Você está na página 1de 34

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

CEng – Centro de Engenharias


Curso de de Engenharia de Produção

Trabalho de Conclusão de Curso

MODELO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

subtítulo, se houver

Nome do Autor

Orientador(es):
Prof. Dr. Ononooo
Prof. MSc. Ononono

Pelotas, mes de 20??


Nome do Autor

MODELO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO


subtítulo, se houver

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado


ao Curso de Engenharia de Produção
em ....................................... do CEng – Centro
de Engenharias da Universidade Federal de
Pelotas, como requisito parcial à obtenção do
título de Bacharel em Engenharia de
Produção.

Orientador(es):
Prof. Dr. Ononooo
Prof. MSc. Ononono

Pelotas, mes de 20??


Nome do Autor

TÍTULO: MODELO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO


subtítulo, se houver

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Engenharia de Produção


em ....................................... do CEng – Centro de Engenharias da Universidade
Federal de Pelotas, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em
Engenharia de Produção.

Data da defesa: ...................................

Banca examinadora:

........................................................................................................................................
Prof. Dr. ......................................................................................................(Orientador)
Doutor em ......................................pela Universidade...................................................

........................................................................................................................................
Prof. Dr. .........................................................................................................................
Doutor em ......................................pela Universidade...................................................

........................................................................................................................................
Prof. Dr. .........................................................................................................................
Doutor em ......................................pela Universidade...................................................
Dedicatória: elemento opcional. O autor presta
homenagem ou dedica seu trabalho a alguém. Deve
ser redigida em fonte arial tamanho 12. Se curta,
recuar na margem de 6 cm e no meio da folha. Se
longa, texto justificado, entrelinhas de 1,5cm e
parágrafo de 1,25. O título deste elemento pré-
textual não deve constar na folha.
RESUMO

SOBRENOME, Nome. Título: Subtítulo. 20??. ???f. Trabalho de Conclusão de Curso


– Curso de Graduação em Engenharia de Produção, CEng – Centro de
Engenharias, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2012.

Elemento obrigatório. Conforme ABNT NBR 6028, “é a apresentação concisa dos


pontos relevantes de um documento”. Deve ter de 150 a 500 palavras. Deve ser
redigido em parágrafo único, com verbo na voz ativa e na terceira pessoa do
singular. Deve ser composto de uma seqüência de frases concisas, afirmativas e
não de enumeração de tópicos. Deve ressaltar o objetivo, o resultado e as
conclusões do trabalho, assim como o método e a técnica empregada em sua
elaboração. Deve-se evitar: abreviaturas, símbolos, fórmulas, equações e
diagramas. Redigir a referência do trabalho antes do resumo1. Citar as palavras-
chave após o resumo, precedidas da expressão “ Palavras-Chave:”. Este capítulo
não deve constar no sumário. A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o
trabalho: fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, título centralizado, sem
indicativo numérico e texto justificado, em parágrafo único. A referência citada acima
do resumo deve ser redigida em fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, texto
em margem alinhada à esquerda. Para as Palavras-Chave, redigí-las em letras
minúsculas, separadas por ponto e vírgula..

Palavras-chave: ononooon, ononono, onoono


ABSTRACT

SOBRENOME, Nome. Título: Subtítulo. 20??. ???f. Trabalho de Conclusão de Curso


– Curso de Graduação em Engenharia de Produção, CEng – Centro de
Engenharias, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2012.

Elemento obrigatório. Abstract, se em Língua Inglesa ou a língua escolhida pelo


Curso de Graduação ou Programa de Pós-Graduação. Deve conter todos os dados
do resumo traduzido para língua estrangeira, inclusive a referência. Este ca pítulo
não deve constar no sumário. A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o
trabalho: fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, título centralizado, sem
indicativo numérico e texto justificado, em parágrafo único. A referência citada acima
do resumo deve ser redigida em fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, texto
em margem alinhada à esquerda. Para as Palavras-Chave, redigí-las em letras
minúsculas, separadas por ponto e vírgula.

