Você está na página 1de 71
Formulações Cosméticas para Esteticistas MÓDULO IV Atenção: O material deste módulo está disponível apenas
Formulações Cosméticas para Esteticistas MÓDULO IV Atenção: O material deste módulo está disponível apenas
Formulações Cosméticas para Esteticistas MÓDULO IV Atenção: O material deste módulo está disponível apenas
Formulações Cosméticas para Esteticistas MÓDULO IV Atenção: O material deste módulo está disponível apenas
Formulações Cosméticas para Esteticistas MÓDULO IV Atenção: O material deste módulo está disponível apenas
Formulações Cosméticas para
Esteticistas
MÓDULO IV
Atenção: O material deste módulo está disponível apenas como parâmetro de estudos para
este Programa de Educação Continuada. É proibida qualquer forma de comercialização do
mesmo. Os créditos do conteúdo aqui contido são dados aos seus respectivos autores
descritos na Bibliografia Consultada.
MÓDULO IV 27. ATIVOS E COSMÉTICOS PARA MAQUILAGEM 27.1 HISTÓRIA DA MAQUIAGEM É no antigo
MÓDULO IV 27. ATIVOS E COSMÉTICOS PARA MAQUILAGEM 27.1 HISTÓRIA DA MAQUIAGEM É no antigo
MÓDULO IV 27. ATIVOS E COSMÉTICOS PARA MAQUILAGEM 27.1 HISTÓRIA DA MAQUIAGEM É no antigo
MÓDULO IV 27. ATIVOS E COSMÉTICOS PARA MAQUILAGEM 27.1 HISTÓRIA DA MAQUIAGEM É no antigo
MÓDULO IV 27. ATIVOS E COSMÉTICOS PARA MAQUILAGEM 27.1 HISTÓRIA DA MAQUIAGEM É no antigo

MÓDULO IV

27. ATIVOS E COSMÉTICOS PARA MAQUILAGEM

27.1 HISTÓRIA DA MAQUIAGEM

É no antigo Egito que vamos encontrar os primeiros testemunhos do uso de

cosméticos. Os faraós tinham nas perucas coloridas formas de distinção social e

consideravam a maquiagem dos olhos ponto de destaque fundamental para evitar olhar diretamente para Rá, o deus-sol.

As misturas de metais pesados davam o tom esverdeado para impregnar e proteger as pálpebras dos nobres. É também com a civilização egípcia que surge a distinção: "Mulher de pele clara" e "Homem de pele escura". Cleópatra bem representou o ideal de beleza daqueles tempos. Carismática e poderosa, Cleópatra imortalizou seu tratamento banhando-se em leite, cobrindo as faces com argila e maquilando seus olhos com pó de khol.

Aproximadamente em 150 a.C. o físico Galeno criou o primeiro creme facial do mundo, adicionando água à cera de abelha e óleo de oliva. Mais tarde o óleo de amêndoas substituiu o azeite e a incorporação de bórax contribuiu para a formação da emulsão, minimizando o tempo de processo. Estava aí a primeira base para sustentar os pigmentos de dióxido de titânio e facilitar a aplicação na face; nascia a base cremosa facial.

O primeiro estilista surgiu no século XIX, quando um verdadeiro artista traz

uma nova fonte de prestígio à moda; Charles Frederick Worth abriu sua loja em Paris em 1858, para vender modelos de casacos e sedas de primeira classe. A

imperatriz Eugénie, esposa de Napoleão III, era sua mais famosa cliente. Em 1885 é fundada
imperatriz Eugénie, esposa de Napoleão III, era sua mais famosa cliente. Em 1885 é fundada
imperatriz Eugénie, esposa de Napoleão III, era sua mais famosa cliente. Em 1885 é fundada
imperatriz Eugénie, esposa de Napoleão III, era sua mais famosa cliente. Em 1885 é fundada
imperatriz Eugénie, esposa de Napoleão III, era sua mais famosa cliente. Em 1885 é fundada

imperatriz Eugénie, esposa de Napoleão III, era sua mais famosa cliente. Em 1885 é fundada a Chambre Syndicale de la Couture Parisienne, regulamentando a arte da alta costura. Paul Poiret, Madeleine Vionnet, Coco Chanel, Christian Dior, Cristóbal Balenciaga, Hubert Givenchy são alguns dos nomes que mudaram a história da moda no mundo, causando a necessidade de uma mudança de patamar na indústria de produtos para maquilagem.

Durante os cem anos seguintes Paris firmou-se como autoridade em moda, trazendo para o mundo da maquilagem um novo alento. Podemos dizer que a popularização da moda aconteceu em 1892, com o lançamento da revista Vogue, tendo em seus primeiros números personalidades como Gertrude Vanderbilt Whitney, vestindo suas próprias roupas. Quando Condé Nasta comprou a revista, em 1909, a publicação passa a ter um enfoque mais atraente, mostrando objetos do desejo para todas as mulheres.

É somente no século XX, com os avanços da indústria química fina, que os cosméticos se tornam produtos de uso geral. Em 1921, Paris é palco de uma verdadeira revolução na história do batom; é a primeira vez que um produto desta categoria é embalado num tubo e vendido em cartucho. O sucesso é tal que em 1930 os estojos de batom dominam o mercado americano, trazendo uma nova fase para o desenvolvimento destas formulações. Marilyn Monroe usava maquilagem clara e pintava lábios de vermelho intenso, atraindo e intensificando sua feminilidade.

Cada vez que um grande costureiro lançava uma nova coleção de cores e formas para as roupas, lá vinha um tom de sombra específico para os olhos, uma nova cor de boca. Dior, Chanel, Yves Saint Laurent e todos os grandes fabricantes ousavam e enchiam os olhos das mulheres de todo o mundo com suas criações cada vez mais tentadoras. E é no final da década de 80 que entram em lançamento as fórmulas evoluídas para cosméticos pigmentados. Às margens do novo milênio, finalmente entram em cena fórmulas baseadas em tecnologia de vanguarda, cujo uso garante propriedades bem interessantes para a beleza feminina, como proteção solar, umectação e controle do envelhecimento da pele.

27.2 FORMAS COSMÉTICAS PARA MAQUIAGEM Essas formas são escolhidas de acordo com o tipo de
27.2 FORMAS COSMÉTICAS PARA MAQUIAGEM Essas formas são escolhidas de acordo com o tipo de
27.2 FORMAS COSMÉTICAS PARA MAQUIAGEM Essas formas são escolhidas de acordo com o tipo de
27.2 FORMAS COSMÉTICAS PARA MAQUIAGEM Essas formas são escolhidas de acordo com o tipo de
27.2 FORMAS COSMÉTICAS PARA MAQUIAGEM Essas formas são escolhidas de acordo com o tipo de

27.2 FORMAS COSMÉTICAS PARA MAQUIAGEM

Essas formas são escolhidas de acordo com o tipo de pele e as funções que se apresentam:

Sólidos: pós soltos e na forma compactada;

Moldados: batons, blushes, etc. Também conhecidas como emulsões anidras;

Emulsões: A/O ou O/A;

Géis: preparações de aparência viscosa, transparentes ou opacas;

Suspensões: dispersão de corantes e pigmentos em meio líquido formando duas fases.

27.2.1 Termos gerais utilizados em produtos para maquiagem

Acetinado – efeito obtido por produtos que criam na pele um acabamento suave e liso, feito cetim;

Cintilante – brilho suave, semelhante ao da pérola;

Iridescente – efeito camaleão, que muda de cor conforme o ângulo de incidência da luz, presente em sombras, batons, pós e bases;

Iluminador – esse tipo de produto cria ponto de luz em algumas regiões do

rosto (centro da testa, nariz e queixo), deixando a maquiagem mais refinada;

Metálico (ou metalizado) – imita o brilho do metal. Esse efeito futurista é encontrado especialmente em esmaltes, mas pode ser visto em produtos para o rosto, como sombras e batons. Use com cautela para não ressaltar as linhas de expressão;

• Nude – look bem natural, quando a maquiag em passa despercebida. Exemplos: batons cor
• Nude – look bem natural, quando a maquiag em passa despercebida. Exemplos: batons cor
• Nude – look bem natural, quando a maquiag em passa despercebida. Exemplos: batons cor
• Nude – look bem natural, quando a maquiag em passa despercebida. Exemplos: batons cor
• Nude – look bem natural, quando a maquiag em passa despercebida. Exemplos: batons cor

Nude – look bem natural, quando a maquiagem passa despercebida.

Exemplos: batons cor da pele, sombras e esmaltes clarinhos. Volta e meia

essa tendência reaparece;

Opaca – maquiagem sem brilho, ideal para quem tem pele oleosa ou mista. Há bases, pós, corretivos, blushes, sombras e batons opacos;

Terracota – cosmético que dá um efeito bronzeado à pele;

Textura – é a consistência de cada produto. Pode ser líquida, cremosa,

compacta, em pó (solto ou em esferas), em pó-base, em lápis, em bastão ou

em gloss;

Translúcido – cobertura sutil e transparente;

Efeito Opala – caracteriza-se pela utilização da cor natural da pele como a cor de fundo da maquiagem, permitindo que a maquiagem possa adaptar-se perfeitamente a cada cor natural de pele;

Poder de cobertura – ligado ao índice de refração da luz (opacidade);

**Dióxido de titânio, óxido de zinco, silicato de alumínio, carbonato de cálcio, estearato de magnésio;

Poder de espalhamento – ligado a uma boa aplicação;

**talco (silicato de magnésio hidratado), estearatos de Mg,Ca e Al;

Poder de aderência – poder de permanecer no rosto sem fazer placas;

**estearatos de Mg e Zn, caolim, amido;

Poder de absorção – não deve ocasionar uma desidratação da pele;

**caolim, silício, carbonatos de Ca e Mg, seda em pó;

Sensação de veludo – equilíbrio entre a aderência e o espalhamento, o poder de cobertura e a transparência (carbonato de cálcio).

27.2.2 Produtos Usados na Preparação da Pele antes da Maquiagem

- Higienização: - Para pele Normal - Leite ou gel de limpeza; - Para pele
- Higienização: - Para pele Normal - Leite ou gel de limpeza; - Para pele
- Higienização: - Para pele Normal - Leite ou gel de limpeza; - Para pele
- Higienização: - Para pele Normal - Leite ou gel de limpeza; - Para pele
- Higienização: - Para pele Normal - Leite ou gel de limpeza; - Para pele

- Higienização:

- Para pele Normal - Leite ou gel de limpeza;

- Para pele Seca - Leite de limpeza;

- Para pele Oleosa - Gel de limpeza;

- Para pele Mista - Gel de limpeza.

- Tonificação:

- Para pele Normal - Loção tônica hidratante;

- Para pele Seca - Loção tônica hidratante;

- Para pele Oleosa - Loção tônica adstringente;

- Para pele Mista - Loção tônica adstringente.

27.3 PRODUTOS DE MAQUILAGEM E CAMUFLAGEM

adstringente. 27.3 PRODUTOS DE MAQUILAGEM E CAMUFLAGEM Fonte: Tutoria e Interação. 240 Este material deve ser
adstringente. 27.3 PRODUTOS DE MAQUILAGEM E CAMUFLAGEM Fonte: Tutoria e Interação. 240 Este material deve ser
adstringente. 27.3 PRODUTOS DE MAQUILAGEM E CAMUFLAGEM Fonte: Tutoria e Interação. 240 Este material deve ser
adstringente. 27.3 PRODUTOS DE MAQUILAGEM E CAMUFLAGEM Fonte: Tutoria e Interação. 240 Este material deve ser

Fonte: Tutoria e Interação.

Produtos de maquiagem incluem vários itens que são usados na face, pálpebras e área dos
Produtos de maquiagem incluem vários itens que são usados na face, pálpebras e área dos
Produtos de maquiagem incluem vários itens que são usados na face, pálpebras e área dos
Produtos de maquiagem incluem vários itens que são usados na face, pálpebras e área dos
Produtos de maquiagem incluem vários itens que são usados na face, pálpebras e área dos

Produtos de maquiagem incluem vários itens que são usados na face, pálpebras e área dos olhos.

Na face geralmente são utilizadas as bases, pó, pó-compacto, ruge em pó ou em creme.

Na área dos olhos usam-se produtos cremes, pós e lápis para o contorno dos olhos, sombras coloridas, delineadores, rímel e lápis de sobrancelhas.

Nos lábios utilizam-se batons, brilhos e lápis para o contorno dos lábios.

Os produtos para a camuflagem são preparações especiais e não produtos que variam com a moda e que estão destinados apenas ao embelezamento. São indicados para cobrir imperfeições de pessoas de qualquer idade, sexo ou grupo étnico.

Por

exemplo,

um

bom

corretivo

características específicas:

1. Promover uma aparência natural;

cosmético

deve

conter

algumas

2. Opacidade: a maquiagem corretiva tem de ser capaz de cobrir todos os

tipos de alteração de coloração;

3. Não ser gordurosa: não manchar as roupas;

4. Ser à prova d’água: ser resistente a água para poder ser utilizada na

chuva, piscina e outras atividades esportivas;

5. Fácil de aplicar: dificuldade na aplicação desestimula o uso;

6. Longa duração: para dar segurança pessoal em caso de uso prolongado e

fácil de ser retocada, quando necessário;

7. Poder ser usada em todos os tipos de pele;

8. Não conter perfumes, não ser irritante, não ser sensibilizante, não ser

fotossensibilizante e ser não comedogênica;

9. A maquiagem corretiva deve também combinar com todos os tons de pele de diferentes
9. A maquiagem corretiva deve também combinar com todos os tons de pele de diferentes
9. A maquiagem corretiva deve também combinar com todos os tons de pele de diferentes
9. A maquiagem corretiva deve também combinar com todos os tons de pele de diferentes
9. A maquiagem corretiva deve também combinar com todos os tons de pele de diferentes

9. A maquiagem corretiva deve também combinar com todos os tons de pele

de diferentes grupos étnicos e para isso deve estar disponível em diferentes cores e

nuances.

Os produtos de camuflagem cosmética têm melhorado muito nos últimos anos, com novos ativos que conferem benefícios adicionais como a fotoproteção.

Existem quatro formulações básicas de corretivos: formulações em base oleosa, em base aquosa, livre de óleo, livre de água (fórmulas anidróticas).

