Você está na página 1de 24

PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR

De 23 de outubro a 10 de novembro de 2017

UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO


DE QUESTÕES PARA O ENEM, FEITA PELA
MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

De segunda a sexta, das 20h às 21h


Acesse: www.aridesa.com.br/arinoar
e acompanhe o programa ao vivo.

Acesse: www.aridesa.com.br
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR
EQUIPE DE PROFESSORES. DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H,
DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar

QUESTÕES ESTILO ENEM

A campanha institucional sugere ações cotidianas que melhoram a qualidade de


vida das pessoas.
Dia 23/10 Na estruturação do texto, identifica-se o uso
(Segunda-feira)
LINGUAGENS AA dos dois-pontos, com o objetivo de introduzir uma explicação para que o locutário
saiba qual o principal objetivo da publicidade em foco.
PORTUGUÊS: Profs. Alzitônio Maia, Bruno Maia, Flávio Marcelo, João Filho, Olavo Mar-
BB do modo imperativo, para convencer o leitor a, sempre que necessário, utilizar os
tins, Raquel Monteiro, Vicente Júnior, Viviane de Souza, Volney Ribeiro e Wagner Luis
serviços da instituição responsável pela divulgação da conduta indicada.
CC de um recurso linguístico e gráfico para destacar o benefício da intensidade de
QUESTÃO 1 certas características humanas, caso já se adote o estilo de vida sinalizado pelo
interlocutor.
DD da forma verbal “Seja”, que introduz atributos próprios do gênero feminino, e cujo su-
jeito implícito também aparece relacionado com a figura que ilustra a peça publicitária.
EE da ambiguidade gerada por “Cultive”, que, nesse contexto, possibilita que a ação
expressa se efetue tanto no sentido conotativo quanto no denotativo.

QUESTÃO 3

O seu bem-estar começa aqui LABACLEN VOCÊ TAMBÉM


Garibaldi, Barris, Cidadela, Canela, Mares, Itapoan, Pituba, Stella Maris Laboratório de Análises Clínicas e Endocrinológicas
Tel.: (71) 3261-1314 www.labaclen.com.br ISO 9001.2000 PODE SER NOEL.
Disponível em: https://andersoncoutodotcom.wordpress.com/2012/07/08/criacao-e-redacao-de-anuncios-publicitarios.

Acesso em: 12 jul. 2016 (adaptado).

Propaganda veiculada pelos Correios.


A compreensão do texto, no informe publicitário acima, exige que o leitor perceba que,
nele, apresentam-se duas normas linguísticas. Para diferenciá-las, o principal recurso Nessa peça publicitária, é correto afirmar que o autor procura convencer o leitor a
utilizado pelo autor foi o de AA vestir-se como Papai Noel e a distribuir presentes.
AA representar, nas ilustrações, duas diferentes classes sociais. Isso justifica, por BB entregar cartões de natal às pessoas carentes.
exemplo, as imagens de pessoas bem-vestidas juntamente com outras, de pes- CC abraçar a campanha e conceder o pedido da carta que queira adotar.
soas malvestidas. DD receber cartas de várias crianças que acreditam no Papai Noel.
BB mesclar, no texto, elementos verbais com elementos não verbais. Isso possibilitou EE enfatizar a crença na pessoa do Papai Noel.
que o texto fosse escrito na “norma culta”, e as imagens representassem a “norma
QUESTÃO 4
popular”.
CC grafar algumas palavras em desacordo com as convenções ortográficas, porém Este cartaz faz alusão à questão da fome no mundo, convocando o leitor a repensar e
de maneira mais aproximada da fala. Isso justifica, por exemplo, as diferentes mudar os seus hábitos de consumo.
grafias de “bem está” / “bem-estar”.
DD distribuir o texto em diferentes planos. Isso permitiu que a norma considerada Uma a cada
sete pessoas
“culta” ficasse destacada em primeiro plano, e a norma considerada “não culta” no mundo
passa
ficasse em segundo. fome.
EE trazer, para o texto, diferentes gêneros. Isso possibilitou que a “norma culta” fosse
expressa na forma de versos, no gênero poema; e a “norma não culta” fosse
expressa na forma de prosa, no gênero anúncio publicitário.

QUESTÃO 2

ESSA REALIDADE PODE MUDAR.


COLABORE.

Disponível em: http://tinyurl.com/hv2r4hp. Acesso em: 6 set. 2016 (original colorido).

O cartaz é um gênero textual cuja função é chamada de injuntiva e apresenta


características tais como
AA um caráter persuasivo e a presença de verbos no imperativo.
ESTILO DE VIDA. Disponível em: http://www.molotopropaganda.com.br/wp-content. BB um caráter descritivo, sem defesa de um ponto de vista.
Acesso em: 8 jul. 2016. CC a presença de estrofes e versos que apresentam rima.
DD a descrição de um ser vivo, um objeto ou um ambiente.
EE o desenvolvimento de um enredo, composto de clímax e desfecho.

2 VISITE NOSSO
PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, : www.aridesa.com.br
SITEDAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

QUESTÃO 5 QUESTÃO 7

Desde dezoito anos que o tal patriotismo lhe absorvia e por ele fizera a Deixe-me sozinho
tolice de estudar inutilidades. Que lhe importavam os rios? Eram grandes? Pois que Porque assim
fossem... Em que lhe contribuiria para a felicidade saber o nome dos heróis do Brasil? Eu viverei em paz
Quero que sejas bem feliz
Em nada... O importante é que ele tivesse sido feliz. Foi? Não. Lembrou-se das coisas
Junto do seu novo rapaz...
do tupi, do folk-lore, das suas tentativas agrícolas... Restava disso tudo em sua alma
BARROS, R. Disponível em: http://www.mpbnet.com.br. Acesso em: ago. 2013
uma satisfação? Nenhuma! Nenhuma!
O tupi encontrou a incredulidade geral, o riso, a mofa, o escárnio; e levou-o Na composição de Renato Barros, gravada por Adriana Calcanhoto, há uma
inadequação quanto ao uso do pronome. De acordo com a norma-padrão da língua,
à loucura. Uma decepção. E a agricultura? Nada. As terras não eram ferazes e ela não
isso se justifica, pois
era fácil como diziam os livros. Outra decepção. E, quando o seu patriotismo se fizera AA gera a omissão do sujeito marcado pela segunda pessoa.
combatente, o que achara? Decepções. Onde estava a doçura de nossa gente? Pois BB gera a inadequação na concordância com o verbo.
ele não a viu combater como feras? Pois não a via matar prisioneiros, inúmeros? Outra CC contraria as regras de colocação pronominal.
DD contraria a uniformidade na forma de tratamento.
decepção. A sua vida era uma decepção, uma série, melhor, um encadeamento de
EE apresenta o oblíquo marcando a função de sujeito.
decepções.
A pátria que quisera ter era um mito; um fantasma criado por ele no silêncio QUESTÃO 8
de seu gabinete.
BARRETO, L. Triste fim de Policarpo Quaresma. Disponível em: www.dominiopublico.gov.br.
Os provérbios constituem um produto da sabedoria popular e, em geral, pretendem
transmitir um ensinamento.
Acesso em: 8 nov. 2011.
A alternativa em que os dois provérbios remetem a ensinamentos semelhantes é:
AA “Quem diz o que quer, ouve o que não quer” e “Quem ama o feio, bonito lhe
O romance Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto, foi publicado em 1911.
parece”.
No fragmento destacado, a reação do personagem aos desdobramentos de suas BB “Devagar se vai ao longe” e “De grão em grão, a galinha enche o papo”.
iniciativas patrióticas evidencia que CC “Mais vale um pássaro na mão do que dois voando” e “Não se deve atirar pérolas
AA a dedicação de Policarpo Quaresma ao conhecimento da natureza brasileira aos porcos”.
levou-o a estudar inutilidades, mas possibilitou-lhe uma visão mais ampla do país. DD “Quem casa quer casa” e “Santo de casa não faz milagre”.
EE “Quem com ferro fere, com ferro será ferido” e “Casa de ferreiro, espeto de pau”.
BB a curiosidade em relação aos heróis da pátria levou-o ao ideal de prosperidade e
democracia que o personagem encontra no contexto republicano.
CC a construção de uma pátria a partir de elementos míticos, como a cordialidade
do povo, a riqueza do solo e a pureza linguística, conduz à frustração ideológica.
DD a propensão do brasileiro ao riso, ao escárnio, justifica a reação de decepção e
desistência de Policarpo Quaresma, que prefere resguardar-se em seu gabinete. Dia 24/10
(Terça-feira)
EE a certeza da fertilidade da terra e da produção agrícola incondicional faz parte CIÊNCIAS HUMANAS
de um projeto ideológico salvacionista, tal como foi difundido na época do autor.
HISTÓRIA: Profs. Carlos David, Eciliano Alves, Isac do Vale, Márcio Michiles e Sérgio
QUESTÃO 6 Feitosa

A rosa de Hiroshima
QUESTÃO 1
Pensem nas crianças
Mudas telepáticas Segundo a historiadora Laura de Mello e Souza, um dos principais
Pensem nas meninas divertimentos da população escravizada ou livre e pobre que vivia nas zonas de
mineração eram as festas e procissões religiosas, celebradas com a ostentação típica
Cegas inexatas
dos tempos do Barroco. Mais do que celebrações religiosas, estes eventos deixavam
Pensem nas mulheres de lado momentaneamente a pobreza existente naquela época e demonstravam, entre
Rotas alteradas outras coisas, aquilo que aquela sociedade gostaria de ser. Em uma dessas festas, de
Pensem nas feridas origem africana, um casal era coroado e reverenciado, como se vê na imagem.
Como rosas cálidas
Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A antirrosa atômica
Sem cor, sem perfume
Sem rosa, sem nada
Festa de Nossa Senhora do Rosário, padroeira dos negros. Rugendas, c. 1835.
MORAES, V. Antologia poética.
Disponível em: http://tinyurl.com/htna9r4. Acesso em: 9 fev. 2017.

Sobre o ato representado na imagem, é correto afirmar que se trata


Nesse texto, a linguagem conotativa contribui para a construção da AA do Maracatu, que com a sua corte desfilava nas ruas das cidades de mineradores,
AA polissemia, marca da função poética dos versos. celebrando a prosperidade que caracterizava toda aquela sociedade.
BB do Carnaval, cujos rei Momo e rainha vinham em cavalos e carruagens enfeita-
BB ambiguidade, característica dos textos referenciais.
das, acompanhados por negros e brancos sem distinção.
CC poeticidade, que quebra a estrutura da linguagem figurada. CC da Congada, que acontecia junto às festas católicas, com tambores e outros ins-
DD referencialidade, comum nos textos poéticos. trumentos, e saudava rei e rainha do Congo.
DD da Festa do Bonfim, quando as escadarias das igrejas eram lavadas e perfuma-
EE expressividade, pois impede o uso da multiplicidade de sentidos das palavras.
das por um grande conjunto de pessoas.
EE da Folia de Reis, que ocorria semanas antes do Natal, em que todos compare-
ciam descalços e em silêncio.

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


3
QUESTÃO 2 QUESTÃO 5
Tratava-se de um parlamentarismo sem povo. Os partidos, criados
pelas camadas economicamente dominantes, sem ideários muito nítidos, coagiam A Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência
e manipulavam um eleitorado ínfimo, sem traduzir-lhes os interesses concretos. O e Cultura) declarou a roda de capoeira como Patrimônio Cultural Imaterial da
caráter oligárquico definia tais partidos. Mais que isso, esta definição provinha de uma Humanidade. A escolha foi feita durante a 9ª Sessão do Comitê Intergovernamental
oligarquia enriquecida pelo oficialismo, em que só o controle do poder suscitava às para a Salvaguarda do Patrimônio Imaterial, em Paris, em 26/11/2014.
maiorias vindas, do nada, levando-as a recear participação popular. “O reconhecimento da roda de capoeira pela Unesco é uma conquista
LOPEZ, A.; MOTA, C. G. História do Brasil: uma interpretação.
muito importante para a cultura brasileira. A capoeira tem raízes africanas que devem
A leitura do texto e o conhecimento do sistema político brasileiro do Segundo Reinado ser cada vez mais valorizadas por nós”, destacou a ministra interina da Cultura, Ana
permitem afirmar que Cristina Wanzeler, que acompanhou a votação em Paris.
AA o Poder Moderador conduzia o processo, as maiorias eram forjadas e o Poder
Legislativo era subordinado ao Poder Executivo. Da marginalização ao reconhecimento internacional
BB havia um pluripartidarismo que expressava uma rica diversidade de ideários. De acordo com o site do Itamaraty, 71 países têm rodas de capoeira
CC era expressiva a participação popular nos partidos, fato que era estimulado pelo registradas. Somente na Alemanha são 27. A capoeira surgiu no século 17, praticada
sufrágio universal. por escravos africanos como uma mistura de luta, dança e música. Era uma forma que
DD o parlamentarismo adotado no Brasil concentrou a autoridade no Poder Legislativo. os escravos tinham de se socializar e lembrar as suas origens. Seu nome adveio dos
EE em função do bipartidarismo e das diversidades ideológicas, um partido defendia
campos abertos, sem vegetação, em que era praticada e que, em alguns partes do
os interesses da aristocracia rural, enquanto o outro apoiava os setores urbanos
Brasil, ainda são conhecidos pelo nome de capoeira.
populares e os camponeses.
A técnica também é símbolo de resistência, pois era usada como defesa,
QUESTÃO 3 tanto por escravos quanto por libertos, depois do fim da escravidão. Era considerada
subversiva e até a década de 1930 foi marginalizada.
Aquarela do Brasil
A prática só foi reconhecida em 1937, depois que Mestre Bimba a
“Brasil, meu Brasil brasileiro apresentou ao então presidente Getúlio Vargas, que a declarou esporte nacional. Em
Meu mulato inzoneiro* 2008, a capoeira foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
Vou cantar-te nos meus versos (Iphan).
O Brasil, samba que dá Disponível em: http://www.dw.de/unesco-reconhece-capoeira-como-patrim%C3%B4nio-cultural-imaterial
-da-humanidade/a-18090747
Bamboleio que faz gingar
O Brasil do meu amor O reconhecimento da roda de capoeira como patrimônio imaterial da humanidade
Terra de Nosso Senhor representa a
Brasil! Brasil! AA importância econômica e política do Brasil no cenário internacional.
Pra mim... pra mim...” BB valorização da diversidade étnica e cultural na construção de uma nação.
BARROSO, A. In: GOMES, Ângela de Castro. (Coord.). História do Brasil Nação (1808-2010): Olhando para dentro
CC exploração do potencial mercadológico da luta no contexto da globalização.
(1930-1964). Rio de Janeiro: Ed. Objetiva, 2013, p. 23. v. 4.
DD adoção de políticas compensatórias culturais para os afrodescendentes.
*Inzoneiro: esperto, manhoso. EE crítica internacional à falta de reconhecimento da capoeira dentro do Brasil.