Palavras-chave: ononooon, ononono, onoono


LISTA DE FIGURAS
Figura 1 Registro da aula inaugural de 2013...........................................................26
LISTA DE TABELAS
Tabela 1 Tabela com exemplos de dados.................................................................26
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO.......................................................................................................13
1.1 Objetivos Geral e Específicos.............................................................................19
1.1.1 Objetivo Geral...................................................................................................19
1.1.2 Objetivos Específicos.......................................................................................19
1.2 Justificativa..........................................................................................................19
1.3 Limitações...........................................................................................................20
1.4 Estrutura do Trabalho.........................................................................................20
2 REVISÃO TEÓRICA..............................................................................................21
3 TEXTOS EXTRAÍDOS DAS NORMAS DA UFPEL...............................................22
3.1 Capa....................................................................................................................22
3.2 Folha de Rosto (Obrigatório)..............................................................................22
3.3 Ficha catalográfica..............................................................................................22
3.4 Errata (Opcional).................................................................................................22
3.5 Folha de Aprovação (Obrigatório).......................................................................22
3.6 Dedicatória (Opcional)........................................................................................22
3.7 Agradecimentos (Opcional)................................................................................22
3.8 Epígrafe (Opcional).............................................................................................22
3.9 Resumo (Obrigatório).........................................................................................22
3.10 Abstract...............................................................................................................23
3.11 Lista de Figuras (Opcional).................................................................................23
3.12 Lista de Tabelas (Opcional)................................................................................24
3.13 Lista de Abreviaturas e Siglas (Opcional)...........................................................24
3.14 Lista de Símbolos (Opcional)..............................................................................24
3.15 Sumário (Obrigatório).........................................................................................25
4 ELEMENTOS TEXTUAIS......................................................................................25
4.1 Introdução (Obrigatório)......................................................................................25
4.1.1 Alíneas 25
4.1.2 Subalíneas........................................................................................................26
4.2 Desenvolvimento (Obrigatório)...........................................................................26
4.3 Conclusão ou Considerações Finais (Obrigatório).............................................27
4.4 Referências (Obrigatório)...................................................................................28
4.5 Glossário (Opcional)...........................................................................................28
4.6 Apêndices (Opcional)..........................................................................................28
4.7 Anexos (Opcional)..............................................................................................29
5 REFERÊNCIAS......................................................................................................30
LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS

ABNT..................Associação Brasileira de Normas Técnicas


BSC....................Balanced Score Card
BSI......................British Standarization Institute
SST....................Segurança e Saúde do Trabalho
SW-CMM............Software Capability Maturity Model
TQM...................Total Quality Management
1 INTRODUÇÃO
Algumas vezes ao estudarmos algum conteúdo ou mesmo ao lermos um texto
informal nos sentimos de alguma forma atraídos pelos textos e, as vezes, a leitura
até mesmo parece passar mais rápido que o normal. Em textos de romances isso é
comum e em alguns casos encerramos a leitura de dezenas ou centenas de páginas
em períodos realmente bem curtos. Nos textos técnicos e científicos a característica
peculiar do conteúdo impõe alguns desafios ao autor para que este consiga
“prender” o leitor em seu trabalho. Mesmo assim alguns encaminhamentos
relativamente simples podem ajudar um pouco para que a redação do trabalho se
torne atraente sem que para isso o autor enfrente um caminho árduo na construção
de seu documento.
Para expor o conteúdo a seguir tomarei como artifício um caminho do geral
para o específico, o que representaria no caso de nosso assunto abordar primeiro o
texto como um todo e depois ir discutindo seus elementos textuais mais simples.
Enfim, iniciaremos discutindo texto inteiro, capítulos, seções, parágrafos e frases.
1.3 A Visão Geral do Trabalho
Um bom ponto de partida para a construção de um texto, mesmo que
extenso, consiste em termos em mente o que queremos realmente expressar
através dele. Aparentemente isso consiste em uma tarefa trivial, contudo ao
desenvolver um documento sem uma percepção clara do produto final pretendido
começamos a perceber que nosso foco facilmente se perde e os processos de
retrabalho começam a tornar-se recorrentes e desgastantes. Não é raro encontrar
relatos de pesquisadores de mestrado ou mesmo doutorado que descobrem após
algum tempo de trabalho que seus textos adquiriram formatos e conteúdos bastante
diferentes daqueles que eram pretendidos antes da redação do trabalho. Estes
retrabalhos tornam-se um desafio adicional ao pesquisador que já possui diversas
atividades e ainda precisa desgastar-se repetidas revisões, correções e
reconstruções de textos. Sendo assim, o uso de algum artifício inicial para minimizar
os riscos de perda de foco pode ser algo interessante.
Primeiramente, vale à pena o autor usar algum tempo para situar-se quanto
ao que pretende escrever. Para isso, pode ser útil a pesquisa de artigo, textos em
jornais, websites e toda a sorte de conteúdos que ajudem-no a criar uma certa
orientação sobre o tema abordado em seu trabalho. Embora diversas fontes de

