Você está na página 1de 27

manoel neves

mudanças
na R E d a ç ã o
DO ENEM
Entenda como a banca avaliadora
vai corrigir a sua prova
olá,
Tudo bem com você? Meu nome é Manoel Neves. Sou professor de Língua
Portuguesa e trabalho, há mais de 10 anos, com o ensino de Redação em pré-
vestibulares. Tenho formação em Letras, Literatura e especialização em Linguagens.

candidato! Mais do que um ofício, estudar a língua portuguesa é uma grande paixão na minha
vida: há muito tempo, venho me especializando na preparação dos alunos para
alcançarem a tão sonhada nota 1.000 na redação do ENEM.

Tenho o maior orgulho em dizer que já perdi a conta de quantos alunos chegaram lá.
Quer saber de uma coisa? Com estudo, preparação e foco, você pode ser o próximo.

Ano passado, em parceria com meu amigo Marcelo Batista, escrevi o livro “Redação
e atualidades para o ENEM: 12 eixos temáticos” e foi por meio desse trabalho
que acabei conhecendo a galera do Salto. Começamos gravando uma série para
o Youtube - Hora de Morfar -, em que falo sobre como a nova banca corretora
avalia as cinco competências da redação do ENEM. Essa websérie deu origem a
este e-book. Espero que ele ajude muito nos seus estudos.

No mais, acredito que a gente vai se ver muito ainda. Afinal, em parceria com
o pessoal de O Salto, posso garantir que tem muita coisa bacana vindo por aí.

Aquele abraço,

manoel neves Manoel Neves


/osalto @osalto /vamos.saltar
A Redação do Enem vale 1.000 pontos e o seu texto é avaliado
por dois corretores. Entenda, de uma vez por todas, como
acontece essa correção.

a) Cada um dos avaliadores atribuirá uma nota, múltipla de


40, de zero a 200, a cinco itens [denominados competências];
b) sua nota será formada pela média da soma das duas notas
atribuídas;
c) quando a diferença entre a nota dos corretores for superior
a 100, seu texto passará por um terceiro ou por um quarto
corretor; então, a nota final será feita pela média das notas
mais próximas;
d) quando houver diferença superior a 40 pontos em uma
competência, seu texto será avaliado por um terceiro ou
quarto corretor.
as mudanças são
top das galáxias!
Desde 2017, a Fundação VUNESP/FGV passou a ser

n ’ t
responsável por corrigir as redações do Exame Nacional

do
do Ensino Médio (ENEM). Apesar de muita gente ter ficado
de cabelo em pé com a notícia, a troca de banca foi muito

!
favorável para você, aluno. Afinal, a nova banca é bem

n i c
mais clara na forma como avalia cada umas das cinco

pa
competências da sua redação do que as bancas anteriores.

atenção!
Em junho de 2018, o ENEM comunicou que quem vai corrigir a redação este ano será a
FGV e não a VUNESP, como estávamos esperando. O que isso muda para você? NADA.
A banca faz parte do mesmo consórcio aplicador do Exame Nacional do Ensino Médio,
formado por FGV, VUNESP e CESGRANRIO. As regras continuam as mesmas, os moldes de
avaliação também. Todos as informações deste ebook permanecem super atuais.
que história O ENEM avalia a sua redação em cinco competências
ou critérios. Basicamente, os corretores querem ver sua

é essa de
capacidade de escrever dentro da norma culta-padrão,
ficar dentro do tema, defender bem o seu ponto de vista,
estruturar um texto dissertativo-argumentativo e fazer

competência
uma conclusão exemplar.

Nas próximas páginas, vou detalhar melhor cada uma


das competências, e você vai entender muito bem a
forma como a banca corretora avalia cada uma delas e
tudo o que você precisa estudar para ficar bem afiado.
Lembrando: cada um dos critérios vale 200 pontos, e
você é avaliado em seis níveis (0, 40, 80, 120, 160, 200).
Quanto mais exigências cumprir em cada competência,
maior é a sua nota.
O QUE DIZ O MANUAL?

competência A competência 1 avalia o domínio da modalidade escrita


formal da língua portuguesa.

MOSTRE QUE VOCÊ DOMINA


O QUE DIZ O MANOEL?
A NORMA CULTA
Para a banca corretora, o domínio do padrão culto está
diretamente relacionado a cinco elementos:

h e g a n d o
c he g a c a) Aspectos gramaticais: concordâncias verbal e nominal,

o m i n a r ! flexão de nomes e de verbos, regência, colocação pronominal,


pra d pontuação;

b) Convenções de escrita: acentuação, uso do hífen,


separação de sílabas, ortografia, emprego de maiúsculas e
de minúsculas;

c) Organização sintática: frases completas (com


sujeito, verbo e complemento) e uso adequado de
elementos coesivos, tais como a preposição;

d) Escolha de registro: ausência de marcas da língua


falada, tal como “coisa”, “tipo” e “pra”;
o que COMO
estudar? estudar?
Acentuação gráfica; Questões fechadas de múltipla
emprego da vírgula; escolha;

uso da crase; peça para alguém digitar


redações, retirando ora a vírgula,
concordância com ora os acentos, ora a crase;
sujeito simples.
justifique, em seus textos,
o emprego de acento, da
crase e da vírgula.
Evite coloquialismos: coisa [use: algo, elemento, aspecto, objeto, item,
ente, ser, utensílio, episódio, evento, circunstância, condição, entre outros];
pra [para]; tá [está];

Substitua as conjunções “e” e “mas”: além disso, ademais, outrossim,


bem como; mas: porém, entretanto, no entanto, todavia, contudo].

