasileiro: O que você precisa saber sobre os
povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: MEC/SECAD/LACED/MUSEU DO ÍNDIO,
2006.
MAESTRI, Mário. A aldeia ausente: índios, caboclos, cativos, moradores e imigrantes
na formação da classe camponesa brasileira. In: Stedile, João (org). A questão agrária
no Brasil: o debate na esquerda 1960-1980. São Paulo: Expressão popular, 2005. p.
217-275.
MATTOS, Karine R. e LOPES, Ana Maria. O Direito fundamental dos indígenas à
terra: do Brasil-Colônia ao Estado Democrático de Direito. Revista de informação
legislativa, v. 43, n. 170, p. 221-234. Brasília, abr./jun. 2006. Disponível em:
http://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/92744
MEC , SEED SEF. Índios do Brasil. Secretaria de Educação a Distância, Secretaria de
Educação Fundamental. - reimpressão. Brasília, 2001. 96 p.: il, - (Cadernos da TV
Escola, ISSN 1517-2333)
MONTEIRO, John Manuel. Tupis, tapuias e historiadores: estudos de história
indígena e do indigenismo. Tese (inédita) de Livre-Docência, UNICAMP, Campinas,
2001.
MONTEIRO, Jhon. O escravo índio, esse desconhecido. In: GRUPIONI. Luis
Donisete Benzi (org). Índio no Brasil. São Paulo: Global: Brasília: MEC, 2002.
PROUS, André. O Brasil antes dos brasileiros: A pré-história de nosso país. 2a edição
revista. Jorge Zahar Editor. Rio de Janeiro, 2007
RIBEIRO, Berta. O índio na cultura brasileira – 1. ed. – Rio de Janeiro: Fundação
Darcy Ribeiro, 2013. 210 p.; 21 cm. – (Coleção biblioteca básica brasileira; 22).
RIBEIRO, Darcy. Os índios e a Civilização. Editora Vozes, Ltda. Petrópolis, 1986.
SANTOS, Sílvio Coelho dos. Encontros de estranhos além do "mar oceano".
Etnográfica, Vol. VII (2), 2003, pp. 431-448
SELAU, Mauricio da Silva. A ocupação do território Xokleng pelos imigrantes
italianos no Sul Catarinense (1875-1925): Resistência e Extermínio. Dissertação de
Mestrado (em História). Programa de Pós-Graduação em História do Centro de Filosofia
e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2006.
TOMMASINO, Kimiye. Os povos indígenas no sul do Brasil e suas relações
intereétnicas. Cadernos CERU, série 2, nº13, 2002.
WITTMANN, Luisa Tombini. O vapor e o botoque: imigrantes alemães e índios Xokleng
no Vale do Itajaí (1850-1926). Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2007.
WITTMANN, Luisa Tombini. “História dos Índios no Brasil”: experiências de um curso
de formação de professores. XXVIII Simpósio Nacional de História, Florianópolis, SC,
2015.

ÁFRICA:
ANJOS, Rafael Sanzio Araújo dos. A África brasileira: geografia e territorialidade.
Revista Palmares - cultura afro-brasileira. Ano V, número 5. Agosto de 2009.
ANJOS, Rafael Sanzio Araújo dos. Cartografia da diáspora África - Brasil. Revista da
ANPEGE, v. 7, n. 1, número especial, p. 261-274, out. 2011.
ALENCASTRO, Luiz Felipe. O trato dos viventes: formação do Brasil no Atlântico Sul,
Séculos XVI e XVII. São Paulo: companhia das letras, 2000.
ANJOS, Rafael Sanzio Araújo dos. Cartografia e Quilombos: Territórios étnicos
africanos no Brasil. Africana Studia, nº 9. 2006. Edição do Centro de Estudos Africanos
da Universidade do Porto (CEAUP), pp 337-355.
BASTIDE, Roger. As Américas Negras - as civilizações africanas no novo mundo.
Trad. Eduardo de Oliveira e Oliveira. São Paulo: Difel/Editora da Universidade de São
Paulo, 1974.
CHAÚQUE, Fátima Roberto. Estudo Geocronológico, litogeoquímico e de
geoquímica isotópica de alguns carbonatitos e rochas alcalinas de Moçambique.
Departamento de Mineralogia e Geotectônica. Instituto de Geociências, USP, 2008
CHARLES, Arlindo José; SÁ, Lucilene Antunes Correia Marques de. Cartografia
Histórica da África - Mapa cor de Rosa. Anais do I Simpósio Brasileiro de Cartografia
Histórica. Parati, Maio de 2011.
CHOFFAT, Paul. Geologia. Sobre os terrenos sedimentares das províncias de
África e considerações sobre a geologia deste continente. Jornal do Commercio,
ano XXXIV, nº 9926, 31 de Dezembro. Lisboa, 1886.