13
leitura possam ser úteis neste primeiro momento cabe ressaltar que somente
aqueles texto provindos de base confiáveis realmente deverão ser considerados.
Neste ponto as técnicas de levantamento de informações abordadas no módulo 03 e
as técnicas de catalogação e fichamento podem ser especialmente úteis.
Uma vez situado quanto ao tema então o autor deve construir uma espécie de
“esqueleto” do que conterá seu trabalho. Este esqueleto permitiria em tese a
qualquer pessoa entender como será a forma geral do documento que nascerá após
a redação do trabalho. A título de exemplo, e de uma forma bastante simplificada, o
autor do trabalho poderia construir para o Projeto Integrador 1 uma estrutura
conforme a que se apresenta abaixo:

1. Introdução
Primeiramente, farei uma discussão que aprofunde-se até meu
problema/questão de pesquisa (Os desafios relacionados ao transporte de
suprimentos são determinantes do auto custo do leite na zona sul do estado?). Os
textos de XXXX (0000), YYYY (0000) e ZZZZ (0000) serão usados como base da
redação deste trecho. Ao final dela colocarei um parágrafo o tema de meu trabalho
(Cadeia de suprimentos da produção de leite e seus derivados na zona sul do
estado).
1.1 Objetivos Geral e Específicos
Aqui colocarei algumas hipóteses que tenho em mente a partir de algumas
leituras iniciais sobre o problema/questão de pesquisa. Usarei este trecho para
sustentar meus Objetivos Geral e Específico. Então apresentarei meus objetivos.
1.2 Justificativa do Trabalho
Construirei uma seção na Introdução onde apresentarei a importância de
minha pesquisa. Aproveitarei aqui os textos de WWWW (0000), AAAA (0000) e
CCCC (0000) serão exaustivamente explorados nesta seção.
1.3 Limitações
Aproveitarei esta seção para apresentar até onde alcançará meu estudo. Já
tenho em mente que não estou preocupado com extrapolações de meu estudo para
outras cadeias produtivas. Neste caso, apontarei ao leitor que algumas adequações
eventuais serão necessárias caso ele pretenda desenvolver um estudo similar ao

14
meu em outras cadeias. Também poderei colocar aqui a limitação Xxxxx e a
limitação Yyyyy.
1.4 Estrutura do Trabalho
Fecharei meu capítulo 1 com a estrutura do trabalho. Assim, o leitor já poderá
visualizar logo no capítulo 1 o que ele encontrará pela frente em meu texto.
2. Sustentação Teórica (Compreendendo a Cadeia de Suprimento do Leite na
Zona Sul e os Principais Desafios de Custeio)
Neste capítulo vou construir uma sustentação teórica que me ajudará a
desenvolver o trabalho de forma coerente. Embora ainda tenha que levantar mais
trabalhos, o uso dos trabalhos de YYYY (0000), ZZZZ (0000) e BBBB (00000) me
servirão como um bom ponto de partida. Nestes trabalhos há algumas discussões
interessantes sobre o que são cadeias de suprimento e com elas são caracterizadas
na zona sul. Os trabalhos de BBBB (0000) e de CCCC (0000) também serão úteis
pois trazem uma síntese que pode ser útil para mim na Sustentação teórica. Para
que eu consiga organizar melhor meu capítulo 2 será interessante eu dividi-lo em 4.
Nas 3 primeiras apresentarei o 2.1 Xxxxxxxxxxx, 2.2 Xxxxxxxxxxx e 2.3 Xxxxxxxxx.
Na última seção farei uma discussão de fechamento dos temas que discuti nas
seções anteriores. Na seção 2.4 (a útlima) colocarei uma referência ao trabalho de
YYYY (0000) pois ele trás uma boa orientação aos caminhos que apresentarei no
capítulo 3, minha proposta metodológica.
3. Proposta Metodológica
Meu capítulo 3 ficará dividido primeiramente em um capítulo de
considerações iniciais, onde retomarei algumas colocações gerais que me levaram
até este ponto do trabalho e apresentarei um formato geral de minha proposta
metodológica escolhida para alcançar meus objetivos. A seguir, escreverei 5 seções,
uma para cada etapa de minha proposta metodológica. Em cada uma dessas
seções coloquei o que farei, que objetivo específico e parte de objetivo conseguirei
atender e como executarei. Todo este capítulo será muito similar à proposta
metodológica usada por YYYY (0000) em sua pesquisa, salvando a devidas
adequações necessárias para a realização de meu trabalho. Meu cronograma não
ultrapassará 1 ano e as etapa citadas em cada seção estão construídas de forma a
atender adequadamente os prazos estabelecidos para a pesquisa.

