Você está na página 1de 29

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

ILZA SOUZA DE CAMPOS

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO I – EDUCAÇÃO


INFANTIL

RELATÓRIO FINAL

Mato Verde
2015
ILZA SOUZA DE CAMPOS

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO I – EDUCAÇÃO


INFANTIL

Relatório de Estágio apresentado ao curso Pedagogia da


UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a
disciplina de Estágio Curricular Obrigatório – Educação
Infantil - 6º semestre.
Orientador: prof. Melina Klaus
Tutor eletrônico: Elaine Marques Vagula
Tutor de sala: Sandra Aparecida Freitas

Mato Verde
2015
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO .......................................................................................................
2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO: ORGANIZAÇÃO E CONTRIBUIÇÃO.................
2.1 ASPECTOS ORGANIZATIVOS DO ESTÁGIO .................................................................
2.2 A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO PARA A FORMAÇÃO PROFISSIONAL ...............................

3 CAMPO DE OBSERVAÇÃO E INTERVENÇÃO ...................................................


3.1 CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO ..............................................................
3.2 A ROTINA................. .............................................................................................
3.3 PROPOSTA DE INTERVENÇÃO E ATIVIDADES DESENVOLVIDAS ....................................

CONSIDERAÇÕES FINAIS.......................................................................................
MOSTRA DE ESTÁGIO
REFERÊNCIAS .........................................................................................................
1 INTRODUÇÃO

O Estágio é uma importante parte integradora do currículo, sendo a


parte em que o licenciando vai assumir pela primeira vez a sua identidade profissional
e sentir na pele o compromisso com o aluno, com sua família, com sua comunidade
com a instituição escolar, que representa sua inclusão civilizatória, com a produção
conjunta de significados em sala de aula, com a democracia, com o sentido de
profissionalismo que implique competência, fazer bem o que lhe compete.
O estágio supervisionado é importante por oportunizar ao univesitário
uma oportunidade de interagir na prática com seu futuro local de trabalho, tendo uma
noção exata de ambiente, convivência e alunos atendidos.
O presente estágio se justifica pela necessidade corrente do
acadêmico entrar em contato com o ambiente profissional, imprescindível para o
mesmo compreender a relação entre a teoria tão ambientada na sala de aula.
Os objetivos do Estágio são: a compreensão na prática dos aspectos
concernentes da disciplina Estágio Supervisionado e a identificação do perfil
institucional escolar.
Logo, é nesse campo que o aluno-estagiário desenvolve as atividades
sugeridas pelo professor coordenador da disciplina de Estágio Supervisionado e
começa a planejar ações pedagógicas ao inquietar-se com o que presencia. Essa
inquietação poderá resultar em projetos de intervenção pedagógica ou em pesquisas
de Iniciação Científica, e tornar-se-ão agentes contribuidores e motivadores à
construção da identidade do futuro pedagogo.
O Estágio Supervisionado desenvolvido na Escola Municipal Branca
de Neve, levou em consideração aspectos importantes como o lecionar, e o cotidiano
dentro da instituição. Sendo que a disciplina Estágio Supervisionado ofereceu um
grande suporte para que tudo ocorresse de forma clara e consistente. É notável que
o estágio permite uma formação profissional eficaz para o futuro, uma vez que o
estagiário convive diariamente com o âmbito escolar e tem a oportunidade de observar
seus professores, gestores e pedagogos em seu campo te atuação.
A Escola Municipal Branca de Neve é uma instituição para ensino
infantil que ao longo dos seus 10 anos de idade, sempre se comprometeu a ofertar
um ensino básico, com bons profissionais, porém com poucos investimentos. As
crianças não tem refeitório adequado, quadra, nem recursos multimídia. Os
profissionais estão sempre dispostos a “arregaçar as mangas” para vencer as
barreiras e dar o melhor de si pelo bem da educação.
O curso de Pedagogia através da disciplina de Estágio
Supervisionado, fornece ao acadêmico, futuro pedagogo, um momento de contato
com a realidade local, unindo teoria e prática, assim sendo é preciso dedicar-se
bastante para que todos os ensinamentos sejam absorvidos de forma concrenta e
reflexiva.

2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO: ORGANIZAÇÃO E CONTRIBUIÇÃO

2.1 A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO PARA A FORMAÇÃO PROFISSIONAL

O estágio é um dos momentos mais importantes para a formação


profissional. É nesse momento que o futuro profissional tem oportunidade de entrar
em contato direto com a realidade profissional no qual será inserido, além de
concretizar pressupostos teóricos adquiridos pela observação de determinadas
práticas específicas e do diálogo com profissionais mais experientes.
Desenvolver uma formação baseada no contexto real de atuação
possibilita a construção autônoma do conhecimento cientifico através da vivencia de
exemplos práticos para discussões acadêmicas. No estágio, o profissional em
formação tem a oportunidade de investigar, analisar e intervir na realidade profissional
especifica, enredando-se com a realidade educacional, organização e o
funcionamento da instituição educacional e da comunidade.