1. Formulações oleosas são usadas em pele seca, emulsões em água e em

óleo contêm pigmentos suspensos em óleo, como, por exemplo, óleo mineral, álcool lanolina, óleos vegetais (coco, gergelim, cártamo) ou ésteres sintéticos (isopropil, miristato, octil palmitato, isopropil palmitato). Após a aplicação eles se misturam no sebo, a água evapora e o pigmento fica na fração oleosa na pele;

2. Formulações em base aquosa são usadas em pele normal a seca. Elas

contêm grande quantidade de água e pequena quantidade de óleo com pigmentos suspensos em emulsão. Contêm emulsificantes, como a trietanolamina, ou surfactantes não iônicos ou emulsificantes, como glicerilestearato ou propilenoglicol estearato;

3. Preparados livres de óleo são usados na pele oleosa. Eles contêm derivados do silicone, como dimeticone ou ciclometicone, no lugar do óleo;

4. Formulações livres de água contêm óleos misturados em cera. Formam

um creme que incorpora grandes quantidades de pigmento. Os agentes usados mais frequentemente para colorir são dióxido de titânio, óxido de ferro e azul ultramarinho que são opacos e à prova d’água. Preparações para camuflagem cosmética são geralmente formuladas como creme. São mais espessas mais oclusivas e proporcionam melhor cobertura.

5. Bases faciais estão disponíveis para diferentes finalidades, ou seja, com

efeito matte (sem brilho), semi-matte, semi-matte hidratante e brilhante. As bases, com efeito matte são apropriadas para a maquiagem com finalidade de camuflagem.

As bases podem ser líquidas, em forma de mousse , cremosas, em bastão, compactas ou
As bases podem ser líquidas, em forma de mousse , cremosas, em bastão, compactas ou
As bases podem ser líquidas, em forma de mousse , cremosas, em bastão, compactas ou
As bases podem ser líquidas, em forma de mousse , cremosas, em bastão, compactas ou
As bases podem ser líquidas, em forma de mousse , cremosas, em bastão, compactas ou

As bases podem ser líquidas, em forma de mousse, cremosas, em bastão, compactas ou em loção.

Lesões da pele e maquiagem para camuflagem

A escolha de um cosmético para camuflagem depende da lesão da pele a ser ocultada. A avaliação da lesão desfigurante deve ser analisada de acordo com a forma, tamanho, cor e localização. A característica da pele também deve ser determinada de acordo com a textura, hidratação, cor e oleosidade.

As lesões da pele podem ter uma alteração muito discreta na textura e apenas se deve mudar a coloração ou podem ser mais complexas. Alterações médias podem ser cobertas com uma simples base, com ou sem a correção da cor. Lesões desfigurantes mais severas requerem total apagamento, com cremes mais opacos e espessos. A cor da lesão também precisa ser neutralizada.

Infelizmente, as bases para camuflagem podem acentuar as irregularidades da superfície da pele, como cicatrizes, e estruturas da pele normal, como poros e rugas. Uma cicatriz deprimida geralmente parece mais escura do que a pele ao redor, mesmo que a mesma base tenha sido aplicada, por causa da presença das sombras. Portanto, um pó mais claro deve ser aplicado sobre a cicatriz. Caso a cicatriz seja elevada, um pó mais escuro deve ser aplicado.

Outros cosméticos faciais como sombra para os olhos, delineador, rímel, blush e batom são geralmente aplicados para dar melhor aparência.

Cores corretoras Fonte: Tutoria e Interação. As emulsões que contêm pigmentos de origem mineral como
Cores corretoras Fonte: Tutoria e Interação. As emulsões que contêm pigmentos de origem mineral como
Cores corretoras Fonte: Tutoria e Interação. As emulsões que contêm pigmentos de origem mineral como
Cores corretoras Fonte: Tutoria e Interação. As emulsões que contêm pigmentos de origem mineral como
Cores corretoras Fonte: Tutoria e Interação. As emulsões que contêm pigmentos de origem mineral como

Cores corretoras

Cores corretoras Fonte: Tutoria e Interação. As emulsões que contêm pigmentos de origem mineral como dióxido

Fonte: Tutoria e Interação.

As emulsões que contêm pigmentos de origem mineral como dióxido de titânio, óxido de ferro, azul ultramarinho etc. são utilizadas para neutralizar as alterações de pele de cor vermelha ou roxa.

A potência da neutralização é baseada no conceito colorimétrico, ou seja, de

acordo com a cor da lesão que necessita ser neutralizada, deve-se usar a cor localizada no lado oposto do “triângulo cromático”.

Observando o “triângulo cromático” deduz-se que para neutralizar a cor roxa deve utilizar-se a cor amarela e para neutralizar o vermelho, deve-se aplicar o verde.

A utilização deste conceito resulta em:

- As lesões da pele de cor marrom ou roxa, como hemangiomas, equimoses, hematomas, nevos melanocíticos e hiperpigmentação periorbitária (olheiras), são neutralizadas com a cor amarela.

-

As

lesões

avermelhadas,

como

acne,

angiomas,

púrpuras,

rosácea,

eritema pós-laser ou pós-peeling, são neutralizadas com cor verde.

Técnicas de camuflagem cosmética O seguintes passos: processo de executar uma maqui agem para camuflagem
Técnicas de camuflagem cosmética O seguintes passos: processo de executar uma maqui agem para camuflagem
Técnicas de camuflagem cosmética O seguintes passos: processo de executar uma maqui agem para camuflagem
Técnicas de camuflagem cosmética O seguintes passos: processo de executar uma maqui agem para camuflagem
Técnicas de camuflagem cosmética O seguintes passos: processo de executar uma maqui agem para camuflagem

Técnicas de camuflagem cosmética

O

seguintes passos:

processo

de

executar

uma

maquiagem

para

camuflagem

inclui

os

bem

higienizada, não podendo restar nenhum resíduo na pele para não afetar a neutralização;

1.

Limpeza:

antes

de

aplicar

a

camuflagem,

a

pele

deve

ser

2. Hidratação: aplicar um hidratante em creme, emulsão ou loção de acordo

com o tipo de pele;

3. Neutralizante: a lesão será neutralizada, utilizando a cor correta - para

descoloração avermelhada aplicar um corretor de cor verde, para sombras amareladas aplicar um corretor roxo e para alterações cinza um corretor dourado é preferível;

4. Escolher o tom: determinar o melhor tom da base que iguale ao tom da

pele do paciente. Caso seja necessário misturar dois ou três tons de cores para determinar o tom correto. A base deverá ser aplicada suavemente, com leves toques, com o terceiro dedo ou com uma esponja em vez de ser friccionada. Esta técnica é necessária para melhor aderência;

5. Pó: esperar secar a base por cinco minutos e aplicar um pó sem cor -

silicato de magnésio ou kaolin (silicato de alumínio), que configura a resistência à água. O excesso de pó é removido com um pincel ou bola de algodão. Pacientes

com pele extremamente seca não necessitam a aplicação do pó;

6. Remoção da camuflagem: aplicar primeiro uma solução limpadora à base

de água e após água com sabonete de limpeza é recomendado.

Corretivo

Suaviza as imperfeições da pele (manc has, olheiras, cicatrizes, espinhas e marcas de expressão). Também
Suaviza as imperfeições da pele (manc has, olheiras, cicatrizes, espinhas e marcas de expressão). Também
Suaviza as imperfeições da pele (manc has, olheiras, cicatrizes, espinhas e marcas de expressão). Também
Suaviza as imperfeições da pele (manc has, olheiras, cicatrizes, espinhas e marcas de expressão). Também
Suaviza as imperfeições da pele (manc has, olheiras, cicatrizes, espinhas e marcas de expressão). Também

Suaviza as imperfeições da pele (manchas, olheiras, cicatrizes, espinhas e marcas de expressão). Também ajuda a fixar a maquiagem na área dos olhos. Pessoas com olheiras muito marcadas devem aplicar um corretivo mais claro e complementar com pó facial adequado ao tom de pele.

Entre as matérias-primas utilizadas em sua formulação destacam-se os pigmentos (opacificantes).

Nosso grande aliado da camuflagem de defeitos. Junto com a base faz papel fundamental na pele. Serve para camuflar olheiras, espinhas, manchas e dependendo do tom pode usá-lo também na correção de nariz (passando um tom mais escuro nas laterais).

- Cremoso:

O produto é o ideal para a área em torno dos olhos, para atenuar os microvazinhos nas laterais do nariz, linhas de expressão, regiões despigmentadas e sardas. Eles deslizam facilmente pela pele e evitam que se formem rachaduras na maquiagem.

- Líquido:

Para atenuar sardas, cicatrizes e áreas do corpo sem pigmento (pessoas que sofrem com vitiligo e lupus, por exemplo), pingue gotas do cosmético em uma esponja macia e depois aplique no rosto ou corpo com suaves batidinhas.

As versões mais densas são recomendadas para manchas brancas (tom mais escuro) e marcas extensas (tom de pele), pois têm uma fixação maior. Em cicatrizes mais fundas, usa-se uma camada mais generosa e um tom mais claro que a pele.

Os produtos mais diluídos são ideais para sardas (tom mais claro). Nesses dois casos é importante ampliar a área de cobertura do corretivo até dois

centímetros. Feito isso, deverá esfumar as bordas com a ponta dos dedos. Isso evitará que
centímetros. Feito isso, deverá esfumar as bordas com a ponta dos dedos. Isso evitará que
centímetros. Feito isso, deverá esfumar as bordas com a ponta dos dedos. Isso evitará que
centímetros. Feito isso, deverá esfumar as bordas com a ponta dos dedos. Isso evitará que
centímetros. Feito isso, deverá esfumar as bordas com a ponta dos dedos. Isso evitará que

centímetros. Feito isso, deverá esfumar as bordas com a ponta dos dedos. Isso evitará que a região fique demarcada e mais evidente.

- Mais secos:

Geralmente em forma de bastão ou de lápis, são recomendados para peles acneicas. Nesse caso, corretivos oleosos podem reforçar o problema, pois obstruem os poros e favorecem o aparecimento de novas espinhas. Prefira aqueles que são oil-free (cuidados diários controlam a oleosidade e acabam com a acne).

- Coloridos:

controlam a oleosidade e acabam com a acne). - Coloridos: Seguem o princípio de mistura de

Seguem o princípio de mistura de cores para obter uma outra. Dessa forma, conseguem neutralizar a pigmentação da pele. Marcas avermelhadas, como acne, vasinhos e manchas (dermatologistas surpreendem com novo tratamento contra rugas e manchas) podem ser amenizadas, pedem a cor verde. Para disfarçar sinais arroxeados, como olheiras, cicatrizes e hematomas, use o tom amarelo. Para neutralizar manchas amareladas aplique o lilás. Em todos os casos o resultado obtido é um tom de pele. Mas se a cor do corretivo ficar levemente evidente, finalize com uma camada de corretivo bege.

Base Disfarça imperfeições e deixa a pele uniforme, facilitando a fixação dos demais produtos. Deve
Base Disfarça imperfeições e deixa a pele uniforme, facilitando a fixação dos demais produtos. Deve
Base Disfarça imperfeições e deixa a pele uniforme, facilitando a fixação dos demais produtos. Deve
Base Disfarça imperfeições e deixa a pele uniforme, facilitando a fixação dos demais produtos. Deve
Base Disfarça imperfeições e deixa a pele uniforme, facilitando a fixação dos demais produtos. Deve

Base

Disfarça imperfeições e deixa a pele uniforme, facilitando a fixação dos demais produtos. Deve ser aplicada em todo o rosto, estendendo para a região do pescoço e colo (quando usando roupa decotada).

Pele oleosa e jovem deve usar produtos mais secos, como pós. Eles contêm mais pigmentos, maior poder de cobertura e camuflam bem as imperfeições.

Peles mais secas, ou mais maduras, necessitam de maquiagens cremosas e líquidas, de preferência oil free, pois tais produtos contêm menos pigmentos e permanecem na face sem ressecar a pele, o que evita que o produto evidencie rugas e linhas de expressão, dando um efeito mais natural.

O mercado de cosméticos oferece hoje uma enorme quantidade de bases com fórmulas especiais, que congregam, num só produto, várias funções. Antioxidantes, por exemplo, neutralizam os radicais livres, e potencializam o efeito das bases. Os maiores destaques são a vitamina E e C, a glutationa, o ácido lipídico e a coenzima Q10. A proteção solar também está presente na formulação de vários produtos. Mas é preciso atenção, pois dificilmente os fabricantes conseguem agregar um alto fator de proteção com as características de uma boa base.

Cake

Trata-se de uma maquiagem moderna, graças à estabilidade e à facilidade de aplicação e retoque. Matérias-primas utilizadas:

Talco, caulim, carbonato de cálcio - constituem o veículo (ou carga), participando com 35% a 80% na formulação;

Pigmentos inorgânicos (óxidos de ferro, dióxido de titânio e óxido de zinco) – constituem de 10% a 50% da formulação;

Materiais oleosos e graxos (l anolina, óleo mi neral, etc.) – constituem de 1% a
Materiais oleosos e graxos (l anolina, óleo mi neral, etc.) – constituem de 1% a
Materiais oleosos e graxos (l anolina, óleo mi neral, etc.) – constituem de 1% a
Materiais oleosos e graxos (l anolina, óleo mi neral, etc.) – constituem de 1% a
Materiais oleosos e graxos (l anolina, óleo mi neral, etc.) – constituem de 1% a

Materiais

oleosos

e

graxos

(lanolina,

óleo

mineral,

etc.)

constituem de 1% a 20% da formulação;

 

Umectantes que servem também constituem de 1% a 10% da formulação.

para dispersar pigmentos

Pó facial

Produtos que conferem maciez à pele, mascaram imperfeições e brilho proveniente das secreções cutâneas. Deve ser aplicado por todo o rosto, colo e pescoço, para dar uniformidade à pele, com um acabamento aveludado. Atenção: o excesso de pó nos vincos (olhos e nariz) acentua ainda mais estas áreas. Da mesma forma, o pó não deve ser utilizado nos lábios.

