Você está na página 1de 31

Direito

Administrativo

facebook.com/professoratatianamarcello
facebook.com/tatiana.marcello.7

@tatianamarcello


AGENTES PÚBLICOS

Prof.ª Tatiana Marcello

Conceitos Introdutórios

•  Órgãos públicos da União, dos Estados,


do Distrito Federal e dos Municípios.
Administração
Direta

•  Autarquias (Ex. INSS, BACEN)


Administração •  Fundações Públicas (Ex. IBGE, FUNAI)
•  Empresas Públicas (Ex. CEF, Correios)
Indireta •  Sociedades de Economia Mista (Ex.
BB,Petrobrás)
Agentes Públicos
•  Agente público é toda pessoa que desempenha atividade administrativa,
temporária ou não, com ou sem remuneração.

•  Agente Público é a expressão mais ampla para designar de forma genérica aqueles
sujeitos que exercem funções públicas. Quem quer que desempenhe funções
estatais é um agente público enquanto as exercita.
Agentes
Públicos

Agentes Administrativos Particulares em Agentes Militares


Agentes Políticos colaboração
(Servidores Estatais ou (Agentes (Estatuto/Lei
Servidores Públicos em honoríficos) Específica)
sentido amplo)

Servidores
Servidores Empregados Temporários
Públicos Públicos
(Contrato prazo
(Estatuários) (Celetistas)
determinado)

cargo emprego função


público público pública
Servidores Públicos Empregados Públicos Servidores Temporários

Cargos Públicos (efetivos


Empregos Públicos Função Pública
ou em comissão)

Regime Estatutário ou Regime Celetista ou Contrato com prazo


Legal (Ex.: Lei 10.098/94) Trabalhista (CLT) determinado

Administração Direta, Empresas Públicas e Soc.


Autarquias e Fundações de Economia Mista
Lei nº 10.098/1994
(Estatuto dos Servidores Públicos
Civis do Estado do Rio Grande do
Sul)

Prof.ª Tatiana Marcello

Lei nº 10.098/1994
•  A Lei nº 10.098/1994 é chamada de Estatuto do Servidor Público Civil do Estado do
Rio Grande do Sul e regula o regime jurídico único dos servidores do Estado, sendo
que cada ente federativo (União, Estados, Municípios, Distrito Federal) terá um
Estatuto próprio.

•  “Art. 1º - Esta lei dispõe sobre o estatuto e o regime jurídico dos servidores públicos
civis do Estado do Rio Grande do Sul, excetuadas as categorias que, por disposição
constitucional, devam reger-se por estatuto próprio”.
Disposições Preliminares

•  Art. 2º. Servidor - pessoa legalmente investida em cargo público.

•  Art. 3º. Cargo público - conjunto de atribuições e responsabilidades cometidas a um


servidor, mediante retribuição pecuniária paga pelos cofres públicos.
Os cargos públicos são:

Ø criados por lei (sempre, sem exceção);
Ø em número certo;
Ø com denominação própria (ex.: Técnico Tributário da Receita Estadual; Auditor da Receita
Estadual, Assistente Administrativo Fazendário...)
Ø acessíveis a todos os brasileiros que preencham os requisitos legais para a investidura e
aos estrangeiros na forma da Lei Complementar (LC 13.763/11);
Ø para provimento em caráter efetivo ou em comissão.

•  É proibida a prestação de serviços gratuitos, salvo os casos previstos


em lei.
Não são
de carreira
Carreira (regra) Cargo Público
Isolado(exceção)

Preferencialmen
te para
Promoções Efetivo Comissão servidores
grau a grau efetivos

Concurso Público Livre nomeação e exoneração


(assistência, chefia e
(provas ou provas e títulos) assessoramento)
Merecimento e
Antiguidade
Alternadamente Sem
Estabilidade
estabilidade
Requisitos para o ingresso no serviço público:

I - a nacionalidade brasileira;

II - estar quite com as obrigações militares e eleitorais;


III - idade mínima de 18 anos;


IV - aptidão física e mental;


V - estar no gozo dos direitos políticos;


VI - ter atendido às condições prescritas para o cargo.