15
O texto apresentado no exemplo acima é bastante geral e trás somente uma
situação hipotética para que o aluno consiga entender o que significa ter uma ideia
geral do que estará contido em seu trabalho. É fácil presumir que o autor do texto
acima teria uma “mapa de raciocínio” bastante completo para construir seu texto.
Quanto mais completo este mapa, menor o risco do autor desviar sua atenção do
texto que pretende construir. Para este fim poderíamos focar um pouco mais
atentamente o que deveria aparecer dentro de cada seção deste esqueleto de
documento e assim passaríamos ao nível dos parágrafos.

1.4 Fechando o Olhar para Cada Seção do Trabalho


Da mesma forma que estávamos preocupados em ter uma coesão no
documento do trabalho como um todo, devemos também nos preocupar com a
coesão em suas partes, ou seja, em suas seções. Uma diferença a ser considerada
aqui é que antes de cada seção e após ela (com exceção da primeira e da última
seção), haverá um texto com o qual deverá haver um encadeamento lógico. Sendo
assim, o início de uma seção possivelmente deverá continuar uma linha de
raciocínio deixada em aberto na seção anterior. De forma similar, o encerramento
desta seção deverá instigar o leitura a migrar para a seção seguinte com o desejo de
dar continuidade a uma linha de raciocínio que poderá ser complementada.
Um meio de obter tal coesão textual consiste em construir um “esqueleto” da
seção contendo as idéias a serem colocadas nela. Para tanto, o autor deve refletir
brevemente sobre as conexões possíveis da seção a ser construída com as demais
seções do texto. Ele também deverá tentar visualizar como esta seção se conecta
com a anterior e com seguinte. Complementar a isso, mas não obrigatoriamente vale
à pena o autor refletir sobre o tamanho que terá a seção, pois disso decorre número
e tamanho de parágrafos. Uma vez feito isso então ele poderá montar algo similar
ao que é apresentado como exemplo a seguir, no caso hipotético de uma introdução
de trabalho. Observe que o texto é exatamente uma reflexão do autor quanto ao que
pretende escrever. Por isso, não há necessidade neste nível de uma preocupação
com aspectos gramaticais mas sim, com a ideias pretendidas pelo autor expostas
aqui na primeira pessoa:

1. INTRODUÇÃO

16
Parágrafo 1 – Inicio apresentando uma ideia geral de segurança do trabalho
(paradigma atual), no contexto de empresas de saneamento e distribuição de água.
Parágrafo 2 – A seguir coloco a gestão de SST como perspectiva de melhor
gerenciamento da segurança.Aqui colocarei a frase de DDDD (0000) acompanhado
dos dados de acidentes de trabalho no setor em questão.
Parágrafo 3 – Depois faço a relação da utilização de uma ferramenta de
gestão para utilização como apoio no gerenciamento da segurança (tema da
pesquisa), e mostro através de dados do INSS os números de acidentes do trabalho
em empresas de saneamento do RS.
Parágrafo 4 – Desenvolvo neste parágrafo o conceito da ferramenta de
gestão que esta sendo tema da pesquisa, e que há possibilidades de aplicação em
empresas de saneamento. Aproveitarei aqui para colocar os dados dos trabalhos de
DDDD (0000) e YYYY (0000) e deixarei este parágrafo um pouca mais longo.
Parágrafo 5 – Usarei este parágrafo para apresentar o tema do trabalho.
Fecharei este parágrafo com uma frase que remeta à hipóteses de pesquisa.
1.1 Objetivos Geral e Específicos
Parágrafo 1 – Faço aqui um link com a última frase das considerações
iniciais.Fecho com uma frase que aponte para as hipóteses.
Parágrafo 2 – Aponto as hipóteses em um único parágrafo e fecho a seção.

Novamente aqui temos um exemplo didático hipotético mas que passa


exatamente o que o autor pode fazer para que o texto contido em cada seção do
trabalho apresente uma boa coesão textual. O ponto positivo neste processo refere-
se ao fato de que um tempo relativamente curto a ser gasto construindo o esqueleto
ou linha de raciocínio já dá a base para uma construção fácil do texto final do
trabalho. Em tese, se o autor preparar atentamente um esqueleto como o do
exemplo acima para todo seu trabalho, ele terá um documento final muito bem
amarrado e no qual o leitor desenvolverá uma leitura fácil, sem pausas e agradável.
Agora que temos nosso documento todo encadeado, podemos partir para um nível
mais focado, a construção de cada parágrafo.
Uma sugestão interessante de ser associada às ideias passadas acima
refere-se à construção da seção de justificativas ou da delimitações do trabalho. É
muito comum “faltar inspiração” para a redação destas seções e o uso do artifício

17
acima permite montar uma base para a redação destas. A título de exemplo, o autor
pode escrever uma lista de aspectos que justificam a realização de seu trabalho.
Cada item dessa lista se transformaria em um parágrafo no esqueleto do exemplo
acima e a decorrente obtenção do texto desejado.