Podem variar de opacos (maior teor de pigmentos de cobertura) e translúcidos (baixo teor de opacificante), conforme as tendências da moda ou o tipo de pele. Apresentam algumas propriedades específicas:

Adesão à pele: dada pelos estearatos de zinco e de magnésio, óleo mineral, sílica em pó, silicatos e sericita;

Deslizamento: facilita o espalhamento do pó, não permitindo o aparecimento de manchas. O talco e a sericita são os mais utilizados para essa finalidade;

Absorção das secreções: caulim, talco, carbonato de cálcio ou de magnésio, amido e celulose microcristalina (a vicel) ajudam a eliminar o brilho em certas áreas, pela absorção parcial das secreções cutâneas;

Poder de cobertura (pós opacos): dióxido de titâneo, óxido de zinco;

Poder aglutinante (pós compactos) : estearatos de zinco e de magnésio;

Viço: às vezes se utiliza seda em pó.

Delineador labial Corrige imperfeições e evita que o batom escorra pelas linhas dos lábios. Desenha
Delineador labial Corrige imperfeições e evita que o batom escorra pelas linhas dos lábios. Desenha
Delineador labial Corrige imperfeições e evita que o batom escorra pelas linhas dos lábios. Desenha
Delineador labial Corrige imperfeições e evita que o batom escorra pelas linhas dos lábios. Desenha
Delineador labial Corrige imperfeições e evita que o batom escorra pelas linhas dos lábios. Desenha

Delineador labial

Corrige imperfeições e evita que o batom escorra pelas linhas dos lábios. Desenha com precisão o contorno dos lábios.

Batom

Desenha com precisão o contorno dos lábios. Batom Dispersões de material corante em uma mistura adequada

Dispersões de material corante em uma mistura adequada de óleos, gorduras e ceras. Realça os lábios, colorindo-os e protegendo-os contra ressecamento e alguns também da ação dos raios solares. A tonalidade deverá estar em harmonia com as demais cores da maquiagem.

Suas propriedades são:

Aparência atraente: superfície macia e cor uniforme. Os umectantes, que

vão dispersar os pigmentos e corantes, não devem alterar sua forma física (bastão) nas mudanças normais de temperatura. Neste caso as ceras de carnaúba, candelila, ozoquerita são responsáveis pela estabilidade nas variações de temperatura;

Inocuidade

/

mesmo

os

ingeridos:

os

corantes

devem

ser

aqueles

permitidos pela legislação Brasileira nas quantidades estabelecidas;

Fácil aplicação: cobrindo os lábios com uma película, sem serem excessivamente gordurosos ou secos. Matérias primas como óleo de rícino, álcoois graxos, ésteres, manteiga de cacau, cera de abelha, ceras de silicone dão essas características quando em mistura adequada;

Boa durabilidade e facilidade de remoção: a lanolina e seus derivados,

com os corantes adequados, são responsáveis por essas características;

Proteção aos agentes externos: são utilizados filtros solares, alantoína, vitamina A e D, principalmente.

Blushes Fonte: Tutoria e Interação. Realça as maçãs do rosto e atua ta mbém como
Blushes Fonte: Tutoria e Interação. Realça as maçãs do rosto e atua ta mbém como
Blushes Fonte: Tutoria e Interação. Realça as maçãs do rosto e atua ta mbém como
Blushes Fonte: Tutoria e Interação. Realça as maçãs do rosto e atua ta mbém como
Blushes Fonte: Tutoria e Interação. Realça as maçãs do rosto e atua ta mbém como

Blushes

Blushes Fonte: Tutoria e Interação. Realça as maçãs do rosto e atua ta mbém como corretivo.
Blushes Fonte: Tutoria e Interação. Realça as maçãs do rosto e atua ta mbém como corretivo.
Blushes Fonte: Tutoria e Interação. Realça as maçãs do rosto e atua ta mbém como corretivo.

Fonte: Tutoria e Interação.

Realça as maçãs do rosto e atua também como corretivo. Dá o acabamento à maquiagem. Apresenta-se em várias formas cosméticas, inclusive géis. As matérias-primas são escolhidas em função de sua forma física, estando, por sua vez, condicionadas ao tipo de pele. Por exemplo, pós e géis para peles lipídicas ou endérmicas e cremes (emulsionados ou anidros) para peles alipídicas.

Sombra

(emulsionados ou anidros) para peles alipídicas. Sombra Fonte: Tutoria e Interação; Produtos para aplicação nas

Fonte: Tutoria e Interação;

Produtos para aplicação nas pálpebras. Servem para conferir profundidade aos olhos, intensificar e realçar sua cor.

A área dos olhos é a parte mais sensível da face, portanto os corantes a serem utilizados na composição incluem os insolúveis em água e lacas de alta pureza. As demais matérias-primas também requerem a mesma pureza.

Apresentam-se nas seguintes formas:

Creme anidro: indicado para as peles alipídicas. Suas matérias-primas são graxos (óleo de rícino hidrogenado,
Creme anidro: indicado para as peles alipídicas. Suas matérias-primas são graxos (óleo de rícino hidrogenado,
Creme anidro: indicado para as peles alipídicas. Suas matérias-primas são graxos (óleo de rícino hidrogenado,
Creme anidro: indicado para as peles alipídicas. Suas matérias-primas são graxos (óleo de rícino hidrogenado,
Creme anidro: indicado para as peles alipídicas. Suas matérias-primas são graxos (óleo de rícino hidrogenado,

Creme anidro: indicado para as peles alipídicas. Suas matérias-primas

são graxos (óleo de rícino hidrogenado, lanolina, cera de abelha, parafina, etc.);

Moldadas (bastão): seguem a mesma direção de fórmula dos cremes

anidros, utilizando ceras de ponto de fusão mais elevado (ceresina);

Pó cremoso: as mais utilizadas, por servirem a qualquer tipo de pele. As matérias-primas empregadas são praticamente as mesmas dos pós, apresentando, no entanto, características mais sedosas, que lhes são conferidas por talco (cerca de 50%), seda em pó, miristato de isopropila, sericita.

**As cores claras/peroladas devem ser aplicadas abaixo das sobrancelhas, para proporcionar um efeito "luminoso" e aumentar os olhos. As cores escuras / opacas devem ser aplicadas nas pálpebras, proporcionando um efeito de "profundidade" e diminuindo os olhos. Se a sombra é muito cintilante para usar de dia, aplique pó sobre ela para retirar um pouco do brilho. Mulheres de pele negra devem usar cores intensas, que destaquem a maquiagem.

Delineador para Olhos

intensas, que destaquem a maquiagem. Delineador para Olhos Fonte: Tutoria e Interação. 252 Este material deve

Fonte: Tutoria e Interação.

A mistura de óleos e ceras deve ser bem equilibrada para dar firmeza ao produto,
A mistura de óleos e ceras deve ser bem equilibrada para dar firmeza ao produto,
A mistura de óleos e ceras deve ser bem equilibrada para dar firmeza ao produto,
A mistura de óleos e ceras deve ser bem equilibrada para dar firmeza ao produto,
A mistura de óleos e ceras deve ser bem equilibrada para dar firmeza ao produto,

A mistura de óleos e ceras deve ser bem equilibrada para dar firmeza ao produto, sem, contudo, afetar o risco. Devem ser macios ao aplicar e resistentes à quebra e ao apontamento. Tem por função "destacar" os olhos. Os delineadores líquidos devem ser aplicados somente nas pálpebras superiores. Os delineadores de ponta seca (lápis) podem ser aplicados também nas pálpebras inferiores. Se a aplicação for feita apenas na pálpebra inferior e seus olhos ficarem "caídos", aplique também na pálpebra superior. Se houver erros corrija com hastes flexíveis.

Máscara

Grande parte desses produtos são coloridos e as matérias-primas dependem da forma de apresentação. Realça e alonga os cílios, deixando-os mais espessos. A cor deve combinar com os cabelos, sobrancelhas e cílios.

Tipo cake: atualmente pouco utilizada por conter veículo hidrossolúvel, facilmente removido por lágrimas ou chuva. Sua formulação é baseada em sabões (estearatos de trietanolamina) com óleos e ceras, corantes e pigmentos;

Creme: utiliza-se emulsão O/A com adição de ceras de abelha e carnaúba (dão volume aos cílios) e agentes hidrófobos, como silicone volátil e polibuteno. Empregam-se também resinas (acrílicas), que dão volume aos cílios.

também resinas (acrílicas), que dão volume aos cílios. Fonte: Tutoria e Interação. 253 Este material deve

Fonte: Tutoria e Interação.

Lápis ou sombra (acabamento para sobrancelhas) Corrige imperfeições ou falhas nas sobrancelhas. A correção pode
Lápis ou sombra (acabamento para sobrancelhas) Corrige imperfeições ou falhas nas sobrancelhas. A correção pode
Lápis ou sombra (acabamento para sobrancelhas) Corrige imperfeições ou falhas nas sobrancelhas. A correção pode
Lápis ou sombra (acabamento para sobrancelhas) Corrige imperfeições ou falhas nas sobrancelhas. A correção pode
Lápis ou sombra (acabamento para sobrancelhas) Corrige imperfeições ou falhas nas sobrancelhas. A correção pode

Lápis ou sombra (acabamento para sobrancelhas)

Corrige imperfeições ou falhas nas sobrancelhas. A correção pode ser feita com o lápis preto, marrom ou com uma sombra marrom. Cuidado para que a cor da sobrancelha não fique mais forte que a do cabelo. A máscara incolor pode ser utilizada também para "pentear" as sobrancelhas.

28. MAQUIAGEM INTELIGENTE

A beleza sempre foi um bem indissociável da saúde. No entanto, só mais

recentemente, o setor de maquiagem no Brasil e no mundo interpreta ao pé da letra esse conceito e apresenta inovações decorrentes de pesquisas mais avançadas. Em consequência disso, várias fórmulas de bases e batons estão sendo enriquecidas com ativos funcionais para tratamento e proteção da pele como hidratantes, nutrientes, antioxidantes e protetores solares. São as chamadas “maquiagens inteligentes”, que não se limitam a maquiar, mas também cuidam da pele. No início, eram apenas bases e batons com adição de filtro solar.

A nova tendência é agregar vários tratamentos à maquiagem, pois a mulher

moderna não tem tempo para passar sobre a pele um hidratante, um creme antienvelhecimento, uma base e um protetor solar, mas quer contar com todos esses

benefícios de uma forma prática e eficaz.

Além das fórmulas nutritivas e rejuvenescedoras, a maquiagem mineral se apresenta como outra forte tendência mundial para o segmento. Controle da oleosidade, ação calmante, redução de vermelhidão, ação antisséptica, auxílio na cicatrização, proteção solar, entre outros, são apenas alguns dos grandes benefícios oferecidos pelos minerais à pele. Outras das muitas vantagens da maquiagem mineral consistem em não obstruir os poros, possuir textura leve, apresentar boa duração na pele, podendo embelezar inclusive pessoas com pele sensível, acne, ou

aquelas que já passaram por tratamentos es téticos mais agressivos como peelings, laser e mesmo
aquelas que já passaram por tratamentos es téticos mais agressivos como peelings, laser e mesmo
aquelas que já passaram por tratamentos es téticos mais agressivos como peelings, laser e mesmo
aquelas que já passaram por tratamentos es téticos mais agressivos como peelings, laser e mesmo
aquelas que já passaram por tratamentos es téticos mais agressivos como peelings, laser e mesmo

aquelas que já passaram por tratamentos estéticos mais agressivos como peelings, laser e mesmo limpeza de pele.

A maquiagem moderna, além de oferecer coberturas que tornam homogênea a pele e colorir lábios e pálpebras com cores e tonalidades surpreendentes, também está incorporando ativos para diminuir rugas e outros sinais do envelhecimento. Um dos ativos é o Collaxyl que oferece um peptídeo de colágeno sintético com amplas propriedades: antirrugas, firmadora e regeneradora da pele, alta estabilidade, e capaz de promover a síntese da matriz extracelular, a ancoragem da derme-epiderme e a regeneração epidermal.

Maiores exigências quanto à qualidade também constituem forte tendência em maquiagem. Quanto aos batons, devem proporcionar melhor fixação e mínima transferência. As máscaras devem evitar ingredientes que possam irritar os olhos. As sombras devem propiciar melhor fixação e fácil aplicação; enquanto os principais atributos para as bases são: mais resistência à água e ao suor.

A última tendência em maquiagem é ser muito mais leve e apresentar boa

cobertura. Isso decorre da exigência das imagens de alta definição, da necessidade de se mostrar uma pele muito natural e cada vez mais perfeita. Para isso, é necessário que os pigmentos sejam cada vez mais micronizados para serem incorporados a uma base muito suave como a que usa silicone.

A grande diferença da maquiagem de alta definição é entender a tecnologia

das máquinas fotográficas e das câmeras de televisão que fazem a leitura em pontos, “pixels”. Então, transpondo isso para a maquiagem, a tecnologia também deve ser em pontos e, a partir disso, muda-se também a técnica de aplicação da maquiagem, não sendo indicado passá-la esfregando, e sim depositando-a na pele.

Assim, a maquiagem não produzirá “marcas” na pele, e será ainda mais perfeita se for usado um aparelho chamado aerógrafo (airbrush), com o qual se realiza a maquiagem em pontos. A maquiagem terá suavidade e não irá se concentrar, nem se sobrepor em camadas. Essa tecnologia começou com as produções, mas está sendo levada às mulheres que vão a festas, casamentos, batizados, reuniões com amigos e que querem estar sempre prontas e lindas.

29. MICROPIGMENTAÇÃO É uma técnica de criação e arte que pos sibilita corrigir e acentuar
29. MICROPIGMENTAÇÃO É uma técnica de criação e arte que pos sibilita corrigir e acentuar
29. MICROPIGMENTAÇÃO É uma técnica de criação e arte que pos sibilita corrigir e acentuar
29. MICROPIGMENTAÇÃO É uma técnica de criação e arte que pos sibilita corrigir e acentuar
29. MICROPIGMENTAÇÃO É uma técnica de criação e arte que pos sibilita corrigir e acentuar

29. MICROPIGMENTAÇÃO

É uma técnica de criação e arte que possibilita corrigir e acentuar traços

naturais, não vindo para substituir a prática da maquiagem tradicional. Técnica que abrange uma ampla aplicabilidade, como a construção de sobrancelhas e olhos, as mais comumente aplicadas, e também destacando-se a reconstrução labial, camuflagem de vitiligo e algumas cicatrizes e reconstrução do complexo aureolomamilar pós-mastectomia e mastoplastia. Para a realização da técnica é necessário profundo conhecimento teórico sobre a anatomia e fisiologia da pele, colorimetria, aplicação de técnicas de higiene e segurança, além de intenso treinamento prático.