Sobre os requisitos anteriores:
•  Exigível a comprovação dos requisitos no momento da posse!

•  De acordo com as atribuições peculiares do cargo, poderão ser exigidos outros


requisitos a serem estabelecidos em lei.

•  Aptidão física e mental (exames médicos) – Antes da posse, o candidato passará por
inspeção médica realizada pelo órgão de perícia oficial. Candidatos julgados
temporariamente inaptos poderão requerer nova inspeção médica, no prazo de 30
dias, a contar da data que dela tiverem ciência.
PROVIMENTO

•  Provimento é o ato administrativo pelo qual a pessoa física vincula-se à


Administração Pública ou a um novo cargo, para prestação de um serviço.

•  Importante: A investidura em cargo público ocorrerá com a posse.


•  Formas de provimento de cargo público: NAR4

Nomeação
Aproveitamento
Readaptação
Reversão
Reintegração
Recondução

Nomeação

•  Nomeação é forma originária de provimento de cargo público por pessoa física e pode
ser:

Ø Nomeação em comissão – quando se tratar de cargo de confiança (de livre nomeação e


exoneração).

Ø Nomeação em caráter efetivo – quando se tratar de candidato aprovado em concurso


público para provimento em cargo efetivo de carreira ou isolado.

Estágio Estabilidad
Concurso Nomeação Posse Exercício Promoção
Probatório e
•  Concurso Público

•  Será de provas ou de provas e títulos (títulos que tenham relação direta com as
atribuições do cargo, não podendo somar mais de 25% do total dos pontos).

•  A nomeação obedecerá rigorosamente à ordem de classificação dos aprovados, salvo


opção do candidato por última chamada.

•  Validade de até 2 anos, prorrogáveis uma única vez, por igual período, no interesse da
Administração.

•  Não se abrirá novo concurso enquanto houver candidato aprovado em


concurso anterior com prazo de validade não expirado.
•  Posse

•  É a aceitação expressa do cargo: aprovada em concurso público e nomeada, a pessoa


terá direito subjetivo à posse, que dar-se-á pela assinatura do respectivo termo.

•  A posse deve ocorrer no prazo de 15 dias contados do da nomeação (prorrogável por


mais 15, a pedido do interessado), sob pena desta se tornar sem efeito a nomeação.

•  A posse poderá dar-se mediante procuração específica.


•  Exercício

•  É o efetivo desempenho das atribuições do cargo.

•  O servidor deverá entrar em exercício em até 30 dias contados da posse, sob pena de
sob pena de tornar-se sem efeito sua nomeação.

•  Compete à chefia imediata da unidade administrativa onde for lotado o servidor, dar-
lhe exercício.

•  Estágio Probatório

•  Segundo expresso no Estatuto (art. 28), estágio probatório é o período de 2 (dois) anos
em que o servidor, nomeado em caráter efetivo, ficará em observação e durante o qual
será verificada a conveniência ou não de sua confirmação no cargo. (Vide art. 6.º da
Emenda Constitucional Federal n.º 19/98)

ATENÇÃO, esse prazo é inconstitucional, já que após a EC 19/98, o prazo de estágio


probatório seria equivalente aos 3 anos da estabilidade.

Além disso: Decreto nº 44376/2006: Art. 1º - Estágio Probatório é o período de três anos
de exercício do servidor nomeado para o cargo de provimento efetivo.


•  Durante o estágio probatório será verificada a conveniência ou não da
confirmação no cargo ao servidor, mediante a apuração dos seguintes Fatores:
PERDA
Produtividade
Eficiência
Responsabilidade
Disciplina
Assiduidade

•  O servidor não aprovado no estágio probatório será exonerado ou, se estável,


reconduzido ao cargo anteriormente ocupado.

