Você está na página 1de 6

Nome: ________________________________________________________________________________

Nº: ________________________ Data: ____/____/2017


Ensino Fundamental Ano: 6º Bimestre: 4º
Disciplina: Prova: Código da Prova: NOTA:
História P - manhã 1706405325

Algumas dicas para fazer uma boa prova:

1 - Leia a prova na íntegra antes de responder às questões na folha de respostas.


2 - Observe com atenção as imagens, quando houver.
3 - A interpretação das questões faz parte da avaliação. Evite fazer perguntas durante a prova, isso pode
deixá-lo confuso.
4 - Dê respostas completas para cada questão, isto é, cada sentença anotada deve ter sujeito, verbo e
complemento.
5 - Use caneta azul ou preta para escrever na folha de respostas.
6 - Lembre-se de que qualquer atitude irregular (comentários, falta de postura, “cola”) durante a prova im­plicará
na retirada da mesma, que será anulada.
Tenha calma, concentre-se e, certamente, você fará uma boa prova!

1) Você estudou que o rei, no Egito e na Mesopotâmia, tinha grande poder relacionado à
religião e ao controle das águas, eram auxiliados por um grupo de militares e também
escribas. Na Mesopotâmia, por exemplo, durante o Império Babilônico foi criado um código
de leis escrito conhecido por Código de Hamurabi. Você irá ler abaixo um trecho desse
código e depois responder às questões. (1,5)

"Se um homem der a um jardineiro um campo para ser transformado em pomar, se o


jardineiro plantar o pomar e dele cuidar durante quatro anos, no quinto ano o pomar será
repartido igualmente entre o proprietário e o jardineiro: o proprietário poderá escolher a sua
parte.
Se um homem alugar um boi ou um asno, e no campo o leão matar o gado, é o proprietário
do gado quem sofrerá a perda.
Se um homem bater em seu pai, terá as mãos cortadas.
Se um homem furar o olho de um homem livre, ser-lhe-á furado um olho.
Se um arquiteto construir para um outro uma casa e não a fizer bastante sólida, se a casa
cair, matando o dono, esse arquiteto é passível de morte. Se for o filho do dono da casa
quem morrer, o filho do arquiteto será também morto."

Fonte: ISAAC, J. e ALBA, A. , Oriente e Grécia. São Paulo: Edit. Mestre Jou, 1964.

a) Quem foi o autor do Código de Hamurabi?

b) O rei tinha o direito de tirar a vida de seus súditos, de acordo com o Código? Justifique
sua resposta com exemplos do Código. (Tarefanet)

História - P - 6º ano - manhã - 1


No antigo Egito, o faraó era autoridade política máxima. O faraó exercia seu poder com
autoridade divina. Ele era considerado o dono de todas as riquezas, das terras e da água
do Egito, devendo zelar para que houvesse harmonia e prosperidade em seu império.
Aos faraós estão relacionadas as construções monumentais que denominamos pirâmides.
Observe a imagem abaixo e responda à questão 2:

2) Qual era a função das pirâmides no antigo Egito? (0,5)

3) Leia as frases abaixo e marque V (verdadeira) ou F (falsa), depois, escreva na folha de


respostas o que você assinalou. (1,0)

( ) Como exemplo de governo teocrático temos o Egito em que o faraó tinha plenos
poderes e era considerado um Deus.
( ) No Egito encontramos grandes monumentos, as pirâmides, que eram templos
dedicados a deuses do Egito.
( ) Na cidade de San Lorenzo, época dos olmecas, os governantes eram representados
por enormes cabeças com quase 3 metros de altura.
( ) O felino jaguar era considerado uma divindade entre os olmecas.

História - P - 6º ano - manhã - 2


Você já estudou que, antes da chegada dos europeus, a América já era habitada. A
diversidade de culturas existentes em nosso continente era muito grande. Havia sociedades
em diferentes estágios culturais. As primeiras grandes civilizações americanas foram os
olmecas e os maias. Leia o trecho a seguir sobre algumas construções dos maias, observe
a imagem e responda à questão 4.

Pirâmides e templos
Com frequência os mais importantes templos religiosos maias se encontravam em cima de
pirâmides, que eram uma série de plataformas divididas por escadarias. Recentes descobertas
apontam para o uso das pirâmides em alguns casos também como tumbas.
Os templos ficam sobre pirâmides supostamente por ser o lugar mais perto do céu, mas
como eram as únicas estruturas que excediam a altura da selva, as cristas sobre os templos
eram talhadas com grandes e detalhadas representações dos governantes que se podiam ver
de grandes distâncias.
Pelas íngremes escadarias, os sacerdotes e oficiantes acessavam o topo da pirâmide onde
havia pequenas câmaras com propósitos rituais. Os templos sobre as pirâmides constituíram
estruturas impressionantes, ricamente decoradas. Comumente possuíam painéis no teto ou
paredes com escritas de sinais rituais.