1.5 Preparando Textos ao Nível dos Parágrafos


Caso as orientações desenvolvidas até aqui para o texto como um ou para as
seções tenham sido bem compreendidas, a construção de parágrafos interessantes
e coesos fica bastante facilitada. Essa afirmação decorre do fato de que a linha de
raciocínio para a construção dos parágrafos deve seguir aquela mesma citada na
seção anterior para a construção das seções. Ou seja, os parágrafos devem estar
“conectados” entre si e devem trazer o desenvolvimento de uma ideia com sua
apresentação, seus desdobramentos com sua conclusão e encaminhamento para o
parágrafo seguinte.
Uma decorrência natural desse formato de texto seria que um parágrafo, na
média, conteria pelo menos três frases. Contudo, não há uma regra rígida e ao nível
dos parágrafo passa a pesar muito a habilidade do autor. Mesmo assim, no âmbito
da disciplina de Projeto Integrador 1 seria algum muito bem vindo para o
aprendizado do aluno o exercício pessoal de expor suas ideias na forma daquilo que
se expõe nesta seção. Esta pratica consiste de forma bastante geral no
desdobramento de cada uma das ideias do esqueleto de texto apresentado no
exemplo da seção anterior em algo em torno de três frases.

1.6 Chegando ao Nível das Frases


Relativamente às frases caberia apenas algumas observações úteis que
trazem algumas vantagens ao autor durante a redação de seu trabalho:
- Detenha-se a escrever estritamente o necessário. Evite colocar textos
simplesmente para que estes preencham vazios ou produzam volume
em seu trabalho. A armadilha mais óbvia e perigosa deste procedimento
é a construção de textos suscetíveis a erros e pouco atrativos;
- Fuja das frases longas, pois elas levam todos nós facilmente a erros
gramaticais. Pense na ideia que deseja passar e em seguida escreva ela
de forma sucinta e objetiva. Depois que a seção ou capítulo estiverem

18
concluídos então, retorne reflita sobre a possibilidade de unir frases
muito pequenas ou de desdobrar um mais de uma frases aquelas frases
que apesar de seus esforços, ainda ficaram muito extensas;
- Evite gírias pois isso empobrece muito seu texto e realmente não é bem
vindo em textos acadêmico científicos;
- Exercite não escrever frases na primeira pessoa do singular ou do plural.
Busque criar frases sempre no infinitivo. Frases em primeira pessoa
incorrem facilmente em emissão de parecer pessoal (algo perigoso em
um texto acadêmico). Caso deseje realmente, deixe as frases em
primeira para as conclusões de seu trabalho. Lá você estará de fato
emitindo um opinião em cima de algo que foi desenvolvido e aplicado por
você.
- Evite expressões repetidas ou expressos de julgamento de valor (“Este
dados é realmente muito indesejável...”; “O valor observados pelo autor
são drasticamente...”; “É extremamente interessante...”);

Este texto não consiste em uma fórmula única. Pelo contrário, acabei de
escrevê-lo com base em minha experiência e percepções pessoais. Embora julgue
que ele será muito útil para a redação do Projeto Integrador 1, estou certo também
que outros professores também possuem técnicas muito boas para orientá-los nesta
jornada. Contudo, caso experimentem alguma insegurança no desenvolvimento de
seus trabalho, estou de que a leitura das orientações acima lhes dará um ponto de
partida razoavelmente bom..

1.1 Objetivos Geral e Específicos


Ononono

1.1.1 Objetivo Geral


Ononono

1.1.2 Objetivos Específicos


Ononono

19
1.2 Justificativa
Ononon

1.3 Limitações
Ononon

1.4 Estrutura do Trabalho


Ononon

20
2 REVISÃO TEÓRICA
Ononon onononoono.

21
3 TEXTOS EXTRAÍDOS DAS NORMAS DA UFPEL
3.1 Capa
Elemento obrigatório. Deve ser confeccionada conforme modelo deste
arquivo.
Todos os elementos devem ser redigidos em fonte Arial tamanho 12 ou Times
New Roman tamanho 12, centralizados, em negrito e entrelinhas de 1,5cm.

3.2 Folha de Rosto (Obrigatório)


Elemento obrigatório. Devem constar os dados necessários à identificação do
trabalho, a identificação da natureza e a finalidade do trabalho acadêmico.
Todos os elementos devem ser redigidos em fonte Arial tamanho 12,
centralizados, apenas autor e título, em negrito e entrelinhas de 1,5cm. A natureza
do trabalho deve ser com espaçamento simples e recuado 7cm da margem
esquerda.