29.1 A PELE

A pele representa o mais extenso e pesado órgão do corpo, capaz de

exercer inúmeras funções. Está estruturada em três níveis:

• Epiderme: camada mais superficial, subdividida em quatro camadas

superpostas, distinguindo-se da mais profunda à superficial, compostas por queratinócitos que se diferenciam a cada camada, isto é, as células da camada basal (mais profunda) sofrem perturbações morfológicas e bioquímicas que

transformam progressivamente a célula basal em célula córnea, até sofrer desprendimento e assim “provocar” a regeneração celular;

• Derme: camada intermediária, tecido de sustentação atravessado por

inúmeros vasos e nervos, onde estão implantados os anexos cutâneos: glândulas sudoríparas, pelos, glândulas sebáceas e unhas;

• Hipoderme: camada profunda, constituída de célula gordurosa, que se

acomoda aos músculos adjacentes. A partir do conhecimento de estruturação das

camadas da pele, podemos definir e ent ender a permanência da pigmentação na pele. Micropigmentação
camadas da pele, podemos definir e ent ender a permanência da pigmentação na pele. Micropigmentação
camadas da pele, podemos definir e ent ender a permanência da pigmentação na pele. Micropigmentação
camadas da pele, podemos definir e ent ender a permanência da pigmentação na pele. Micropigmentação
camadas da pele, podemos definir e ent ender a permanência da pigmentação na pele. Micropigmentação

camadas da pele, podemos definir e entender a permanência da pigmentação na pele.

Micropigmentação é o depósito de pigmentos (corantes) na camada subepidérmica da pele com o auxílio de um dermógrafo e agulhas apropriadas, sendo que o pigmento é depositado em camada superficial, o mesmo sofre desgaste juntamente com a camada córnea. Assim sua permanência é temporária, tendo uma duração média de 12 a 18 meses, sendo que após este período sofrerá um clareamento necessitando de reavaliação e necessário retoque para que seu traço e cor sejam acentuados.

retoque para que seu traço e cor sejam acentuados. Fonte: Tutoria e Interação. 257 Este material

Fonte: Tutoria e Interação.

Para fazer uma tatuagem, as agulhas da máquina de tattoo arranham a epiderme, a camada
Para fazer uma tatuagem, as agulhas da máquina de tattoo arranham a epiderme, a camada
Para fazer uma tatuagem, as agulhas da máquina de tattoo arranham a epiderme, a camada
Para fazer uma tatuagem, as agulhas da máquina de tattoo arranham a epiderme, a camada
Para fazer uma tatuagem, as agulhas da máquina de tattoo arranham a epiderme, a camada
Para fazer uma tatuagem, as agulhas da máquina de tattoo arranham a epiderme, a camada

Para fazer uma tatuagem, as agulhas da máquina de tattoo arranham a epiderme, a camada superficial da pele (canto esquerdo do desenho) e lá injetam os grânulos de tinta. Com a cicratização, os grânulos ficam presos e formam o desenho desejado.

29.2 Mecanismo de permanência das pigmentações

Conhecendo os mecanismos de defesa do organismo, podíamos pensar que

o tecido cutâneo rejeitaria qualquer inclusão de matéria estranha levando a

eliminação da micropigmentação, porém com técnica adequada isto não ocorre. A

agulha tem dois papéis: primeiro separando as capas pelas quais penetra e

simultaneamente depositando mais ou menos quantidade de corante, em função da

solubilidade dos componentes que, em seguida, voltam a unir-se, capturando-se o

pigmento depositado que forma uma coluna.

Posteriormente inicia-se um confronto com os anticorpos, no qual estes

fagocitam o maior número de células pigmentadas possível, para que seja

observada pouca ou nenhuma irritação, os componentes do pigmento devem ser o

menos tóxico possível, o que nos chama atenção para a idoniedade do pigmento. O

pigmento fagocitado ficará depositado nas camadas mais profundas da epiderme,

sofrendo com a pele o processo de regeneração natural como explicado

anteriormente.

Naturalmente nos sete primeiros dias, todo pigmento em excesso, aquele que não foi fagocitado, se
Naturalmente nos sete primeiros dias, todo pigmento em excesso, aquele que não foi fagocitado, se
Naturalmente nos sete primeiros dias, todo pigmento em excesso, aquele que não foi fagocitado, se
Naturalmente nos sete primeiros dias, todo pigmento em excesso, aquele que não foi fagocitado, se
Naturalmente nos sete primeiros dias, todo pigmento em excesso, aquele que não foi fagocitado, se

Naturalmente nos sete primeiros dias, todo pigmento em excesso, aquele que não foi fagocitado, se desprenderá em forma de crosta levando a um clareamento de 50% da pigmentação, muitas vezes ocorre falhas levando a necessidade de um retoque após 20 dias da primeira aplicação.

de um retoque após 20 dias da primeira aplicação. Fonte: Tutoria e Interação. 29.3 Micropigmentação

Fonte: Tutoria e Interação.

29.3 Micropigmentação Estética

ORIGEM

Começou também a ser usada como marcas de presença em batalhas e distinção de grupos. Múmias do sexo feminino foram encontradas com desenhos tatuados, supostamente para realçar seus encantos.

A aplicação no rosto da “Maquiagem Definitiva” começou a ser praticada nos Estados Unidos por profissionais que trabalhavam na área Paramédica e tinham também envolvimento com área de estética. A partir daí popularizou-se e devido a falta de regulamentação passou a ser praticada de forma indiscriminada em todo o mundo, o que certamente trouxe grande prejuízo aos usuários que não foram rigorosos na escolha do profissional.

No Brasil, os profissi onais mais conscientes seguem, a priori, o que recomenda a legislação
No Brasil, os profissi onais mais conscientes seguem, a priori, o que recomenda a legislação
No Brasil, os profissi onais mais conscientes seguem, a priori, o que recomenda a legislação
No Brasil, os profissi onais mais conscientes seguem, a priori, o que recomenda a legislação
No Brasil, os profissi onais mais conscientes seguem, a priori, o que recomenda a legislação

No Brasil, os profissionais mais conscientes seguem, a priori, o que recomenda a legislação Norte Americana, principalmente em função da competência de seus Órgãos de Vigilância, como o Food and Drug Administration-FDA.

A expectativa de uma micropigmentação menos comprometedora surgiu em 1992, quando a empresa Americana Mei-cha International lançou pigmentos específicos para a pele mais fina do rosto.

Esse fato, aliado a técnicas mais estudadas fez surgir a “Maquiagem Permanente”, ou “Semi Permanente”, como é conhecida em alguns países.

Hoje podemos fazer com segurança uma micropigmentação que poderá ser refeita ou alterada de acordo com a necessidade de quem vai usá-la. A importância de optar por um procedimento que não seja definitivo está relacionada às alterações que ocorrem no rosto com o passar dos anos ou por procedimentos cirúrgicos.

OBJETIVOS

- Realçar Traços;

- Suavizar expressão;

- Sofisticar a Aparência

- Praticidade;

- Rejuvenescimento.

INDICAÇÕES

- Definição e alinhamento de sobrancelhas;

- Coloração e correção de assimetrias dos lábios;

- Delineado de pálpebras.

29.4 Micropigmentação Paramédica

ORIGEM O primeiro médico a lançar mão das té cnicas de tatuagem foi o Dr.
ORIGEM O primeiro médico a lançar mão das té cnicas de tatuagem foi o Dr.
ORIGEM O primeiro médico a lançar mão das té cnicas de tatuagem foi o Dr.
ORIGEM O primeiro médico a lançar mão das té cnicas de tatuagem foi o Dr.
ORIGEM O primeiro médico a lançar mão das té cnicas de tatuagem foi o Dr.

ORIGEM

O primeiro médico a lançar mão das técnicas de tatuagem foi o Dr. Pauly, nos Estados Unidos, em 1853, que o fez como tratamento de nevo congênito de cor púrpura. A ideia expandiu-se e em 1858 o Dr Schuh usou do recurso para camuflar enxertos em pacientes vítimas de queimaduras. Em 1879, 21 anos depois, o ousado Dr. DeWicker usou pigmento preto (originado da Índia, à base carbono) para camuflar lesões e cicatrizes de glaucomas na córnea.

A partir daí, o uso médico da tatuagem evoluiu para a correção de lábios que

apresentavam cicatrizes ou deformidades, reconstrução da córnea e da íris, até chegar, em 1940, ao uso na cirurgia plástica para camuflagens em geral.

É somente a partir de 1987 que essa prática foi autorizada a sair do âmbito

médico devido à grande demanda, nos Estados Unidos, passando a ser praticada

por técnicos da área da estética.

OBJETIVO

- Criar uma cor na pele;

- Restaurar uma cor da pele;

- Camuflar uma coloração indesejada da pele.

INDICAÇÕES

Aréola Mamária

- reconstrução da aréola (mastectomia);

- cicatrizes periareolares;

- pós cirúrgico – necroses e cicatrizes hipertróficas;

- estabelecimento de simetria;

- alteração de cor. Camuflagem - cicatriz (considerar, além da cor, a diferença da textura
- alteração de cor. Camuflagem - cicatriz (considerar, além da cor, a diferença da textura
- alteração de cor. Camuflagem - cicatriz (considerar, além da cor, a diferença da textura
- alteração de cor. Camuflagem - cicatriz (considerar, além da cor, a diferença da textura
- alteração de cor. Camuflagem - cicatriz (considerar, além da cor, a diferença da textura

- alteração de cor.

Camuflagem

- cicatriz (considerar, além da cor, a diferença da textura da pele);

- hipercromias;

- acromias (inclusive vitiligo estável) ;

- queimaduras;

- falhas ou cicatrizes em regiões pilosas.

A área Paramédica está diretamente ligada à recuperação da autoestima da pessoa que se submete ao procedimento, pois geralmente não a está procurando somente por motivos estéticos. Por vezes nos deparamos com pessoas que carregam desde o nascimento o desgosto de uma hipercromia muito aparente em seu corpo, outras com cicatrizes no rosto em função de acidentes, ou ainda os constantes casos de problemas nas aréolas mamárias, em que ainda a busca é por um resgate de feminilidade. Seja qual for o caso, a pessoa vem de uma situação de estresse e felizmente está cada vez mais difundida no Brasil a solução ideal para esses casos: a micropigmentação.

Cada caso deverá ser examinado cautelosamente para avaliar o procedimento a adotar. As cicatrizes ao longo do corpo, por exemplo, devem ter atingido total definição de cor (em torno de 2 anos) para um trabalho de melhor efeito. Nos casos de aréola, em função do uso de cores diferentes ao tom da pele, a micropigmentação pode ser realizada assim que a paciente for liberada por seu médico.

Nada se iguala à satisfação de perceber o olhar da pessoa no final do procedimento de aréola. É como se tivesse recuperado sua identidade.

29.5 Dermodespigmentação Como em todas as áreas de atuação, há os bons profissionais – talentosos,
29.5 Dermodespigmentação Como em todas as áreas de atuação, há os bons profissionais – talentosos,
29.5 Dermodespigmentação Como em todas as áreas de atuação, há os bons profissionais – talentosos,
29.5 Dermodespigmentação Como em todas as áreas de atuação, há os bons profissionais – talentosos,
29.5 Dermodespigmentação Como em todas as áreas de atuação, há os bons profissionais – talentosos,

29.5 Dermodespigmentação

Como em todas as áreas de atuação, há os bons profissionais – talentosos, capacitados e atualizados e outros, nem tanto. Há os produtos apropriados e de qualidade (às vezes mal aplicados), mas há também os inadequados e de baixa qualidade. Isso ocorre muito na área da micropigmentação.

Por conta disso e de mais uma série de fatores, podemos observar no dia-a- dia mulheres com maquiagem permanente em seus rostos com problemas sérios de cor, de desenho, de simetria – sobrancelhas carregadas (muitas vezes azuladas), lábios aumentados exageradamente, olhos borrados e outros problemas até mais graves, prejudicando a aparência.

Geralmente, essas mulheres não estão satisfeitas, o que faz com que outras sintam medo de fazer a maquiagem em seu rosto.

O que a maioria não sabe é que quase 100% desses problemas têm solução

e que, hoje em dia, os procedimentos de correção são mais simples, mais acessíveis ao bolso e sem prejuízos para a pele.

É claro que o ideal é sempre procurar saber como trabalha o profissional,

antes de entregar a ele seu rosto. Erra quem pensa em fazer uma pesquisa de preço quando o assunto é este. O que deve ser pesquisado é o estilo – se mais natural, e também o resultado que determinado profissional obtém. Se você fizer isso, certamente terá uma maquiagem como sempre imaginou, ou melhor, que talvez

supere sua expectativa.

30.

ESTÉTICA NA GRAVIDEZ

30.

1 PELE E GRAVIDEZ

Fonte: Tutoria e Interação. A mulher grávida apresenta alterações fisiológicas comp rometendo vários órgãos
Fonte: Tutoria e Interação. A mulher grávida apresenta alterações fisiológicas comp rometendo vários órgãos
Fonte: Tutoria e Interação. A mulher grávida apresenta alterações fisiológicas comp rometendo vários órgãos
Fonte: Tutoria e Interação. A mulher grávida apresenta alterações fisiológicas comp rometendo vários órgãos
Fonte: Tutoria e Interação. A mulher grávida apresenta alterações fisiológicas comp rometendo vários órgãos
Fonte: Tutoria e Interação. A mulher grávida apresenta alterações fisiológicas comp rometendo vários órgãos

Fonte: Tutoria e Interação.

A mulher grávida apresenta alterações fisiológicas comprometendo vários órgãos durante o período gestacional. As modificações que ocorrem na pele e seus anexos são modulados por fatores hormonais, metabólicos e imunológicos.

Os cuidados com a pele são importantes neste período. O médico assistente deve diferenciar as alterações fisiológicas com as dermatoses específicas que podem ocorrer no período gestacional.