2.2 ASPECTOS ORGANIZATIVOS DO ESTÁGIO

Este Estágio curricular obrigatório l – Educação Infantil, realizado no


6º semestre do curso de Pedagogia da UNOPAR Vitual , contempla, ao total, 100
horas (cem horas) distribuidas da seguinte forma: 52 horas totais em atividades
realizadas na Instituição de Educação Infantil ; 48 horas totais dedicadas ao estudo
teórico e ao planejamento educativo de intervenção.
3 CAMPO DE OBSERVAÇÃO E INTERVENÇÃO

3.1 - CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGIO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Nome da instituição: Escola Municipal Branca de Neve


Órgão mantenedor: Federal ( ) Estadual (x) Municipal ( ) Particular ( )
Horário de funcionamento: Manhã (x) Tarde (x) Noite ( )
Modalidade de ensino ofertada na Educação Infantil: ( ) Berçario ( ) Maternal ( )
Pré I (x) Pré II (x) Pré III ( )
Número de alunos: 85

ESTRUTURA FÍSICA E MATERIAL DA INSTITUIÇÃO


Ambientes Físicos:
Salas de aula ou monitoria (quantas) : 04
Secretaria (1)
Pátio interno (1)
Pátio externo (0)
Quadra coberta(0) quadra aberta( 0)
Refeitório (1)
Cozinha (1)
Sanitário feminino (1)
Sanitário masculino (1)
Sanitário para professores (0)
Biblioteca (1)
Sala de video e tv (0)
Sala de leitura (0)
Laboratório (0) especificar:
Outros (quais):

Materiais:
Mobiliário: tipo e quantidade de carteiras e cadeiras: ____________________
Quadro negro (4)
Bebedouros (1)
Mimeógrafo (0)
Copiadora (xerox) (1)
Televisão (x) quantas: 1
Vídeo (0) quantos:
Dvd ( x) quantos:1
Aparelho de som (x) quantos: 2
Computador (x) quantos: 1
Acesso a internet: ( ) sim ( X) não
Possui biblioteca do professor: ( ) sim (X) não
Acervo bibliográfico adequado ao público atendido - quantidade ( ) sim (X) não
Outros especificar (romances, de pesquisa, didáticos outros):
Videoteca adequada ao público atendido - quantidade de vídeos ou dvd:
Outros videos ou dvds - especificar (romances, de pesquisa, didáticos, paradidáticos,
tv escola, outros)
Materiais didáticos (especificar):
Outros (quais): Jogos Didáticos, Livros literários, fantoches

PROFISSIONAIS

Número de diretores: 01
Nome do Diretor: Ilma Soares Pereira
Formação: Pedagogia, Normal Superior.
Tempo de atuação do diretor nesta instituição: 02 Meses
Atribições do diretor: Ser responsável pelo processo administrativo que cerceia a
instituição, além de tomar medidas que possibilitem o pleno desenvolvimento e
funcionamento da mesma. Além de coordenar horários, profissionais e reuniões.
Orientador (a): Genoefa Neres Santana
Formação: Normal Superior
Tempo de atuação na instituição: 4 anos
Número de Pedagogos: 0
Funções que atuam (orientação, supervisão, coordenação, outra): -
Tempo de atuação nesta instituição: -
Atividades desenvolvidas pelos pedagogos na instituição: -
Secretário (a): ( ) sim (x) não - Tempo de atuação nesta instituição:
Formação: Não
Tempo de atuação nesta instituição: -
Número de funcionários administrativos: -
Atribuições dos de funcionários administrativos:-
Funcionários
Auxiliar de serviços gerais: (x) Quantos? 5
Merendeira (x) Quantas? 2
Outros – Quantos? 3 Quais? Serviços Gerais
Profissionais de apoio? 3
Nutricionista – Quantos? 0
Psicólogo– Quantos? 0
Psicopedagogo – Quantos? 0
Dentista– Quantos? 0
Fonoaudiólogo– Quantos? 0
Enfermeiro– Quantos? 0
Outros – Quantos? Quais _______________