Durante o Estado Novo, foi desenvolvido um projeto cultural, voltado para o QUESTÃO 6
AA reforço da identidade nacional, por meio do rádio, da literatura e do cinema.
O aparecimento da pólis constitui, na história do pensamento grego,
BB aumento do número de museus, pela incorporação dos teatros e das editoras.
um acontecimento decisivo. Certamente, no plano intelectual como no domínio das
CC reconhecimento do patrimônio artístico, mediante censura às escolas de samba.
instituições, só no fim alcançará todas as suas consequências; a pólis conhecerá
DD avanço da educação local, mediante a proibição de temas históricos nas salas
etapas múltiplas e formas variadas. Entretanto, desde seu advento, que se pode situar
de aula.
entre os séculos VIII e VII a.C., marca um começo, uma verdadeira invenção; por ela,
EE atraso no manejo da industrialização tecnicista, de vertente nacional-protecionista,
a vida social e as relações entre os homens tomam uma forma nova, cuja originalidade
irrompendo com a Segunda Guerra Mundial.
será plenamente sentida pelos gregos.
VERNANT, J. P. As origens do pensamento grego. Rio de Janeiro: Difel, 1981 (adaptado).
QUESTÃO 4
De acordo com o texto, na Antiguidade, uma das transformações provocadas pelo
Na América Latina do século XX, em incontáveis momentos, a criação surgimento da pólis foi
artística articulou-se com utopias ou perspectivas de transformação social. Em AA o declínio da oralidade, pois, em seu território, toda estratégia de comunicação era
diferentes contextos, artistas usaram sua produção para corroborar determinados baseada na escrita e no uso de imagens.
projetos políticos ou consentiram que suas criações fossem apropriadas e sustentadas BB o isolamento progressivo de seus membros, que preferiam o convívio familiar às
por movimentos políticos, dentro ou fora do Estado. relações travadas nos espaços públicos.
PRADO, M. L.; PELLEGRINO, G. História da América Latina. São Paulo: Contexto, 2014, p. 187-188. CC a manutenção de instituições políticas arcaicas, que reproduziam, nela, o poder
absoluto de origem divina do monarca.
Um desses momentos, na América Latina, em que artistas e intelectuais articularam DD a diversidade linguística e religiosa, pois sua difusa organização social dificultava
suas criações a utopias e bandeiras políticas ocorreu a construção de identidades culturais.
AA durante o período dos regimes militares, em que a canção de protesto alcançou EE a constituição de espaços de expressão e discussão, que ampliavam a divulgação
notável projeção, atingindo o público estudantil, setor que participou fortemente de das ações e ideias de seus membros.
movimentos de resistência e de organizações políticas de luta armada.
BB na fase de abertura política, que coincidiu em meados dos anos 1980 em vários QUESTÃO 7
países, e que resultou no surgimento de movimentos artísticos que se conecta- A casa de Deus, que acreditam una, está, portanto, dividida em três: uns
vam e eram otimistas com a rápida democratização em curso e com a anistia oram; outros combatem; outros, enfim, trabalham. Essas três partes que coexistem não
geral e irrestrita. suportam ser separadas; os serviços prestados por uma são a condição das obras das
CC no ápice de regimes populistas como o peronismo e o varguismo, cujos governos outras duas; cada uma, por sua vez, encarrega-se de aliviar o conjunto... Assim, a lei
contaram com espontânea adesão de intelectuais, que assumiram funções públi- pode triunfar e o mundo gozar da paz.
cas de peso e exerceram o papel de “consciência crítica” dos rumos do governo, LAON, A. In: SPINOSA, F. Antologia de textos históricos medievais. Lisboa: Sá da Costa, 1981.
expressando suas avaliações nos meios de comunicação de massas.
A ideologia apresentada por Aldalberon de Laon foi produzida durante a Idade Média.
DD no fim dos governos que antecederam os golpes militares no Cone Sul e que
Um objetivo de tal ideologia e um processo que a ela se opôs estão indicados,
apresentavam, sem exceção, forte caráter progressista e reformista, cujos pro-
respectivamente, em:
jetos foram apoiados por artistas, intelectuais e entusiastas de políticas culturais
AA Justificar a dominação estamental / revoltas camponesas.
voltadas à população que não tinha acesso à chamada alta cultura.
BB Subverter a hierarquia social / centralização monárquica.
EE ao longo dos governos notadamente desenvolvimentistas, em meados dos anos
CC Impedir a igualdade jurídica / revoluções burguesas.
1950, que predominaram na região e estimularam a circulação das vanguardas in-
DD Controlar a exploração econômica / unificação monetária.
ternacionais revolucionárias, dos quais resultou a formação de coletivos marcados
EE Questionar a ordem divina / Reforma Católica.
por ideais maoistas e guevaristas, dente outras ideologias em voga na Guerra Fria.

4 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

QUESTÃO 8

AA 6 metros.
BB 40 metros.
CC 63 metros.
Tiziano Vecellio di Gregorio - Mariano Salvador Maella -
O eleitor João Frederico,
Duque de Saxônia, Museu do Prado.
Don Froilán de Berganza (1798),
Museu do Prado. DD 400 metros.
Os retratos apresentam dois membros da nobreza europeia em momentos históricos EE 630 metros.
distintos, enquanto na primeira tela, referente aos primórdios do século XVI, um aristocrata
QUESTÃO 4
europeu é apresentado como senhor da guerra. Na segunda, de 1798, o nobre surge como
componente da elite política e administrativa, pois lida com documentos e livros. O número de quartos ocupados em um hotel varia de acordo com a época do ano.
A mudança no papel social da nobreza, implícita na comparação das pinturas, está Estima-se que o número de quartos ocupados em cada mês de determinado ano seja
relacionada ao processo de
dado por , em que x é estabelecido da seguinte forma: x
AA dominação social por parte da burguesia ascendente.
BB controle religioso por parte da Igreja Católica. = 1 representa o mês de janeiro, x = 2 representa o mês de fevereiro, x = 3 representa
CC alienação ideológica por parte do pensamento iluminista. o mês de março, e assim por diante. Em junho, em relação a março, há uma variação
DD subordinação econômica por parte do movimento sindical. porcentual dos quartos ocupados em
EE domesticação política por parte do Estado absolutista. AA –20%.
BB –15%.
CC –30%.
DD –25%.
EE –50%.
Dia 25/10 QUESTÃO 5
MATEMÁTICA (Quarta-feira)
Para realizar operações bancárias via Internet, certo site exige que se apresente uma
MATEMÁTICA: Profs. Alexandrino Diógenes, Alfredo Castelo, Cláudio Gomes, Fabrício
senha constituída por quatro algarismos. Depois de realizada a operação, é necessário
Maia, Klaiton Barbosa, Marcelo Oliveira, Marcos Paulo, Michele Rondon, Paulo André,
digitar uma segunda senha, de três algarismos. Nos dois casos, podem ser escolhidos
Robério Bacelar e Thiago Pacífico
quaisquer algarismos de 0 a 9. Suponhamos que alguém, que não conheça as senhas,
tente descobri-las fazendo tentativas. O número máximo de tentativas será
QUESTÃO 1 AA 410 . 310.
Sr. Antônio, aposentado pelo INSS, usa 40% de sua aposentadoria para comprar BB 107.
remédios, 30% para pagar o aluguel e gasta o restante com alimentação. Se sobrasse CC 11 000.
alguma coisa, pouparia. Através de uma nova política de governo, os remédios que ele DD 10 998.
toma tiveram uma redução de 30% nos preços; além disso, Sr. Antônio mudou de casa EE 120.
reduzindo 70% no valor do aluguel. Dessa forma, sem alterar nada dos outros gastos,
do total de sua aposentadoria conseguirá poupar QUESTÃO 6
AA 12%.
A partir de um grupo de 14 pessoas, quer-se formar uma comissão de oito integrantes,
BB 21%.
composta de um presidente, um vice-presidente, um secretário, um tesoureiro e quatro
CC 33%.
DD 37%. conselheiros. Nessa situação, de quantas maneiras distintas pode-se compor essa
EE 67%. comissão?

AA
QUESTÃO 2
Uma lâmpada incandescente que se mantém acesa desde 1901 fica na cidade de BB
Livermore, Califórnia, e está no livro do Guiness como a lâmpada mais antiga do
mundo. Ela está instalada no Corpo de Bombeiros da cidade. A sua fama é tanta que a
CC
população da cidade realiza festas de aniversário para a lâmpada, que já virou atração
turística. A primeira foi em 2001, na data do centenário, a segunda em 2011, quando
se chegou aos 110 anos. A lâmpada tem direito a bolo, balões e música de parabéns. DD

EE

QUESTÃO 7
O sangue humano costuma ser classificado em diversos grupos, sendo os sistemas
ABO e Rh os métodos mais comuns de classificação. A primeira tabela abaixo fornece
Suponha que as festas de aniversário sejam sempre em 1 de janeiro e que a segunda o
o percentual da população brasileira com cada combinação de tipo sanguíneo e fator
festa da lâmpada tenha sido em um sábado. Em que dia da semana deverá ser Rh. Já a segunda tabela indica o tipo de aglutinina e de aglutinogênio presentes em
comemorado o centésimo vigésimo aniversário da lâmpada? cada grupo sanguíneo.
AA Quinta-feira.
Fator Rh Tipo Aglutinogênios Aglutininas
BB Sexta-feira. Tipo
CC Sábado. + – A A Anti-B
DD Domingo. A 34% 8% B B Anti-A
EE Segunda-feira. B 8% 2% AB AeB Nenhuma
AB 2,5% 0,5% O Nenhum Anti-A e Anti-B
QUESTÃO 3
O 36% 9%
A sorveteria Triângulo, que fica na periferia de uma capital brasileira, tem em seu
logotipo um sorvete com a casquinha formada por 4 fileiras de triângulos equiláteros, Em um teste sanguíneo realizado no Brasil, detectou-se, no sangue de um indivíduo,
como mostra a figura a seguir, sendo a primeira fileira com apenas 1 triângulo, a a presença de aglutinogênio A. Nesse caso, a probabilidade de que o indivíduo tenha
segunda com 3, a terceira com 5, e a quarta fileira com 7 triângulos. O proprietário sangue A+ é de, aproximadamente,
deseja produzir uma placa com armação de ferro para a fachada da sorveteria, mas AA 76%.
com a casquinha formada por 20 fileiras de triângulos seguindo o mesmo padrão do BB 34%.
logotipo. Se as arestas de cada triângulo da fachada deverão ter 10 cm, quantos metros CC 81%.
lineares de ferro terá que usar para fabricar somente a armação da casquinha da DD 39%.
fachada, soldando os vértices dos triângulos, sem haver sobreposição de segmentos? EE 45%.

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


5
QUESTÃO 8 O rompimento da barragem da mineradora Samarco é considerado um dos maiores
desastres ambientais já registrados. Foram 600 km de lama e rejeitos, percorridos
Um conhecido telejornal matinal faz diariamente a previsão do tempo para a cidade A. desde a Barragem do Fundão até o Oceano Atlântico. Tal cenário de destruição
Em sua última edição, o repórter meteorologista deu a seguinte informação: contribuiu para mortandade de peixes, tornando-os impróprios para o consumo,
inviabilizando a atividade pesqueira da região. Dentre as causas que contribuem para
“Se chover no dia de hoje, a previsão de chuva para amanhã será de 40% de chance;
a mortandade dos peixes, o processo que explica o ocorrido no Rio Doce é:
caso contrário, teremos apenas 20% de chance que ocorra chuva amanhã na cidade AA O fenômeno da eutrofização através do enriquecimento das águas do rio por ma-
A. Informou também que a chance de chover hoje é de 70%.” téria orgânica decorrente do deslizamento, que foi consumida posteriormente por
Com essas informações, e sabendo que os eventos “chover hoje” e “chover amanhã” decompositores aeróbicos, levando à anóxia do corpo-d’água.
BB A lixiviação que representa a remoção dos nutrientes superficiais de forma intensa
são independentes, identifique nos itens seguintes a única alternativa correta.
devido ao volume do deslizamento gerado.
AA A probabilidade de chover hoje e amanhã é de 14%.
CC A oxidação de componentes minerais presentes nos rejeitos que reduziu o volume
BB A probabilidade de não chover nem hoje nem amanhã é de 60%. de gás oxigênio para os organismos vivos existentes no rio.
CC A probabilidade de chover amanhã é de 28%. DD A bioacumulação por metais pesados presentes na água, pois o acúmulo de tais
DD A probabilidade de não chover amanhã é de 66%. metais se relaciona diretamente com a redução do oxigênio.
EE A probabilidade de não chover hoje e chover amanhã é de 15%. EE A maré vermelha decorrente do aumento populacional das algas devido ao volu-
me de nutrientes trazidos pelo deslizamento.

QUESTÃO 4

Dia 26/10 Um produtor rural registrou queda de produtividade numa das áreas de plantio de
arroz de sua propriedade. Análises químicas revelaram concentrações elevadas do íon
CIÊNCIAS DA NATUREZA (Quinta-feira)
amônio (NH+4) e baixas dos íons nitrito (NO–2) e nitrato (NO–3) no solo. Esses compostos
BIOLOGIA: Profs. Alysson Alencar, Bezerra Neto, Ítalo Felipe, Landim, Régis Romero e nitrogenados são necessários para o crescimento dos vegetais e participam do ciclo
Rodrigo Forti biogeoquímico do nitrogênio.
QUÍMICA: Profs. Kelton Wadson, Marisleny Brito, Michel Henri, Pedro Madeira, Thiago Em qual etapa desse ciclo biogeoquímico são formados os compostos que estão em
Magalhães e Ubiratan Cunha baixa concentração nesse solo?
AA Nitrificação.
QUESTÃO 1 BB Assimilação.
CC Amonização.
Os primeiros organismos a habitarem a Terra foram os procariontes, que viveram, DD Desnitrificação.
há 3,5 bilhões de anos. Durante toda sua longa história evolutiva, as populações EE Fixação de nitrogênio.
procarióticas foram (e continuam a ser) sujeitas à seleção natural em todos os tipos de
ambientes, resultando em sua enorme diversidade atual. QUESTÃO 5
A partir dos conhecimentos a respeito do reino que possui organismos com essa Após seu desgaste completo, os pneus podem ser queimados para a geração de energia.
organização procariótica, é possível afirmar que Dentre os gases gerados na combustão completa da borracha vulcanizada, alguns são
AA seus representantes vivem exclusivamente isolados em meios específicos. poluentes e provocam a chuva ácida. Para evitar que escapem para a atmosfera, esses
BB ele é dotado de uma grande diversidade metabólica e seus representantes são gases podem ser borbulhados em uma solução aquosa contendo uma substância
unicelulares. adequada. Considere as informações das substâncias listadas no quadro.
CC seus representantes possuem DNA circular, ribossomos 80S e parede celular.
DD os organismos autótrofos desse reino são exclusivamente fotossintéticos. Valor da constan-
Substância Equilíbrio em solução aquosa
te de equilíbrio
EE a expressão do potencial biótico dos seus representantes não possui fatores li-
mitantes. Fenol C6H5OH + H2O C6H5O– + H3O+ 1,3 × 10–10
Piridina C5H5N + H2O C5H5NH + OH + –
1,7 × 10–9
QUESTÃO 2
Metilamina CH3NH2 + H2O CH3NH+3 + OH– 4,4 × 10–4
A membrana plasmática é constituída, basicamente, por uma bicamada de fosfolipídios
associados a moléculas de proteína. Essa estrutura delimita a célula, separa o Hidrogenofosfato
HPO2–4 + H2O H2PO–4 + OH– 2,8 × 10–2
conteúdo celular do meio externo e possibilita o trânsito de substâncias entre os meios de potássio
intra e extracelular. Hidrogenossulfato
HSO–4 + H2O SO2–4 + H3O+ 3,1 × 10–2
Sobre o transporte através da membrana, é correto afirmar: de potássio
AA A passagem de substâncias através da membrana plasmática, utilizando proteí-
nas transportadoras, é denominada difusão simples. Dentre as substâncias listadas no quadro, aquela capaz de demover com maior
BB A difusão facilitada é o transporte de substâncias pela membrana com o auxílio de eficiência os gases poluentes é o(a)
proteínas transportadoras e gasto de energia. AA fenol.
CC A osmose é a passagem de substâncias através da membrana plasmática em BB piridina.
direção à menor concentração de solutos. CC metilamina.
DD Uma membrana permeável à substância A possibilitará o transporte dessa subs- DD hidrogenofosfato de potássio.
tância para fora da célula, desde que exista ATP disponível. EE hidrogenossulfato de potássio.
EE No transporte ativo, ocorre a passagem de substâncias por proteínas de membra-
QUESTÃO 6
na com gasto de energia.
Após um aumento de 80% nos casos de doença de Chagas na cidade de Belém (PA),
QUESTÃO 3 a Vigilância Sanitária do município interditou cinco pontos de venda de açaí. Os locais
interditados desobedeciam às regras de higiene na manipulação do fruto e, por isso,
GOVERNADOR apresentavam risco de contaminação. Um dos problemas encontrados foi a estrutura
VALADARES
de madeira de um desses locais, propícia para a proliferação do barbeiro, inseto
MG transmissor da doença de Chagas, que a causada pelo Trypanosoma cruzi, protozoário
LINHARES
encontrado nas fezes destes insetos.
CE
DO

Folha de São Paulo. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br.


O

COLATINA
RI

Acesso em: 25 out. 2011 (adaptado).


MARIANA
Que medida poderia ser tomada durante o preparo do alimento para evitar a
ES contaminação dos consumidores da polpa do açaí?
BENTO RODRIGUES
AA Adição de açúcar.
BARRAGENS DO FUNDÃO
BB Secagem dos frutos.
CC Pasteurização do produto.
Disponível em: http://www.jornaldotocantins.com.br/polopoly_fs/1.9931157.1448150053!/image/image.jpg_qen/ DD Diluição da polpa em água.
derivatives/landscape_800/image_800/image.jpj. Acesso em: 10 set. 2016. EE Adição de corantes naturais.

6 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

QUESTÃO 7 QUESTÃO 2
No Brasil e no mundo, têm surgido movimentos e leis para banir o uso de sacolas
plásticas, em supermercados, feitas de polietileno. Obtida a partir do petróleo, a
matéria-prima do polietileno é o gás etileno, que, depois de polimerizado, dá origem
ao plástico, composto essencialmente formado pela repetição de grupos –CH2–. O
principal motivo do banimento é a poluição, pois se estima que as sacolas levam cerca
de 300 anos para se degradarem no meio ambiente, sendo resistentes a ataques
químicos, à radiação e a microrganismos. O motivo pelo qual essas sacolas demoram
muito tempo para se degradarem é que suas moléculas
AA apresentam muitas insaturações.
BB contêm carbono em sua composição.
CC são formadas por elementos de alta massa atômica.
DD são muito longas e formadas por ligações químicas fortes.
EE têm origem no petróleo, que é uma matéria-prima não renovável.

QUESTÃO 8 Disponível em: www.portaldapropaganda.com.br/portal/images/stories/marco/sprite1.jpg. Acesso em: 5 nov. 2015.