•  A inabilitação no estágio dependerá de processo administrativo prévio (não é disciplinar


PAD)

•  Observações:
1. É admitido que a pessoa opte pelo retorno ao cargo de origem.
2. Em regra, se fizer concurso para novo cargo, haverá novo estágio probatório.
3. Pode exercer cargo em comissão ou função de confiança.
•  Estabilidade (diferente de efetividade)

•  Art. 30 - O servidor nomeado em virtude de concurso, na forma do artigo 12, adquire


estabilidade no serviço público, após dois anos de efetivo exercício, cumprido o estágio
probatório. (Vide art. 6.º da Emenda Constitucional Federal n.º 19/98)

Ø Segundo o Estatuto: O servidor público estável só perderá o cargo em virtude de:


a) sentença judicial transitada em julgado ou
b) processo administrativo disciplinar no qual lhe seja assegurada ampla defesa.

•  Segundo a CF: o servido poderá perder o cargo, também, mediante procedimento de c)


avaliação periódica de desempenho, na forma de lei complementar, assegurada ampla
defesa; d) despesa de pessoal acima dos limites legais.
•  Promoção

•  Promoção é a passagem do servidor de um grau para o imediatamente superior, dentro


da respectiva categoria funcional.

•  Ocorre apenas nos cargos que possuem planos de carreira, sendo que os critérios para a
promoção são merecimento e antiguidade, alternadamente.


15 dias
Até 30 dias
(+ 15)
3 anos
“PERDA”
Estágio
Concurso Nomeação Posse Exercício Probatório
Estabilidade Promoção
Readaptação

•  Readaptação é a forma de investidura do servidor estável em cargo de atribuições e


responsabilidades mais compatíveis com sua vocação ou com as limitações que tenha
sofrido em sua capacidade física ou mental, podendo ser processada a pedido ou “ex-
officio”.

•  A readaptação será efetivada, sempre que possível, em cargo compatível com a aptidão do
servidor, observada a habilitação e a carga horária exigidas para o novo cargo (se
vencimento inferior = será assegurado a $ do cargo anterior).
Reintegração

•  Reintegração é o retorno do servidor demitido ao cargo anteriormente ocupado, ou ao


resultante de sua transformação, em conseqüência de decisão administrativa ou judicial,
com ressarcimento de prejuízos decorrentes do afastamento.

•  Se o cargo tiver sido extinto, o servidor ficará em disponibilidade.

•  Se o cargo encontrar-se provido, o seu eventual ocupante será:


a) reconduzido ao cargo de origem, sem direito à indenização ou
b) aproveitado em outro cargo, ou, ainda, posto em
c) disponibilidade.
Reversão

•  É o retorno à atividade do servidor aposentado por invalidez, quando verificada, por junta
médica oficial, a insubsistência dos motivos determinantes da aposentadoria.

•  O servidor que reverter terá assegurada a retribuição correspondente à situação funcional


que detinha anteriormente à aposentadoria e far-se-á, a pedido ou “ex-officio”, no mesmo
cargo ou no resultante de sua transformação.

•  O servidor com mais de 60 anos não poderá ter processada a sua reversão.
Aproveitamento

•  Aproveitamento é o retorno à atividade de servidor em disponibilidade e será feito


obrigatoriamente, em cargo de atribuições e vencimentos compatíveis com o
anteriormente ocupado.

•  O servidor estável ficará em disponibilidade quando o cargo é declarado desnecessário


ou for extinto, até seu adequado aproveitamento em outro cargo (que poderá ser nos
órgãos ou entidades da Administração Pública estadual), recebendo a remuneração do
cargo + vantagens permanentes, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.

Está disponível? Vou aproveitar!


Recondução

•  É o retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado. Ocorrerá em 2


hipóteses:

•  Obtenção de resultado insatisfatório em estágio probatório relativo a outro cargo

•  Reintegração do anterior ocupante


Funk do Provimento

N de Nomeação, é por aí que eu to dentro


Se ficar disponível, vai ter Aproveitamento

R de Reversão, retornou o aposentado


Fez Readaptação, porque ficou bem limitado

Na Reintegração, foi demitido injustamente


E na Recondução, rodou no estágio, minha gente?!