O Estágio Supervisionado em Educação Infantil foi realizado na


Escola Estadual Branca de Neve, sendo que os turnos de funcionamento da unidade
são: matutino e vespertino, os cursos ofertados são: Educação Infantil e anos iniciais
do Ensino Fundamental, a carga horária da intituição é das 07h 00min ás 17h 20min,
os dias letivos correspondem às atividades escolares realizadas na sala de aula e, em
outros ambientes educativos. A referida Escola funciona no horário matutino com 3º,
4º e 5º anos das 7:00 às 11:30 e no vespertino das 13:00 às 17:00, com em torno de
85 alunos, sendo que as atividades a serem distribuidas respeitam a idade, nível de
aprendizagem e principais dificuldades dos educandos.
A Insittução se situa na Rua Belo Horizonte Nº232, sendo que sua
missão é Formar, por meio da educação, cidadãos comprometidos, éticos e solidários,
que venham futuramente a trasnformar positivamente a cidade, com práticas
sustentáveis e comprometimento social. A escola está em plena sintonia com a LDB,
uma vez que seu currículo busca sempre criar um âmbito de apredizagem que
contextualize a realidade do aluno com o conteúco aprendido em sala de aula.
Histórico da instituição: Escola Estadual Branca de Neve é uma
escola pública com problemas de infraestrutura, acervo pedagógico, porém com bons
índices de aprendizagem.
A Instituição foi inaugurado em Março de 2003, pelo então prefeito
Manoel Wilson Costa, a escola está localizada na Rua Belo Horizonte SN, Centro de
Santo Antônio do Retiro/MG. Atualmente a Escola Municipal possui os seguintes
níveis de educação: Educação Infantil I e II. Em 2005 começaram a funcionar a
Educação Infantil com 1°, 2º e 3º períodos, Educação infantil pela portaria Nº
008/2002. Inscrita como instituição jurídica sob o número 01.942.131/0001-50.
A Escola busca sempre promover uma aprendizagem significativa
para os alunos, mesmo que os mesmos não tenham muitas condições financeiras,
sendo que grande parte dos mesmos provem da zona rural. A escola não realiza
projetos.
A Escola Branca de Neve atende alunos da Zona Urbana e
principalmente Rural, estes com deficiências de aprendizagem e alimentares.
A filosofia da instituição parte do principio que Interessa a escola, que
a comunidade escolar encontre suas satisfações, considerando como tarefa
primordial, a difusão dos conteúdos formais e transversais, entretanto cada vez mais
entre ensinar e aprender, colocando o desenvolvimento do aluno como centro de todo
o trabalho pedagógico.
Concebe-se por sociedade uma organização mais justa, livre,
pacífica, participativa e solidária. Uma sociedade que tenha consciência dos aspectos
políticos, moral, educacional e cultural. Portanto, concebemos por sociedade, um
espaço que tenha por princípio a garantia do cumprimento dos direitos humanos, que
garantam o desenvolvimento do homem na sua totalidade, sendo respeitado nas suas
diferenças sejam quais forem.
Considerando o homem um ser social, é na relação com os seus
semelhantes que o ser humano aprende e ensina, se constrói enquanto sujeito e
adquire autonomia e valores essenciais para o convívio social tais como, respeito
mútuo, solidariedade e afetividade. A concepção de homem e de educação abordada
é a de que prepara o homem/aluno para ser um sujeito ativo de sua vida, autor de sua
história, que cria, recria, inventa coletivamente, em parceria, constrói junto, articula
teoria e prática, tem valores, saberes, compartilha, acolhe e decide
democraticamente.
todos nós somos homens-massa ou homens-coletivos, o que implica
num conformismo comum a todos. O que interessa então é saber qual é o tipo histórico
de conformismo (e de homem-massa) do qual fazemos parte. Para isto surge a
necessidade da crítica da nossa própria concepção de mundo, iniciada a partir do
conhecimento daquilo que o homem é – produto do processo histórico até hoje
desenvolvido – buscando compreender a concepção do mundo como algo que
responde a problemas colocados pela realidade. A complexidade da concepção do
mundo de cada um é verificada, segundo Gramsci, a partir da linguagem.
Concebe-se por conhecimento, como o eixo que estrutura a
educação, a colégio e sociedade. Desta forma, a colégio, enquanto uma das
instituições responsáveis pela educação, tem a função histórica de organizar,
sistematizar e desenvolver as capacidades científicas, éticas e tecnológicas de uma
nação, isto porque, o conhecimento é o instrumento fundamental do homem para
alcançar êxito pessoal e coletivo, bem como, de compreensão e de transformação da
natureza e da sociedade.
Busca-se o desenvolvimento de uma concepção de ensino onde
educador e educandos sejam sujeitos do seu processo de desenvolvimento, pois
necessitam da mediação das experiências e saberes de ambos, para que se
concretize a aprendizagem. Nessa concepção a função do educador deve ser a de
oportunizar atividades que encaminhem o educando ao seu desenvolvimento
potencial, dessa forma, é papel do educador ser mediador das atividades. Para tal, os
conteúdos trabalhados nascem da necessidade que o educando encontra ao tentar
realizar sua tarefa.
A instituição tem como objetivo ensinar a preparar a criança para a
sociedade. Estes alunos principalmente da zona rural vem de uma cultura diferente,
experiências diversas chegaram às escolas com uma carga de conhecimento
adquiridos pelas suas vivências diárias e a escola procura mediar estes
conhecimentos com os já adquiridos, ou seja, procurar valorizar o conhecimento
cotidiano do educando, mas também mostrar os conhecimentos acumulados pelo
homem. Dessa forma nossas escolas procuram desempenhar suas funções que é
principalmente formar cidadãos capazes de atuarem criticamente na sociedade.
Além de educar e cuidar, nossas escolas buscam valorizar o lúdico,
pois sabem de sua importância para o bem estar da criança em sua aprendizagem, a
brincadeira favorece a autoestima das crianças auxiliando assim para superar
progressivamente suas aquisições de forma criativa.
Exploração de materiais, como jogos, lápis, pincéis, tintas, massa de
modelar, areia, terra, argila, variados suportes como jornal, papel caixas de madeira,
alfabeto móvel, quebra-cabeça, etc.
A avaliação merece destaque a parte, pois diz respeito a um processo
mais amplo e abrangente que abarca todas as ações desenvolvidas na ação
pedagógica, compreendemos que a avaliação deve permiar todas as ativiadades
pedagógicas principalmente na relação professor com o aluno.
A escola conta com projeto de inclusão de portadores de deficiência,
para sanar as necessidades dos alunos.
Organograma
Não há uma adequação do espaço físico aos portadores de
necessidades especiais, nem projetos de ensino de parceria com outras instituições,
porém há sempre reuniões entre direção, supervisão e professores para definir
medidas que possam aliar escola/comunidade.
Não há proposta de formação continuada de professores e outros
profissionais da instituição, como também não há proposta ou forma de inclusão:
proposta de trabalho com diversidade humana, preparo dos profissionais para
trabalhar com a diversidade cultural.
O PPP da instituição necessita de algumas modificações, uma vez
que falta uma estrutura melhor para o funcionamento da mesma, assim como
propostas de formação continuada, dentre outros detalhes igualmente importantes.
Sendo que o mesmo é discutido a cada quadriênio, propondo melhorias e inovações.
As salas observadas apresentam a mesma rotina, sendo que no turno
matutino as professoras chegam antecipadamente e buscam reunir os alunos para
que as aulas se iniciem às 9:30 é a hora do recreio, e as turmas lancham no próprio
pátio, para às 9:50 voltarem para a sala. Saindo ás 11:30. Os alunos na sua maioria
são bem tranquilos, não se observando casos de indisciplina.
No período verspetino os horários são início 13:00; recreio 15:30,
volta do recreio 15:50 e finalizando às 17:00.