A lipofilia é um dos fatores fundamentais para o planejamento de um fármaco. Ela


mede o grau de afinidade que a substância tem com ambientes apolares, podendo ser O uso de recursos da linguagem verbal e não verbal é comum em peças de propaganda.
avaliada por seu coeficiente de partição. No anúncio visto, o efeito de sentido desejado pelo anunciante é reforçado
AA pelo uso de um ditado popular.
BB pela imagem da garrafa transparente.
CC por gotas de água na garrafa.
X = OH (Testosterona) DD pela ausência de ilustrações de fundo.
X=H (Composto 1) EE pela marca Coca-Cola.
X = CH3 (Composto 2) QUESTÃO 3

NOGUEIRA, L. J.; MONTANARI, C. A.; DONNICI, C. L. Histórico da evolução da química medicinal e a importância da lipofilia:
de Hipócrates e Galeno a Paracelsus e as contribuições de Overton e de Hansch. Revista Virtual de Química, n. 3, 2009 (adaptado).

Em relação ao coeficiente de partição da testosterona, as lipofilias dos compostos 1 e


2 são, respectivamente,
AA menor e menor que a lipofilia da testosterona.
BB menor e maior que a lipofilia da testosterona. RA!
O CARTÃO SUS É A SUA IDENTIFICAÇÃO
NOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE
CC maior e menor que a lipofilia da testosterona. ALE
, G O SEU.
EM TODO O BRASIL. ELE FACILITA
A O SEU ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE
DD maior e maior que a lipofilia da testosterona. LIG JÁA COMO CONSULTAS, EXAMES
SE FAÇ E MEDICAMENTOS. COM ELE,
EE menor e igual à lipofilia da testosterona. VOCÊ TAMBÉM PODE ACESSAR TODO
O SEU HISTÓRICO NO SUS PELO SITE
PORTALDOCIDADAO.SAUDE.GOV.BR.

CARTÃO SUS, PARA CUIDAR CADA


VEZ MELHOR DA SAÚDE DE TODOS.

Vá até uma Unidade de Saúde e faça o seu


cartão SUS. Leve a sua certidão de nascimento
ou RG e comprovante de residência (documentos
não obrigatórios) para facilitar o cadastro.

Dia 27/10 É o Governo Federal trabalhando para o Brasil avançar.

LINGUAGENS / HUMANAS (Sexta-feira)

PORTUGUÊS: Profs. Alzitônio Maia, Bruno Maia, Flávio Marcelo, João Filho, Olavo Mar- Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/images/campanhas/cartao_sus/Cartaz_Cartao_SUS_

tins, Raquel Monteiro, Vicente Júnior, Viviane de Souza, Volney Ribeiro e Wagner Luis Adolecente_640x460mm_Curvas.jpg. Acesso em: 14 dez. 2015.
GEOGRAFIA: Profs. Charles Weima, Fernandes Filho e Yuri Saboia
Para que a comunicação ocorra de maneira eficiente, a linguagem de uma campanha
QUESTÃO 1 deve ser adequada ao público-alvo.
O cartaz, portanto, é destinado ao público
Acho isso muito importante porque demonstra também que essa equipe de AA jovem, evidenciado por meio de gírias e símbolos governamentais.
torturadores estudava os métodos que eles eufemisticamente chamavam de “técnica BB adulto, intensificado pelo uso de um texto direto e técnico.
de interrogatório”. Não era simplesmente uma explosão de um sádico de plantão. CC idoso, evidenciado pelo uso de uma linguagem arrojada.
Num segundo momento então, a tortura era progressiva, feita de idas e DD adolescente, evidenciado pelo uso de gírias e elementos juvenis.
vindas, de ameaças e da nossa certeza, permanentemente alimentada por eles, que EE infantojuvenil, intensificado pelo uso de elementos infantis.
tudo poderia recomeçar a qualquer momento. O objetivo era, pouco a pouco, nos
anular, como pessoas e como militantes. QUESTÃO 4
[…] Ou seja, eles inventaram um método tão perverso em que
LÚCIO, VAMOS BRINCAR DE INTELECTUAL NÃO BRINCA,
aparentemente nós não reagíamos, como se fôssemos cúmplices de nossa dor. Isso ASTRONAUTA? MALUQUINHO!

durava horas ou noites, não sei bem.


Depoimento de Lúcia Murat à Comissão da Verdade do Rio. Portal A Tarde, 28 maio 2013. Disponível em: http://atarde.uol.

com.br/politica/materias/1506981-depoimento-de -lucia-murat-a-comissao-da-verdade-do-rio. Acesso em: 21 jan. 2016.

O texto apresenta um fragmento do depoimento da cineasta Lúcia Murat, dado em


28 de maio de 2013 à Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro, acerca das
torturas a que foi submetida durante a ditadura militar.
Sabemos que o relato pessoal apresenta narrador em primeira pessoa, uso de verbos INTELECTUAL EXPLORA O
no passado e marcadores de tempo e lugar. Nesse depoimento, Lúcia Murat encerra LADO LÚDICO!

a narração de uma das suas sessões de tortura valendo-se de marcações temporais


AA claras, a fim de relatar precisamente o que aconteceu à Comissão da Verdade.
BB imprecisas, por causa do entorpecimento que as dores lhe causavam.
CC imprecisas, a fim de evitar o assunto que lhe causava constrangimento.
DD obscuras, por causa do grande lapso de tempo transcorrido entre a tortura e seu
relato.
EE indeterminadas, uma vez que a depoente não contava apenas sua experiência.
ZIRALDO. Disponível em: http://www.estudantes.com.br/simulado/images/uel_05.gif. Acesso em: 22 dez. 2015.

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


7
Na tirinha, o Menino Maluquinho faz um convite ao amigo Lúcio. Ao dizer que “intelectual QUESTÃO 7
não brinca”, mas “explora o lado lúdico”, Lúcio
AA adapta o discurso informal de Maluquinho à formalidade que a situação exige. Nas primeiras décadas do século XX, o engenheiro Frederick Taylor desenvolveu os
BB opta pelo uso da linguagem denotativa em vez da linguagem conotativa. princípios de administração científica, que consistiam, basicamente, no controle dos
CC deixa implícito que aceitou sem contestação o convite feito por Maluquinho. tempos e dos movimentos dos trabalhadores para aumentar a eficiência do processo
DD usa uma expressão que, embora mais rebuscada, tem o mesmo sentido da usada produtivo. Ao adotar esses princípios em sua fábrica, Henry Ford criava um novo método
por Maluquinho. de produção. A inovação mais importante do modelo fordista de produção foi o(a)
EE mostra que não compreendeu a proposta feita por Maluquinho. AA valorização da pesquisa científica.
QUESTÃO 5 BB trabalho qualificado.
CC linha de montagem.
Cidadão DD produção diferenciada.
EE redução dos estoques.
Tá vendo aquele edifício, moço?
Ajudei a levantar QUESTÃO 8
Foi um tempo de aflição
Eram quatro condução
TEXTO I
Duas pra ir, duas pra voltar
Em 1938, O. Hahn e F. Strassmann, ao detectarem bário numa amostra
Hoje depois dele pronto
de urânio 238 bombardeada com nêutrons, descobriram a fissão nuclear induzida por
olho pra cima e fico tonto
nêutrons. A colisão de um nêutron com um núcleo de um isótopo, como o 235U, com
Mas me chega um cidadão
sua consequente absorção, inicia uma violenta vibração, e o núcleo é impelido a se
e me diz desconfiado: “Tu tá aí admirado
dividir, fissionar. Com a fissão, cada núcleo de 235U produz dois ou mais nêutrons,
ou tá querendo roubar?”
propiciando uma reação em cadeia.
Meu domingo tá perdido
OHANIAN, H. C. Modern physic. New York: Prentice Hall inc. 1995, 2 ed. p. 386 (adaptado).
vou pra casa entristecido
Dá vontade de beber
TEXTO II
E pra aumentar o meu tédio
eu nem posso olhar pro prédio
que eu ajudei a fazer

A letra da música Cidadão, composta por Lúcio Barbosa, retrata fenômenos sociais
presentes nas sociedades estratificadas.
No trecho da letra da música, há uma denúncia, de forma crítica, à(ao)
AA identidade e à revolução social.
BB comunidade e à coerção social.
CC interação e à competição social.
DD desigualdade e à exclusão social.
EE etnocentrismo e à repressão social.
A reação em cadeia explosiva do 235U deu um banho de radiação
QUESTÃO 6
mortífera no centro da cidade: cerca de dez quilômetros quadrados de Hiroshima
Sobradinho ficaram torrados. Noventa por cento dos prédios da cidade foram destruídos. Os
O homem chega, já desfaz a natureza médicos que ainda estavam vivos não tinham ideia do tipo de arma que havia sido
Tira gente, põe represa, diz que tudo vai mudar empregada. Mesmo quando se anunciou que uma bomba atômica fora lançada, eles
O São Francisco lá pra cima da Bahia não tinham noção do mal que ela pode fazer ao corpo humano nem dos seus sintomas
Diz que, dia menos dia, vai subir bem devagar posteriores. Era uma revolução na ciência e na guerra.
E passo a passo vai cumprindo a profecia do beato que dizia SMITH, P. D. Os homens do fim do mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2008. p. 359-360 (adaptado).
que o sertão ia alagar
Com base na charge e nos conhecimentos sobre a geopolítica, podemos verificar que
O sertão vai virar mar, dá no coração AA a adoção de um modelo político pluripartidário pela Coreia do Norte resultou da
O medo que algum dia o mar também vire sertão influência chinesa e do apoio militar baseado em seu arsenal nuclear.
BB a troca do domínio colonial japonês sobre a Coreia do Norte pela hegemonia
Adeus, Remanso, Casa Nova, Sento-Sé chinesa amenizou a disputa nuclear entre o bloco socialista e os EUA no Leste
Adeus, Pilão Arcado, vem o rio te engolir Asiático.
Debaixo d’água lá se vai a vida inteira CC com o fim da Guerra Fria, os EUA e a URSS perderam interesse pela corrida
Por cima da cachoeira o gaiola vai subir espacial e passaram a priorizar a luta contra o terrorismo, principalmente após a
Vai ter barragem no salto do Sobradinho invasão do Iraque e do Afeganistão e, recentemente, contra o regime sírio.
E o povo vai-se embora com medo de se afogar. DD trata-se da política de “paz armada”, desenvolvida pelas potências internacionais
no período que antecedeu a Primeira Guerra Mundial, da qual resultaram tratados
Remanso, Casa Nova, Sento-Sé de alianças, como a Tríplice Entente e a Tríplice Aliança.
Pilão Arcado, Sobradinho EE a recente tensão nuclear que envolve Coreia do Norte e Estados Unidos tem sua
Adeus, Adeus... origem no conflito bipolar dos anos 1950, que culminou num armistício entre as
Sá e Guarabyra
Coreias, que se dividiram entre comunistas e capitalistas.

Em uma situação hipotética, optou-se por construir uma usina hidrelétrica em região GABARITO (de 23 a 27/10)
que abrange diversas quedas-d’água em rios cercados por mata, alegando-se
que causaria impacto ambiental muito menor que uma usina termelétrica. Entre os CIÊNCIAS CIÊNCIAS DA LINGUAGENS/
LINGUAGENS MATEMÁTICA
HUMANAS NATUREZA HUMANAS
possíveis impactos da instalação de uma usina hidrelétrica nessa região, inclui-se o(a)
AA poluição da água por metais da usina. 1. C 5. C 1. C 5. B 1. C 5. C 1. B 5. D 1. B 5. D
BB deslocamento e a perda de memória da população. 2. C 6. A 2. A 6. E 2. B 6. A 2. E 6. C 2. B 6. B
3. C 7. D 3. A 7. A 3. C 7. A 3. C 7. D 3. D 7. C
CC aumento expressivo na liberação de CO2 para a atmosfera.
4. A 8. B 4. A 8. E 4. A 8. D 4. A 8. D 4. D 8. E
DD consumo não renovável de toda água que passa pelas turbinas.
EE aprofundamento no leito do rio, com a menor deposição de resíduos no trecho de
rio anterior à represa.

8 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR
EQUIPE DE PROFESSORES. DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H,
DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar

QUESTÕES ESTILO ENEM

QUESTÃO 3
Nosso atual modelo de Estado é fruto da Revolução Francesa, que,
Dia 30/10 fascinada pela democracia grega, considerava que os atenienses criaram o princípio
(Segunda-feira)
CIÊNCIAS HUMANAS do Estado legal – um governo fundado em leis discutidas, planejadas, emendadas e
obedecidas por cidadãos livres – e a ideia de que o Estado representa uma comunidade
HISTÓRIA: Profs. Alexandre Neto, Carlos David, Eciliano Alves, Isac do Vale, Márcio de cidadãos livres. Ao afirmarem que o governo era algo que as pessoas criavam para
Michiles e Sérgio Feitosa satisfazer as necessidades humanas, os atenienses consideravam seus governantes
homens que haviam demonstrado capacidade para dirigir o Estado, e não deuses ou
QUESTÃO 1
sacerdotes.
Com seu estilo peculiar, Trump está forçando uma pergunta que, Campos, F.; MIRANDA, R. G. A escrita da História, 2005.
provavelmente, deveria ter sido levantada há 25 anos: os Estados Unidos devem ser
uma potência global, que mantenha a ordem mundial – inclusive com o uso de armas, De acordo com o excerto e seus conhecimentos, é correto afirmar que
o que Theodore Roosevelt chamou, como todos sabem, de Big Stick?
AA a concepção moderna de democracia deriva da Revolução Francesa e da Atenas
Curiosamente, a morte da União Soviética e o fim da Guerra Fria não
antiga, embora nesta a cidadania estivesse limitada à minoria da população.
provocaram imediatamente esse debate. Na década de 1990, manter um papel de
liderança global para os Estados Unidos parecia barato – afinal, outras nações pagaram BB a democracia ateniense, por fundamentar-se na comunidade de homens livres,
pela Guerra do Golfo Pérsico de 1991. Nesse conflito e nas sucessivas intervenções não era compatível com a existência de trabalho escravo.
norte-americanas na antiga Iugoslávia, os custos e as perdas foram baixos. Então, CC a Revolução Francesa ampliou o conceito de democracia grega, ao tornar cida-
no início dos anos 2000, os americanos foram compreensivelmente absorvidos dãos todos os habitantes da comunidade, inclusive as mulheres e os estrangeiros.
pelas consequências do 11 de setembro e pelas guerras e ataques terroristas que se DD os gregos desenvolveram a noção de lei como uma emanação dos deuses, à qual
seguiram. Agora, para melhor ou para pior, o debate está nas nossas mãos. os homens deveriam obedecer após discussão em assembleia.
EE os atenienses vinculavam a política à religião e, por isso, seu Estado nacional
COHEN, E. Should the U.S. still carry a ‘big stick’?. Disponível em: www.latimes.com.
dependia da razão divina e limitava a expressão política dos cidadãos.
Acesso em: 18 jan. 2017 (adaptado).