3.3 Ficha catalográfica


3.4 Errata (Opcional)
3.5 Folha de Aprovação (Obrigatório)
3.6 Dedicatória (Opcional)
Elemento opcional. O autor presta homenagem ou dedica seu trabalho a
alguém.
Deve ser redigida em fonte Arial tamanho 12. Se curta, recuar na margem de
6 cm e no meio da folha. Se longa, texto justificado, entrelinhas de 1,5cm e
parágrafo de 1,25. O título deste elemento pré-textual não deve constar na folha.

3.7 Agradecimentos (Opcional)

3.8 Epígrafe (Opcional)

3.9 Resumo (Obrigatório)


Elemento obrigatório. Conforme ABNT NBR 6028, “é a apresentação concisa
dos pontos relevantes de um documento”. Deve ter de 150 a 500 palavras. Deve ser
redigido em parágrafo único, com verbo na voz ativa e na terceira pessoa do

22
singular. Deve ser composto de uma seqüência de frases concisas, afirmativas e
não de enumeração de tópicos. Deve ressaltar o objetivo, o resultado e as
conclusões do trabalho, assim como o método e a técnica empregada em sua
elaboração. Deve-se evitar: abreviaturas, símbolos, fórmulas, equações e
diagramas. Redigir a referência do trabalho. Citar as palavras-chave após o resumo,
precedidas da expressão “PalavrasChave:”.
A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial
tamanho 12, entrelinhas simples, título centralizado, sem indicativo numérico e texto
justificado, em parágrafo único. A referência citada acima do resumo deve ser
redigida em fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, texto em margem alinhada
à esquerda. Para as Palavras-Chave, redigí-las em letras minúsculas, separadas por
ponto e vírgula. antes do resumo

3.10 Abstract
Elemento obrigatório. Abstract, se em Língua Inglesa ou a língua escolhida
pelo Curso de Graduação ou Programa de Pós-Graduação. Deve conter todos os
dados do resumo traduzido para língua estrangeira, inclusive a referência. Este ca
pítulo não deve constar no sumário.
A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial
tamanho 12, entrelinhas simples, título centralizado, sem indicativo numérico e texto
justificado, em parágrafo único. A referência citada acima do resumo deve ser
redigida em fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, texto em margem alinhada
à esquerda. Para as Palavras-Chave, redigí-las em letras minúsculas, separadas por
ponto e vírgula.

3.11 Lista de Figuras (Opcional)


Elemento opcional. Apresenta os elementos de apoio ao texto: Figuras1, com
suas respectivas paginações.
Elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item
designado pela palavra Figura com seu número específico, a legenda iniciada pelo
tipo de figura a que se refere e respectivo número da página. Este capítulo não deve
constar no sumário.

23
Quando em quantidade expressiva, recomenda-se a elaboração de lista
própria para cada tipo de Figura (Lista de Desenhos, Lista de Esquemas, Lista de
Fluxogramas, Lista de Fotografias, Lista de Gráficos, Lista de Mapas, Lista de
Organogramas, Li sta de Plantas, Lista de Quadros, Lista de Retratos e outras).
Todo o conteúdo deve ser redigido em fonte Arial, t amanho 12, entrelinhas de
1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico.

3.12 Lista de Tabelas (Opcional)


Elemento opcional. Apresenta os elementos de apoio ao texto: Tabelas, com
suas respectivas paginações. Este capítulo não deve constar no sumár io.
Todo o conteúdo deve ser redigido em fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de
1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico.

3.13 Lista de Abreviaturas e Siglas (Opcional)


Elemento opcional. São usadas para evitar a repetição de palavras utilizadas
com freqüência no decorrer do texto. A abreviatura deve compor uma lista, em
ordem alfabética, com a indicação por extenso de seu significado. Este capítulo não
deve constar no sumário.
As abreviaturas e siglas devem ser precedidas do nome por extenso, quando
aparecem no texto pela primeira vez. Os nomes geográficos são utilizados s empre
por extenso, exemplo: São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco. Abre-se uma
exceção aos países conhecidos universalmente pela abreviatura, exemplo: UK
(Reino Unido) ou EUA/ USA (Estados Unidos). Nas referências os meses do ano
devem ser abreviados, segundo Tabela de Abreviatura dos Meses de acordo com a
língua de origem. As abreviaturas das edições são indicadas a partir da segunda
edição, exemplo: 4. ed., 23. ed., etc.
Todo o conteúdo deve ser redigido em fonte Arial, t amanho 12, entrelinhas de
1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico.