4) Após ler o trecho acima e observar a imagem de uma pirâmide maia, qual a comparação que
você pode estabelecer entre esta pirâmide e as pirâmides do Egito? Elas tinham a mesma
função? Justifique sua resposta com frases do trecho lido. (1,0)

História - P - 6º ano - manhã - 3


5) Observe a imagem a seguir e escreva um parágrafo sobre este jogo de bola praticado pelos
maias. (1,0)

6) Leia o texto abaixo e depois responda às perguntas. (1,0)

"Na história das origens de Roma, os etruscos tiveram grande importância. O estudo da
civilização etrusca esteve, durante muito tempo, vinculado à Arqueologia, pois sua escrita era
desconhecida, enquanto os restos materiais de sua civilização – ruínas de cidades, túmulos –
eram muito numerosos. Só no século XX, em meados da década de 1950, a escrita desse povo
começou a ser decifrada.
Existem dúvidas quanto à origem dos etruscos e à época em que chegaram à Itália. Muitos
historiadores afirmam que migraram da Ásia Menor, por volta do século X a.C., estabelecendo-
se na costa ocidental da península, entre os rios Arno e Tigre. Tal como na Grécia, as cidades
etruscas eram independentes, mantinham seu governo próprio onde o poder era exercido pelas
principais famílias de proprietários de terras e comerciantes."
Texto adaptado: CAMPOS, R. História Geral. São Paulo: Atual 1985.

a) O estudo da civilização etrusca esteve, durante muito tempo, vinculada à arqueologia,


pois sua escrita só começou a ser decifrada na década de 1950, no século XX. Esse
fato dificultou o conhecimento dos etruscos? Justifique sua resposta.
b) Além da escrita, para conhecer o mundo dos romanos, quais outros vestígios materiais
podem ser utilizados para o seu estudo?
História - P - 6º ano - manhã - 4
7) Lembre-se de tudo o que você aprendeu sobre os primeiros tempos de Roma, período em
que os antigos romanos viviam sob a monarquia. Em seguida, relacione adequadamente as
colunas A e B. (1,0)

Atenção: Na folha de respostas, você deverá escrever apenas o gabarito da coluna B.

Coluna A

I) Patrícios
II) Plebeus
III) Rex
IV) Senado

Coluna B

( ) 
Homens livres, camponeses sem terra, pequenos agricultores, artesãos e
comerciantes. Não tinham direitos políticos.
( ) O rei governava a sociedade e era também chefe militar.
( ) Membros das famílias aristocratas, grandes proprietários de terras.
( ) Conselho de anciãos, formado pelos chefes das famílias mais ricas.

8) Leia o trecho abaixo e depois responda à pergunta: (1,0)

"O que é um cliente? É uma pessoa livre, pobre ou rica, que se aproxima de um patrício em
busca de proteção das leis para si e sua família. Como as leis só amparavam os patrícios, cada
vez mais tornou-se necessário buscar ajuda junto a quem tinha poder. Criaram-se, então, laços
de dependência mútua entre o cliente-protegido e o patrício-protetor. Pela manhã, formavam-se
filas na porta da casa do patrono/protetor: eram os clientes que vinham saudá-lo, vestidos com
roupas especiais. Aos mais pobres eram oferecidas pequenas quantias de dinheiro, com o que
compravam os alimentos do dia. Era comum serem recebidos pelo protetor em uma mesa de
refeição, onde se colocavam por ordem de importância."
VEYNE, P. História da Vida Privada – Do império romano ao ano mil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

a) A partir do trecho lido como você descreveria a sociedade romana?

9) Os plebeus eram a maioria em Roma. Como cidadãos, pagavam impostos e serviam ao


exército. A fim de lutar por seus direitos, os plebeus retiraram-se de Roma em 494 a.C.
e ameaçaram não participar do exército. Os patrícios viram-se sem saída, pois, afinal, a
maioria dos trabalhadores e dos soldados de Roma eram plebeus. Na primeira vez em
que os plebeus saíram da cidade, o patrício Menênio Agripa fez o seguinte discurso para
convencê-los a voltar:
História - P - 6º ano - manhã - 5
"No tempo em que reinava a desarmonia no corpo humano (...) todas as partes do corpo
revoltaram-se contra o estômago, pois a ele cabia apenas o prazer do que lhe davam.
Prepararam um plano: as mãos combinaram não levar mais o alimento a boca; a boca,
não mais recebê-los; os dentes não mais triturá-los. Ora, a consequência dessa revolta foi
que o corpo inteiro chegou a enfraquecer completamente. "Os membros viram então que o
estômago exercia funções úteis e que alimentava tanto quanto era alimentado."
Discurso de Menênio Agripa. Citado por J. Isaac. História Universal: Roma, p. 27.

A partir do trecho lido sobre a revolta dos plebeus contra os patrícios, responda: (1,0)

a) Quais os motivos que levaram os plebeus a se revoltarem contra os patrícios?

b) Você acha que os plebeus, após ouvirem o discurso do patrício Menênio Agripa, voltaram
para Roma? Eles conquistaram algum benefício? Quais?

10) Na sociedade romana, encontramos também os escravos. Escreva um parágrafo


descrevendo as funções desse grupo social em Roma. (1,0)

História - P - 6º ano - manhã - 6