Cosméticos e cosmecêuticos são utilizados no período gestacional para manter a integridade de pele e anexos e, também, para prevenir algumas dermatoses. Exemplifica-se com os hidratantes que mantém a integridade da barreira de proteção da pele e podem ajudar na prevenção de víbices (estrias).Também os fotoprotetores, indicados para evitar o fotodano da pele além de prevenir e tratar o melasma.

Alguns princípios ativos e procedimentos podem ser utilizados na gravidez e, outros, devem ser evitados, por apresentarem indícios de risco ao feto ou, por não existirem trabalhos que comprovem sua segurança de uso no período gestacional.

Na tabela abaixo est ão relacionados os principais produtos, princípios ativos e procedimentos e sua
Na tabela abaixo est ão relacionados os principais produtos, princípios ativos e procedimentos e sua
Na tabela abaixo est ão relacionados os principais produtos, princípios ativos e procedimentos e sua
Na tabela abaixo est ão relacionados os principais produtos, princípios ativos e procedimentos e sua
Na tabela abaixo est ão relacionados os principais produtos, princípios ativos e procedimentos e sua

Na tabela abaixo estão relacionados os principais produtos, princípios ativos e procedimentos e sua relação de uso na gravidez.

Produtos e procedimentos na gravidez.

Produtos/ Princípios ativos/ Procedimentos

Sem

Indicados a

Contraindicados na gravidez

contraindicação

partir do

segundo

 
 

trimestre

Maquiagem

+

   

Hidratantes

+

   

Fotoprotetores

+

   

Autobronzeadores

 

+

 

Hidroxi-ácidos

+

   

Vitamina C / E

+

   

Hidroquinona

   

+

Acido kójico

 

+

 

Ácido azeláico

 

+

 

Retinoides

   

+

DMAE

   

+

Botox     + Peeling     + Preenchimento     + Epilação química +
Botox     + Peeling     + Preenchimento     + Epilação química +
Botox     + Peeling     + Preenchimento     + Epilação química +
Botox     + Peeling     + Preenchimento     + Epilação química +
Botox     + Peeling     + Preenchimento     + Epilação química +

Botox

   

+

Peeling

   

+

Preenchimento

   

+

Epilação química

+

   

Epilação a laser

   

+

Laser

   

+

Unhas

     

Esmaltes

+

   

Removedores de esmaltes

+

   

Cabelos

     

Xampu

+

   

Condicionador

+

   

Tintura de cabelos

 

+

 

Alisamento/

   

+

permanente

Clareamento + 30.1.1 Modificações cutâneas na gravidez • Modificações na textura cutânea As mudanças se
Clareamento + 30.1.1 Modificações cutâneas na gravidez • Modificações na textura cutânea As mudanças se
Clareamento + 30.1.1 Modificações cutâneas na gravidez • Modificações na textura cutânea As mudanças se
Clareamento + 30.1.1 Modificações cutâneas na gravidez • Modificações na textura cutânea As mudanças se
Clareamento + 30.1.1 Modificações cutâneas na gravidez • Modificações na textura cutânea As mudanças se
Clareamento +
Clareamento
+

30.1.1 Modificações cutâneas na gravidez

Modificações na textura cutânea

As mudanças se devem principalmente ao aumento dos níveis de estrógenos. A pele se torna tensa, frágil, com aumento da vascularização. Existe maior conteúdo hídrico na derme e hipoderme (pele mais hidratada).

Aumento da pigmentação

É mais frequente e acentuada em mulheres morenas. Alguns tipos de manchas como as efélides e os nervos pigmentários. Na face, pode surgir o melasma que acentua com a radiação solar. Clinicamente adota a forma de manchas simétricas nas bochechas e nariz, ou de uma máscara que ocupa toda a face, respeitando a zona ao redor dos olhos, boca e a região próxima ao couro cabeludo. O pigmento é a melanina de tonalidade variável. Se deve ao aumento de estrógenos ou de hormônio melanócito estimulante. Pode regredir logo após o parto.

Hirsutismo

É de aparição ocasional. É importante quando aparece pela primeira vez e aumenta durante a gravidez. Deve-se submeter a um exame ginecológico e endocrinológico completo. Quando é grave geralmente se encontra associado a patologia ovariana.

O ciclo piloso durante a gravidez

A gravidez tem relativamente poucos efeitos sobre o crescimento dos cabelos, apesar da complexidade das
A gravidez tem relativamente poucos efeitos sobre o crescimento dos cabelos, apesar da complexidade das
A gravidez tem relativamente poucos efeitos sobre o crescimento dos cabelos, apesar da complexidade das
A gravidez tem relativamente poucos efeitos sobre o crescimento dos cabelos, apesar da complexidade das
A gravidez tem relativamente poucos efeitos sobre o crescimento dos cabelos, apesar da complexidade das

A gravidez tem relativamente poucos efeitos sobre o crescimento dos cabelos, apesar da complexidade das modificações endócrinas. Os estrógenos podem escurecer os cabelos durante a gravidez, da mesma forma que ocorre com a a pigmentação da pele. A alopecia pós-parto pode ser maior com o stress do parto ou com a perda de sangue. A perda de cabelo aumenta até o primeiro mês logo após o parto e, na maioria dos casos, até o quarto mês. Os cabelos começam a crescer espontaneamente entre 3 a 12 meses após o parto.

Secreções glandulares

Pode haver aumento da secreção sebácea, ou seja, aumento da oleosidade da pele e suor.

Estrias

As estrias são caracterizadas pelo afinamento do tecido conectivo e visualizadas na superfície da pele na forma de suaves linhas lineares de aparência atrófica, inicialmente avermelhada, passando a púrpura, até chegar a ficar totalmente branca, tornando a região sem vascularização.

As estrias surgem quando a pele é submetida a uma distensão excessiva, como ocorre durante a gravidez ou quando se engorda e emagrece rapidamente, onde as fibras elásticas e colagênicas do tecido conjuntivo da derme se rompem ou se distendem. O resultado é o aparecimento de linhas lineares dispostas de forma paralela entre si e perpendiculares às linhas de tração da pele. Geralmente, se localizam nos seios, nádegas, pernas e quadris, abdome e membros superiores.

Celulite

As modificações da estrutura e funcionamento da pele que ocorrem na celulite são desencadeadas por hormônio feminino, o estrógeno. Ele liga-se às células por meio de receptores, provocando as alterações.

Nos vasos sanguíneos, ocorre uma diminuição da passagem do sangue, que aumenta a facilidade de
Nos vasos sanguíneos, ocorre uma diminuição da passagem do sangue, que aumenta a facilidade de
Nos vasos sanguíneos, ocorre uma diminuição da passagem do sangue, que aumenta a facilidade de
Nos vasos sanguíneos, ocorre uma diminuição da passagem do sangue, que aumenta a facilidade de
Nos vasos sanguíneos, ocorre uma diminuição da passagem do sangue, que aumenta a facilidade de

Nos vasos sanguíneos, ocorre uma diminuição da passagem do sangue, que aumenta a facilidade de saída do líquido (aumento da permeabilidade). As células de gordura aumentam de volume, dificultando também a circulação na região. Na derme, o colágeno e a substância fundamental (um tipo de gel viscoso, onde ficam imersas as fibras de colágeno e elásticas) são alterados pela ação do estrógeno, e passam a reter mais líquido, provocando um inchaço da derme. Isso dá origem ao aspecto de “casca de laranja”.

Temos então, um círculo vicioso, que evolui para fibrose e esclerose (como uma cicatriz) em torno das células de gordura, formando lóbulos, que refletem na pele um aspecto “acolchoado”.

30.2 Cuidados cosméticos durante a gravidez

Antes de adquirir qualquer produto cosmético para utilização na gravidez, deve-se consultar um dermatologista ou especialista da área cosmética, pois existem algumas restrições, como a utilização de ácidos (glicólico, lático, etc.), retinol e outros.

Deve-se usar diariamente filtros solares e produtos que mantenham a pele hidratada e regulem, ao mesmo tempo, a oleosidade do rosto.

No corpo, usar diariamente produtos que aumentam o grau de flexibilidade, permitindo uma melhor adaptação da pele às mudanças fisiológicas que ocorrem na mulher grávida.

30.3 O que fica liberado na gravidez

- Microdermoabrasão

Pode ser feita com jatos de cristais, mas sem o uso de analgésicos.

- Drenagem linfática Essa massagem que ajuda o corpo a e liminar o excesso de
- Drenagem linfática Essa massagem que ajuda o corpo a e liminar o excesso de
- Drenagem linfática Essa massagem que ajuda o corpo a e liminar o excesso de
- Drenagem linfática Essa massagem que ajuda o corpo a e liminar o excesso de
- Drenagem linfática Essa massagem que ajuda o corpo a e liminar o excesso de

- Drenagem linfática

Essa massagem que ajuda o corpo a eliminar o excesso de líquidos e toxinas, deve ser feita de maneira mais suave.

- Filtro solar

Deve ser usado diariamente.

- Exercícios

Se a gestação não apresentar riscos e o médico liberar, não há porque ficar parada. Procure um profissional da área de esportes, para indicar os melhores exercícios e o modo correto de fazê-los. A respiração é muito importante para a oxigenação do bebê.

Caminhadas, Hidroginástica, podem amenizar o desconforto causado pelo peso da barriga. Eles também fazem os músculos voltar à forma mais rápido depois do parto. Fique atenta aos seguintes sinais: sangramento, contrações, inchaços exagerados, dores persistentes, parada dos movimentos fetais, distúrbios visuais. Caso sinta algum deles, procure o seu médico.

30.4 O que fica proibido na gravidez

- Ácido retinóico

Durante o período de gestação e também de amamentação, o ácido aumenta o risco de uma hiperpigmentação, provocando manchas. E também, é uma substância teratogênica, que pode provocar mal-formação no bebê.

- Ácido glicólico

Não existe nada provado que essa substância não seja inofensiva durante a gravidez; mas é melhor evitá-la.

- Mesoterapia As substâncias injetadas por meio de agulhas podem ser absorvidas pelo corpo e
- Mesoterapia As substâncias injetadas por meio de agulhas podem ser absorvidas pelo corpo e
- Mesoterapia As substâncias injetadas por meio de agulhas podem ser absorvidas pelo corpo e
- Mesoterapia As substâncias injetadas por meio de agulhas podem ser absorvidas pelo corpo e
- Mesoterapia As substâncias injetadas por meio de agulhas podem ser absorvidas pelo corpo e

- Mesoterapia

As substâncias injetadas por meio de agulhas podem ser absorvidas pelo corpo e prejudicar o bebê. É também contraindicada durante a amamentação.

- Eletrolipoforese

As correntes elétricas, podem afetar o bebê.

- Peelings

São muito agressivos à pele durante esse período.

30.5 Agentes citotóxicos e citostáticos

TRETINOÍNA

Ácido retinoico (all-trans) é usado no tratamento tópico da acne. Esse e outros congêneres derivados da vitamina A são em geral chamados retinoides. Os estudos relacionados a sua toxicidade abordam principalmente um isômero da tretinoína, a isotretinoína, utilizado no tratamento oral da acne.

O uso sistêmico de tretinoína em animais demonstrou aumento na incidência de anormalidades craniofaciais. É sugerido, entretanto, que a absorção tópica dessa substância seja insuficiente para produzir exposição significativa para o concepto. Um estudo em voluntários com acne, a fim de avaliar o uso tópico de tretinoína, mostrou que sua absorção é lenta, o que prolonga a biodisponibilidade do agente. Foi também demonstrado que menos de 5% do fármaco é absorvido após dez dias de tratamento. No mesmo estudo, hamsters foram tratados topicamente com 10,5mg/dia de tretinoína durante três dias em período sensível para o desenvolvimento de toxicidade pelo retinoide. Não houve aumento na incidência de alterações gestacionais ou malformações congênitas. Um estudo controlado retrospectivo, com 215 gestantes expostas à tretinoína durante o primeiro trimestre

da gestação e 413 controles, não revel ou aumento do risco de malformações congênitas (
da gestação e 413 controles, não revel ou aumento do risco de malformações congênitas (
da gestação e 413 controles, não revel ou aumento do risco de malformações congênitas (
da gestação e 413 controles, não revel ou aumento do risco de malformações congênitas (
da gestação e 413 controles, não revel ou aumento do risco de malformações congênitas (

da gestação e 413 controles, não revelou aumento do risco de malformações congênitas (odds ratio 0.7, intervalo de confiança 95% - 0.2 a 2.3).

Dois relatos de caso, entretanto, devem ser considerados. O primeiro descreveu um recém-nascido com orelha direita hipoplásica e atresia de meato auditivo externo. A mãe utilizou tretinoína creme (0,05%) um mês antes da última menstruação até a décima primeira semana de gestação. No segundo. O recém- nascido apresentou malformações cardíacas e de membros (semelhantes a outros defeitos associados aos retinóides) após exposição durante as primeiras cinco semanas de gestação. Embora não possa ser estabelecida uma relação causal, os autores chamam a atenção para a susceptibilidade do feto durante o período de exposição. Nos dois casos, não existem informações sobre a dose utilizada pelas gestantes.

Na França, a Comissão Nacional de Vigilância não considera a gestação contra-indicação formal para o uso tópico de tretinoína; adverte, entretanto, contra o uso durante esse período devido ao aumento da absorção gestacional de medicamentos tópicos.

ANTRALINA

Derivado sintético do antraleno, é comercializado na forma de pomada, creme e tintura, em concentrações que variam de 0,1 a 1%. Atua reduzindo a atividade mitótica da epiderme e, em cultura, inibe a duplicação e síntese de DNA, sendo usada no tratamento da psoríase. Não existem evidências de toxicidade sistêmica pelo uso tópico da antralina; no entanto, deve ser evitado seu emprego na fase inicial da gravidez por ser considerada potencialmente teratogênica.

COALTAR

Composto de substâncias derivadas do alcatrão da hulha, de ação antiinflamatória, redutora, ceratolítica e antipruriginosa. É fotossensibilizante, sendo sua ação exacerbada por raios ultravioletas. Age diminuindo a espessura da

epiderme no tratamento da psoríase e outra s dermatoses inflamatórias. Pouco se conhece acerca de
epiderme no tratamento da psoríase e outra s dermatoses inflamatórias. Pouco se conhece acerca de
epiderme no tratamento da psoríase e outra s dermatoses inflamatórias. Pouco se conhece acerca de
epiderme no tratamento da psoríase e outra s dermatoses inflamatórias. Pouco se conhece acerca de
epiderme no tratamento da psoríase e outra s dermatoses inflamatórias. Pouco se conhece acerca de

epiderme no tratamento da psoríase e outras dermatoses inflamatórias. Pouco se conhece acerca de sua absorção percutânea, metabolização e excreção. Embora ocorra metabolismo epidérmico dos hidrocarbonetos poliaromáticos, a urina dos pacientes tratados contém substâncias mutagênicas, provavelmente derivadas do material aplicado. Não deve ser utilizado na fase inicial da gravidez pelo possível efeito teratogênico.

