Você está na página 1de 9

Obra: “EN1O1, KM 80+650 ROTUNDA DA LOUREIRA”

DESENVOLVIMENTO DO PLANO DE SEGURANÇA E SAÚDE

PLANO DE TRABALHOS COM

RISCOS ESPECIAIS (PTRE) “Demolições”

Dono de Obra:

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3
PTRE n.º: 3
PLANO DE TRABALHOS COM Revisão: 00
RISCOS ESPECIAIS Data: 07/09/2018
Página: 2 de 9

DESIGNAÇÃO DA ATIVIDADE DE RISCO: Demolições

ÍNDICE

ENQUADRAMENTO.................................................................................................... 3

Objetivo........................................................................................................................ 3

Âmbito.......................................................................................................................... 3

MÉTODOS E PROCESSOS CONSTRUTIVOS................................................................4

Descrição dos Trabalhos................................................................................................ 4

MEIOS HUMANOS AFETOS........................................................................................ 6

EQUIPAMENTOS A UTILIZAR...................................................................................... 6

ANÁLISE E AVALIAÇÃO DE RISCOS............................................................................7

MEDIDAS DE PREVENÇÃO E PROTEÇÃO....................................................................7

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI).....................................................8

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA (EPC’S)....................................................7

CONDICIONALISMOS................................................................................................. 8

PLANO DE DESVIO DE TRÂNSITO..............................................................................9

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3
PTRE n.º: 3
PLANO DE TRABALHOS COM Revisão: 00
RISCOS ESPECIAIS Data: 07/09/2018
Página: 3 de 9

DESIGNAÇÃO DA ATIVIDADE DE RISCO: Demolições

ENQUADRAMENTO

Objetivo
O presente Plano de Trabalhos com Risco Especial (PTRE) é elaborado ao abrigo do disposto no Artigo 7º do Decreto-lei
273/2003 de 29 de outubro, em virtude de trabalhos e atividades consideradas de risco especial.
Este PTRE serve para especificar o modo operatório da atividade em questão e servir de base para identificação e
avaliação dos riscos envolvidos na execução das tarefas implícitas na atividade de “Demolições” e as medidas
preventivas a implementar, mantendo todos os intervenientes informados sobre as mesmas. Desta forma podemos
antecipar possíveis comportamentos de risco e eliminá-los.

Âmbito
Este PTRE é aplicável aos trabalhos de “Demolições” no âmbito da obra “EN1O1, KM 80+650 ROTUNDA DA LOUREIRA”,
tendo em consideração os condicionalismos da envolvente e especificidades do projeto de execução.
Está previsto a demolição de um muro em alvenaria de pedra que se encontra na berma da EN101, com cerca de 60m
de desenvolvimento, conforme se encontra representado a seguir, na figura n.º 1.

Figura 1 – Localização do muro a demolir

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3
PTRE n.º: 3
PLANO DE TRABALHOS COM Revisão: 00
RISCOS ESPECIAIS Data: 07/09/2018
Página: 4 de 9

DESIGNAÇÃO DA ATIVIDADE DE RISCO: Demolições

MÉTODOS E PROCESSOS CONSTRUTIVOS

Descrição dos Trabalhos


Antes de se iniciar as demolições, o Dono de Obra deverá garantir que todas as infra-estruturas condicionantes à
execução dos trabalhos se encontram desactivadas (por exemplo instalações eléctricas, telefones, etc.). Os trabalhos
de demolição apenas serão realizados após garantia do anteriormente exposto.
Não obstante, durante a execução dos trabalhos caso sejam detetadas infraestruturas desconhecidas
potencialmente ativas, os trabalhos devem ser imediatamente suspensos, e comunicado ao Dono de Obra/Fiscalização
a sua existência, de forma a agir em conformidade.

Para a demolição do muro contiguo à EN 101, a área de trabalho interna será vedada e sinalizada através de rede
sombra ou rede sinalizadora. Por sua vez, junto à via será implementado um bisel materializado com PMP´s,
complementado com flat cones ou cones, delimitando a zona de trabalhos.
A vedação da área circundante da zona a demolir (com exceção junto à EN 101) será implementada tendo como
base a distância linear mínima de uma vez e meia a altura do muro e, tendo em atenção o espaço necessário às
manobras dos equipamentos e à possível projeção de materiais.
Antes e durante a actividade serão realizadas inspecções visuais permanentes de forma a constatar a permanente
estabilidade estrutural para a concretização dos trabalhos. Caso esta não se verifique, os trabalhos deverão ser
suspensos, devendo ser escorados, entivados e/o saneados os elementos construtivos que apresentem instabilidade.
Se necessário, os elementos a demolir deverão ser humedecidos regularmente a fim de evitar a emissão de
poeiras.
Todos os trabalhadores envolvidos nesta tarefa terão formação específica para o trabalho a realizar.
As demolições a executar serão realizadas através das seguintes metodologias:

1. Demolição mecânica
A demolição mecânica será efectuada com recurso a equipamentos mecânicos pesados, nomeadamente giratória
e retroescavadora. Estes deverão ter caraterísticas técnicas que permitam um alcance adequado à altura do muro a
demolir. A estes equipamentos poderão ser complementados através do acoplamento de outros equipamentos
complementares, tais como tesoura, martelo ou balde.
Os equipamentos deverão ser estabilizados nas proximidade da estrutura a demolir, garantindo todavia uma
distância de segurança de forma a não serem atingidos pela queda do escombro. Esta distância deverá ser ajustada
atendendo à condição e dimensão do muro a demolir.