3. 2 - A ROTINA OBSERVADA

A Instituição apresenta 04 salas com 08 turmas de Pré-I, Pré-II, Pré-


III.
Os alunos aprendem através do lúdico, folhas xerocadas, livro
didático, e atividades diversas. No momento do intervalo os professores se reúnem
no próprio pátio e conversam sobre assuntos relacionados à instituição. Os alunos
merendam no pário, brincam em aparelhos dentro da Escola.
Observou-se durante o estágio que os alunos em grande parte tem
dificuldades de aprendizagem, sendo que as turmas da tarde são melhores neste
sentido, que as turmas da manhã.
4 – PROJETO DE INTERVENÇÃO

PROPOSTA DE ATUAÇÃO DO PROFESSOR DIANTE DA ORGANIZAÇÃO DO


TRABALHO PEDAGÓGICO NO ESPAÇO EDUCATIVO

ESCOLA MUNICIPAL BRANCA DE NEVE

PROJETO DIA DAS MÃES 2015

4.1 - INTRODUÇÃO:

No Brasil, o Dia das mães é comemorado sempre no segundo


domingo de maio (de acordo com decreto assinado em 1932 pelo presidente Getúlio
Vargas). É uma data especial, pois as mães recebem presentes e lembranças de seus
filhos. Já se tornou uma tradição esta data comemorativa. Vamos entender um pouco
mais sobre a história do Dia das Mães.
Por ser uma data importante para filhos e mães de todo o país é
essencial que os alunos aprendam desde cedo os significados e importância deste
dia, uma vez que a figura materna é importantíssima para o pleno desenvolvimento
socioeducacional do educando, cobrando mais atenção, respeito e mesmo
alfabetizando o aluno/filho juntamente com a escola, por isso é essencial que esta
data seja significativa para o aluno e para a mãe.