CERATOLÍTICOS

ÁCIDO SALICÍLICO

Atua como ceratolítico e ceratoplástico por dissolução do cimento intercelular e consequentes amolecimento e descamação da camada córnea. As apresentações são as mais diversas, e a concentração varia entre 3 e 10%.Não existem relatos de desenvolvimento de toxicidade em gestantes pelo uso tópico de ácido salicílico. Após aplicação, é prontamente absorvido pela pele, devendo-se considerar os dados sobre seu uso sistêmico. Complicações hemorrágicas no período neonatal após o uso de salicilatos têm sido relatadas, principalmente em prematuros. A aspirina administrada em baixa dosagem (60 a 100mg/dia), usada na prevenção de pré-eclâmpsia, não está associada a anormalidades sangüíneas neonatais ou alterações hemodinâmicas sugestivas de constrição prematura do dueto arterioso como descrito com o uso de doses maiores. Entretanto, um estudo sugere o aumento da taxa de rupturas da placenta associado a essa terapia.

O uso tópico de ácido salicílico no período final da gestação é contraindicado devido à ação tóxica desse agente em doses analgésicas e anti-inflamatórias. A aplicação em superfícies extensas pode levar a absorção significativa e consequente salicilismo.

AGENTES ANTI-SÉPTICOS E ADSTRINGENTES

PERÓXIDO DE BENZOÍLA É um agente bactericida e ceratolítico de uso tópico no tratamento da
PERÓXIDO DE BENZOÍLA É um agente bactericida e ceratolítico de uso tópico no tratamento da
PERÓXIDO DE BENZOÍLA É um agente bactericida e ceratolítico de uso tópico no tratamento da
PERÓXIDO DE BENZOÍLA É um agente bactericida e ceratolítico de uso tópico no tratamento da
PERÓXIDO DE BENZOÍLA É um agente bactericida e ceratolítico de uso tópico no tratamento da

PERÓXIDO DE BENZOÍLA

É um agente bactericida e ceratolítico de uso tópico no tratamento da acne. Aproximadamente 5% do fármaco aplicado na pele é absorvido. Na maioria dos indivíduos é imediatamente metabolizado na pele em ácido benzóico. A geração de um radical livre por esse composto tem sido experimentalmente associada à potencialização de carcinógenos na pele e ainda a ação direta do peróxido de benzoíla como carcinógeno. Não existem estudos publicados sobre efeitos teratogênicos desse agente.

ÁCIDO BÓRICO

Possui ação bacteriostática. Não atravessa a pele íntegra, mas é rapidamente absorvido na vigência de processos inflamatórios ou erosivos, e pelas cavidades serosas. Aplicações repetidas sobre áreas extensas podem levar a acúmulo do composto, apresentando efeitos tóxicos. Surgem distúrbios gastrointestinais, exantemas, hipotermia, acometimento renal e morte. Sua aplicação em áreas extensas da pele em gestantes deve ser evitada.

FENOL

Antisséptico oral e anal. Tem efeito antipruriginoso e ação germicida (bactericida, bacteriostático e fungicida). É absorvido mesmo quando aplicado na pele íntegra, alcançando a circulação sistêmica e sendo excretado pelos rins. Em concentração igual ou superior a 5% pode causar necrose tecidual e efeitos sistêmicos de depressão do sistema nervoso central e cardiovascular. Não foram observadas teratogenicidade ou mutagenicidade; porém, uma vez que o fenol atravessa a placenta,pode ocorrer hepatotoxicidade, nefrotoxicidade, convulsões ou depressão da medula óssea fetal.

HEXACLOROFENO Usado em sabões, óleos de banho e det ergentes por sua atividade bacteriostática, é
HEXACLOROFENO Usado em sabões, óleos de banho e det ergentes por sua atividade bacteriostática, é
HEXACLOROFENO Usado em sabões, óleos de banho e det ergentes por sua atividade bacteriostática, é
HEXACLOROFENO Usado em sabões, óleos de banho e det ergentes por sua atividade bacteriostática, é
HEXACLOROFENO Usado em sabões, óleos de banho e det ergentes por sua atividade bacteriostática, é

HEXACLOROFENO

Usado em sabões, óleos de banho e detergentes por sua atividade bacteriostática, é absorvido pela mucosa vaginal de adultos e crianças quando empregado em aplicações diárias e repetidas. A absorção é maior em queimados, portadores de ictiose e quando aplicado em extensa superfície cruenta.

Estudos em animais sugerem que o hexaclorofeno possa atingir níveis neurotóxicos. Um estudo realizado em gestantes após o uso vaginal detectou níveis de hexaclorofeno no sangue materno e no cordão umbilical durante o parto. Foram também encontrados no leite materno após a limpeza dos mamilos com antissépticos contendo hexaclorofeno; os autores concluíram, entretanto, que a concentração era muito baixa para provocar toxicidade neonatal. Relatou-se a associação entre o uso tópico rotineiro de hexaclorofeno por enfermeiras grávidas e defeitos congênitos.

COMPOSTOS HALOGENADOS

São representados pelo iodo, cloro e seus derivados, apresentando potente ação germicida. Iodo, elemento halógeno não metálico, é utilizado como antisséptico tópico e vaginal. O seu uso em produtos acarretou aumento dos seus níveis séricos em nulíparas e gestantes, além de alterar a função tireoideana materna e fetal. A absorção tópica de iodo é particularmente alta em recém-nascidos de baixo peso Embora o uso desse agente não tenha sido associado a sintomas clínicos de hipotireoidismo ou bócio, em crianças expostas, existe consenso quanto à intoxicação por uso continuado. Em um relato de caso, após a paciente ter usado durante seis dias gel vaginal contendo iodo, foram encontrados no lactente níveis sérico e urinário de iodo aumentados, porém sem sinais de disfunção tireoideana. Não é recomendado o uso repetido ou rotineiro de produtos contendo iodo durante a gravidez e lactação.

VIOLETA GENCIANA Utilizada no tratamento tópico de infe cções bacterianas e fúngicas, encontra- se em
VIOLETA GENCIANA Utilizada no tratamento tópico de infe cções bacterianas e fúngicas, encontra- se em
VIOLETA GENCIANA Utilizada no tratamento tópico de infe cções bacterianas e fúngicas, encontra- se em
VIOLETA GENCIANA Utilizada no tratamento tópico de infe cções bacterianas e fúngicas, encontra- se em
VIOLETA GENCIANA Utilizada no tratamento tópico de infe cções bacterianas e fúngicas, encontra- se em

VIOLETA GENCIANA

Utilizada no tratamento tópico de infecções bacterianas e fúngicas, encontra- se em solução aquosa ou alcoólica, na concentração de 0,5 a 2,0%. Pode provocar

o aparecimento de lesões necróticas, além da possibilidade de funcionar como agente mutagênico e carcinogênico.l.

Escabicidas

BENZENO GAMA- HEXACLORADO (LINDANE)

É usado topicamente como pediculicida e escabicida em soluções a 1%. Além de ser irritante para a pele, mucosa e olhos, é prontamente absorvido pela pele adulta, sendo recuperado 9,3% do composto na urina. Uma vez absorvido, o fármaco atravessa a placenta.

Estudos em animais não demonstraram associação entre a exposição ao lindane e o aumento de anormalidades congênitas. Intoxicações estão relacionadas

a aplicações excessivas e uso inadequado. Observam-se espasmos musculares,

convulsões, insônia, vertigem, irritabilidade e coma. Em gestantes deve ser utilizado de forma que a absorção seja mínima, por meio de aplicação única e lavando-se o local oito horas após. Não é considerado como primeira opção de tratamento devido a possível intoxicação; alguns autores sugerem o uso de enxofre como alternativa.

ENXOFRE

Atua como antisseborróico e esfoliativo. É amplamente utilizado no tratamento da escabiose em gestantes e crianças por sua eficácia e ausência de absorção percutânea. Seu uso é considerado seguro durante a gravidez

CORTICOIDES

São antiinflamatórios tópicos potentes e eficazes, capazes de inibir a divisão celular. Têm emprego em várias dermatoses com potências e veículos variáveis.

Após exercerem sua ação terapêutica, são biotransformados na derme em metabólitos inativos, passando, então, par
Após exercerem sua ação terapêutica, são biotransformados na derme em metabólitos inativos, passando, então, par
Após exercerem sua ação terapêutica, são biotransformados na derme em metabólitos inativos, passando, então, par
Após exercerem sua ação terapêutica, são biotransformados na derme em metabólitos inativos, passando, então, par
Após exercerem sua ação terapêutica, são biotransformados na derme em metabólitos inativos, passando, então, par

Após exercerem sua ação terapêutica, são biotransformados na derme em metabólitos inativos, passando, então, para a corrente circulatória. O grau de supressão da função adrenocortical dependerá diretamente da potência do corticóide, do tempo de tratamento e da extensão da superfície em que é aplicado.

A hidrocortisona, por sua baixa potência, pode ser considerada totalmente segura na gravidez, mesmo quando empregada sobre áreas extensas. A adição de flúor na posição 9ª. Da molécula do corticoide acentua suas atividades biológicas, possivelmente por seu efeito na retirada de elétrons do grupo 11β-hidróxi Os corticóides fluorados são bem mais potentes do que a hidrocortisona ou preparações não fluoradas.

Estudos sugerem a associação entre o uso de corticóides e o aparecimento de fenda palatina em ratos. Existe também relato de grave retardo de crescimento fetal associado à aplicação tópica de triancinolona, corticoide de média potência. Deve-se evitar a aplicação em áreas extensas ou terapia prolongada com corticóides tópicos de média e alta potência durante a gestação.

Antibióticos

Usados no tratamento de infecções bacterianas primárias da pele ou mucosa e na prevenção de infecção secundária de outras lesões cutâneo-mucosas.

GENTAMICINA

Não é absorvida pela pele íntegra, mas, quando aplicada em áreas cruentas, alcança concentrações plasmáticas de 1 mg/ml, com eliminação de 2 a 3% da droga pela urina No final da gestação pode haver acúmulo do fármaco no plasma fetal e no líquido amniótico. Há suspeita de lesão do VIII par craniano no recém-nascido Os efeitos ototóxicos, quando usado sistematicamente, desaconselham seu uso nas gestantes em soluções de continuidade.

NITROFURAZONA É agente de amplo espectro. Embora ex istam estudos somente em animais, seu uso
NITROFURAZONA É agente de amplo espectro. Embora ex istam estudos somente em animais, seu uso
NITROFURAZONA É agente de amplo espectro. Embora ex istam estudos somente em animais, seu uso
NITROFURAZONA É agente de amplo espectro. Embora ex istam estudos somente em animais, seu uso
NITROFURAZONA É agente de amplo espectro. Embora ex istam estudos somente em animais, seu uso

NITROFURAZONA

É agente de amplo espectro. Embora existam estudos somente em animais, seu uso na gestação é desaconselhado por ser potencialmente sensibilizante.

SULFONAMIDAS

Não devem ser usadas na gestação próximo à termo.

Possuem boa absorção cutânea, podendo causar hemólise nos fetos com deficiência de G6PD e kernicterus. Atingem, no leite materno, nível correspondente a 50% do nível sérico.

MUPIROCINA

Agente antibacteriano tópico com atividade contra estafilococos e a maioria dos estreptococos. Age inibindo a síntese de RNA e proteínas das bactérias. A toxicidade em gestantes parece estar confinada a reações locais, não sendo encontrada literatura sobre a teratogenicidade desse agente.

BACITRACINA

Antimicrobiano comumente associado a antissépticos tópicos. Um estudo multicêntrico com 19 gestantes que utilizaram o agente no primeiro trimestre de gestação não estabeleceu relação causal entre a exposição ao fármaco e efeitos teratogênicos na gestação.

NEOMICINA

Antibiótico aminoglicosídeo. Seu uso em coelhos e ratos não demonstrou teratogenicidade. Embora seja relatado toxicidade após a aplicação tópica ou irrigação de soluções a 0,5%, mesmo em pacientes com função renal normal, não há

relatos de ototoxicidade pelo uso de neom icina como resultado de exposição intra- uterina. Antimicóticos
relatos de ototoxicidade pelo uso de neom icina como resultado de exposição intra- uterina. Antimicóticos
relatos de ototoxicidade pelo uso de neom icina como resultado de exposição intra- uterina. Antimicóticos
relatos de ototoxicidade pelo uso de neom icina como resultado de exposição intra- uterina. Antimicóticos
relatos de ototoxicidade pelo uso de neom icina como resultado de exposição intra- uterina. Antimicóticos

relatos de ototoxicidade pelo uso de neomicina como resultado de exposição intra- uterina.

Antimicóticos

São consideradas medicações de uso tópico seguro na gravidez os seguintes agentes: nistatina, miconazol, econazol, bifonazol, isoconazol, tolciclato e tolnaftato. A anfotericina B e o tioconazol devem ser evitados até a décima segunda semana de gestação.

Quando testadas em ratos, altas doses de cetoconazol produziram anomalias congênitas, como fenda palatina e defeitos de dentição. Embora não pareça haver absorção sistêmica após aplicação tópica, a administração intravaginal mostrou níveis séricos detectáveis no plasma de voluntárias sadias. Não há relato de teratogenicidade em humanos.

O clotrimazol atua sobre dermtófitos, ândida sp, Trichomonas sp, M. furfurr e

algumas bactérias. É encontrado em solução, creme e óvulo vaginal. Seu uso na gravidez é seguro, prevenindo a contaminação fúngica fetal. Não deve ser utilizado após ruptura das membranas amnióticas.