FERREIRA, Ricardo Bruno da Silva. O Negro como “Problema”: A Escravidão no
Conselho de Estado (1841-1889). Disponível em:
http://www.29rba.abant.org.br/trabalho/view?q=YToyOntzOjY6InBhcmFtcyI7czozNToi
YToxOntzOjExOiJJRF9UUkFCQUxITyI7czozOiIxMzMiO30iO3M6MToiaCI7czozMjoiZj
djYzNkMjdhOWQ3MjgyY2YyYmIyMjIyMjQxOGI3MzYiO30%3D
FREYRE, Gilberto. Aspectos da influência africana no Brasil. Revista del CESLA,
núm. 7, 2005, pp. 369-384. Uniwersytet Warszawski. Varsovia, Polonia. Disponível em:
http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=243320976021
FREYRE, Gilberto. Sobrados e mucambos: Decadência do patriarcado rural e
desenvolvimento do urbano. Editora Global. São Paulo, 2013.
GONÇALVES, Paulo Cesar. Possessões portuguesas em África: geografia,
ocupação produtiva e desenvolvimento econômico. Anais do X Congresso da
Associação Brasileira de Pesquisadores em História Econômica, 2013 v. 1, p. 1 - 17
JUNIOR, Henrique Cunha. Africanidade, afrodescendência e Educação. Educação
em debate. Fortaleza. Ano 23, V.2, N° 42, 2001.
JUNIOR, Henrique Cunha. Afrodescendência e africanidades: um dentre os diversos
enfoques possíveis sobre população negra no Brasil. Interfaces de Saberes. v. 13, n. 1
(2013): Educação das Relações Etnicorraciais no contexto dos 10 anos da 10.639/03
LEITE, Fabio. Valores civilizatórios em sociedades negro-africanas. África: Revista
do Centro de Estudos Africanos, USP, São Paulo, 18-19(1): 103-118, 1995/1996.
MACEDO, JR., org. Desvendando a história da África [online]. Porto Alegre: Editora
da UFRGS, 2008. Diversidades series, 240 p. ISBN 978-85-386-0383-2. Disponível em:
http://books.scielo.org/id/yf4cf/epub/macedo-9788538603832.epub.
MARQUESE, R. de B. A dinâmica da escravidão no Brasil: Resistência, tráfico
negreiro e alforrias, séculos XVII a XIX. Novos Estudos. CEBRAP 74, março 2006 pp.
107-123.
NUNES, João Rocha. “História da África Lusófona” - uma abordagem ao passado
dos territórios africanos de língua oficial portuguesa. Anuário Internacional de
Comunicação Lusófona. 2011: Lusofonia e Cultura-Mundo. Centro de Estudos de
Comunicação e Sociedade (CECS). Universidade do Minho. Braga, 2011. Disponível
em: http://repositorio.ipv.pt/bitstream/10400.19/535/1/armelle.pdf
NUNES, Ranchimit Batista. Tentando entender a diferença: por que afrodescendente
e não negro, pardo, mulato, preto? Revista África e Africanidades. Ano X. Nº24, jul-set.
2017. Disponível em www.africaeafricanidades.com.br
PAULA, Rafaela Teixeira e ROCHA, Geraldo César. Geologia e Evolução Tectonica
de Angola. Revista de Geografia – PPGEO - UFJF. Juiz de Fora, v.5, n.2, (Jul-Dez)
p.131-139, 2015.
PIMENTEL, José Vicente De Sá. Relações entre o Brasil e a África subsaárica.
Revista Brasileira de Política Internacional, 43 (1): 5-23. Rio de Janeiro, 2000.
PRANDI, Reginaldo. De africano a afro-brasileiro: etnia, identidade, religião. REVISTA
USP, São Paulo, n.46, p. 52-65, junho/agosto 2000.
REIS, João José e SILVA, Eduardo. Negociações e Conflito; a resistência negra no
Brasil escravista. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.
RIBEIRO, Ester Tomás Natal & SÁ, Lucilene Antunes Correia Marques de.
Mapeamento histórico sobre tráfico de escravos em África. Revista Brasileira de
Cartografia, Edição de Cartografia Histórica: 905-911 Sociedade Brasileira de
Cartografia, Geodésia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto, 2015. Disponível em:
http://www.lsie.unb.br/rbc/index.php/rbc/article/view/1099
RIBEIRO, Ronilda Iyakemi. A alma africana no Brasil. Os Iorubas. São Paulo: Editora
Oduduwa, 1996.
RODRIGUES, Jair. Escravos, senhores e vida marítima no Atlântico: Portugal, África
e América portuguesa, c.1760 – c.1825. Almanack. Guarulhos, n.05, p.145-177, 1º
semestre de 2013
SANTOS, João Camargo Ribeiro Marques dos. Degradação ambiental na África
subsahariana: Modelos explicativos para os principais problemas. Dissertação para
obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente. Instituto Superior de
Agronomia. Universidade Técnica de Lisboa. Lisboa, 2009.