4.2 – DADOS GERAIS DO PROJETO

4.2.1 Identificação da instituição:


Nome da Escola: Escola Municipal Branca de Neve
Endereço: Rua Belo Horizonte SN
Municipio: Santo Antônio do Retiro/MG
Entidade Mantenedora: Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Retiro
4.2.2 Carga horária:
20 Horas

4.2.3 Quem se torna responsável em aplicar o Projeto:


Acadêmicos, professores e orientador.
4.2.4 TEMA - Para Saber Amar
4.2.5 – OBJETIVO GERAL
- Valorizar a importância do trabalho colaborativo na relação mãe e filho, por meio de
oficinas diferenciadas.

4.2.6 – OBJETIVOS ESPECÍFICOS


- Reconhecer a importância da cultura familiar por meio da alimentação.
- Promover integração alunos-mães-escola.
- Incentivar o processo de escrita, leitura e reconhecimento do gênero textual como
suporte para a atividade.

4.2.7 - METODOLOGIA

Durante a semana que antecede o Dia das Mães, os professores das


respectivas turmas irão passar atividades condizentes com o tema, como a confecção
de lembrancinhas, atividades relacionadas à data, histórias de como o começou a ser
comemorado o dia, etc.
Será solicitado aos alunos que, junto com suas mães, escolham uma
receita de família para fazer na escola. Para isso, oferecer papel enfeitado pelos
próprios alunos com recortes, colagens e pinturas. As receitas serão reunidas no Livro
de Receitas de cada turma. Promover um dia de “mestre-cuca”, quando os alunos,
junto com as mães, mostram seus dotes culinários, preparando uma ou mais receitas
do livro.
Os alunos trarão fotos para serem colocadas em lembrancinhas
confeccionadas com EVA. E na véspera do grande dia serão sorteados prêmios para
as mães, além de grande almoço realizado pelos professores, acadêmicos e
orientadora.

4.2.8 - RECURSOS

Papel EVA, tesoura, cola quente, papel manilha, cartolina, pincel,


computador, impressora, toner, som.
4.2.9 - AVALIAÇÃO
A avaliação será contínua e levará em conta a participação e
desenvolvimento nas atividades propostas.

4.3 - REFERENCIAL TEÓRICO

De acordo com Santos e Toniosso (2014) a relação entre escola e


família enfrenta diversos desafios relacionados com o papel e responsabilidade que
cada instituição possui na formação integral da criança. A partir de pesquisas
bibliográficas em estudos sobre o tema, procura-se buscar caminhos e descaminhos
que auxiliem na formulação de reflexões para que ocorra uma relação harmoniosa
entre a instituição escolar e a família.
Segundo Santos e Toniosso (2014) a família desempenha um papel
de grande importância no desenvolvimento do indivíduo, já que será a principal
transmissora das condutas e valores que permearão o comportamento do ser que
com ela convive. A partir disso, aprofundaremos no contexto familiar brasileiro e suas
influências nas relações estabelecidas com outras instituições da sociedade, tal como
o ambiente escolar.
No Brasil, a família passou por diversas mudanças, desde a
colonização escravocrata, que prevaleceu até o século XIX, até as transformações
causadas pela modernidade e industrialização. Kaloustian (1998) citado por Santos e
Toniosso (2014) ao organizar um estudo sistemático relacionado a esta temática
aborda a família como sendo a instituição diretamente ligada à proteção integral da
criança e do adolescente, já que será a partir das relações familiares que o indivíduo
iniciará sua convivência social e cultural no seio da sociedade.
Oliveira (2010) relata que a Convenção sobre os Direitos da Criança
confirma que a família é o “elemento fundamental da sociedade e meio natural para o
crescimento e bem-estar de todos os seus membros e em particular das crianças”
(Preâmbulo da Convenção sobre os Direitos da Criança). A importância da família é
reconhecida como o lugar onde a educação acontece primeiro; a escola chega mais
tarde e não o oposto.
De acordo com Oliveira (2010) Os pais, ou quem os substitui, surgem
como primeiros responsáveis pela educação dos seus filhos (art. 27.º, 2 da Convenção
sobre os Direitos da Criança); os professores aparecem como colaboradores, no
sentido de “promover o desenvolvimento da personalidade da criança, dos seus dons
e aptidões mentais e físicas, na medida das suas potencialidades” (art. 29.º, 1. alínea
a da referida Convenção) e o Estado surge, em último lugar, como forma de “respeitar
e garantir os direitos previstos na presente Convenção a todas as crianças” (art. 2.º,1).
Santos e Toniosso (2014) relatam que a família não é o único contexto
em que a criança tem oportunidade de experienciar e ampliar seu repertório como
sujeito de aprendizagem e desenvolvimento. A escola também tem sua parcela de
contribuição no desenvolvimento do indivíduo.
4.4 - PLANO DE AULA DA INTERVENÇÃO

ESCOLA: Municipal Branca de Neve


DISCIPLINA: Língua Portuguesa

CONTEÚDO:Parlenda e Canção

INTRODUÇÃO:
Esta aula será bem descontraída, sendo que os meninos cantarão
muito e divertirão também, sempre contextualizando com o tema.