31. PELE MASCULINA

A epiderme masculina (camada externa da pele) é mais espessa, áspera

e oleosa, já que as glândulas sebáceas e os óstios (orifícios das glândulas sebáceas) são maiores, e também mais propensa ao acúmulo de células mortas, suor, gorduras e resíduos de poluição, que não só obstruem os poros e os óstios, mas também contribuem para a proliferação de microorganismos, levando à formação de cravos e acne. Assim, a pele masculina requer cosméticos para esfoliação e limpeza profunda.

Por apresentar maior concentração de es teroides sexuais, a pele masculina é mais espessa e
Por apresentar maior concentração de es teroides sexuais, a pele masculina é mais espessa e
Por apresentar maior concentração de es teroides sexuais, a pele masculina é mais espessa e
Por apresentar maior concentração de es teroides sexuais, a pele masculina é mais espessa e
Por apresentar maior concentração de es teroides sexuais, a pele masculina é mais espessa e

Por apresentar maior concentração de esteroides sexuais, a pele masculina

é

mais espessa e resistente. A quantidade de colágeno também é maior e, por isso,

o

envelhecimento cutâneo costuma ser bem mais tardio nos homens. Contando com

maior abundância de colágeno, os homens acabam tendo uma cobertura lipídica da pele bem mais rica e melhor hidratada, sendo privilegiados pelos altos níveis de testosterona. Todos esses ganhos, que retardam o envelhecimento da pele masculina, porém, devido ao maior número de pelos, podem muitas vezes não compensar às agressões sofridas durante o barbear diário e à falta de cuidados e proteção da pele.

O desenvolvimento de formulações para a pele masculina requer um olhar

atento sobre os ativos a serem usados, o sensorial desejado e as peculiaridades

entre a pele do homem e da mulher. O pH da pele masculina é mais ácido (entre 4,5

e 5,5) com maior irrigação sanguínea e maior produção de melanina. Além disso, as camadas epiderme, derme e hipoderme masculinas são diferentes das femininas e essas diferenças são fundamentais para o desenvolvimento de fórmulas para o cuidado da pele masculina.

No entanto, assim como a feminina ela é classificada em normal, oleosa, seca, mista e sensível.

A espessura dos pelos da face é a principal diferença entre homens e

mulheres. Estes pelos são estimulados pelos hormônios androgênicos (masculinos)

e são mais grossos e densos na região do bigode e da barba.

A presença desta pilificação é uma diferença fundamental entre o sexo

masculino e feminino, pois os mesmos precisam ser cortados constantemente. Também devido à existência destes pelos pode ocorrer encravamento e folicute, ou seja, a infecção local.

É muito importante utilizar um creme de barbear na hora de fazer a barba.

Ele amaciará os pelos, facilitando o deslizar da lâmina. Além disso, toda vez que o homem se barbeia é removida parte da camada hidrolipídica, responsável pela

proteção da pele. Com a utilização de um bom produto na hora de barbear, isso será

minimizado, pois ele irá preparar a pele para receber a navalha. Dessa maneira, você diminuirá
minimizado, pois ele irá preparar a pele para receber a navalha. Dessa maneira, você diminuirá
minimizado, pois ele irá preparar a pele para receber a navalha. Dessa maneira, você diminuirá
minimizado, pois ele irá preparar a pele para receber a navalha. Dessa maneira, você diminuirá
minimizado, pois ele irá preparar a pele para receber a navalha. Dessa maneira, você diminuirá

minimizado, pois ele irá preparar a pele para receber a navalha. Dessa maneira, você diminuirá os impactos desfavoráveis evitando irritação e inflamação.

Os produtos utilizados após o barbear, além de fechar os poros vão tratar a pele. Muitos possuem ação anti-inflamatória, com o objetivo de eliminar a irritação da pele, já que ela acabou de passar por um processo agressivo.

A pele é o maior órgão do corpo humano, responsável pela interação com o

meio ambiente e proteção global do indivíduo. Por meio dela sentimos carinho, expressamos emoções e evidenciamos doenças dos mais variados tipos. Além disso, a pele é responsável pela aparência, tão importante na sociedade e denota sinais de envelhecimento.

31.1 Cuidados diários que contribuem para a saúde da pele masculina:

Limpeza

A pele elimina permanentemente sebo e gorduras, além do suor, formando

uma película de proteção. Esta emulsão é fundamental para a lubrificação, proteção da pele. A glândula sebácea é uma estrutura localizada na derme que tem como função a produção de sebo, a qual desemboca na superfície cutânea. Quando as mesmas produzem mais sebo do que é necessário, a pele se torna oleosa ou seborreica, devendo permanecer sempre limpa, para evitar o acúmulo de células mortas, suor, gordura e resíduos de poluição, que obstruem os poros, causando uma proliferação de microrganismos, deixando a pele propensa aos comedões e à acne.

Usar apenas água não é o suficiente, é necessário desengordurá-la com um sabonete específico para o rosto, elaborado com substâncias que não irritem nem ressequem a pele.

Usa-se um agente de limpeza, que deve ser escolhido respeitando o tipo

de pele.

**Produtos direcionados à pele masculin a têm um pH mais próximo do neutro, já que
**Produtos direcionados à pele masculin a têm um pH mais próximo do neutro, já que
**Produtos direcionados à pele masculin a têm um pH mais próximo do neutro, já que
**Produtos direcionados à pele masculin a têm um pH mais próximo do neutro, já que
**Produtos direcionados à pele masculin a têm um pH mais próximo do neutro, já que

**Produtos direcionados à pele masculina têm um pH mais próximo do neutro, já que a pele masculina é naturalmente mais ácida.

A pele deve ser limpa duas vezes ao dia, pela manhã e a noite. A limpeza

também é importante para a melhor penetração do filtro solar e tratamento

antienvelhecimento.

Homens com a pele oleosa devem usar produtos que regulem a produção sebácea. Podem ser utilizados géis, leites ou loções de limpeza sem óleo.

Produtos

com

excesso

de

álcool

devem

ser

evitados,

pois

acabam

aumentando a oleosidade da pele (e a chamado "efeito rebate").

Já os homens com pele normal ou seca devem preferir leites ou loções de limpeza, que ajudam a manter a aparência saudável da pele sem ressecá-la.

O tônico finaliza a limpeza, removendo os resíduos e o excesso de óleo,

equilibrando o pH da pele, no caso de peles muito oleosas e com comedões, é indicado o uso de um tônico adstringente, contendo princípios como o mentol e cânfora, que proporcionam sensação de frescor.

Direcionados à pele masculina, eles são compostos por uma solução hidroalcoólica, contendo uma proporção maior de álcool do que os elaborados para a pele feminina.

Hidratação

A falta de água (ressecamento) e a diminuição da elasticidade da cútis

ocorrem quando há perda de água da camada mais superficial da pele (chamada córnea).

Além disso, com o processo de envelhecimento, o teor de água da pele vai diminuindo. Por isso e comum ver idosos com a pele ressecada. O fumo e outros poluentes também ocasionam maior perda de água.

Uma pele seca e desidratada fica opaca, áspera, sem elasticidade e com tendência a descamação.

O use diário de filtro solar num país tropical é importante para prevenir queimaduras, evitar
O use diário de filtro solar num país tropical é importante para prevenir queimaduras, evitar
O use diário de filtro solar num país tropical é importante para prevenir queimaduras, evitar
O use diário de filtro solar num país tropical é importante para prevenir queimaduras, evitar
O use diário de filtro solar num país tropical é importante para prevenir queimaduras, evitar

O use diário de filtro solar num país tropical é importante para prevenir

queimaduras, evitar o envelhecimento precoce e o câncer de pele.

O filtro solar precisa ser passado em quantidade suficiente para deixar uma camada espessa e protetora. Ele deve ser espalhado em todo o corpo, inclusive orelhas, pés e mãos 30 minutos antes da exposição solar. O filtro deve ser repassado, também em quantidade significativa, 20 a 30 minutos apos o início da exposição. Depois disso ele será passado novamente a cada duas horas ou após contato com a água ou suor excessivo.

As pessoas que se expõem de forma intensa por praticar esportes ao ar livre

devem usar bloqueadores solares (proteção mais ampla) resistentes à água.

Barbear

O ato de barbear é um dos mais importantes na rotina do homem

contemporâneo. Proporciona uma boa aparência e sensação de bem-estar. Porém, é um processo agressivo para a pele, principalmente se realizado de maneira inadequada ou com produtos de má qualidade.

Os pelos são espessos devido à influência dos hormônios masculinos. Na puberdade, quando inicia a produção da testosterona, esta influencia diretamente no aparecimento dos pelos da barba e bigode. O tipo de pelo também influencia no resultado: possuem características diferentes de espessura e formato que favorecem mais ou menos o encravamento, podem ser redondos ou ovalados, lisos e encaracolados.

Este processo pode levar a uma infecção chamada foliculite persistente. Esta se caracteriza por avermelhamento, dor e formação de pus. A foliculite nada mais é do que a inflamação e infecção do folículo pilosebáceo devido a encravamento e trauma.

O pelo protege a pele e o ato de barbear funciona como uma massagem

diária que previne o envelhecimento.

Os princípios ativos mais utilizados são aqueles à base de ácidos, calmantes e antioxidantes. Ácido
Os princípios ativos mais utilizados são aqueles à base de ácidos, calmantes e antioxidantes. Ácido
Os princípios ativos mais utilizados são aqueles à base de ácidos, calmantes e antioxidantes. Ácido
Os princípios ativos mais utilizados são aqueles à base de ácidos, calmantes e antioxidantes. Ácido
Os princípios ativos mais utilizados são aqueles à base de ácidos, calmantes e antioxidantes. Ácido

Os princípios ativos mais utilizados são aqueles à base de ácidos, calmantes e antioxidantes. Ácido glicólico, ácido retinoico, isotretinoina, retinol, são específicos para evitar o encravamento e a foliculite.

Os produtos a base de cetoconazol também interessam para acalmar e evitar a seborreia. Azuleno, alfa busabolol são anti-inflamatórios e hidratantes não oleosos, importantes para evitar irritação.

- Todos

os passos

para o

preparação da pele até a finalização:

ato de barbear são importantes, desde a

• Limpeza cuidadosa, com produto adequado, enxaguando e secando bem o

local;

• Em seguida aplicar um produto de barbear, também adequado ao tipo de

pele, amolecendo os pelos, facilitando o deslizar do lâmina e diminuindo a irritação do pele.

Veja abaixo algumas opções/versões dos três tipos de preparos de barbear que hoje existem no mercado: creme, espuma e gel.

• Creme - possui componentes que ajudam o deslizar da lâmina e devem ser aplicados com pincel de barbear;

• Espuma - Possuem ingredientes hidratantes e calmantes. Lubrificam e protegem a pele, abrindo os poros e facilitando o deslizar da lâmina. Reduzem a irritação e existem versões adequadas para cada tipo de pele;

• Gel - possui sistema antifricção que facilita o deslizar da lâmina. Amacia e

lubrifica a pele para um barbear mais recente e suave. Versões adequadas para

diferentes tipos de pele;

• Após a limpeza e uso do produto específico, o pelo deverá ser cortado, de preferência no sentido do crescimento, para evitar lesões;

• É importante que a lâmina esteja em boas condições, evitando que será

passada muitas vezes sobre a pele, causando mais irritações. Evitar usar álcool

após barbear;

• Evitar produtos irritantes; • Fazer compressas geladas ou de chá de camomila; • Usar
• Evitar produtos irritantes; • Fazer compressas geladas ou de chá de camomila; • Usar
• Evitar produtos irritantes; • Fazer compressas geladas ou de chá de camomila; • Usar
• Evitar produtos irritantes; • Fazer compressas geladas ou de chá de camomila; • Usar
• Evitar produtos irritantes; • Fazer compressas geladas ou de chá de camomila; • Usar

• Evitar produtos irritantes;

• Fazer compressas geladas ou de chá de camomila;

• Usar loções ou cremes para acalmar a pele;

• Evitar produtos gordurosos, assim como pasta de dentes e pomadas tipo minâncora ou outras.

Tipos de lâminas:

Aparelhos descartáveis - são jogados fora depois de algumas vezes que são utilizados. Existem descartáveis com 1, 2 ou 3 lâminas. Porém possuem uma tecnologia inferior, e, portanto, não oferecem a mesma performance que os sistemas de barbear.

Sistemas de barbear - são aqueles aparelhos que permitem que seja feita a troca apenas do lâmina/cartucho/carga, conservando o aparelho. Possuem uma tecnologia mais avançada e proporcionam um barbear mais rente.

Após a retirada dos pelos é preciso hidratar e acalmar a pele: o uso de uma loção ou gel pós-barba cumpre essas funções, além de evitar a sensação de pele repuxada.

O

clima também pode influenciar nos cuidado com a pele masculina.

O

calor e a umidade excessiva aumentam a produção de óleo e formação de

espinhas ou foliculite. Neste caso é importante fazer a barba todos os dias intensificando a limpeza e usando produtos leves que não causem obstrução. O clima seco deixa a pele mais sensível e descamativa. Neste caso pode haver coceira e machucados. A barba pode ser feita todos os dias utilizando-se um produto hidratante e calmante no pós barba.

32. PELE NEGRA O determinismo genético da pigment ação cutânea não é bem conhecido. Combinações
32. PELE NEGRA O determinismo genético da pigment ação cutânea não é bem conhecido. Combinações
32. PELE NEGRA O determinismo genético da pigment ação cutânea não é bem conhecido. Combinações
32. PELE NEGRA O determinismo genético da pigment ação cutânea não é bem conhecido. Combinações
32. PELE NEGRA O determinismo genético da pigment ação cutânea não é bem conhecido. Combinações

32. PELE NEGRA

O determinismo genético da pigmentação cutânea não é bem conhecido. Combinações alélicas de genes específicos dão origem a cores que variam do extremo “preta” ao extremo “branca”, passando por tons intermediários. Como não há consenso internacional quanto ao que é “pele negra” (por exemplo, conceitualmente, um indivíduo negro nos Estados Unidos pode ser considerado branco no Brasil), é difícil definir o que é e qual grupo populacional tem “pele de cor”.