Evite verbos de sentido genérico como “dar”, “fazer” e “colocar”;

se você errar uma palavra, frase, acento, sinal de pontuação, passe


um traço por cima daquilo que quer anular e continue escrevendo
normalmente.

Para não repetir as palavras-chave do temaeducação], use sinônimos


[ ensino], palavras de sentido próximo [aprendizagem], palavras de sentido
específico [aula], palavras de sentido genérico [atividade].
competência
MANTENHA-SE DENTRO
DO TEMA PROPOSTO
O QUE DIZ O MANUAL?
Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das
várias áreas do conhecimento, dentro dos limites estruturais
do texto dissertativo argumentativo em prosa.

O QUE DIZ O MANOEL?

A.
Compreender a proposta de redação é ficar dentro
do tema. Para isso, você precisa identificar as

co m
palavras mais importantes, que indicam:

cuid a d o • núcleo do tema;

a fu g a ! • contextualização [espacial ou temporal];


• técnica.
exemplos:
ENEM-2017
Desafios (técnica = problemas) para a formação educacional
(núcleo) de surdos (núcleo) no Brasil (contextualização).

ENEM-2016
Caminhos para combater (técnica = solução de problemas)
a intolerância religiosa (núcleo) no Brasil (contextualização)

ENEM-2016
Caminhos para combater (técnica) o racismo (núcleo) no Brasil
(contextualização)

ENEM-2015
A persistência (núcleo) da violência (núcleo) contra a mulher
(núcleo) na sociedade brasileira (contextualização)

atenção!
Quando o aluno não identifica as palavras-chave ou não apresenta,
na introdução e no desenvolvimento, esses elementos, ele tangencia
o tema e perde, imediatamente, 160 pontos na competência 2;
B.
Aplicar conceitos de várias áreas do conhecimento consiste
em apresentar elementos socioculturais na introdução e no
desenvolvimento.

A banca corretora tem preferência por pensamentos de


filósofos e de sociólogos, bem como informações históricas
e dados extraídos de jornais, de revistas, de site e de órgãos
oficiais, tais como ONU, IBGE e IPEA;

C.
A avaliação dos limites estruturais do texto dissertativo-
argumentativo ocorre por intermédio da identificação
das três etapas essenciais da argumentação no texto:
introdução, argumentação e conclusão.
o que COMO
fazer? estudar?
Sua redação precisa estar estruturada em quatro Para fixar as estruturas avaliadas
parágrafos: uma introdução, dois argumentos e na redação do ENEM, experimente
uma conclusão. Essa estrutura, por si só, já assegura escrever duas redações por semana.
120 pontos, dos 200 possíveis.
Após a correção, tente reescrever
Para ficar dentro do tema: os textos, eliminando os problemas
apontados pelo corretores, com vistas
Identifique as palavras-chave; a melhorar suas habilidades de escrita.

apresente, nos três parágrafos iniciais, termos


correspondentes [sinônimos, palavras do mesmo
campo semântico, entre outros];
apresente, nos três parágrafos iniciais da redação,
elementos socioculturais que tenham conexão
com o tema e com seus argumentos.
Para não repetir as palavras-chave do tema [educação],
use sinônimos [ensino], palavras de sentido próximo
[aprendizagem], palavras de sentido específico [aula],
palavras de sentido genérico [atividade];

use, no mínimo, dois elementos socioculturais no seu


texto: de preferência, um em cada argumento.
competência 3 O QUE DIZ O MANUAL?
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações,
prepare um projeto de texto fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

O QUE DIZ O MANOEL?


A competência 3 avalia se o aluno foi capaz de construir
um projeto de texto, que a banca corretora define como:

A. um planejamento que se mostra claro ao final


da leitura do texto;

B. um esquema que se deixa perceber pela


organização dos argumentos.

De modo geral, os corretores vão avaliar dois aspectos


da sua redação: a macro e a microestrutura.
A macroestrutura consiste na A microestrutura consiste na organização dos
organização global do seu texto: parágrafos intermediários de sua redação, ou seja,
de seus desenvolvimentos. Para tanto, você precisa:
a) na introdução, além do tema parafraseado,
indique quais são os dois argumentos que
a) apresentar a ideia [retomar, em cada parágrafo,
serão debatidos na redação;
um dos itens da tese];
b) no desenvolvimento, retome e amplie
b) provar que aquilo que você fala está ancorado
cada um dos componentes da tese;
no real [usar elementos socioculturais detalhados
a fim de convencer o leitor de que seu argumento
c) na conclusão, solucione o(s)
é consistente];
problema(s) debatido(s) nos argumentos.
c) analisar a prova e conectar suas análises com
a ideia geral do parágrafo.
o que COMO
estudar? estudar?
Filosofia; Leitura;
sociologia; fichamento;
Constituição; escrita de redações.
Leis;
livros e revista que façam
análises de temas relevantes
para a prova do ENEM.
Antes de escrever sua redação, faça um planejamento do que vai
ser dito em cada um dos argumentos;
levante provas para cada argumento apresentado na redação;
quando você apresentar conhecimentos socioculturais na
introdução, retome-os no desenvolvimento ou na conclusão;
solucione os problemas apresentados no desenvolvimento.
competência 4 EXPECTATIVA DA BANCA