O texto identifica dois períodos distintos nas relações globais após o fim da Guerra Fria. QUESTÃO 4
Tais períodos podem ser descritos da seguinte forma: A cidadania tal como é entendida modernamente é constituída por um
AA primeiro, uma fase de ordem mundial multipolarizada; depois, uma etapa marcada conjunto de atributos e direitos que envolvem três dimensões: a dos direitos civis, a
pela atuação russa e estadunidense como mediadores em áreas de conflito.
dos direitos políticos e a dos direitos sociais. Os direitos civis dizem respeito à liberdade
BB primeiro, uma fase de constantes atentados terroristas na Europa; depois, uma
de consciência e de palavra, ao direito de ir e vir, à liberdade de imprensa, à não
etapa de afirmação e consolidação da liderança industrial-militar estadunidense.
CC primeiro, uma fase de frequente intervencionismo norte-americano em conflitos interferência do Estado nos assuntos privados do indivíduo etc.
regionais; depois, uma etapa de dúvida quanto ao papel dos Estados Unidos no TEIXEIRA. 2000. p. 174.

cenário global.
DD primeiro, uma fase de alianças e acordos comerciais entre países europeus e Considerando-se a abrangência dos direitos sociais, pode-se identificá-los, dentre
latino-americanos; depois, uma etapa voltada à implantação de blocos econômi- outros, como o direito
cos regionais. AA ao trabalho e a um salário digno, à educação, à habitação e à saúde.
EE primeiro, uma fase de acelerado armamentismo russo e norte-americano; depois, BB à livre associação partidária, à candidatura a cargos políticos e ao direito de votar
uma etapa de distensão e de estabelecimento de uma ordem mundial bipolarizada.
e ser votado.
CC de ser julgado por seus pares e de permanecer em liberdade, mesmo que conde-
QUESTÃO 2
nado em segunda instância.
Permitir-se a contemplação passiva após Auschwitz significa, em certa DD de assumir funções públicas, mesmo sem concurso, à liberdade religiosa e à livre
medida, naturalizar o horror vivido, esquecê-lo ou trivializá-lo. A banalização dos opção política e ideológica.
atos desumanos praticados nos campos de concentração, associada à política de EE à participação em movimentos políticos, em protestos urbanos e em greves de
esquecimento exercida em diversos segmentos da educação e da produção cultural, é categorias profissionais.
a legitimação necessária para que eles se repitam constantemente.
GINZBURG, J. Crítica em tempos de violência. São Paulo: Edusp/FAPESP, 2012, p. 460.
QUESTÃO 5
Após a Revolução Russa, com a instauração do regime socialista, foram empregadas Outro importante método de racionalização do trabalho industrial foi
muitas medidas governamentais que representavam intervenções violentas do Estado concebido graças aos estudos desenvolvidos pelo engenheiro norte-americano
na sociedade, a fim de que o Partido Comunista, no poder, pudesse ter grande controle
Frederick Winslow Taylor. Uma de suas preocupações fundamentais era conceber
sobre todas as atividades praticadas. Um exemplo dessas medidas foi a
meios para que a capacidade produtiva dos homens e das máquinas atingisse seu
AA execução da NEP, Nova Política Econômica, cujo objetivo era o de planificar a econo-
mia, centralizar o controle da mesma pelo Estado, que passava a organizar todas as patamar máximo. Para tanto, ele acreditava que estudos científicos minuciosos
etapas dos processos de produção e exportação, nos mais diversos setores. deveriam combater os problemas que impediam o incremento da produção.
BB criação da Proletkult, entidade do Partido Comunista formada por escritores cuja TayIorismo e fordismo. Disponível em www.brasilescola.com. Acesso em: 28 fev. 2012.
função era fiscalizar e censurar as obras artísticas e literárias, cobrando dos inte-
lectuais que direcionassem suas criações para o proletariado. O taylorismo apresentou-se como um importante modelo produtivo ainda no início do
CC fundação da Internacional Comunista, instância superior ao Partido Comunista século XX, produzindo transformações na organização da produção e, também, na
Soviético, que regulamentava a política externa e os acordos bilaterais firmados organização da vida social. A inovação técnica trazida pelo seu método foi a
pela URSS, contando com o apoio e a participação das diretorias dos partidos
AA utilização de estoques mínimos em plantas industriais de pequeno porte.
comunistas de outras nações.
BB cronometragem e controle rigoroso do trabalho para evitar desperdícios.
DD prática dos “expurgos”, empregados por meio de julgamentos públicos coordena-
dos pelos Tribunais Revolucionários, diante dos quais aqueles considerados trai- CC produção orientada pela demanda enxuta atendendo a específicos nichos de mer-
dores da Revolução ou acusados de ações opositivas ao governo eram punidos, cado.
em muitos casos, com o banimento e a execução. DD flexibilização da hierarquia no interior da fábrica para estreitar a relação entre os
EE instituição da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, que substituiu formal- empregados.
mente o Império Russo e determinou que cada província fosse governada pelo EE polivalência dos trabalhadores que passaram a realizar funções diversificadas
Partido Comunista eleito localmente, de forma descentralizada, porém preservan- numa mesma jornada.
do o modelo autoritário e as milícias anteriores.

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


9
QUESTÃO 6
Quase todos os espanhóis pensavam na sua guerra civil em termos
nacionais, enquanto quase todos nós, por nosso lado, pensávamos em termos Dia 31/10
(Terça-feira)
internacionais. Tínhamos ambos razão.
MATTHEWS, H. L. Correspondente do The New York Times na Guerra Civil Espanhola. In: MATHEWS, H. L. Metade
CIÊNCIAS HUMANAS
da Espanha morreu: uma reavaliação da Guerra Civil Espanhola. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975, FILOSOFIA: Profs. Alexandre Neto, Márcio Michiles e Sérgio Feitosa
p. XIV. HISTÓRIA: Profs. Carlos David, Eciliano Alves, Isac do Vale, Márcio Michiles e Sérgio
Feitosa
Com base na situação descrita no texto, sobre a Guerra Civil Espanhola, havia uma
forte polarização ideológica no cenário internacional, durante os anos 1930, entre
QUESTÃO 1
AA catolicismo e protestantismo.
BB socialismo e fascismo.
Agora está fora de dúvida que mesmo na palavra alemã Beruf, e talvez
CC liberalismo e mercantilismo.
de forma ainda mais nítida na inglesa Calling está, no mínimo, sugerida alguma
DD positivismo e anarquismo.
concepção religiosa, de um desígnio realizado por Deus. Quanto mais se coloca
EE capitalismo e sindicalismo.
ênfase na palavra em um contexto concreto, mais evidente se torna a conotação. E,
QUESTÃO 7 se traçarmos a história da palavra através das sociedades civilizadas, ficará explícito
que nem os povos predominantemente católicos nem aqueles da Antiguidade clássica
A primeira produção cinematográfica de propaganda nitidamente
possuíram nenhuma expressão de similar significado para aquilo que nós chamamos
antissemita foi Os Rotschilds (1940), de Erich Waschneck. Ambientado na Europa
de “vocação”, (no sentido de um objetivo de vida, de um campo definido sobre o
conturbada pelas guerras napoleônicas, o filme mostrava como essa importante
qual trabalhar), como o que tem existido em todos os povos predominantemente
família de banqueiros judeus beneficiou-se das discórdias entre as nações europeias,
protestantes.
acumulando fortuna à custa da guerra, do sofrimento e da morte de milhões de
WEBER, M. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. Martin Claret, 6ª reimpressão, São Paulo, 2015, p. 95.
pessoas. O judeu é retratado como uma criatura perigosa, de mãos aduncas, rosto
encarniçado e olhar sádico e maléfico.
Assim como apresentada no texto, a proposição de Max Weber a respeito da questão
PEREIRA, W. Cinema e genocídio judaico: dimensões da memória audiovisual do nazismo e do holocausto. In:
Educando para a cidadania e a democracia. 6ª Jornada Interdisciplinar. Rio de Janeiro: SME; UERJ, jun. 2009 da vocação evidencia o(a)
(fragmento). AA desvinculação entre religião e a expansão do industrialismo.
BB exclusivismo alemão na formação do espírito capitalista.
Os Rotschilds foi produzido na Alemanha nazista. Com base no texto e naquela CC aproximação entre os valores protestantes e a Revolução Industrial.
conjuntura política, o principal objetivo do filme foi DD equiparação ética entre as diferentes denominações cristãs.
AA defender a liberdade religiosa. EE retrocesso econômico gerado pelos princípios éticos protestantes.
BB controlar o genocídio racial.
QUESTÃO 2
CC aprofundar a intolerância étnica.
DD legitimar o expansionismo territorial. Sendo a virtude, assim, de dois tipos, uma intelectual e outra moral,
EE contestar o nacionalismo autoritário. a virtude intelectual depende mais do ensino, quer em sua origem, quer em seu
crescimento; portanto, ela precisa de experiência e também de tempo; a virtude moral
QUESTÃO 8 resulta do hábito, de onde lhe vem também seu nome, formado por uma pequena e
sutil alteração de “ethos”. Por isso, é evidente que nenhuma das virtudes morais é
gerada em nós por natureza, pois nenhuma das coisas que existe por natureza torna-
se diferente pelo hábito.
ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Martin Claret, 1ª reimpressão, São Paulo-SP, 2015, p. 41.

Pelo texto, Aristóteles estabelece uma compreensão ética intimamente ligada a uma
proposta de
AA inatismo.
BB natureza.
CC idealismo.
FREE
DD empirismo.
SPEECH
EE hedonismo.

QUESTÃO 3

Esclarecimento é a saída do homem de sua menoridade, da qual ele


Fotografia tirada durante os eventos que mobilizaram os estudantes da Universidade de Berkeley, Califórnia, Estados próprio é culpado. A menoridade é a incapacidade de fazer uso do seu entendimento
Unidos, em 1964. Disponível em: http:www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u404879.shtml. Acesso em: 25 maio sem a direção de outro indivíduo... Sapere Aude! Tem coragem de fazer uso de teu
2013. Tradução: “Liberdade de expressão”. próprio entendimento, tal é o lema do esclarecimento.
KANT, I. Resposta à pergunta: que é ‘Esclarecimento’ (‘Aufklärung’). Trad. Floriano de Souza Fernandes, 2.ed.

A década de 1960, chamada de “Década da Rebeldia”, foi caracterizada por uma Petrópolis: Vozes, 1985. p. 100-117.

efervescência cultural e política em âmbito mundial na qual surgiam novos sujeitos


históricos em busca de espaço e liberdade, gerando importantes movimentos sociais Tendo em vista a compreensão kantiana do Esclarecimento (Aufklärung) para a
identificados nos EUA com as lutas dos constituição de uma compreensão tipicamente moderna do humano, assinale a
AA operários em função da ausência de leis trabalhistas. alternativa correta.
BB negros por direitos civis e reconhecimento social. AA Fazer uso do próprio entendimento implica a destruição da tradição, na medida
CC estudantes universitários por privilégios políticos e profissionais. em que o poder da tradição impede a liberdade do pensamento.
DD ecologistas pelos direitos dos animais diante do aquecimento global. BB A superação da condição de menoridade resulta do uso privado da razão, em que
EE jovens pela intervenção imediata do país na Guerra do Vietnã. o indivíduo faz uso restrito do próprio entendimento.
CC A saída da menoridade instaura uma situação duradoura, pois as verdadeiras
conquistas do Esclarecimento se afiguram como irreversíveis.
DD A menoridade é uma tendência decorrente da natureza humana, sendo, por esse
motivo, superada no Esclarecimento, com muito esforço.
EE A condição fundamental para o Esclarecimento é a liberdade, concebida como a
possibilidade de se fazer uso público da razão.

10 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

QUESTÃO 4 QUESTÃO 7
No sistema democrático de Schumpeter, os únicos participantes plenos
A sociologia ainda não ultrapassou a era das construções e das sínteses são os membros de elites políticas em partidos e em instituições públicas. O papel dos
filosóficas. Em vez de assumir a tarefa de lançar luz sobre uma parcela restrita do cidadãos ordinários é não apenas altamente limitado, mas também frequentemente
campo social, ela prefere buscar as brilhantes generalidades em que todas as questões retratado como uma intrusão indesejada no funcionamento tranquilo do processo
são levantadas sem que nenhuma seja expressamente tratada. Não é com exames “público” de tomada de decisões.
sumários e por meio de intuições rápidas que se pode chegar a descobrir as leis de HELD, D. Modelos de democracia. Belo Horizonte: Paideia, 1987.

uma realidade tão complexa. Sobretudo, generalizações às vezes tão amplas e tão
apressadas não são suscetíveis de nenhum tipo de prova. O modelo de sistema democrático apresentado pelo texto pressupõe a
DURKHEIM, E. O suicídio: estudo de sociologia. São Paulo: Martins Fontes, 2000. AA consolidação da racionalidade comunicativa.
BB adoção dos institutos do plebiscito e do referendo.
O texto expressa o esforço de Émile Durkheim em construir uma sociologia com base CC condução de debates entre cidadãos iguais e o Estado.
na DD substituição da dinâmica representativa pela cívico-participativa.
AA vinculação com a filosofia como saber unificado. EE deliberação dos líderes políticos com restrição da participação das massas.
BB reunião de percepções intuitivas para demonstração.
QUESTÃO 8
CC formulação de hipóteses subjetivas sobre a vida social.
DD adesão aos padrões de investigação típicos das ciências naturais. O edifício é circular. Os apartamentos dos prisioneiros ocupam a
EE incorporação de um conhecimento alimentado pelo engajamento político. circunferência. Você pode chamá-los, se quiser, de celas. O apartamento do inspetor
ocupa o centro; você pode chamá-lo, se quiser, de alojamento do inspetor. A moral
QUESTÃO 5 reformada; a saúde preservada; a indústria revigorada; a instrução difundida; os
TEXTO I encargos públicos aliviados; a economia assentada, como deve ser, sobre uma rocha;
Há já de algum tempo eu me apercebi de que, desde meus primeiros anos, o nó górdio da Lei sobre os Pobres não cortado, mas desfeito — tudo por uma simples
recebera muitas falsas opiniões como verdadeiras, e de que aquilo que depois eu ideia de arquitetura!
fundei em princípios tão mal assegurados não podia ser senão mui duvidoso e incerto. BENTHAM, J. O panóptico. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

Era necessário tentar seriamente, uma vez em minha vida, desfazer-me de todas as
opiniões a que até então dera crédito, e começar tudo novamente a fim de estabelecer Essa é a proposta de um sistema conhecido como panóptico, um modelo que mostra
um saber firme e inabalável. o poder da disciplina nas sociedades contemporâneas, exercido preferencialmente por
DESCARTES, R. Meditações concernentes à Primeira Filosofia. São Paulo: Abril Cultural, 1973 (adaptado). mecanismos
AA religiosos, que se constituem como um olho divino controlador que tudo vê.
TEXTO II BB ideológicos, que estabelecem limites pela alienação, impedindo a visão da domi-
É de caráter radical do que se procura que exige a radicalização do próprio nação sofrida.
processo de busca. Se todo o espaço for ocupado pela dúvida, qualquer certeza que CC repressivos, que perpetuam as relações de dominação entre os homens por meio
aparecer a partir daí terá sido de alguma forma gerada pela própria dúvida, e não será da tortura física.
seguramente nenhuma daquelas que foram anteriormente varridas por essa mesma DD sutis, que adestram os corpos no espaço-tempo por meio do olhar como instru-
dúvida. mento de controle.
SILVA, F. L. Descartes: a metafísica da modernidade. São Paulo: Moderna, 2001 (adaptado). EE consensuais, que pactuam acordos com base na compreensão dos benefícios
gerais de se ter as próprias ações controladas.
A exposição e a análise do projeto cartesiano indicam que, para viabilizar a reconstrução
radical do conhecimento, deve-se
AA retomar o método da tradição para edificar a ciência com legitimidade.
BB questionar de forma ampla e profunda as antigas ideias e concepções.
CC investigar os conteúdos da consciência dos homens menos esclarecidos. Dia 1o/11
(Quarta-feira)
DD buscar uma via para eliminar da memória saberes antigos e ultrapassados.
EE encontrar ideias e pensamentos evidentes que dispensam ser questionados.
LINGUAGENS / REDAÇÃO
PORTUGUÊS: Profs. Alzitônio Maia, Bruno Maia, Flávio Marcelo, João Filho, Olavo Mar-
QUESTÃO 6 tins, Raquel Monteiro, Vicente Júnior, Viviane de Souza, Volney Ribeiro e Wagner Luis
“As brincadeiras de menino, em geral, envolvem atividades ao ar livre, REDAÇÃO: Profs. Alann Fonteles, Amanda Lima, Bruno Cruz, Camila Oliveira, Diana
Teixeira, Ednaldo Monteiro, Flávio Marcelo, Ila Maria, Lara Riane, Marcelle Pimentel, Pláci-
como bicicleta, pipa ou skate. As meninas brincam de casinha. Isso é comum porque,
do Ferreira, Roberta Ponce, Viviane de Souza e Viviane Vieira
antigamente, era papel do homem sair de casa para trabalhar, enquanto às mulheres
cabiam os cuidados com o lar”, constata a pedagoga Maria Angela Barbato Carneiro,
QUESTÃO 1
coordenadora do Núcleo de Cultura, Estudos e Pesquisas do Brincar da Pontifícia
Universidade Católica de São Paulo. No mês passado, participei de um evento sobre o Dia da Mulher. Era
ECHEVERRIA, M. Brincadeira não tem sexo: meninos e meninas podem — e devem — brincar do que tiverem vontade. um bate-papo com uma plateia composta de umas 250 mulheres de todas as raças,
In: Revista Crescer. ed. 139, jun. 2005. Disponível em: http://super.abril.com.br/ superarquivo/2003/conteudo_275078. credos e idades. E por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e,
shtml. Acesso em: 29 jan. 2009. como não me envergonho dela, respondi.
Foi um momento inesquecível! A plateia inteira fez um “oooohh” de
Sobre o processo de socialização e as relações de gênero, é correto afirmar: descrédito.
AA O termo “sexo” distingue as diferenças anatômicas, e o termo “gênero”, as diferen- Aí fiquei pensando: “Poxa, estou neste auditório há quase uma hora
ças fisiológicas entre homens e mulheres. exibindo minha inteligência, e a única coisa que provocou uma reação calorosa da
BB As relações de gênero são universais e não dependem da construção que cada mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho? Onde é que nós estamos?”
cultura tem em relação às diferenças sexuais. Onde não sei, mas estamos correndo atrás de algo caquético chamado
CC O processo de socialização disciplina os corpos quanto aos modos de agir, porém “juventude eterna”. Estão todos em busca da reversão do tempo. Acho ótimo, porque
esse aprendizado não interfere nos modos de ser dos sujeitos sociais. decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão
DD O gênero é uma construção social que, através de organismos sociais, como a conta desse assunto sozinhas.
família e a mídia, atribui papéis e identidades sociais a homens e mulheres. LUFT, L.

EE As brincadeiras de crianças, assim como o modo como se comportam, demons-


Considerando características formais, função e uso, pode-se afirmar que o texto
tram que os papéis sociais são definidos antes mesmo do encontro com as ins-
pertence ao gênero
tituições sociais.
AA anedota, pelo enredo e humor característicos.
BB crônica, pela abordagem literária de fatos do cotidiano.
CC depoimento, pela apresentação de experiências pessoais.
DD relato, pela descrição minuciosa de fatos verídicos.
EE reportagem, pelo registro impessoal de situações reais.