Para tentar uma uniformização, a dermatologia utiliza sistemas de classificação para a cor da pele, mas nenhum pode ser padronizado para a “pele de cor”. O mais usado é o de Fitzpatrick, que define o fototipo. Esse sistema de classificação foi desenvolvido para categorizar a pele branca; toda pele escura foi classificada inicialmente como fototipo V. Mas, como a pele escura abrange várias gradações de cores, subsequentemente, foi dividida nos fototipos IV, V e VI, que raramente ou nunca queimam pelo sol e bronzeiam facilmente. Entretanto, esse sistema nunca pretendeu definir a etnicidade. Ele foi desenvolvido para definir a resposta de tipos diferentes de pele à luz ultravioleta solar, devido à queimadura ou de bronzeamento. Um sistema de classificação baseado na propensão da pele a se tornar hiperpigmentada por estímulo inflamatório e sustentar essa hiperpigmentação por período prolongado pode ser de valor, já que essa característica é exclusiva da pele pigmentada.

32.1 Particularidades estruturais, biológicas e funcionais da pele negra

Epiderme

A quantidade de melanina na epiderme é maior nos indivíduos negros, sem diferenças no número de melanócitos. Aquela se deve a variações no número, tamanho e agregação de melanossomas nos melanócitos e nos queratinócitos. Pele negra tem melanossomas grandes, não-agregados, com número aumentado na

camada basal e distribuídos por todas as camadas da epiderme. Pele branca tem melanossomas pequenos
camada basal e distribuídos por todas as camadas da epiderme. Pele branca tem melanossomas pequenos
camada basal e distribuídos por todas as camadas da epiderme. Pele branca tem melanossomas pequenos
camada basal e distribuídos por todas as camadas da epiderme. Pele branca tem melanossomas pequenos
camada basal e distribuídos por todas as camadas da epiderme. Pele branca tem melanossomas pequenos

camada basal e distribuídos por todas as camadas da epiderme. Pele branca tem melanossomas pequenos e agregados, alguns nas camadas basal e malpighiana, estando ausentes nas camadas superiores da epiderme.

O conteúdo de melanina confere, naturalmente, fator de proteção solar (FPS) de 13,4 à pele negra, sendo a camada malpighiana o principal local de filtração da radiação ultravioleta; nos brancos é a camada córnea.

O extrato córneo na pele negra contém mais camadas de células do que na pele branca, porém a espessura é igual em ambas, mostrando que é mais compacto na negra, provavelmente por maior coesão intercelular.

Não há consenso sobre as diferenças entre as etnias na função de barreira exercida pela pele. Um estudo sugere diferenças na vulnerabilidade do extrato córneo associada à dinâmica das ceramidas: o extrato córneo da pele negra possui menos lipídeos, cujos níveis se correlacionam inversamente com a perda transepidérmica de água, maior em negros do que em brancos, e diretamente com o conteúdo de água, menor em negros. Inversamente, a exposição a irritantes tópicos (coaltar) mostrou maior vulnerabilidade do extrato córneo na pele branca, a qual desenvolve papulopústulas inflamatórias e desintegração folicular, enquanto a pele negra desenvolve hiperqueratose.

Derme

Não há diferença na espessura da derme entre negros e brancos, mas parece haver em alguns aspectos celulares. Os fibroblastos da pele negra são maiores, bi ou multinucleados, em maior número e hiperativos, o que, combinado à diminuição da atividade da colagenase, pode originar a formação de queloide, de incidência maior em negros. Os feixes de fibras colágenas são menores e dispostos mais paralelamente à epiderme, notando-se muitas fibrilas colágenas e fragmentos de glicoproteínas no interstício dérmico. Os macrófagos são maiores e mais numerosos, não havendo diferenças de origem racial nos mastócitos.

Glândulas anexas Os poucos estudos existentes quanto às diferenças entre as etnias relativas às glândulas
Glândulas anexas Os poucos estudos existentes quanto às diferenças entre as etnias relativas às glândulas
Glândulas anexas Os poucos estudos existentes quanto às diferenças entre as etnias relativas às glândulas
Glândulas anexas Os poucos estudos existentes quanto às diferenças entre as etnias relativas às glândulas
Glândulas anexas Os poucos estudos existentes quanto às diferenças entre as etnias relativas às glândulas

Glândulas anexas

Os poucos estudos existentes quanto às diferenças entre as etnias relativas às glândulas anexas da pele são contraditórios. Sugere-se que: não há diferença no número de glândulas sudoríparas écrinas, embora se verifique mais sudorese em brancos; as glândulas sudoríparas apócrinas são maiores, mais numerosas e produzem maior quantidade de secreção na pele negra; há maior número de glândulas sudoríparas apócrino-écrinas na pele facial de mulheres negras; não há diferença no número de glândulas sebáceas, mas essas são maiores e produzem maior quantidade de sebo na pele negra.

Folículos pilosos

A densidade de cabelos e o número total de folículos terminais nos indivíduos negros são menores em comparação aos indivíduos de pele branca, mas as fibras possuem elementos estruturais e químicos comuns; há diferenças na aparência, na geometria, nas propriedades mecânicas e no conteúdo de água.

O denominado “cabelo encarapinhado” tem aparência crespa, irregularidades no diâmetro ao longo da haste e secção transversal elíptica. Os folículos pilosos são curvados, em forma de espiral. O estudo ultraestrutural revela poucas fibras elásticas ancorantes para a derme nos folículos pilosos, o que pode ter implicação na gênese de certas alopecias. O conteúdo de água e a resistência tênsil são menores, e por isso quebram facilmente, formam nós e fissuras longitudinais, sendo difíceis de pentear. São mais pigmentados, os grânulos de melanina são maiores, e, apesar de apresentarem o mesmo tipo de queratina, possuem diferenças na composição dos aminoácidos, com deficiência de serina e treonina, e excesso de tirosina, fenilalanina e amônia.

32.2 Alterações fisiológicas da pele negra

Discromias

A hiperpigmentação perio ral é queixa frequente da s mulheres negras. A causa é desconhecida
A hiperpigmentação perio ral é queixa frequente da s mulheres negras. A causa é desconhecida
A hiperpigmentação perio ral é queixa frequente da s mulheres negras. A causa é desconhecida
A hiperpigmentação perio ral é queixa frequente da s mulheres negras. A causa é desconhecida
A hiperpigmentação perio ral é queixa frequente da s mulheres negras. A causa é desconhecida

A hiperpigmentação perioral é queixa frequente das mulheres negras. A causa é desconhecida e parece não ser sequela de inflamação. Afeta a pele adjacente aos ângulos da boca.

A melanose da área malar é observada em indivíduos com mais de 50 anos.

Não tem predileção por sexo, mas parece estar relacionada à atopia quando ocorre em mulheres jovens.

A hiperpigmentação palmoplantar é comum, e quanto mais pigmentada for a

pele do indivíduo, maior a possibilidade de ocorrência. São máculas acastanhadas múltiplas que devem ser diferenciadas de lesões sifilíticas secundárias, as quais tendem ao monomorfismo e à localização nos arcos palmoplantares.

As linhas de Futcher ou de Voigt ocorrem em 25% dos indivíduos negros.

São linhas pigmentares bem demarcadas, bilaterais, nos braços e nas pernas, separando a região anterolateral mais escura da região anteromedial mais clara. Correspondem ao nervo espinhal subjacente de um dermátomo. Podem surgir durante a gravidez, e a maioria está presente ao nascimento.

A hipopigmentação da linha média ocorre em percentual que varia de 30% a

40% dos indivíduos negros. Afeta mais homens, tornando-se menos visível com o avançar da idade. Parece ser de herança autossômica dominante. É faixa linear hipocrômica na região esternal, que pode estender-se até a linha alba ou à região infraclavicular.

A mancha mongólica ocorre em percentual que varia de 40% a 90% dos

neonatos negros. Apresenta cor azul-acinzentada, geralmente é única e localiza-se na região lombossacral, podendo acometer outras regiões. Deve-se à presença de melanócitos na derme. São diagnósticos diferenciais os nevos e os hematomas. Costuma desaparecer em torno dos sete anos de idade e raramente persiste na adolescência. Pode coexistir com outras lesões cutâneas, tais como nevos e hemangiomas e, sendo extensa, deve ser pesquisada a associação com condições sistêmicas, especialmente os erros congênitos do metabolismo.

A hiperpigmentação da mucosa oral ocorre nas gengivas e, menos

frequentemente, na mucosa jugal, no palato e língua. O grau de pigmentação da

mucosa não se correlaciona com o da pele. Deve ser diferenciada de pigmentações causadas por
mucosa não se correlaciona com o da pele. Deve ser diferenciada de pigmentações causadas por
mucosa não se correlaciona com o da pele. Deve ser diferenciada de pigmentações causadas por
mucosa não se correlaciona com o da pele. Deve ser diferenciada de pigmentações causadas por
mucosa não se correlaciona com o da pele. Deve ser diferenciada de pigmentações causadas por

mucosa não se correlaciona com o da pele. Deve ser diferenciada de pigmentações causadas por drogas ou doenças sistêmicas.

A melanoníquia ungueal longitudinal ocorre em cerca de 50% dos indivíduos

negros, sendo a frequência e a intensidade da pigmentação relacionadas ao aumento da idade. Traumas ou irradiação solar podem ter papel etiológico. Origina- se de melanócitos da matriz. São faixas melanóticas longitudinais na lâmina ungueal, mais comuns nos dedos polegar e indicador, bilateralmente. Às vezes se observa pigmentação difusa. Deve ser diferenciada de pigmentações causadas por drogas, doenças sistêmicas, nevos melanocíticos ou melanoma. Não se associa ao melanoma, mas são sinais de alerta a essa possibilidade largura superior a 3mm, pigmentação variável, aumento rápido no tamanho, presença do sinal de Hutchinson e de lesões solitárias, particularmente no polegar.

Leucoedema oral

Ocorre em 90% dos indivíduos negros, sem predileção por sexo. Embora seja considerado alteração fisiológica, tem sido sugerido que a irritação local pelo fumo e a higiene oral precária estejam implicados em seu surgimento. São placas brancas, não descamativas, localizadas na mucosa jugal. Deve ser diferenciado das lesões brancas da mucosa oral, tais como a leucoplasia, o líquen plano, o nevo esponjoso e a candidíase.

Linhas peroladas justaclaviculares

A pele da região clavicular pode apresentar aspecto linear, mais comumente

visto na pele escura, provavelmente pela melhor visibilidade dos óstios foliculares.

CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS DERMATOSES NA PELE NEGRA

Exceto as diferenças de frequência, especialmente por determinismos geográficos ou epidemiológicos, não há verdadeira especificidade de doenças na

pele negra. No geral, as dermatoses se manifestam de modo similar, mas com padrões exagerados
pele negra. No geral, as dermatoses se manifestam de modo similar, mas com padrões exagerados
pele negra. No geral, as dermatoses se manifestam de modo similar, mas com padrões exagerados
pele negra. No geral, as dermatoses se manifestam de modo similar, mas com padrões exagerados
pele negra. No geral, as dermatoses se manifestam de modo similar, mas com padrões exagerados

pele negra. No geral, as dermatoses se manifestam de modo similar, mas com padrões exagerados de reações, incluindo labilidade pigmentar (hiperpigmentação ou hipopigmentação), resposta folicular e resposta mesenquimal (fibroblástica ou granulomatosa). O reconhecimento das lesões elementares é dificultado pela hiperpigmentação cutânea, que causa modificações notáveis na cor. Muitas lesões são quase imperceptíveis, outras, especialmente as acrômicas, muito evidentes, causando grande prejuízo estético. O eritema é de difícil reconhecimento na pele intensamente pigmentada, por exemplo, o eritema discreto não é percebido, ou um tom francamente violáceo mostra-se azulado ou cor de ardósia. Em adição, a maioria das dermatoses induz à hiperpigmentação ou à hipopigmentação pós- inflamatória. Com relação ao “cabelo encarapinhado”, faz-se necessário o uso de produtos oleosos, que causam enfermidades, como um tipo de acne por contatantes comedogênicos e as foliculites, além de alopecias provocadas pela manipulação excessiva dos cabelos. O folículo curvado tem papel central na etiologia de condições como a pseudofoliculite da barba e a acne queloideana da nuca. As principais enfermidades serão descritas com mais detalhes a seguir.

ASPECTOS PARTICULARES DE DERMATOSES COMUNS

- Alterações pigmentares: grande parte dos distúrbios vistos na pele negra é de origem pigmentar, representando as alterações mais óbvias e angustiantes nesse grupo étnico, sendo em geral muito evidentes e difíceis de tratar. Destacam-se o melasma, a hiperpigmentação e hipopigmentação pós-inflamatória, a pitiríase alba, a hipomelanose gutata idiopática, o vitiligo e as acromias secundárias (a doenças, a esfoliações químicas, à crioterapia ou à corticoterapia intralesional).

Acne

A incidência da acne em indivíduos de pele negra é alta, apesar de ser pouco menor do que a observada na pele branca. Parece haver maior densidade de Propionibacterium acnes, sem conclusões definitivas sobre diferenças no tamanho e atividade das glândulas sebáceas. As lesões nódulo-císticas são menos frequentes,

mas mesmo lesões sem inflamação clínica, como as comedoneanas, têm alto grau de inflamação histológica,
mas mesmo lesões sem inflamação clínica, como as comedoneanas, têm alto grau de inflamação histológica,
mas mesmo lesões sem inflamação clínica, como as comedoneanas, têm alto grau de inflamação histológica,
mas mesmo lesões sem inflamação clínica, como as comedoneanas, têm alto grau de inflamação histológica,
mas mesmo lesões sem inflamação clínica, como as comedoneanas, têm alto grau de inflamação histológica,

mas mesmo lesões sem inflamação clínica, como as comedoneanas, têm alto grau de inflamação histológica, o que pode explicar o fato de deixarem intensa

hiperpigmentação pós-inflamatória. Cicatrizes queloideanas são sequelas frequentes

e não recorrentes no tórax, no dorso e na linha mandibular.

Há um tipo frequente de acne por contatantes, que consiste de comedões na área frontal e temporal, resultante da ação de produtos gordurosos nos cabelos.

O maior desafio em tratar a acne na pele pigmentada com agentes tópicos é a possível dermatite de contato irritativa que causa hiperpigmentação pós- inflamatória, sendo necessário selecionar agentes menos irritantes, adotar estratégias que melhorem a tolerabilidade e orientar o uso de fotoprotetores não comedogênicos. Antibióticos tópicos e sistêmicos são úteis sempre, pois diminuem a