Você está na página 1de 12

. Salvator Mundi...

Em França, Leonardo fez uma pintura para o Rei Luís Xii entre 1506 e 1513, representando
Jesus Cristo como salvador do mundo. Depois perdeu o quadro...
A pintura mostra Cristo como rei e Salvador do mundo; é representado de frente, segurando
uma esfera transparente que simboliza a totalidade do cosmos, isto é, a esfera das estrelas
fixas que é o máximo para o que alcança a visão humana.
Aparentemente, a obra original é a de " Azul ", embora investigadores afirmam que o original é
a de " Vermelho e azul "...
É suposto as obras de Leonardo da Vinci reflectirem a procura quase obsessiva da verdade e a
representação exacta de tudo o que o rodeia. As obras de arte, afinal eram uma extensão da
expressão dos seus estudos científicos. Usando o que se sabe sobre o Leonardo, os seus
escritos e os códigos como ponto de partida para rever o original " Salvatore Mundi " e
imagens " Restauradas ", ocorre uma série de anomalias na pintura restaurada que são
inconsistentes com as técnicas Do Artista, pela precisão de geometria simétrica, cores e
sombras.
Vários testes e um exame minucioso convenceram os peritos que a pintura em vermelho e azul
que é genuína. Foram feitos infravermelhos e testes de ultra-Violeta, juntamente com os raios-
X e revelou uma série de detalhes interessantes:
As pérolas à volta da jóia foram alteradas.
Uma Cruz foi removida da esfera (não com muito sucesso).
Leonardo desviou-se do seu esquema básico muito pouco. Testes infravermelhos mostraram o
esboço original atrás da pintura. Os raios-x mostram que a pintura foi aplicada em camadas em
uma base de madeira. Esta técnica foi utilizada muitas vezes por Leonardo durante os seus
últimos cinco anos de trabalho.
Uma análise detalhada das medidas e proporções é uma indicação muito reveladora da
autenticidade devido ao alinhamento perfeito que é mostrado claramente na tinta vermelha e
azul... no passado dia 15 de novembro, um retrato pintado por Leonardo Da Vinci há cinco
séculos, "Salvator Mundi", tornou-se a peça mais cara da história.
A Casa Christie ' s a-a por 450,3 milhões de dólares (382 milhões de euros), o preço mais
elevado alcançado até agora por uma peça que chega a uma licitação pública.
O recorde anterior tinha a obra " les femmes d ' Alger " de Pablo Picasso, vendida em 179,4
milhões de dólares em maio de 2015. " Salvator Mundi " (Salvador do mundo) foi adquirida por
um comprador não identificado que participou Ao telefone na licitação que mal durou 20
minutos na casa de leilões de Nova Iorque. A Christie ' s só disse que o comprador era um
coleccionador privado europeu, mas os media identificaram-no como o bilionário russo dmitry
rybolovlev, notícias ainda não confirmadas.
O retrato restaurado, uma representação etérea de Jesus que data aproximadamente do ano
de 1500, é um dos menos de 20 retratos conhecidos do artista renascentista que ainda
existem...
Salvator Mundi, quadro de Leonardo da Vinci. É a pintura mais cara vendida até agora, por um
montante de 450 milhões de dólares. Foi adquirida por um comprador anónimo.
Muitos críticos e analistas da arte em geral duvidam da origem do quadro, não se sabe com
exactidão se foi pintado pelo mesmo Leonardo ou por um dos seus aprendizes.
O esfera mostrado no quadro é uma das principais razões para duvidar de quem é a obra. Este
não tem o efeito invertido que normalmente têm este tipo de objetos. Mas, indo além, o
esfera nas pinturas dessa época era pintado dessa forma, transparente, pois significava o
conhecimento divino (este esclarece, não distorce). Por isso, por este "pequeno deslize" Não
se pode duvidar da sua proveniência.
Outro detalhe que afirmaria a mão de Leonardo sobre a obra são os traços androginos de
Cristo, selo que coloca muitas das suas pinturas.
Nota-se a influência de Leonardo sobre a pintura, mas é realmente feito por Leonardo da
Vinci?, têm argumentos críticos para dizer não?

Só há no mundo umas 16 pinturas acabadas de Leonardo da Vinci. A última foi descoberta, e


foi leilão há uma semana, tornando-se a peça mais cara da história, 450 milhões de dólares
(382 milhões €).
Salvator Mundi representa um Cristo de olhar profundo, que sustenta um cosmo na mão
esquerda.
Foi pintada para o Rei Luís Xii da França 🇫🇫 e passou pelas mãos de outros monarcas, até
chegar ao poder de Carlos I de Inglaterra, 🇫 que a colocou no palácio de greenwich.
O filho ilegítimo de Carlos II, vendeu-a e foi lá onde perdeu a sua pista, desapareceu durante
anos e foi-se cobrindo de capaz de pintura velha, escondendo a sua qualidade e em 1958 foi
inventariada como cópia e vendida por 50 Depois de vários anos na clandestinidade, aparece
na colecção de um milionário russo, que decide vendê-la, iniciando o leilão em 85 milhões.
O " s " = Salvator, o " M " = forma do cogumelo, por mundi, e a cruz é um símbolo templário.
Tudo tem um profundo significado simbólico.

A pintura real de salvator mundi por Leonardo em " Vermelho e azul " tem mais de 35
símbolos dentro dela do pescoço para baixo, a maioria em " de forma micro ", que o grupo de
investigação Leonardo da Vinci descobriu , é um dos métodos que Leonardo inventou para
incluir mensagens em todas as suas obras-primas.
Este é outro exemplo de Leonardo tem escondido números e letras em forma micro, neste
caso no " esfera " e combinação com outro gesto do " dedo indicador acima ", apontando para
o perfil de Leonardo, o rosto de da Vinci.

A Arquitectura da obra do estudante em " Azul " é involuntariamente assimétrica ao contrário


do " Vermelho e azul ". só há um símbolo em evidência, agora é conhecido como um balão.
Anteriormente a palavra mundo teria sido referida como um " esfera ". outras mudanças
infelizes no trabalho do estudante é que o " Z ", que significa o sistema de criptografia " M " foi
desaparecido como um símbolo e a " Cruz Templários " Abaixo dela, vê-se claramente na
pintura de cor "Vermelho e azul" de Leonardo. Isto significa que os dois símbolos muito
importantes faltam na obra "Azul", uma indicação muito clara de que Leonardo não completou
esse quadro.

Interesses relacionados