JUSTIFICATIVA
Trabalhar-se-á com a parlenda “batatinha quando nasce” por ser, a
mesma, importante para o período do dia das mães, pois possibilita às crianças
aprenderem de forma descontraida a parlenda e a importância do dia das mães.

OBJETIVOS
- Apresentar de forma descontraída a importância das mães.
- Recitar e cantar músicas referentes ao tema.

METODOLOGIA
Dar folhas xerocadas com sílabas que formam a parlenda e pedir para
que cada aluno leia uma silaba em sequência até formar a parlenda.
Batatinha quando nasce, esparrama a rama pelo chão mamãezinha quando
dorme, põe a mão no coração.
Em seguida o (a) professor(a), pedirá que cada aluno diga o nome de
sua mãe, para que a canção seja cantada com os respectivos nomes.
Parabéns à mamãe
Parabéns à mamãe.
É minha alma que diz
Deus, que é Pai, te proteja
E te faça feliz!...
A mamãe é minha vida
A mamãe é meu amor
Seja feliz neste dia
Mamãezinha querida.
Viva a mamãe!
Explicar para cada aluno a importância das mães, na nossa vida e
pedirá que os alunos comentem experiências felizes que passaram ao lado das mães.

RECURSOS METODOLÓGICOS
Folhas xerocadas, impressora, computador, giz, quadro.

AVALIAÇÃO
Os alunos serão avaliados pelo desempenho e participação nas atividades.
PLANO DE AULA

ESCOLA: Municipal Branca de Neve


DISCIPLINA: Artes

CONTEÚDO: Lembrancinhas em EVA

INTRODUÇÃO:
Uma atividade que envolve a questão artistica do educando, onde
poderão aprender muito com a confecção em EVA.

JUSTIFICATIVA
As lembrancinha com EVA são importantes pois permitem aos alunos
oferecerem algo sem custo para os alunos, e significativo.
OBJETIVOS
- Confeccionar lembrancinhas de EVA para o dia das mães
- Oferecer um bom presente sem nenhum custo para os alunos
METODOLOGIA

Os alunos inicialmente observarão uma lembrancinha pronta e então


a docente explicará os procedimentos para a realização da mesma.
A professora explicará os objetivos na confecção desta lembrancinha
e procederá à confecção da mesma.
Os alunos dobrarão o EVA no formato de um cone e em seguida a
docente fará as colagens para que se forme uma cestinha. Em seguida fará o fundo
no formato de um círculo, que também será colado.
Com o arquétipo da cestinha quase pronto, a docente auxiliará os
alunos a fazerem as alças que serão grampeadas às cestinhas.
Em seguida serão coladas as fotos das mães na cestinha e então os
alunos poderão decorar a vontade.

RECURSOS METODOLÓGICOS
EVA, cola quente, grampeador, grampos, fotos e tesoura
AVALIAÇÃO
Os alunos serão avaliados pelo desempenho e participação nas atividades.
PLANO DE AULA
ESCOLA: Municipal Branca de Neve
DISCIPLINA: Português e Artes

CONTEÚDO: Canção
INTRODUÇÃO:
O (a) professor (a) abordará para os alunos como acontece a relação
mãe e filho na natureza.

JUSTIFICATIVA
É de suma importância para os educandos observar como acontece
a relação mãe e filho na natureza, compreendendo as necessidades e dificuldades de
cada espécie.
OBJETIVOS
- Comprender o funcionamento da relação filho (a)/mãe na natureza;
- Observar que não há muita diferença do tratamento maternal animal
e humano;
- Trabalhar a leitura de sílabas
METODOLOGIA
Inicialmente a professora abordará para os alunos a importância das
mães na vida de todo ser vivo, seja ele humano ou animal.
A docente investigará junto aos alunos o que eles acham desta
relação, e em seguida mostrará para eles a canção: todo bichinho tem sua mãe.
Os alunos receberão a canção e cantarão junto com a docente a
mesma. A professora interromperá para fazer leituras individuais e coletivas.
Os alunos ao final falarão o que acharam da música.

RECURSOS METODOLÓGICOS
Folhas xerocadas, pincel, tesoura, lápis, giz e quadro negro.
AVALIAÇÃO
Os alunos serão avaliados pelo desempenho.
PLANO DE AULA
ESCOLA: Municipal Branca de Neve
DISCIPLINA: Educação Física

CONTEÚDO: Brincadeiras

INTRODUÇÃO:

Descontrair a turma com uma brincandeira pertinente com o assunto;

JUSTIFICATIVA
As brincadeiras também são importantes para descontrair a turma e
trabalhar questões como coordenação motora e equilibrio.