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3
PTRE n.º: 3
PLANO DE TRABALHOS COM Revisão: 00
RISCOS ESPECIAIS Data: 07/09/2018
Página: 5 de 9

DESIGNAÇÃO DA ATIVIDADE DE RISCO: Demolições

Sempre que necessário, e de forma a que os equipamentos tenham altura suficiente para realizar a demolição das
estruturas mais altas, serão criadas plataformas de trabalho com o próprio escombro devidamente regularizadas, para
posicionamento dos equipamentos.
A demolição é realizada “puxando” de forma fracionada e controlada, as estruturas com o braço do equipamento
para o lado oposto da estrada, criando através das paredes externas contíguas à estrada, uma contenção para o
escombro que vai sendo demolido, de forma a que este não atinja/seja minimizado a sua projeção para a via pública.
Durante o decorrer da demolição mecânica, os trabalhadores apeados devem manter-se afastados, quer da zona a
demolir, quer dos equipamentos de trabalho.
Todos os equipamentos utilizados devem ser combinados e munidos de proteção FOP´s e ROP’s, e dispor de
manual de instruções em português, de manutenção periódica obrigatória atualizada de acordo com as especificações
do equipamento e devem ter todos os dispositivos de segurança funcionais (pirilampo, aviso sonoro de marcha-atrás,
buzina, etc.). Deve ser garantida a aptidão do manobrador para a utilização da máquina em questão.

2. Demolição manual
Este tipo de demolição poderá ser necessário para remover elementos de pequena dimensão e/ou frágeis cuja
quebra possa produzir fragmentos que impeçam e/ou dificultem o normal desenrolar da actividade. Caso o local a
aceder não se encontre devidamente protegido, deverão ser implementadas medidas preventivas atendendo aos
riscos identificados, nomeadamente no caso do risco de queda em altura a implementação de linhas de vida (fixas a
locais robustos e estáveis) às quais os trabalhadores deverão fixar-se através de um arnês de segurança.
Deverá ser sempre garantido um meio de acesso adequado e devidamente estável. A utilização de uma escada de
mão como plataforma de trabalho num posto de trabalho em altura deve ser limitada aos casos em que não se
justifique a utilização de um equipamento mais seguro em razão do nível reduzido de risco, da curta duração de
utilização e onde as características existentes do local não possam ser alteradas.
A demolição manual será feita com recurso a ferramentas e equipamentos manuais, nomeadamente martelo
pneumático e/ou elétrico. Para tal os trabalhadores deverão munir-se de proteção auricular.
Na grande maioria, a intervenção manual ocorre na fase posterior à demolição mecânica, pelo que devem ser
previamente verificadas e garantidas que as condições de acesso são seguras e desprovidos de entulho
Os trabalhadores devem conhecer o funcionamento das ferramentas manuais que utilizam, sejam elas elétricas ou
não e devem garantir o seu correto funcionamento e condições de segurança durante o seu uso. Todos os
trabalhadores devem ter formação específica no âmbito da execução da tarefa.

Posteriormente o encaminhamento dos elementos demolidos/escombro, será para vazadouro, ou outra entidade
definida para o efeito.

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3
PTRE n.º: 3
PLANO DE TRABALHOS COM Revisão: 00
RISCOS ESPECIAIS Data: 07/09/2018
Página: 6 de 9

DESIGNAÇÃO DA ATIVIDADE DE RISCO: Demolições

No decorrer de qualquer um dos tipos de demolição a executar, os trabalhadores devem garantir o uso
permanente dos EPI’s obrigatórios.
Sempre que possível, molhar com água as zonas a demolir, por forma a minimizar a emissão de poeiras.

MEIOS HUMANOS AFETOS

Está prevista a alocação dos seguintes meios humanos:

 Encarregado
 Manobradores
 Trolhas
 Serventes
 Motoristas

A realização das diversas tarefas será acompanhada pelo Encarregado, pelo Diretor Técnico, pelo Diretor de Obra e,
ocasionalmente, pelo Técnico de Prevenção e Segurança que garantirão o cumprimento do planeamento estabelecido
para a obra e fazer cumprir com o presente procedimento de segurança.

