Você está na página 1de 11

TREINAMENTO TÉCNICO

N.ºCETEC.656
Página: 1 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

Nº Índice Data Alteração/Observações


0 05/01/9 Liberação do CETEC.656 - Manual de Balanceamento Estático
8

Elaborado Visto Aprovado visto Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Márcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 2 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

MANUAL
DE
BALANCEAMENTO
ESTÁTICO

DISE/DECA/CETEC

Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 3 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

ÍNDICE

1 - Distorcimento da Estrutura................................................................................ 04

2 - Balanceamento da Cabina..................................................................................... 08

Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 4 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

O presente manual tem por objetivo, informar quanto o “distorcimento” da


estrutura da cabina, além de orientar quanto ao balanceamento da mesma,
citando detalhes de instalação que facilitam o serviço.

1 - DISTORCIMENTO DA ESTRUTURA

1.1 - Quando é efetuada a montagem da estrutura da cabina, normalmente são


observados os esquadros, conforme mostra a figura 1.

Figura 1

Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 5 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

1.2 - Simultaneamente, devem ser observados os ângulos retos (ângulo de 90


graus), formados pelos perfis A e B, que servem para fixação do conjunto
operador porta com a travessa superior, em um plano paralelo à plataforma da
cabina, como ilustra a figura 2.

Figura 2

Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 6 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

1.2.1 - Este procedimento é indispensável para que o conjunto operador de porta


fique devidamente centralizado, ou seja, que o centro da abertura útil do
operador coincida com a respectiva posição traçada na soleira da cabina. A
figura 3 mostra o detalhe citado.

Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 7 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

Figura 3
1.2.2 - Quando não é observado o detalhe citado no parágrafo anterior, quase
sempre a furação para a fixação do conjunto operador não coincide com a
posição das respectivas porcas soldadas na estrutura.

DICA: Para evitar-mos muito esforço físico e trabalho na instalação do


operador, podemos colocar um sarrafo do pavimento até a frente da cabina
e apoiar-mos o operador em cima (servirá como braço de alavanca). Com o
comando sobe-desce subir ou descer a cabina até que os furos da
estrutura coincidam com os furos do operador ( figura 4).

Figura 4

Nota: Os procedimentos aqui descritos são válidos para todas as


estruturas.: AC,AL e EV.
Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório
DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 8 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

2 - BALANCEAMENTO DA CABINA

Os procedimentos a seguir são válidos apenas para elevadores de 120,


150 e 180 m/min.

Durante a sequência de montagem, o momento mais indicado para


executar o serviço de balanceamento de cabina é após a instalação dos cabos
de compensação e antes do balanceamento do conjunto elevador.

É indispensável a execução deste serviço antes da colocação das placas


e dispositivos de arraste (caso AC e AL), caso contrário, poderá haver
necessidade de reposicionamento das corrediças (implicando na recolocação
das placas e dispositivos de arraste).

Pré-requisitos:

1- Instalar a viga U cod. 3Z113R1, para tanto, a viga U deve ser montada
provisóriamente e fixada pelos parfusos dos amortecedores de cabina (figura 5).

Nota: Marcar e furar a cantoneira com a broca de 12mm de diâmetro.


Fixar devidamente com parafusos de bitola de 10X30 e porca.

2- Posicionar a cabina na altura da metade da caixa de corrida.

3- Montar um andaime abaixo da cabina, servindo-se dos braquetes para


suportar caibros de 8x8 cm. Este andaime deve ser suficiente seguro para
suportar o peso de duas pessoas e mais ferramentas.

4- Liberar completamente o movimento das articulações (suportes) das


corrediças.

5- Observar a tendência de posicionamento da cabina, mais especificamente do


encaixe dos blocos do aparelho de segurança com as guias.

Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 9 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

Figura 5
Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório
DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 10 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

6 - Fixar os pesos da viga U na posição requerida (figura 6), com o objetivo de


centralizar a cabina em relação as guias.

Figura 6

Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc
TREINAMENTO TÉCNICO N.ºCETEC.656
Página: 11 de 11
Data da Emissão: Índice:
05/01/98 0
MANUAL DE BALANCEAMENTO ESTÁTICO

7- Nem sempre a centralização é conseguida fixando pesos apenas na viga U.


Em alguns casos é necessário fixar os pesos na travessa inferior.

8- O balanceamento finda quando é conseguida a centralização dos blocos do


aparelho de segurança e da cabina com as guias.

9- Montar as corrediças inferiores ajustá-las e piná-las.

10- Reajustar as corrediças superiores e piná-las.

Observações:

Existem alguns detalhes que são frequentemente alterados para facilitar os


serviços de ajustagem de corrediças e balanceamento de cabina:

- Substituição dos parafusos de fixação das corrediças de ¾” para 5/8” de


diâmetro, com acrescimo de arruela lisa e de pressão compatíveis.

- Nivelamento das bases das corrediças com calços.

Elaborado Visto Aprovado Disco/Diretório


DECA - Thalis Forlin CONTEÚDO
Verificado Visto DISE Arquivo
DECA - Marcio Muratore Paulo Manfroi CETEC 656.doc

Você também pode gostar