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


11
QUESTÃO 2 QUESTÃO 5

Quando os portugueses se instalaram no Brasil, o país era povoado de “Que falta nesta cidade? Verdade.
índios. Importaram, depois, da África, grande número de escravos. O português, o índio Que mais por sua desonra? Honra.
Falta mais que se lhe ponha? Vergonha.
e o negro constituem, durante o período colonial, as três bases da população brasileira.
O demo a viver se exponha,
Mas no que se refere à cultura, a contribuição do português foi de longe a mais notada.
Por mais que a fama a exalta,
Durante muito tempo, o português e o tupi viveram lado a lado como línguas Numa cidade onde falta
de comunicação. Era o tupi que utilizavam os bandeirantes nas suas expedições. Em Verdade, honra, vergonha.”
1694, dizia o padre Antônio Vieira que “as famílias dos portugueses e índios em São
Paulo estão tão ligadas hoje umas com as outras, que as mulheres e os filhos se criam Pode-se reconhecer nesses versos de Gregório de Matos
mística e domesticamente, e a língua que nas ditas famílias se fala é a dos índios, e a AA caráter de jogo verbal próprio da poesia religiosa do século XVI, sustentando pie-
portuguesa a vão os meninos aprender à escola”. dosa lamentação pela falta de fé do gentio.
TEYSSIER, P. História da língua portuguesa. Lisboa: Livraria Sá da Costa, 1984 (adaptado).
BB estilo pedagógico da poesia neoclássica, por meio da qual o poeta se investe das
funções de um autêntico moralizador.
CC caráter de jogo verbal próprio do estilo barroco, a serviço da expressão lírica do
A identidade de uma nação está diretamente ligada à cultura de seu povo. O texto
arrependimento do poeta pecador.
mostra que, no período colonial brasileiro, o português, o índio e o negro formaram a DD estilo pedagógico da poesia neoclássica, sustentando em tom lírico as reflexões
base da população e que o patrimônio linguístico brasileiro é resultado da do poeta sobre o perfil moral da cidade da Bahia.
AA contribuição dos índios na escolarização dos brasileiros. EE caráter de jogo verbal próprio do estilo seiscentista, a serviço de uma crítica, em
BB diferença entre as línguas dos colonizadores e as dos indígenas. tom de sátira, do perfil moral da cidade da Bahia.
CC importância do padre Antônio Vieira para a literatura de língua portuguesa.
QUESTÃO 6
DD origem das diferenças entre a língua portuguesa e as línguas tupi.
EE interação pacífica no uso da língua portuguesa e da língua tupi. Triste fim de Policarpo Quaresma
“Iria morrer, quem sabe naquela noite mesmo? E que tinha ele feito de sua
QUESTÃO 3 vida? nada. Levara toda ela atrás da miragem de estudar a pátria, por amá-la e querê-la
muito bem, no intuito de contribuir para a sua felicidade e prosperidade. Gastara a sua
Abatidos pelo fadinho harmonioso e nostálgico dos desterrados, iam todos,
mocidade nisso, a sua virilidade também; e, agora que estava na velhice, como ela o
até mesmo os brasileiros, se concentrando e caindo em tristeza; mas, de repente, o recompensava, como ela o premiava, como ela o condenava? matando-o. E o que não
cavaquinho de Porfiro, acompanhado pelo violão do Firmo, romperam vibrantemente deixara de ver, de gozar, de fruir, na sua vida? Tudo. Não brincara, não pandegara, não
com um chorado baiano. Nada mais que os primeiros acordes da música crioula para amara – todo esse lado da existência que parece fugir um pouco à sua tristeza necessária,
que o sangue de toda aquela gente despertasse logo, como se alguém lhe fustigasse o ele não vira, ele não provara, ele não experimentara. Desde dezoito anos que o tal
corpo com urtigas bravas. E seguiram-se outra notas, e outras, cada vez mais ardentes patriotismo lhe absorvia e por ele fizera a tolice de estudar inutilidades. Que lhe importavam
e mais delirantes. Já não eram dois instrumentos que soavam, eram lúbricos gemidos os rios? Eram grandes? Pois se fossem... Em que lhe contribuiria para a felicidade saber o
e suspiros soltos em torrente, a correrem serpenteando, como cobras numa floresta nome dos heróis do Brasil? Em nada... O importante é que ele tivesse sido feliz. Foi? Não.
Lembrou-se das suas causas de tupi, do folclore, das suas tentativas agrícolas... Restava
incendiada; eram ais convulsos, chorados em frenesi de amor; música feita de beijos e
disto tudo em sua alma uma sofisticação? Nenhuma! Nenhuma!”
soluços gostosos; carícia de fera, carícia de doer, fazendo estalar de gozo.
BARRETO, L.
AZEVEDO, A. O Cortiço. São Paulo: Ática, 1983 (fragmento).

As obras do autor desse trecho integram um período da nossa literatura chamado Pré-
No romance O Cortiço (1890), de Aluísio Azevedo, as personagens são observadas
-Modernismo. Tal designação para este momento se justifica porque ele
como elementos coletivos caracterizados por condicionantes de origem social, sexo
AA desenvolve temas do nacionalismo e se liga às vanguardas europeias.
e etnia. Na passagem transcrita, o confronto entre brasileiros e portugueses revela BB engloba toda a produção literária que se fez antes do Modernismo.
prevalência do elemento brasileiro, pois CC antecipa temática e formalmente as manifestações modernistas.
AA destaca o nome de personagens brasileiras e omite o de personagens portugue- DD se preocupa com o estudo das raças e das culturas formadoras do Nordeste brasileiro.
sas. EE prepara pela irreverência de sua linguagem as conquistas estilísticas do Modernismo.
BB exalta a força do cenário natural brasileiro e considera o do português inexpres-
sivo. QUESTÃO 7
CC mostra o poder envolvente da música brasileira, que cala o fado português. Ou isto ou aquilo
DD destaca o sentimentalismo brasileiro, contrário à tristeza dos portugueses.
EE atribui aos brasileiros uma habilidade maior com instrumentos musicais. Ou se tem chuva e não se tem sol
ou se tem sol e não se tem chuva!

QUESTÃO 4 Ou se calça a luva e não se põe o anel,


ou se põe o anel e não se calça a luva!
É menina
É menina, que coisa mais fofa, parece com o pai, parece com a mãe, Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.
parece um joelho, upa, upa, não chora, isso é choro de fome, isso é choro de sono,
isso é choro de chata, choro de menina, igualzinha à mãe, achou, sumiu, achou, não É uma grande pena que não se possa estar
faz pirraça, coitada, tem que deixar chorar, vocês fazem tudo o que ela quer, isso1 vai ao mesmo tempo nos dois lugares!
crescer mimada, eu queria essa vida pra mim, dormir e mamar, aproveita enquanto ela Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ainda não engatinha, isso2 daí quando começa a andar é um inferno, daqui a pouco ou compro o doce e gasto o dinheiro.
começa a falar, daí não para mais [...].
Ou isto ou aquilo, ou isto ou aquilo...
DUVIVIER, G. Folha de S. Paulo, 16 set. 2013.
e vivo escolhendo o dia inteiro!
Considere os trechos seguintes: Não sei se brinque, não sei se estudo,
“isso vai crescer mimada” (referência 1) se saio correndo ou fico tranquilo.
“isso daí quando começa a andar é um inferno” (referência 2)
Mas não consegui entender ainda
Esses trechos são exemplos de pontos de vista negativos acerca da menina. Tais
qual é melhor: se é isto ou aquilo.
pontos de vista são reforçados pelo uso do pronome isso, porque ele associa a criança
MEIRELES, C. Coletânea, 2000.
a uma ideia de
AA negação. Cecília Meireles pertencia à poesia da Geração de 30, mesma época de Carlos
BB coisificação. Drummond de Andrade e Vinicius de Moraes. É considerado um traço específico da
CC deseducação. poetisa, nesse texto, a
DD individualização. AA utilização de temas da cultura popular.
EE contradição. BB alusão a elementos formadores do povo brasileiro.
CC elaboração de uma revisão crítica da história do Brasil.
DD utilização de olhar infantil para abordar a condição humana.
EE alusão a elementos específicos da religiosidade cristã.

12 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

QUESTÃO 8 O texto é resultante do hibridismo de dois gêneros textuais. A respeito desse hibridismo,
Sentimental observa-se que a
Ponho-me a escrever teu nome AA receita mistura-se ao gênero propaganda com a finalidade de instruir o leitor.
com letras de macarrão. BB receita é utilizada no gênero propaganda a fim de divulgar exemplos de vida.
No prato, a sopa esfria, cheia de escamas CC propaganda assume a forma do gênero receita para divulgar um produto alimentício.
E debruçados na mesa todos contemplam DD propaganda perde poder de persuasão ao assumir a forma do gênero receita.
esse romântico trabalho. EE receita está a serviço do gênero propaganda ao solicitar que o leitor faça o doce.
Desgraçadamente falta uma letra,
uma letra somente QUESTÃO 3
para acabar teu nome!
– Está sonhando? Olhe que a sopa esfria! Querido diário
Eu estava sonhando... Hoje topei com alguns conhecidos meus
E há em todas as consciências um cartaz amarelo: Me dão bom-dia, cheios de carinho
Neste país é proibido sonhar.
Dizem para eu ter muita luz, ficar com Deus
ANDRADE, C. D.
Eles têm pena de eu viver sozinho
Esse poema é caracteristicamente modernista, porque nele
AA a uniformidade dos versos reforça a simplicidade dos sentimentos experimenta- [...]
dos pelo poeta. Hoje o inimigo veio me espreitar
BB tematiza-se o ato de sonhar, valorizando-se o modo de composição da linguagem Armou tocaia lá na curva do rio
surrealista. Trouxe um porrete a mó de me quebrar
CC satiriza-se o estilo da poesia romântica, defendendo os padrões da poesia clássica. Mas eu não quebro porque sou macio, viu
DD a linguagem coloquial dos versos livres apresenta com humor o lirismo encarnado HOLANDA, C. B. Chico. Rio de Janeiro: Biscoito Fino, 2013 (fragmento).
na cena cotidiana.
EE o dia a dia surge como novo palco das sensações poéticas, sem imprimir a altera- Uma característica do gênero diário que aparece na letra da canção de Chico Buarque
ção profunda na linguagem lírica. é o(a)
AA diálogo com interlocutores próximos.
BB recorrência de verbos no infinitivo.
CC predominância de tom poético.
DD uso de rimas na composição.
Dia 2/11 EE narrativa autorreflexiva.

LINGUAGENS / HUMANAS (Quinta-feira)


QUESTÃO 4
PORTUGUÊS: Profs. Alzitônio Maia, Bruno Maia, Flávio Marcelo, João Filho, Olavo Mar-
Argumento
tins, Raquel Monteiro, Vicente Júnior, Viviane de Souza, Volney Ribeiro e Wagner Luis
Tá legal
GEOGRAFIA: Profs. Charles Weima, Fernandes Filho e Yuri Saboia
Eu aceito o argumento
Mas não me altere o samba tanto assim
QUESTÃO 1 Olha que a rapaziada está sentindo a falta
De um cavaco, de um pandeiro e de um tamborim
GRAÚNA, TEM
OUTRA COSITA MAS
QUE TORNA
Sem preconceito
INVIÁVEL TEU
SONHO DE VOAR... Ou mania de passado
Sem querer ficar do lado
De quem não quer navegar
VOCÊ É DA
Faça como o velho marinheiro
GERAÇÃO DAS
GRAÚNAS QUE JÁ
Que durante o nevoeiro
NASCEU SEM ASAS... Leva o barco devagar.
PAULINHO DA VIOLA. Disponível em: www.paulinhodaviola.com.br. Acesso em: 6 dez. 2012.

Na letra da canção, percebe-se uma interlocução. A posição do emissor é conciliatória


A JUVENTUDE
É UMA CAIXINHA
entre as tradições do samba e os movimentos inovadores desse ritmo. A estratégia
DE SEGREDOS... argumentativa de concessão, nesse cenário, é marcada no trecho
AA “Mas não me altere o samba tanto assim”.
BB “Olha que a rapaziada está sentindo a falta”.
CC “Sem preconceito / Ou mania de passado”.
HENFIL. Fradim. Disponível em: https://sinceramente.files.wordpress.com/2007/11/grauna.gif. Acesso em: 8 jan. 2016. DD “Sem querer ficar do lado / De quem não quer navega”.
EE “Leva o barco devagar”.
A partir da análise dos elementos verbais e não verbais da tira de Henfil, é correto
inferir que QUESTÃO 5
AA a vida guarda surpresas que nem sempre são positivas.
BB os jovens não acreditam em sua capacidade de transformar o mundo. Em discurso proferido em 20 de maio de 2011, o presidente dos EUA, Barack Obama,
CC os sonhos só se tornam realidade quando são creditados por toda a sociedade. pronunciou-se sobre as negociações relativas ao conflito entre palestinos e israelenses,
DD a juventude tem um potencial para se desenvolver que nem sempre aparenta ter. propondo o retorno à configuração territorial anterior à Guerra dos Seis Dias, ocorrida em
EE os mais velhos têm consciência da força criadora e da capacidade crítica dos 1967. Sobre o contexto relacionado ao conflito mencionado, devemos inferir que o(a)
mais novos. AA criação do Estado de Israel, em 1948, marcou o início de um período de insta-
QUESTÃO 2 bilidade no Oriente Médio, pois significou o confisco dos territórios do Estado da
Palestina que existia até então e desagradou o mundo árabe.
Receitas de vida por um mundo mais doce
BB Guerra dos Seis Dias insere-se no contexto de outras disputas entre árabes e
PÉ DE MOLEQUE
israelenses, por causa das reservas de petróleo localizadas naquela região do
Ingredientes
Oriente Médio.
2 filhos que não param quietos
3 sobrinhos da mesma espécie CC Guerra dos Seis Dias significou a ampliação territorial de Israel, com a anexação
1 cachorro que adora uma farra de territórios, justificada pelos israelenses como medida preventiva para garantir
1 fim de semana ao ar livre sua segurança contra ações árabes.
Preparo DD discurso de Obama representa a postura tradicional da diplomacia norte-america-
Junte tudo com os ingredientes do Açúcar Naturale, mexa bem e deixe descansar. Não na, que defende a existência dos Estados de Israel e da Palestina, e diverge da
as crianças, que não vai adiantar. Sirva imediatamente, porque pé de moleque não diplomacia europeia, que condena a existência dos dois Estados.
para. Quer essa e outras receitas completas? EE Faixa de Gaza passou a ser controlada pelo Hamas, partido que chegou ao po-
Entre no site cianaturale.com.br. der com apoio do governo americano, que via nesse grupo o catalisador para
Onde tem doce, tem Naturale. a complementação do processo de paz iniciado em 2005, com a assinatura do
Revista Saúde, n. 351, jun. 2012 (adaptado).
Tratado de Oslo.

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


13
QUESTÃO 6 AA pouco altera as condições de circulação atmosférica, especialmente na zona in-
O Mundo está em movimento! Dinâmicas que demarcam o cruzamento entre ordem tertropical, sem maiores consequências para os níveis de pluviosidade.
e desordem mundial produzem territórios e redes cada vez mais fluidos, servindo BB ocorre periodicamente, sobretudo nos meses de novembro e dezembro, sendo o
tanto para unir como para fragmentar recortes espaciais da geopolítica internacional. principal fator de normalidade nos regimes de chuvas da América do Sul.
Considerando os recentes fatos que simbolizam as mudanças anunciadas, devemos CC decorre, exclusivamente, do processo de aquecimento global e explica anormali-
inferir que o(a) dades como chuvas excessivas no interior do Nordeste brasileiro.
AA Brexit, isto é, a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia, é uma vitória DD provoca o aquecimento das águas do Pacífico Sul – equatorial, com alterações na
dos políticos progressistas e liberais britânicos, que nunca aceitaram o projeto de circulação atmosférica que resultam em chuvas excessivas na região Sul do Brasil
integração regional em que os países europeus concordam em transferir poderes e estiagem mais acentuada no Sertão nordestino.
soberanos das instituições nacionais para um conjunto de instituições suprana- EE provoca o aquecimento das águas do Pacífico Sul – equatorial, com alterações na
cionais. circulação atmosférica, que resultam em secas nas regiões Sul e Sudeste, além
BB triunfo de Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos signi- de um aumento da pluviosidade no Nordeste brasileiro.
fica, igualmente, a vitória do neoliberalismo fundado sob os princípios do livre-
-comércio, da globalização produtiva e do mercado financeiro desregulamentado.
CC conflito entre os diversos agentes políticos e econômicos que reproduzem a guer-
ra civil na Síria demonstra que, para além das relações entre redes e instituições
“tradicionais”, surgem múltiplas redes “ilegais” ou clandestinas que tornam mais Dia 3/11
complexa a geopolítica internacional.
DD Rússia, um histórico agente da geopolítica mundial, alterou suas estratégias mili-
LINGUAGENS / HUMANAS (Sexta-feira)
PORTUGUÊS: Profs. Alzitônio Maia, Bruno Maia, Flávio Marcelo, João Filho, Olavo Mar-
tares e não mais se coloca como uma potência capaz de interferir nos rumos dos tins, Raquel Monteiro, Vicente Júnior, Viviane de Souza, Volney Ribeiro e Wagner Luis
conflitos internacionais. GEOGRAFIA: Profs. Charles Weima, Fernandes Filho e Yuri Saboia
EE grande fluxo migratório de pessoas que fogem da crise econômica e política na
Venezuela (onde a direita de Nicolas Maduro reina) em direção ao Brasil como um QUESTÃO 1
grupo de refugiados que necessitam do amparo legal do Tratado de Genebra de
1951 e, portanto, devem ser acolhidos em território brasileiro.