construa BEM A SUA


ARGUMENTAÇÃO

aten ç ã o !
Est a m o s
b r a s .
em o
A imagem acima mostra a expectativa
da banca corretora acerca de ONDE
deve haver articuladores.
O QUE DIZ O MANUAL?
Demonstrar conhecimento dos mecanismos atenção!
linguísticos necessários para a construção Na imagem, não estão indicados
OS ARTICULADORES que devem ser
da argumentação.
usados, mas ONDE devem ser usados.
O QUE DIZ O MANOEL?
A competência 3 avalia se o aluno foi capaz de construir
um projeto de texto, a banca corretora espera que:

1. Todos os parágrafos estejam ligados uns


aos outros; sendo assim, você deve iniciar
o segundo, o terceiro e o quarto parágrafo
por articulador;

2. Todas as frases estejam ligadas umas às


outras. Resumindo: você deve ligar todos
os parágrafos e todas as frases da redação!
o que COMO
estudar? estudar?
Conjunções coordenadas; Leia redações que obtiveram nota
máxima em 2016 e em 2017;
conjunções subordinadas;
Faça exercícios sobre uso de
estratégias de organização textual:
conjunções coordenadas e
causa, consequência, concessão/
subordinadas.
confronto/adversidade, condição,
explicação e exemplificação.
Em vez de usar pronomes isolados de retomada [esse, este,
mesmo], use pronome seguido de substantivo [esse ato, tal ação,
mesmo assunto];

O articulador a ser usado no início do terceiro parágrafo depende


do articulador usado no início do segundo parágrafo [em primeira
análise/em segunda análise; em primeiro lugar/em segundo lugar;
de um lado/de outro lado; por um lado/por outro lado].
competência 5
O QUE DIZ O MANUAL?
Elaborar proposta de intervenção
para o problema abordado

FINALIZE COM UMA PROPOSTA


O QUE DIZ O MANOEL?
DE INTERVENÇÃO
Construa uma frase na qual sejam
respondidas as perguntas:
Quem?; Como?;
O quê?; Para quê?

Além dessas etapas, você precisa detalhar a


Proposta de Intervenção. O mais comum é
detalhar o modo/meio/como.

Para tanto, você pode:


exemplificar explicar
especificar justificar
como construir
A SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

QUEM: é o agente social — aquele responsável DETALHAMENTO: deve ser feito imediatamente
por resolver problemas. Exemplos: Ministério após a indicação do modo/meio/como:
da Educação, Família, ONGs, Escolas, Empresas
a) construção de oração adjetiva [iniciada,
Privadas, Mídia, Ministério do Trabalho.
preferencialmente, por “que” ou “o qual”];
b) construção de oração causal [iniciada,
O QUÊ: é a ação interventora em si. preferencialmente, por “já que” ou “uma vez que”
Exemplos: debates, criação de disciplinas, ou “visto que” ou “haja vista que”];
merchandising social, fiscalização, eventos
c) construção de sequência de exemplo [iniciada,
socioculturais.
preferencialmente, por “como” ou “tal como”].

COMO: é o modo como a ação será posta em


PARA QUÊ: é a finalidade ou efeito da proposta;
prática. Em geral, essa etapa é indicada por meio
em geral, essa etapa é articulada por meio de
de articuladores como: por meio de, por intermédio
articuladores como: para, para que, a fim, a fim de
de, mediante.
que, com vistas a, com o objetivo de.
Palavras como “consciência”, “conscientizar” e “conscientização”
[na ação interventiva] anulam a proposta de intervenção [ou seja,
levam sua nota da competência cinco para zero];
as formas verbais no futuro do pretérito [deveria, seria, faria,
tornaria] levam sua nota para 80 [ou seja, fazem você perder
120 pontos na competência 5];
é preferível construir duas propostas de intervenção:
uma completa e detalhada e outra incompleta.
Chegamos ao final do nosso ebook
“Mudanças na redação do Enem”.

Gostou do material?
Então, não deixe de acompanhar
o Salto nas redes sociais. Lá, você
encontra muitos outros conteúdos
fenomenais para estudar.

Aquele abraço,
Manoel Neves
o QUE É o salto
O Salto é uma plataforma de ensino
brasileira que conjuga conhecimento
científico com uma linguagem atual e
super cool. Gifs, memes, cenas de filmes,
emoticons e muito mais. Quando você
menos percebe, já está aprendendo.

/osalto @osalto /vamos.saltar