Você está na página 1de 40

HERANÇA MONOGÊNICA

OU MENDELIANA
Herança monogênica
 Determinada por um gene apenas;
 Segregação Familiar;
Genótipo: constituição individual para um determinado
locus.
Fenótipo: é o conjunto das características físicas,
bioquímicas e fisiológicas determinadas pelos genes e
influenciadas ou não pelo ambiente.
Locus ou Loco (Loci ou Locos): é a posição que o gene
ocupa no cromossomo.
Alelo: segmentos homólogos de DNA, formas alternativas
de um mesmo gene e afetam a mesma característica de
modo diferente.
Diploide - Homólogo
Divisão celular – Interfase + fase M

 G1 – A célula aumenta de tamanho, há uma


intensa síntese de proteína e ácido
ribonucléico. A maioria das proteínas
sintetizadas terá função enzimática
(topoisomerases I e II, DNA polimerase, DNA
ligase, DNA helicase) no processo de
duplicação. Duplicação dos centríolos.
 S – Duplicação do DNA. O cromossomo
passa a ter duas cromátides irmãs e por ser
semi-conservativa a replicação, as
cromátides são idênticas.
 G2 – Período de menor duração,
provavelmente são sintetizadas enzimas e
proteínas necessárias para a divisão celular –
Tubulina.
MITOSE
MITOSE
Produto: duas células-filhas
idênticas à célula mãe original
(G1)
Por isso ocorre a duplicação
do DNA
Crescimento, Reposição
Celular
Ocorre em todas as fases do
desenvolvimento
MEIOSE
MEIOSE I
MEIOSE I - Quiasma
MEIOSE I
MEIOSE II
Gametogênese
MEIOSE
MEIOSE

 Produto: quatro células-filhas com metade do


número de cromossomos e quantidade de DNA da
célula mãe original (G1)

 Ocorre apenas com as células precursoras de


gametas

 Manter o número de cromossomos da espécie

 Duas divisões: reducional equacional


Princípios básicos da hereditariedade
 Como os seres vivos transferem suas características aos seus
descendentes sempre foram alvo de especulação desde o início
das civilizações.

 Gregor Johann Mendel (1822-1884)


 Propôs que a existência de características (tais como a cor) das flores é
devida à existência de um par de unidades elementares de
hereditariedade, agora conhecidas como genes.
Teoria cromossômica da herança

 Sutton – Boveri (1903)


 Reconheceram que o
comportamento das
partículas de Mendel
durante a produção
dos gametas nas
ervilhas era paralelo
ao comportamento
dos cromossomos na
Meiose.
Experimentos de Mendel
O sucesso das experiências de Mendel se deve muito ao
fato de ter escolhido bem o material a ser pesquisado
(plantas de ervilha).
 São de fácil cultivo em canteiros.
 Possuem várias características bem visíveis e de fácil
observação.
 Apresentam ciclo reprodutivo curto, produzindo grande
quantidade de descendentes em cada planta.
 Possuem flores hermafroditas, que sofrem
autofecundação, favorecendo a formação de
linhagens puras.
Caracteres hereditários observados
por Mendel
 Geração parental: Plantas
puras que foram cruzadas.

 F1: primeira geração filha.


Representada por
indivíduos heterozigotos
para alguma característica
e que manifestam somente
um caráter.

 F2: segunda geração de


sementes, resultante da
autofecundação dos
representantes da F1.
Fatores » genes
Alelos
Homozigoto
Heterozigoto
Genótipo
Fenótipo
Dominante
Recessivo
Resultados
A 1ª Lei de Mendel: Monoibridismo
 Toda característica é determinada por um par de
fatores (genes).
 Os dois alelos de cada gene presentes em um indivíduo
segregam-se (separam-se) na formação dos gametas.
 Assim cada pai contribui com metade dos genes
enviados para a prole.
Os padrões hereditários são determinados por
fatores (genes) que ocorrem em pares em um
indivíduo, mas que segregam um do outro na
formação das células sexuais, de modo que
qualquer gameta recebe apenas um ou outro dos
alelos pareados.
Cruzamentos – Quadro de Punnett
Nas células somáticas, os genes se encontram
aos pares, mas durante a formação dos
gametas, eles se separam, mostrando-se
isolados ou segregados.
Segregação igual de alelos
EXERCÍCIO
Determine as proporções genotípicas e
fenotípicas resultantes dos seguintes
cruzamentos. Considerando que o
albinismo é uma anomalia de herança
autossômica recessiva.
AA X aa 100% Aa - 100% normal
Aa X AA 50% AA e 50% Aa – 100% normal
Aa X Aa 25% AA, 50% Aa e 25 % aa – 75% normal e
25% albino
EXERCÍCIO

Se um rato cinzento heterozigótico for cruzado


com uma fêmea do mesmo genótipo e com
ela tiver dezesseis descendentes. Qual a
proporção mais provável para os genótipos
destes descendentes?
C c

C CC Cc
4 CC : 8 Cc : 4 cc
c Cc cc
2ª Lei de Mendel: Diíbridismo
Segregação independente de alelos

 Experimentos com variedades que diferiam em duas


características – os cruzamentos diíbridos.
 Pares de alelos em cromossomos diferentes segregam-
se independentemente na meiose.

Genes que codificam características diferentes


se separam independentemente uns dos outros
quando são formados os gametas, devida a
separação independente dos pares de
cromossomos homólogos durante a meiose
 Proporção fenotípica:
 9 amarelas e lisas
 3 amarelas e rugosas
 3 verdes e lisas
 1 verde e rugosa

9:3:3:1 e 1:1:1:1 são proporções diagnósticas da 2ª Lei


de Mendel - as características são controladas por 2
genes, em cromossomos diferentes, cada um com
um par de alelos segregando de forma
independente na meiose
Relação entre 2ª lei
de Mendel e meiose
Quadro de Punnett
EXERCÍCIO

O cruzamento de ervilhas altas e flores púrpura com


ervilhas baixas de flores brancas produziu uma F1 com
apenas plantas altas com flores púrpura.
A)Represente o cruzamento P e os descendentes da F1.

B) Represente o cruzamento do entrecruzamento da F1.


Dê a proporção genotípica e fenotípica.
RESPOSTAS

1 AABB: 2 AABb: 2 AaBB: 4 AaBb: 1: Aabb: 2 Aabb: 1 aaBB: 2 aaBb: 1 aabb


LINHA RAMIFICADA

 Usado para prever o resultado de um cruzamento envolvendo dois ou


mais genes.

Exemplo:
No cruzamento triíbrido entre ervilhas heterozigotas para
3 genes de segregação independente, divide-se em
3 cruzamentos monoíbridos.

Para cada gene, esperamos que o fenótipo apareça em


uma proporção de 3:1.
LINHA RAMIFICADA
LINHA RAMIFICADA
LINHA RAMIFICADA
EXERCÍCIO
AABbccDd x aaBbccDd Legenda:
AA e Aa – planta alta
aa – planta baixa
BB e Bb - flor roxa
bb – flor branca
CC e Cc – semente amarela
cc – semente verde
DD e Dd – semente lisa
dd – semente rugosa

Você também pode gostar