QUESTÃO 7

Disponível em: www.turmadamonica.com.br. Acesso em: 18 jan. 2016.

O humor presente na tirinha se dá a partir de um problema de comunicação entre os


Disponível em: http://www4.planalto.gov.br/consea/eventos/meses-de-contraversias/terra-eterritorio-2014/bernardo-
dois personagens. Tal problema seria solucionado se ambos
mancano.pdf. Acesso em: 30 out. 2015.
AA optassem pelo uso do sentido denotativo da expressão “cabeças de gado”.
A partir do gráfico e das características da estrutura agrária brasileira, infere-se que o(a) BB pertencessem à mesma classe socioeconômica.
AA agricultura camponesa ocupa 24% das terras porque é formada por grandes pro- CC compartilhassem conhecimentos prévios sobre agronomia.
priedades rurais. DD preferissem a comunicação escrita à comunicação oral.
BB agricultura camponesa ocupa 74% da mão de obra porque utiliza um grau de EE compreendessem igualmente o significado da expressão “cabeças de gado”.
mecanização inferior ao agronegócio.
QUESTÃO 2
CC agricultura camponesa prioriza a produção de commodities, por isso obtém o total
de 14% do crédito agrícola brasileiro.
DD agronegócio obtém 86% do crédito porque suas terras têm baixa fertilidade e ocu-
pam as encostas. ITO
TRÂNS
EE agronegócio participa com 60% da produção global porque produz para o mer- ES DE QUE
IN A L IZAÇÕ M A IS
S EM
cado interno brasileiro. MEREC ATENÇÃO.
SUA
MERECEM O SEU RESPEITO.
QUESTÃO 8

A ilustração abaixo representa o fenômeno que

Chuvas

ESSAS VAGAS NÃO SÃO SUAS


NEM POR UM MINUTINHO.

Am. Sul Ministério de


Saúde

águas quentes

Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/cartazes/essas_vagas_nao_sao_suas.pdf.

Acesso em: 22 dez. 2015

14 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

Para convencer o leitor de que as vagas reservadas às pessoas com deficiência são QUESTÃO 6
exclusivas delas, o autor do cartaz usa
O crescimento precipitado das cidades, em decorrência do acelerado desenvolvimento
AA linguagem verbal e não verbal e palavra no diminutivo, que aproximam o enuncia- tecnológico da segunda metade do século XX, produziu um espaço urbano cada
dor do receptor da mensagem. vez mais fragmentado, caracterizado pelas desigualdades e segregação espacial,
BB símbolos gráficos que identificam os tipos de deficiências para os quais as vagas subemprego e submoradia, violência urbana e graves problemas ambientais. Sobre
são reservadas. os problemas socioambientais nos espaços urbano-industriais, é correto afirmar que
CC orações diretas e indiretas e palavras no sentido conotativo, que dão múltiplas AA os resíduos domésticos e industriais aliados aos numerosos espaços marginaliza-
leituras ao cartaz. dos, problemas de transportes, poluição da água e do solo, bem como os conflitos
DD sinais gráficos conhecidos como índices, que facilitam a compreensão da men- sociais, são grandes desafios das cidades na atualidade.
BB as ações antrópicas, em particular, as atividades ligadas ao desenvolvimento in-
sagem transmitida.
dustrial e urbano, têm comprometido a qualidade das águas superficiais, sem,
EE linhas transversais, que dão sobriedade ao cartaz e transmitem mais seriedade e contudo, alcançar os depósitos subterrâneos.
formalidade à mensagem. CC os conflitos sociais existentes no espaço urbano mundial estão associados à
ampliação de políticas públicas para melhoria de infraestrutura, que provocou o
QUESTÃO 3
deslocamento de milhões de pessoas do campo para a cidade.
“Meio a zero é goleada”, diz Vitorio Piffero sobre o Gre-Nal DD a violência urbana, problema agravado nos últimos anos, está associada à má
distribuição de renda, à livre comercialização de armas de fogo e à cultura arma-
O presidente do Inter, Vitorio Piffero, chegou por volta do meio-dia na mentista existente na maioria dos países europeus.
concentração colorada. Falou sobre a arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro e EE a chuva ácida ocorrida nos países ricos industrializados apresenta como conse-
prometeu ao torcedor que irá ao Beira-Rio um time “aguerrido”, quando perguntado se quências a destruição da cobertura vegetal e a alteração das águas, embora favo-
Argel colocaria uma equipe ofensiva: reça a fertilização dos solos agricultáveis.
— Meio a zero é goleada. Estamos com o vestiário fechado, só esperando
a hora do jogo — disse Piffero […]. QUESTÃO 7
[…] Porto do Pecém, no Ceará, usa protótipo para gerar energia
Colorado ZH, 22 nov. 2015. Disponível em: http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/inter/noticia/2015/11/
meio-a-zero-e-goleada-diz-vitorio-piffero-sobre-o-gre-nal-4912425.html. Acesso em: 23 dez. 2015. por meio das ondas

No texto, a frase “Meio a zero é goleada” tem o mesmo sentido de


AA “Qualquer resultado, desde que seja ao nosso favor, será ótimo”.
BB “Temos que fazer pelo menos mais de um gol para impressionar”.
CC “Este jogo é tão difícil, que não causará espanto se terminar empatado”.
DD “O jogo é um grande clássico em que dificilmente sairá um gol”.
EE “Para garantir o espetáculo, o adversário não pode marcar”.

QUESTÃO 4

As ondas do litoral brasileiro já podem produzir cerca de 100 kW de energia


elétrica, o suficiente para atender a 60 casas de padrão médio de consumo ou para
acender 1 600 lâmpadas comuns de 60 W. A usina-piloto de produção de energia com
PACHECO, A. Disponível em: www.abiliopacheco.com.br. Acesso em: 25 nov. 2015.
o uso da força das ondas do mar está instalada no quebra-mar do Terminal de Múltiplas
O poema visual consiste em uma organização dos signos verbais de modo artístico. Utilidades do Pecém, no Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, a 60 km de
A arte se vale de inúmeros recursos para estabelecer sua comunicação. No poema Fortaleza, Ceará.
acima, do professor Abilio Pacheco, o recurso artístico utilizado foi Disponível em: http://www.namu.com.br/materias/natureza-energia-que-vem-do-mar. Acesso em: 5 nov. 2015.
AA puramente a inversão despropositada das letras, possibilitando uma leitura cifrada
A reportagem mostra a utilização de uma fonte
da obra.
AA tradicional de energia, porém pouco utilizada no Brasil, devido à falta de incentivo
BB a proposta de leitura da esquerda para a direita e vice-versa graças ao espelha-
do governo.
mento de algumas letras que formam a palavra “letra”.
BB alternativa de energia que poderia substituir, com baixo custo, a maior parte das
CC a sonoridade suscitada pela inversão do “R” e do “E”.
usinas hidrelétricas do país.
DD a polissemia que as letras da palavra “letra” invertidas possibilitam.
CC limpa e renovável de energia que poderia contribuir com a matriz energética do
EE a disposição aleatória das letras que reiterou a palavra “letra”. Brasil, devido ao seu grande litoral.
DD de energia pouco poluente, mas que encontra dificuldade de ser implantada no
QUESTÃO 5
Brasil devido à baixa amplitude das marés.
EE moderna de produção de energia, porém com pouca capacidade geradora e sé-
Proporção da população residente de 0 a 14 anos, de 15 a 64 anos e de 65 anos
rias restrições ambientais no Brasil.
ou mais na população total, por situação do domicílio – Brasil – 1960/2010
QUESTÃO 8
Proporção da população Proporção da população Proporção da população
de 0 a 14 anos (%) de 15 a 64 anos (%) de 65 anos ou mais (%)
Durante as três últimas décadas, algumas regiões do Centro-Sul do
Anos
Brasil mudaram do ponto de vista da organização humana, dos espaços herdados
Total Urbana Rural Total Urbana Rural Total Urbana Rural
da natureza, incorporando padrões que abafaram, por substituição parcial, anteriores
1960 42,7 38,6 46,0 54,6 58,2 51,6 2,7 3,2 2,4 estruturas sociais e econômicas. Essas mudanças ocorreram, principalmente,
1970 42,1 38,8 46,3 54,8 57,7 51,0 3,1 3,5 2,7 devido à implantação de infraestruturas viárias e energéticas, além da descoberta de
1980 38,2 35,4 44,2 57,7 60,5 52,1 4,0 4,1 3,8 impensadas vocações dos solos regionais para atividades agrárias rentáveis.
AB’SABER, A. N. Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003 (adaptado).
1991 34,7 32,9 40,3 60,4 62,2 55,0 4,8 4,9 4,7
A transformação regional descrita está relacionada ao seguinte processo característico
2000 29,6 28,4 35,0 64,5 65,8 59,3 5,9 5,9 5,7
desse espaço rural:
2010 24,1 23,2 28,6 68,5 69,4 63,9 7,4 7,4 7,5 AA Expansão do mercado interno.
IBGE, Censo demográfico 1960/2010. BB Valorização do manejo familiar.
Sobre os dados apresentados, é correto afirmar que CC Exploração de espécies nativas.
AA os números indicam o processo de envelhecimento da população brasileira, a DD Modernização de métodos produtivos.
subsequente diminuição da população jovem e a entrada do país no período cha- EE Incorporação de mão de obra abundante.
mado “bônus demográfico”.
BB a estrutura da população é típica de um país não desenvolvido, com predominân-
cia de jovens sobre idosos, devido às taxas de natalidade ainda altas e à baixa GABARITO (de 30/10 a 3/11)
expectativa de vida.
CIÊNCIAS CIÊNCIAS LINGUAGENS/ LINGUAGENS/ LINGUAGENS/
CC a baixa variação apresentada nas porcentagens mostra que nada mudou sobre a HUMANAS HUMANAS REDAÇÃO HUMANAS HUMANAS
estrutura da população, nos últimos 50 anos, no Brasil.
DD a razão de dependência é extremamente alta nos dois últimos censos, o que pro- 1. C 5. B 1. C 5. B 1. B 5. E 1. D 5. C 1. E 5. A
voca pouca arrecadação e problemas para o sistema de previdência social. 2. D 6. B 2. D 6. D 2. E 6. C 2. C 6. C 2. A 6. A
EE a população brasileira está estagnada em seu crescimento, o que se reflete nas 3. A 7. C 3. E 7. E 3. C 7. D 3. E 7. B 3. A 7. C
4. A 8. B 4. D 8. D 4. B 8. D 4. A 8. D 4. B 8. D
porcentagens, ao longo do período de 50 anos, mostradas na tabela.

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


15
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR
EQUIPE DE PROFESSORES. DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H,
DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar

QUESTÕES ESTILO ENEM

QUESTÃO 3
O espinélio de magnésio e alumínio é um material que apresenta uma combinação
Dia 6/11 de propriedades de grande interesse tecnológico. Em uma das etapas para a
CIÊNCIAS DA NATUREZA (Segunda-feira) produção desse material, Mg(OH)2 e AR(OH)3 são combinados na proporção molar
1:2, respectivamente. Na fórmula unitária do espinélio AB2Ox, a proporção dos íons
QUÍMICA: Profs. Kelton Wadson, Marisleny Brito, Michel Henri, Pedro Madeira, Thiago Ma-
magnésio e alumínio é a mesma da mistura reacional. O número de átomos de
galhães e Ubiratan Cunha
BIOLOGIA: Profs. Alysson Alencar, Bezerra Neto, Ítalo Felipe, Landim, Régis Romero e oxigênio no espinélio de magnésio e alumínio AB2Ox é igual a
Rodrigo Forti AA 1.
BB 2.
QUESTÃO 1 CC 3.
O rótulo de um desodorante aerossol informa ao consumidor que o produto possui em DD 4.
sua composição os gases isobutano, butano e propano, entre outras substâncias. Além EE 5.
dessa informação, o rótulo traz, ainda, a inscrição “Não tem CFC”. As reações a seguir,
QUESTÃO 4
que ocorrem na estratosfera, justificam a não utilização de CFC (clorofluorcarbono ou
fréon) nesse desodorante: A tabela abaixo relaciona algumas semirreações e seus respectivos potenciais-padrão
de redução em solução aquosa.

Li+ + e– Li(s) ε0red = – 3,04 V

A preocupação com as possíveis ameaças à camada de ozônio (O3) baseia-se na sua Zn + 2e


2+ –
Zn(s) ε0red = – 0,76 V
principal função: proteger a matéria viva na Terra dos efeitos prejudiciais dos raios solares 2 H + 2e
+ –
H2(g) ε0red = 0,00 V
ultravioleta. A absorção da radiação ultravioleta pelo ozônio estratosférico é intensa o
Ag+ + e– Ag(s) ε0red = + 0,80 V
suficiente para eliminar boa parte da fração de ultravioleta que é prejudicial à vida.
A finalidade da utilização dos gases isobutano, butano e propano, nesse aerossol, é F2 + e–
2F –
ε0red = 2,89 V
AA substituir o CFC, pois não reagem com o ozônio, servindo como gases propelen- K +e
+ –
K(s) ε0red = – 2,94 V
tes em aerossóis.
Pb2+ + 2e– Pb(s) ε0red = – 0,13 V
BB servir como propelentes, pois, como são muito reativos, capturam o fréon existen-
te livre na atmosfera, impedindo a destruição do ozônio. Cu + 2e
2+ –
Cu(s) ε0red = + 0,34 V
CC reagir com o ar, pois se decompõem espontaneamente em dióxido de carbono CR2 + 2e– 2CR– ε0red = + 1,36 V
(CO2) e água (H2O), que não atacam o ozônio.
DD impedir a destruição do ozônio pelo CFC, pois os hidrocarbonetos gasosos rea- Considere as afirmações abaixo, sobre os dados da tabela.
gem com a radiação UV, liberando hidrogênio (H2), que reage com o oxigênio do I. O lítio metálico é um forte agente redutor.
ar (O2), formando água (H2O). II. O cátion prata pode oxidar o cobre metálico para Cu2+.
EE destruir o CFC, pois reagem com a radiação UV, liberando carbono (C), que reage III. O zinco é o ânodo em uma pilha com eletrodos de zinco e chumbo.
com o oxigênio do ar (O2), formando dióxido de carbono (CO2), que é inofensivo
para a camada de ozônio. Quais estão corretas?
AA Apenas I.
QUESTÃO 2 BB Apenas II.
O segmento empresarial de lavanderias no Brasil tem tido um grande crescimento nas CC Apenas III.
últimas décadas. Dentre os solventes mais empregados nas lavanderias industriais, DD Apenas I e II.
destacam-se as isoparafinas, I, e o tetracloroetileno, II, conhecido comercialmente EE I, II e III.
como percloro. Um produto amplamente empregado no setor de lavanderia hospitalar
QUESTÃO 5
é representado na estrutura III.
Disponível em: http://www.freedom.inf.br/revista/hc18/household.asp A produção de vacinas exige conhecimento técnico e controle de qualidade. Nessa
http://www.ccih.med.br/Caderno%20E.pdf (adaptado). produção, duas fases principais são importantes: a fase biológica, que identifica e faz
as culturas dos micro-organismos causadores da doença, que serão, posteriormente,
atenuados ou inativados; e a fase farmacêutica, que consiste na obtenção final do
produto. Assim, considerando uma vacina contra a dengue, para que sua eficiência
I. seja constatada, ela deverá
AA aumentar a quantidade de glóbulos vermelhos no sangue dos organismos con-
taminados, para facilitar o processo de defesa contra os micro-organismos cau-
sadores da doença.
BB ser amplamente aplicada em mamíferos roedores, pois esses são os principais
II. agentes transmissores dos micro-organismos causadores da dengue nos seres
humanos.
CC modificar o material genético dos seres humanos doentes, a fim de induzir a pro-
dução de proteínas de defesa e aumentar a imunidade.
DD impedir a multiplicação dos vetores da doença no meio ambiente, principalmente
III. no período que antecede a estação chuvosa.
EE estimular, nos seres humanos vacinados, a produção de anticorpos específicos,
Considerando cada uma das substâncias separadamente, as principais forças que auxiliam o processo de defesa.
intermoleculares que ocorrem em I, II e III são, correta e respectivamente,
AA dipolo-dipolo, dipolo induzido-dipolo induzido, dipolo-dipolo.
BB dipolo-dipolo; dipolo-dipolo; ligação de hidrogênio.
CC dipolo induzido-dipolo induzido; dipolo induzido-dipolo induzido; ligação de hidrogênio.
DD ligação de hidrogênio; dipolo induzido-dipolo induzido; dipolo induzido-dipolo induzido.
EE ligação de hidrogênio; dipolo-dipolo; ligação de hidrogênio.