3.14 Lista de Símbolos (Opcional)


Elemento opcional. Sinal que substitui o nome de uma coisa ou de uma ação.
Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com o devido significado.
Este capítulo não deve constar no sumário.

24
A formatação deve ser redigida em fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de
1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico.

3.15 Sumário (Obrigatório)


Elemento obrigatório. Conforme ABNT NBR 6027, “é a enumeração das
seções de uma publicação, na mesma ordem e grafia do texto”. Sua localização é
como último elemento pré-textual. Se mais de um volume, o sumário deve ser
incluído em todos os volumes, de forma que se tenha conhecimento de todo
conteúdo, independente do volu me consultado.
Todo o conteúdo deve ser redigido em fonte Arial, t amanho 12 e entrelinhas
de 1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico.
Nota: não confundir sumário com índice. Índice é uma lista de palavras ou
frases, ordenadas alfabeticamente, no final do documento, que remete às
informações contidas no texto.

4 ELEMENTOS TEXTUAIS

4.1 Introdução (Obrigatório)


Elemento obrigatório. O autor deverá apresentar em linhas gerais, o que o
trabalho apresenta no corpo do texto, baseando-se nos capítulos e subcapítulos.
Deve expor uma visão global dos elementos necessários para sua compreensão:
tema do trabalho, delimitação e relevância, natureza e importância, exposição do
assunto, objetivos e hipó teses, revisão de literaturas (esta pode estar em capítulo à
parte) e metodologia adotada. Fazer uso da Numeração Progressiva → Exemplo de
uso.

4.1.1 Alíneas
Para uso de alíneas após o título da seção, redigir um texto para então iniciar
as alíneas, texto este finalizado por dois pontos:
a) a primeira alínea deve ser iniciada por letra minúscula e terminada por
ponto e vírgula;

25
b) a segunda alínea deve ser iniciada também por letra minúscula e
terminada por ponto e vírgula. A margem das alíneas deve ser abaixo do
texto das mesmas;
c) a última alínea também deve ser iniciada por letra minúscula e finalizada
por ponto.

4.1.2 Subalíneas
Para uso de subalíneas após o título de uma alínea, deve ser finalizada por
dois pontos:
a) a primeira subalínea deve ser iniciada por travessão e finalizada por
ponto e vírgula:
- as subalíneas são estas iniciada s por travessão e finalizadas por
ponto e vírgula;
- as subseqüentes são da mesma for ma;
- a última é finalizada por ponto e vírgula se as alíneas forem
continuadas;
b) a última subalínea é finalizada por ponto, se as alíneas não forem
continuadas. Alíneas devem seguir formato apresentado abaixo:
- Primeiro item da alínea, primeiro item da alínea, primeiro item da
alínea, primeiro item da alínea, primeiro item da alínea, primeiro item
da alínea, primeiro item da alínea;
- Segundo item da alínea, segundo item da alínea, segundo item da
alínea;
- Terceiro item da alínea, terceiro item da alínea.
A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte arial
tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, parágrafo de 1,25cm e texto justificado. Dev e ter
indicativo numérico e constar no sumário.

4.2 Desenvolvimento (Obrigatório)


Elemento obrigatório. É a parte principal do trabalho acadêmico e se
caracteriza por possuir uma especifica composição. Deve retratar o conhecimento
do tema acumulado ao longo de uma vasta pesquisa em linguagem culta e técnica
observando as regras gramaticais vigentes. Para os cursos que seguem como

26
capítulos uma estrutura diferenciada para organizar o desenvolvimento, pode ser
adotado, em capítulos independentes: objetivos de estudo, revisão de literatura,
metodologia, análise de dados e discussão dos resultados ( Níveis de descrição: em
capítulos ou em capítulos não convencionais). Fazer uso da Numeração
Progressiva.
Citações longas devem seguir regras específica conforme formato abaixo:

A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho, qual seja:


fonte arial tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, parágrafo de 1,25cm e texto
justificado. Deve ter indicativo numérico e constar no sumário.• Conclusão
ou Considerações Finais (Obrigatório)

Exemplos de Figuras (veja Figura 1):

Figura 1 Registro da aula inaugural de 2013


Fonte: repositório de imagens do curso de Engenharia de Produção/UFPel

Exemplo de Tabela (Veja ):


Tabela 1 Tabela com exemplos de dados
g h i
a 200 3 600
b 150 2 300
c 500 1 500

Fonte: FULANO (2014)

27
4.3 Conclusão ou Considerações Finais (Obrigatório)
Elemento obrigatório. É a parte final do trabalho,onde são retomados os
resultados da pesquisa de forma clara, objetiva e resumida, confirmando ou
negando hipóteses levantadas na introdução, sem, contudo, acrescentar nenhum
dado novo. Pode conter sugestões para estudos futuros. Fazer uso da Numeração
Progressiva.
A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho : fonte Arial
tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, parágrafo de 1,25cm e texto justificado. Dev e ter
indicativo numérico e constar no sumário.