SANTOS, Alessandro Oliveira dos; FERNANDES, Saulo Luders; CASCO, Ricardo. A
importância da cultura africana e afro-brasileira na história do Brasil. In: Diretrizes
Curriculares Nacionais da Educação para as Relações Étnico-Raciais e para o Ensino
da História e Cultura Afrobrasileira e Africana. Edit.: Comitê Gestor Institucional de
Formação Inicial e Continuada de Profissionais da Educação Básica - COMFOR,
Editores: Edna Martins, Renata Marcilio Candido, pp.p. 06-20. Disponível em:
https://www.researchgate.net/publication/285923765_A_importancia_da_cultura_africa
na_e_afro-brasileira_na_historia_do_Brasil [accessed May 25 2018].
SANTOS, Milton. Ser negro no Brasil hoje. Folha de São Paulo, 07 de maio de 2000
(artigo). Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mais/fs0705200007.htm
Acesso dia 28/05/2018.
SILVA, Patricia Morais da. A construção da identidade do povo afro-brasileiro. Anais
II ENABET. Etnomusicologia: lugares e caminhos, fronteiras e diálogos. Salvador, 9-12
de novembro, 2004.
SOUZA, Victor Pereira de. A África em Movimento: Análises Geo-históricas sobre o
Protagonismo Africano. Revista Perspectiva Geográfica-Marechal Cândido Rondon, v.
12, no. 17, p. 97-109, jul.-dez., 2017. Disponível on-line em http://e-
revista.unioeste.br/index.php/pgeografica
UNESCO. História geral da África, I: Metodologia e pré -história da África / editado por
Joseph Ki -Zerbo. – 2.ed. rev. – Brasília : UNESCO, 2010. 992 p.
UNESCO. História geral da África, II: África antiga / editado por Gamal Mokhtar. –
2.ed. rev. – Brasília : UNESCO, 2010. 1008 p.
UNESCO. História geral da África, III: África do século VII ao XI / editado por
Mohammed El Fasi. – Brasília : UNESCO, 2010. 1056 p.
UNESCO. História geral da África, IV: África do século XII ao XVI / editado por Djibril
Tamsir Niane. – 2.ed. rev. – Brasília : UNESCO, 2010. 896 p
UNESCO. História geral da África, V: África do século XVI ao XVIII / editado por
Bethwell Allan Ogot. – Brasília : UNESCO, 2010. 1208 p.
UNESCO. História geral da África, VI: África do século XIX à década de 1880 / editado
por J. F. Ade Ajayi. – Brasília : UNESCO, 2010. 1032 p.
UNESCO. História geral da África, VII: África sob dominação colonial, 1880-1935 /
editado por Albert Adu Boahen. – 2.ed. rev. – Brasília : UNESCO, 2010. 1040 p.
UNESCO. História geral da África, VIII: África desde 1935 / editado por Ali A. Mazrui
e Christophe Wondji. – Brasília : UNESCO, 2010. 1272 p
UNESCO. História geral da África, IV: África do século XII ao XVI / editado por Djibril
Tamsir Niane. – 2.ed. rev. – Brasília : UNESCO, 2010. 896 p.
VASCONCELOS, L. Breve apresentação sobre os recursos geológicos de
Moçambique. Comunicações Geológicas 101, Especial II, 869-874. IX CNG/2º
CoGePLiP. Porto, 2014. Versão online:
http://www.lneg.pt/iedt/unidades/16/paginas/26/30/185

Complementar

CORDEIRO, Enio. Política indigenista brasileira e promoção internacional dos


direitos das populações indígenas. Brasília: Instituto Rio Branco, 1999.
SANTOS, Sílvio Coelho dos. Lideranças indígenas, indigenismo oficial e destruição
florestal: o caso de Ibirama. Anuário Antropológico/92. Rio de Janeiro: Tempo
Brasileiro, 1994
FERRACINI, Rosemberg. A África nos livros didáticos de geografia de 1890 a 2004.
Revista Geografia e Pesquisa. v. 4, n. 2, p. 69-92. Ourinhos, jul/dez 2010.
MAXWELL, Kenneth. As colônias portuguesas e a sua descolonização. Revista
crítica de Ciências Sociais nº 15/16/17. Maio, 1985.
SANTOS, José Francisco. Relações Brasil África para além da escravidão: ensino
da história afrobrasileira e africana numa perspectiva contra-hegemônica. In:
Coordenadoria de Assuntos da População Negra – CONE. Prêmio da igualdade racial.
São Paulo: Prefeitura de São Paulo, 2011.
RATTS et. all. Representações da África e da população negra nos livros didáticos
de Geografia. Revista da Casa da Geografia de Sobral. Sobral, v.8/9, n.1, p. 45-59,
2006/2007