16 VISITE NOSSO
PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, : www.aridesa.com.br
SITEDAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

QUESTÃO 6
A pele bronzeada tornou-se um símbolo de beleza e de aparência saudável. No
entanto, para os dermatologistas é preciso muito cuidado, pois o bronzeado não Dia 7/11
tem, necessariamente, relação com saúde. Os dermatologistas recomendam
baixa exposição ao sol das 10 às 16 horas, aproximadamente, quando a radiação
MATEMÁTICA / NATUREZA (Terça-feira)

ultravioleta é mais intensa e o uso de filtros solares se faz, portanto, essencial. Os raios MATEMÁTICA: Profs. Alexandrino Diógenes, Alfredo Castelo, Cláudio Gomes, Fabrício
ultravioleta UVA e UVB, em doses excessivas, causam vermelhidão, queimaduras, Maia, Klaiton Barbosa, Marcelo Oliveira, Marcos Paulo, Michele Rondon, Paulo André,
envelhecimento precoce e até podem acarretar a formação de tumores benignos e Robério Bacelar e Thiago Pacífico
malignos nos epitélios. Por outro lado, nosso organismo precisa das radiações solares QUÍMICA: Profs. Kelton Wadson, Marisleny Brito, Michel Henri, Pedro Madeira, Thiago Maga-
para ativar algumas reações, como a produção de vitamina D, que evita o raquitismo. lhães e Ubiratan Cunha
Sobre esse tema, assinale a alternativa correta.
AA Os filtros solares são classificados de acordo com um número chamado Fator de QUESTÃO 1
Proteção Solar (FPS), que varia de acordo com o tipo de pele. Assim, quanto mais Cada uma das 12 pessoas inscritas para participar de um trabalho voluntário recebeu
sensível for a pele, menor será o fator de proteção necessário.
um crachá com um número de identificação distinto – de 1 a 12 – de acordo com a
BB Os raios ultravioleta inibem a produção de vitamina D ao incidirem sobre a melani-
ordem de inscrição.
na, pigmento responsável pela cor da pele, e provocam hemorragias.
CC A exposição ao sol deve ocorrer no período entre 10 e 16 horas, pois nesse horário Desejando-se organizar grupos formados por três pessoas que não estejam
as radiações ultravioleta são menos intensas e, portanto, menos prejudiciais à pele. identificadas por três números consecutivos, o número máximo possível de grupos
DD A deficiência de vitamina D prejudica a fixação de cálcio nos ossos, provocando distintos que se pode formar é
alterações ou deformidades no esqueleto humano. AA 230.
EE O bronzeamento da pele ocorre quando os raios solares danificam as fibras colá- BB 225.
genas e elásticas situadas na derme. CC 220.
DD 215.
QUESTÃO 7
EE 210.
O Pantanal Mato-Grossense possui fauna e flora muito exuberantes. Suas belezas naturais
são um forte atrativo para o turismo ecológico. Assim, um grupo de estudantes, fascinados QUESTÃO 2
pela diversidade dos animais encontrados nessa região, fez as seguintes anotações: Observe o quadro a seguir, que representa um barco à vela e, ao fundo, a lua cheia.
* existem muitas espécies de mamíferos, como as onças-pintadas, as jaguatiricas e
A vela desse barco tem forma de triângulo equilátero com 2 dm de lado e a lua é um
os tamanduás;
círculo cujo centro coincide com um dos vértices desse triângulo. A área da parte da lua
* possui grande diversidade de aves, como as garças, os colhereiros, os tucanos, as
emas e os jaburus; escondida atrás da vela é exatamente metade da área da vela.
* há muitas espécies de peixes, entre os quais se destacam os pintados, os doura-
dos, os pacus e os surubins;
* e entre os répteis, há os jacarés-do-pantanal, as sucuris e os lagartos.

Considerando os animais observados pelos alunos, é correto afirmar que


AA os répteis citados são animais vertebrados, pulmonados e peçonhentos.
BB as aves e os peixes possuem sexos separados e apresentam fecundação externa.
CC os mamíferos possuem coração com três cavidades e, por isso, seus movimentos
são lentos.
DD os répteis e os peixes possuem grande habilidade de nadar por apresentarem
Se não houvesse o barco, a lua cheia estaria completamente visível. Nesse caso, a
respiração branquial.
área da lua seria
EE os mamíferos são endotérmicos, pois controlam a temperatura corporal por meio
AA 2 dm2.
do próprio metabolismo.
BB 3 dm2.
CC 2 dm2.
QUESTÃO 8
DD 3 dm2.
O filme Procurando Nemo é uma produção que se baseia na vida de dois peixes- EE 4 dm2.
-palhaço, pai e filho, habitantes da Grande Barreira de Coral. Do ponto de vista
biológico, o filme apresenta algumas imprecisões. Por exemplo: Marlin é um pai zeloso QUESTÃO 3
e protetor, que cuida cautelosamente do filhote Nemo, único sobrevivente da ninhada. Invenção brasileira para aproveitar o potencial de etanol que o país tem, a tecnologia
Porém, esse cuidado parental na espécie dos peixes-palhaço não ocorre na natureza, flex foi desenvolvida em 2003 para que os veículos pudessem ter rendimento com
pois o macho só cuida dos ovos até o momento da eclosão. No entanto, tal como no álcool ou gasolina ou a mistura entre eles.
filme, na natureza, os peixes-palhaço ganham proteção e alimento vivendo entre os Disponível em: emtempo.com.br

tentáculos das anêmonas-do-mar. Essa proximidade entre essas espécies é facilitada Um posto possui 1 000 litros da mistura gasolina-álcool na proporção de 19 partes de
porque a pele desses peixes possui uma defesa especial, que os protege de serem gasolina pura para 6 partes de álcool. Para que a mistura fique com 20% de álcool, é
atingidos pelo veneno dos tentáculos das anêmonas, que também se beneficiam dos preciso acrescentar a ela x litros da gasolina pura.
restos de alimento deixados pelos peixes-palhaço. O valor de x é
AA 140.
BB 160.
CC 180.
DD 200.
EE 220.

QUESTÃO 4
A probabilidade de um casal ter um filho de olhos azuis é igual a . Se o casal pretende
ter 4 filhos, a probabilidade de que, no máximo, dois tenham olhos azuis é

Peixe-palhaço entre os tentáculos da anêmona. AA .


http://tinyurl.com/k9s33lr. Acesso em: 17.03.2017. Original colorido.

É correto afirmar que a relação descrita entre esses seres vivos de espécies diferentes BB .
denomina-se
AA competição. CC .
BB mimetismo.
CC parasitismo. DD .
DD predação.
EE protocooperação. EE .

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


17
QUESTÃO 5
Um professor de Química propôs a manipulação de um indicador ácido-base que se
comportasse da seguinte maneira:
pH Cor da solução
<7 amarela
=7 alaranjada
>7 vermelha
As cores das soluções aquosas de NaCN, NaCR e NH4CR, na presença desse indicador, AA Gasolina (C7 – C8)
são, respectivamente, BB Biogás (C1)
AA amarela, alaranjada e vermelha. CC Biodiesel (C16 – C18)
BB amarela, vermelha e alaranjada. DD Carvão mineral (Cn)
CC vermelha, alaranjada e amarela. EE Etanol (C2)
DD alaranjada, amarela e vermelha.
EE alaranjada, amarela e alaranjada. QUESTÃO 2
QUESTÃO 6 Grande quantidade dos maus odores do nosso dia a dia está relacionada
As reações químicas da fotossíntese e da respiração são representadas, a compostos alcalinos. Assim, em vários desses casos, pode-se utilizar o vinagre, que
respectivamente, pelas equações abaixo. contém entre 3,5% e 5% de ácido acético, para diminuir ou eliminar o mau cheiro. Por
Fotossíntese: exemplo, lavar as mãos com vinagre e depois enxaguá-las com água elimina o odor de
peixe, já que a molécula de piridina (C5H5N) é uma das substâncias responsáveis pelo
6 CO2 + 6 H2O + energia → C6H12O6 + 6 O2
odor característico de peixe podre.
Respiração: SILVA, V. A.; BENITE, A. M. C.; SOARES, M. H. F. B. “Algo aqui não cheira bem… A química do mau cheiro”.
C6H12O6 + 6 O2 → 6 CO2 + 6 H2O + energia Química Nova na Escola, v. 33, n. 1, fev. 2011 (adaptado).
A eficiência do uso do vinagre nesse caso se explica pela
Com base nas reações químicas, pode-se afirmar que
AA sobreposição de odor, propiciada pelo cheiro característico do vinagre.
AA ambas são exotérmicas.
BB ambas são endotérmicas. BB solubilidade da piridina, de caráter ácido, na solução ácida empregada.
CC ambas são combustões completas. CC inibição da proliferação das bactérias presentes, devido à ação do ácido acético.
DD os reagentes da fotossíntese são os mesmos da respiração. DD degradação enzimática da molécula de piridina, acelerada pela presença de ácido
EE os reagentes da fotossíntese são os produtos da respiração. acético.
EE reação de neutralização entre o ácido acético e a piridina, que resulta em com-
QUESTÃO 7 postos sem mau odor.
O óleo de cozinha usado não deve ser descartado na pia, pois causa
poluição das águas e prejudica a vida aquática. Em Florianópolis, a coleta seletiva de QUESTÃO 3
lixo recolhe o óleo usado armazenado em garrafas PET e encaminha para unidades Muitas substâncias químicas nocivas podem ser inativadas por reações químicas, como a
de reciclagem. Nessas unidades, ele é purificado para retirar água e outras impurezas neutralização de um ácido com uma base. Substâncias radioativas, no entanto, não podem
para poder, então, ser reutilizado na fabricação de sabão e biocombustíveis.
ser inativadas por reações químicas. Isto ocorre porque
Disponível em: http://portal.pmf.sc.gov.br/entidades/comcap/index.php?cms=reoleo&menu=5
Acesso em: 20 jul. 2015.
AA as substâncias radioativas são pouco reativas.
BB as substâncias radioativas são insolúveis em solventes orgânicos ou ácidos inorgânicos.
Considerando essas informações e os processos de separação de misturas, é correto CC as reações químicas não envolvem energia suficiente para afetarem o núcleo
afirmar:
atômico.
AA Óleo e água formam uma mistura homogênea.
BB Para separar o óleo de cozinha de impurezas sólidas e água, podem ser usadas, DD as substâncias radioativas possuem pequeno tempo de meia-vida.
respectivamente, a filtração e a decantação. EE o processo para impedir a emissão de radiação consiste de um processo físico, a
CC O óleo é uma substância mais densa que a água. liquefação do material radioativo.
DD A filtração é um método usado para separar a água do óleo.
EE Óleo é uma substância composta e água é uma substância simples. QUESTÃO 4
A talidomida é um sedativo leve e foi muito utilizado no tratamento
QUESTÃO 8
de náuseas, comuns no início da gravidez. Quando foi lançada, era considerada
Considerando a reação a seguir: segura para o uso de grávidas, sendo administrada como uma mistura racêmica
composta pelos seus dois enantiômeros (R e S). Entretanto, não se sabia, na época,
que o enantiômero S leva à malformação congênita, afetando principalmente o
O único fator que provoca seu deslocamento para a direita é o(a) desenvolvimento normal dos braços e pernas do bebê.
AA adição do gás NO. COELHO, F. A. S. “Fármacos e quiralidade”. Cadernos Temáticos de Química Nova na Escola, São Paulo, n. 3, maio
BB aumento de pressão sobre o sistema. 2001 (adaptado).
CC retirada de N2 gasoso do sistema. Essa malformação congênita ocorre porque esses enantiômeros
DD diminuição da pressão do sistema. AA reagem entre si.
EE aumento da temperatura sobre o sistema. BB não podem ser separados.
CC não estão presentes em partes iguais.
DD interagem de maneira distinta com o organismo.
EE são estruturas com diferentes grupos funcionais.
Dia 8/11
CIÊNCIAS DA NATUREZA (Quarta-feira) QUESTÃO 5
Suponha que um pesticida lipossolúvel que se acumula no organismo após ser ingerido
QUÍMICA: Profs. Kelton Wadson, Marisleny Brito, Michel Henri, Pedro Madeira, Thiago Ma-
galhães e Ubiratan Cunha tenha sido utilizado durante anos na região do Pantanal, ambiente que tem uma de
BIOLOGIA: Profs. Alysson Alencar, Bezerra Neto, Ítalo Felipe, Landim, Régis Romero e suas cadeias alimentares representadas no esquema:
Rodrigo Forti
PLÂNCTON → PULGA-D’ÁGUA → LAMBARI → PIRANHA → TUIUIÚ
QUESTÃO 1 Um pesquisador avaliou a concentração do pesticida nos tecidos de lambaris da região
Naftaleno, antraceno e fenantreno são hidrocarbonetos aromáticos polinucleares (PAH), e obteve um resultado de 6,1 partes por milhão (ppm). Qual será o resultado compatível
poluentes atmosféricos presentes na fuligem, formados na combustão incompleta da com a concentração do pesticida (em ppm) nos tecidos dos outros componentes da
matéria orgânica (por exemplo, cigarro, madeira e carvão) e estão relacionados com a
cadeia alimentar?
degradação da saúde humana em algumas cidades. Na queima da matéria orgânica,
ocorre o craqueamento, isto é, a quebra das moléculas de combustível em fragmentos PLÂNCTON PULGA-D’ÁGUA PIRANHA TUIUIÚ
menores, podendo haver uma repolimerização, sob condições deficitárias de oxigênio, 15,1 10,3 4,3 1,2
A
em que fragmentos C2, isto é, que contêm dois átomos de carbono, podem se combinar
para formar um radical livre de cadeia C4, o qual pode adicionar outro C2 para formar B 6,1 6,1 6,1 6,1
um anel de seis membros. Dessa maneira, considerando somente o aspecto estrutural, C 2,1 4,3 10,4 14,3
qual combustível forma uma pequena quantidade de PAHs ou de outras partículas
D 2,1 3,9 4,1 2,3
originárias de fuligem na combustão incompleta?
E 8,8 5,8 5,3 9,6

18 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

QUESTÃO 6 QUESTÃO 8
Após a germinação, normalmente, os tomates produzem uma proteína O vírus do papiloma humano (HPV, na sigla em inglês) causa o
que os faz amolecer depois de colhidos. Os cientistas introduziram, em um tomateiro, aparecimento de verrugas e infecção persistente, sendo o principal fator ambiental do
um gene antissentido (imagem espelho do gene natural) àquele que codifica a enzima câncer de colo de útero nas mulheres. O vírus pode entrar pela pele ou por mucosas
“amolecedora”. O novo gene antissentido bloqueou a síntese da proteína amolecedora. do corpo, o qual desenvolve anticorpos contra a ameaça, embora em alguns casos a
SIZER, F.;WHITNEY, E. Nutrição: conceitos e controvérsias. Barueri: Manole, 2002 (adaptado). defesa natural do organismo não seja suficiente. Foi desenvolvida uma vacina contra
o HPV, que reduz em até 90% as verrugas e 85,6% dos casos de infecção persistente
Um benefício ao se obter o tomate transgênico foi o fato de o processo biotecnológico em comparação com pessoas não vacinadas.
ter Disponível em: http://g1.globo.com. Acesso em: 12 jun. 2011.

AA aumentado a coleção de proteínas que o protegem do apodrecimento, pela pro-


dução da proteína antissentido. O benefício da utilização dessa vacina é que pessoas vacinadas, em comparação com
BB diminuído a necessidade do controle das pragas, pela maior resistência conferida as não vacinadas, apresentam diferentes respostas ao vírus HPV em decorrência da(o)
pela nova proteína. AA alta concentração de macrófagos.
CC facilitado a germinação das sementes, pela falta da proteína que o leva a amo- BB elevada taxa de anticorpos específicos anti-HPV circulantes.
lecer. CC aumento na produção de hemácias após a infecção por vírus HPV.
DD substituído a proteína amolecedora por uma invertida, que endurece o tomate. DD rapidez na produção de altas concentrações de linfócitos matadores.
EE prolongado o tempo de vida do tomate, pela falta da proteína que o amolece. EE presença de células de memória que atuam na resposta secundária.