EQUIPAMENTOS A UTILIZAR

Para a realização dos trabalhos prevê-se a utilização de:


 Giratória (com ou sem martelo, tesoura, balde, riper)
 Retroescavadora
 Martelo (pneumático e/ou elétrico)
 Compressor
 Gerador (se necessário)
 Camiões

ANÁLISE E AVALIAÇÃO DE RISCOS

Os principais riscos associados a esta operação estão identificados e avaliados nas Matrizes de Avaliação de Riscos
(MAR) abaixo listadas e em anexo a este documento, tendo as mesmas sido verificadas antes da elaboração deste
PTRE.

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3
PTRE n.º: 3
PLANO DE TRABALHOS COM Revisão: 00
RISCOS ESPECIAIS Data: 07/09/2018
Página: 7 de 9

DESIGNAÇÃO DA ATIVIDADE DE RISCO: Demolições

 MAR n.º 011 – Motorista de Pesados


 MAR n.º 030 – Demolições com recurso a meios mecânicos
 MAR n.º 031 – Demolições manuais

Os riscos avaliados estão, também, descritos no Plano de Prevenção e Verificação (PPV) anexo ao presente PTRE.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO E PROTEÇÃO

As medidas de prevenção / proteção associadas a este PTRE estão descritas nas Matrizes de Avaliação de Riscos acima
listadas, assim como no Plano de Prevenção e Verificação (PPV) – documentos anexos a este PTRE.

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA (EPC’s)

A prevenção de acidentes de trabalho deve ser uma preocupação em todas as etapas de execução da obra, estando
prevista a utilização dos seguintes EPC’s associados a esta atividade em particular:
 Vias de circulação bem definidas
 Sinalização provisória nos acessos ou proximidade do estaleiro
 Rede sinalizadora
 Rede beckaert provida de rede sombra
 Cones e flat cones
 PMP´s
 Rega dos elementos demolidos

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI)

Para a realização dos trabalhos prevê-se a utilização dos seguintes EPI´s por forma a minimizar os efeitos dos riscos na
segurança e saúde dos trabalhadores afetos:
 Utilização contínua:
o Botas de biqueira e palmilha de aço
o Capacete de proteção
o Colete de alta visibilidade

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3
PTRE n.º: 3
PLANO DE TRABALHOS COM Revisão: 00
RISCOS ESPECIAIS Data: 07/09/2018
Página: 8 de 9

DESIGNAÇÃO DA ATIVIDADE DE RISCO: Demolições

 Utilização pontual ou esporádica:


o Luvas de proteção mecânica
o Arnês de segurança
o Óculos de proteção
o Máscara para poeiras
o Linhas de vida
o Protetores auriculares

A utilização dos EPI´s de uso eventual será determinada pela avaliação de riscos do local de trabalho, em função da
natureza do mesmo e das actividades que concorrem simultaneamente no mesmo local. Neste contexto, é essencial a
acção conjunta do encarregado e do técnico de segurança.

CONDICIONALISMOS

Registam-se, a seguir, informações sobre as condições e meio ambiente de trabalho que possam condicionar o
planeamento e a normal execução das tarefas:
 Estrada Nacional N.º 101 (EN 101) ativa.
Para delimitar os trabalhos, está previsto a colocação de Perfis Móveis de Plástico (PMP´s), preenchidos com água e
interligados e rede beckaert provida de rede sombra.
Colocar sinalização de segurança na rede bekaert, virada, para os passeios adjacentes às zonas a demolir com a
seguinte inscrição: “Perigo: Queda de de objetos” ou “Perigo: Demolição”
Encaminhar os peões para o outro lado, com os sinais “D7b: passagem obrigatória de peões”, junto às passadeiras mais
próximas das zonas a demolir, ou no caso de não existirem, colocar os sinais em zonas de menor risco para os peões
atravessarem a via para o outro lado.
Apesar de se prever que todos os trabalhos de demolição não interfiram directamente com a EN 101, pois serão
realizados todos fora da estrada, como medida de prevenção, será implementado o esquema de sinalização
temporária, do manual da JAE, “Perigos Temporários – Perigo na via com circulação alternada P 03”, devidamente
adaptado às características da estrada e à sinalização temporária já prevista, e implementada, no Plano de sinalização
temporária.
 Actividades simultâneas ou incompatíveis que decorram na sua proximidade
 Redes de infraestruturas existentes (enterradas ou aéreas)
 Proximidade de linhas elétricas de média e alta tensão
 Caminhos rurais, ruas municipais

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3
PTRE n.º: 3
PLANO DE TRABALHOS COM Revisão: 00
RISCOS ESPECIAIS Data: 07/09/2018
Página: 9 de 9

DESIGNAÇÃO DA ATIVIDADE DE RISCO: Demolições

 Residências contíguas, habitantes

Plano de desvio de trânsito

A atividade de risco especial “Demolições”, não afigura a necessidade de um desvio de trânsito relativamente ao
existente.

PTRE elaborado por: Verificado por: Validado por: Aprovado por:

Diretor Técnico de Empreitada Coordenação Segurança Dono de Obra


Técnico de Prevenção e Segurança Data: ___/___/______ Data: ___/___/______ Data: ___/___/______
Mod I/101.3