4.4 Referências (Obrigatório)


Elemento obrigatório. Conforme ABNT NBR 6023, “é o conjunto padronizado
de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação
individual”. Tem como objetivo apresentar e orientar elementos que identificam
documentos em diferentes suportes ou formatos utilizados para a elaboração de
trabalhos acadêmico s. Usar a expressão Referências. Devem ser listadas em
ordem alfabética única de sobrenome e nome do autor e título, observando os
demais elementos da referência como: local, editora e data . Este capítulo não
recebe a indicação de numeração progressiva.
Quanto à formatação, deve ser em fonte Arial, tamanho 12, título centralizado,
sem indicativo numérico, entrelinhas simples, com margem alinhada à esquerda.
Devem ser separadas entre si por dois espaços simples. Deve constar no sumário.

4.5 Glossário (Opcional)


Elemento opcional. Tem o objetivo de definir palavras ou expressões técnicas
de uso restrito ou de sentido obscuro, utilizados no texto. Deve ser elaborado em
ordem alfabética após as referências. Este capítulo não recebe a indicação de
numeração p rogressiva.
A formatação segue a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial,
tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, título centralizado, sem indicativo numérico e
texto justificado. Deve constar no sumário.

28
4.6 Apêndices (Opcional)
Elemento opcional. Todo material elaborado pelo autor, complementar ao
texto, imprescindível a sua compreensão. Este capítulo não recebe a indicação d e
numeração progressiva. Devem ser mencionados, no texto, usando o termo
Apêndicesseguido de sua letra correspondente.
A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial,
tamanho 12. Deve ser colocada em uma página em branco apenas com o termo
indicativo Apêndices, centralizado na folha. Cada Apêndice recebe uma letra em
seqüência alfabética, com o tí tulo correspondente, centralizado. Deve constar no
sumário.

4.7 Anexos (Opcional)


Elemento opcional. Todo material não elaborado pelo autor. Este capítulo não
recebe a indicação de numeração progressiva. Devem ser mencionados no texto,
usando o termo Anexos, seguido de sua letra correspondente.
A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial,
tamanho 12. Deve ser oclocada em uma página em branco apenas com o termo
indicativo Anexos, centralizado na folha. Cada Anexo recebe uma letra em
seqüência alfabética, com o tít ulo correspondente, centralizado. Deve constar no
sumário.

29
5 REFERÊNCIAS
ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14001 -
Sistemas de gestão ambiental – Especificação e diretrizes para uso. Rio de Janeiro:
ABNT, 1996.
ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 9001:2000
- Sistemas da qualidade – Modelo para garantia da qualidade em projeto,
desenvolvimento, produção, instalação e serviços associados. Rio de Janeiro: ABNT,
2000.
BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. Norma regulamentadora nº 4 : serviços
especializados em engenharia de segurança e em medicina do trabalho. Diário
Oficial da União, Brasília, DF, 2 ago. 2007. Disponível em:
<http://www.mte.gov.br/legislacao/normas_regulamentadoras/nr_04a.pdf>. Acesso
em: 1 set. 2007.
FRANZ, L.A.S.. Análise crítica de um projeto Seis Sigma em uma indústria
petroquímica. Dissertação de mestrado em Engenharia de Produção. Universidade
Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, 2003.
IBGE. Pesquisa Mensal de Emprego. Comunicação Social, 21 de julho de 2005
Disponível em:
<http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?
id_noticia=409&id_pagina=1> Acessado em Setembro de 2008.
MASCHIO, A.; BALLARDIN, L.; FRANZ, L.A.S.; SAURIN, T.A. Análise das interfaces
entre modelos causais de acidentes: estudo de caso no setor de manutenção de um
hospital. In: XXVI Encontro Naconal de Engenharia de Produção, 2006, Fortaleza.
Anais do XXVI Encontro Naconal de Engenharia de Produção, 2006.
ZOCCHIO, A.. Prática da prevenção de acidentes: ABC da segurança do trabalho.
São Paulo: Editora Atlas, 7 ed., 2002.

30
APÊNDICE A
Esquema usado para auxiliar na entrevista de avaliação do modelo preliminar
de avaliação autônoma.

31
32
ANEXOO
Quadro com a relação dos recursos que obtiveram alguma pontuação durante
a classificação, e que deram suporte para a análise dos dados.

33
34

Interesses relacionados