Você está na página 1de 2

Nasce, em cativeiro, primeiro filhote de uma espécie de

primata que ficou 200 anos sem ser vista

Demorou, mas chegou! Nasceu, no Zoológico de São Paulo, o primeiro filhote de uma
espécie de macaco seriamente ameaçada de extinção, que os cientistas ficaram mais de 200 anos
sem ver. Trata-se do Cebus flavius, mais conhecido como macaco-prego-galego ou macaco-prego-
dourado. O recém-nascido – uma fêmea, batizada de Maria – é o primeiro representante dessa
espécie nascido em cativeiro, ou seja, em um local isolado, preparado para abrigar um animal.

Maria deixou esperançosos os cientistas, pois


seu nascimento é a primeira de uma série de ações
para a conservação da espécie, que corre o risco de
desaparecer. Atualmente, o Zoológico de São Paulo
tem dois casais de macaco-prego-dourado,
incluindo os pais de Maria. Assim, os
pesquisadores acreditam que outros filhotes ainda
possam nascer, o que permitiria aumentar o
número de animais dessa espécie, já que novos
casais poderiam ser formados e, no futuro, se
reproduzir.
O nascimento de Maria também merece ser
comemorado porque estamos falando de uma
espécie que ficou mais de 200 anos sem ser vista.
Em 2004, porém, pesquisadores do Centro de
Proteção de Primatas Brasileiros (CPB)
encontraram pequenas populações de macaco-
Maria, o filhote de macaco-prego-dourado prego-dourado em regiões da mata atlântica de
nascido no Zoológico de São Paulo (foto: Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. A
Adriano Gambarini/Banco de imagens do princípio, eles pensaram estar diante de uma nova
CPB/CMBio). espécie, mas, depois de muitos estudos,
concluíram que ela estava presente em escritos e
desenhos do naturalista alemão Georg Marcgrave,
datados de 1648. Além disso, também havia sido
descrita, em 1778, com o nome de Símia flavia (macaco-dourado, em latim), por Yohann Schreber.
Desde a descrição feita por esse naturalista alemão, porém, não havia mais sido encontrada.
Os pais de Maria e o outro casal de macaco-prego-dourado do Zoológico de São Paulo, no
entanto, não chegaram ali por conta da redescoberta feita em 2004 pelo CPB. Na verdade, eles
faziam parte de um grupo de 14 macacos dessa espécie apreendidos em cativeiros ilegais, junto
com outros animais, na região da Zona da Mata nordestina em operações do Instituto Brasileiro
do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Encaminhados para o CPB, eles seguiram,
depois, para o zôo paulista.

Um morador do Nordeste

Típico da Zona da Mata nordestina, o macaco-prego-dourado tem um espesso pêlo


dourado. “Esse animal mede aproximadamente meio metro, sem contar a cauda, e pesa, no
máximo, três quilos. É, geralmente, onívoro: se alimenta tanto de frutos, flores e sementes,
quanto de insetos, ovos e pequenos artrópodes”, explica Marcos Fialho, ecologista do CPB,
lembrando que o macaco-prego-dourado ainda precisa ser melhor estudado, pois é pouco
conhecido pelos cientistas, já que ficou mais de 200 anos sem ser encontrado por eles.
Nesse sentido, uma equipe do CPB realiza, atualmente, um mapeamento da espécie, ou
seja, uma extensa pesquisa para descobrir onde são encontradas, no país, as populações desse
tipo de macaco. “Nosso objetivo é concluir esse trabalho até o final de 2008”, conta Marcos Fialho,
que acredita na existência de, aproximadamente, 20 populações de macaco-prego-dourado na
Zona da Mata nordestina. A partir disso, os pesquisadores do CPB pretendem elaborar um plano
de ação para conservar a espécie e, então, levar os macacos que estão em cativeiro de volta para
casa. No total, isso pode levar de 10 a 30 anos para acontecer.
Saber onde estão e qual o número de macacos-pregos-dourados que existem no país
também pode contribuir para que esses bichos sejam incluídos na próxima versão da lista de
espécies ameaçadas de extinção da fauna brasileira. Aliás, depois do nascimento de Maria, o
diretor do Zoológico de São Paulo assinou um documento que garante a adesão do macaco-prego-
dourado ao programa de conservação em cativeiro. O primeiro filhote dessa espécie a nascer
assim – bem como sua família – agradece!

Rachel Rimas
Ciência Hoje das Crianças
20/06/2008
EXERCÍCIO

1 – Qual é o assunto da notícia?


________________________________________________________________________________
2 – Qual a importância do que está sendo anunciado?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
3 – Onde a espécie em questão (o macaco-prego dourado) foi vista?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
4 – Como os pais de Maria foram parar no zoológico? O que havia acontecido a
eles foi certo? Por quê?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
5 – No texto, há uma descrição do animal. Copie-a.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
6 – Você acha que foi bom o nascimento de Maria? Por quê?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________