Você está na página 1de 2

- Aqui todo mundo aprova!

Prof.: Alexandre Matos Matéria: Física 2 Turno:


Aluno (a): Data: 20/07/18 Turma:

Movimento Harmônico Simples (MHS)

Introdução

A mecânica estuda os mais diversos movimentos: os de trajetória retilínea ou circular; aqueles com
velocidade constante ou variável; de aceleração nula ou constante; os periódicos ou não periódicos. Enfim,
ela lida com movimentos que estamos acostumados a observar ao longo de nossas vidas.

Galera! Vamos estudar aqui outro tipo de movimento, que ocorre cotidianamente e que muitas vezes não
damos conta: os movimentos periódicos advindos de um balanço, por exemplo, cordas de um violão ou de
uma máquina de costura.

As primeiras observações sistematizadas desses movimentos datam do século XVI. Em 1583, quando ainda
era um jovem estudante, Galileu Galilei observou atentamente as oscilações de um candelabro dependurado
na catedral de Pisa (Itália) e chegou a conclusão de que o “tempo de vaivém” do candelabro era constante,
independentemente de qual fosse a amplitude (ângulo) das oscilações. Essa constatação serviu para que
Christian Huygens construísse os primeiros relógios de pêndulo, em 1657, na Holanda.

No movimento oscilatório temos algumas grandezas a relacionar:

 Período T [s]: é o intervalo de tempo necessário para que aconteça uma oscilação completa;
𝑛
 Frequência f [Hz]: é o número de oscilações (n) completas por unidades de tempo ∆t, 𝑓 = ∆t.

Observe que as duas grandezas são inversamente proporcionais, porque o período também pode ser
calculado pela relação entre o tempo necessário para que ocorra um certo número de oscilações e o número
total de oscilações:

∆t 1
𝑇= ⇨ 𝑓. 𝑇 = 1 𝑜𝑢 𝑓 =
𝑛 𝑇

Oscilações

Considere um pêndulo de comprimento L, em um local onde a aceleração da gravidade é g, afaste o pêndulo


da sua posição de equilíbrio de modo que o fio esticado descreva um ângulo θ com a vertical. Ao ser
abandonado, o pêndulo oscila em torno de uma posição de equilíbrio que corresponde ao fio na vertical, num
movimento periódico e simétrico em torno de O de equilíbrio.

Os Melhores com Você!


Tendo a massa ‘m’ como referencial, temos:

𝐹𝑐𝑝 = 𝑇 − 𝑃𝑦 .....(1)

𝐹𝑡 = 𝑃𝑥 .............(2)

𝐿
𝑇 = 2𝜋√𝑔 ........(3)

Tarefinha da Aprovação

1. Um relógio de pêndulo possui haste de comprimento 9,0 cm. Considere que ele está situado num local
onde a aceleração da gravidade é 10 m/s² e admita 𝜋² = 10.

a) Quantas oscilações completas o pêndulo deve completar para que o mecanismo do relógio avance 1 min?
Supondo que o relógio fosse usado na Lua, onde a aceleração da gravidade corresponde a um sexto da
gravidade terrestre, qual seria o número de oscilações completas realizadas no mesmo intervalo de tempo de
1 min?

b) Quantos segundos o relógio adianta ou atrasa em 1 minuto, se a haste do pêndulo for substituída por uma
outra de comprimento 25 cm?

2. O pêndulo de alguns relógios de parede é chamado de “pêndulo que bate segundos”, pois o seu período é
de 1 segundo. Qual deve ser o comprimento da haste do pêndulo, em um local onde a aceleração da
gravidade vale 10 m/s²? considere 𝜋² = 10.

3. A oscilação de um pêndulo também permite que determinemos a aceleração da gravidade em alguma


localidade. Se um pêndulo, cujo o período de oscilação na Terra é de 3,0 s, for levado a um hipotético
“Planeta Alderaan”, ele passa a balançar com período de 2,0 s. Sendo de 10 m/s² a aceleração da gravidade
da Terra, qual seria o valor da gravidade no “Planeta Alderaan”?

Os Melhores com Você!