OBJETIVOS
- Descontrair a turma
- Trabalhar a questão da coordenação motora e equilibrio;

METODOLOGIA
A docente inicialmente explica para a turma que vai haver uma
brincadeira e que os objetivos são a descontração e a importância das mães.
a professora explica como funciona a brincadeira e inicia
selecionando um aluno da turma que pergunta: Mamãe posso ir?
A professor responde: Pode ir com passos de canguru, e o aluno sai
pulando de um ponto a outro delimitado. A brincadeira prossegue com a troca de
animais, como sapo, cobra, cavalo.
Ao final da brincadeira a professora pergunta se os alunos
compreenderam os objetivos da brincadeira.

RECURSOS METODOLÓGICOS
Folhas xerocadas, pincel, tesoura, lápis, giz e quadro negro.

AVALIAÇÃO
Os alunos serão avaliados pelo desempenho.
PLANO DE AULA
ESCOLA: Municipal Branca de Neve
DISCIPLINA: História e Artes

CONTEÚDO: Origem do dia das mães

INTRODUÇÃO:

A professora contará para os alunos a história da origem do dia das


mães e depois fará atividades diversificadas com os alunos

JUSTIFICATIVA
É fundamental que os alunos aprendam qual foi o primeiro dia das
mães, quem teve a ideia, quando a data começou no Brasil.

OBJETIVOS
- Compreender quando surgiu a comemoração do dia das mães
- Trabalhar junto aos alunos a compreensão de datas históricas

METODOLOGIA
A professora lerá para os alunos um texto informativo abordando
quando começou as comemorações do dia das mães, mostrando que começou em
um país muito antigo chamado Grécia. A docente perguntará aos alunos se já viram
falar sobre este país e em seguida falará os motivos que levaram a data a ter inicio.
A professora abordará ainda a origem da data no Brasil explicando
que começou a muito tempo e ainda hoje é comemorada porque as mães são muito
importantes.
A professora perguntará aos alunos se eles tem ideia do porque as
mães são tão importantes e depois oferecerá aos alunos folhas xerocadas com fotos
de mães diversas para que eles encontrem os filhos correspondentes.

RECURSOS METODOLÓGICOS
Folhas xerocadas, pincel, tesoura, lápis, giz e quadro negro, fotos de filhos e mães.
AVALIAÇÃO
Os alunos serão avaliados pelo desempenho.
PLANO DE AULA
ESCOLA: Municipal Branca de Neve
DISCIPLINA: Matemática/Português

CONTEÚDO: Formas geométricas


INTRODUÇÃO:

Os alunos produzirão uma caixa com diversas formas geométricas,


para entregar para as mães com uma mensagem.

JUSTIFICATIVA
Aprender mais sobre formas geométricas e mandar uma mensagem
para as mães

OBJETIVOS
- Aprender mais sobre formas geométricas
- Emocionar as mães com mensagems diversas

METODOLOGIA
A docente inicialmente pedirá para os alunos formarem um círculo
para explicar para eles alguns conceitos básicos de formas geométricas como
triangulos, quadrados, circulos, etc.
Em seguida pedirá para os alunos fazerem uma mensagem para suas
mães. Após a confecção da mensagem a professora juntamente com os alunos fará
formas diversas com folhas sem pautas, utilizando alguns modelos feitos de cartolina.
Os alunos terão que cortar aproveitando os modelos de depois
decocarem uma caixa de bombons que os mesmos trouxeram
Após a decoração com as formas os mesmos pintarão com tinta
guache. Em seguida esperarão secar.
RECURSOS METODOLÓGICOS
Folhas xerocadas, pincel, tinta guache, caixa de bombom, tesoura, cola.

AVALIAÇÃO
Os alunos serão avaliados pelo desempenho.
4.5 - RELATO DA APLICAÇÃO DO PROJETO

O Projeto “Para saber Amar” do dia das mães, foi idealizado com
plena participação de todos, onde as crianças aprenderam a importância e a história
do dia das mães, observaram como é a relação maternal entre os bichos e comparar
com os humanos. No dia da culminância as mães chegaram logo cedo e participaram
de sorteios com produtos doados pelos professores, diretores e orientadora, tiveram
a oportunidade de ver as atividades realizadas pelos seus alunos que ficaram
expostas, em um mural na escola.