QUESTÃO 7
Muitos estudos de síntese e endereçamento de proteínas utilizam aminoácidos
marcados radioativamente para acompanhar as proteínas, desde fases iniciais de sua
produção até seu destino final. Esses ensaios foram muito empregados para estudo
e caracterização de células secretoras. Após esses ensaios de radioatividade, qual Dia 9/11
gráfico representa a evolução temporal da produção de proteínas e sua localização em MATEMÁTICA / NATUREZA (Quinta-feira)
uma célula secretora?
MATEMÁTICA: Profs. Alexandrino Diógenes, Alfredo Castelo, Cláudio Gomes, Fabrício
AA 100 Maia, Klaiton Barbosa, Marcelo Oliveira, Marcos Paulo, Michele Rondon, Paulo André,
Radioatividade (%)

90
80 Retículo endoplasmático Robério Bacelar e Thiago Pacífico
70 FÍSICA: Profs. Célio Normando, Eduardo Kílder, Idelfranio Moreira, Ítalo Reann, João Paulo
60 Complexo golgiense
50 Aguiar, Leonardo Bruno, Renato Brito, Rodrigo Lins e Vasco Vasconcelos
40 Vesícula de secreção
30
20
10 QUESTÃO 1
0
5 min. 10 min. 15 min. Tempo A mala do Dr. Antônio Victor tem um cadeado cujo segredo é uma combinação com
cinco algarismos, todos variando de 0 a 9. Ele esqueceu a combinação que escolhera,
mas sabe que atende às condições:
BB 100 1ª. se o primeiro algarismo é ímpar, então o último também é ímpar;
Radioatividade (%)

90
80 Retículo endoplasmático 2ª. se o primeiro algarismo é par, então o último algarismo é igual ao primeiro;
70 3ª. a soma dos segundo e terceiro algarismos é 5.
60 Complexo golgiense
50 Vesícula de secreção
40
30 Quantas combinações diferentes atendem às condições do Dr. Z?
20 AA 1 500
10
0 BB 1 600
5 min. 10 min. 15 min. Tempo CC 1 700
100 DD 1 800
CC
Radioatividade (%)

90 EE 1 900
80
70 Retículo endoplasmático
60 QUESTÃO 2
50 Complexo golgiense
40 Uma área agrícola, próxima a um lago, precisa ser adubada antes do início do plantio
Vesícula de secreção
30 de hortaliças. O esquema abaixo indica as medidas do terreno a ser plantado. Os dois
20
10 lados paralelos distam 10 km e os três ângulos obtusos indicados são congruentes.
0
5 min. 10 min. 15 min. Tempo
10 km

DD 100
10 km
Radioatividade (%)

90
80 Retículo endoplasmático
70
60 Complexo golgiense 45º
50
Vesícula de secreção
40
30 20 km
20
10
0 A área do terreno a ser plantada é, em km2, igual a
5 min. 10 min. 15 min. Tempo AA 160.
BB 165.
CC 170.
EE 100 DD 175.
Radioatividade (%)

90
80 Retículo endoplasmático EE 180.
70
60 Complexo golgiense
50
40 Vesícula de secreção
30
20
10
0
5 min. 10 min. 15 min. Tempo

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


19
QUESTÃO 3 A quantidade de tubos necessária para cobrir o galpão é
AA 240.
O balanço de cálcio é a diferença entre a quantidade de cálcio ingerida e a
BB 280.
quantidade excretada na urina e nas fezes. É usualmente positivo durante o crescimento
CC 300.
e a gravidez e negativo na menopausa, quando pode ocorrer a osteoporose, uma DD 320.
doença caracterizada pela diminuição da absorção de cálcio pelo organismo. EE 380.
A baixa concentração de íon cálcio (Ca++) no sangue estimula as glândulas
paratireoides a produzirem hormônio paratireoideo (HP). Nesta situação, o hormônio QUESTÃO 5
pode promover a remoção de cálcio dos ossos, aumentar sua absorção pelo intestino Em uma atividade experimental um estudante dispõe de um voltímetro V e um
e reduzir sua excreção pelos rins. amperímetro A. Uma lâmpada de potência desconhecida é ligada a uma fonte de
ALBERTS, B. et al. Urologia molecular da célula. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
tensão, estabelecendo um circuito acrescido de tais medidores.
A alternativa que mostra a conexão de circuito que permite achar o valor da potência
Admita que, a partir dos cinquenta anos, a perda da massa óssea ocorra de forma
dessa lâmpada é:
linear conforme mostra o gráfico abaixo.
AA
Porcentagem de massa óssea
Homens
100 Mulheres
90
80
70 BB

30 40 50 60 70 80
Idade CC
A taxaAde
taxa de perda
perda ósseaóssea é maior
é maior entre
entre asasmulheres
mulheres.
(Adaptado de Galileu, janeiro de 1999) Galileu, jan. 1999.

Aos 60 e aos 80 anos, as mulheres têm, respectivamente, 90% e 70% da massa óssea
que tinham aos 30 anos. O percentual de massa óssea que as mulheres já perderam
aos 76 anos, em relação à massa aos 30 anos, é igual a
AA 14.
BB 18. DD
CC 22.
DD 26.
EE 32.

QUESTÃO 4
Um empregado de obra montou uma estrutura metálica para a cobertura de um galpão
retangular de 5 metros por 8 metros, usando tubos de um metro de comprimento, da
seguinte forma: EE
I. contou e armou todos os quadrados necessários, com um metro de lado, para
cobrir a área desejada;

...etc
Figura 1
II. armou uma pirâmide para cada base quadrada; QUESTÃO 6
A figura representa, em corte, parte de uma instalação utilizada para demonstrações
...etc de experimentos. Um corpo de dimensões desprezíveis escorrega pela superfície
inclinada e atinge o ponto A com velocidade escalar igual a 10 m/s.
Considere o atrito e a resistência do ar desprezíveis e g = 10/s2.
Figura 2
III. juntou todas as pirâmides pelas bases e usou os tubos que sobraram para unir os
seus vértices.

Observe as figuras.
B A

D
C Nível de referência
Figura
Figura33 A
O tubo que sobrou em CD foi usado para unir os vértices A e B. Em relação ao nível de referência indicado na figura, a altura, na superfície inclinada, em
que a energia cinética do corpo é igual ao triplo de sua energia potencial gravitacional é
AA 1,25 m.
...etc BB 1,00 m.
CC 2,00 m.
Figura 4 DD 1,50 m.
Figura 4 EE 1,75 m.

20 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

QUESTÃO 7 Assinale a alternativa que corresponde à colisão descrita.


Sabe-se que um líquido possui calor específico igual a 0,58 cal/g . °C. Com o intuito AA
de descobrir o valor de seu calor latente de vaporização, foi realizado um experimento
em que o líquido foi aquecido por meio de uma fonte de potência uniforme, até sua
total vaporização, obtendo-se o gráfico abaixo. O valor obtido para o calor latente de
vaporização do líquido, em cal/g, está mais próximo de
AA 100.
BB 200.
CC 540. BB
DD 780.
EE 400.

QUESTÃO 8
CC

Na opinião de especialistas, a descoberta do mecanismo da autofagia, que levou


ao Prêmio Nobel de Medicina 2016, pode contribuir para uma melhor compreensão
de patologias, como as vinculadas ao envelhecimento. Na maioria das patologias, a
autofagia deve ser estimulada, como nas doenças neurodegenerativas, para eliminar
os aglomerados de proteínas que se acumulam nas células enfermas.
A tabela mostra, aproximadamente, as faixas de frequência de radiações
eletromagnéticas e a figura da escala nanométrica mostra, entre outras, as dimensões DD
de proteínas e de células do sangue.

Faixas de frequência de radiações eletromagnéticas

Radiação Micro-ondas Infravermelho Ultravioleta Raios X Raios gama


Faixas de
108 – 1011 1012 – 1014 1015 – 1016 1017 –1019 1020 – 1022
frequências
EE

Escala nanométrica
10-1nm 1 nm 10 nm 100 nm 1 000 nm 104nm 105 nm 106 nm 107 nm 108 nm 109 nm

QUESTÃO 2
DNA Nanotubos Bola de tênis
de carbono
Formiga A visão é um dos principais sentidos usados pelos seres humanos para perceber o
Bactérias Fio de
cabelo mundo. A figura abaixo representa de forma muito simplificada o olho humano, que é o
VÍRUS veículo encarregado de levar essas percepções até o cérebro.
NANOPARTÍCULAS
100-200 nm
Proteínas Células sanguíneas
Imagem
Criança

Considerando-se essas informações e sabendo-se que a velocidade de propagação da


Retina
luz no ar é igual a 3,0 . 108 m/s para que se observem proteínas e células sanguíneas,
podem-se utilizar, respectivamente, as radiações Objeto
Cristalino
AA raios X e raios gama.
BB micro-ondas e raios X. Sendo assim, com base na figura acima, é correto afirmar que o olho é
CC raios gama e micro-ondas. AA míope e a correção é feita com lente convergente.
DD ultravioleta e infravermelho. BB míope e a correção é feita com lente divergente.
EE infravermelho e micro-ondas. CC hipermetrope e a correção é feita com lente convergente.
DD hipermetrope e a correção é feita com lente divergente.
EE normal e, nesse caso, não precisa de correção.

QUESTÃO 3
O transporte de grãos para o interior dos silos de armazenagem ocorre com o auxílio
de esteiras de borracha, conforme mostra a figura, e requer alguns cuidados, pois os
Dia 10/11 grãos, ao caírem sobre a esteira com velocidade diferente dela, até assimilarem a nova
CIÊNCIAS DA NATUREZA (Sexta-feira)
velocidade, sofrem escorregamentos, eletrizando a esteira e os próprios grãos. Essa
FÍSICA: Profs. Célio Normando, Eduardo Kílder, Idelfranio Moreira, Ítalo Reann, João Paulo eletrização pode provocar faíscas que, no ambiente repleto de fragmentos de grãos
Aguiar, Leonardo Bruno, Renato Brito, Rodrigo Lins e Vasco Vasconcelos suspensos no ar, pode acarretar incêndios.

Descarga
QUESTÃO 1 dos grãos
Movimento
Uma bola feita com massa de modelar, realizando movimento retilíneo uniforme,
colide frontalmente com outra bola de mesmo material que estava em repouso. Após
a colisão, as duas bolas permanecem unidas enquanto se movem. Considere que as
bolas formam um sistema de corpos isolados e o movimento ocorre todo em uma única
direção. As alternativas a seguir mostram o comportamento da energia cinética (EC) do Silo
sistema de corpos antes e depois da colisão. Esteira

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


21
Nesse processo de eletrização, os grãos e a esteira ficam carregados com cargas Sobre o óxido citado no texto, é correto afirmar que ele apresenta
elétricas de sinais AA dois polos magnéticos: norte e sul, e ambos atraem o ferro.
AA iguais, eletrizados por atrito. BB dois polos magnéticos: norte e sul, mas apenas o polo sul atrai o ferro.
BB iguais, eletrizados por contato. CC dois polos magnéticos: norte e sul, mas apenas o polo norte atrai o ferro.
CC opostos, eletrizados por atrito.
DD quatro polos magnéticos: norte, sul, leste e oeste, e todos atraem o ferro.
DD opostos, eletrizados por contato.
EE quatro polos magnéticos: norte, sul, leste e oeste, mas apenas o norte e o sul
EE opostos, eletrizados por indução.
atraem o ferro.
QUESTÃO 4 QUESTÃO 7

Altura relativa do Pressão (cmH2O)


coração (cm) Arterial Venosa

80 –55
60
136 0
0
195 60
–60
255 120 Disponível em: http://eletronicos.mercadolivre.com.br. Acesso em: 26 out. 2016.
–120
OKUNO, E.; CALDAS, I. L.; CHOW, C. Física para ciências biológicas e biométricas. Os profissionais de um posto de saúde promoveram uma atividade para
São Paulo: Harbra, 1982, p. 309 (adaptado). orientar a comunidade local sobre a prevenção de doenças causadas por picadas de
mosquitos. Eles exibiram um vídeo com a raquete para matar mosquito, mostrada na
A figura mostra a pressão arterial média e a pressão venosa média, em cm de água, figura. A raquete é composta de três telas metálicas, duas externas ligadas ao polo
para uma pessoa de 1,80 m de altura, em vários níveis em relação ao coração. negativo e uma central ligada ao polo positivo de uma bateria. No interior da raquete,
existe um circuito que amplifica a tensão para um valor de até 2,0 kV e a envia em
Admitindo-se a densidade do sangue igual a da água, 1,0 g/cm3, e o módulo da
forma de pulsos contínuos para a tela central. Um mosquito, ao entrar na raquete, fecha
aceleração da gravidade local igual a 10 m/s2, é correto afirmar, com base nessas
o circuito entre as telas e recebe uma descarga elétrica com potência de, no máximo,
informações e nos conhecimentos da Física, que
AA a pressão arterial no cérebro desse indivíduo é igual a 1,03 . 105 Pa. 6,0 W, que produz um estalo causado pelo aquecimento excessivo do ar, responsável
BB a pressão alta pode provocar o desmaio porque ocorre a diminuição de fluxo san- por matar o mosquito carbonizado.
guíneo no cérebro de um indivíduo.
CC as pressões arteriais em todas as partes do corpo de uma pessoa, deitada sobre Com base nas informações do texto e nos conhecimentos de Física, a intensidade
uma superfície horizontal, são de, aproximadamente, 1,36 . 104 Pa. máxima da corrente elétrica que atravessa a região entre as telas da raquete é
DD o princípio de Pascal fundamenta a recomendação de que, no momento da ve- AA 1 mA.
rificação da pressão arterial, o braço do paciente deve sempre estar apoiado no BB 2 mA.
nível do coração.
CC 3 mA.
EE um monômetro aberto, contendo mercúrio, ao ser utilizado para medir as pres-
DD 4 mA.
sões arteriais em vários pontos de um indivíduo deitado, deve ter a altura da colu-
na de mercúrio em torno de 100 cm. EE 5 mA.

QUESTÃO 5 QUESTÃO 8
Na tragédia ocorrida na Boate Kiss, localizada no Rio Grande do Sul, em janeiro
A telefonia móvel no Brasil opera com celulares cuja potência média de
de 2013, algumas orientações de segurança contra incêndios poderiam ter evitado
radiação é cerca de 0,6 W. Por recomendação do ANSI/IEEE, foram estipulados limites
a morte de tantas pessoas. Dentre as diversas orientações dadas pelos bombeiros,
para exposição humana à radiação emitida por esses aparelhos. Para o atendimento
uma delas é considerada bem simples: fugir do local o mais abaixado possível. Essa
dessa recomendação, valem os conselhos: segurar o aparelho a uma pequena
orientação se deve ao fato de que
distância do ouvido, usar fones de ouvido para as chamadas de voz e utilizar o aparelho
no modo viva voz ou com dispositivos bluetooth. Essas medidas baseiam-se no fato
AA a fumaça resfria rapidamente e, tendo maior densidade que o ar, tende a subir.
de que a intensidade da radiação emitida decai rapidamente conforme a distância
BB a fumaça, por ser negra, impede a visualização da porta de emergência.
aumenta; por isso, afastar o aparelho reduz riscos.
CC a pessoa mantendo-se inclinada permanece mais calma. Esse procedimento
COSTA, E. A. F. Efeitos na saúde humana da exposição aos campos de radiofrequência.
Disponível em: www.ced.ufsc.br. Acesso em: 16 nov. 2011 (adaptado).
também é adotado em pousos de emergência na aviação civil.
DD os gases oriundos da combustão, por estarem aquecidos, tendem a subir, ocu-
Para reduzir a exposição à radiação do celular de forma mais eficiente, o usuário deve pando a parte superior do local.
utilizar EE os incêndios ocorrem geralmente na parte superior dos recintos.
AA fones de ouvido, com o aparelho na mão.
BB fones de ouvido, com o aparelho no bolso da calça.
CC fones bluetooth, com o aparelho no bolso da camisa.
DD o aparelho mantido a 1,5 cm do ouvido, segurado pela mão.
EE o sistema viva voz, com o aparelho apoiado numa mesa de trabalho.

QUESTÃO 6 GABARITO (de 6 a 10/11)

CIÊNCIAS DA MATEMÁTICA/ CIÊNCIAS DA MATEMÁTICA/ CIÊNCIAS DA


Pela primeira vez, cientistas detectaram a presença de partículas de
NATUREZA NATUREZA NATUREZA NATUREZA NATUREZA
poluição que interferem no funcionamento do cérebro, podendo inclusive ser uma das
causas de Alzheimer. A conexão entre esses materiais e o mal de Alzheimer ainda não 1. A 5. E 1. E 5. C 1. B 5. C 1. D 5. A 1. E 5. A
2. C 6. D 2. B 6. E 2. E 6. E 2. D 6. A 2. B 6. A
é conclusiva.
3. D 7. E 3. D 7. B 3. C 7. C 3. D 7. B 3. C 7. C
Um desses materiais poluentes encontrados no cérebro é a magnetita, um 4. E 8. E 4. C 8. E 4. D 8. E 4. D 8. D 4. D 8. C
óxido de ferro que constitui um ímã natural.
Disponível em: http://tinyurl.com/hzvm3fh. Acesso em: 30 set. 2016 (adaptado).

22 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar
UM PROGRAMA QUE LEVA ATÉ VOCÊ A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
PARA O ENEM, FEITA PELA MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES.

ANOTAÇÕES

OSG:7654-17/WIll/KCS

VISITE NOSSO SITE: www.aridesa.com.br


23
24 PROGRAMA ARI DE SÁ NO AR - DE SEGUNDA A SEXTA, DAS 20H ÀS 21H, DISPONÍVEL NO SITE www.aridesa.com.br/arinoar