4.6 - CONSIDERAÇÕES FINAIS

O Estágio foi extremamente gratificante uma vez que permitiu a mim


como acadêmica compreender diversos pressupostos relacionados ao modo como a
escola infantil se porta diante de comemorações descritas no calendário escolar, como
o dia das mães. Cortar papel, colar, modelar, torna-se importante neste período a
partir do momento que você como acadêmica e também como mãe descobre que todo
aquele trabalho tem uma alta representatividade tanto para os alunos, como para as
mães e Escola.

Um dos momentos mais complicados do projeto foi a programação


dos planos de aulas e relatórios, uma vez que demandou um árduo processo de
pesquisa e paciência para encontrar fontes que tivessem importância para o projeto.

Enfirm, tudo ocorreu maravilhosamente bem, com a colaboração de


todos, e espero estar sempre participando de comemorações como esta uma vez que
permitem ao profissional do curso de pedagogia, uma ampla aproximação com o
contexto escolar e em especial com as crianças.
4.7 - MOSTRA DE ESTÁGIO

A Escola Branca de Neve, localizada na Rua Belo Horizonte, Centro


de Santo Antônio do Retiro/MG, atende turmas de ensino infantil, nos turnos matutino
e verspertino. Trata-se de uma instituição de ensino que apesar das diversidades
enfrentadas como falta de estrutura adequada, material pedagógico, dentre outros,
está sempre buscando ofertar um ensino efetivo que permita aos educandos, na
medida do possível, aprenderem, desenvolverem e brincarem com atividades
elucidativas e lúdicas.
O Plano de Intervenção foi sobre o dia das mães e teve como
referencial teórico a história do dia, onde se entendeu que:
Encontramos na Grécia Antiga os primeiros indícios de comemoração
desta data. Os gregos prestavam homenagens a deusa Reia, mãe comum de todos
os seres. Neste dia, os gregos faziam ofertas, oferecendo presentes, além de
prestarem homenagens à deusa. Os romanos, que também eram politeístas e
seguiam uma religião muita parecida com a grega, faziam este tipo de celebração.
Em Roma, durava cerca de 3 dias ( entre 15 a 18 de março). Também eram realizadas
festas em homenagem a Cibele, mãe dos deuses. Porém, a comemoração tomou
um caráter cristão somente nos primórdios do cristianismo. Era uma celebração
realizada em homenagem a Virgem Maria, a mãe de Jesus.
Mas uma comemoração mais semelhante a dos dias atuais podemos
encontrar na Inglaterra do século XVII. Era o “Domingo das Mães”. Durante as
missas, os filhos entregavam presentes para suas mães. Aqueles filhos que
trabalhavam longe de casa, ganhavam o dia para poderem visitar suas mães.
Portanto, era um dia destinado a visitar as mães e dar presentes, muito parecido com
que fazemos atualmente. Nos Estados Unidos, a ideia de criar uma data em
homenagem às mães foi proposta, em 1904, por Anna Jarvis.
O plano de intervenção foi dividido da seguinte maneira: Tema,
introdução, justificativa, objetivos, fundamentação teórica, metodologia, recursos,
cronograma, avaliação, referências bibliográfica e anexos. O tema foi atrativo e bom
para ser desenvolvido.
Este estágio me permitiu ter uma noção exata de como é o trabalho
do professor e do pedagogo, visto que pude conviver diariamente com estes
profissionais e neste sentido aprender na prática, algumas teorias já antes vistas na
Faculdade.
Quanto aos demais trabalhos a serem apresentados, observa-se que
foram todos bem salientados e pertinentes aos propósitos abordados na disciplina de
Estágio Supervisionado I.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALARCÃO, I. Formação reflexiva de professores – estratégias de supervisão. Porto:


Porto Editora, 1996.

BIANCHI, A. C. M., et al. Orientações para o Estágio em Licenciatura. São Paulo:


Pioneira Thomson Learning, 2005.

FILHO, A. P. O Estágio Supervisionado e sua importância na formação docente.


RevistaP@rtes. 2010. Disponível em: <http://www.partes.com.br>Acesso em:
10/10/2015.

OLIVEIRA, Maria do Céu Gomes Leal de. Relação Família-Escola e Participação


dos Pais. INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E TRABALHO. Porto/PE,
Setembro de 2010

OLIVEIRA, Maria Suely Cunha. O dom da excelência. Colégio Dom Bosco, São José
do Rio Preto, 2013.

SANTOS, Luana Rocha dos; TONIOSSO, José Pedro. A importância da relação


escola-família. Cadernos de Educação: Ensino e Sociedade, Bebedouro-SP, 1 (1):
122-134, 2014.

WEIDUSCHAT, Íris. Didática e avaliação. Associação Educacional Leonardo da


Vinci (ASSELVI): Indaial: Ed. ASSELVI, 2007, 2. ed.